SlideShare a Scribd company logo
FILOSOFIA 11.º ano
FILOSOFIA 11.º ano
Luís Rodrigues
A definição tradicional de
conhecimento
A definição tradicional de conhecimento
Esta definição responde às questões:
O que é o conhecimento?
Será uma simples crença ou forte convicção?
Basta que uma crença seja verdadeira para que tenhamos
conhecimento?
FILOSOFIA 11.º ano
A definição tradicional de conhecimento
Condições para haver conhecimento proposicional
Condição 1: Todo o conhecimento tem de ser uma crença.
Proposição
A ponte Vasco da Gama é extensa.
A primeira condição para que eu conheça esta proposição é que
acredite nela.
Afirmar «Eu sei que a ponte Vasco da Gama é extensa, mas não acredito
nisso» não faz sentido.
Saber que a referida ponte é extensa pressupõe que acredite nisso.
FILOSOFIA 11.º ano
A definição tradicional de conhecimento
Condições para haver conhecimento proposicional
Condição 2: Todo o conhecimento tem de ser uma crença verdadeira.
Proposição
A ponte Vasco da Gama é extensa.
A crença de que a ponte Vasco da Gama é extensa é verdadeira.
Só podemos conhecer o que é verdadeiro (o conhecimento é factivo:
conhecer é acreditar que uma proposição é verdadeira, sem verdade
não há conhecimento).
FILOSOFIA 11.º ano
A definição tradicional de conhecimento
Condições para haver conhecimento proposicional
Condição 2: Todo o conhecimento tem de ser uma crença verdadeira.
Não basta acreditar para conhecer.
Aquilo em que acreditamos tem de ser verdade, ou seja, corresponder
a uma descrição correta dos fatos. Se a crença numa dada proposição
fosse suficiente para ter conhecimento, então as crenças falsas seriam
conhecimento.
FILOSOFIA 11.º ano
A definição tradicional de conhecimento
Condições para haver conhecimento proposicional
Condição 2: Todo o conhecimento tem de ser uma crença verdadeira
justificada.
Proposição
A ponte Vasco da Gama é extensa.
Se acredito que a ponte Vasco da Gama é extensa, tenho uma crença
verdadeira. Mas, para que esteja seguro de que não sou vítima de uma
ilusão percetiva ou de uma fonte informativa que esteja errada, devo
justificá-la.
FILOSOFIA 11.º ano
A definição tradicional de conhecimento
Condições para haver conhecimento proposicional
Condição 2: Todo o conhecimento tem de ser uma crença verdadeira
justificada.
Proposição
A ponte Vasco da Gama é extensa.
Posso justificar a verdade desta crença percorrendo a ponte de moto ou
de carro e aperceber-me da sua extensão pelo que tempo que dura a
travessia ou consultar dados oficiais fidedignos. Sem justificação, é
possível que as nossas crenças sejam verdadeiras, mas não sabemos
realmente que são verdadeiras.
FILOSOFIA 11.º ano
A definição tradicional de conhecimento
Condições para haver conhecimento proposicional
Proposição
A ponte Vasco da Gama é extensa.
As três condições em conjunto são consideradas suficientes para que
haja conhecimento. Assim, se acredito que a tal ponte é extensa, se isso
é verdade e há boas razões para que assim seja, então sei que ela é
extensa.
O conhecimento é crença verdadeira epistemicamente justificada.
FILOSOFIA 11.º ano
A definição tradicional de conhecimento
Condições para haver conhecimento proposicional
Proposição
A ponte Vasco da Gama é extensa.
É habitual resumir-se esta definição de conhecimento da seguinte
forma:
S sabe que P se e só se S tem uma crença verdadeira justificada de que
P.
FILOSOFIA 11.º ano
A definição tradicional de conhecimento
FILOSOFIA 11.º ano
O CONHECIMENTO É
CRENÇA VERDADEIRA JUSTIFICADA
Não se pode conhecer algo
sem se acreditar no que se
diz conhecer.
Temos de acreditar que a
proposição é verdadeira.
O que não é verdadeiro não
pode ser objeto de
conhecimento. A
proposição tem de ser
verdadeira.
A crença verdadeira não
pode ser uma simples
opinião ou um palpite.
Tem de haver boas razões
e evidências a favor da
verdade da crença.
João acredita que a
proposição «A ponte Vasco
da Gama é extensa» é
verdadeira.
A proposição «A ponte
Vasco da Gama é extensa»
é verdadeira.
Há uma boa razão para
João acreditar que a
proposição «A ponte Vasco
da Gama é extensa» é
verdadeira. João circula
nela há cinco minutos.
A definição tradicional de conhecimento

