Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

ITIL v3

2,094 views

Published on

Projeto Capacitar
Por Felipe Madureira Fonseca
Apresentado em Janeiro de 2013

Published in: Business
  • Be the first to comment

ITIL v3

  1. 1. ITIL V3Felipe Madureira Fonseca Projeto Capacitar – GPE Janeiro 2013
  2. 2. Agenda• Introdução• Definições• Estrutura• Processos• Conclusão• Espaço para Debate
  3. 3. Introdução• O que é ITIL? – Information Technology Infrastructure Library ou Biblioteca de Infra-Estrutura de TI – Conjunto de boas práticas – Criar, desenvolver e manter serviços de TI com qualidade – Oferecer serviços que tenham valor – Guia para todo o ciclo de vida de um serviço
  4. 4. Introdução• Por que é importante? – Evitar passar custos e riscos para o Cliente – Se destacar no mercado – Reduzir custos de operação – Reduzir prazos – Otimizar processos
  5. 5. Definições• Definição de serviço – Um serviço é um meio de entregar valor aos clientes, facilitando os resultados que os clientes querem alcançar sem ter que assumir custos e riscos. ( ITIL 2007 )
  6. 6. Definições• Ciclo de vida de um serviço
  7. 7. Definições• Ciclo de vida de um serviço Estratégia Design Melhoria Contínua Transição Operação
  8. 8. Definições• Definição de processo – É um conjunto de atividades definidas que combinam recursos e competências para realizar um objetivo específico e que, direta ou indiretamente, cria valor para o Cliente ou Stakeholder.
  9. 9. Definições• Modelo de processo Controle do Processo Gatilho de Processo Saída Entrada Habilitadores do Processo
  10. 10. Definições• Características do processo – Processos são mensuráveis – Possuem resultados específicos – Processos possuem Clientes – Respondem a eventos específicos
  11. 11. Definições• Papéis e responsabilidades – Responsável • Papel de quem executa a atividade – Accountable • Presta conta pelos resultados ( apenas um ) – Consultado • Deverá ser envolvido ANTES da ação/decisão – Informação • Deverá ser envolvido DEPOIS da ação/decisão
  12. 12. Definições• Matriz de responsabilidade (RACI) Processos Atividades P1 P2 P3 P4 P5 ... Paulo A R C I Jussara C R A I Roberto C I R A ...
  13. 13. Estrutura dos processos
  14. 14. Processos• Estratégia de Serviço – Portfólio de Serviços – Financeiro – Demanda
  15. 15. Processos• Overview da Área – Foco no “por quê?” – Define estratégias e políticas – Alinha TI com negócio – Busca oferecer serviços com diferencial
  16. 16. Processos• Gerenciamento de Portfólio de Serviços – Estuda espaços no mercado – Estuda serviços de valor para um cliente – Direciona todos os serviços oferecidos pela aplicação – O portfólio é composto pelos serviços pensados, desenhados, transitando, operando e finalizados
  17. 17. Processos• Gerenciamento de Portfólio de Serviços
  18. 18. Processos• Gerenciamento da Demanda – Estuda o demandas atuais e futuras – Busca padrões de uso – Não deve ser negligenciada – A demanda pode ( e deve ) ser influenciada – Descontos em grupos, Sazonalidade, Facilidades de pagamento
  19. 19. Processos• Gerenciamento Financeiro – Disponibiliza recursos financeiros – Grande habilitador dos processos – Briga pelo recursos com a alta gerência – Precisa de argumentos para justificar investimentos
  20. 20. Processos• Desenho de Serviço – Nível de Serviço – Catálogo de Serviço – Disponibilidade – Fornecedores – Capacidade – Continuidade – Segurança da Informação
  21. 21. Processos• Overview da Área – Projeto os serviços de interesse – Tira o serviço das idéias e deixa pronto pra produção – Deve prover qualidade – Deve entregas as funcionalidades esperadas
  22. 22. Processos• Gerenciamento de Nível de Serviço – Coração da qualidade do serviço – Conceito importante de Nível de Serviço ( SLA ) – Estabalece metas a serem cumpridas – Pode variar de cliente pra cliente – Existem ANS internas, as ANOs
  23. 23. Processos• Gerenciamento de Catálogo de Serviço – É o “cardápio” da empresa – Serviços internos e externos – É componente do portfólio – Fonte central de informações sobre os serviços de TI entregues
  24. 24. Processos• Gerenciamento de Disponibilidade – Disponibilidade é binário – Está ligado à capacidade – Não existe 100% – Deve se preocupar em manter a meta da SLA
  25. 25. Processos• Gerenciamento de Fornecedor – Se você depende de alguém, é preciso gerenciar esse alguém – Ficar atento a SLA do fornecedores – Briga constante: Produzir ou importar?
