SlideShare a Scribd company logo
FILOSOFIA 11.º ano
FILOSOFIA 11.º ano
Luís Rodrigues
A noção de paradigma
A noção de paradigma
1. O ambiente intelectual e tecnológico no qual o cientista desenvolve,
num dado momento histórico, o seu trabalho.
2. É o mapa que os investigadores usam na exploração da natureza.
FILOSOFIA 11.º ano
Thomas Kuhn e a evolução da ciência
Exemplo de paradigma.
A teoria de Newton
1. Pressuposto filosófico – Baseava-se numa representação filosófica da
natureza (conceção mecanicista do mundo natural, concebendo-o como
um sistema mecânico regido pelo jogo de forças).
2. Apoiava-se nas leis do movimento formuladas pelo próprio Newton.
3. Adotava uma determinada ideia de método (matematização da
física).
4. Defendia determinadas técnicas de observação e de experimentação.
FILOSOFIA 11.º ano
Thomas Kuhn e a evolução da ciência
A noção de paradigma
1. Dimensão teórica.
É um esquema de explicação e interpretação da realidade composto por
leis, teorias e conceções acerca do que é o mundo.
2. Dimensão prática.
Constitui um modelo de investigação e de pesquisa determinando o que
se deve investigar e como se deve fazê-lo.
Um paradigma fornece regras para resolver problemas e investigar a
natureza, para usar os instrumentos científicos disponíveis (como o
telescópio) e para avaliar se as explicações ou respostas obtidas são
boas.
FILOSOFIA 11.º ano
Thomas Kuhn e a evolução da ciência
A noção de paradigma

More Related Content

What's hot

As críticas a kuhn
As críticas a kuhnAs críticas a kuhn
As críticas a kuhn
Luis De Sousa Rodrigues
 
A Teoria dos Paradigmas de Thomas Kuhn
A Teoria dos Paradigmas de Thomas KuhnA Teoria dos Paradigmas de Thomas Kuhn
A Teoria dos Paradigmas de Thomas Kuhn
Kauan Paulino
 
Kuhn-11º N (2009)
Kuhn-11º N (2009)Kuhn-11º N (2009)
Kuhn-11º N (2009)
Joaquim Melro
 
A incomensurabilidade dos paradigmas
A incomensurabilidade dos paradigmasA incomensurabilidade dos paradigmas
A incomensurabilidade dos paradigmas
Luis De Sousa Rodrigues
 
Kuhn a funcao do dogma na investigacao cientifica
Kuhn a funcao do dogma na investigacao cientificaKuhn a funcao do dogma na investigacao cientifica
Kuhn a funcao do dogma na investigacao cientifica
Reflexao Dialogada
 
O que é paradigma segundo thomas kuhn
O que é paradigma segundo thomas kuhnO que é paradigma segundo thomas kuhn
O que é paradigma segundo thomas kuhn
Míria Alves Cirqueira
 
As teses centrais de teoria de kuhn
As teses centrais de teoria de kuhnAs teses centrais de teoria de kuhn
As teses centrais de teoria de kuhn
Luis De Sousa Rodrigues
 
D34 es kuhn
D34 es kuhnD34 es kuhn
D34 es kuhn
Isaque Tomé
 
Khun-exemplo etapa2 do TP
Khun-exemplo etapa2 do TPKhun-exemplo etapa2 do TP
Khun-exemplo etapa2 do TP
guest9578d1
 
Mapa conceitual - Filosofia da ciência
Mapa conceitual - Filosofia da ciênciaMapa conceitual - Filosofia da ciência
Mapa conceitual - Filosofia da ciência
Gilberto Cotrim
 
A revolução científica do século xvii
A revolução científica do século xviiA revolução científica do século xvii
A revolução científica do século xvii
Alan
 
Conhecimento Científico - Kuhn
Conhecimento Científico - KuhnConhecimento Científico - Kuhn
Conhecimento Científico - Kuhn
Jorge Barbosa
 
A Perspetiva de T. Kuhn
A Perspetiva de T. KuhnA Perspetiva de T. Kuhn
A Perspetiva de T. Kuhn
Jorge Barbosa
 
Estrutura das revoluções científicas
Estrutura das revoluções científicasEstrutura das revoluções científicas
Estrutura das revoluções científicas
Cilmara Cristina Dos Santos
 
Thomas kuhn
Thomas kuhnThomas kuhn
Thomas kuhn
António Daniel
 
Resumo-critico-detalhado-a-estrutura-das-revolucoes-cientificas
Resumo-critico-detalhado-a-estrutura-das-revolucoes-cientificasResumo-critico-detalhado-a-estrutura-das-revolucoes-cientificas
Resumo-critico-detalhado-a-estrutura-das-revolucoes-cientificas
Carlos Alberto Monteiro da Silva
 