More Related Content

What's hot

David hume e o Empirismo
David hume e o EmpirismoDavid hume e o Empirismo
David hume e o Empirismo
Joana Filipa Rodrigues
 
Cepticismo
CepticismoCepticismo
Cepticismo
António Daniel
 
Popper – o problema da demarcação
Popper – o problema da demarcaçãoPopper – o problema da demarcação
Popper – o problema da demarcação
Luis De Sousa Rodrigues
 
O empirismo de david hume
O empirismo de david humeO empirismo de david hume
O empirismo de david hume
Joana Filipa Rodrigues
 
Filosofia 11 - Descrição e Interpretação da Atividade Cognoscitiva
Filosofia 11 - Descrição e Interpretação da Atividade CognoscitivaFilosofia 11 - Descrição e Interpretação da Atividade Cognoscitiva
Filosofia 11 - Descrição e Interpretação da Atividade Cognoscitiva
Rafael Cristino
 
Objectividade científica e racionalidade científica
Objectividade científica e racionalidade científicaObjectividade científica e racionalidade científica
Objectividade científica e racionalidade científica
AMLDRP
 
Hume_tipos_conhecimento
Hume_tipos_conhecimentoHume_tipos_conhecimento
Hume_tipos_conhecimento
Isabel Moura
 
O ceticismo de hume
O ceticismo de humeO ceticismo de hume
O ceticismo de hume
Luis De Sousa Rodrigues
 
11º b final
11º b   final11º b   final
11º b final
j_sdias
 
Estrutura do ato de conhecer
Estrutura do ato de conhecerEstrutura do ato de conhecer
Estrutura do ato de conhecer
António Padrão
 
Hume_problemas_existência_eu_mundo_Deus
Hume_problemas_existência_eu_mundo_DeusHume_problemas_existência_eu_mundo_Deus
Hume_problemas_existência_eu_mundo_Deus
Isabel Moura
 
Filosofia e Conhecimento 1
Filosofia e Conhecimento 1Filosofia e Conhecimento 1
Filosofia e Conhecimento 1
Jorge Barbosa
 
falácias informais
falácias informaisfalácias informais
falácias informais
Isabel Moura
 
Provas da existência de Deus segundo Descartes
Provas da existência de Deus segundo DescartesProvas da existência de Deus segundo Descartes
Provas da existência de Deus segundo Descartes
Joana Filipa Rodrigues
 
Capítulo III Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo III Sermão de Santo António aos Peixes Padre António VieiraCapítulo III Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo III Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Alexandra Madail
 
Conhecimento Científico - Popper
Conhecimento Científico - PopperConhecimento Científico - Popper
Conhecimento Científico - Popper
Jorge Barbosa
 
Cógito cartesiano de Descartes
Cógito cartesiano de DescartesCógito cartesiano de Descartes
Cógito cartesiano de Descartes
Joana Filipa Rodrigues
 
As relações de ideias
As relações de ideiasAs relações de ideias
As relações de ideias
Luis De Sousa Rodrigues
 
A definição tradicional de conhecimento
A definição tradicional de conhecimentoA definição tradicional de conhecimento
A definição tradicional de conhecimento
Luis De Sousa Rodrigues
 

What's hot (20)

