Gartner symposium 2013

462 views
325 views

Published on

http://igovsp.net/

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
462
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
20
Actions
Shares
0
Downloads
17
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Gartner symposium 2013

  1. 1. Preparar líderes para o novo mundo digital  Esse foi o principal objetivo do Symposium/ITxpo 2013 do Gartner que realizou em Orlando, na Flórida.  A grande conferência atraiu mais de 10 mil profissionais, incluindo cerca de 3.000 CIOs.  Os analistas do Gartner fizeram mais de 550 apresentações, workshops, clínicas e mesas- redondas, bem como mais de mil entrevistas exclusivas (one-on-one), no local.
  2. 2. Rumo à Economia Industrial Digital ―Todo orçamento se torna hoje um orçamento de TI, toda empresa se transforma numa empresa de tecnologia, todo líder deve ser considerado um líder digital e cada pessoa, uma empresa de tecnologia.‖ Peter Sondergaard, chefe mundial de pesquisa e vice-presidente do Gartner
  3. 3. A Empresa Digital ―O executivo dessa nova empresa do século 21 precisa compreender a convergência de forças — que inclui redes sociais, mobilidade, internet e computação em nuvem. Todos os executivos precisam adquirir novas competências e habilidades, muitas vezes em tempo recorde.‖
  4. 4. Nexus das Forças A convergência das Quatro forças – redes sociais, mobilidade, cloud computing e informação – continuarão a impulsionar mudanças e a gerar novas oportunidades. Elas já impulsionam a procura por infra-estrutura avançada programável capaz de executar à escala da Internet, diz David Cearley, vice-presidente do Gartner.
  5. 5. Impacto da Internet das Coisas ―Internet das Coisas será da ordem de US$ 1,9 trilhão, em 2020, beneficiando uma vasta gama de indústrias, como a da saúde, o setor varejista e os transportes...‖ No Brasil, este faturamento pode chegar a US$ 6 bilhões este ano.
  6. 6. Internet das Coisas Em 2020 teremos mais 200 bilhoes de coisas conectadas, beneficiando um vasto campo de indústrias, como empresas de saúde, varejo e transportes. Segundo também o gartner, os estímulos de mercado para o crescimento da Internet das Coisas incluem o contínuo desenvolvimento de ―smart cities‖, dos automóveis e das casas inteligentes, além de uma cultura crescente de conectividade pessoal. Case de internet as coisas: A startup holandesa Sparked, por exemplo, desenvolveu um dispositivo de troca de informações via wireless para serem usados em vacas, proporcionando ao dono do gado detectar remotamente se alguma fêmea está grávida, doente ou perdida do rebanho
  7. 7. Futuro dos Fornecedores ―Muitos dos grandes fornecedores que estão no topo hoje em dia, como é o caso da Cisco, da Oracle ou da Microsoft, podem não ser líderes no novo mundo da Economia Industrial Digital.‖ Os líderes em áreas como computação em nuvem e mobilidade não eram muitas há cinco anos
  8. 8. US$ 26 bilhões em aplicativo móveis no mundo Neste ano, o faturamento de aplicativos móveis chegará a US$ 26 bilhões, bem superior aos US$ 18 bilhões comercializados em 2012. "Nossa expectativa é ter um forte crescimento nos downloads até 2014, o que deve diminuir um pouco nos anos seguintes. A média de downloads por aparelho deve ser alta nos primeiros anos, na medida em que os usuários compram novos dispositivos e se interessam por Apps. Com o tempo, os downloads se acumularão com um portfólio de aplicativos e esse número será moderado"
  9. 9. Big Data e Segurança ―Pesquisa revela que 64% das empresas ouvidas estão investindo ou planejam investir nestas tecnologias e, menos de 8% já as implantaram.‖
  10. 10. As 10 maiores Tendências Estratégicas 2014 1. Diversidade de Dispositivos Móveis e Gerenciamento 2. Aplicativos Móveis e Aplicações 3. Internet de Todas as Coisas (IoE) 4. Nuvem Híbrida e TI como "Service Broker” 5. Arquitetura Nuvem-Cliente 6. A Era da Nuvem Pessoal 7. Qualquer Coisa Definida como Software 8. TI em Escala de Internet 9. Máquinas inteligentes 10. Impressão 3-D
