Cyberbullying ApresentaçãO

2,430 views

Published on

Published in: Education, Travel, Technology
1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
2,430
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
12
Actions
Shares
0
Downloads
42
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cyberbullying ApresentaçãO

  1. 2. <ul><li>Literacia Tecnológica </li></ul><ul><li>Infoinclusão </li></ul><ul><li>Competências de utilização </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Funcionalidade </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Segurança </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Consciência </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Espírito Crítico </li></ul></ul></ul></ul>Desafios actuais…
  2. 3. <ul><li>Bullying </li></ul><ul><li>Actos de violência física ou psicológica, premeditados, intencionais e repetidos, com a intenção de magoar ou humilhar outro </li></ul><ul><li>Cyberbullying </li></ul><ul><li>Exercer bullying utilizando ferramentas tecnológicas: </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>SMS </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Emails </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Chats </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Mensagens instantânteas </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Blogs e fotoblogs </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Sites </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>… </li></ul></ul></ul></ul>(Cyber)Bullying…
  3. 4. <ul><li>Dada a mediatização e visibilidade do bullying </li></ul>Existem dados que afirmam que este tem aumentado… Outros que afirmam que este tem diminuído…
  4. 5. Será mesmo assim???
  5. 6. <ul><li>Verifica-se que…. </li></ul>A forma de concretização alterou-se Mas a dimensão do fenómeno permanece constante…
  6. 7. <ul><li>Agressão </li></ul><ul><li>Brincadeira </li></ul><ul><li>(Cyber)Bullying </li></ul>Distinguindo…
  7. 8. O (Cyber) bullying é uma acção intencional , consciente e repetitiva
  8. 9. <ul><li>Telemóvel (chamadas e sms) </li></ul><ul><li>Usurpação e/ou falsificação de identidade ou dados pessois </li></ul><ul><li>Divulgação de fotografias expositivas ou montagens, com o intuito de denegrir a imagem do outro </li></ul><ul><li>E-mails ameaçadores ou humilhantes </li></ul><ul><li>… </li></ul>Concretização…
  9. 10. <ul><li>R é uma jovem de 16 anos com largas centenas de contactos no Hi5, que de repente foi confrontada com constantes telefonemas. Veio a descobrir que as suas fotos se mantinham intactas, só que acompanhadas de mensagens descontextualizadas de cariz sexual. </li></ul><ul><li>Os textos terminavam com o seu número de telemóvel. R vivia aterrorizada que os colegas da escola descobrissem esse falso perfil, tratado por alguém que desconhecia, mas que tinha acesso ao seu contacto e informações pessoais. </li></ul>
  10. 11. O J é um jovem de 17 anos muito bom aluno e com uma grande apetência e competência no domínio informático. Durante 3 namorou M, uma jovem de 16 anos. Na altura do Natal terminaram a relação, devido a uma traição de M. O J reagiu muito mal a toda a situação e acabou por, num momento de raiva, escrever um e-mail anónimo a inúmeros contactos, relatando pormenores da sua relação com M, alguns destes nunca tendo existido. Entrou no seu fotoblog e introduziu fotografias manipuladas, onde M estava praticamente nua. Tudo aconteceu numa tarde de raiva. Durante a noite, J sentiu-se muito mal com a situação e voltou ao computador na tentativa de reparar o sucedido…
  11. 12. <ul><li>É um fenómeno pouco estudado </li></ul><ul><li>É muito difícil identificar e punir o agressor </li></ul><ul><li>A intensidade e amplitude do seu impacto é incontrolável e irreversivel </li></ul><ul><li>Impacto psicológico na vítima </li></ul>O que potencia o Cyberbullying?
  12. 13. <ul><li>Porque será a internet um meio privilegiado e cativante de comunicação? </li></ul><ul><ul><li>Sempre presente e disponível </li></ul></ul><ul><ul><li>Aceitante </li></ul></ul><ul><ul><li>O amigo ideal </li></ul></ul><ul><ul><li>Sem forma, sem rosto </li></ul></ul><ul><ul><li>Anónimo </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Por detrás do espelho” </li></ul></ul>Importante compreender…
  13. 14. <ul><li>Transmitir às crianças e jovens, o mais precocemente possível, a importância da protecção dos dados pessoais (próprios, amigos e família); </li></ul><ul><li>Conversar aberta e espontaneamente: </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Benefícios e potencias da tecnologia </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Perigos sobre os perigos da utilização inadequada da internet é fundamental; </li></ul></ul></ul></ul>Fundamental…
  14. 15. <ul><li>Pedir ajuda aos jovens para responderem a dúvidas sobre as novas tecnologias; </li></ul><ul><li>Colocar o computador num local onde possa ser utilizada por todos; </li></ul><ul><li>Estabelecer horários de utilização; </li></ul>Fundamental…
  15. 16. <ul><li>Utilização das novas tecnologias </li></ul><ul><ul><ul><li>Diferenciada </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Contextualizada </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Regulada </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Informada </li></ul></ul></ul>Fundamental…
  16. 17. <ul><li>Os perigos e desafios actuais têm contornos diferentes, mas a mensagem será a mesma que foi veiculada pelas gerações anteriores </li></ul><ul><li>As práticas de segurança e cuidado são e devem ser intemporais… </li></ul>Actualmente…
  17. 18. <ul><li>“ Não fales com estranhos!” </li></ul><ul><li>“ Não abras a porta sem saber quem é!” </li></ul><ul><li>“ Não recebas ofertas de desconhecidos!” </li></ul><ul><li>“ Cuidado com as más companhias!” </li></ul><ul><li>“ Não apanhes boleia com desconhecidos!” </li></ul>
  18. 19. <ul><li>Cyberbulling: um fenómeno sem rosto </li></ul><ul><li>Prevenção fundamental: informação como o melhor meio de prevenção </li></ul><ul><li>Antecedente e consequente das novas formas de comunicar e de interagir </li></ul>Reflectindo…
  19. 20. http://www.seguranet.pt http://www.jovensonline.net http://www.wildwebwoods.org http://www.cyberbullying.org Sara Brandão [email_address]
  20. 21. OBRIGADO PELA ATENÇÃO

×