David hume e o Empirismo
David hume e o EmpirismoDavid hume e o Empirismo
David hume e o Empirismo
 
Cepticismo
CepticismoCepticismo
Cepticismo
 
Popper – o problema da demarcação
Popper – o problema da demarcaçãoPopper – o problema da demarcação
Popper – o problema da demarcação
 
O empirismo de david hume
O empirismo de david humeO empirismo de david hume
O empirismo de david hume
 
Comparação descartes hume
Comparação descartes   humeComparação descartes   hume
Comparação descartes hume
 
Filosofia 11 - Descrição e Interpretação da Atividade Cognoscitiva
Filosofia 11 - Descrição e Interpretação da Atividade CognoscitivaFilosofia 11 - Descrição e Interpretação da Atividade Cognoscitiva
Filosofia 11 - Descrição e Interpretação da Atividade Cognoscitiva
 
Objectividade científica e racionalidade científica
Objectividade científica e racionalidade científicaObjectividade científica e racionalidade científica
Objectividade científica e racionalidade científica
 
Hume_tipos_conhecimento
Hume_tipos_conhecimentoHume_tipos_conhecimento
Hume_tipos_conhecimento
 
O ceticismo de hume
O ceticismo de humeO ceticismo de hume
O ceticismo de hume
 
11º b final
11º b   final11º b   final
11º b final
 
Estrutura do ato de conhecer
Estrutura do ato de conhecerEstrutura do ato de conhecer
Estrutura do ato de conhecer
 
Hume_problemas_existência_eu_mundo_Deus
Hume_problemas_existência_eu_mundo_DeusHume_problemas_existência_eu_mundo_Deus
Hume_problemas_existência_eu_mundo_Deus
 
Filosofia e Conhecimento 1
Filosofia e Conhecimento 1Filosofia e Conhecimento 1
Filosofia e Conhecimento 1
 
falácias informais
falácias informaisfalácias informais
falácias informais
 
Provas da existência de Deus segundo Descartes
Provas da existência de Deus segundo DescartesProvas da existência de Deus segundo Descartes
Provas da existência de Deus segundo Descartes
 
Capítulo III Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo III Sermão de Santo António aos Peixes Padre António VieiraCapítulo III Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo III Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
 
Conhecimento Científico - Popper
Conhecimento Científico - PopperConhecimento Científico - Popper
Conhecimento Científico - Popper
 
Cógito cartesiano de Descartes
Cógito cartesiano de DescartesCógito cartesiano de Descartes
Cógito cartesiano de Descartes
 
As relações de ideias
As relações de ideiasAs relações de ideias
As relações de ideias
 
A definição tradicional de conhecimento
A definição tradicional de conhecimentoA definição tradicional de conhecimento
A definição tradicional de conhecimento
 

Viewers also liked

Crença verdadeira justificada - filosofia
Crença verdadeira justificada - filosofiaCrença verdadeira justificada - filosofia
Crença verdadeira justificada - filosofia
AMLDRP
 
Resumos filosofia 11
Resumos filosofia 11Resumos filosofia 11
Resumos filosofia 11
Dylan Bonnet
 
Os Tipos de Conhecimento
Os Tipos de ConhecimentoOs Tipos de Conhecimento
Os Tipos de Conhecimento
Jonathan Nascyn
 
Falácias Informais - Filosofia e retórica
Falácias Informais - Filosofia e retóricaFalácias Informais - Filosofia e retórica
Falácias Informais - Filosofia e retórica
Isaque Tomé
 
Problema de Gettier - Área:Filosofia - Sub-área:Epistemologia Analítica
Problema de Gettier - Área:Filosofia - Sub-área:Epistemologia AnalíticaProblema de Gettier - Área:Filosofia - Sub-área:Epistemologia Analítica
Problema de Gettier - Área:Filosofia - Sub-área:Epistemologia Analítica
Fellipe Ávila
 
O empirismo e o racionalismo
O empirismo e o racionalismoO empirismo e o racionalismo
O empirismo e o racionalismo
Joaquim Melro
 
