Trabalho de Doenças

18,391 views

Published on

grupo:
Marcelo
Jean
Rodrigo
Pablo
Marcus V.
Lucas S.
Lucas P.
Felipe D.
João V.

Published in: Education

Trabalho de Doenças

  1. 1. Doenças Causadas por Agentes Biológicos Protozoários Bactérias Vírus Colégio Técnico de Campinas Biologia – Ionara Moura 2ºMECD Rodrigo A. Lucas P. Lucas S. Pablo B. Marcus V. Felipe D. Marcelo P. João V. Jean M.
  2. 2. Índice Obs.: clique na imagem para ir à página desejada <ul><li>-Malaria ------------------------------------- </li></ul><ul><li>-Tétano ------------------------------------- </li></ul><ul><li>-Cólera --------------------------------------- </li></ul><ul><li>-Giardíase ---------------------------------- </li></ul><ul><li>-Ebola ---------------------------------------- </li></ul><ul><li>-Dengue -------------------------------------- </li></ul><ul><li>-Poliomielite ---------------------------------- </li></ul><ul><li>-Rubéola ----------------------------------- </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  3. 3. MALÁRIA por Jean <ul><li>1. Agente causador: protozoários do gênero Plasmodium </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  4. 4. MALÁRIA por Jean Doenças Causadas por Agentes Biológicos Ciclo evolutivo:
  5. 5. MALÁRIA por Jean <ul><li>Febre, sensação de mal estar, dor de cabeça e músculos, calafrios e cansaço são manifestações iniciais da doença. O período de incubação, em geral, está compreendido entre 9 e 40 dias e depende também da espécie de Plasmodium. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Sintomas:
  6. 6. MALÁRIA por Jean Doenças Causadas por Agentes Biológicos Organismo causador:
  7. 7. MALÁRIA por Jean <ul><li>A malária, em condições naturais, é transmitida por protozoários da espécie Plasmodium . </li></ul><ul><li>Existem quatro (4) espécies que transmitem a doença. A mais fatal: Plasmodium falciparum . </li></ul><ul><li>O ambiente mais propenso a provocar a doença é de clima tropical e úmido. É o ambiente característico do Anopheles , mosquito vetor do Plasmodium . </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Contágio:
  8. 8. MALÁRIA por Jean <ul><li>Para o diagnóstico, são observados a contração de qualquer tipo de febre e a espécie de Plasmodium, mediante análise sanguínea, onde parasitas são observados em lâminas, em recortes de tempo próximos a 20 minutos. Como não há vacina, deve haver a proteção necessária, em casa e, principalmente, em locais propícios ao desenvolvimento do vetor Anopheles . O uso de repelentes e de inseticidas (nas roupas, sem contato com a pele) é mais comumente indicado. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Diagnóstico/Profilaxia:
  9. 9. MALÁRIA por Jean <ul><li>Caso não seja tratada, a malária pode evoluir para uma anemia, já que ataca o sistema sanguíneo no Homem, icterícia (olhos amarelados) e, funcionamento inadequado de órgãos vitais, como rins, pulmões e cérebro, levando ao coma e à morte. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Riscos na falta de tratamento:
  10. 10. TÉTANO por Rodrigo <ul><li>1. Agente causador: bactéria Clostridium tetani </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  11. 11. TÉTANO por Rodrigo Doenças Causadas por Agentes Biológicos Ciclo evolutivo:
  12. 12. TÉTANO por Rodrigo <ul><li>Após cerca de 3 a 21 dias de incubação, a bactéria se prolifera no local da infecção e passa a produzir a neurotoxina tetanospasmina que gera os espasmos musculares. Os primeiros sintomas aparecem na mandíbula, com dificuldade para abrir a boca, consequentemente dificultando a alimentação. Depois aparecem sintomas nas costas e pescoço, como dificuldades em virar a cabeça. Os espasmos podem ficar tão violentos a ponto de fraturar osso. Após esses sintomas aparece o suor excessivo, taquardia e aumento na pressão arterial. A grande causa da morte são os inúmeros espesmos musculares no diafragma, o que impede o doente de respirar. O paciente não apresenta nem febre nem falta de lucidez . </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Sintomas:
  13. 13. TÉTANO por Rodrigo Doenças Causadas por Agentes Biológicos Organização do indivíduo: a fase ativa são bacilos. Sem cílios, flagelo, núcleo organizado. Apresentam todas as estruturas internas de um monera. Gram-positiva, sensível ao calor e oxigênio quando ativa. Locomoção limitada. Esporos muito resistentes ao calor e ao oxigênio e duros. Organismo causador:
