Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO

312,013 views

Published on

Published in: Education

TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO

  1. 1. ARTEMES SILVA DE OLIVEIRA LUIS CARLOS ARAÚJO DO MASCIMENTO IPIXUNA DO PARÁ- PARÁ “ A UTILIZAÇÃO DA MATEMÁTICA FINANCEIRA NAS RELAÇÕES COMERCIAIS “. 30 DE JUNHO DE 2011 ( Fonte: Comércio tradicional eporteresdebagagens.wordpress.com pdf – Adode Reader Acrobat – Document ; São Paulo, 2008 )
  2. 2. INTRODUÇÃO <ul><li>O QUE O LEVOU A ESCOLHER O ASSUNTO DO TCC? </li></ul>O tema em questão está presente em quase todas as atividades práticas do dia-a-dia das pessoas mesmo que elas nem o perceba, porém suas práxis educacionais encontram-se eqüidistantes dessa realidade. Por isso, pensou-se em analisar e discutir o ensino de matemática financeira a fim de aproximar as realidades vivenciadas pelos alunos na construção do conhecimento desenvolvido na escola Adélia Carvalho Sodré, visto que a matemática é vista como algo distante e dissociada da realidade. ( Fonte: 1383983.pdf – Adode Reader Acrobat – Document ; São Paulo, 2008 )
  3. 3. <ul><li>A importância do estudo é analisar as diversas situações que envolvem a matemática financeira presente nas relações comerciais e integrá-las ao contexto escolar, para que alunos e professores possam colocar em prática o conhecimento prévio de matemática financeira de um. </li></ul>( Fonte: 1383983.pdf – Adode Reader Acrobat – Document ; São Paulo, 2008 )
  4. 4. OBJETIVOS: <ul><li>O presente trabalho tem por Objetivo Geral: </li></ul><ul><li>- Verificar se a Matemática Financeira aplicada no ensino e aprendizagem, na escola Adélia Carvalho Sodré está sendo fundamentada no contexto social dos alunos. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>OBJETIVOS ESPECÍFICOS </li></ul><ul><li>Fazer uma análise sobre o modo como as relações comerciais são tomadas ou não para favorecer uma possível práxis pedagógica. </li></ul><ul><li>Esclarecer a professores e alunos que o ensino e aprendizagem nascem de uma troca de conhecimentos, e só se concretizam evidenciado a realidade da comunidade em estudo. </li></ul><ul><li>Mostrar que a matemática financeira está presente em diversas situações de vida das pessoas, e precisam ser compreendidas para não gerar aversão a essa área do conhecimento. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>O presente trabalho teve principalmente como embasamento teórico autores que entendem de matemática financeira e de contextualização da vida cotidiana em situações matemáticas: </li></ul>ALEXANDRE ASSAF NETO JOSÉ CARLOS LIBÃNEO LUIS MARCIO IMENES UBIRATAN D’AMBRÓSIO
  7. 7. A NATUREZA DA PESQUISA <ul><li>Quantitativa, de cunho etnográfico e de natureza aplicada. </li></ul><ul><li>Objeto de estudo , a utilização da matemática financeira prática no contexto educacional . </li></ul><ul><li>Locus da pesquisa, Escola Municipal Adélia Carvalho Sodré, município de Ipixuna do Pará. </li></ul><ul><li>Sujeitos da pesquisa , professores e alunos das turmas de 5ª a 8 séries. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>METODOLOGIA </li></ul><ul><li>Pesquisa bibliográfica; </li></ul><ul><li>Pesquisa de campo; </li></ul><ul><li>Aplicação de questionários para alunos e professores da 5ª a 8ª séries; </li></ul><ul><li>Levantamento de situações comerciais no contexto escolar; </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Primeiramente, foi analisado a categoria dos discente. </li></ul><ul><li>Posteriormente, a categoria dos docentes. </li></ul>ANÁLISE DOS MATERIAIS E REGISTROS Fonte 2011: Escola Municipal Adélia Carvalho Sodré, ipixuna do Pará
