Passo a passo paralimpeza do fígado e da vesícula

5,847 views

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
5,847
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
130
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Passo a passo paralimpeza do fígado e da vesícula

  1. 1. PASSO A PASSO PARALIMPEZA DO FÍGADO E DA VESÍCULA – BASEADO NO LIVRO DE ANDREAS MORITZ, COM ADAPTAÇÕES Materiais necessários para efetuar a limpeza: - Suco de maçã – seis (06) recipientes de 01 litro; - Sais de Epsom (também conhecido como “Sal amargo” no mercado Brasileiro) 04 colheres de sopa dissolvidas em três copos de 250 ml de agua. Obs: Utilizei para fazera limpeza o “Muvinlax”- (tem gosto mais agradável que o Sal amargo) é um laxante facilmente encontrado nas farmácias locais; é utilizado comumente por pessoas com prisão de ventre e para limpeza do cólon no pré-operatório ; se for essa sua opção adquirir 01 caixa (custa em média uns R$ 25,00); -Azeite de Oliva Extra Virgem, prensado afrio – meio copo (125ml);Obs: Não pode ser azeite misto, quanto mais puro melhor será seu resultado. -Suco de laranja que pode ser combinado com limão ½ copo (suco da fruta!); o autor cita a Toranja, que é aquela laranja grande que partida tem uma cor meio rosada (não é encontrada facilmente no mercado interno) enfim, o suco de laranja combinado com limão ou tangerina, bergamota, limão sírio, além de dar um gosto mais agradável, funciona muito bem quando misturado ao azeite; - Uma garrafa vazia com tampa (garrafinha de água mineral serve) ou coqueteleira, para fazer a mistura do azeite com o suco; Preparação -Tomar um litro de suco de maçã diariamente, durante 06 dias, se não tiver nenhum tipo de intolerância poderá tomar além da quantidade solicitada. O ácido málico contido no suco de maçã suaviza os cálculos biliares e facilita sua passagem pelos ductos biliares. O efeito fermentador do suco de maçã ajuda os ductos biliares a se expandirem. Se o suco gerar mal estar, poderá ser diluído em água. Obs: O suco não substitui o consumo diário de água que deverá ser de 06 copos. Nota: seria melhor utilizar o suco de maçã natural, contudo, para fins de limpeza, segundo o autor, qualquer suco comercial concentrado de maçã ou sidra funciona bem; pede-se ainda que após utilizar o suco faça higienização bucal com bicarbonato de sódio e/ou escovar os dentes várias vezes ao dia, para que o ácido málico não danifique os dentes. Recomendação de dieta Durante toda a semana de preparação e limpeza, evite beber e comer alimentos e bebidas frias ou congeladas, uma vez que esfriam o fígado e minimizam a eficácia da limpeza. Todos os alimentos e bebidas devem ser quentes ou, pelo menos, estar na temperatura ambiente. Para ajudar o fígado no preparo da parte principal da limpeza, evite alimentos de origem animal, laticínios e frituras. Em vez disso, coma normalmente, mas evite comer demais. Melhor momento para realizar a limpeza: O candidato (a) deverá escolher um período de dois dias em que ficará por conta do procedimento, por isso mesmo, o comum é efetuá-la num final de semana em que não tenha nenhum compromisso a não ser com sua saúde. Nota interessante do autor diz que apesar da limpeza ser eficiente a qualquer momento do mês, esta deverá preferencialmente, coincidir, com um dia entre a lua Cheia e lua Nova. Pede ainda para evitar a limpeza real no dia de Lua Cheia (explica ainda que o corpo tende a reter mais fluidos e tecidos nesse dia que em outros) Nota: Particularmente acredito que vai muito da necessidade de cada pessoa e neste item posso citar minha situação como exemplo, pois estava muito congestionado com muitas dores na região do fígado e o único período que tinha disponível coincidia exatamente com o início da lua cheia.Não tive dúvida, fiz a limpeza fui bem sucedido como mostrarei mais a frente. Caso esteja tomando algum medicamento: Durante a limpeza o autor pede para que se evite tomar qualquer medicamento, vitaminas ou suplementos que não sejam absolutamente necessários (doenças graves, por exemplo). É importante não oferecer ao fígado trabalho extra que possa interferir na limpeza. Assegure-sede limpar o cólon antes e depois de cada limpeza hepática: O simples fato de evacuar com regularidade não indica necessariamente que seu intestino está totalmente desobstruído. A limpeza do cólon (que deve ser feita uns dias antes ou, idealmente, no sexto dia da preparação) ajuda prevenir ou minimizar qualquer incômodo ou náusea que o candidato (a) possa sentir durante a limpeza hepática, tais como refluxo da mistura de azeite. A limpeza do cólon feita anteriormente também ajuda na rápida eliminação dos cálculos biliares.
