Apresentação SEO

1,380 views

Published on

SEO (Search Engine Optimization) - otimização de sites para os mecanismos de buscas. É um conjunto de técnicas para que um site se posicione bem em alguma busca realizada pelo usuário, através de palavras-chaves.

Published in: Technology
1 Comment
2 Likes
Statistics
Notes
  • Recomendo muito esses excelente sites cadastrobuscadores.blogspot.com.br || cadastremeusite.blogspot.com.br || cadastrarsites.blogspot.com.br || divulgamossite.blogspot.com.br
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
1,380
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
28
Comments
1
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação SEO

  1. 1. Alessandra Ferreira Orientador: Fabio Andrijauskas
  2. 2. Apresentação <ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>Objetivo </li></ul><ul><li>Metodologia </li></ul><ul><li>Resultados </li></ul><ul><li>Conclusão </li></ul><ul><li>Trabalhos Futuros </li></ul><ul><li>Referências Bibliográficas </li></ul>
  3. 3. Introdução <ul><li>Com o surgimento da Internet, sentiu-se a necessidade de criar mecanismos de buscas para solucionar problemas de buscas de informações na rede. </li></ul><ul><li>Esses mecanismos surgiram em meados dos anos 90. </li></ul><ul><li>Possui uma interface no qual o usuário digita uma palavra chave ou frase, para obter uma informação. O algoritmo do sistema irá analisar as informações e retornará links no qual o conteúdo parece combinar com o termo digitado, a precisão dos resultados irá variar de acordo com o algoritmo utilizado. </li></ul>
  4. 4. Introdução <ul><li>Devido ao crescimento da Web a posição que um site ocupa nos resultados de busca pode determinar a sua existência e seu sucesso no futuro. </li></ul><ul><li>Surge então uma grande estratégia de marketing online SEO ( Search Engine Optimization) , que customiza os websites a fim de manipular os sistemas de buscas, objetivando o melhor ranking possível, gerando resultados consideráveis, tais como: aumento de tráfego, redução de custos, visibilidade através das primeiras posições nos resultados. </li></ul>
  5. 5. Objetivo <ul><li>Analisar as técnicas mais utilizadas em SEO, para que um site obtenha o melhor posicionamento nos resultados das buscas do Google, Yahoo!, Bing. </li></ul>
  6. 6. Metodologia <ul><li>Buscadores; </li></ul><ul><li>Os Mecanismos de Buscas; </li></ul><ul><li>Classificação dos Mecanismos Buscas; </li></ul><ul><li>Técnicas de SEO ( Search Engines Optimization ); </li></ul><ul><li>Projeto; </li></ul><ul><li>Ferramentas. </li></ul>
  7. 7. Buscadores
  8. 8. Buscadores A ComScore (empresa líder em mensuração do mundo digital), liberou as análises dos mecanismos de busca em Janeiro de 2010. Figura 1: Análise mecanismos buscas.