Senso comum x conhecimento científico
Senso comum x conhecimento científicoSenso comum x conhecimento científico
Senso comum x conhecimento científico
José Antonio Ferreira da Silva
 
Da dúvida ao cogito
Da dúvida ao cogitoDa dúvida ao cogito
Da dúvida ao cogito
Luis De Sousa Rodrigues
 
O essencial para os exames de filosofia
O essencial para os exames de filosofiaO essencial para os exames de filosofia
O essencial para os exames de filosofia
Luis De Sousa Rodrigues
 
Como Descartes ultrapassao cepticismo 120217104847-phpapp02-130130123609-phpa...
Como Descartes ultrapassao cepticismo 120217104847-phpapp02-130130123609-phpa...Como Descartes ultrapassao cepticismo 120217104847-phpapp02-130130123609-phpa...
Como Descartes ultrapassao cepticismo 120217104847-phpapp02-130130123609-phpa...
Helena Serrão
 
Racionalismo - Filosofia
Racionalismo - FilosofiaRacionalismo - Filosofia
Racionalismo - Filosofia
Carson Souza
 
Teorias Explicativas do Conhecimento - Descartes
Teorias Explicativas do Conhecimento - DescartesTeorias Explicativas do Conhecimento - Descartes
Teorias Explicativas do Conhecimento - Descartes
Jorge Barbosa
 
Gettier
GettierGettier
Gettier
Manela Bastos
 
Racionalismo x Empirismo - Filosofia
Racionalismo x Empirismo - FilosofiaRacionalismo x Empirismo - Filosofia
Racionalismo x Empirismo - Filosofia
Carson Souza
 
Gnosiologia e problemas gnosiológicos (DOC. 1)
Gnosiologia e problemas gnosiológicos (DOC. 1)Gnosiologia e problemas gnosiológicos (DOC. 1)
Gnosiologia e problemas gnosiológicos (DOC. 1)
guest9578d1
 
Argumentação, retórica e filosofia (de acordo com manual "Pensar Azul")
Argumentação, retórica e filosofia (de acordo com manual "Pensar Azul")Argumentação, retórica e filosofia (de acordo com manual "Pensar Azul")
Argumentação, retórica e filosofia (de acordo com manual "Pensar Azul")
Jorge Barbosa
 
Teoria Do Conhecimento
Teoria Do ConhecimentoTeoria Do Conhecimento
Teoria Do Conhecimento
rodrigomagarinus
 
conhecimento_crença_verdadeira
conhecimento_crença_verdadeiraconhecimento_crença_verdadeira
conhecimento_crença_verdadeira
Isabel Moura
 
Estrutura do Acto de Conhecer - Resumo
Estrutura do Acto de Conhecer - ResumoEstrutura do Acto de Conhecer - Resumo
Estrutura do Acto de Conhecer - Resumo
Jorge Barbosa
 
Filosofia, retórica e democracia
Filosofia, retórica e democracia Filosofia, retórica e democracia
Filosofia, retórica e democracia
mluisavalente
 

Viewers also liked (20)

Crença verdadeira justificada - filosofia
Crença verdadeira justificada - filosofiaCrença verdadeira justificada - filosofia
Crença verdadeira justificada - filosofia
 
Resumos filosofia 11
Resumos filosofia 11Resumos filosofia 11
Resumos filosofia 11
 
Os Tipos de Conhecimento
Os Tipos de ConhecimentoOs Tipos de Conhecimento
Os Tipos de Conhecimento
 
Falácias Informais - Filosofia e retórica
Falácias Informais - Filosofia e retóricaFalácias Informais - Filosofia e retórica
Falácias Informais - Filosofia e retórica
 
Problema de Gettier - Área:Filosofia - Sub-área:Epistemologia Analítica
Problema de Gettier - Área:Filosofia - Sub-área:Epistemologia AnalíticaProblema de Gettier - Área:Filosofia - Sub-área:Epistemologia Analítica
Problema de Gettier - Área:Filosofia - Sub-área:Epistemologia Analítica
 
