Pesquisa Emprego e Desemprego Janeiro de 2012

1,113 views
1,031 views

Published on

Variação positiva do nível ocupacional

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,113
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
161
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Pesquisa Emprego e Desemprego Janeiro de 2012

  1. 1. Janeiro de 2012 Variação positiva do nível ocupacional
  2. 2. Janeiro de 2012 <ul><li>Variação positiva da ocupação (0,6%) = 12 mil pessoas </li></ul><ul><li>Variação positiva da PEA (0,7%) = 15 mil pessoas </li></ul><ul><li>Relativa estabilidade do desemprego (2,3%) = 3 mil pessoas </li></ul><ul><li>Obs.: População Economicamente Ativa (PEA) = ocupados + desempregados </li></ul>
  3. 3. Desemprego <ul><li>Estabilidade na taxa de desemprego total </li></ul><ul><li>Dezembro = 6,4% da PEA Janeiro = 6,5% da PEA </li></ul><ul><li>Estabilidade na taxa de desemprego aberto </li></ul><ul><li>Dezembro = 5,4% da PEA Janeiro = 5,5% da PEA </li></ul><ul><li>Dezembro = 131 mil desempregados </li></ul><ul><li>Janeiro = 134mil desempregados </li></ul>
  4. 4. FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT NOTA: A taxa de desemprego total é composta pela soma das taxas de desemprego aberto e oculto.
  5. 6. OCUPAÇÃO Nota: O contingente total de ocupados inclui outros setores. Com o crescimento de 0,6%, o contingente de ocupados foi estimado em 1.930 mil pessoas em janeiro. Comportamento setorial: Indústria de transformação 10 mil 3,0% Construção civil -2 mil -1,6% Comércio 8 mil 2,7% Serviços -1mil -0,1% Serviços domésticos -4 mil -3,7%
  6. 7. Posição na ocupação Nota: O total de assalariados inclui indivíduos que não informaram os segmento em que trabalham. Assalariados 15 mil Setor Público -4 mil Setor Privado 20 mil Com carteira 24 mil Sem carteira -4 mil Autônomos -2 mil Empregados domésticos -4 mil Demais Posições 3 mil
  7. 8. RENDIMENTOS <ul><li>O rendimento médio real em dezembro registrou redução tanto para os ocupados (-1,6%) quanto para os assalariados (-1,9%). </li></ul><ul><li>Valor ∆% </li></ul><ul><li>Ocupados R$1.453 -1,6 </li></ul><ul><li>Assalariados R$1.437 -1,9 </li></ul>
  8. 9. <ul><li>A massa de rendimentos reais em dezembro reduziu-se tanto para os ocupados (-1,6%) quanto para os assalariados (-2,0%). Em ambos os casos, o comportamento da massa de rendimentos reais deveu-se a diminuição do rendimento médio real, pois o nível de ocupação se manteve relativamente estável. </li></ul>
  9. 10. COMPORTAMENTO EM 12 MESES <ul><li>Crescimento da ocupação (1,0%) = 19 mil pessoas </li></ul><ul><li>Crescimento da PEA (0,1%) = 2 mil pessoas </li></ul><ul><li>Queda do desemprego (-11,3%) = -17 mil pessoas </li></ul>
  10. 11. DESEMPREGO <ul><li>A taxa de desemprego total apresentou redução nos últimos doze meses: </li></ul><ul><li>Janeiro 2011 7,3% da PEA </li></ul><ul><li>Janeiro 2012 6,5% da PEA </li></ul>
  11. 12. Ocupação (12 meses) Nota: A variação do número total de ocupados inclui outros setores. O incremento de 19 mil postos de trabalho (1,0%) deveu-se ao seguinte comportamento do nível ocupacional por setor de atividade econômica: Indústria de transformação 0 0,0% Construção civil 3 mil 2,5% Comércio -17 mil -5,3% Serviços 28 mil 2,7% Serviços domésticos 2 mil 2,0%
  12. 13. Posição na ocupação (12 meses) Nota: A variação do total de assalariados inclui os indivíduos que não informaram o segmento em que trabalham. Assalariados 10 mil Setor Público -3 mil Setor Privado 13 mil Com carteira 26 mil Sem carteira -13 mil Autônomos -4 mil Empregados domésticos 2 mil Demais Posições 11 mil
  13. 14. FONTE: Convênio PED-RMPA – FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT.
  14. 15. <ul><li>Rendimentos </li></ul><ul><li> O rendimento médio real apresentou relativa estabilidade tanto para o total dos ocupados quanto para os assalariados, entre dezembro de 2010 e dezembro de 2011: </li></ul><ul><li>∆ % </li></ul><ul><li>Ocupados -0,1 </li></ul><ul><li>Assalariados 0,1 </li></ul>
  15. 16. <ul><li>Nesse mesmo período, a massa de rendimentos reais dos ocupados e dos assalariados variaram positivamente em 0,4% e 0,5% respectivamente . Em ambos os casos, o resultado deveu-se às pequenas variações positivas do nível de ocupação, uma vez que os rendimentos médios permaneceram estáveis. </li></ul>
  16. 17. Rendimento Médio Real dos Ocupados Regiões Metropolitanas e Distrito Federal dezembro de 2011
  17. 18. MERCADO DE TRABALHO CONJUNTURA (Mês) TENDÊNCIA (12 meses) RMPA <ul><li>Ocupação: variação positiva </li></ul><ul><li>Taxa de desemprego: estabilidade </li></ul><ul><li>Rendimentos (dezembro): variação negativa </li></ul><ul><li>Massa de Rendimentos (dezembro): variação negativa </li></ul><ul><li>Ocupação: crescimento </li></ul><ul><li>Taxa de desemprego: redução </li></ul><ul><li>Rendimentos (dezembro): relativa estabilidade </li></ul><ul><li>Massa de Rendimentos (dezembro): variação positiva </li></ul>METROPOLI-TANO <ul><li>Ocupação: relativa estabilidade </li></ul><ul><li>Taxa de desemprego: elevou-se </li></ul><ul><li>Rendimentos (dezembro):variação positiva </li></ul><ul><li>Massa de Rendimentos (dezembro): crescimento </li></ul><ul><li>Ocupação: crescimento </li></ul><ul><li>Taxa de desemprego: redução </li></ul><ul><li>Rendimentos (dezembro): redução </li></ul><ul><li>Massa de Rendimentos (dezembro): estabilidade </li></ul>

×