  9. 9. Mecanismos de buscas <ul><li>É um banco de dados que ajuda as pessoas a encontrar informações na Internet de acordo com as palavras ou termos digitados pelos usuários. </li></ul>
  10. 10. Classificação dos mecanismos de buscas <ul><li>Mecanismos de busca em robôs ( Spider , Crawlers ); </li></ul><ul><li>Diretórios ou Catálogos de buscas; </li></ul><ul><li>Mecanismos pagos por performance; </li></ul><ul><li>Caffeine. </li></ul>
  11. 11. Classificação dos mecanismos de buscas <ul><li>Mecanismos de busca em robôs ( Spider, Crawlers ) – é baseado em robôs que vasculham a páginas da Internet através de informações e classificam os sites de acordo com os links e os conteúdos encontrados. </li></ul><ul><li>Diretórios ou Catálogos de buscas – também chamados de “Base Humana” por terem que passar por análise humana, a boa classificação do site se dará devido à informação que foi fornecida durante o cadastramento do site. O Banco de Dados é dividido em diretórios. </li></ul>
  12. 12. Classificação dos mecanismos de buscas <ul><li>Mecanismos pagos por performance ou por inclusão paga- utiliza o resultado de outros mecanismos de buscas para expor em suas listas de resultados, as empresas contratam e pagam uma taxa única para obter esse mecanismo. </li></ul><ul><li>Caffeine - analisa a web em &quot;pequenos pedaços&quot; e atualiza o índice de busca de forma contínua, ou seja, quando encontra novas páginas, ou novas informações em páginas existentes, elas são inseridas diretamente no índice, assim os resultados de buscas tornam-se sempre atualizados. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>SERP ( Search Engine Results Page ) - páginas que contém os resultados das buscas. </li></ul>
  14. 14. SERP ( Search Engine Results Page ) <ul><li>Resultados Naturais (Orgânicos) – Esses resultados são retornados pelos mecanismos de buscas baseados na popularidade de um site para cada palavra-chave e são obtidos de forma gratuita. </li></ul><ul><li>Links Patrocinados – Diferente dos resultados orgânicos paga-se um valor para obter o mecanismo de busca que garante a exibição do site na lista dos resultados pagos. O posicionamento varia de acordo com o investimento feito. </li></ul>
  15. 15. SERP (Search Engine Results Page) Figura 2: Tipos de Resultados SERP .
  16. 16. <ul><li>Para o site ser encontrados nas pesquisas realizadas nos buscadores, existem técnicas chamadas de SEO ( Search Engines Optimization ). </li></ul>
  17. 17. SEO <ul><li>SEO ( Search Engine Optimization ) significa otimização de sites para os mecanismos de buscas. É um conjunto de técnicas para que um site se posicione bem em alguma busca realizada pelo usuário, através de palavras-chaves. (GABRIEL, 2009) </li></ul><ul><li>Segundo pesquisas realizadas, a maior parte dos usuários visita os sites posicionados nas primeiras dez colocações dos resultados, ou seja a primeira página dos resultados, os demais usuários verificam até as três primeiras páginas do resultado. (SILVEIRA, 2002). </li></ul>
  18. 18. SEO <ul><li>A otimização de sites permite que os mecanismos de busca localizem as informações e classifiquem os sites nas melhores posições. (SILVEIRA, 2002). </li></ul><ul><li>Um site encontrado e bem posicionado, demonstra ao usuário ser um site confiável além de estar nas primeiras classificações dos mecanismos de busca. As técnicas de SEO são gerenciadas por uma interface, implementado em código HTML. (LEDFORD, 2009) </li></ul>