  2. 2. Como efetuar a limpeza do cólon? Essa limpeza poderá ser realizada de diversas formas, a saber: - Irrigação do cólon (ou hidroterapia do cólon) é o método mais simples e rápido de prepará-lo para limpeza do fígado e da vesícula. A observação que faço com relação a este quesito é que o procedimento não é barato, até porque não é da cultura brasileira, fato que encarece pela existência de poucos profissionais dedicados ao procedimento; mas se a saúde financeira estiver com disposição, é segundo o autor, o método mais eficaz! - Poderá ser realizada também através de um enema ou “lavagem intestinal” que poderá ser realizada da seguinte forma: • Coloque 1 lt e ½de água para ferver e após sua fervura acrescente três colheres de pó de café , deixe ferver por mais cinco minutos e apague o fogo. Coe normalmente (não acrescente mais nada) e deixe esfriar até ficar morno. NOTA: para este procedimento é necessário adquirir um aparelho para lavagem intestinal que é vendido em casas especializadas em produtos hospitalares (custa em torno de RS 50,00 e levando-se em conta que o sistema hepático somente estará limpo em torno de 08 a 12 limpezas, o custo benefício da aquisição torna-se viável). Feito isso faça você mesmo (a) a lavagem intestinal, primeiramente com o café, e depois com água morna (1 lt e ½ , também). Esse procedimento é feito no sexto dia do preparo, ou seja, no dia em que o candidato (a) dará início à limpeza real; e deverá ser realizado também nos três dias posteriores ao término da limpeza e tal fato se deve porque ao retirar os cálculos do fígado e da vesícula nem todossaem através das evacuações, sendo que alguns ficam presos, retidos, nas dobraduras dos intestinos, esses cálculos estão contaminados de toxinas que acabarão sendo reabsorvidas pelo organismo ocasionando diversos tipos e doenças e desconfortos. O autor chega a ser incisivo, se não puder efetuar as limpezas do cólon não dê início à limpeza hepática. - Poderá utilizar também para a limpeza do cólon o Colosan ou Oxypowder, sãoprodutos a base de magnésio e são elaborados para nutrir suavemente o trato intestinal de oxigênio com a finalidade de limpá-lo. São extremamente eficazes, no entanto são importados. Lá fora paga-se em torno de US$ 30 A 35 dólares por estes compostos, mas os importadores infelizmente cobram aqui em torno de R$ 300,00 por um frasco com 120 cápsulas. Então se o candidato (a) tem facilidade de trazer o produto, ou tem uma saúde financeira favorável pode optar por este meio para efetuar a limpeza do trato intestinal antes e depois limpeza hepática; • Para limpar o sistema através deste método, antes de dormir ingira de 05 a 08 cápsulas, e durante os próximos 06 dias ingira no mesmo horário de 02 a 03 cápsulas,este procedimento irá liquefazer as fezes recentes bem como todo material antigo acumulado nos intestinos, principalmente nas dobraduras; esta limpeza dura uma semana; - Outro método de limpeza, para quem não pode ou não quer se submeter aos métodos citados acima, pode ser com os sais de Epsom (Sal amargo), que além de limpar o cólon, também limpa o intestino delgado. • Durante três semanas, misture uma pequena colherada de sais de Epsom em um copo de água mornaque deverá ser ingerida em jejum. Esse enema oral irá limpar completamente seu trato digestivo e cólon, do início ao fim, geralmente no prazo de uma ora após ingeri-lo obrigando-o a evacuar várias vezes. - Outra forma poderá ser através do óleo de rícino que é um excelente e tradicional remédio utilizado para limpar o intestino. É menos irritante que os sais de Epsom e não provoca efeitos colaterais, além das reações normais de limpeza. • Tome de uma a três colheres de chá de óleo de rícino diluídas em 1/3 de copo de água morna pela manhã, em jejum, ou à