Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Bibliotecas Escolares: que desafios a nível local ?

279 views

Published on

Apresentação usada no 3º Encontro de Bibliotecas Escolares do Concelho de Almada

Published in: Education
  • Be the first to comment

Bibliotecas Escolares: que desafios a nível local ?

  1. 1. BIBLIOTECAS ESCOLARES: QUE DESAFIOS A NÍVEL LOCAL? João Paulo da Silva Proença Coordenador Interconcelhio para as Bibliotecas Escolares jp.proenca@gmail.com
  2. 2. Parte I Para não te perderes na tua jornada
  3. 3. (…) cada criança tem direito a receber educação, obrigatória e gratuita, pelo menos ao nível do Ensino Básico. Ser-lhe-á administrada uma educação que desenvolverá a sua cultura geral e lhe permitirá, numa base de igualdade, desenvolver as suas habilidades, a capacidade de decisão e uma consciência moral de responsabilidade social, tornando-o um membro útil da comunidade. Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança. Princípio 7 1959 Para não te perderes na tua jornada
  4. 4. LBSE, Lei 46/86 Capítulo I Âmbito e princípios Artigo 2º Princípios gerais 1 - Todos os portugueses têm direito à educação e à cultura, nos termos da Constituição da República. 2 - É da especial responsabilidade do Estado promover a democratização do ensino, garantindo o direito a uma justa e efetiva igualdade de oportunidades no acesso e sucesso escolares. Para não te perderes na tua jornada
  5. 5. Para não te perderes na tua jornada LBSE, Lei 46/86 Capítulo I Âmbito e princípios Artigo 1º Âmbito e definição 2 - O sistema educativo é o conjunto de meios pelo qual se concretiza o direito à educação, que se exprime pela garantia de uma permanente ação formativa orientada para favorecer o desenvolvimento global da personalidade, o progresso social e a democratização da sociedade.
  6. 6. Para não te perderes na tua jornada A existência e utilização da biblioteca escolar constitui uma parte vital desta educação obrigatória e gratuita. A biblioteca escolar é essencial ao desenvolvimento da personalidade humana, bem como ao progresso espiritual, moral, social, cultural e económico da comunidade IASL 1993
  7. 7. Para não te perderes na tua jornada A biblioteca deve antes ser entendida como uma unidade orgânica da escola e o planeamento das suas atividades, embora ajustado à especificidade das suas funções, estará integrada no planeamento global da escola e no seu projeto educativo Lançar a rede de Bibliotecas Escolares 1996
  8. 8. Para não te perderes na tua jornada O objetivo das bibliotecas escolares. (De acordo com IFLA 2015) O objetivo de todas as bibliotecas escolares é desenvolver alunos letrados em informação que participem responsável e eticamente na sociedade. Os alunos letrados em informação são: - Aprendizes competentes e autónomos, que estão conscientes das suas necessidades de informação e se envolvem ativamente no mundo das ideias. - Demonstram confiança na sua própria capacidade de resolver problemas e sabem como localizar informação relevante e fiável. - São capazes de gerir ferramentas tecnológicas para aceder à informação e para comunicar o que aprenderam.
  9. 9. Para não te perderes na tua jornada O objetivo das bibliotecas escolares. Os alunos letrados em informação são: -São capazes de lidar confortavelmente com situações em que há múltiplas respostas ou em que não há respostas. -São exigentes com o seu trabalho e criam produtos de qualidade. -Os alunos letrados em informação são flexíveis, capazes de se adaptar à mudança e de funcionar tanto individualmente como em grupo
  10. 10. Para não te perderes na tua jornada As metas nacionais na área da educação apontam para a redução da taxa de saída precoce dos sistemas de ensino e formação e para a melhoria das habilitações literárias e qualificações da população portuguesa, mediante a consecução de diferentes objetivos: Ÿ -ŸReduzir as taxas de retenção e de desistência; Ÿ - Aumentar a taxa de escolarização de jovens no ensino secundário; Ÿ -Reforçar o ensino profissional e as ofertas de outros cursos vocacionais e de educação-formação nos ensinos básico e secundário; Ÿ -Envolver e comprometer as escolas e as comunidades educativas na concretização dos objetivos nacionais de melhoria das competências básicas dos alunos e do alargamento da escolaridade obrigatória. (Do quadro estratégico RBE 2014-2020)
  11. 11. Para não te perderes na tua jornada Constituição da República Portuguesa - Artigo 74.º 1. Todos têm direito ao ensino com garantia do direito à igualdade de oportunidades de acesso e êxito escolar. A condição natural da escola é o sucesso
  12. 12. Parte II E no nosso concelho, estaremos perdidos? Ou estamos no bom caminho?
  13. 13. Que desafios? I • A nossa escola seria muito diferente se não tivesse uma Biblioteca Escolar? 1 3
  14. 14. •A sala de aula passa a ser apenas um entre muitos outros locais, na escola e fora dela, onde as experiências de aprendizagem têm lugar, [...] A relativização do conhecimento científico introduz a incerteza no campo da educação e sublinha o valor da pesquisa individual e do desenvolvimento das capacidades de manuseamento da informação. Aprender é cada vez menos memorizar conhecimentos e cada vez mais preparar-se para os saber encontrar, avaliar e utilizar. A capacidade de atualização passa a ser uma ferramenta essencial ao indivíduo. Calixto (1996, p. 86) 29/11/2017 jp.proenca@gmail.com Que desafios? - I
