Your SlideShare is downloading. ×
Edward Gordon Craig
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Edward Gordon Craig

3,490
views

Published on

Imagens de trabalhos do diretor e cenógrafo inglês.

Imagens de trabalhos do diretor e cenógrafo inglês.

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
3,490
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
84
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Edward Gordon Craig Universidade Federal de Pelotas Material para fins didáticos Professora Taís Ferreira
  • 2. Edward Gordon Craig (1872-1966) • Edward Gordon Craig era filho da atriz inglesa Ellen Terry (amante/ esposa do famoso ator Henry Irving) e de Edward Godwin, um conhecido arquiteto e pintor. Seus primeiros designs, em 1903, foram feitos para encenações da companhia de sua mãe, o London's Imperial Theatre. Uma mostra destes designs em 1902 e a publicação de The Art of the Theatre (1905) geraram apoios e refugas às suas propostas inovadoras em toda a Europa. • Em 1904 ele desenhou os croquis para a montagem de Venice Preserved do diretor Otto Brahm em Berlin, em 1906 para a peça de Ibsen Rosemersholm encenada pela grande atriz e empresária Eleanora Duse em Florença e em 1912 para o Hamlet de Konstantin Stanislavsky no Teatro de Arte de Moscou.
  • 3. • Ele continuou expondo suas idéias provocativas em On the Art of the Theatre (1911), Towards a New Theatre (1913), The Theatre Advancing (1919) e The Mask, uma revista publicada entre1908 e 1929. • Publicou um ensaio que gerou muita polêmica intitulado “O Ator e a Supermarionete”, em que preconizava que o ator fosse mais um dos muitos elementos da encenação, assim como um boneco, que deveria responder às idéias do diretor. • Seus designs, apresentados como ilustrações e fotografias em suas publicações, foram monumentais. Assim como Appia, ele quebrou com o palco plano,com cenários com telões pintados ou com “cenários-caixa” que reproduziam a realidade tal qual ela era. Através de plataformas, degraus e rampas ele trocou as tapadeiras paralelas e os telões pintados por uma elaborada série de telas altas que poderiam somente sugerir a essência dos espaços cênicos. • Como Appia, Craig opôs-se ao naturalismo e aproximou- se da estética simbolista, em que formas, cores, luz e sombra sugerem estados interiores e atmosferas.
  • 4. Gordon Graig Fotografia feita por câmera obscura
  • 5. Foi casado com a bailarina Isadora Duncan, que revolucionou a história da dança. Ela teve muita influência sobre sua obra.
  • 6. Gordon Craig na Arena Goldoni, com uma maquete de cenário, 1912. (Harvard Theatre Collection)
  • 7. A tempestade em Rei Lear, de Shakespeare 1920, xilogravura
  • 8. Electra, 1905
  • 9. Hamlet para o TAM em 1909
  • 10. Hamlet (1909)
  • 11. A encenação de Hamlet só foi a público com o TAM em 1912
  • 12. Gertrude e Hamlet na encenação de Craig para o TAM
  • 13. Hamlet and Daemon, croqui de Gordon Craig
  • 14. Fotografia em Toward a new theatre; forty designs for stage scenes (London & Toronto: J.M.Dent & Sons, 1913)