  26. 26. Processos• Gerenciamento da Capacidade – Altamente alinhado ao Gerenciamento da Demanda – Capacidade demais: Recurso desperdiçado – Capacidade de menos: Menos vendas
  27. 27. Processos• Gerenciamento da Continuidade – Deu Ruim! – Técnicas e procedimentos de reestabelecer o serviço – Estado anterior deve ser reestabelecido – Tempo médio de reestabelecimento é uma métrica válida
  28. 28. Processos• Gerenciamento da Segurança da Informação – Proteção aos dados – Anti-vírus, firewall, IDS, ... – Políticas de acesso aos dados e aos serviços – Em geral, um documento que estabelece permissões e advertências
  29. 29. Processos• Transição de Serviço – Mudanças – Ativos de Serviço e Configuração – Liberação e Implantação – Conhecimento
  30. 30. Processos• Overview da Área – Realizar a transição com mínimo impacto – Gerenciar as mudanças – Treinar e transferir conhecimento – Incrementar o serviço de forma apropriada
  31. 31. Processos• Gerenciamento de Mudanças – Todas as mudanças devem ser gerenciadas – Os 7 R’s da mudança – São necessários Comitês de mudança ( CBA e ECAB ) – São feitas em prioridade e devem ser filtradas – Tempo, custo, impacto, há workaround?, ...
  32. 32. Processos• Gerenciamento de Ativos de Serviços e Configuração – Os ativos e a configuração devem estar mapeados – É necessário uma biblioteca de mídia definitiva – Existem sistemas que auxiliam o gerenciamento – Devem haver baselines para comparação de mudanças – Sobressalentes também devem ser mapeados
  33. 33. Processos• Gerenciamento de Liberação e Implantação – O que vai ser liberado? – De que forma vai ser liberado? • Puxar x Empurrar – Etapas de liberação devem estar definidas – A distribuição do produto deverá ser definida – Testes devem ser executados, treinamento deve ser fornecido, etc ...
  34. 34. Processos• Gerenciamento do Conhecimento – Fornecer dados para faciltiar a decisão – Dados são obtidos em diversas áreas – Segue o modelo DIKW – Como estão os serviços, qual o consumo atual dos serviços, dificuldades reportadas pelos clientes, etc...
  35. 35. Processos• Operação de Serviço – Incidente – Evento – Problema – Cumprimento de Requisição – Acesso
  36. 36. Processos• Overview da Área – Área de contato com o cliente – Amenizar problemas ocorridos em produção – Prover feedback para melhoria do serviço – Seu símbolo é a famosa Central de Serviço
  37. 37. Processos• Gerenciamento de Incidente – Interrupção não planejada ou redução da qualidade – Podem ser medido em Impacto, urgência e prioridade – Existe um fluxo sugerido para tratamento – Devem ser categorizados – Uma boa central de serviço é a chave nesse momento
  38. 38. Processos• Gerenciamento de Evento – Deverá detectar eventos e gerenciá-los – Existem tipos diferentes de eventos – Monitorar é mais amplo que eventos – Atua em diversas fases
  39. 39. Processos• Gerenciamento de Problema – Problema não possui causa raiz definida – Diagnosticar – Manter informações sobre os problemas disponíveis – Erro conhecido é um problema com causa raiz definida – Deve armazenar soluções de contorno e causa raiz de incidentes
  40. 40. Processos• Cumprimento de Requisição – Canal de requisições – Mudanças pré-aprovadas – Fornece informações sobre serviços existentes – Auxilia com inforrmações gerais, reclamações e questionamentos
  41. 41. Processos• Gerenciamento de Acesso – Executa as políticas de segurança – Identifica – Autoriza – Autentica – Audita
  42. 42. Processos• Melhoria Contínua de Serviço – PDCA – Melhoria dos 7 passos
  43. 43. Processos• Overview da Área – Melhorar os processos ( Não o produto ) – Deve ser aplicado a todas as etapas – Aumentar produtividade – Evitar desperdício
  44. 44. Processos• PDCA – Ciclo de Deming
  45. 45. Processos• Melhoria dos 7 passos 1- Defina o 2 – Defina o que deve ser que você medido pode medir 7 - Implemente ações corretivas 3 – Colete os dados 6 – Use as informações 5 – Analise os 4 – Processe dados os dados
  46. 46. Conclusão• Assunto extremamente extenso• Estudo da área é de extrema importância• É um framework. DEVE ser adaptado• É importante conhecer• Gigantes do mercado utilizam: Microsoft, Siemens, GM, HSBC, Bradesco, Petrobras, ...
  47. 47. Espaço para Debate
  48. 48. www.gpetec.com.brObrigado! felipemadureira@gpetec.com.br Felipe Fonseca www.myscrumhalf.com

×