O empirismo e o racionalismo
O empirismo e o racionalismoO empirismo e o racionalismo
O empirismo e o racionalismo
 
Senso comum x conhecimento científico
Senso comum x conhecimento científicoSenso comum x conhecimento científico
Senso comum x conhecimento científico
 
Da dúvida ao cogito
Da dúvida ao cogitoDa dúvida ao cogito
Da dúvida ao cogito
 
O essencial para os exames de filosofia
O essencial para os exames de filosofiaO essencial para os exames de filosofia
O essencial para os exames de filosofia
 
Como Descartes ultrapassao cepticismo 120217104847-phpapp02-130130123609-phpa...
Como Descartes ultrapassao cepticismo 120217104847-phpapp02-130130123609-phpa...Como Descartes ultrapassao cepticismo 120217104847-phpapp02-130130123609-phpa...
Como Descartes ultrapassao cepticismo 120217104847-phpapp02-130130123609-phpa...
 
Racionalismo - Filosofia
Racionalismo - FilosofiaRacionalismo - Filosofia
Racionalismo - Filosofia
 
Teorias Explicativas do Conhecimento - Descartes
Teorias Explicativas do Conhecimento - DescartesTeorias Explicativas do Conhecimento - Descartes
Teorias Explicativas do Conhecimento - Descartes
 
Gettier
GettierGettier
Gettier
 
Racionalismo x Empirismo - Filosofia
Racionalismo x Empirismo - FilosofiaRacionalismo x Empirismo - Filosofia
Racionalismo x Empirismo - Filosofia
 
Gnosiologia e problemas gnosiológicos (DOC. 1)
Gnosiologia e problemas gnosiológicos (DOC. 1)Gnosiologia e problemas gnosiológicos (DOC. 1)
Gnosiologia e problemas gnosiológicos (DOC. 1)
 
Argumentação, retórica e filosofia (de acordo com manual "Pensar Azul")
Argumentação, retórica e filosofia (de acordo com manual "Pensar Azul")Argumentação, retórica e filosofia (de acordo com manual "Pensar Azul")
Argumentação, retórica e filosofia (de acordo com manual "Pensar Azul")
 
Teoria Do Conhecimento
Teoria Do ConhecimentoTeoria Do Conhecimento
Teoria Do Conhecimento
 
conhecimento_crença_verdadeira
conhecimento_crença_verdadeiraconhecimento_crença_verdadeira
conhecimento_crença_verdadeira
 
Estrutura do Acto de Conhecer - Resumo
Estrutura do Acto de Conhecer - ResumoEstrutura do Acto de Conhecer - Resumo
Estrutura do Acto de Conhecer - Resumo
 
Filosofia, retórica e democracia
Filosofia, retórica e democracia Filosofia, retórica e democracia
Filosofia, retórica e democracia
 

More from Luis De Sousa Rodrigues

Unidade funcional do cérebro
Unidade funcional do cérebroUnidade funcional do cérebro
Unidade funcional do cérebro
Luis De Sousa Rodrigues
 
Tipos de vinculação
Tipos de vinculaçãoTipos de vinculação
Tipos de vinculação
Luis De Sousa Rodrigues
 
Tipos de aprendizagem
Tipos de aprendizagemTipos de aprendizagem
Tipos de aprendizagem
Luis De Sousa Rodrigues
 
Teorias sobre as emoções
Teorias sobre as emoçõesTeorias sobre as emoções
Teorias sobre as emoções
Luis De Sousa Rodrigues
 
Relações precoces
Relações precocesRelações precoces
Relações precoces
Luis De Sousa Rodrigues
 
Raízes da vinculação
Raízes da vinculaçãoRaízes da vinculação
Raízes da vinculação
Luis De Sousa Rodrigues
 
Processos conativos
Processos conativosProcessos conativos
Processos conativos
Luis De Sousa Rodrigues
 