  11. 11. 1.Diversidade e gerenciamento de dispositivos móveis Até 2018,―tudo estará conectado em todos os lugares‖. A consequência da tendência do traga seu próprio dispositivo. Com o BYOD deverá dobrar ou até mesmo triplicar a força de trabalho móvel. 2.Aplicativos móveis e aplicações O Gartner recomenda criação de modelos de interface a usuários expandidos, incluindo voz e vídeo capazes de conectar pessoas em maneiras novas e diferentes. Aplicativos móveis continuarão a crescer, enquanto aplicações começarão a diminuir. Os apps são mais leves e mais direcionados, enquanto uma aplicação convencional é mais abrangente. 3.Internet das coisas P2P pessoa a pessoa, P2M pessoa a máquina, M2M Máquina a máquina, objetos, animais, vegetais, e minerais passarão a ter acesso a rede mundial de computadores, enviando dados captados por sensores. 4.Nuvem híbrida e a TI como agente de serviços Unir nuvens pessoais e serviços externos privados de nuvem é um imperativo. As empresas devem desenhar nuvens privadas com um futuro híbrido em mente, com a certeza da possibilidade de integração e interoperabilidade. 5.Arquitetura Cloud/Client Os modelos de computação cloud/cliente estão mudando. Nessa arquitetura, o cliente é uma aplicação rica rodando em um aparelho conectado à internet, e o servidor é um set de aplicações hospedadas em uma plataforma cada vez mais elástica de cloud.
  12. 12. 6.A era da nuvem pessoal A era da nuvem pessoal marcará um desvio dos dispositivos para serviços. Nesse novo mundo, as especificidades dos aparelhos serão a menor das preocupações das empresas. As pessoas escolherão usar um entre diversos eletrônicos, mas nenhum deles será um hub central. 7.Qualquer coisa definida por software Trata-se de um termo genérico que resume o momento do mercado para padrões aprimorados de programação de infraestrutura e interoperabilidade de data centers, alavancados pela automação inerente da computação em nuvem. 8.Web-Scale TI Trata-se de um padrão global de computação que entrega as capacidades de grandes provedores de serviço em nuvem dentro da TI corporativa. Companhias como Amazon, Google e Facebook estão reiventando a maneira com a qual a TI e serviços de TI são entregues. Suas capacidades de ir além na escala também incluem velocidade e agilidade. 9.Máquinas inteligentes Até 2020, a era das smart machines irá florescer com a proliferação de assistentes pessoais inteligentes, conselheiros digitais (como o supercomputador Watson, da IBM). Será a era mais disruptiva da história da TI, pois novos sistemas que começam a fazer o que, até então, apenas as pessoas podiam realizar. 10.Impressão 3D Os embarques mundiais de impressoras 3D devem aumentar 75% no ano que vem, seguidos da duplicação no ano seguinte. O mercado está ciente que a impressão 3D é real, viável e efetiva em termos de redução de custos por meio de design melhorado, protótipos e manufaturas em curto prazo.
  13. 13. Máquinas Inteligentes Máquinas inteligentes vão assumir empregos humanos em 2020 Robôs limpando sua casa? Máquinas que realizam cirurgias médicas? Não, não é coisa de filme de ficção científica: Um estudo do Gartner afirma que, até 2020, dispositivos conectados com sistemas altamente tecnológicos vão assumir cargos que hoje são ocupados por seres humanos. Ate o ano de 2020, deverá florescer uma proliferação de sistemas contextualmente conscientes, assistentes inteligentes pessoais, consultores inteligentes (como o computador IBM Watson) , sistemas industriais globais avançados e a disponibilidade pública dos primeiros exemplos de veículos autônomos. A era das máquinas perturbadora na história da TI. inteligentes será a mais
