SlideShare a Scribd company logo
MUSICOTERAPIA
Preventiva e Social
“MUSICOTERAPIA É UM PROCESSO ORIENTADO POR OBJETIVOS
NO QUAL O TERAPEUTA AJUDA O CLIENTE A MELHORAR, MANTER
E RESTAURAR UM ESTADO DE BEM-ESTAR, UTILIZANDO
EXPERIÊNCIAS MUSICAIS E AS RELAÇÕES QUE SE DESENVOLVEM
ATRAVÉS DELAS COMO FORÇAS DINÂMICAS DE MUDANÇA.”
(BRUSCIA, 2016,P.319).
O que é a Musicoterapia?
“MUSICOTERAPIA É A UTILIZAÇÃO DA MÚSICA E/OU SEUS
ELEMENTOS INTEGRAIS COMO OBJETO INTERMEDIÁRIO DE UMA
RELAÇÃO QUE PERMITE O DESENVOLVIMENTO TERAPÊUTICO,
MOBILIZANDO REAÇÕES BIOPSICOSSOCIAIS NO INDIVÍDUO COM
O PROPÓSITO DE MINIMIZAR SEUS PROBLEMAS ESPECÍFICOS E
FACILITAR SUA INTEGRAÇÃO/REINTEGRAÇÃO NO AMBIENTE
SOCIAL NORMAL”
(BARCELLOS, APUD BRUSCIA, 2016,P.318).
“DO PONTO DE VISTA CIENTÍFICO, MUSICOTERAPIA É UM RAMO DA CIÊNCIA
QUE LIDA COM O ESTUDO E A INVESTIGAÇÃO DO COMPLEXO SOM-HOMEM,
ONDE O SOM PODE SER MUSICAL OU NÃO, BEM COMO MÉTODOS
TERAPÊUTICOS E DE ELEMENTOS DIAGNÓSTICOS QUE LHES SÃO INERENTES.
DO PONTO DE VISTA TERAPÊUTICO, A MUSICOTERAPIA É UMA DISCIPLINA
PARAMÉDICA QUE UTILIZA O SOM, A MÚSICA E O MOVIMENTO PARA
PRODUZIR EFEITOS REGRESSIVOS E PARA ABRIR CANAIS DE COMUNICAÇÃO
QUE NOS PERMITIRÃO INICIAR UM PROCESSO DE TREINAMENTO E
RECUPERAÇÃO DO PACIENTE PARA SOCIEDADE”
(BENENZON APUD BRUSCIA,2016,P. 318).
“MUSICOTERAPIA É A UTILIZAÇÃO DA MÚSICA E/OU SEUS ELEMENTOS
(SOM, RITMO, MELODIA E HARMONIA) POR UM MUSICOTERAPEUTA
QUALIFICADO, COM UM CLIENTE OU GRUPO, NUM PROCESSO
[DESIGNADO] PARA FACILITAR, E PROMOVER A COMUNICAÇÃO,
RELAÇÃO, APRENDIZAGEM, MOBILIZAÇÃO, EXPRESSÃO, ORGANIZAÇÃO E
OUTROS OBJETIVOS TERAPÊUTICOS RELEVANTES, NO SENTIDO DE
ALCANÇAR NECESSIDADES FÍSICAS, MENTAIS, SOCIAIS E COGNITIVAS.”
(ASSOCIAÇÃO DE MUSICOTERAPIA DO PARANÁ (BRASIL))
Como surgiu a Musicoterapia
• A Musicoterapia surgiu logo após a II Guerra Mundial no tratamento dos
soldados de guerra, quando a música passou a ser utilizada
cientificamente e com fins terapêuticos na reabilitação e recuperação dos
soldados feridos.
• No Brasil a Musicoterapia surgiu em 1970 com profissionais atuando em
hospitais, clínicas e escolas.
• O Musicoterapeuta é um profissional habilitado pela graduação ou
especialização em MT.
Área de atuação do Musicoterapeuta:
 Saúde (hospitais, mental);
 Educação (ensino regular e especial);
 Clínicas Multidisciplinares;
 Consultório Particular;
 Social (menores de risco, crianças, adultos, idosos, idade
ativa, dependentes químicos e gestantes);
 Centros e Instituições de Reabilitação (física e neurológicas);
 Estimulação essencial (com crianças de zero a três anos);
 Forma de auto-conhecimento e desenvolvimento pessoal;
 Empresas;
 Ensino e Pesquisa.
Objetivos da Musicoterapia:
 Possibilitar que crianças, jovens, adultos e idosos possam se
expressar através da música;
 Desenvolver potenciais;
 Reforço no processo de aprendizagem;
 Estímulo ao desenvolvimento da atenção e concentração;
Objetivos da Musicoterapia:
 Auxiliar na organização da coordenação motora e esquema
corporal;
 Estímulo à autonomia e idependência;
 Promoção de saúde e qualidade de vida;
 Realização de diagnósticos psíquicos-cognitivo-
comportamental.
Indicação da Musicoterapia:
 Pessoas que apresentam algum conflito em alguma das áreas
de seu desenvolvimento, seja cognitivo, emocional, espiritual
e/ou social;
 Pessoas que procuram melhor qualidade de vida e bem-estar
NÃO É NECESSÁRIO TER CONHECIMENTO MUSICAL!
Definição de Saúde e Qualidade de Vida pela
OMS (Organização Mundial da Saúde)
“ estado de completo bem-estar físico, mental e
social, não somente a ausência de enfermidade
ou invalidez”.
Definição de Saúde segundo o dicionário virtual de língua portuguesa
Michaelis:
sa.ú.de sf (lat salute)1 Bom estado do organismo, cujas funções
fisiológicas se vão fazendo regularmente e sem estorvos de qualquer
espécie.2 Qualidade do que é sadio ou não.3 Vigor.4 Força, robustez.5
Disposição física, estado das funções orgânicas do indivíduo.6
Disposição ou estado moral do indivíduo.7 Bem-estar
físico,econômico,psíquico e social (conceito moderno).8 Brinde ou
saudação que se faz bebendo à saúde de alguém.
“ a saúde não é mais medida pela presença ou ausência de doenças,
mas pelo grau de conservação da capacidade funcional.”.
• (VECHIA apud LEITE,ESTEVES,PALÁCIO E COLÓSIO (2010))
“o conceito de qualidade de vida está relacionado à auto-estima, ao
bem-estar pessoal e abrange uma série de aspectos como capacidade
funcional, o nível socioeconômico, estado emocional, interação social,
atividade intelectual, entre outros tais como: autocuidado, suporte
