Your SlideShare is downloading. ×
0
O Ciclo do Projeto (parte 1): Panorama e Introdução
Rotary International
17 de outubro de 2013

#Connect4Good
BEM-VINDOS AO WEBINAR

#Connect4Good

Carol Dias

Roberto Torquato

Serviços Linguísticos

Serviços Linguísticos

SEP 2013
PANORAMA

www.rotary.org/pt/webinars

SEP 2013
OBJETIVOS

Neste webinar falaremos sobre:

 Os estágios do projeto e a importância de cada um deles
 Como os projetos ap...
ÁUDIO

Selecione a opção
Use Telephone
ou
Use Mic & Speakers
*** Para melhorar a qualidade do
som, feche todos os programa...
PERGUNTAS

Use o campo
“Questions” para
fazer perguntas ou
comentários.

SEP 2013
O CICLO DO PROJETO

SEP 2013
O CICLO DO PROJETO

SEP 2013
O CICLO DO PROJETO

SEP 2013
O CICLO DO PROJETO

SEP 2013
O CICLO DO PROJETO

SEP 2013
O CICLO DO PROJETO

SEP 2013
MEU ROTARY | RECURSOS PARA O CICLO DO PROJETO

SEP 2013
PLANO ESTRATÉGICO DO ROTARY

SEP 2013
ENQUETE

SEP 2013
Nossos painelistas

SEP 2013
NOSSOS PAINELISTAS

Marco Antonio Amancio
Rotary Club de Três Pontas
Minas Gerais, Brasil
Distrito 4560

SEP 2013
NOSSOS PAINELISTAS

Yoiti Fujiwara
Associado do RC São Paulo Aeroporto (desde 2003)
Distrito 4420 - São Paulo, Brasil
Coor...
Sua experiência

SEP 2013
MARCO: SUA EXPERIÊNCIA

SEP 2013
YOITI: SUA EXPERIÊNCIA

Projeto LER
Salas de
Leitura
D.4420
EQUIPAR O
CENTRO DE TRATAMENTO DE QUEIMADOS EM SÃO PAULO
11.30...
MARCO: SUA EXPERIÊNCIA (Avaliação das Necessidades da Comunidade)

SEP 2013
YOITI: SUA EXPERIÊNCIA (Avaliação das Necessidades da Comunidade)
Interesse pela
Leitura:

em Queda
Pesquisa IBOPE:
(índic...
PLANEJAMENTO

SEP 2013
MARCO: PLANEJAMENTO

SEP 2013
YOITI: PLANEJAMENTO
Interesse pela
Leitura em Queda
Pesquisa IBOPE
(índice)

55% em 2007
50% em 2011
Incentivar 100
pessoa...
Sustentabilidade

SEP 2013
MARCO: SUSTENTABILIDADE

SEP 2013
YOITI: SUSTENTABILIDADE
METAS COMPARTILHADAS

•
•
•
•
•

Envolver a Comunidade
Parceiros Locais
Rotary Clubs
Associação LE...
ENQUETE

SEP 2013
AQUISIÇÃO DE RECURSOS

SEP 2013
YOITI: FINANCIAMENTO DO PROJETO

PROJETO LER: USD 31.875
Organization DDF Contribution (in USD)
D.4420 (São Paulo – Brasil...
YOITI: FINANCIAMENTO DO PROJETO

PROJETO CTQ:

USD 69.016

Organization DDF Contribution in USD / FDUC
D.2770 (Saitama - J...
MARCO: AQUISIÇÃO DE RECURSOS

SEP 2013
IMPLEMENTAÇÃO

SEP 2013
MARCO: IMPLEMENTAÇÃO

SEP 2013
YOITI: IMPLEMENTAÇÃO

 Identificação das Necessidades da Comunidade
 Levantamento dos Custos
 Planejamento da Execução
...
AVALIAÇÃO E PROMOÇÃO

SEP 2013
MARCO: AVALIAÇÃO E PROMOÇÃO

SEP 2013
YOITI: AVALIAÇÃO E PROMOÇÃO

Durante a etapa de monitoramento e avaliação de
resultados, poderá surgir a necessidade de ad...
YOITI: AVALIAÇÃO E PROMOÇÃO

Exemplo:
Se a incidência de acidentes com queimaduras
ficar superior à capacidade de atendime...
Aspecto mais recompensador

SEP 2013
MARCO: ASPECTO MAIS RECOMPENSADOR

SEP 2013
YOITI: ASPECTO MAIS RECOMPENSADOR

• Benefícios mensurados

• Reconhecimento público
• Transformação na vida das pessoas

...
Lições aprendidas

SEP 2013
MARCO: LIÇÕES APRENDIDAS

SEP 2013
YOITI: LIÇÕES APRENDIDAS

Se aprofundar em conhecer as necessidades da comunidade;

As nossas aspirações nem sempre são as...
Dicas

SEP 2013
Perguntas

SEP 2013
OBRIGADO!
www.rotary.org/webinars

SEP 2013
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

O ciclo do projeto - (Parte 1): Panorama e introdução

916

Published on

O Rotary International tem o prazer de apresentar uma série de cinco webinars para apoiar a família rotária na criação de projetos humanitários sustentáveis.

A série abordará diferentes estratégias, melhores práticas e recursos disponíveis para ajudar clubes e distritos a implementarem iniciativas humanitárias sustentáveis com sucesso, usando exemplos reais de rotarianos.

No primeiro webinar da série, você irá:
• Entender cada um dos estágios de um projeto e sua importância
• Saber como projetos humanitários ajudam a apoiar o Plano Estratégico do Rotary
• Ouvir exemplos de projetos realizados por rotarianos e as lições que aprenderam

