Your SlideShare is downloading. ×
0
Audiência Pública
Revisão Tarifária Periódica
Agenda

1. Panorama Geral da Concessão
2. Evolução da Qualidade do Serviço
3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007- 201...
Características da Área de Concessão

24 municípios na área metropolitana de
São Paulo
6,3 milhões de unidades consumidora...
Segurança
Valor número 1 da AES Eletropaulo
• Desempenho 2010/2011:
- Redução de 27% de acidentes com
afastamento
com
cola...
Sustentabilidade
Na AES Eletropaulo a Sustentabilidade está alinhada ao negócio e
ao Planejamento Estratégico

Pilares est...
Responsabilidade Social
Investimento anual na ordem de R$63 milhões
AES Eletropaulo nas Escolas
• Educação sobre o uso
seg...
Agenda

1. Panorama Geral da Concessão
2. Evolução da Qualidade do Serviço
3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011...
Indicadores de Continuidade do Serviço
DEC
Tendência de melhoria contínua na prestação dos serviços a partir de 2009
DEC –...
Indicadores de Continuidade do Serviço
FEC
Tendência de melhoria contínua na prestação dos serviços a partir de 2009
Compa...
Foco no Cliente

+39%
92%

92%

96%

90%

71%
53%

jan/11

Jan/11 Ago/11

dez/11

jan/12

fev/12

mar/12

Chamadas atendid...
Agenda

1. Panorama Geral da Concessão
2. Evolução da Qualidade do Serviço
3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011...
Investimentos
Investimentos crescentes realizados no período 2007 - 2011 totalizando
mais de R$ 2,8 bilhões, crescimento d...
Agenda

1. Panorama Geral da Concessão
2. Evolução da Qualidade do Serviço
3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011...
Principal desafio do Processo de
Revisão Tarifária é...

Modicidade
Tarifária
Qualidade dos
Serviços
Remuneração
do negóci...
Investimentos 2012-2015
Investimentos previstos no período 2012 – 2015 da ordem de R$3 bilhões
assegurando a tendência cre...
Metas de Continuidade de Serviço
Propostas pela ANEEL 2012-2015
Metas propostas pela ANEEL representam desafios crescentes...
Agenda

1. Panorama Geral da Concessão
2. Evolução da Qualidade do Serviço
3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011...
Tarifa da AES Eletropaulo
Posicionamento Brasil
AES Eletropaulo tem a 3ª menor tarifa entre as 63 distribuidoras do Brasil...
Variação dos componentes da Tarifa Média
de Energia Elétrica de 2003 a 2011
140%
127%

62%
53%

19%

22%

16%
3%

-26%
Enc...
Composição da Tarifa
Proposta em Audiência Pública se refere à parcela de 21% da tarifa vigente
enquanto 79% corresponde a...
Agenda

1. Panorama Geral da Concessão
2. Evolução da Qualidade do Serviço
3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011...
Processo de Revisão Tarifária

Metodologia

Metodologia de Revisão Tarifária apresentou
evolução significativa em relação ...
Processo de Revisão Tarifária

Principal item da proposta para aprimoramento
Metodologia

Base de
Remuneração
Regulatória
...
Processo de Revisão Tarifária

Metodologia

Evolução

da

estrutura

tarifária

possibilita

aprimoramento do sinal econôm...
Processo de Revisão Tarifária

Revisão tarifária prevista para Julho de 2011 foi
Metodologia

postergada pela ANEEL pela n...
Processo de Revisão Tarifária

Metodologia

Base de
Remuneração
Regulatória
Estrutura Tarifária

Efeitos da
Postergação
Qu...
Agenda

1. Panorama Geral da Concessão
2. Evolução da Qualidade do Serviço
3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011...
Mensagem Final

A AES Eletropaulo seguirá buscando a evolução
contínua da qualidade dos serviços prestados e a
satisfação ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Apresentação institucional audiencia pub lica

75

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
75
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Apresentação institucional audiencia pub lica"