familiar, o próprio estado de saúde, valores culturais, éticos, a
religiosidade, o estilo de vida e, a satisfação com o emprego, com
atividades diárias e o ambiente em que se vive”.
• VECCHIA apud LEITA, ESTEVES, PALÁCIO E COLÓSIO (2010)
PROPOSTA DE CORO TERAPÊUTICO NUMA PERSPECTIVA DA MUSICOTERAPIA
PREVENTIVA E SOCIAL (PROMOÇÃO DA SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA)
 Promover bem-estar;
 Promover o auto-conhecimento;
 Desenvolver habilidades de interpretação e comunicação de idéias e sentimentos;
 Melhorar as habilidades interativas e de grupo;
 Desenvolver habilidade de planejamento e organização;
 Desenvolver habilidades para solucionar problemas de forma criativa;
 Promover a autoresponsabilidade;
 Desenvolver a habilidade de documentar e comunicar experiências internas;
 Promover a exploração de temas terapêuticos através das letras das canções.
Alguns objetivos do Coro Terapêutico é promover a valorização
da identidade, da auto-expressão, estímulo ao conhecimento do
corpo, relação do corpo com a voz e emoção, melhora das
relações intra e inter-pessoais amplificação da voz, dicção,
revigoração do aparelho fonador, prevenção de problemas de
saúde-mental e perdas de memória, afirma ZANINI (2003).
No Coro Terapêutico trabalhamos diversas ações como:
exercícios vocálicos, cantar músicas do repertório ou
escolhida pelo grupo, exercícios para relaxamento e de
respiração, leitura da letra da música.
A estética num coro é importante, mas em primeiro lugar o
olhar musicoterapêutico tem como objetivo a expressão
vocal do ser humano, com tudo aquilo que ele está
reverberando consciente e inconscientemente.
Definição da palavra Coro conforme Dicionário Português online
• “Substantivo Masculino. Grupo de pessoas cantando em
conjunto, como nos coros de igreja. As obras compostas para
coro são chamadas música coral e frequentemente fazem parte
de óperas, oratórios e cantatas. O termo coro também significa a
parte de uma canção que é repetida como um refrão ou qualquer
trecho de uma obra musical cantada por várias vozes”.
O que acontece quando cantamos?
Quando cantamos entramos em sintonia com nosso corpo, nossas
emoções, nossa respiração. Por isto cantar pode ser uma
experiência tanto prazerosa como ameaçadora nos diz BARCELLOS
(1999), e ainda, que cantar em uníssono, harmonizar e/ou refletir os
sons e/ou palavras apóia e encoraja o que se faz.
O cantar em grupo tem um significado especial para os seus
integrantes, pois possibilita o reconhecimento de suas
potencialidades, auto-expressão, auto-conhecimento, auto-
realização, pontos que passam a ser fortalecidos pelas relações
inter-pessoais no Coro Terapêutico, conforme ZANINI (2003).
O canto coral é um meio do indivíduo ser aceito por uma organização
ou grupo, como nos afirma FAUSTINI, apud BRÉSCIA (2011,p.55):
“ A necessidade social do homem de ser aceito por uma organização e
de pertencer a um determinado grupo para o qual contribua com seu
tempo e talento, é amplamente satisfeita pela participação num grupo
coral. Além disso, este grupo lhe dará grande satisfação e prazer em suas
realizações artísticas, beneficentes, religiosas e desenvolverá nele
orgulho sadio, por estar sua pessoa relacionada a um excelente grupo”
(p.31).
Observações do nosso grupo a partir também de alguns relatos ao
longo de um ano:
“amor, dedicação, cumplicidade, alívio do estresse do dia-a-dia, paz,
alegria, luz, melhora na voz, evocação de momentos alegres
(vislumbrado por ter conseguido cantar), recordações da infância,
melhora na afinação, união, gratidão por proporcionar momentos tão
felizes com canções que tocaram profundamente seus corações, a
união de laços familiares que estavam rompidos, concentração,
atenção, paciência, aprendizado”.
Acredita-se que o trabalho do musicoterapeuta no Coro Terapêutico,
promove a manutenção e prevenção da saúde, a melhoria da
qualidade de vida, melhora as relações intra e inter-pessoais, a
interação social, estimula o resgate da memória, valoriza a dignidade
de toda e qualquer lembrança, percebe o outro no universo, motiva
para viver, provoca satisfação e prazer.
Acredita-se que o trabalho do musicoterapeuta no Coro Terapêutico,
promove a manutenção e prevenção da saúde, a melhoria da
qualidade de vida, melhora as relações intra e inter-pessoais, a
interação social, estimula o resgate da memória, valoriza a dignidade
de toda e qualquer lembrança, percebe o outro no universo, motiva
para viver, provoca satisfação e prazer.
Obrigado
Daniela Comis
Pedagoga
Musicoterapeuta