noite, antes de dormir (dependendo de qual opção funcione melhor para você). Esse tratamento também é bom para os casos graves de prisão de ventre e pode ser ministrado a crianças (em doses menores). - O suco de aloe vera também é um método eficiente para o trato gastrintestinal, embora não deva ser utilizado como substituto da irrigação do cólon nem de colemas, antes ou depois da limpeza hepática. A aloe vera tem efeito limpadores e nutritivos. • Tomar uma colher de sopa de seu suco diluída em um pouco de água antes das refeições, ou pelo menos uma vez pela manhã, antes do café da manhã, ajuda a processar antigos depósitos de dejetos e fornece nutrientes para células e os tecidos. As pessoas que ainda sentirem o fígado emitindo muitas toxinas dias depois da limpeza hepática, devem tomar suco de aloe vera, pois será muito benéfico. Obs:Foi descrito acima vários métodos, formas para se efetuar a limpeza do cólon; quesito fundamental para se atingir os benefícios da limpeza hepática; relembrando que segundo o autor a forma mais eficaz é a hidrocolonterapia (realizada por um profissional) e na sequencia vem a aplicação do enema (lavagem intestinal que poderá ser realizada pelo próprio paciente no conforto do seu lar). Estou colocando os métodos conforme sua eficiência, ficando a cargo de cada um avaliar e verificar aquele que achar mais viável. Continuando....
  3. 3. - O queé necessário fazer no sexto dia? Beba 1 litro de suco de maçã pela manhã. Você poderá começar a beber o suco logo após acordar. Caso sinta fome, tome um café da manhã leve, com cereais quentes; aveia seria a opção ideal. Evite açúcar ou outros adoçantes, especiarias, leite, manteiga, óleos, iogurte, queijo, presunto, ovos, nozes e outras frutas oleaginosas, tortas, cereais gelados, etc. Pode consumir frutas e sucos. No almoço, coma verduras cozidas no vapor com arroz branco (de preferência arroz basmati) use pouco sal, de preferência o marinho ou de pedra. O autor insiste na questão de não consumir alimentos proteicos, manteigas ou óleo, visto que poderá ocasionar mal estar no paciente durante a limpeza. Após as 13h e 30min, jejum completo (exceto água), caso contrário corre-se o risco de não expelir qualquer cálculo. Siga exatamenteos horários que serão descritos para obter maior benefício da descarga hepática. - A limpeza real. - Adicione quatro colheres de sais de Epsom (sulfato de magnésio – Sal amargo) a um total de 750 ml (três copos 250 ml) de água filtrada em um recipiente. Esse material deverá ser dividido em 4 porções iguais que serão tomadas em horários distintos. Uma das principais funções do Sal amargo e dilatar (alargar) os ductos biliares, facilitando a passagem das pedras, além de limpar qualquer resíduo que possa obstruir sua passagem. Obs: Como citei no início do resumo utilizei o “Muvinlax” como veículo laxante e funcionou muito bem (veja fotografias no final do resumo), contudo, o autor fala do Sal amargo – Sal de Epsom, a opção do “Muvinlax” foi simplesmente pelo gosto mais agradável. No passo a passo que se segue estarei mencionando as duas dosagens ficando a critério de cada um o método que irá utilizar para realizar a sua limpeza hepática. 18 h: Tomar a 1ª dose; - No caso de optar pelo sal amargo, tomar a 1ª porção das quatro que você havia separado. - No caso de optar pelo “Muvinlax”, dissolver cinco pacotinhos (a caixa vem com 20) em pouco mais que meio copo de água e ingerir. 