Kuhn (11ºH2009)
Kuhn (11ºH2009)Kuhn (11ºH2009)
Kuhn (11ºH2009)
Joaquim Melro
 

What's hot (19)

As críticas a kuhn
As críticas a kuhnAs críticas a kuhn
As críticas a kuhn
 
A Teoria dos Paradigmas de Thomas Kuhn
A Teoria dos Paradigmas de Thomas KuhnA Teoria dos Paradigmas de Thomas Kuhn
A Teoria dos Paradigmas de Thomas Kuhn
 
As críticas a kuhn
As críticas a kuhnAs críticas a kuhn
As críticas a kuhn
 
Kuhn-11º N (2009)
Kuhn-11º N (2009)Kuhn-11º N (2009)
Kuhn-11º N (2009)
 
A incomensurabilidade dos paradigmas
A incomensurabilidade dos paradigmasA incomensurabilidade dos paradigmas
A incomensurabilidade dos paradigmas
 
Kuhn a funcao do dogma na investigacao cientifica
Kuhn a funcao do dogma na investigacao cientificaKuhn a funcao do dogma na investigacao cientifica
Kuhn a funcao do dogma na investigacao cientifica
 
O que é paradigma segundo thomas kuhn
O que é paradigma segundo thomas kuhnO que é paradigma segundo thomas kuhn
O que é paradigma segundo thomas kuhn
 
As teses centrais de teoria de kuhn
As teses centrais de teoria de kuhnAs teses centrais de teoria de kuhn
As teses centrais de teoria de kuhn
 
D34 es kuhn
D34 es kuhnD34 es kuhn
D34 es kuhn
 
Khun-exemplo etapa2 do TP
Khun-exemplo etapa2 do TPKhun-exemplo etapa2 do TP
Khun-exemplo etapa2 do TP
 
Mapa conceitual - Filosofia da ciência
Mapa conceitual - Filosofia da ciênciaMapa conceitual - Filosofia da ciência
Mapa conceitual - Filosofia da ciência
 
A revolução científica do século xvii
A revolução científica do século xviiA revolução científica do século xvii
A revolução científica do século xvii
 
Conhecimento Científico - Kuhn
Conhecimento Científico - KuhnConhecimento Científico - Kuhn
Conhecimento Científico - Kuhn
 
A Perspetiva de T. Kuhn
A Perspetiva de T. KuhnA Perspetiva de T. Kuhn
A Perspetiva de T. Kuhn
 
Estrutura das revoluções científicas
Estrutura das revoluções científicasEstrutura das revoluções científicas
Estrutura das revoluções científicas
 
A ciência normal e a extraordinária
A ciência normal e a extraordináriaA ciência normal e a extraordinária
A ciência normal e a extraordinária
 
Thomas kuhn
Thomas kuhnThomas kuhn
Thomas kuhn
 
Resumo-critico-detalhado-a-estrutura-das-revolucoes-cientificas
Resumo-critico-detalhado-a-estrutura-das-revolucoes-cientificasResumo-critico-detalhado-a-estrutura-das-revolucoes-cientificas
Resumo-critico-detalhado-a-estrutura-das-revolucoes-cientificas
 
Kuhn (11ºH2009)
Kuhn (11ºH2009)Kuhn (11ºH2009)
Kuhn (11ºH2009)
 

Viewers also liked

O essencial para os exames de filosofia
O essencial para os exames de filosofiaO essencial para os exames de filosofia
O essencial para os exames de filosofia
Luis De Sousa Rodrigues
 
O que somos e o que poderemos ser
O que somos e o que poderemos serO que somos e o que poderemos ser
O que somos e o que poderemos ser
Luis De Sousa Rodrigues
 
A definição tradicional de conhecimento
A definição tradicional de conhecimentoA definição tradicional de conhecimento
A definição tradicional de conhecimento
Luis De Sousa Rodrigues
 
O problema do aperfeiçoamento biológico
O problema do aperfeiçoamento biológicoO problema do aperfeiçoamento biológico
O problema do aperfeiçoamento biológico
Luis De Sousa Rodrigues
 
As críticas de sandel
As críticas de sandelAs críticas de sandel
As críticas de sandel
Luis De Sousa Rodrigues
 
Unidade funcional do cérebro
Unidade funcional do cérebroUnidade funcional do cérebro
Unidade funcional do cérebro
Luis De Sousa Rodrigues
 
A definição tradicional de conhecimento
A definição tradicional de conhecimentoA definição tradicional de conhecimento
A definição tradicional de conhecimento
Luis De Sousa Rodrigues
 