More Related Content

Similar to MUSICOTERAPIA.pptghghgghghghjgggkgguyuyu

Musicoterapia
MusicoterapiaMusicoterapia
Programa CoraÇÃo Feliz Udesc
Programa CoraÇÃo Feliz UdescPrograma CoraÇÃo Feliz Udesc
Programa CoraÇÃo Feliz Udesc
Instituto Conviver Saúde
 
Campanha da fraternidade na escola
Campanha da fraternidade na escolaCampanha da fraternidade na escola
Campanha da fraternidade na escola
Pablo Nascimento
 
Palestra - Musicoterapia
Palestra - MusicoterapiaPalestra - Musicoterapia
Palestra - Musicoterapia
MarceloPerestrelo
 
Musicoterapia e paciente asmático: proposta de atendimento.
Musicoterapia e paciente asmático: proposta de atendimento.Musicoterapia e paciente asmático: proposta de atendimento.
Musicoterapia e paciente asmático: proposta de atendimento.
Eliane Okubo
 
Artigo - ASPECTOS DE RELIGIOSIDADE NA SAÚDE VOCAL
Artigo - ASPECTOS DE RELIGIOSIDADE NA SAÚDE VOCALArtigo - ASPECTOS DE RELIGIOSIDADE NA SAÚDE VOCAL
Artigo - ASPECTOS DE RELIGIOSIDADE NA SAÚDE VOCAL
saude2010
 
O Funcionamento Do Sistema Nervoso Central Na MusicalizaçãO
O Funcionamento Do Sistema Nervoso Central Na MusicalizaçãOO Funcionamento Do Sistema Nervoso Central Na MusicalizaçãO
O Funcionamento Do Sistema Nervoso Central Na MusicalizaçãO
HOME
 
O Funcionamento Do Sistema Nervoso Central Na MusicalizaçãO
O Funcionamento Do Sistema Nervoso Central Na MusicalizaçãOO Funcionamento Do Sistema Nervoso Central Na MusicalizaçãO
O Funcionamento Do Sistema Nervoso Central Na MusicalizaçãO
HOME
 
Nas VibraçõEs A Saude E Musicoterapia
Nas VibraçõEs A Saude E MusicoterapiaNas VibraçõEs A Saude E Musicoterapia
Nas VibraçõEs A Saude E Musicoterapia
HOME
 
Nas VibraçõEs A Saude E Musicoterapia
Nas VibraçõEs A Saude E MusicoterapiaNas VibraçõEs A Saude E Musicoterapia
Nas VibraçõEs A Saude E Musicoterapia
HOME
 
Apresentação final tcc eliane
Apresentação final tcc elianeApresentação final tcc eliane
Apresentação final tcc eliane
Eliane Okubo
 
Biodança: Sistema de Regulação do Organismo e Seus Efeitos em Pacientes Inter...
Biodança: Sistema de Regulação do Organismo e Seus Efeitos em Pacientes Inter...Biodança: Sistema de Regulação do Organismo e Seus Efeitos em Pacientes Inter...
Biodança: Sistema de Regulação do Organismo e Seus Efeitos em Pacientes Inter...
Escola de Biodanza Rio de Janeiro
 
A ImportâNcia Da MusicalizaçãO Na EducaçãO Infantil E No Ensino Fundamental
A ImportâNcia Da MusicalizaçãO Na EducaçãO Infantil E No Ensino FundamentalA ImportâNcia Da MusicalizaçãO Na EducaçãO Infantil E No Ensino Fundamental
A ImportâNcia Da MusicalizaçãO Na EducaçãO Infantil E No Ensino Fundamental
HOME
 
Espiritualidade baseada em evidencias
Espiritualidade baseada em evidenciasEspiritualidade baseada em evidencias
Espiritualidade baseada em evidencias
Cristine Studart
 
