• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
"Articular as indústrias criativas e o turismo: a promoção de uma imagem regional distintivas"- Cluster Indústrias Criativas (ADDICT), Dr. Carlos Martins (Presidente)
 

"Articular as indústrias criativas e o turismo: a promoção de uma imagem regional distintivas"- Cluster Indústrias Criativas (ADDICT), Dr. Carlos Martins (Presidente)

on

  • 917 views

"Articular as indústrias criativas e o turismo: a promoção de uma imagem regional distintivas"- Cluster Indústrias Criativas (ADDICT), Dr. Carlos Martins (Presidente)

"Articular as indústrias criativas e o turismo: a promoção de uma imagem regional distintivas"- Cluster Indústrias Criativas (ADDICT), Dr. Carlos Martins (Presidente)

Statistics

Views

Total Views
917
Views on SlideShare
917
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
28
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    "Articular as indústrias criativas e o turismo: a promoção de uma imagem regional distintivas"- Cluster Indústrias Criativas (ADDICT), Dr. Carlos Martins (Presidente) "Articular as indústrias criativas e o turismo: a promoção de uma imagem regional distintivas"- Cluster Indústrias Criativas (ADDICT), Dr. Carlos Martins (Presidente) Presentation Transcript

    • As Indústrias Criativas e o Turismo carlos martins
    • Em 2050, 75% da população mundial viverá nas cidades, representando um influxo de 3,1 milmilhões de pessoas durante os próximos 40 anos
    • Em 2040, os BRIC poderão alcançar a riqueza dos G6 (EUA, Japão, Alemanha, Reino Unido, França e Itália)
    • Em 2050, a China e a Índia serão responsáveis por mais de 50% do aumento da procura energética
    • Nos países desenvolvidos, a nova economia do conhecimento tem vindo a crescer e o sector industrial a diminuir
    • A economia do conhecimento “virou do avesso” os modelos económicos, laborais e legais
    • Nos países ocidentais os jovens que iniciam a sua vida profissional terão em média 12mudanças de emprego ao longo da sua carreira
    • O open source vai influenciar todos os aspectos da nossa vida, incluindo o sistema de ensino, o sistema económico, o sistema político e o sistema cultural
    • Hoje 95% dos downloads de música são feitos de forma ilegal
    • As ideias transformaram-se em bens transacionáveis
    • As Indústrias Culturais e Criativas representam 4,5% do PIBe 3,2% do emprego da União Europeia, ocupando 8 milhões de pessoas
    • AS CIDADES LIDERAM A NOVA AGENDA
    • AS PESSOAS LIDERAM A NOVA AGENDA
    • AS IDEIAS LIDERAM A NOVA AGENDA
    • E a região Norte de Portugal?
    • Índice do PIB per capita do Norte é o mais baixo de Portugal e um dos mais baixos da Europa
    • O Norte tem 42% dos desempregados do país
    • A taxa de desemprego entre os jovens é de 33%
    • O Norte é a região mais populosa (35%) e mais jovem (38%) do país
    • O Norte concentra 25% dos investigadores em I&D e 35% das unidades de investigação
    • O Norte é responsável por 45%das exportações portuguesas
    • VALENÇA BRAGANÇAVIANA DO CHAVESCASTELO BRAGA GUIMARÃES VILA REAL Arco Metropolitano PORTO do Porto 3,7 Milhões px VISEU AVEIRO
    • Astúrias Vizcaya 1,1 M 1,1 M Zaragoza Corunha 1M /Vigo 2,1 Mh Litoral NoroestePeninsular Barcelona 5,8 M Arco M. Porto 5,5 M 3,7 Mh Madrid 6,4 M Valência 2,6 M Lisboa 2,8 Mh Alicante 1,9 M Múrcia Sevilha 1,4 M 1,9 M Cádiz Málaga 1,2 M 1,6 M
    • A economia criativa da regiãotem ainda uma expressão reduzida
    • Estrutura do sector criativo no Norte de PortugalValor total faturação = 1.200 M€ (1,3% da economia regional) SoQware  educa4vo  e   entretenimento     Artes  Plás4cas   Artes  Performa4vas   Rádio   1,45%   0,47%   1,36%   0,45%   Audiovisual   4,14%   Publicidade   Arquitetura   Bibliotecas,  Arq.,  Museus,   8,91%   7,51%   Cons.  Patrimonio   Design   0,95%   9,36%   Fotografia   1,67%   Artes  gráficas  e  Edição   Música   61,35%   2,38%  