1 Comment
2 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
916
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
83
Comments
1
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • ROBERTO: Meunome é Roberto, faço parte daequipe de Serviços Linguísticos do Rotary eestareimoderando a sessão de hojejunto com minhacolega Carol.CAROL: Boa tarde a todos e sejambem-vindos!
  • ROBERTO:O webinar de hoje e todos os outros da série irão ajudá-los a saber como fazer projetossustentáveis. Vamos destacar as estratégias que outros rotarianos têm usado em seus projetos, fornecer algumas das melhores práticas e orientar vocês sobre os recursos disponíveis para ajudá-los com seus projetos.Sabemos que todo projeto é único - alguns são de grande escala, alguns são mais locais. Alguns utilizam subsídios do Rotary e outros são financiados por clubes e distritos. Durante esta série, vamos tentar dar exemplos de uma variedade de projetos humanitários para que você possa aprender com as experiências de outros rotarianos.Vocêstambémpodemencontrar informações sobreos webinars destasérie em WWW.ROTARY.ORG/WEBINARS. Após o webinar, enviaremos um e-mail com o link destapágina.
  • ROBERTONeste webinar falaremossobre:Como os projetos apoiam o Plano Estratégico do RotaryOs estágios do projeto e a importância de cada umExemplos reais de rotarianos com os projetos e as lições aprendidasNós queremos que este webinar seja o mais interativo possível, por isso, não hesitem em dar suas dicas usando o campo “Questions” (vamos explicar como se faz isso em breve) e a participar de nossas enquetes.Para aqueles no Twitter, incentivamos que usem a hashtag#Connect4Good e siga o @RotaryBrasil, a página oficial do Twitter em português.
  • Mas antes de começarmos,vamosfalarsobrecomoparticipar do webinar. Cada um de vocês tem um painel de controle no canto superior direito de suatela, assimcomoapareceaqui no slide. A setinhalaranja é usada para abrir e fecharessepainel.Para oáudio, selecionemuma das opçõesmostradas no painel de controle.Se quiserem se conectarportelefone, o número a serdiscadoaparecerádepois de clicaremnaopção “Telephone”. Se foremusar a caixa de somdeverãoclicar em “mic and speakers”. O uso de fones de ouvido com conexão USB podeajudaraquelesqueestiveremtendoproblemas em ouvir o webinar pelacaixa de som.
  • Para manter a melhorqualidade de sompossível, todososparticipantes,menosos painelistas e eu, estarão no mudodurante o webinar. Porisso, se tiveremperguntasoucomentários, vocêsdevemdigitá-los no campo “Questions” do painel de controle.Emalgumaspartesdesse webinar vamospedir a opinião devocês.Para responderem a umaperguntaoufazeremcomentários, usem o campo “Questions”. Vamospraticar. Digitem qual a primeirapalavraquevem à suamentequandovocêpensa em um PROJETO HUMANITÁRIO.Obrigado a todos. Se tiveremalgumadificuldadedurante o webinar, usem o campo Questions oucliquem no símbolo da mãozinha e um dos funcionáriosirálhesdarassistência.
  • ROBERTOComo jámencionado, todoprojeto é único. No entanto, elessãocompostospelosmesmoselementos. Aquivocêspodemver um gráficoquemostra as diferentesfases do ciclo de um projeto.Como podemver, as principaisfases do ciclo do projetosão: [break these out into separate slides] PEDIR PARA IR MUDANDO OS SLIDESPlanejamentoAquisição de recursosImplementaçãoAvaliação e promoção
  • ROBERTOPlanejamento
  • ROBERTOAquisição de recursos
  • ROBERTOImplementação
  • ROBERTOAvaliação e promoção
  • ROBERTOCada webinar destasérieiráabordarumadestasáreas e proporcionarmelhorespráticas e dicasquepodemserimplementadasporvocês, independentemente da fasequevocês se encontram com seuprojeto.
  • ROBERTOVocês já devem ter consultado a página “Recursos para o ciclo do projeto” que se encontra na seção “Entre em ação” do site rotary.org. Nestapágina, vocêencontratodososrecursosqueserãomencionadosaolongodestasérie de webinars. Alguns deles são:Recursos para o planejamento* Uma área do Meu Rotary onde rotarianos e rotaractianos podemcriarouparticipar de grupos de discussão. Este é um ótimorecurso para trocar ideias e obter feedback da comunidade on-line do Rotary.* Temostambém o Rotary Club Central, ondeosclubes e distritospodemdefinirsuasmetas e monitorarseuprogressoaolongo do ano.Para adquirirrecursos* Vocêpodeencontrar mais informações sobrecomotrabalhar com parceiroscorporativos do Rotary, quepodemcompartilharseusconhecimentos para ajudá-lo em seu projeto. * Hátambémumadescrição dos diferentessubsídios do Rotary e um guiasobreostipos de projetos que se qualificam para cada um deles * Outraferramentainteressante é o novo site de crowdsourcing do Rotary, ideas.rotary.org, para ajudarcoordenadores de projeto a encontrardoadores, voluntários e parceiros,Finalmente, vocêspodempromover o projeto no Rotary Showcase.Vocês também podem encontrar nesta página outros recursos, como Grupos Rotarianos em Ação, publicações, modelos de avaliação das necessidades da comunidade, dicas e melhores práticas. Participem dos próximos quatro webinars da série para saber mais como aproveitar todos estes recursos, planejar e implementar projetos sustentáveis ​​e contribuir para o impacto do Rotary em todo o mundo.
  • Os projetos sãoumaáreaimportante do Plano Estratégico do Rotary. Seusvaloresfundamentaissão:serviçoshumanitários, companheirismo, diversidade, integridade e liderança. Construímos relacionamentos duradouros. Fazemos o que é certo.Conectamos perspectivas diferentes.Usamos liderança e conhecimentos para resolver problemas sociais.Projetos humanitários bem sucedidos não só ajudam a engajar e reter associados, mas também a aumentar a conscientização sobre o trabalho do Rotary em todo o mundo.