Rituais de cura instituto flou 2012
Rituais de cura instituto flou 2012Rituais de cura instituto flou 2012
Rituais de cura instituto flou 2012
Instituto Floresta dos Unicórnios
 
Apostila de estudos corporais segundo a mtc
Apostila de estudos corporais segundo a mtcApostila de estudos corporais segundo a mtc
Apostila de estudos corporais segundo a mtc
paroca6
 
Palestra musicoterapia musica e cérebro
Palestra musicoterapia musica e cérebroPalestra musicoterapia musica e cérebro
Palestra musicoterapia musica e cérebro
Michelle de Melo Ferreira
 
pessoa - ambiente - saúde
pessoa - ambiente - saúdepessoa - ambiente - saúde
pessoa - ambiente - saúde
José António Farias
 
Os benefícios Psicológicos De Ouvir Música José Felipe Duarte Ferreira.pdf
Os benefícios Psicológicos De Ouvir Música José Felipe Duarte Ferreira.pdfOs benefícios Psicológicos De Ouvir Música José Felipe Duarte Ferreira.pdf
Os benefícios Psicológicos De Ouvir Música José Felipe Duarte Ferreira.pdf
JosFelipeDuarteFerre
 
Sons & Vínculos
Sons & VínculosSons & Vínculos
Sons & Vínculos
ZRG SONS&VÍNCULOS
 

Similar to MUSICOTERAPIA.pptghghgghghghjgggkgguyuyu (20)

Musicoterapia
MusicoterapiaMusicoterapia
Musicoterapia
 
Programa CoraÇÃo Feliz Udesc
Programa CoraÇÃo Feliz UdescPrograma CoraÇÃo Feliz Udesc
Programa CoraÇÃo Feliz Udesc
 
Campanha da fraternidade na escola
Campanha da fraternidade na escolaCampanha da fraternidade na escola
Campanha da fraternidade na escola
 
Palestra - Musicoterapia
Palestra - MusicoterapiaPalestra - Musicoterapia
Palestra - Musicoterapia
 
Musicoterapia e paciente asmático: proposta de atendimento.
Musicoterapia e paciente asmático: proposta de atendimento.Musicoterapia e paciente asmático: proposta de atendimento.
Musicoterapia e paciente asmático: proposta de atendimento.
 
Artigo - ASPECTOS DE RELIGIOSIDADE NA SAÚDE VOCAL
Artigo - ASPECTOS DE RELIGIOSIDADE NA SAÚDE VOCALArtigo - ASPECTOS DE RELIGIOSIDADE NA SAÚDE VOCAL
Artigo - ASPECTOS DE RELIGIOSIDADE NA SAÚDE VOCAL
 
O Funcionamento Do Sistema Nervoso Central Na MusicalizaçãO
O Funcionamento Do Sistema Nervoso Central Na MusicalizaçãOO Funcionamento Do Sistema Nervoso Central Na MusicalizaçãO
O Funcionamento Do Sistema Nervoso Central Na MusicalizaçãO
 
O Funcionamento Do Sistema Nervoso Central Na MusicalizaçãO
O Funcionamento Do Sistema Nervoso Central Na MusicalizaçãOO Funcionamento Do Sistema Nervoso Central Na MusicalizaçãO
O Funcionamento Do Sistema Nervoso Central Na MusicalizaçãO
 
Nas VibraçõEs A Saude E Musicoterapia
Nas VibraçõEs A Saude E MusicoterapiaNas VibraçõEs A Saude E Musicoterapia
Nas VibraçõEs A Saude E Musicoterapia
 
Nas VibraçõEs A Saude E Musicoterapia
Nas VibraçõEs A Saude E MusicoterapiaNas VibraçõEs A Saude E Musicoterapia
Nas VibraçõEs A Saude E Musicoterapia
 
Apresentação final tcc eliane
Apresentação final tcc elianeApresentação final tcc eliane
Apresentação final tcc eliane
 
Biodança: Sistema de Regulação do Organismo e Seus Efeitos em Pacientes Inter...
Biodança: Sistema de Regulação do Organismo e Seus Efeitos em Pacientes Inter...Biodança: Sistema de Regulação do Organismo e Seus Efeitos em Pacientes Inter...
Biodança: Sistema de Regulação do Organismo e Seus Efeitos em Pacientes Inter...
 