    • Um cluster de Indústrias Criativas no Norte de Portugal
    • A ADDICT constitui-se como plataforma que, através do conhecimento, conectividade e promoção da Economia Criativa, propõe-secontribuir para o desenvolvimento económico, social e cultural da região e do país.
    • Fundadores:•  Fundação de Serralves•  Casa da Música•  Porto Vivo SRU•  Associação Comercial do Porto•  Associação Empresarial de Portugal•  Associação Nacional de Jovens Empresários•  Fundação da Juventude•  Universidade Católica Portuguesa•  Universidade de Aveiro•  Universidade do Porto
    • CIDADE / REGIÃO CRIATIVA Educação PESSOAS Retenção Classes CriativasCONHECIMENTO COMUNICAÇÃO CONETIVIDADE Empreendedorismo NEGÓCIOS Internacionalização das empresas Rede espaços criativos LUGARES Turismo Criativo
    • Investimentos estruturantes em curso
    • Infraestruturas de suporte
    • PROJECTOS  COMPLEMENTARES   •  PALÁCIO DAS ARTES (FUNDAÇÃO DA JUVENTUDE) ü Investimento Elegível: 1.939.641€  •  ÁRVORE XXI (COOPERATIVA ÁRVORE) ü Investimento Elegível: 1.543.807€•   •  FÁBRICA DO DESIGN E DA INOVAÇÃO (MUNICÍPIO DE PAREDES) ü Investimento Elegível: 6.446.816€ •  CENTRO DE CRIATIVIDADE DIGITAL (UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA) ü Investimento: 11.267.808€ •  INCUBADORA IC CERVEIRA (MUNICÍPIO VN CERVEIRA) ü Investimento Elegível: 1.185.593€
    • PROJECTOS  COMPLEMENTARES  •  CENTRO DE CRIAÇÃO DE TEATRO E ARTES DE RUA (MUNICÍPIO STA MARIA DA FEIRA) ü Investimento Elegível: 8.843.512€•  OLIVA CREATIVE FACTORY (MUNICÍPIO S. JOÃO MADEIRA) ü Investimento Elegível: 9.333.120€•  IMOD – INOVAÇÃO, MODA E DESIGN (MUNICÍPIO SANTO TIRSO) ü Investimento Elegível: 4.121.010€•  CACCAU – CENTRO APOIO CULTURA E CRIATIVIDADE (INOVA) ü Investimento Elegível: 1.872.925€•  P.INC / UPTEC (UNIVERSIDADE DO PORTO) ü Investimento Elegível: 19.000.000€
    • Investimentos empresariais
    • PROJECTOS  COMPLEMENTARES   •  PROJECTO INVESTIMENTO 2010 – 2012 (ARQUIPONTO - GABINETE DE ARQUITECTURA E CONSULTORES DE ENGENHARIA, LDA.) ü Investimento Total: 119.378€  •  INTERNACIONALIZAÇÃO DA ACTIVIDADE (FCO - FULLSERVICE COMPANY IN MULTIMEDIA, LDA.) ü Investimento Total: 240.042€  •  PROMOÇÃO E DIVULGAÇÃO DE OBRAS DE ARTE VANGUARDISTAS (GALERIA MÁRIO SEQUEIRA - NEW MEDIA AND PROJECTS, LDA.) ü Investimento Total: 690.385€ •  A PROMOÇÃO DA INDÚSTRIA CRIATIVA NACIONAL NO ESTRANGEIRO (IDEAL WORLD DESIGN, LDA.) ü Investimento Total: 96.651€ 
    • •  CRIAÇÃO DE EMPRESA DE PRODUÇÃO E DIFUSÃO DE CONTEÚDOS CRIATIVOS, CULTURAL E DE LAZER (OSTV, LDA.) ü Investimento Total: 368.706€•  MD II - MANUAL DIGITAL II (LUSOINFO II – MULTIMÉDIA, LDA.) ü Investimento Total: 598.332€•  ESCOLINHAS CRIATIVAS – CREATIVE SPACES FOR CREATIVE KIDS (TECLA COLORIDA – SOFTWARE EDUCATIVO, LDA.) ü Investimento Total: 708.844€•  P3.NET – PLATAFORMA NOTICIOSA ONLINE DE NOVA GERAÇÃO PARA JOVENS (PÚBLICO COMUNICAÇÃO SOCIAL, S.A.) ü Investimento Total: 968.649€
    • Grandes Eventos
    • PROJECTOS  COMPLEMENTARES   •  CAPITAL EUROPEIA DA JUVENTUDE (FUNDAÇÃO BRACARA AUGUSTA) ü Investimento Elegível: 4.500.000€ •  INTERNACIONALIZAÇÃO DOS AGRUPAMENTOS RESIDENTES DA CASA DA MÚSICA (FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA) ü Investimento Elegível: 1.541.229€  •  IMPROVISAÇÕES/COLABORAÇÕES (FUNDAÇÃO DE SERRALVES) ü Investimento Elegível: 1.653.886€•   •  ENTRE MARGENS (FUNDAÇÃO MUSEU DO DOURO) ü Investimento Elegível: 1.315.092€ •  BIENAL DE CERVEIRA 2011 – REDES (FUNDAÇÃO BIENAL DE ARTE DE CERVEIRA) ü Investimento: 883.320,00€
    • PROJECTOS  COMPLEMENTARES   •  AFONSO HENRIQUES – 900 ANOS, 900 HORAS DE CRIATIVIDADE (MUNICÍPIO DE GUIMARÃES) ü  Investimento: 746.765€  •  ESTALEIRO – IMAGENS, SONS E IDEIAS EM  MOVIMENTO (CURTAS METRAGENS – COOPERATIVA DE PRODUÇÃO CULTURAL, C.R.L.) ü Investimento: 974.233€ •  ART ON CHAIR.BIENAL (MUNICÍPIO DE PAREDES) ü Investimento: 1.095.536€  •  ODISSEIA – INVESTIGAÇÃO, FORMAÇÃO, CRIAÇÃO, MEDIAÇÃO (TEATRO NACIONAL SÃO JOÃO, E.P.E.) ü Investimento: 1.515.951€ •  PORTO 2.0 / MANOBRAS (MUNICÍPIO DO PORTO) ü Investimento: 1.998.840€ •  FESTIVAL DO NORTE (TURISMO DO PORTO E NORTE DE PORTUGAL) ü Investimento Elegível: 2.072.160€