  • As estatísticasmostramque a maioria das pessoas se associamao Rotary para causarimpactopositivo em suascomunidades e pelasamizades e contatosquefazem.
  • Estas também são as duas principais razões pelas quais elas continuam no Rotary. Todas as pesquisas realizadas pelo Rotary mostram os mesmos resultados. Através do conhecimento e capacitação, vocês podem converter os rotarianos em uma poderosa rede de promotores e prestadores de serviços. Projetos humanitários têm um impacto positivo nas comunidades e ajudam a construir amizades duradouras.
  • ROBERTO:Antes de apresentar nossos painelistas, gostaria de saber sobre a sua experiência com projetos de clube ou distrito: De que maneira você já se envolveu em um projeto? VOLUNTÁRIOORGANIZADORARRECADADOR DE FUNDOSOUTRA MANEIRANUNCA PARTICIPEI SELECIONE TODAS AS OPÇÕES QUE SE APLICAM A VOCÊ: JÁ ME VOLUTARIEI EM PELO MENOS UM PROJETO DO ROTARYJÁ ORGANIZEI UM OU MAIS PROJETOS DO ROTARYJÁ AJUDEI NA ARRECADAÇAO DE FUNDOS PARA UM PROJETO OU DESEMPENHEI OUTRO PAPELNUNCA PARTICIPEI DE UM PROJETO, E ESPERO TER MAIS INFORMAÇOES PARA SABER POR ONDE COMEÇAR [DISCUSS POLL RESULTS]
  • CAROLAgora, nossos painelistas irãofalar um poucosobreseus projetos e cadauma de suasdifererentesfases.
  • CAROLNossoprimeiro painelista será o Marco Antônio, associado do Rotary Club de Três Pontas em Minas Gerais - Brasil; Distrito 4560.Ele é casado com a ex-rotaractiana Fernanda, é pai de 2 filhas e proprietário de uma rede de 5 escolas profissionalizantes. Ele se associou ao Rotary em março de 2005. Ele também foi rotaractiano, sendo associado fundador de Rotaract Club em 2001. Muito obrigadaporestaraquiconoscohoje Marco!
  • CAROL:Yoiti Fujiwara, desde 2003 é associado do RC São Paulo Aeroporto (sócio fundador), do Distrito 4420 – São Paulo, Brasil.É formado e pós-graduado em Administração de Empresas e Tecnologia da Informação, e proprietário de empresa que presta serviços de consultoria na área de Gestão de Empresas e Tecnologia da Informação. É viúvo, rotariano muito atuante no seu distrito 4420, e pai de 2 filhos que vivem nos EUA: Guilherme (Engenheiro de Sistemas) que mora em San Francisco e trabalha na sede da Google em Mountain View, CA. Gustavo (Engenheiro Mecânico) que cursa o Mestrado em Engenharia Aeroespacial na Universidade de Illinois em Urbana-Champaign, IL.Slides do Yoiti (Repostas às Perguntas)Tempo ( " )CONTE-NOS SOBRE SUA EXPERIÊNCIA: 70AVALIAÇÃO DAS NECESSIDADES DA COMUNIDADE:110FASE DE PLANEJAMENTO DE UM PROJETO HUMANITÁRIO:100METAS E SUSTENTABILIDADE: 120FINANCIAMENTO DO PROJETO: 95IMPLEMENTAÇÃO:120AVALIAÇÃO E PROMOÇÃO: 110ASPECTO MAIS RECOMPENSADOR:75LIÇÕES APRENDIDAS:30 Tempo Total: 830
  • CAROLBoa tarde Marco e YOITI , é um prazer tê-los aqui conosco hoje. Vamos falar então um pouco de seus projetos. Marco, porquevocênãonosdáumadescrição do seu projeto e comovocê se envolveu com ele?
  • MARCOO programa trabalho e dignidade, atinge a população em Três Pontas, mas já existem projetos semelhantes em pelo menos 2 cidades da região. (Nepomuceno, Carmo da Cachoeira) e visa unir 3 grupos: 1º grupo: pessoas em situação de risco, que atualmente vivem de mendicância; 2º grupo: pessoas, grupos assistenciais e empresas que gostam de ajudar, porém tem medo de ver sua doação nas mãos de aproveitadores que se fingem estar em situação de risco e o 3º grupo:  que são as entidades locais que vivem de doações e necessitam de mão de obra de voluntários para atingir seus objetivos. Ao invés de simplesmente arrecadar mantimentos para as pessoas do primeiro grupo, resumidamente, o programa faz esta arrecadação, disponibiliza todos os mantimentos arrecadados em um ponto central de atendimento, que chamamos de Mercado do Voluntário, porém, ao invés de simplesmente doar os mantimentos, exige-se uma contrapartida da família que será ajudada: um membro desta família, terá que fazer trabalho voluntário em um das entidades locais. Por cada hora trabalhada, este voluntário recebe 1 ticket com um valor simbólico de 1 volu (abreviatura de voluntariado), que é a moeda deste projeto. Este ticket, somente é válido para famílias cadastradas no programa, que fazem semanalmente sua compra no Mercado do Voluntário, resgatando assim a dignidade do ser humano, pois sua "compra" é fruto de um trabalho voluntário em entidades que precisam.O projeto foi copiado de Carmo da Cachoeira/MG, onde atualmente atende 50 famílias. Através de um contato meu com o coordenador desta cidade, é que o projeto foi implantado em nosso clube. Atualmente coordeno os companheiros envolvidos e ajudo no Mercado do Voluntário.
  • CAROLYoiti, fale agora um pouco do seuprojeto e comovocê se envolveu com ele? YOITI: (70”)Como associado do nosso RC São Paulo Aeroporto, me envolvi em diversos projetos humanitários e ampliei ainda mais a minha experiência, servindo nos últimos 3 anos como coordenador da Comissão de Subsídios da Fundação Rotária no nosso Distrito 4420. E, tive a oportunidade de vivenciar projetos que beneficiaram as comunidades na nossa região e em outros países, tais como: Argentina, Honduras, EUA e Portugal. Neste painel, gostaria de apresentar a minha experiência em dois projetos que realizamos para as comunidades da nossa região: PROJETO LER – que consiste na implantação de Salas de Leituras, e PROJETO PARA EQUIPAR UM CENTRO DE TRATAMENTO DE QUEIMADOS (no Hospital Municipal Dr Carmino Carícchio em São Paulo).Nos dois projetos, tive a oportunidade de coordenar as atividades de execução, acompanhamento e me envolvi porque me identifiquei muito com as necessidades da comunidade beneficiária. E, estou envolvido por acreditar que, com estes projetos podemos transformar a vida das pessoas que se utilizam do que temos condições de realizar.
