XP, Extreme Programming

2,498 views

Published on

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,498
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
18
Actions
Shares
0
Downloads
103
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

XP, Extreme Programming

  1. 1. Instituição Federal do Rio Grande do Norte Adelson Luiz Rafael de Macedo Raquel do Carmo www.cefetrn.br
  2. 2. • Introdução • Valores Extremos • Princípios Extremos • Papéis • Cartão de Visão • User Stories • Testes de Aceitação • Entrega
  3. 3. • Adotando e Adaptando a XP • Escalando • O Futuro da XP • Exemplo • Conclusão
  4. 4. • Processo ágil; • Criado por Kent Beck; • Final da década de 90; • Sistemas de melhor qualidade em menos tempo e mais econômico; • Baseia-se em 5 valores e alguns princípios para guiar o desenvolvimento;
  5. 5. • Comunicação; • Coragem; • Feedback; • Respeito; • Simplicidade;
  6. 6. • Trabalhe com os seus clientes; • Use as metáforas para descrever os conceitos difíceis • Use as metáforas para descrever os conceitos difíceis; • Planeje; • Mantenha as reuniões curtas; • Teste primeiro;
  7. 7. • Seja simples; • Programe em pares; • Codifique dentro dos padrões; • Faça a propriedade coletiva; • Integre continuamente;
  8. 8. • Faça o refatoring; • Faça releases em incrementos pequenos; • Não se desgaste (semana de trabalho de 40 horas); • Adote as alterações;
  9. 9. • Duas equipes; – Equipe do Cliente; – Equipe de Desenvolvimento;
  10. 10. • Equipe do Cliente: – Contadores de histórias; – Os aceitantes; – Os proprietários do ouro; – Planejadores; – O chefão;
  11. 11. • Equipe de Desenvolvimento – O técnico; – O acompanhador; – Desenvolvedor; – O facilitador; – O arquiteto; – Testador;
  12. 12. • É uma declaração, descrita em um parágrafo, sobre a finalidade da criação ou ampliação do sistema; • Os cliente são os autores;
  13. 13. Visão A comunidade do Universo Orientado a Objetos (OO) será um sistema interativo e baseado na Internet para compartilhar as informações entre os usuários. Os participantes da comunidade poderão compartilhar de experiências e soluções. Eles também devem ser capazes de obter documentos, downloads grátis de produtos e outras informações. Finalmente, o site deve ter o apelo visual e a utilidade que atrai e conserva os usuários.
  14. 14. • São descrições simples de um único aspecto do sistema (uma etapa); • São definidas pelos os usuários juntamente com os desenvolvedores;
  15. 15. Criar recibo 215 Manter um recibo em aberto com uma descrição breve de cada item escaneado e seu preço.
  16. 16. • Uma situação concreta que o sistema pode encontrar; • Pelo menos um para cada user story; • Composto por: – Cenário; – Operação; – Verificação; • Responsabilidade da equipe do cliente;
  17. 17. Criar recibo 215 A Cenário: o caixa está conectado e acaba de iniciar ou totalizar o último cliente. Operação: o caixa escaneia três latas de feijão @$0,98, dois quilos e meio de espinafre @$0,69/kg e uma escova de dente @$2,25. Verificar: o recibo tem todos os itens escaneados, suas quantidades e seus preços.
  18. 18. • Introdução • O dia da entrega • Produção • Testando • Celebrando as vitórias
  19. 19. • Entendendo a XP • Métodos de ado~ção • Adaptando a XP • As práticas da XP • Retorno do investimento • Conclusão
  20. 20. • Desenvolvimento em grande escala • Organizando projetos grandes • Comunicações abertas e honestas • Integração • Importância das boas pessoas • Conclusão
  21. 21. • Aonde vai a XP? • No campo de batalha. • Abordagem holônica para XP • Desenvolvendo software como arte • Evolução da XP
  22. 22. • Descrição do Projeto • Histórico do Projeto • A metáfora • Estimativa, priorização e planejamento • Tarefas • Ferramentas • Testes de aceitação • Código de núcleo • Teste de Cliente
  23. 23. • Programação em dupla • Disponibilidade do cliente
  24. 24. Metodologia ágil baseada nos valores da • simplicidade, comunicação, feedback, coragem e respeito Princípios: feedback rápido, presumir • simplicidade, mudanças incrementais,abraçar mudanças e trabalho de qualidade Deve ser adotado por equipes pequenas e • médias e que irão desenvolver software com requisitos vagos e constantes mudanças Pode ser adotada aos poucos, mas a maioria dos • princípios são essenciais
  25. 25. • http://www.extremeprogramming.org/what.ht ml • http://en.wikipedia.org/wiki/Extreme_progra mming • http://www.improveit.com.br/xp • Livro

×