  19. 19. SEO <ul><li>Pode ser dividida em : </li></ul><ul><li>SEO on Page ; </li></ul><ul><li>SEO off Page . </li></ul>
  20. 20. SEO On Page <ul><li>Segundo Fleischner (2009), On Page é a otimização interna de um site de uma forma simples. Com essa otimização pode-se melhorar a forma como os motores de busca vêem o site. </li></ul>
  21. 21. SEO On Page <ul><li>Palavras chave; </li></ul><ul><li>URL; </li></ul><ul><li>Tag Title; </li></ul><ul><li>Tags Meta; </li></ul><ul><li>Tag Heading; </li></ul><ul><li>Alt Tags; </li></ul><ul><li>Meta Description; </li></ul><ul><li>Meta Keyword; </li></ul><ul><li>Meta Robots; </li></ul><ul><li>Conteúdo; </li></ul><ul><li>Robots.txt; </li></ul><ul><li>Sitemap. </li></ul>
  22. 22. <ul><li>Segundo Fleischner (2009), Off Page são as otimizações feitas fora das páginas do site que afetam o seu Google ranking. Essas técnicas são consideradas as mais poderosas para os resultados de pesquisa. </li></ul>SEO Off Page
  23. 23. SEO Off Page <ul><li>Mídias Sociais; </li></ul><ul><li>Links ; </li></ul><ul><li>Diretórios; </li></ul><ul><li>Page Rank ; </li></ul><ul><li>Speed Page ; </li></ul><ul><li>Black Hat . </li></ul>
  24. 24. SEO On Page x SEO Off Page <ul><li>Na tabela 1, uma breve comparação entre Otimização de Sites na parte gratuita (Orgânica) e Links Patrocinados (PPC). </li></ul><ul><li>Tabela 1: Comparação Orgânica x Links Patrocinados. (LEDFORD 2009) </li></ul>
  25. 25. Projeto <ul><li>O Dicas Info 10, é um site com conteúdo em informática. </li></ul><ul><li>Figura 3: O site http://www.dicasinfo10.com.br </li></ul>
  26. 26. Projeto <ul><li>Cadastro nos Buscadores (Google, Yahoo!, Bing); </li></ul><ul><li>Palavras chave ; </li></ul><ul><li>Conteúdo; </li></ul><ul><li>Otimização das imagens; </li></ul><ul><li>Sitemap; </li></ul><ul><li>Cadastro nas redes sociais (Youtube, Videolog Twitter, Dihitt , RSS, DMOZ,). </li></ul>
  27. 27. Projeto <ul><li>Cadastros realizado nos buscadores. </li></ul><ul><li>Google: </li></ul><ul><li>Figura 4: Html Google. </li></ul><ul><li>Bing: </li></ul><ul><li>Figura 5: Html Bing. </li></ul><ul><li>Yahoo! </li></ul><ul><li>Figura 6: Html Yahoo!. </li></ul>
  28. 28. Projeto <ul><li>Palavras relevantes ao conteúdo do site. </li></ul><ul><li>Figura 7: Palavras chave. </li></ul><ul><li>Conteúdo – Relevante a categoria do site. </li></ul><ul><li>Figura 8: Palavras chave. </li></ul>
  29. 29. Projeto <ul><li>Otimização das imagens: </li></ul><ul><li>Figura 9: Palavras chave. </li></ul><ul><li>Sitemap: </li></ul><ul><li>Figura 10: Mapa do Site. </li></ul>
  30. 30. Projeto <ul><li>Cadastro nas redes sociais: </li></ul><ul><li>Youtube: </li></ul><ul><li>Figura 11: Palavras chave. </li></ul><ul><li>Videolog: </li></ul><ul><li>Figura 12: Palavras chave. </li></ul>
  31. 31. Projeto <ul><li>Twitter : Essa rede social permite enviar e receber atualizações pessoais de outros contatos tweets . </li></ul><ul><li>Figura 13: Palavras chave. </li></ul>
  32. 32. Projeto <ul><li>Dihitt : É um site de troca e divulgação de notícias, blogs e opiniões. </li></ul><ul><li>Figura 14: Palavras chave. </li></ul><ul><li>Dihitt: </li></ul>
  33. 33. Ferramentas <ul><li>As ferramentas de SEO são de grande importância, pois oferecem recursos e auxiliam nas otimizações dos sites para obter melhores resultados no posicionamento do site. </li></ul>
  34. 34. Ferramentas <ul><li>Google Analytics ; </li></ul><ul><li>WebSite Grader ; </li></ul><ul><li>SEO Power Suite. </li></ul>