  14. 14. TÉTANO por Rodrigo <ul><li>Vivem no solo, areia, geralmente em elementos sólidos. Ocorre contágio quando o organismo está presente no ferimento contaminado com terra, por exemplo. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Contágio:
  15. 15. TÉTANO por Rodrigo <ul><li>O diagnóstico é feito a partir de uma amostra da região do ferimento, onde é realizada uma análise laboratorial, isolando os organismos presentes na amostra, e fazendo a cultura de bactérias. Depois, esse material pode ser testado em animais, para ver se ocorrem os sintomas da doença neles, para então confirmar o diagnóstico. A melhor prevenção é a vacina antitetânica, que impede a proliferação dos indivíduos no corpo. O tratamento é feito a partir da limpeza de qualquer ferimento. Em seguida, o paciente recebe doses de antibióticos, relaxantes musculares alem de antídoto e anticorpos que inibem a ação das toxinas. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Diagnóstico/Profilaxia:
  16. 16. TÉTANO por Rodrigo <ul><li>Caso não se trate a doença os sintomas podem piorar, pois as bactérias se reproduzirão mais, produzindo cada vez mais toxinas, podendo causar espasmos muito fortes, principalmente no diafragma, o que pode causar insuficiência respiratória, levando à morte. Cerca de 40% dos casos são fatais. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Riscos na falta de tratamento:
  17. 17. CÓLERA por João <ul><li>1. Agente causador: Vibrio cholerae </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  18. 18. CÓLERA por João Doenças Causadas por Agentes Biológicos Ciclo evolutivo:
  19. 19. CÓLERA por João <ul><li>Os sintomas da pessoa contaminada são: </li></ul><ul><li>Diarréia aguda, vômitos e, em casos mais acentuados, câimbras, perda de peso intensa e olhos turvos . </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Sintomas:
  20. 20. CÓLERA por João Doenças Causadas por Agentes Biológicos Característica morfológica: Víbrio, no formato de bastonetes recurvos. Organismo causador:
  21. 21. CÓLERA por João <ul><li>É transmitida pela ingestão da água, alimentos, peixes, frutos do mar e animais de água doce contaminados por fezes ou vômito de indivíduo portador da doença, sem o devido tratamento. Mãos que tiveram contato com a bactéria ou mesmo moscas e baratas podem provocar a infecção por este patógeno. Esses últimos podem funcionar como vetores mecânicos, transportando o vibrião para a água e para os alimentos. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Contágio:
  22. 22. CÓLERA por João <ul><li>O diagnóstico consiste no isolamento e identificação do vibrião nas fezes do paciente. </li></ul><ul><li>A prevenção da cólera é feita através de medidas básicas de higiene: * lavar as mãos com água e sabão sempre que se prepara qualquer alimento, antes das refeições, após o uso do sanitário, após trocar fraldas, e após chegar da rua; * desinfetar, com água sanitária, pias, lavatórios e vasos sanitários; * usar sacos de lixo nas lixeiras e mantê-las tampadas; * frutas, verduras e legumes devem ser bem lavados e deixados de molho, por meia hora, em um litro de água com uma colher de sopa de hipoclorito de sódio (água sanitária); * cozinhar bem os alimentos, pois o vibrião colérico é destruído com o cozimento em 15 minutos; * as carnes vermelhas devem ter controle sanitário; * não usar o leite cru para beber ou preparar alimentos; </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Diagnóstico/Profilaxia:
  23. 23. CÓLERA por João <ul><li>Grávidas correm risco de aborto. Se não tratada, a doença pode até causar a morte por desidratação, mas se tratada a tempo não causa sequelas. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Riscos na falta de tratamento:
  24. 24. Giardíase por Lucas P. <ul><li>1. Agente causador: protozoário chamado Giardia lamblia </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  25. 25. Giardíase Doenças Causadas por Agentes Biológicos por Lucas P. Ciclo evolutivo:
  26. 26. Giardíase por Lucas P. <ul><li>A giardíase se manifesta por azia e náusea que diminuem de intensidade quando ocorre ingestão de alimentos, ocorrem cólicas seguidas de diarréia, perda de apetite, irritabilidade. Raramente observa-se muco ou sangue nas fezes do indivíduo com giardíase que no entanto possuem odor fétido, são do tipo explosiva e acompanhadas de gases. Em alguns casos o estado agudo da doença pode durar meses levando à má absorção de várias substâncias inclusive vitaminas como as lipossolúveis, por exemplo. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Sintomas:
  27. 27. Giardíase por Lucas P. Doenças Causadas por Agentes Biológicos Principais características morfológicas: Ele pode se apresentar em forma de cisto ou trofozoíto. Organismo causador:
  28. 28. Giardíase por Lucas P. <ul><li>Ocorre quando os cistos maduros são ingeridos pelo indivíduo. Os cistos podem ser encontrados na água (mesmo que clorada ), alimentos contaminados e em alguns casos a transmissão pode se dar por meio de mãos contaminadas. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Contágio:
  29. 29. Giardíase por Lucas P. Doenças Causadas por Agentes Biológicos Diagnóstico/Profilaxia: A giardíase é diagnosticada pela identificação dos cistos ou trofozoítos nas fezes; o médico deve repetir o exame pelo menos três vezes antes de fechar o diagnóstico, através de exames diretos e processos de concentração. A identificação de trofozoítos no liquido duodenal e na mucosa através da biopsia do intestino delgado pode ser um importante método diagnóstico. O tratamento deve ser feito com metronidazol ou tinidazol. Apesar de a doença infectar todas as pessoas, crianças e mulheres grávidas podem ser mais suscetíveis à desidratação causada pela diarréia. Portanto, deve-se administrar fluiodoterapia se necessário. Furazolidona é também utilizada no tratamento de amebíases. <ul><li>PREVENÇÃO: </li></ul><ul><li>Só ingerir alimentos bem lavados e/ou cozidos; </li></ul><ul><li>Lavar as mãos antes das refeições e após o uso de sanitários; </li></ul><ul><li>Construção de fossas e redes de esgotos; </li></ul><ul><li>Só beber água filtrada e/ou fervida; </li></ul><ul><li>Tratar as pessoas doentes. </li></ul>
  30. 30. Giardíase por Lucas P. <ul><li>Riscos do não tratamento: o organismo pode para de fazer a absorção de vitaminas importantes! </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Risco na falta de tratamento:
  31. 31. EBOLA por Pablo <ul><li>1. Agente causador: Ebola </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  32. 32. EBOLA por Pablo Doenças Causadas por Agentes Biológicos Como não foi encontrado o ciclo evolutivo específico, optou-se por representar uma imagem simbólica. Ciclo evolutivo:
  33. 33. EBOLA por Pablo <ul><li>Os sintomas iniciais após os três dias de incubação são edemas, febre alta, conjuntivite, vômitos, náuseas, dor de cabeça, insuficiências hepáticas e renais. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Sintomas:
  34. 34. EBOLA por Pablo Doenças Causadas por Agentes Biológicos O ebola é um filovírus (o outro membro desta família é o vírus Marburg), com forma filamentosa, com 14 micrômetros de comprimento e 80 nanômetros de diâmetro. O seu genoma é de RNA fita simples de sentido negativo (é complementar à fita codificante). O genoma é protegido por capsídeo, é envelopado e codifica sete proteínas. Organismo causador:
  35. 35. EBOLA por Pablo <ul><li>O ebola, como os outros vírus, adere à célula do hospedeiro, onde entra ou apenas injeta seu material genético, o genoma. Este usa a estrutura da célula para se reproduzir e cada nova cópia do genoma obriga a célula a fazer o invólucro de proteína. Os novos vírus deixam </li></ul><ul><li>a célula do hospedeiro com capacidade de infectar outras células. O vírus é encontrado no Rio Ebola, no antigo Zaire ( atual República Democrática do Congo). </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Contágio:
  36. 36. EBOLA por Pablo <ul><li>O diagnóstico e feito pela observação direta do vírus com microscópio eletrônico em amostra sanguínea ou por detecção com imunofluorescência de antigênios. </li></ul><ul><li>Profilaxia: </li></ul><ul><li>Vacinação: Embora haja pessoas que apresentam imunidade ao vírus, não é o organismo dela que produz anticorpos, e sim o vírus que, de uma forma ou outra, acaba por não atacar o organismo dessa pessoa e acaba morrendo por si só. </li></ul><ul><li>Saneamento: O Ebola parece ser uma doença de mais fácil transmissão em ambientes sujos. Mas, dadas as circunstâncias, fica difícil dizer ao certo o que seria mais correto a ser feito. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Diagnóstico/Profilaxia:
  37. 37. EBOLA por Pablo <ul><li>O colágeno responsável pela pele e pela união dos órgãos se deforma transformando-se numa pasta viscosa; o coração fica flácido com hemorragias; o organismo já não consegue coagular o sangue provocando inúmeras hemorragias internas; o globo ocular se enche de sangue causando cegueira; a língua juntamente com o revestimento da traquéia e a garganta se desfaze desce até os pulmões; a medula e o fígado se apodrecem e tornam-se líquidos, o baço enrijece e o cérebro é destruído provocando convulsões epilépticas. Não há nenhuma forma de tratamento para a doença. Não há vacina, cura, nem tratamentos eficazes. Os doentes devem ser postos em quarentena e os familiares devem ser impedidos de ter qualquer forma de contato com o doente, ou mesmo de tocar o corpo após o falecimento. Devem ser administrados cuidados básicos de suporte vital como restabelecimento de eletrólitos e fluidos perdidos, além de possíveis tratamentos paliativos. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos Riscos na falta de tratamento:
  38. 38. DENGUE por Lucas S. <ul><li>1. Agente causador: Flavivírus </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  39. 39. DENGUE por Lucas S. Doenças Causadas por Agentes Biológicos Ciclo evolutivo:
  40. 40. DENGUE por Lucas S. <ul><li>Sintomas: O período de incubação é de três a quinze dias após a picada. Os vírus espalham-se pela corrente sanguínea e provocam os sintomas de febre alta (normalmente entre 38° e 40 °C) de início abrupto, mal-estar, pouco apetite, cefaleias, dores musculares e nos olhos. No caso da hemorrágica, após a febre baixar pode provocar gengivorragias e sangramento do nariz, hemorragias internas e coagulação intravascular disseminada, com danos e enfartes em vários órgãos, que são potencialmente mortais. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  41. 41. DENGUE por Lucas S. <ul><li>O vírus apresenta de 40-60 nanômetros, fita positiva de RNA. O genoma de RNA contém aproximadamente 10,000 nucleotídeos ou 10 genes contidos em uma cadeia aberta de leitura. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  42. 42. DENGUE por Lucas S. <ul><li>Contágio: principal agente transmissor é o mosquito Aedes aegypti , que, quando apresenta o vírus em seu corpo, passa-o para outro ser através da picada. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  43. 43. DENGUE por Lucas S. <ul><li>Diagnóstico : As pessoas em áreas endêmicas que têm sintomas como febre alta devem consultar um médico para fazer análises sendo que o diagnóstico normalmente é feito por isolamento viral através de inoculação de soro sanguíneo em culturas celulares ou por sorologia esse procedimento é essencial para saber se o paciente é portador do vírus da dengue. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  44. 44. DENGUE por Lucas S. <ul><li>Riscos ao nao tratar: O paciente é aconselhado pelo médico a ficar em repouso e beber líquidos. É importante então evitar a automedicação, porque pode ser perigosa, já que a prescrição médica desaconselha usar remédios à base de ácido acetilsalicílico ,como aspirina ou outros Antinflamatórios não-esteróides normalmente usados para febre, porque eles facilitam a hemorragia. Contudo, caso o nível de plaquetas desça abaixo do nivel funcional mínimo (trombocitopenia) justifica-se a transfusão desses elementos e quanto a outros remédios para a cura, ainda não existem. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  45. 45. POLIOMIELITE por Felipe D. <ul><li>1. Agente causador: Poliovírus </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  46. 46. POLIOMIELITE por Felipe D. <ul><li>Ciclo evolutivo: </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  47. 47. POLIOMIELITE por Felipe D. <ul><li>Sintomas: infecções respiratórias ( febre e dor de garganta, ‘gripe’) </li></ul><ul><li>infecções gastrintestinais (náuseas, vômitos, dor abdominal, constipação- ‘prisão de ventre’, diarréia) </li></ul><ul><li>  </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  48. 48. POLIOMIELITE por Felipe D. <ul><li>É um vírus composto de cadeia simples de RNA, sem envoltório, esférico, de 24-30 nm de diâmetro, do gênero Enterovírus, da família Picornaviridae. Ao gênero Enterovírus pertencem os grupos: Coxsakie (A com 24 sorotipos e B com 6 sorotipos), Echo (34 sorotipos) e Poliovírus (3 sorotipos). </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  49. 49. POLIOMIELITE por Felipe D. <ul><li>Contágio: ocorre através de gotículas de saliva emitidas por pessoas contaminadas, </li></ul><ul><li>ou através de ingestão de água e alimentos contaminados por fezes contendo carga viral, propensa ao desenvolvimento da doença. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  50. 