Perceção e gestalt
Perceção e gestaltPerceção e gestalt
Perceção e gestalt
Luis De Sousa Rodrigues
 
O sistema nervoso
O sistema nervosoO sistema nervoso
O sistema nervoso
Luis De Sousa Rodrigues
 
Freud 6
Freud 6Freud 6
Os grupos
Os gruposOs grupos
Presentación thomas kuhn
Presentación thomas kuhnPresentación thomas kuhn
Presentación thomas kuhn
María Celeste Poncela
 
Freud 7
Freud 7Freud 7
Relações precoces
Relações precocesRelações precoces
Relações precoces
Luis De Sousa Rodrigues
 
A identidade e a sua construção
A identidade e a sua construção A identidade e a sua construção
A identidade e a sua construção
Luis De Sousa Rodrigues
 
Perturbações da vinculação
Perturbações da vinculaçãoPerturbações da vinculação
Perturbações da vinculação
Luis De Sousa Rodrigues
 
A incomensurabilidade dos paradigmas
A incomensurabilidade dos paradigmasA incomensurabilidade dos paradigmas
A incomensurabilidade dos paradigmas
Luis De Sousa Rodrigues
 
As atitudes
As atitudesAs atitudes
O estádio sensório motor
O estádio sensório   motorO estádio sensório   motor
O estádio sensório motor
Luis De Sousa Rodrigues
 
Raízes da vinculação
Raízes da vinculaçãoRaízes da vinculação
Raízes da vinculação
Luis De Sousa Rodrigues
 

Viewers also liked (20)

O essencial para os exames de filosofia
O essencial para os exames de filosofiaO essencial para os exames de filosofia
O essencial para os exames de filosofia
 
O que somos e o que poderemos ser
O que somos e o que poderemos serO que somos e o que poderemos ser
O que somos e o que poderemos ser
 
A definição tradicional de conhecimento
A definição tradicional de conhecimentoA definição tradicional de conhecimento
A definição tradicional de conhecimento
 
O problema do aperfeiçoamento biológico
O problema do aperfeiçoamento biológicoO problema do aperfeiçoamento biológico
O problema do aperfeiçoamento biológico
 
As críticas de sandel
As críticas de sandelAs críticas de sandel
As críticas de sandel
 
Unidade funcional do cérebro
Unidade funcional do cérebroUnidade funcional do cérebro
Unidade funcional do cérebro
 
A definição tradicional de conhecimento
A definição tradicional de conhecimentoA definição tradicional de conhecimento
A definição tradicional de conhecimento
 
Perceção e gestalt
Perceção e gestaltPerceção e gestalt
Perceção e gestalt
 
O sistema nervoso
O sistema nervosoO sistema nervoso
O sistema nervoso
 
Freud 6
Freud 6Freud 6
Freud 6
 
Os grupos
Os gruposOs grupos
Os grupos
 
Presentación thomas kuhn
Presentación thomas kuhnPresentación thomas kuhn
Presentación thomas kuhn
 
Freud 7
Freud 7Freud 7
Freud 7
 
Relações precoces
Relações precocesRelações precoces
Relações precoces
 
A identidade e a sua construção
A identidade e a sua construção A identidade e a sua construção
A identidade e a sua construção
 
Perturbações da vinculação
Perturbações da vinculaçãoPerturbações da vinculação
Perturbações da vinculação
 
A incomensurabilidade dos paradigmas
A incomensurabilidade dos paradigmasA incomensurabilidade dos paradigmas
A incomensurabilidade dos paradigmas
 
As atitudes
As atitudesAs atitudes
As atitudes
 
O estádio sensório motor
O estádio sensório   motorO estádio sensório   motor
O estádio sensório motor
 
Raízes da vinculação
Raízes da vinculaçãoRaízes da vinculação
Raízes da vinculação
 

More from Luis De Sousa Rodrigues

Tipos de vinculação
Tipos de vinculaçãoTipos de vinculação
Tipos de vinculação
Luis De Sousa Rodrigues
 
Tipos de aprendizagem
Tipos de aprendizagemTipos de aprendizagem
Tipos de aprendizagem
Luis De Sousa Rodrigues
 
Teorias sobre as emoções
Teorias sobre as emoçõesTeorias sobre as emoções
Teorias sobre as emoções
Luis De Sousa Rodrigues
 
Processos conativos
Processos conativosProcessos conativos
Processos conativos
Luis De Sousa Rodrigues
 
Os processos emocionais
Os processos emocionaisOs processos emocionais
Os processos emocionais
Luis De Sousa Rodrigues
 
O que nos torna humanos
O que nos torna humanosO que nos torna humanos
O que nos torna humanos
Luis De Sousa Rodrigues
 