  1. 1. Audiência Pública Revisão Tarifária Periódica
  2. 2. Agenda 1. Panorama Geral da Concessão 2. Evolução da Qualidade do Serviço 3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007- 2011) 4. Principais Desafios 3º Ciclo (2011-2015) 5. Composição e Evolução da Tarifa Média 6. Contribuições à Proposta em Audiência Pública 7. Mensagem Final 2
  3. 3. Características da Área de Concessão 24 municípios na área metropolitana de São Paulo 6,3 milhões de unidades consumidoras e área de concessão de 4.526 km2 17% do PIB do Brasil 45 TWh distribuída de em volume 2011, de energia representando 10,9% do total do Brasil 45 mil quilômetros de rede elétrica 5.668 colaboradores 3
  4. 4. Segurança Valor número 1 da AES Eletropaulo • Desempenho 2010/2011: - Redução de 27% de acidentes com afastamento com colaboradores próprios e contratados - Zero fatalidades com colaboradores próprios e contratados - Redução de 32% de acidentes fatais com população - Investimento em 2011 de R$19 milhões em equipamentos de proteção, campanhas de conscientização, treinamentos, palestras com colaboradores e população - Mais de 10 mil colaboradores treinados mensalmente e mais de 17 milhões de pessoas da área de concessão beneficiadas 4
  5. 5. Sustentabilidade Na AES Eletropaulo a Sustentabilidade está alinhada ao negócio e ao Planejamento Estratégico Pilares estratégicos: • Segurança: metas específicas para a redução dos acidentes com colaboradores e comunidades • Inovação e excelência no atendimento ao cliente: incentivo a inovação para melhoria da qualidade do serviço e do atendimento a nossos 6,3 milhões de clientes • Uso eficiente de recursos financeiros, energéticos e naturais: buscamos eficiência operacional e no uso de recursos naturais e energéticos • Desenvolvimento e valorização de colaboradores, fornecedores e comunidades: valorizamos nossos públicos de relacionamento e desenvolvemos ações para integrá-los cada vez mais ao nosso negócio. Nas comunidades onde estamos inseridos atuamos de forma socialmente responsável 5
  6. 6. Responsabilidade Social Investimento anual na ordem de R$63 milhões AES Eletropaulo nas Escolas • Educação sobre o uso seguro e eficiente da energia elétrica para 4,5 mil professores e 404 mil alunos de 900 escolas públicas. Transformando Consumidores em Clientes • Regularização de ligações de energia com melhoria no fornecimento e inclusão social • Beneficio a cerca de mais de 500 mil famílias em comunidades de baixa renda Educação e desenvolvimento infantil Centros Educacionais Luz e Lápis • Duas unidades em São Paulo atendendo 300 crianças de 1 a 6 anos de idade, em vulnerabilidade social. Desenvolvimento e transformação de comunidades Casa de Cultura e Cidadania • Beneficia 1,1 mil crianças e adolescentes nas unidades de Osasco e Guacuri. • Oferece atividades em cultura e esporte 6
  7. 7. Agenda 1. Panorama Geral da Concessão 2. Evolução da Qualidade do Serviço 3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011) 4. Principais Desafios 3º Ciclo (2011-2015) 5. Composição e Evolução da Tarifa Média 6. Contribuições à Proposta em Audiência Pública 7. Mensagem Final 7
  8. 8. Indicadores de Continuidade do Serviço DEC Tendência de melhoria contínua na prestação dos serviços a partir de 2009 DEC – Duração de Interrupções Comparativo acumulado ano 10,92 10,09 9,32 9,20 11,86 8,68 10,60 10,36 3,47 2008 2009 2010 2011 5a 8a 7a 2,57 6a DEC (horas) Meta ANEEL 1º trim.2011 1º trim.2012 Acumulado 1º Trimestre Posição no ranking ABRADEE entre as 28 distribuidoras com mais de 500 mil consumidores Fontes: Aneel, AES Eletropaulo e Abradee 8
  9. 9. Indicadores de Continuidade do Serviço FEC Tendência de melhoria contínua na prestação dos serviços a partir de 2009 Comparativo acumulado ano FEC – Freqüência de Interrupções 8,41 5,20 7,87 6,17 7,39 5,43 6,93 5,45 1,80 2008 2009 1a 7a FEC (vezes) 2010 3a 2011 1,40 1º trim.2011 1º trim.2012 4a Meta ANEEL Acumulado 1º Trimestre Posição no ranking ABRADEE entre as 28 distribuidoras com mais de 500 mil consumidores Indicador AES Eletropaulo em 2009 exclui o evento de 10/Nov ocorrido no SIN e não atribuível à Distribuidora Fontes: Aneel, AES Eletropaulo e Abradee 9