  • CAROLMarco, você fez umaavaliação das necessidades da comunidade antes de iniciar o projeto?MARCOUma das maiores carências de nosso município é justamente o atendimento assistencial para famílias carentes, pois como existem varias frentes(assistência social municipal, igrejas, Ongs) que trabalham com a arrecadação de mantimentos, porém não tem um cadastro único, muitas famílias são ajudadas por vários grupos, enquanto outras não conseguem este apoio.
  • CAROL: Yoiti, você fez umaavaliação das necessidades da comunidade antes de iniciar o projeto?YOITI: (110”)O PROJETO LER já vem sendo realizado no nosso Distrito 4420 há 03 anos, e foi idealizado na gestão do Governador Marcos Franco (em 2010-11). As necessidades das comunidades beneficiárias foram identificadas a partir de uma pesquisa do IBOPE (Instituto Brasileiro de Opinião Publica e Estatística), que indicava a tendência de queda no habito de leitura entre os brasileiros. E, o interesse pela leitura é considerado fundamental para Alfabetização e Educação Básica, mas o índice de 55% em 2007 havia caído para 50% em 2011.O proposito deste projeto é incentivar as crianças (de comunidades carentes) a se interessarem pela leitura e estudo de uma forma geral. O planejamento é semelhante aos processos de projetos realizados em qualquer lugar no mundo. O PROJETO DE EQUIPAR O CENTRO DE TRATAMENTO DE QUEIMADOS, foi idealizado na gestão 2012-13. Há cerca de 04 anos, numa das nossas reuniões ordinárias tivemos uma palestra que nos esclareceu sobre os tratamentos às vitimas de queimaduras, em decorrência de acidentes domésticos e de trabalho. O companheiro que foi presidente no ano rotário 2012-13, é um dos sobreviventes de um incêndio de grandes proporções ocorrido em São Paulo em 1974, e ele havia pesquisado sobre as condições de atendimento nos Centros de Tratamento dos principais hospitais de São Paulo, juntamente com outro companheiro que é cirurgião plástico.Depois disso contatamos o coordenador de um dos Centros de Referência em Tratamento de Queimaduras na região, e que vem atendendo também pacientes provenientes de outras regiões do Brasil.O levantamento das necessidades foi baseado nos dados estatísticos, fornecidos pelo Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Municipal Dr. Carmino Carícchio, no Bairro do Tatuapé em São Paulo.O Centro de Tratamento de Queimados tem capacidade para realizar cerca de 40 cirurgias por mês.
  • CAROL: Nósjáfalamossobre a importânciada fase de planejamento. Agora Marco, eugostariaquevocêdescrevesseo processo de planejamento para o projeto humanitário. 
  • MARCOForam feitas inicialmente reuniões entre 2 rotarianos e o idealizador do projeto em Carmo da Cachoeira. Posteriormente, definimos funções para alguns companheiros, que ficaram responsáveis por: convidar entidades parceiras/doadores; visitar as famílias cadastradas; visitar as entidades que receberão os voluntários, e fazer o atendimento semanalmente no “mercado do voluntário”.CAROLE você Yoiti, pode nos dar alguns detalhes sobre o seu projeto?
  • YOITI: (110”)Quando o PROJETO LER foi idealizado em 2011, recebemos a consultoria da Fundação dos Rotarianos de São Paulo, que mantém um complexo de ensino: Colégio Rio Branco que atua no Ensino Básico, Fundamental, Nível Médio e Profissionalizante, além das Faculdades Rio Branco. A partir dessa consultoria foi constituída uma entidade no âmbito distrital, que foi denominada Associação LER – CENTRO DE LEITURA E EDUCAÇÃO ROTARY D.4420. A entidade LER é a responsável pela implementação das Salas de Leitura.Os Rotary Clubs constituem uma comissão com 2 a 3 associados no âmbito do clube, para identificar as necessidades da sua comunidade e as oportunidades de contar com uma entidade parceira local, que se compromete em providenciar uma sala de 40m2 para instalação de uma Sala de Leitura e subsidiar um Monitor, que será capacitado e monitorado constantemente pelo Rotary Club e por um pedagogo do LER - CENTRO DE LEITURA E EDUCAÇÃO ROTARY D-4420. O pedagogo terá o acompanhamento permanente do Colégio Rio Branco, da Fundação de Rotarianos de São Paulo.Eu coordeno a sua execução neste ano, porque o projeto recebeu um Subsídio Global da Fundação Rotária.No caso do PROJETO PARA EQUIPAR UM CENTRO DE TRATAMENTO DE QUEIMADOS, foi constituída uma comissão por 7 membros no âmbito do clube e eu sou o coordenador deste projeto.Pelo Hospital Municipal Dr. Cármino Carícchio, são 4 pessoas (2 médicos, 1 administradora hospitalar e o diretor da Autarquia Municipal Hospitalar).Além disso, temos o envolvimento do Instituto Maurício de Souza, parceiro que idealizará o material que será utilizado na campanha de prevenção de acidentes, voltado para o público infantil, que corresponde a cerca de 70% dos acidentes que ocorrem no âmbito doméstico.
  • CAROL: Sustentabilidade pode ter significados diferentes dependendo da organização. Para a Fundação Rotária, sustentabilidade significa oferecer soluções a longo prazo para atender às necessidades da comunidade, para que os beneficiários possam manter o projeto mesmo depois do esgotamento dos fundos. Projetos financiados por Subsídios Globais devem ser sustentáveis e possuir as seguintes características: atender a uma necessidade da comunidade; incluir elementos de treinamento ou capacitação; e também de financiamento, conhecimento, motivação, monitoramento e avaliação.A sustentabilidade é um elemento muito importante não só na a meta geral de um projeto, mas também em sua fase de planejamento. Falaremos mais sobre sustentabilidade no segundo webinar da série.Marco, você levou em consideração a sustentabilidade para este projeto? Em sua opinião, este projeto é sustentável?