Maslow e a motivação
Maslow e a motivaçãoMaslow e a motivação
Maslow e a motivação
Luis De Sousa Rodrigues
 
Lateralidade cerebral
Lateralidade cerebralLateralidade cerebral
Lateralidade cerebral
Luis De Sousa Rodrigues
 
Freud 9
Freud 9Freud 9
Freud 8
Freud 8Freud 8
Freud 5
Freud 5Freud 5
Freud 4
Freud 4Freud 4
Freud 3
Freud 3Freud 3
Freud 2
Freud 2Freud 2
Freud 1
Freud 1Freud 1
Filogénese
FilogéneseFilogénese
Fatores do conformismo e da obediência
Fatores do conformismo e da obediênciaFatores do conformismo e da obediência
Fatores do conformismo e da obediência
Luis De Sousa Rodrigues
 
Estereótipos e preconceitos
Estereótipos e preconceitosEstereótipos e preconceitos
Estereótipos e preconceitos
Luis De Sousa Rodrigues
 
Estruturas subcorticais
Estruturas subcorticaisEstruturas subcorticais
Estruturas subcorticais
Luis De Sousa Rodrigues
 
Esquecimento
EsquecimentoEsquecimento

More from Luis De Sousa Rodrigues (20)

Tipos de vinculação
Tipos de vinculaçãoTipos de vinculação
Tipos de vinculação
 
Tipos de aprendizagem
Tipos de aprendizagemTipos de aprendizagem
Tipos de aprendizagem
 
Teorias sobre as emoções
Teorias sobre as emoçõesTeorias sobre as emoções
Teorias sobre as emoções
 
Processos conativos
Processos conativosProcessos conativos
Processos conativos
 
Os processos emocionais
Os processos emocionaisOs processos emocionais
Os processos emocionais
 
O que nos torna humanos
O que nos torna humanosO que nos torna humanos
O que nos torna humanos
 
Maslow e a motivação
Maslow e a motivaçãoMaslow e a motivação
Maslow e a motivação
 
Lateralidade cerebral
Lateralidade cerebralLateralidade cerebral
Lateralidade cerebral
 
Freud 9
Freud 9Freud 9
Freud 9
 
Freud 8
Freud 8Freud 8
Freud 8
 
Freud 5
Freud 5Freud 5
Freud 5
 
Freud 4
Freud 4Freud 4
Freud 4
 
Freud 3
Freud 3Freud 3
Freud 3
 
Freud 2
Freud 2Freud 2
Freud 2
 
Freud 1
Freud 1Freud 1
Freud 1
 
Filogénese
FilogéneseFilogénese
Filogénese
 
Fatores do conformismo e da obediência
Fatores do conformismo e da obediênciaFatores do conformismo e da obediência
Fatores do conformismo e da obediência
 
Estereótipos e preconceitos
Estereótipos e preconceitosEstereótipos e preconceitos
Estereótipos e preconceitos
 
Estruturas subcorticais
Estruturas subcorticaisEstruturas subcorticais
Estruturas subcorticais
 
Esquecimento
EsquecimentoEsquecimento
Esquecimento
 

Kuhn e a noção de paradigma

  • 1. FILOSOFIA 11.º ano FILOSOFIA 11.º ano Luís Rodrigues A noção de paradigma
  • 2. A noção de paradigma 1. O ambiente intelectual e tecnológico no qual o cientista desenvolve, num dado momento histórico, o seu trabalho. 2. É o mapa que os investigadores usam na exploração da natureza. FILOSOFIA 11.º ano Thomas Kuhn e a evolução da ciência
  • 3. Exemplo de paradigma. A teoria de Newton 1. Pressuposto filosófico – Baseava-se numa representação filosófica da natureza (conceção mecanicista do mundo natural, concebendo-o como um sistema mecânico regido pelo jogo de forças). 2. Apoiava-se nas leis do movimento formuladas pelo próprio Newton. 3. Adotava uma determinada ideia de método (matematização da física). 4. Defendia determinadas técnicas de observação e de experimentação. FILOSOFIA 11.º ano Thomas Kuhn e a evolução da ciência A noção de paradigma
  • 4. 1. Dimensão teórica. É um esquema de explicação e interpretação da realidade composto por leis, teorias e conceções acerca do que é o mundo. 2. Dimensão prática. Constitui um modelo de investigação e de pesquisa determinando o que se deve investigar e como se deve fazê-lo. Um paradigma fornece regras para resolver problemas e investigar a natureza, para usar os instrumentos científicos disponíveis (como o telescópio) e para avaliar se as explicações ou respostas obtidas são boas. FILOSOFIA 11.º ano Thomas Kuhn e a evolução da ciência A noção de paradigma