Your SlideShare is downloading. ×
0
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
XP, Extreme Programming
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

XP, Extreme Programming

2,045

Published on

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,045
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
103
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Instituição Federal do Rio Grande do Norte Adelson Luiz Rafael de Macedo Raquel do Carmo www.cefetrn.br
  • 2. • Introdução • Valores Extremos • Princípios Extremos • Papéis • Cartão de Visão • User Stories • Testes de Aceitação • Entrega
  • 3. • Adotando e Adaptando a XP • Escalando • O Futuro da XP • Exemplo • Conclusão
  • 4. • Processo ágil; • Criado por Kent Beck; • Final da década de 90; • Sistemas de melhor qualidade em menos tempo e mais econômico; • Baseia-se em 5 valores e alguns princípios para guiar o desenvolvimento;
  • 5. • Comunicação; • Coragem; • Feedback; • Respeito; • Simplicidade;
  • 6. • Trabalhe com os seus clientes; • Use as metáforas para descrever os conceitos difíceis • Use as metáforas para descrever os conceitos difíceis; • Planeje; • Mantenha as reuniões curtas; • Teste primeiro;
  • 7. • Seja simples; • Programe em pares; • Codifique dentro dos padrões; • Faça a propriedade coletiva; • Integre continuamente;
  • 8. • Faça o refatoring; • Faça releases em incrementos pequenos; • Não se desgaste (semana de trabalho de 40 horas); • Adote as alterações;
  • 9. • Duas equipes; – Equipe do Cliente; – Equipe de Desenvolvimento;
  • 10. • Equipe do Cliente: – Contadores de histórias; – Os aceitantes; – Os proprietários do ouro; – Planejadores; – O chefão;
  • 11. • Equipe de Desenvolvimento – O técnico; – O acompanhador; – Desenvolvedor; – O facilitador; – O arquiteto; – Testador;
  • 12. • É uma declaração, descrita em um parágrafo, sobre a finalidade da criação ou ampliação do sistema; • Os cliente são os autores;
  • 13. Visão A comunidade do Universo Orientado a Objetos (OO) será um sistema interativo e baseado na Internet para compartilhar as informações entre os usuários. Os participantes da comunidade poderão compartilhar de experiências e soluções. Eles também devem ser capazes de obter documentos, downloads grátis de produtos e outras informações. Finalmente, o site deve ter o apelo visual e a utilidade que atrai e conserva os usuários.
  • 14. • São descrições simples de um único aspecto do sistema (uma etapa); • São definidas pelos os usuários juntamente com os desenvolvedores;
  • 15. Criar recibo 215 Manter um recibo em aberto com uma descrição breve de cada item escaneado e seu preço.
  • 16. • Uma situação concreta que o sistema pode encontrar; • Pelo menos um para cada user story; • Composto por: – Cenário; – Operação; – Verificação; • Responsabilidade da equipe do cliente;
  • 17. Criar recibo 215 A Cenário: o caixa está conectado e acaba de iniciar ou totalizar o último cliente. Operação: o caixa escaneia três latas de feijão @$0,98, dois quilos e meio de espinafre @$0,69/kg e uma escova de dente @$2,25. Verificar: o recibo tem todos os itens escaneados, suas quantidades e seus preços.
  • 18. • Introdução • O dia da entrega • Produção • Testando • Celebrando as vitórias
  • 19. • Entendendo a XP • Métodos de ado~ção • Adaptando a XP • As práticas da XP • Retorno do investimento • Conclusão
  • 20. • Desenvolvimento em grande escala • Organizando projetos grandes • Comunicações abertas e honestas • Integração • Importância das boas pessoas • Conclusão
  • 21. • Aonde vai a XP? • No campo de batalha. • Abordagem holônica para XP • Desenvolvendo software como arte • Evolução da XP
  • 22. • Descrição do Projeto • Histórico do Projeto • A metáfora • Estimativa, priorização e planejamento • Tarefas • Ferramentas • Testes de aceitação • Código de núcleo • Teste de Cliente
  • 23. • Programação em dupla • Disponibilidade do cliente
  • 24. Metodologia ágil baseada nos valores da • simplicidade, comunicação, feedback, coragem e respeito Princípios: feedback rápido, presumir • simplicidade, mudanças incrementais,abraçar mudanças e trabalho de qualidade Deve ser adotado por equipes pequenas e • médias e que irão desenvolver software com requisitos vagos e constantes mudanças Pode ser adotada aos poucos, mas a maioria dos • princípios são essenciais
  • 25. • http://www.extremeprogramming.org/what.ht ml • http://en.wikipedia.org/wiki/Extreme_progra mming • http://www.improveit.com.br/xp • Livro

×