  14. 14. Impressão 3D "Hoje em dia, tudo o que você imaginar pode ser impresso em 3D.‖ A impressão 3D impactará na Revolução Industrial Digital – a TI passou a ser o catalisador da próxima fase de inovação nos ecossistemas pessoais e de negócios competitivos. Isso evidencia o início dessa Revolução, que ameaça remodelar a maneira como os produtos físicos são criados por meio da impressão 3D. Em 2018, a impressão em 3D causará a perda de pelo menos US$ 100 bilhões por ano de propriedade intelectual, em âmbito mundial.
  15. 15. Impressão 3D REMÉDIOS: o químico Lee Cronin, da Universidade de Glasgow, Escócia bolou um jeito de aplicar a tecnologia na criação de remédios ÓRGÃOS: Anthony Atala, da Universidade Wake Forest, EUA. recriou em laboratório a bexiga de sete voluntários, portadores de um grave defeito congênito, injetou-as em um molde biodegradável feito em uma impressora 3D e os implantou de volta nas pessoas. Funcionou. PRÓTESES: A equipe médica da Universidade Biomédica de Hasselt, Bélgica, implantou uma mandíbula artificial em uma paciente de 83 anos. Ela voltou a respirar, falar e mastigar apenas um dia depois do implante. CARROS: o apresentador de TV americana The Tonight Show, Jay Leno resolveu imprimir partes de seu Stanley Steamer 1909, um calhambeque movido a vapor. Isso aí, imprimir. Ressuscitou o carro com uma impressora 3D. CASAS: o italiano Enrico Dini Em 2007, criou uma megaimpressora 3D que usa areia e uma cola à base de magnésio para fazer casas. a construção demora até quatro vezes menos tempo do que pelo método tradicional. COMIDA: o projeto Cornucópia, criado brasileiro Marcelo Coelho e o engenheiro israelense Amit Zoran, é composto por uma impressora 3D de alimentos, um braço robótico para prepará-los e um mixer. ROUPAS: em 2011, os vestidos 3D da holandesa Iris van Herpen figuraram entre as 50 melhores invenções da revista americana Time.
  16. 16. O futuro só depende de nós Eric Schmidt – Chairman Executivo do Google "Esqueçam toda essa conversa sobre o domínio futuro das máquinas sobre o ser humano.” “A criatividade e a capacidade de inovação do Google não têm limites.”
  17. 17. Google investe maciçamente em inovação É um investimento de risco... "Mas, pelo menos, 10% dos projetos são focados em áreas totalmente diferentes de nosso núcleo central de atividades, mas 90% delas no mundo dos dados e da conectividade. E posso afirmar que investir em pesquisa é uma estratégia que dá resultados muito positivos". Exemplos:  Pesquisas sobre envelhecimento  Pesquisas sobre transportes  Pesquisa sobre chip embutido na pele
  18. 18. CIOs precisam entender a cultura, porque a tecnologia define a cultura... Steve Ballmer– CEO da Microsoft Corp "Como a maioria das coisas na vida, você precisa obter o ―yin e yang‖ CIOs têm que entender de tecnologia. Eles não têm que saber como escrever cada linha de código e fazer cada implantação, mas sentir-se confortáveis com a tecnologia é importante. Por outro lado, os CIOs precisam entender a cultura, porque a tecnologia define a cultura... a menos que você tenha esses dois elementos fortes, vai ser difícil ser um CIO de primeira classe daqui para frente.
  19. 19. Livro: To Sell is Human Daniel Pink – Autor de Drive e A Whole New Mind Neste novo livro Daniel Pink explora as maneiras pelas quais todos nós podemos melhorar nossas habilidades de vendas, em todas as áreas de nossas vidas Segundo o autor, quase todo mundo é agora um vendedor. Precisamos de adquirir três capacidades essenciais: a sintonia , flutuabilidade e clareza. A força de trabalho mudou com o aumento das pequenas empresas e startups, e as exigências nas grandes empresas estão mais amplas, pois a internet mudou a forma como as pessoas compram e vendem.
  20. 20. OBRIGADO! ADEMIR MILTON PICCOLI adepiccoli@gmail.com +55 51 8425.8011

×