Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Case Ibope | OIS2010 | Gestão de processos de inovação: soluções e plataformas

2,088 views

Published on

Published in: Technology
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Case Ibope | OIS2010 | Gestão de processos de inovação: soluções e plataformas

  1. 1. Patrocinadores:Máster e Colaboração PlatinumGoldSilver Instituição participanteBlue Realização:
  2. 2. Idéia!• Como Integrar as pessoas de uma empresa?• Como criar uma Estrutura horizontal - onde todos tenham a oportunidade de participar com ativamente com idéias?• Como utilizar todas as cabeças para Gerar conhecimento?• Como aproveitar os conhecimentos adquiridos em use de Mídias Sociais – Redes Sociais, fóruns, blogs?• Uma Rede Social ???
  3. 3. Porque uma Rede Social ?• Brasil possui perto de 70milhões de usuários acessando a Internet, e cerca de 90% utilizam redes sociais.• Considerando o corpo de trabalhadores do IBOPE, a maioria utiliza ou já utilizou uma rede social.• Solução: Vamos ter a nossa própria rede!
  4. 4. Mas … • Na visão da maioria das empresas as redes sociais são uma perda de tempo. “As pessoas deixam de trabalhar para navegar pelas redes sociais” • Assim, pensamos em algo mais integrado ao ambiente de trabalho levando em conta a segurança, e assuntos dirigidos ao dia a dia.
  5. 5. 7 meses depois…• Nasce o Pipow, uma rede social do IBOPE com objetivo de integrar as pessoas considerando os seguintes atributos básicos: – Pessoas (Funcionários) – Comunidades (Produtos, Projetos e Assuntos de Interesse geral)• Nessa rede, diferente de uma rede social convencional, as pessoas não são associadas umas as outras, e sim as comunidades de interesse, daí surgem as integrações.
  6. 6. • A comunicação passa a ser horizontal e de interesse da comunidade, com foco.• Somente os membros da comunidade passam a receber informações pertinentes ao seu dia a dia.• Todos passam a se conhecer, por exemplo, para um determinado produto (comunidade do produto) todos aparecem com suas fotos e seus papeis definidos na comunidade.• Isso torna possível que uma pessoa que trabalhe na coleta de um dado conheça a pessoa do comercial, do marketing, e de outras áreas associadas ao produto.
  7. 7. Layout foi desenvolvido poruma empresa de Design.Fizemos um lançamentocom artistas passeando portodos os andares.Objetivo: sensibilizar aspessoas para o uso de umarede social corporativa.
  8. 8. • Algum tempo depois, 2-3 meses, percebemos que deveríamos criar o conceito de aplicativo associado a comunidade.• Assim, desenvolvemos um modelo similar ao de widgets, onde cada comunidade pode ter um ou mais aplicativos.• Essa implementação tornou possível a implementação de uma comunidade de “Caixa de Idéias”, onde as pessoas postam idéias, acompanham o “funil”.• Também analisam as idéias de outros colaboradores.• Assim deixamos de usar uma ferramenta de mercado para gestão de idéias.
  9. 9. Aplicação “Caixa de Idéias”
  10. 10. Aprendizados• É muito difícil implantar uma rede social que funcione organicamente, exista a colaboração espontânea. (Caso dos demitidos).• O conceito de Intranet (one-to-many) deve migrar para o conceito de (many-to-many), uma rede social.• A rede social deve “agregar” ao dia a dia, e não virar mais uma produto, tem que ser uma ferramenta de trabalho.• A gestão da rede pode ser tão simples quanto a sua colaboração, ou seja, quanto mais colaborativa menos gera demanda individual.• Investimento constante em novos serviços, ex: lista dos aniversariantes, widgets para inscrição em eventos, material de apresentações, álbum de fotos, mensagens, etc.• Dar acesso a todos os funcionários, não ter limite de login por cargos ou departamentos, cada funcionário é um elemento da rede.
  11. 11. Desafios• Tornar a ferramenta acessível a outras empresas do Grupo.• Promover o desenvolvimento compartilhado, já que a rede social não é o produto final do IBOPE – é uma ferramenta de apoio.• Abrir o acesso para os colaboradores externos, evitando a duplicação de esforços e tornar o produto o ponto de encontro de todos os times de trabalho.• Agregar os conceitos de Intranet a rede social, tornado a ferramenta o ponto central de acesso a informação.
  12. 12. alexandre.crivellaro@ibope.comwww.faceboo k.com/crivellaro

×