A ImportâNcia Da MusicalizaçãO Na EducaçãO Infantil E No Ensino Fundamental
A ImportâNcia Da MusicalizaçãO Na EducaçãO Infantil E No Ensino FundamentalA ImportâNcia Da MusicalizaçãO Na EducaçãO Infantil E No Ensino Fundamental
A ImportâNcia Da MusicalizaçãO Na EducaçãO Infantil E No Ensino Fundamental
 
Espiritualidade baseada em evidencias
Espiritualidade baseada em evidenciasEspiritualidade baseada em evidencias
Espiritualidade baseada em evidencias
 
Rituais de cura instituto flou 2012
Rituais de cura instituto flou 2012Rituais de cura instituto flou 2012
Rituais de cura instituto flou 2012
 
Apostila de estudos corporais segundo a mtc
Apostila de estudos corporais segundo a mtcApostila de estudos corporais segundo a mtc
Apostila de estudos corporais segundo a mtc
 
Palestra musicoterapia musica e cérebro
Palestra musicoterapia musica e cérebroPalestra musicoterapia musica e cérebro
Palestra musicoterapia musica e cérebro
 
pessoa - ambiente - saúde
pessoa - ambiente - saúdepessoa - ambiente - saúde
pessoa - ambiente - saúde
 
Os benefícios Psicológicos De Ouvir Música José Felipe Duarte Ferreira.pdf
Os benefícios Psicológicos De Ouvir Música José Felipe Duarte Ferreira.pdfOs benefícios Psicológicos De Ouvir Música José Felipe Duarte Ferreira.pdf
Os benefícios Psicológicos De Ouvir Música José Felipe Duarte Ferreira.pdf
 
Sons & Vínculos
Sons & VínculosSons & Vínculos
Sons & Vínculos
 

More from ParoquiaSantoAntonio3

p1508pentecostes-150521021951-lva1-app6891.ppt
p1508pentecostes-150521021951-lva1-app6891.pptp1508pentecostes-150521021951-lva1-app6891.ppt
p1508pentecostes-150521021951-lva1-app6891.ppt
ParoquiaSantoAntonio3
 
OFICIO DA LUZ PENTECOSTES 20 24.ppt
OFICIO DA LUZ PENTECOSTES 20                            24.pptOFICIO DA LUZ PENTECOSTES 20                            24.ppt
OFICIO DA LUZ PENTECOSTES 20 24.ppt
ParoquiaSantoAntonio3
 
MISSA TERÇA 190224 SÃO JOSÉ ORAC EUC II (1).ppt
MISSA TERÇA 190224 SÃO JOSÉ ORAC EUC II (1).pptMISSA TERÇA 190224 SÃO JOSÉ ORAC EUC II (1).ppt
MISSA TERÇA 190224 SÃO JOSÉ ORAC EUC II (1).ppt
ParoquiaSantoAntonio3
 
TERÇO DA AMIZADE SOCIAL 2024 .ppt
TERÇO DA AMIZADE SOCIAL 2024        .pptTERÇO DA AMIZADE SOCIAL 2024        .ppt
TERÇO DA AMIZADE SOCIAL 2024 .ppt
ParoquiaSantoAntonio3
 
1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
ParoquiaSantoAntonio3
 

More from ParoquiaSantoAntonio3 (6)

p1508pentecostes-150521021951-lva1-app6891.ppt
p1508pentecostes-150521021951-lva1-app6891.pptp1508pentecostes-150521021951-lva1-app6891.ppt
p1508pentecostes-150521021951-lva1-app6891.ppt
 
OFICIO DA LUZ PENTECOSTES 20 24.ppt
OFICIO DA LUZ PENTECOSTES 20                            24.pptOFICIO DA LUZ PENTECOSTES 20                            24.ppt
OFICIO DA LUZ PENTECOSTES 20 24.ppt
 
VIA SACRA ENCONTRO 5 150324.pp t
VIA SACRA ENCONTRO 5 150324.pp                       tVIA SACRA ENCONTRO 5 150324.pp                       t
VIA SACRA ENCONTRO 5 150324.pp t
 
MISSA TERÇA 190224 SÃO JOSÉ ORAC EUC II (1).ppt
MISSA TERÇA 190224 SÃO JOSÉ ORAC EUC II (1).pptMISSA TERÇA 190224 SÃO JOSÉ ORAC EUC II (1).ppt
MISSA TERÇA 190224 SÃO JOSÉ ORAC EUC II (1).ppt
 
TERÇO DA AMIZADE SOCIAL 2024 .ppt
TERÇO DA AMIZADE SOCIAL 2024        .pptTERÇO DA AMIZADE SOCIAL 2024        .ppt
TERÇO DA AMIZADE SOCIAL 2024 .ppt
 
1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
 

Recently uploaded

Descubra os segredos do emagrecimento sustentável: Dicas práticas e estratégi...
Descubra os segredos do emagrecimento sustentável: Dicas práticas e estratégi...Descubra os segredos do emagrecimento sustentável: Dicas práticas e estratégi...
Descubra os segredos do emagrecimento sustentável: Dicas práticas e estratégi...
Lenilson Souza
 
higienização de espaços e equipamentos
higienização de espaços    e equipamentoshigienização de espaços    e equipamentos
higienização de espaços e equipamentos
Manuel Pacheco Vieira
 
higienização de espaços e equipamentos
higienização de    espaços e equipamentoshigienização de    espaços e equipamentos
higienização de espaços e equipamentos
Manuel Pacheco Vieira
 