  • MARCO:O projeto é sustentável devido as entidades parceiras que já fazem esta arrecadação, cabendo ao Rotary coordenar estes grupos, bem como montar o “mercado do voluntário” com prateleiras.CAROL: E você Yoiti, levou em consideração a sustentabilidade?
  • YOITI: (120”)No PROJETO LER, na implantação de cada Sala de Leitura tem um Rotary Club envolvido, que conhece as necessidades e o publico alvo que poderá ser beneficiado em cada comunidade (60”).A Sala de Leitura é implantada com a meta de beneficiar cerca de 100 pessoas, e tem o objetivo de estimular a leitura em crianças de 5 a 12 anos, e também tem o propósito de motivar seus pais e outras crianças a se envolverem no desenvolvimento da alfabetização e da educação básica, através do estímulo à leitura.A meta de beneficiar cerca de 100 pessoas é compartilhada com a comunidade, com entidades parceiras que se comprometem através de Memorando de Entendimentos para se incumbirem de atividades que são realizadas por elas: providenciar as instalações para implantar a sala de leitura e prover o monitor que será orientado com acompanhamento de um pedagogo da Associação LER - CENTRO DE LEITURA E EDUCAÇÃO ROTARY D-4420 (uma das entidades parceiras nos Projetos LER).No PROJETO DO CENTRO DE TRATAMENTO DE QUEIMADOS estão disponíveis 26 leitos e atualmente é o maior centro desta natureza em São Paulo. (60”)O CTQ - Centro de Tratamento de Queimados é considerado um centro de referencia e também para cirurgias de alta complexidade em casos de tratamento de queimaduras graves.Por mês são realizados cerca de 1000 atendimentos, sendo 200 casos de urgência (ou emergência) no serviço de Atendimento a Queimados, que dispõe de 26 leitos, para realização de aproximadamente 40 cirurgias/mês (no Centro Cirúrgico) e cerca de 800 curativos/mês, sendo considerado atualmente o maior serviço de tratamento a queimados de São Paulo.A Administração do Hospital, se comprometeu a se responsabilizar pela operação e manutenção dos equipamentos, a guarda de forma adequada e segura, nas dependências do Centro de Tratamento de Queimados. E, além disso a equipe tem um histórico de trabalhos de longa data em outro Centro de Tratamento de Queimados na cidade de São Paulo, existente no Hospital da Cruz Vermelha Brasileira.CAROLVamosfazer agora umabreveenquete.
  • ROBERTOVamos falar agora dos recursos disponíveis para ajudá-lo na fase de planejamento. Quais dos seguintes recursos você já usou no planejamento de um projeto? COMUNIDADES EM AÇÃO/FERRAMENTAS PARA IDENTIFICAR AS NECESSIDADES DA COMUNIDADEPUBLICAÇÃO ÁREAS DE ENFOQUE DO ROTARYFERRAMENTAS ON-LINE EVENTOS ROTÁRIOSOUTROS  Enquanto esperamos pelos resultados da pesquisa, quero aproveitar para convidá-los a participar do nosso segundo webinar desta série, chamado "O Ciclo do projeto - (parte 2): Planejamento, que acontecerá em dezembro. Nele, nós falaremos sobre como realizar uma avaliação das necessidades da comunidade, selecionar um projeto e avaliar como ele se relaciona como os objetivos de seu clube ou distrito.
  • CAROL A aquisição de recursos é a segunda etapa do Ciclo do Projeto. Recursos podem ser qualquer coisa que seu projeto precise, como materiais, voluntários, local ou financiamento. Yoiti, que processo você utilizou para adquirir recursos para seu projeto?
  • YOITI: (70”)No nosso Distrito 4420, os Rotary Clubs vem contribuindo sistematicamente, para Fundo Anual de Programas da Fundação Rotária. Este é o fundo ao qual temos recorrido para financiar projetos de grande porte, como é o caso dos recursos que viabilizamprojetos de Subsídio Global.Quando os rotarianos viajam para o exterior, recebemos intercambistas (YEP), Grupos de Estudos (IGE) ou Intercambio Profissional (VTT), estreitamos os contatos com parceiros no exterior. São identificados os Rotary Clubs e Distritos que se interessam em destinar recursos do FDUC / DDF (Fundo Distrital de Utilização Controlada), para os projetos. No âmbito do Programa de Subsídio Global, estes recursos são equiparados pela Fundação Rotária, através do Fundo Mundial.No PROJETO LER, o valor total do Projeto é de USD 31.8757.325 do FDUC do Distrito 4420;5.800 do FDUC dos Distritos: 4825 (Argentina) 5170 (EUA);3.750 em Cash do RC Cagliari Nord (Distrito 2080 – Itália);15.000 emEquiparação da FundaçãoRotária (Fundo Mundial).
  • YOITI: (25”)No PROJETO DO CENTRO DE TRATAMENTO DE QUEIMADOS, o valor total é de USD 69.01624.205 do FDUC do Distrito 4420; 7.750 do FDUC do Distrito 2770 (Japão); 3.000 em Cash do RCsKawaguchi West, Omiya e Urawa (Distrito 2770 - Japão);33.758 em Equiparação da Fundação Rotária (Fundo Mundial).
  • CAROLMarco, qualfoi o processousadoporvocê para adquirir recursos?MARCOAtravés do contato com as entidadesparceiras, captandorecursosperiodicamente (principalmente em mantimentos para o mercado do voluntário).CAROLObrigado Marco. Eu gostaria de aproveitar esta oportunidade para dizer que neste webinar, estamos destacando dois projetos humanitários. O projeto do Marco foi financiado pela comunidade e os dois projetos do Yoiti foram financiados por subsídios da Fundação. Os projetos podem ser de qualquer tamanho e tratar de diversos problemas. Nem todo projeto precisa de financiamento da Fundação, porém, a Fundação é um excelente recurso de financiamento e está disponível a todos os rotarianos, e pode multiplicar a capacidade de financiamento de seus projetos. Não se esqueçam que também existem muitas maneiras de se conseguir recursos na própria comunidade!