    • É o maior e mais conhecido evento cultural da Europa
    • Modelo para as pequenas/médias cidades europeias•  Para as cidades que querem oferecer outras hipóteses de futuro aos seus cidadãos, que valorizam as suas capacidades e promovem o seu talento;•  Para as que estimulam a competitividade e o crescimento da sua economia criativa, tornando-a mais competitiva e inclusiva;•  Para todas as cidades pequenas e médias que apostam na colaboração internacional;•  Para as que investem na sustentabilidade e na inovação social;•  Para as que compreendem a importância do open source e da cultura digital e os integram na vida pública;•  Para as que procuram no turismo a melhoria da qualidade de vida dos seus cidadãos, oferecendo aos seus residentes temporários novas experiências e interações criativas;•  Para as que procuram novas formas de resolver os problemas urbanos.
    • Alguns projetos
    • Um espetáculo todo o ano
    • Outra Voz
    • Residências artísticas
    • Mi Casa Es Tu casa
    • Guimarães Play
    • Fundação Orquestra Estúdio
    • Plataforma de Produção de Cinema
    • Performance Architecture
    • Mapa para viajantes curiosos
    • Descobrir Guimarães
    • Pop Up Culture
    • Laboratório de Criação Digital
    • Laboratório de Moda
    • Find Lab
    • Talentos 2012
    • Serviço Educativo
    • Open Cities
    • Smaller Cities Network
    • A comunicação
    • Pertencer e participar
    • O que dizem de nós?
    • Primeiros resultados
    • Primeiros resultados (janeiro a junho 2012)•  950 eventos;•  Participação de mais de 8.000 vimaranenses não profissionais;•  Envolvimento de 250 entidades ou empresas da cidade;•  13.000 horas de voluntariado;•  Produção de30 novos filmes;•  Estreia mundial de 10 novas criações musicais;•  Realização de 20 residências artísticas de teatro e dança;•  200 workshops e 170 ações de serviço educativo ;•  Mais de 13.000 criadores, técnicos, produtores, conferencistas e outros profissionais trabalharam já no evento, dos quais, mais de 1.000 são estrangeiros;•  Mais de 100 eventos foram realizados nas ruas e praças de Guimarães e mais de 200 iniciativas foram desenvolvidos e apresentados fora da cidade.
    • Primeiros resultados (janeiro a junho 2012)•  Público direto dos eventos: 700.000 (os grandes eventos de rua trouxeram à cidade mais de 400.000 visitantes, as exposições já acolheram mais de 200.000 visitantes);•  Média de ocupação dos lugares de programação 80%;•  A estes números acrescem os milhões que assistiram à transmissão televisiva da cerimónia de abertura ;•  Os estudos de caracterização de públicos já desenvolvidos demonstram que 50% dos participantes nos eventos é de fora de Guimarães e 25% de fora do país, destacando-se o público espanhol, seguido do francês, belga, brasileiro e alemão;•  Os estudos confirmam ainda que metade dos visitantes pernoita na cidade e em média participa em três atividades da Capital Europeia da Cultura.
    • Primeiros resultados (janeiro a junho 2012)•  Crescimento de 50% na procura hotelaria da cidade;•  O crescimento da Taxa de Ocupação Quarto nas principais unidades hoteleiras de Guimarães, que passou de 47,3% em 2011 para 62,2%, em claro contraciclo com a realidade do Norte do país (que baixou de 33,9% para 31,3%) e nacional (onde a média decresceu de 42% para 38,6%.•  Aumento de 150% na procura presencial de informação turística;•  Aumento de 500 % nos acessos ao website do Turismo da CM Guimarães;•  O Paço dos Duques recebeu no primeiro semestre 210.000 visitantes e o Museu Alberto Sampaio quase 40.000, crescendo mais de 40% face a 2011.