Convite 24 de set ufrpe defesa civil jc

331 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
331
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Convite 24 de set ufrpe defesa civil jc

  1. 1. Os pressupostos que fundamentam esta concepção colocam que os desastres que atingem as cidades CEPED / UFRPE brasileiras são oriundos de uma política sócio-ambiental I Política Sócio-Ambiental de Defesa Civil que ignora as conseqüências da exploração, do uso e da ocupação do solo. A destruição do ecossistema natural nativo tem A primeira Política Sócio-Ambiental de defesa civil tem o provocado desequilíbrios conhecidos como desastres. seu direcionamento no sentido das comunidades com o A ciência tem evidências de que a degradação da maior grau de vulnerabilidade. biodiversidade esta relacionada diretamente as mudanças que atingem o nosso planeta. As intervenções serão executadas por longo prazo, no mínimo vinte anos, com metas e prazos determinados e A sociedade, em sua maioria, mantém padrões culturais monitorados para a consecução do objetivo. sem uma reflexão capaz de gerar uma mudança cultural. O objetivo é viabilizar a vida humana de forma Os conhecimentos científicos alcançados devem ser sustentável através da defesa civil como instituição disponibilizados à população e ao poder público. pública. As mudanças climáticas antes projetadas estão O processo de operacionalização da política será acontecendo conforme o previsto e a maioria dos viabilizado pela comunicação entre todos os brasileiros se comportam como se fosse algo virtual e participantes. sem importância. O papel da universidade rural, através do centro de As relações em sociedade precisam amadurecer com ensino pesquisa e extensão sobre desastres - CEPED muito mais urgência do que o já vivenciado na será estudar os mecanismos sócio-ambientais, levantar existência humana. hipóteses e apontar soluções para se atingir o objetivo. A possibilidade de reverter esse quadro é possível A força civil humanitária é uma proposta de desde que exista um empenho mundial para alcançá-lo. operacionalizar o apoio à conservação da vida humana na terra. No caso das universidades, elas representam hoje a referência científica para pensarmos o futuro que A política concebe que a vida humana sustentável queremos para a vida humana na terra. depende de uma cultura sócio-ambiental integrada à biodiversidade do ecossistema natural nativo.
  2. 2. Convite Os pontos de interesse para discussão: I Política Sócio-Ambiental de Defesa Civil. • Definição dos papéis no Sistema Nacional de A At. Secretaria Nacional de Defesa Civil Defesa Civil. • Desenvolvimento Sustentável para a Redução de No dia 24 de setembro de 2010, no Salão Nobre da UFRPE, das 9:00h as 12:00h, vamos apresentar e Desastres. discutir com a sociedade, encaminhamentos • Controle para Redução de Riscos. referentes a uma política de convergência para o fortalecimento da defesa civil. • Qualificação Profissional para Atuação em Defesa Civil e Áreas Afins. O objetivo deste encontro é atualizar informações e • Envolvimento Institucional com a Defesa Civil. compor estratégias para a elaboração de programas e projetos voltados a redução de risco de desastres nas • Organização e Formação do Voluntariado. comunidades mais vulneráveis. A representação de sua instituição será de grande importância para o amadurecimento de propostas Ministério da Educação integradas de participação junto ao comando das Universidade Federal Rural de Pernambuco ações de defesa civil em Pernambuco. Em seguida disponibilizamos o texto da Política Sócio- Centro de Ensino, Pesquisa e Extensão Ambiental de Defesa Civil para conhecimento e sobre Desastres futuras contribuições.

×