  • CAROLAgora vamospassar para a fase de implementação do projeto. Marco, como o seu projeto funciona?
  • MARCOAtualmente coordeno, junto com o Companheiro Cícero Fagundes Marques e o Companheiro Altair de Paula Herculano, ambos do RC Três Pontas os 4 passos do projeto que são: 1º passo, a arrecadação: encontrar entidades que já trabalham com assistência social, como igrejas, grupos assistenciais e o próprio setor de assistência social do município que já fazem o trabalho de arrecadação e já tem famílias necessitadas cadastradas convidando-as para integrarem o projeto (ou então arrecadar por conta própria os mantimentos junto a empresas na cidade). Esta arrecadação tem que ser pelo menos mensal, por isso, a união com grupos que já fazem esta arrecadação auxilia muito no projeto. Todos os itens arrecadados serão encaminhados ao Mercado do Voluntário. A quantidade arrecadada mensalmente será a referencia de quantas famílias serão "contratadas" pelo projeto. 2º passo, a Entidade: contatar as entidades assistenciais do município (asilos, creches, orfanatos, etc), levantando as necessidades de mão de obra voluntária (na maioria das vezes, os voluntários não tem qualquer qualificação, portanto, estas vagas são de auxiliares de limpeza, cozinha, arrumação, etc). Nesta entidade, deverá ser nomeado um responsável pelo acompanhamento dos voluntários, controlando a quantidade de horas trabalhadas em cartão de registro, faltas, comportamento no trabalho, etc. 3º passo, o Voluntário: identificar, cadastrar, visitar e triar as famílias que serão atendidas, destinando um membro para ser o voluntário trabalhador. Feito isso, este voluntário assina um contrato de voluntariado com o projeto e com a entidade, para evitar questões trabalhistas e é encaminhado para a entidade, e fará o trabalho voluntário naquela, sendo assistido pelo responsável da entidade. 4º passo: a troca: Semanalmente, em dia previamente agendado, os voluntários irão ao Mercado do Voluntário trocar seus tickets por mantimentos. Estes mantimentos tem seus valores fixados em Volus (a moeda do projeto) e a compra se dá como em um mercado comum. Tentamos aumentar a arrecadação junto aos parceiros, para conseguirmos a meta de 10 famílias previstas até o fim deste ano. O companheiro Cicero, fica responsável pelo recebimento dos mantimentos arrecadados controlando o estoque e validade dos mesmos. O companheiro Altair, é responsável pelo acompanhamento dos voluntários junto as entidades e também pela visita aos mesmos em suas residências. Qualquer evolução do voluntário (como por exemplo, a contratação para um emprego formal) é relatada por ele, para que possamos dar oportunidade a uma nova família.
  • CAROLE o seu projeto Yoiti? YOITI: (120”)Uma vez que identificamos as necessidades da comunidade e estabelecemos os objetivos e metas, o processo de implementação do projeto começa no levantamento dos custos e o planejamento da sua execução.Os nossos projetos foram contemplados com Subsídios da Fundação Rotária: (45”)Portanto, a 1ª etapa começa com a identificação do parceiro internacional (Rotary e/ou Distrito).O projeto é elaborado, atendendo os requisitos do Programa de Subsídio Global da Fundação Rotária, e discutido com os parceiros internacionais.Depois que o pedido foi submetido para aprovação da Fundação Rotária, leva aproximadamente 45 a 60 dias, para liberação do recurso aprovado.Em paralelo, temos que providenciar as condições requeridas pela Fundação Rotária para gerenciamento dos recursos que forem entregues, tais como: registro das transações através de uma conta corrente aberta em banco, especificamente para o projeto.Quando o recurso fica disponível, iniciamos a 2ª etapa do processo: (50”)A aplicação de fundos, destinados à aquisição de bens, terá que ser respaldada por um processo de licitação (concorrência com pelo menos 3 fornecedores).No caso do Projeto do Centro de Tratamento de Queimados, por ser uma parceria com um Hospital Municipal, temos que realizar o processo que se assemelha a uma licitação pública para seleção de fornecedores.É realizada uma nova concorrência para dispormos de orçamentos atualizados, e validar as condições obtidas na etapa de levantamento de custos.É realizado o planejamento do processo de monitoramento dos resultados. Nos projetos de Subsídios Globais, devem ser apresentados relatórios periódicos sobre o monitoramento dos resultados para se avaliar o impacto esperado (declarado na elaboração do projeto).Etapa final do projeto: (25”)O ciclo de vida do Projeto de Subsidio Global é de até 3 anos após o recebimento dos recursos da Fundação Rotária.A partir do monitoramento dos resultados, se houver desvio no que for mensurado com o planejado, e, se não alcançar os resultados esperados, deverão ser propostas as medidas de adequação na execução do projeto.Finalmente deve ser apresentado o relatório final, após 3 anos do recebimento dos recursos.
  • CAROLPorúltimo, vamosfalar da avaliação e promoção do Ciclo do Projeto. Marco, como você mede o impacto que seu projeto causa na comunidade e na perspectiva do seu clube?
  • MARCOAtravés das famílias que conseguem melhorar de vida. Já tivemos casos de várias famílias, que com o trabalho voluntário, aprenderam profissões, pois muitas vezes, sequer podiam ser contratadas como faxineiras, pois não tinham noção alguma de higiene e limpeza.Com o apoio da entidade que ela trabalha como voluntário, ela aprende noções de ética no trabalho, responsabilidades, e uma profissão.CAROLYoiti, faço a mesma pergunta para você.