Sistema Reprodutor Feminino curso tec. de enfermagem
Sistema Reprodutor Feminino curso tec. de enfermagemSistema Reprodutor Feminino curso tec. de enfermagem
Sistema Reprodutor Feminino curso tec. de enfermagem
BarbaraKelle
 
aula 06 - Distúrbios Hemodinâmicos ( circulatórios).pdf
aula 06 - Distúrbios Hemodinâmicos ( circulatórios).pdfaula 06 - Distúrbios Hemodinâmicos ( circulatórios).pdf
aula 06 - Distúrbios Hemodinâmicos ( circulatórios).pdf
ADRIANEGOMESDASILVA
 
Medicamentos que atuam no Sistema Digestório.pdf
Medicamentos que atuam no Sistema Digestório.pdfMedicamentos que atuam no Sistema Digestório.pdf
Medicamentos que atuam no Sistema Digestório.pdf
jhordana1
 
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
jhordana1
 
Saúde coletiva para técnicos em enfermagem
Saúde coletiva para técnicos em enfermagemSaúde coletiva para técnicos em enfermagem
Saúde coletiva para técnicos em enfermagem
DavyllaVerasMenezes
 
AULA 04.06. BOTOX.pdfHarmonizaçao Facia
AULA 04.06. BOTOX.pdfHarmonizaçao  FaciaAULA 04.06. BOTOX.pdfHarmonizaçao  Facia
AULA 04.06. BOTOX.pdfHarmonizaçao Facia
AntonioXavier35
 
saúde coletiva para tecnico em enfermagem
saúde coletiva para tecnico em enfermagemsaúde coletiva para tecnico em enfermagem
saúde coletiva para tecnico em enfermagem
DavyllaVerasMenezes
 
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptxA-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
walterjose20
 

Recently uploaded (11)

Descubra os segredos do emagrecimento sustentável: Dicas práticas e estratégi...
Descubra os segredos do emagrecimento sustentável: Dicas práticas e estratégi...Descubra os segredos do emagrecimento sustentável: Dicas práticas e estratégi...
Descubra os segredos do emagrecimento sustentável: Dicas práticas e estratégi...
 
higienização de espaços e equipamentos
higienização de espaços    e equipamentoshigienização de espaços    e equipamentos
higienização de espaços e equipamentos
 
higienização de espaços e equipamentos
higienização de    espaços e equipamentoshigienização de    espaços e equipamentos
higienização de espaços e equipamentos
 
Sistema Reprodutor Feminino curso tec. de enfermagem
Sistema Reprodutor Feminino curso tec. de enfermagemSistema Reprodutor Feminino curso tec. de enfermagem
Sistema Reprodutor Feminino curso tec. de enfermagem
 
aula 06 - Distúrbios Hemodinâmicos ( circulatórios).pdf
aula 06 - Distúrbios Hemodinâmicos ( circulatórios).pdfaula 06 - Distúrbios Hemodinâmicos ( circulatórios).pdf
aula 06 - Distúrbios Hemodinâmicos ( circulatórios).pdf
 
Medicamentos que atuam no Sistema Digestório.pdf
Medicamentos que atuam no Sistema Digestório.pdfMedicamentos que atuam no Sistema Digestório.pdf
Medicamentos que atuam no Sistema Digestório.pdf
 
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
8. Medicamentos que atuam no Sistema Endócrino.pdf
 
Saúde coletiva para técnicos em enfermagem
Saúde coletiva para técnicos em enfermagemSaúde coletiva para técnicos em enfermagem
Saúde coletiva para técnicos em enfermagem
 
AULA 04.06. BOTOX.pdfHarmonizaçao Facia
AULA 04.06. BOTOX.pdfHarmonizaçao  FaciaAULA 04.06. BOTOX.pdfHarmonizaçao  Facia
AULA 04.06. BOTOX.pdfHarmonizaçao Facia
 
saúde coletiva para tecnico em enfermagem
saúde coletiva para tecnico em enfermagemsaúde coletiva para tecnico em enfermagem
saúde coletiva para tecnico em enfermagem
 
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptxA-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
 