Perturbações da vinculação
Perturbações da vinculaçãoPerturbações da vinculação
Perturbações da vinculação
Luis De Sousa Rodrigues
 
Perceção e gestalt
Perceção e gestaltPerceção e gestalt
Perceção e gestalt
Luis De Sousa Rodrigues
 
Os processos emocionais
Os processos emocionaisOs processos emocionais
Os processos emocionais
Luis De Sousa Rodrigues
 
Os grupos
Os gruposOs grupos
O sistema nervoso
O sistema nervosoO sistema nervoso
O sistema nervoso
Luis De Sousa Rodrigues
 
O que nos torna humanos
O que nos torna humanosO que nos torna humanos
O que nos torna humanos
Luis De Sousa Rodrigues
 
Maslow e a motivação
Maslow e a motivaçãoMaslow e a motivação
Maslow e a motivação
Luis De Sousa Rodrigues
 
Lateralidade cerebral
Lateralidade cerebralLateralidade cerebral
Lateralidade cerebral
Luis De Sousa Rodrigues
 
Freud 9
Freud 9Freud 9
Freud 8
Freud 8Freud 8
Freud 7
Freud 7Freud 7
Freud 6
Freud 6Freud 6
Freud 5
Freud 5Freud 5

More from Luis De Sousa Rodrigues (20)

Unidade funcional do cérebro
Unidade funcional do cérebroUnidade funcional do cérebro
Unidade funcional do cérebro
 
Tipos de vinculação
Tipos de vinculaçãoTipos de vinculação
Tipos de vinculação
 
Tipos de aprendizagem
Tipos de aprendizagemTipos de aprendizagem
Tipos de aprendizagem
 
Teorias sobre as emoções
Teorias sobre as emoçõesTeorias sobre as emoções
Teorias sobre as emoções
 
Relações precoces
Relações precocesRelações precoces
Relações precoces
 
Raízes da vinculação
Raízes da vinculaçãoRaízes da vinculação
Raízes da vinculação
 
Processos conativos
Processos conativosProcessos conativos
Processos conativos
 
Perturbações da vinculação
Perturbações da vinculaçãoPerturbações da vinculação
Perturbações da vinculação
 
Perceção e gestalt
Perceção e gestaltPerceção e gestalt
Perceção e gestalt
 
Os processos emocionais
Os processos emocionaisOs processos emocionais
Os processos emocionais
 
Os grupos
Os gruposOs grupos
Os grupos
 
O sistema nervoso
O sistema nervosoO sistema nervoso
O sistema nervoso
 
O que nos torna humanos
O que nos torna humanosO que nos torna humanos
O que nos torna humanos
 
Maslow e a motivação
Maslow e a motivaçãoMaslow e a motivação
Maslow e a motivação
 
Lateralidade cerebral
Lateralidade cerebralLateralidade cerebral
Lateralidade cerebral
 