  10. 10. Foco no Cliente +39% 92% 92% 96% 90% 71% 53% jan/11 Jan/11 Ago/11 dez/11 jan/12 fev/12 mar/12 Chamadas atendidas até 30s • Melhoria no atendimento reflete os investimentos crescentes realizados 92 53 -91% 11 jan/11 Jan/11 Ago/11 9 dez/11 jan/12 TME 3 fev/12 11 mar/12 10
  11. 11. Agenda 1. Panorama Geral da Concessão 2. Evolução da Qualidade do Serviço 3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011) 4. Principais Desafios 3º Ciclo (2011-2015) 5. Composição e Evolução da Tarifa Média 6. Contribuições à Proposta em Audiência Pública 7. Mensagem Final 11
  12. 12. Investimentos Investimentos crescentes realizados no período 2007 - 2011 totalizando mais de R$ 2,8 bilhões, crescimento de 11% a.a enquanto o mercado cresceu 3,5% a.a e o número de consumidores 2,5% a.a Investimentos (R$ milhões) 10,0% 8,0% 6,0% 5,7 4,6% 4,0% 5,8 6,0 6,1 5,0% 3,3% 6,3 4,1% 0,1% 2,0% 0,0% 682 -2,0% 433 457 2007 2008 739 7,0 6,0 5,0 4,0 3,0 2,0 1,0 - 516 2009 2010 2011 Investimentos Crescimento de mercado Clientes (milhões) 12
  13. 13. Agenda 1. Panorama Geral da Concessão 2. Evolução da Qualidade do Serviço 3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011) 4. Principais Desafios 3º Ciclo (2011-2015) 5. Composição e Evolução da Tarifa Média 6. Contribuições à Proposta em Audiência Pública 7. Mensagem Final 13
  14. 14. Principal desafio do Processo de Revisão Tarifária é... Modicidade Tarifária Qualidade dos Serviços Remuneração do negócio Investimentos ... garantir equilíbrio entre padrões de qualidade dos serviços, investimentos necessários, remuneração adequada do acionista e modicidade tarifária visando a sustentabilidade da Concessão 14
  15. 15. Investimentos 2012-2015 Investimentos previstos no período 2012 – 2015 da ordem de R$3 bilhões assegurando a tendência crescente da qualidade da prestação dos serviços • Construção de 104 Km de novas linhas de transmissão no período de 20122015, sendo 49 km em 2012; • Construção de 12 novas subestações no período de 2012-2015, acrescentando 1583 MVA de capacidade instalada, sendo 2 em 2012 Ermelino (120MVA) e Sertãozinho (80MVA); • Construção de 162 novos circuitos de distribuição no período de 2012-2015, sendo 32 em 2012; • 200 km de reforma na rede secundária e 6.042 km de manutenção da rede primária (~25% da rede) • Instalação de 4.958 seccionalizadores automáticos em 2012 • Instalação de 1.487 religadores automáticos em 2012 15
  16. 16. Metas de Continuidade de Serviço Propostas pela ANEEL 2012-2015 Metas propostas pela ANEEL representam desafios crescentes na qualidade da prestação do serviço DEC 8,67 8,48 8,28 2012 FEC 2013 2014 8,03 2015 6,87 6,64 6,36 5,92 2012 2013 2014 2015 16 16
  17. 17. Agenda 1. Panorama Geral da Concessão 2. Evolução da Qualidade do Serviço 3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011) 4. Principais Desafios 3º Ciclo (2011-2015) 5. Composição e Evolução da Tarifa Média 6. Contribuições à Proposta em Audiência Pública 7. Mensagem Final 17
  18. 18. Tarifa da AES Eletropaulo Posicionamento Brasil AES Eletropaulo tem a 3ª menor tarifa entre as 63 distribuidoras do Brasil 0,450 0,400 0,350 0,300 0,250 0,200 1. Comparativo Tarifa Residencial B1 – R$/kWh 2. Fonte: ANEEL - Tarifas com vigência válida em 20/04/2012 CEA ... CELG-D COELBA CSPE CEMAT ELETROCAR HIDROPAN CERON DEMEI FORCEL EFLJC CLFSC COELCE CEMIG-D CPEE RGE ELFSM CHESP ENERSUL ELETROACRE SULGIPE CEPISA AMPLA CLFM CEMAR CELTINS EMG 0,100 ELETROPAULO 0,150 18
  19. 19. Variação dos componentes da Tarifa Média de Energia Elétrica de 2003 a 2011 140% 127% 62% 53% 19% 22% 16% 3% -26% Encargos Setoriais Geração e Transmissão Tributos Distribuição Tarifa Média com Impostos Tarifa Residencial com Impostos Salário Mínimo IGP-M IPCA Variação dos componentes da tarifa 19