MUSICOTERAPIA.pptghghgghghghjgggkgguyuyu

  • 2. “MUSICOTERAPIA É UM PROCESSO ORIENTADO POR OBJETIVOS NO QUAL O TERAPEUTA AJUDA O CLIENTE A MELHORAR, MANTER E RESTAURAR UM ESTADO DE BEM-ESTAR, UTILIZANDO EXPERIÊNCIAS MUSICAIS E AS RELAÇÕES QUE SE DESENVOLVEM ATRAVÉS DELAS COMO FORÇAS DINÂMICAS DE MUDANÇA.” (BRUSCIA, 2016,P.319). O que é a Musicoterapia?
  • 3. “MUSICOTERAPIA É A UTILIZAÇÃO DA MÚSICA E/OU SEUS ELEMENTOS INTEGRAIS COMO OBJETO INTERMEDIÁRIO DE UMA RELAÇÃO QUE PERMITE O DESENVOLVIMENTO TERAPÊUTICO, MOBILIZANDO REAÇÕES BIOPSICOSSOCIAIS NO INDIVÍDUO COM O PROPÓSITO DE MINIMIZAR SEUS PROBLEMAS ESPECÍFICOS E FACILITAR SUA INTEGRAÇÃO/REINTEGRAÇÃO NO AMBIENTE SOCIAL NORMAL” (BARCELLOS, APUD BRUSCIA, 2016,P.318).
  • 4. “DO PONTO DE VISTA CIENTÍFICO, MUSICOTERAPIA É UM RAMO DA CIÊNCIA QUE LIDA COM O ESTUDO E A INVESTIGAÇÃO DO COMPLEXO SOM-HOMEM, ONDE O SOM PODE SER MUSICAL OU NÃO, BEM COMO MÉTODOS TERAPÊUTICOS E DE ELEMENTOS DIAGNÓSTICOS QUE LHES SÃO INERENTES. DO PONTO DE VISTA TERAPÊUTICO, A MUSICOTERAPIA É UMA DISCIPLINA PARAMÉDICA QUE UTILIZA O SOM, A MÚSICA E O MOVIMENTO PARA PRODUZIR EFEITOS REGRESSIVOS E PARA ABRIR CANAIS DE COMUNICAÇÃO QUE NOS PERMITIRÃO INICIAR UM PROCESSO DE TREINAMENTO E RECUPERAÇÃO DO PACIENTE PARA SOCIEDADE” (BENENZON APUD BRUSCIA,2016,P. 318).
  • 5. “MUSICOTERAPIA É A UTILIZAÇÃO DA MÚSICA E/OU SEUS ELEMENTOS (SOM, RITMO, MELODIA E HARMONIA) POR UM MUSICOTERAPEUTA QUALIFICADO, COM UM CLIENTE OU GRUPO, NUM PROCESSO [DESIGNADO] PARA FACILITAR, E PROMOVER A COMUNICAÇÃO, RELAÇÃO, APRENDIZAGEM, MOBILIZAÇÃO, EXPRESSÃO, ORGANIZAÇÃO E OUTROS OBJETIVOS TERAPÊUTICOS RELEVANTES, NO SENTIDO DE ALCANÇAR NECESSIDADES FÍSICAS, MENTAIS, SOCIAIS E COGNITIVAS.” (ASSOCIAÇÃO DE MUSICOTERAPIA DO PARANÁ (BRASIL))
  • 6. Como surgiu a Musicoterapia • A Musicoterapia surgiu logo após a II Guerra Mundial no tratamento dos soldados de guerra, quando a música passou a ser utilizada cientificamente e com fins terapêuticos na reabilitação e recuperação dos soldados feridos. • No Brasil a Musicoterapia surgiu em 1970 com profissionais atuando em hospitais, clínicas e escolas. • O Musicoterapeuta é um profissional habilitado pela graduação ou especialização em MT.
  • 7. Área de atuação do Musicoterapeuta:  Saúde (hospitais, mental);  Educação (ensino regular e especial);  Clínicas Multidisciplinares;  Consultório Particular;  Social (menores de risco, crianças, adultos, idosos, idade ativa, dependentes químicos e gestantes);
  • 8.  Centros e Instituições de Reabilitação (física e neurológicas);  Estimulação essencial (com crianças de zero a três anos);  Forma de auto-conhecimento e desenvolvimento pessoal;  Empresas;  Ensino e Pesquisa.
  • 9. Objetivos da Musicoterapia:  Possibilitar que crianças, jovens, adultos e idosos possam se expressar através da música;  Desenvolver potenciais;  Reforço no processo de aprendizagem;  Estímulo ao desenvolvimento da atenção e concentração;
  • 10. Objetivos da Musicoterapia:  Auxiliar na organização da coordenação motora e esquema corporal;  Estímulo à autonomia e idependência;  Promoção de saúde e qualidade de vida;  Realização de diagnósticos psíquicos-cognitivo- comportamental.
  • 11. Indicação da Musicoterapia:  Pessoas que apresentam algum conflito em alguma das áreas de seu desenvolvimento, seja cognitivo, emocional, espiritual e/ou social;  Pessoas que procuram melhor qualidade de vida e bem-estar NÃO É NECESSÁRIO TER CONHECIMENTO MUSICAL!
  • 12. Definição de Saúde e Qualidade de Vida pela OMS (Organização Mundial da Saúde) “ estado de completo bem-estar físico, mental e social, não somente a ausência de enfermidade ou invalidez”.
  • 13. Definição de Saúde segundo o dicionário virtual de língua portuguesa Michaelis: sa.ú.de sf (lat salute)1 Bom estado do organismo, cujas funções fisiológicas se vão fazendo regularmente e sem estorvos de qualquer espécie.2 Qualidade do que é sadio ou não.3 Vigor.4 Força, robustez.5 Disposição física, estado das funções orgânicas do indivíduo.6 Disposição ou estado moral do indivíduo.7 Bem-estar físico,econômico,psíquico e social (conceito moderno).8 Brinde ou saudação que se faz bebendo à saúde de alguém.
  • 14. “ a saúde não é mais medida pela presença ou ausência de doenças, mas pelo grau de conservação da capacidade funcional.”. • (VECHIA apud LEITE,ESTEVES,PALÁCIO E COLÓSIO (2010))