  • YOITI: (90”)Durante a etapa de monitoramento e avaliação de resultados, poderá surgir a necessidade de adotar medidas para correção de rumo do projeto.Quando os resultados mensurados não atingirem o impacto esperado, devemos complementar com atividades que possam atender a expectativa do projeto. Por exemplo:Se o número de crianças que frequentam a Sala de Leitura ficar muito aquém da meta estipulada de 100, será necessário intensificar as atividades de divulgação na comunidade.Se a incidência de acidentes com queimaduras, ficar superior à capacidade de atendimento do Centro de Tratamento de Queimados, será necessário intensificar as campanhas de prevenção. As metodologias e técnicas adotadas deverão ser aperfeiçoadas para melhorar o nível de qualidade do atendimento.Por exemplo:Será necessário monitorar o resultado do ensino, nos alunos que frequentam a Sala de Leitura.Será necessário monitorar as condições de recuperação dos pacientes que forem submetidos à cirurgia, utilizando os novos equipamentos que forem adquiridos.O impacto mensurado (benefícios para comunidade), deverá ser objeto de promoção da Imagem Pública da nossa organização, por intermédio dos parceiros e principalmente para o publico interno, como realizações que tenham o significado especial para cada um dos associados que participam como voluntários de uma entidade como o Rotary.Os resultados devem ser comemorados para que fiquem registrados na memória como o seu momento rotário.
  • YOITI: (20”)No exemplo:Se a incidência de acidentes com queimaduras, ficar superior à capacidade de atendimento do Centro de Tratamento de Queimados, será necessário intensificar as campanhas de prevenção.Para complementar o projeto com atividades adicionais poderão ser desenvolvidas parcerias inovadoras.Explorar a oportunidade de novas parcerias, quando o projeto for estendido para regiões que não estavam previstas inicialmente.
  • CAROL: Agora quefalamossobretodas as etapas do Ciclo do Projeto, gostaria de saber qualfoi o aspecto mais recompensador do seu projeto Marco.
  • MARCOVer uma família saindo de condições sub-humanas de vida, pois algumas viviam em barracos, sem qualquer condição de higiene e saúde, sem conhecer seus direitos básicos, após algum tempo no projeto, terem sua dignidade resgatada.CAROLE para você YOITI, qual o aspecto mais recompensador?
  • YOITI: (75”)O resultado que proporciona mais satisfação é quando o benefício para comunidade é mensurado. E, quando constatamos o impacto, da mudança na vida das pessoas, é que vem o reconhecimento do dever cumprido pelo trabalho realizado. No outro PROJETO LER que foi realizado há dois anos, tivemos o caso da Sala de Leitura implementada num Centro Social de uma comunidade muito carente, que foi reconhecida de forma muito significativa para os rotarianos do clube que patrocinou a implantação. O projeto foi premiado por um importante instituto e foi agraciado com a premiação de aproximadamente R$ 40.000,00.No PROJETO DO CENTRO DE TRATAMENTO DE QUEIMADOS, como está em implantação, ainda não mensuramos os resultados.Mas, já experimentamos sensações semelhantes com o primeiro Projeto de Alfabetização de Adultos. Uma das alunas, da primeira turma de formandos, me procurou numa das festividades para dizer que agradecia eternamente por termos proporcionado a chance de iniciar o processo de alfabetização aos 35 anos. Depois de 4 anos de curso, ela tinha conseguido ingressar numa faculdade, e só por isso já seria um exemplo de vida para os filhos adolescentes.
  • CAROLMuito obrigada Marco e Yoitiporseu tempo e dedicação. Antes de finalizarmosnosso webinar e respondermos às perguntas dos participantes, gostaria de saber quaisforam as lições aprendidasporvocê com este projeto Marco.
  • MARCOEstarem dispostos a receberem vários nãos, sem desanimar. Um simples "obrigado" de pessoas que estavam passando por momentos de dificuldade, já vale todo o trabalho.*****Marco faz se agradecimento******CAROLYoiti,quaisforam as lições aprendidasporvocê?
  • YOITI: (30”)Se aprofundar em conhecer as necessidades da comunidade; As nossas aspirações nem sempre são as melhores;A importância do Planejamento;Dividir os trabalhos numa equipe multidisciplinar;Estar atento à ocorrência de situações de contingência;Ouvir sempre!!!******Yoiti faz seu agracedimento*******
  • ROBERTO Nossos painelistas nos deram uma grande variedade de informações e dicas sobre seus projetos humanitários. Agora, gostaria que vocês compartilhassem suas dicas para projetos bem-sucedidos. Use o campo Question para enviar suas dicas.[READ SOME TIPS THAT THE AUDIENCE SUBMITTED THROUGH THE QUESTION PANE]
  • ROBERTO Enquanto esperamos suas dicas, vamos responder à algumas de suas perguntas aos nossos painelistas.Se não pudermos responder à sua pergunta agora, nós lhe enviaremos um e-mail com a resposta.A primeira pergunta é de ______.[Read questions, flagged in RED, and direct to the appropriate panelist for response.][Intersperse questions with Service Project Tips, these will be flagged in YELLOW.]
  • ROBERTO:Obrigado pela participação de todos. Em brevevocês receberão um link com a gravaçãodeste webinar. Por favor, respondam à pesquisaqueapareceránatelaapós o webinar para quepossamosaprimorarnossosserviços.O próximo webinar desta série, chamado O Ciclo do Projeto – Planejamento será realizado no dia 12 de dezembro. Não se esqueça de fazer sua inscrição emwww.rotary.org/webinarsTenham uma boa noite.
  • Transcript of "O ciclo do projeto - (Parte 1): Panorama e introdução"