  35. 35. Resultados <ul><li>As otimizações começaram a partir de 10 de outubro de 2010, no qual pode-se notar na figura uma crescente em relação aos visitantes. </li></ul><ul><li>Figura 15: Google Analytics. </li></ul>
  36. 36. Resultados <ul><li>Google </li></ul><ul><li>Bing </li></ul><ul><li>Yahoo </li></ul>
  37. 37. Google <ul><li>O site obteve a terceira posição , primeira página. </li></ul><ul><li>Figura 16: Busca no Google. </li></ul>
  38. 38. Bing <ul><li>O site obteve primeira posição da segunda página. </li></ul><ul><li>Figura 17: Busca no Bing. </li></ul>
  39. 39. Yahoo! <ul><li>O site obteve a sétima posição da primeira página. </li></ul><ul><li>Figura 18: Busca Yahoo!. </li></ul>
  40. 40. Conclusão <ul><li>Em análise ao estudo realizado, conclui-se que com a evolução da Internet, milhares ou milhões de sites novos são criados podendo haver alteração no posicionamento de buscas. </li></ul><ul><li>Dessa maneira, o trabalho de otimização deve ser constante e as aplicações das técnicas de SEO ( Search Engine Optimization ) são fundamentais para a melhoria no ranking dos sites, nos mecanismos de buscas. </li></ul><ul><li>Sendo assim, se o site estiver bem posicionado no início da lista dos buscadores, terá como garantia a visibilidade, ou seja, ganho de visitas, aumento de vendas e retorno do investimento. </li></ul>
  41. 41. Trabalhos Futuros <ul><li>Para os trabalhos futuros, haverá a continuidade da otimização do site com as técnicas mais usadas, utilizando ferramentas para melhorar o posicionamento nos buscadores. </li></ul>
  42. 42. Referências Bibliográficas <ul><li>LEDFORD, Jerri L. SEO a Bíblia, Ed. Alta Books, 2009.  </li></ul><ul><li>SILVEIRA, Marcelo. Web Marketing: Usando Ferramentas de Busca, Ed. Novatec, 2002. </li></ul><ul><li>FELIPINI, Dailton. Sites de Busca – Como trazer milhares de visitantes para sua Loja Virtual. E-book. Disponível no site http://books.google.com/books?id=3j61x0ugB_QC&printsec=frontcove </li></ul><ul><li>  THUROW, Shari. Search Engine Visibility – New Riders Publishing, 2003. </li></ul><ul><li>GUROVITZ, Hélio. O Google quer dominar o mundo. Revista Exame , ed. 855, nov.2005. </li></ul><ul><li>WALTER, Aarron. Construindo websites que todos Encontram, Ed. Alta Books, 2010. </li></ul><ul><li>FELIPINI, Dailton. Google Top 10, Ed. Brasport, 2010. </li></ul><ul><li>CAIÇARA, Cícero Jr. PARIS, Wanderson Stoel. Informática, Internet e Aplicativos, Ed. IBPEX, 2007 </li></ul><ul><li>JERKOVIC, John I. SEO Warrior, Ed. Repkover, 2009.  </li></ul><ul><li>DEITEL, Harvey M. XML – Como programar, Ed. Bookman, 2001. </li></ul>
  43. 43. Referências Bibliográficas <ul><li>FELIPINI, Dailton. Google Top 10, Ed. Brasport, 2010. </li></ul><ul><li>comScore <http://www.comscore.com/Press_Events/Press_Releases/2009/7/comScore_Releases_June_2009_U.S._Search_Engine_Rankings> - Acessado em 30/04/2010. </li></ul><ul><li>SEO Marketing <http://www.seomarketing.com.br/sitemap.html> - Acessado em 02/05/2010. </li></ul><ul><li>DEITEL, Harvey M. XML – Como programar, Ed. Bookman, 2001.  </li></ul><ul><li>KENDZERSKI, Paulo. Web Marketing e Comunicação, Ed. Livro Web, 2009.  </li></ul><ul><li>http://www.comscore.com/Press_Events/Press_Releases/2009/7/comScore_Releases_June_2009_U.S._Search_Engine_Rankings> - Acessado em 30/04/2010.  </li></ul><ul><li>http://www.princiweb.com.br/servicos-internet/Otimizacao-Sites-SEO.aspx </li></ul><ul><li>http://marketeiro.wordpress.com/ </li></ul>

×