50. POLIOMIELITE por Felipe D. <ul><li>Formas de diagnóstico e Profilaxia: </li></ul><ul><li>Evitar contato com pessoas doentes; </li></ul><ul><li>Cuidados com o preparo dos alimentos, lavando bem as frutas e legumas antes de come-los; </li></ul><ul><li>Procurar orientação nos postos de saúde ou campanhas de vacinação, para que as crianças sejam vacinadas. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  51. 51. POLIOMIELITE por Felipe D. <ul><li>Complicações e seqüelas: Paralisia infantil, ou em casos mais extremos a doença ocasiona falência orgânica. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  52. 52. RUBÉOLA por Marcus V. <ul><li>1. Agente causador: Rubéola </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  53. 53. RUBÉOLA por Marcus V. <ul><li>Ciclo de vida: </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  54. 54. RUBÉOLA por Marcus V. <ul><li>Sintomas: A infecção, geralmente, tem evolução benigna e em metade dos casos não produz qualquer manifestação clínica. Os sintomas mais comuns são febre baixa (até 38 °C), aumento dos gânglios linfáticos no pescoço, hipertrofia ganglionar retro-ocular e suboccipital, manchas (máculas) cor-de-rosa ( exantemas ) cutâneas, inicialmente no rosto e que evoluem rapidamente em direção aos pés e em geral desaparecem em menos de 5 dias. Outros sintomas são a vermelhidão ( inflamação ) dos olhos (sem perigo), dor muscular das articulações, de cabeça e dos testículos, pele seca e congestão nasal com espirros . </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  55. 55. RUBÉOLA por Marcus V. <ul><li>Família: Togaviridae </li></ul><ul><li>Gênero: Rubivirus </li></ul><ul><li>Espécie: Rubella virus </li></ul><ul><li>Doença infecciosa aguda benigna </li></ul><ul><li>Disseminação: Respiratória e contato pessoal intimo e persistente. </li></ul><ul><li>Período de incubação:12 a 19 dias. </li></ul><ul><li>O vírus da rubéola é um togavírus com genoma de RNA unicatenar (simples) de sentido positivo (serve de m RNA para síntese protéica diretamente). Possui um capsídeo icosaédrico e um envelope bilipídico. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  56. 56. RUBÉOLA por Marcus V. <ul><li>Contágio : A transmissão é por contato direto, secreções ou pelo ar, no caso do feto, a partir da mãe grávida. O vírus multiplica-se na faringe e nos órgãos linfáticos e depois dissemina-se pelo sangue para a pele . </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  57. 57. RUBÉOLA por Marcus V. <ul><li>Diagnostico: O diagnóstico clínico é difícil por semelhança dos sintomas com os dos outros exantemas. É mais freqüentemente sorológico, com detecção de anticorpos específicos para o vírus, ou por ELISA (teste imunoenzimático que permite a detecção de anticorpos específicos no soro). </li></ul><ul><li>Não há tratamento específico para casos de rubéola sem complicações, nos quais os pacientes recobram-se com descanso e tratamento de apoio. </li></ul><ul><li>A infecção por rubéola pode ser prevenida por vacinação. A Organização Mundial da Saúde recomenda dar a primeira dose entre 12 e 18 meses de idade e a segunda com 36 meses de idade. Existem também campanhas de vacinação em adultos para combater a síndrome da rubéola congênita. Mulheres grávidas não devem ser vacinadas, pois a vacina contém vírus vivo. </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  58. 58. RUBÉOLA por Marcus V. <ul><li>Risco ao não tratar : As complicações associadas à rubéola ocorrem mais freqüentemente em mulheres, as quais podem sofrer artrite ou artralgia, geralmente afetando os dedos das mãos, pulsos e joelhos. Esses sintomas nas articulações raramente duram mais do que um mês após o aparecimento das manchas. Até 85% dos bebês infectados com rubéola no primeiro trimestre de gravidez sofreram defeitos de nascença e/ou anormalidade neurológicas (síndrome da rubéola congênita). </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos
  59. 59. CRÉDITOS: <ul><li>Obs.: cada slide possui o nome do aluno responsável pelo conteúdo. </li></ul><ul><li>Edição e revisão final do trabalho:Marcelo P. </li></ul><ul><li>FONTES: </li></ul><ul><li>http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?372 </li></ul><ul><li>http://www.dengue.org.br/ </li></ul><ul><li>www.brasilescola.com/doencas </li></ul><ul><li>people.chem.byu.edu/belnap/research.html </li></ul><ul><li>http://www.algosobre.com.br/biologia/ebola.html </li></ul><ul><li>Principal: www.google.com </li></ul>Doenças Causadas por Agentes Biológicos

×