    1. 1. O Ciclo do Projeto (parte 1): Panorama e Introdução Rotary International 17 de outubro de 2013 #Connect4Good
    2. 2. BEM-VINDOS AO WEBINAR #Connect4Good Carol Dias Roberto Torquato Serviços Linguísticos Serviços Linguísticos SEP 2013
    3. 3. PANORAMA www.rotary.org/pt/webinars SEP 2013
    4. 4. OBJETIVOS Neste webinar falaremos sobre:  Os estágios do projeto e a importância de cada um deles  Como os projetos apoiam o Plano Estratégico do Rotary  Exemplos reais de rotarianos com projetos e as lições aprendidas SEP 2013
    5. 5. ÁUDIO Selecione a opção Use Telephone ou Use Mic & Speakers *** Para melhorar a qualidade do som, feche todos os programas que não estiver usando, como e-mail e Microsoft Office, e não deixe seu celular próximo ao computador.*** SEP 2013
    6. 6. PERGUNTAS Use o campo “Questions” para fazer perguntas ou comentários. SEP 2013
    7. 7. O CICLO DO PROJETO SEP 2013
    8. 8. O CICLO DO PROJETO SEP 2013
    9. 9. O CICLO DO PROJETO SEP 2013
    10. 10. O CICLO DO PROJETO SEP 2013
    11. 11. O CICLO DO PROJETO SEP 2013
    12. 12. O CICLO DO PROJETO SEP 2013
    13. 13. MEU ROTARY | RECURSOS PARA O CICLO DO PROJETO SEP 2013
    14. 14. PLANO ESTRATÉGICO DO ROTARY SEP 2013
    15. 15. ENQUETE SEP 2013
    16. 16. Nossos painelistas SEP 2013
    17. 17. NOSSOS PAINELISTAS Marco Antonio Amancio Rotary Club de Três Pontas Minas Gerais, Brasil Distrito 4560 SEP 2013
    18. 18. NOSSOS PAINELISTAS Yoiti Fujiwara Associado do RC São Paulo Aeroporto (desde 2003) Distrito 4420 - São Paulo, Brasil Coordenador da Comissão Distrital de Subsídios da FR 2010-2013 SEP 2013
    19. 19. Sua experiência SEP 2013
    20. 20. MARCO: SUA EXPERIÊNCIA SEP 2013
    21. 21. YOITI: SUA EXPERIÊNCIA Projeto LER Salas de Leitura D.4420 EQUIPAR O CENTRO DE TRATAMENTO DE QUEIMADOS EM SÃO PAULO 11.303.626 Habitantes em 2011 Orçamento de 2011 R$ 35.938.773.490,00 Per capita por ano R$ 3.179,40 Investimento per capita (6,90%) R$ 219,46 SEP 2013
    22. 22. MARCO: SUA EXPERIÊNCIA (Avaliação das Necessidades da Comunidade) SEP 2013
    23. 23. YOITI: SUA EXPERIÊNCIA (Avaliação das Necessidades da Comunidade) Interesse pela Leitura: em Queda Pesquisa IBOPE: (índice) 55% em 2007 50% em 2011 Hospital Municipal Dr. Carmino Carícchio Capacidade de Atendimento Internações (Centro de Tratamento de Queimados – 26 Leitos) * UTI (incluindo Unidade de Cuidados Intermediários) Leitos 295 SUS 295 79 79 (*) Centro de Tratamento de Queimados: 40 cirurgias por mês SEP 2013
    24. 24. PLANEJAMENTO SEP 2013
    25. 25. MARCO: PLANEJAMENTO SEP 2013
    26. 26. YOITI: PLANEJAMENTO Interesse pela Leitura em Queda Pesquisa IBOPE (índice) 55% em 2007 50% em 2011 Incentivar 100 pessoas (crianças/adultos) CENTRO DE TRATAMENTO DE QUEIMADOS Atendimentos Casos de Urgência Cirurgias Capacidade de Internação Tempo médio de permanência Meta: Redução do Tempo de Internação Aumento da Capacidade de Cirurgias 1000 pacientes/mês 200 pacientes/mês 40 / mês 26 leitos 21 dias Em Em 1/4 do atual 25% SEP 2013
    27. 27. Sustentabilidade SEP 2013
    28. 28. MARCO: SUSTENTABILIDADE SEP 2013
    29. 29. YOITI: SUSTENTABILIDADE METAS COMPARTILHADAS • • • • • Envolver a Comunidade Parceiros Locais Rotary Clubs Associação LER D4420 100 pessoas (sala de leitura) CENTRO DE TRATAMENTO DE QUEIMADOS Atendimentos Casos de Urgência Cirurgias Capacidade de Internação Tempo médio de permanência Meta: Redução do Tempo de Internação Aumento da Capacidade de Cirurgias 1000 pacientes/mês 200 pacientes/mês 40 / mês 26 leitos 21 dias Em 1/4 do atual Em 25% SEP 2013
    30. 30. ENQUETE SEP 2013
    31. 31. AQUISIÇÃO DE RECURSOS SEP 2013
    32. 32. YOITI: FINANCIAMENTO DO PROJETO PROJETO LER: USD 31.875 Organization DDF Contribution (in USD) D.4420 (São Paulo – Brasil) D.4825 (Buenos Aires – Argentina) D.5170 (Silicon Valley, Califórnia – EUA) FDUC FDUC FDUC 7.325 1.100 4.700 Organization Cash Amount (in USD) RC Cagliari Nord (D.2080 – Itália) Cash 3.750 DDF Amount in USD: Rotarian Cash Amount in USD: Requested Rotary Foundation (TRF) Match in USD: 13.125 3.750 15.000 Total Financing in USD (Cash+DDF+Match) : 31.875 SEP 2013
    33. 33. YOITI: FINANCIAMENTO DO PROJETO PROJETO CTQ: USD 69.016 Organization DDF Contribution in USD / FDUC D.2770 (Saitama - Japão) D.4420 (São Paulo - Brasil) FDUC FDUC 7.750 24.508 Organization Cash Amount in USD / FDUC Kawaguchi West (D.2770) Omiya (D.2770) Urawa (D.2770) Cash Cash Cash 1.000 1.000 1.000 DDF Amount in USD: Rotarian Cash Amount in USD: Requested Rotary Foundation (TRF) Match in USD: 32.258 3.000 33.758 Total Financing in USD (Cash + DDF + Match): 69.016 SEP 2013
    34. 34. MARCO: AQUISIÇÃO DE RECURSOS SEP 2013
    35. 35. IMPLEMENTAÇÃO SEP 2013
    36. 36. MARCO: IMPLEMENTAÇÃO SEP 2013
    37. 37. YOITI: IMPLEMENTAÇÃO  Identificação das Necessidades da Comunidade  Levantamento dos Custos  Planejamento da Execução • 1ª Etapa: Pedido de Subsídio Global (Fundação Rotária) • 2ª Etapa: Aplicação de Fundos (aquisição de bens e serviços) • 3ª Etapa: Monitoramento e Avaliação de Resultados (até 3 anos após recebimento do recurso) SEP 2013
    38. 38. AVALIAÇÃO E PROMOÇÃO SEP 2013
    39. 39. MARCO: AVALIAÇÃO E PROMOÇÃO SEP 2013
    40. 40. YOITI: AVALIAÇÃO E PROMOÇÃO Durante a etapa de monitoramento e avaliação de resultados, poderá surgir a necessidade de adotar medidas para correção de rumo do projeto. • Quando os resultados mensurados não atingirem o impacto esperado, devemos complementar com atividades que possam atender a expectativa do projeto. • As metodologias e técnicas adotadas deverão ser aperfeiçoadas para melhorar o nível de qualidade do atendimento. O impacto mensurado (benefícios para comunidade) deverá ser objeto de promoção da Imagem Pública da nossa organização. • Para o público interno, os resultados devem ser comemorados para que fiquem registrados na memória como seu momento rotário. SEP 2013
    41. 41. YOITI: AVALIAÇÃO E PROMOÇÃO Exemplo: Se a incidência de acidentes com queimaduras ficar superior à capacidade de atendimento do Centro de Tratamento de Queimados, será necessário intensificar as campanhas de prevenção. • Para complementar o projeto com atividades adicionais poderão ser desenvolvidas parcerias inovadoras. • Explorar a oportunidade de novas parcerias, quando o projeto for estendido para regiões que não estavam previstas inicialmente. SEP 2013
    42. 42. Aspecto mais recompensador SEP 2013
    43. 43. MARCO: ASPECTO MAIS RECOMPENSADOR SEP 2013
    44. 44. YOITI: ASPECTO MAIS RECOMPENSADOR • Benefícios mensurados • Reconhecimento público • Transformação na vida das pessoas SEP 2013
    45. 45. Lições aprendidas SEP 2013
    46. 46. MARCO: LIÇÕES APRENDIDAS SEP 2013
    47. 47. YOITI: LIÇÕES APRENDIDAS Se aprofundar em conhecer as necessidades da comunidade; As nossas aspirações nem sempre são as melhores; A importância do Planejamento; Dividir os trabalhos numa equipe multidisciplinar; Estar atento à ocorrência de situações de contingência; Ouvir sempre!!! SEP 2013
    48. 48. Dicas SEP 2013
    49. 49. Perguntas SEP 2013
    50. 50. OBRIGADO! www.rotary.org/webinars SEP 2013
    1. A particular slide catching your eye?

      Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

    ×