Os gurus da qualidade philip crosby

8,763 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
8,763
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
45
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Os gurus da qualidade philip crosby

  1. 1. Nelson Rosamilha,PMP®, Prince 2 Practitioner ®, Black Beltrosamilha@rosamilha.comTítulo do ArtigoCurta a página de Excelência Operacional e Gestão de Projetos:• Facebook: http://www.facebook.com/nelsonrosamilha,• Twitter: nelsonrosamilha (vagas e frases de gestão) ,• Mantenha-se informado tecnicamente no blog www.rosamilha.com (artigos evídeos)Os Gurus da Qualidade – Philip Crosby
  2. 2. ObjetivoArtigoConclusãoAgenda
  3. 3. ObjetivoPhilip Crosby é certamente a pessoa mais associada com a idéia de defeitozero e com a abordagem centrada nos custos da (não)Qualidade. Crosby estáassociado com o conceito de Zero Defeito, criada por ele em 1961.Para Crosby, qualidade é a conformidade com as especificações, a qual émedida pelo custo da não conformidade.Utilizar essa abordagem significa que o objetivo do desempenho é o zerodefeito..“As coisas boas acontecem quando são planejadas e asmás por conta própria.”―Philip Crosby
  4. 4. ObjetivoArtigoConclusãoAgenda
  5. 5. ObjetivoArtigoConclusãoAgenda
  6. 6. Artigo• Qualidade é definida como conformidade asespecificações• Qualidade se origina da prevenção• Padrão de desempenho da qualidade é o zerodefeito, não níveis de qualidade aceitáveis• A qualidade é medida pelo preço da nãoconformidade, e não por índicesClique aqui para acessar o artigo na Íntegra
  7. 7. ObjetivoArtigoConclusãoAgenda
  8. 8. ObjetivoArtigoConclusãoAgenda
  9. 9. ConclusãoUma mensagem muito importante de Crosby é : “Se eu tivessede pegar um único ponto de dificuldades para implementaçãode um programa de qualidade eu diria que o mais difícil paratodos ou todas as pessoas tem sido entender que a qualidade éo resultado de uma política operacional (gerenciamento), nãouma questão de aplicação de técnicas” (Crosby,1990).Infelizmente muitas organizações preferem o caminho mais fácilque é o da técnica, só que é um processo frustrante."
  10. 10. Nelson J. Rosamilha, possui mais de 25 anos de de experiência emtecnologia de informação, atuando como Diretor de Projetos em âmbitonacional e internacional em mercados de telecomunicação, indústria efinanças. Foi Diretor do Project Management Institute – Capítulo SãoPaulo e do PMI-Specific Interest Group (SIG) de TI eTelecomunicações, foi presidente e Fundador da Comunidade Brasileirade Lean Six Sigma . Premiado em 2006, como membro que maiscontribuiu para a comunidade de Gerência de Projetos em São Paulopelo PMI Capítulo São Paulo.Atualmente é professor de Gestão de Projetos e Excelência Operacionalem cursos de Pós-Graduação na Universidade São Judas Tadeu eExecutivo de Projetos na IBM.AUTOR

×