  15. 15. 29/11/2017 jp.proenca@gmail.com Definição de biblioteca escolar “A biblioteca escolar é um espaço de aprendizagem físico e digital na escola onde a leitura, pesquisa, investigação, pensamento, imaginação e criatividade são fundamentais para o percurso dos alunos da informação ao conhecimento e para o seu crescimento pessoal, social e cultural.” IFLA School Library Guidelines 2015 Que desafios? - I
  16. 16. A BE é um espaço onde se trabalha
  17. 17. Passar das coleções à produção. A BE é um sítio onde se produz, onde se trabalha
  18. 18. As bibliotecas oferecem apoio de especialistas
  19. 19. • A Biblioteca: – Quebra o monopólio da sala de aula – É uma possibilidade democrática
  20. 20. • A BE é uma ideia e não apenas um espaço físico – São os nossos alunos uma audiência passiva ? – As suas ideias importam?
  21. 21. • A BE o que é? És parte do acontecimento Criar a partir do que existe Produzir e não consumir o feito
  22. 22. 22 A biblioteca não é um fim em si mesmo, justifica-se pela comunidade que serve. A biblioteca forma leitores? A biblioteca forma públicos? A biblioteca responde ao desenvolvimento das literacias (media, informação, digital, …) ? Que desafios? - I
  23. 23. 29/11/2017 jp.proenca@gmail.com
  24. 24. 29/11/2017 jp.proenca@gmail.com Que desafios? - II
  25. 25. O desafio do ensinar a ler! Que desafios? - II
  26. 26. O desafio do ensinar a ler! Que desafios? - II
  27. 27. Que desafios? - II
  28. 28. Que desafios? - II Combater os mitos: - Não, os jovens não nascem ensinados! - Não, não está tudo à distância de um clique! - Não, pelo facto de os jovens serem hábeis em manipular dispositivos, não quer dizer que compreendam o que lá encontram !
  29. 29. 29/11/2017 jp.proenca@gmail.com
  30. 30. 29/11/2017 Que desafios? - III
  31. 31. Que desafios? - III
  32. 32. Que desafios? - III https://zap.aeiou.pt/11-dos-alunos-do-7-ano-chumbaram-6-negativas-179840
  33. 33. Ideia base: se não conseguem, vamos repetir… Que desafios? - III
  34. 34. Fonte: PNPSE Ideia base: se não conseguem, vamos repetir… Que desafios? - III
  35. 35. Fonte: PNPSE Ideia base: se não conseguem, vamos repetir… Que desafios? - III 2º, 5º e 7º ano, com os mais necessitados de um olhar!
  36. 36. Que desafios? - III Então a biblioteca não tem uma palavra a dizer sobre isto? - Colaborar no estímulo à leitura; - Ensinar a realizar um trabalho; - Ensinar a estudar; - Ensinar a ler; - Colaborar na articulação curricular; - Ser o local onde se constroem projetos de aprendizagem e de articulação curricular.
  37. 37. 29/11/2017 jp.proenca@gmail.com
  38. 38. Trabalho colaborativo entre docentes Trabalhando para um fim comum, o sucesso de uns é o sucesso dos outros, sentindo-se todos responsáveis pelos sucessos ou insucessos alcançados. … reflexão aprofundada sobre as práticas de sala de aula Implica … … discussão sobre tópicos e/ou situações críticas … partilha de ideias e experiências … trabalhar em equipa para um objetivo comum … construir conhecimento, através da discussão e reflexão conjunta… Que desafios? - IV
  39. 39. Trabalho colaborativo entre docentes No conselho de docentes Nos conselhos de ano Em equipas de docentes Em equipas multidisciplinares Na organização e trabalho nas aulas (assessorias; coadjuvação; par pedagógico) Na Biblioteca Escolar Em pares de supervisão pedagógica Entre docentes/técnicos Nos gabinetes de apoio ao aluno e à família Na organização dos apoios educativos… ONDE? Que desafios? - IV
  40. 40. “Não nasci marcado para ser professor assim (como sou). Vim me tornando desta forma no corpo das tramas, na reflexão sobre a ação, na observação atenta a outras práticas, na leitura persistente e crítica. Ninguém nasce feito. Vamos nos fazendo aos poucos, na prática social de que tomamos parte.” Paulo Freire Que desafios? - IV
  41. 41. “A produção de práticas pedagógicas eficazes só surge de uma reflexão de experiência pessoal partilhada entre colegas” (Nóvoa, 2001) Que desafios? - IV
  42. 42. E ainda
  43. 43. 29/11/2017 Desafios: 1 – Avaliar e melhorar a qualidade do trabalho desenvolvido pelas Bibliotecas Escolares  analise dos resultados do modelo de avaliação da biblioteca  candidatura às “ideias com mérito”. 2 – Aplicar, com eficácia, outro documento estruturante, o referencial: “aprender com a biblioteca Escolar” (2012) . Que estabelecer uma série de standards nas áreas da leitura, media e informação Desafio final
  44. 44. 29/11/2017 Desafios : 3 – Nunca esquecer a Advocacy. Nada é seguro e definitivo. 4 – Ser sempre criativo: novos tempois  novas respostas. Desafio final
  45. 45. • João Paulo Proença • • • skype: jp.proenca • http://www.facebook.com/joaopproenca • https://pt.linkedin.com/in/joaopauloproenca • http://bibticaprendizagem.blogspot.com 29/11/2017 jp.proenca@gmail.com Obrigado pela atenção

×