  • 15. “o conceito de qualidade de vida está relacionado à auto-estima, ao bem-estar pessoal e abrange uma série de aspectos como capacidade funcional, o nível socioeconômico, estado emocional, interação social, atividade intelectual, entre outros tais como: autocuidado, suporte familiar, o próprio estado de saúde, valores culturais, éticos, a religiosidade, o estilo de vida e, a satisfação com o emprego, com atividades diárias e o ambiente em que se vive”. • VECCHIA apud LEITA, ESTEVES, PALÁCIO E COLÓSIO (2010)
  • 16. PROPOSTA DE CORO TERAPÊUTICO NUMA PERSPECTIVA DA MUSICOTERAPIA PREVENTIVA E SOCIAL (PROMOÇÃO DA SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA)  Promover bem-estar;  Promover o auto-conhecimento;  Desenvolver habilidades de interpretação e comunicação de idéias e sentimentos;  Melhorar as habilidades interativas e de grupo;  Desenvolver habilidade de planejamento e organização;  Desenvolver habilidades para solucionar problemas de forma criativa;  Promover a autoresponsabilidade;  Desenvolver a habilidade de documentar e comunicar experiências internas;  Promover a exploração de temas terapêuticos através das letras das canções.
  • 17. Alguns objetivos do Coro Terapêutico é promover a valorização da identidade, da auto-expressão, estímulo ao conhecimento do corpo, relação do corpo com a voz e emoção, melhora das relações intra e inter-pessoais amplificação da voz, dicção, revigoração do aparelho fonador, prevenção de problemas de saúde-mental e perdas de memória, afirma ZANINI (2003).
  • 18. No Coro Terapêutico trabalhamos diversas ações como: exercícios vocálicos, cantar músicas do repertório ou escolhida pelo grupo, exercícios para relaxamento e de respiração, leitura da letra da música.
  • 19. A estética num coro é importante, mas em primeiro lugar o olhar musicoterapêutico tem como objetivo a expressão vocal do ser humano, com tudo aquilo que ele está reverberando consciente e inconscientemente.
  • 20. Definição da palavra Coro conforme Dicionário Português online • “Substantivo Masculino. Grupo de pessoas cantando em conjunto, como nos coros de igreja. As obras compostas para coro são chamadas música coral e frequentemente fazem parte de óperas, oratórios e cantatas. O termo coro também significa a parte de uma canção que é repetida como um refrão ou qualquer trecho de uma obra musical cantada por várias vozes”.
  • 21. O que acontece quando cantamos? Quando cantamos entramos em sintonia com nosso corpo, nossas emoções, nossa respiração. Por isto cantar pode ser uma experiência tanto prazerosa como ameaçadora nos diz BARCELLOS (1999), e ainda, que cantar em uníssono, harmonizar e/ou refletir os sons e/ou palavras apóia e encoraja o que se faz.
  • 22. O cantar em grupo tem um significado especial para os seus integrantes, pois possibilita o reconhecimento de suas potencialidades, auto-expressão, auto-conhecimento, auto- realização, pontos que passam a ser fortalecidos pelas relações inter-pessoais no Coro Terapêutico, conforme ZANINI (2003).
  • 23. O canto coral é um meio do indivíduo ser aceito por uma organização ou grupo, como nos afirma FAUSTINI, apud BRÉSCIA (2011,p.55): “ A necessidade social do homem de ser aceito por uma organização e de pertencer a um determinado grupo para o qual contribua com seu tempo e talento, é amplamente satisfeita pela participação num grupo coral. Além disso, este grupo lhe dará grande satisfação e prazer em suas realizações artísticas, beneficentes, religiosas e desenvolverá nele orgulho sadio, por estar sua pessoa relacionada a um excelente grupo” (p.31).
  • 24. Observações do nosso grupo a partir também de alguns relatos ao longo de um ano: “amor, dedicação, cumplicidade, alívio do estresse do dia-a-dia, paz, alegria, luz, melhora na voz, evocação de momentos alegres (vislumbrado por ter conseguido cantar), recordações da infância, melhora na afinação, união, gratidão por proporcionar momentos tão felizes com canções que tocaram profundamente seus corações, a união de laços familiares que estavam rompidos, concentração, atenção, paciência, aprendizado”.
  • 25. Acredita-se que o trabalho do musicoterapeuta no Coro Terapêutico, promove a manutenção e prevenção da saúde, a melhoria da qualidade de vida, melhora as relações intra e inter-pessoais, a interação social, estimula o resgate da memória, valoriza a dignidade de toda e qualquer lembrança, percebe o outro no universo, motiva para viver, provoca satisfação e prazer.
  • 26. Acredita-se que o trabalho do musicoterapeuta no Coro Terapêutico, promove a manutenção e prevenção da saúde, a melhoria da qualidade de vida, melhora as relações intra e inter-pessoais, a interação social, estimula o resgate da memória, valoriza a dignidade de toda e qualquer lembrança, percebe o outro no universo, motiva para viver, provoca satisfação e prazer.