20 h: Tomar a 2ª dose; - No caso de optar pelo sal amargo, tomar a 2ª porção das quatro que você havia separado. - No caso optar pelo “Muvinlax”, dissolver cinco pacotinhos em pouco mais que meio copo de água e ingerir. - Obs: Deixe as frutas que irá utilizar para fazer o suco fora da geladeira, lembre-se, nada pode estar gelado ok! 21h 30 min: Lave bem as frutas e esprema-as objetivando obter ¾ de um copo, ou seja, um pouco mais que meio copo. A quantidade de azeite a ser utilizado é o equivalente a meio copo (do mesmo tamanho do que você utilizou para medir o suco). DICA: Utilizei laranja e aquela mexerica conhecida como “mongote” (meio a meio), o gosto ficou bem agradável depois de unidos ao azeite. Muito bem, lembramseda garrafinha citado no começo do resumo? Junte o suco e o azeite na garrafa, tampe e agite bem buscando uma mistura homogênea; DICA: Antes de tomar a mistura deixe o lugar onde irá repousar já preparado, certifique-se também de que não irá ser importunado por ninguém, avise as pessoas da casa, se tiver companheiro (a), neste dia é melhor que durmam em quartos separados, visto que as idas ao banheiro serão constantes e certamente ocasionará um incômodo para ambos; busque utilizar somente a ducha higiênica (lavar) o que vai evitar assadura e desconforto durante o processo. 22h: Beba a mistura, (é melhor procurar ingerir de uma só vez, se não for possível busque não levar mais que cinco minutos, esses detalhes aqui informados, por mais que pareçam ridículos influenciam no resultado do processo)feito isso deite-se imediatamente, isso é fundamental para ajudar que os cálculos saiam! Apague as luzes e deite-se de barriga para cima, com um ou dois travesseiros para levantar um pouco a sua cabeça – ela deve ficar em uma altura superior à do abdômen. Se esta posição estiver desconfortável poderá deitar sobre o seu lado direito, com os joelhos dobrados em direção à sua cabeça. Permaneça na posição por pelo menos, 20 minutos e não fale! Fique atento ao processo, você poderá sentir as pedras se movimentando pelos ductos biliares, como se fossem bolinhas de gude. O processo em si é indolor devido todo o trabalho realizado com o ácido málico, com o azeite e o laxante. Se puder durma. Caso sinta durante a noite necessidade de evacuar, faça-o, e comece averificar se há algumas pedras (de cor verde-ervilha ou café claro) flutuando no vaso sanitário. NOTA: Os cálculos flutuam devida sua composição de bile e gordura, no entanto são consistentes, duros mesmo!Os de cor verde escuro são cálculos mais antigos enquanto que os de cor verde-claro são mais recentes. Se sentir náuseas durante a noite ou logo nas primeiras horas da manhã, isso se deve principalmente a uma repentina e forte efusão de cálculos biliares e toxinas do fígado e da vesícula, que empurram a mistura de azeite de volta para o estômago. As náuseas passarão durante a manhã. A manhã seguinte
  4. 4. 6h – 6h 30min: Não antes deste horário, beba sua 3ª porção caso tenha optado pelo Sal amargo, ou tome 03 pacotinhos dissolvidos em pouco mais que meio copo de água do laxante “Muvinlax”, caso sinta sede, beba um copo de água morna ou à temperatura ambiente, antes de tomar a nova dose do laxante. Após ingeri-lo aproveite o tempo para descansar, meditar, ler, procure dentro de o possível manter o corpo na posição vertical para facilitar a saída dos cálculos. NOTA:Enquanto escrevo este resumo acabo de realizar minha quarta limpeza e pude certificar que os cálculos começam a ser expelidos na manhã depois de tomar a 3ª porção e continuam sendo expelidos durante o resto do dia, o azeite tem um papel importantíssimo dentro desse processo e o posicionamento do corpo também!DICA: As evacuações que ocorrem a partir dessa altura do processo tendem a apresentar cálculos biliares (isso não quer dizer que eles não se apresentem antes, isso depende de organismo para organismo) mas a essa altura você já eliminou todos os dejetos que estavam no sistema e a tendência é expelir somente água, e os sedimentos gordurosos presos ao fígado, vesícula e intestinos, a essa altura as pedras começam a aparecer; se você quiser contabilizá-las poderá colocar uma peneira para admirar a quantidade de bile endurecida que é expelidaem forma de cálculos). 