Freud 9
Freud 9Freud 9
Freud 9
 
Freud 8
Freud 8Freud 8
Freud 8
 
Freud 7
Freud 7Freud 7
Freud 7
 
Freud 6
Freud 6Freud 6
Freud 6
 
Freud 5
Freud 5Freud 5
Freud 5
 

A definição tradicional de conhecimento

  • 1. FILOSOFIA 11.º ano FILOSOFIA 11.º ano Luís Rodrigues A definição tradicional de conhecimento
  • 2. A definição tradicional de conhecimento Esta definição responde às questões: O que é o conhecimento? Será uma simples crença ou forte convicção? Basta que uma crença seja verdadeira para que tenhamos conhecimento? FILOSOFIA 11.º ano A definição tradicional de conhecimento
  • 3. Condições para haver conhecimento proposicional Condição 1: Todo o conhecimento tem de ser uma crença. Proposição A ponte Vasco da Gama é extensa. A primeira condição para que eu conheça esta proposição é que acredite nela. Afirmar «Eu sei que a ponte Vasco da Gama é extensa, mas não acredito nisso» não faz sentido. Saber que a referida ponte é extensa pressupõe que acredite nisso. FILOSOFIA 11.º ano A definição tradicional de conhecimento
  • 4. Condições para haver conhecimento proposicional Condição 2: Todo o conhecimento tem de ser uma crença verdadeira. Proposição A ponte Vasco da Gama é extensa. A crença de que a ponte Vasco da Gama é extensa é verdadeira. Só podemos conhecer o que é verdadeiro (o conhecimento é factivo: conhecer é acreditar que uma proposição é verdadeira, sem verdade não há conhecimento). FILOSOFIA 11.º ano A definição tradicional de conhecimento
  • 5. Condições para haver conhecimento proposicional Condição 2: Todo o conhecimento tem de ser uma crença verdadeira. Não basta acreditar para conhecer. Aquilo em que acreditamos tem de ser verdade, ou seja, corresponder a uma descrição correta dos fatos. Se a crença numa dada proposição fosse suficiente para ter conhecimento, então as crenças falsas seriam conhecimento. FILOSOFIA 11.º ano A definição tradicional de conhecimento
  • 6. Condições para haver conhecimento proposicional Condição 2: Todo o conhecimento tem de ser uma crença verdadeira justificada. Proposição A ponte Vasco da Gama é extensa. Se acredito que a ponte Vasco da Gama é extensa, tenho uma crença verdadeira. Mas, para que esteja seguro de que não sou vítima de uma ilusão percetiva ou de uma fonte informativa que esteja errada, devo justificá-la. FILOSOFIA 11.º ano A definição tradicional de conhecimento
  • 7. Condições para haver conhecimento proposicional Condição 2: Todo o conhecimento tem de ser uma crença verdadeira justificada. Proposição A ponte Vasco da Gama é extensa. Posso justificar a verdade desta crença percorrendo a ponte de moto ou de carro e aperceber-me da sua extensão pelo que tempo que dura a travessia ou consultar dados oficiais fidedignos. Sem justificação, é possível que as nossas crenças sejam verdadeiras, mas não sabemos realmente que são verdadeiras. FILOSOFIA 11.º ano A definição tradicional de conhecimento
  • 8. Condições para haver conhecimento proposicional Proposição A ponte Vasco da Gama é extensa. As três condições em conjunto são consideradas suficientes para que haja conhecimento. Assim, se acredito que a tal ponte é extensa, se isso é verdade e há boas razões para que assim seja, então sei que ela é extensa. O conhecimento é crença verdadeira epistemicamente justificada. FILOSOFIA 11.º ano A definição tradicional de conhecimento
  • 9. Condições para haver conhecimento proposicional Proposição A ponte Vasco da Gama é extensa. É habitual resumir-se esta definição de conhecimento da seguinte forma: S sabe que P se e só se S tem uma crença verdadeira justificada de que P. FILOSOFIA 11.º ano A definição tradicional de conhecimento
  • 10. FILOSOFIA 11.º ano O CONHECIMENTO É CRENÇA VERDADEIRA JUSTIFICADA Não se pode conhecer algo sem se acreditar no que se diz conhecer. Temos de acreditar que a proposição é verdadeira. O que não é verdadeiro não pode ser objeto de conhecimento. A proposição tem de ser verdadeira. A crença verdadeira não pode ser uma simples opinião ou um palpite. Tem de haver boas razões e evidências a favor da verdade da crença. João acredita que a proposição «A ponte Vasco da Gama é extensa» é verdadeira. A proposição «A ponte Vasco da Gama é extensa» é verdadeira. Há uma boa razão para João acreditar que a proposição «A ponte Vasco da Gama é extensa» é verdadeira. João circula nela há cinco minutos. A definição tradicional de conhecimento

Editor's Notes

  1. <number>
  2. <number>
  3. <number>
  4. <number>
  5. <number>
  6. <number>
  7. <number>
  8. <number>
  9. <number>