  20. 20. Composição da Tarifa Proposta em Audiência Pública se refere à parcela de 21% da tarifa vigente enquanto 79% corresponde a custos não gerenciáveis pela Distribuidora (encargos setoriais, tributos, compra de energia e transmissão) Percentual de Revisão Tarifária proposto pela ANEEL reduz de 21% para 16% a parcela destinada à Distribuidora -24% 8,0% 16,0% 9,0% 35,0% 36,0% 24,0% 25,0% 12,0% 14,0% Tarifa Vigente Proposta ANEEL 2012 21,0% Encargos Setoriais Tributos Energia Transmissão AES Eletropaulo 20
  21. 21. Agenda 1. Panorama Geral da Concessão 2. Evolução da Qualidade do Serviço 3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011) 4. Principais Desafios 3º Ciclo (2011-2015) 5. Composição e Evolução da Tarifa Média 6. Contribuições à Proposta em Audiência Pública 7. Mensagem Final 21
  22. 22. Processo de Revisão Tarifária Metodologia Metodologia de Revisão Tarifária apresentou evolução significativa em relação à proposta original Base de Remuneração Regulatória ANEEL, porém a aplicação proposta na Audiência Pública ainda necessita de aprimoramentos, para assegurar equilíbrio entre Estrutura Tarifária da qualidade expansão de de serviços consumo e crescente, fluxo de investimentos necessários. Efeitos da Postergação Qualidade da Prestação do Serviço 22
  23. 23. Processo de Revisão Tarifária Principal item da proposta para aprimoramento Metodologia Base de Remuneração Regulatória Estrutura Tarifária Necessidade de adequação do valor proposto para a Base de Remuneração Regulatória: • Remuneração e depreciação adequadas para os investimentos realizados pela Companhia • Financiabilidade Efeitos da Postergação Qualidade da Prestação do Serviço previstos, dos garantindo investimentos a qualidade da prestação do serviço • Sustentabilidade da Concessão e do negócio de Distribuição 23
  24. 24. Processo de Revisão Tarifária Metodologia Evolução da estrutura tarifária possibilita aprimoramento do sinal econômico para o Base de Remuneração Regulatória consumidor e conseqüentemente para a expansão do sistema elétrico Pontos de atenção: Estrutura Tarifária Efeitos da Postergação Qualidade da Prestação do Serviço • Impactos na receita regulatória requerida da Concessionária • Adequação do sistema elétrico ao novo comportamento do Consumidor • Orientação adequada ao Consumidor 24
  25. 25. Processo de Revisão Tarifária Revisão tarifária prevista para Julho de 2011 foi Metodologia postergada pela ANEEL pela necessidade de Base de Remuneração Regulatória Estrutura Tarifária aprimoramento da metodologia Resultado da revisão tarifária será aplicado em Julho de 2012 com efeito retroativo a Julho de 2011 Efeitos da Postergação Qualidade da Prestação do Serviço Necessidade de avaliação do prazo para devolução do efeito da postergação da Revisão Tarifária Periódica de forma a mitigar os impactos financeiros para a Concessionária 25
  26. 26. Processo de Revisão Tarifária Metodologia Base de Remuneração Regulatória Estrutura Tarifária Efeitos da Postergação Qualidade da Prestação do Serviço Consumidor: Exigência crescente qualidade do serviço prestado quanto à ANEEL: Proposta de indicadores de continuidade desafiadora para o período 2012-2015 Concessionária: • Busca contínua de eficiência e qualidade na prestação do serviço • Financiabilidade dos investimentos necessários à qualidade do serviço deve estar suportada pela tarifa Desafios: • Qualidade versus modicidade tarifária • Redes inteligentes (Smart Grid) • Enterramento de redes 26
  27. 27. Agenda 1. Panorama Geral da Concessão 2. Evolução da Qualidade do Serviço 3. Investimentos Realizados no Ciclo (2007-2011) 4. Principais Desafios 3º Ciclo (2011-2015) 5. Composição e Evolução da Tarifa Média 6. Contribuições à Proposta em Audiência Pública 7. Mensagem Final 27
  28. 28. Mensagem Final A AES Eletropaulo seguirá buscando a evolução contínua da qualidade dos serviços prestados e a satisfação de seus clientes, e tem a confiança na razoabilidade do Regulador em assegurar o adequado equilíbrio tarifário frente ao fluxo de investimentos requerido pela concessão e a remuneração do negócio. 28
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×