8h – 8h 30min: Beba sua 4ª porção caso tenha optado pelo Sal amargo, ou tome 03 pacotinhos dissolvidos em pouco mais que meio copo de água do laxante “Muvinlax”; 10h – 10h 30min: Você poderá beber um suco fresco, e por volta das 11h comer uma ou duas frutas frescas. Uma hora mais tarde poderá ingerir alimentos sólidos (leves). Continue fazendo refeições leves durante os próximos 2 ou 3 dias. LEMBRE-SE: Seu fígado e sua vesícula acabam de passar por uma grande “cirurgia”, ainda que sem os prejudiciais efeitos colaterais e sem altos custos. IMPORTANTE: - Durante o processo beba água sempre que sentir sede, exceto logo após beber o laxante e durante duas horas após a ingestão da mistura de azeite; - Para a limpeza total do sistema, ou seja, retirada de todas as pedras, é necessário realizar entre 08 a 12 limpezas, que podem ser feitas em intervalos de três semanas ou mensais (Não faça a limpeza com intervalo menor que o citado pelo autor!) - Após a limpeza as dores diminuirão, a energia retornará e sua clareza mental melhorará consideravelmente, entretanto, em poucos dias, as pedras do fundo do fígado se movimentarão “para frente” dos seus principais ductos biliares, fazendo com que alguns dos velhos sintomas de incômodo reapareçam. Não fique decepcionado, isso significa simplesmente que ainda restam pedras no sistema e que você deverá dar prosseguimento ao ciclo de limpezas; - Você saberá que não necessita mais realizar limpezas quando efetuar duas seguidas e não observar a presença de cálculos. - Depois de considerado limpo “livre de pedras”, o fígado poderá passar limpezas hepáticas a cada 06 ou 08 meses; - Deve-se evitar a limpeza quando estiver sofrendo de alguma doença aguda, mesmo que seja um simples resfriado. Agora caso a doença seja crônica, submeter-se a uma limpeza hepática é a melhor coisa que você pode fazer por si mesmo; - Beber dois ou três copos de chá de camomila por dia igualmente ajuda a acalmar o trato digestivo e o sistema nervoso. A camomila também é um bom “triturador” de pedras de cálculos calcificados; - Em algumas pessoas, as pedras podem levar duas ou três limpezas para começar a sair; - Nossa saúde emocional está intimamente ligada à nossa saúde física. Limpar e manter o fígado limpo ajuda a preservar nosso equilíbrio emocional. Ao eliminar os cálculos biliares, também nos livramos de qualquer sentimento reprimido de ira e ressentimento que possa ter se alojado durante um longo tempo (o corpo detém várias emoções em diferentes partes). O alívio ao deixar o passado e as situações não resolvidas ir embora lhe dará nova sensação de estar vivo. Esse sentimento de liberdade e euforia, experimentado quase imediatamente após uma limpeza hepática, é somente uma amostra do que espera por você, quando tiver limpado completamente o seu fígado. Depois que o fígado estiver limpo, leva aproximadamente seis meses para que todas as funções hepáticas voltem ao normal. Ter um fígado limpo é uma das melhores garantias de uma vida livre de doenças.
  5. 5. NOTA: Este é um resumo com adaptações, baseado no livro “Limpeza do Fígado e da Vesícula” de autoria de Andreas Moritz; e visa tão somente auxiliar as pessoas para que através desse método possam atingir a saúde integral; o fígado no plano físico é o laboratório do nosso corpo e tanto a saúde quanto a doença depende daquilo que ingerimos como substância material e daquilo que aceitamos no plano dos nossos sentimentos; como bem cita o autor, ao realizarmos sua limpeza, estamos abrindo as portas para limparmos também os porões de nossa essência retirando todo lixo emocional que não nos serve mais.Bem vindo ao seu renascimento!

×