  10. 10. RESULTADOS <ul><li>Como você aplica o conhecimento de matemática financeira? </li></ul><ul><li>Como a matemática financeira lhe é repassada na escola? </li></ul>professores: trabalham a teoria e a prática, abordam o que está no livro. alunos: aulas expositivas, teóricas e práticas, abordando a realidade (questões contextualizadas)
  11. 11. PENSAMENTO SÓCIOINTERACIONISTA DE D’ AMBRÓSIO <ul><li>U. D’AMBRÓSIO </li></ul><ul><li>“ A utilização do cotidiano das compras para ensinar matemática revela prticas apreendidas fora do ambiente escolar, uma verdadeira Etnomatemática do comercio... e a utilização do cotidiano comercial pode possibilitar uma visão critica da realidade, utilizando instrumentos de natureza matemática”. </li></ul>
  12. 12. PRESSUPOSTOS SÓCIOINTERACIONISTA DE LUIS MARCIO IMENES <ul><li>“ o contexto em que a matemática escolar se desenvolve é o da própria matemática; a matemática apresentada no ensino de matemática é desligada da vida e das coisas que as pessoas fazem; não se relaciona com outras áreas do saber e nem com as artes; a matemática apresentada no ensino de matemática é a - histórica; ela “cai pronta do céu...” </li></ul><ul><li>IMENES(1985) </li></ul>
  13. 13. Teorias x práticas <ul><li>Como você utiliza o conhecimento prático de seus alunos nas aulas de matemática? </li></ul><ul><ul><li>Você consegue compreender, na escola, a utilização da matemática financeira nas relações comerciais? </li></ul></ul>Segundo Zunino: “as crianças tinham que saber para que serve o que se ensina na escola...As crianças têm múltiplas experiências relacionadas com o conhecimento matemático e estas experiências tinham que constituir-se em objetivo de análise no marco escolar. ”.
  14. 14. RESULTADOS DOS ALUNOS ENTREVISTADOS <ul><li>Seu professor aproveita seu conhecimento de vida prática? </li></ul><ul><li>A matemática estudada na escola contribui para a resolução de problemas de seu dia-a-dia? </li></ul>Segundo Neto “As extensas aplicações da matemática financeira são processadas de forma a adaptar o conhecimento teórico a uma situação prática... ”
  15. 15. PROPOSTA DE INTERVENÇÃO   PROMOVER A CONSTRUÇÃO DE UM PROJETO PEDAGÓGICO NA ESCOLA VOLTADO PARA O ESTUDO DA MATEMÁTICA FINANCEIRA TENDO COMO BASE A VIVÊNCIA DOS ALUNOS. PROPOR AO CORPO TÉCNICO DA ESCOLA A ELABORAÇAO DE UM PLANEJAMENTO BIMESTRAL PARA A DISCIPLINA DE MATEMÁTICA ONDE OS ALUNOS POSSAM FAZER PARTE DESSE PROCESSO DE CONSTRUÇÃO.    PROPOR A CONSTRUÇÃO DE UM CALENDÁRIO DE ATIVIDADES MATEMÁTICAS (FEIRAS, OFICINAS, PALESTRAS, SEMINÁRIOS,...) QUE VENHAM FACILITAR O APRENDIZADO E A IDENTIFICAÇÃO DO ALUNO PARA COM A MESMA .
  16. 16. CONSIDERAÇÕES FINAIS Diante das observações e entrevistas realizadas, foi possível detectar que “ensinar matemática” engloba aspectos bem mais amplos do que ensinar a ler problemas e escrever cálculos, e que se faz necessário aplicar conceitos que visem ampliar a visão do aluno para que o mesmo venha a ler o mundo, tornando-se um ser social. Foi possível também reforçar nossa opinião a respeito dos métodos usados pelos professores para trabalhar os conteúdos de matemática financeira, os quais não satisfazem os anseios objetivados pelos alunos.
  17. 17. “ ... O ensino se modifica em decorrência da sua necessária ligação com o desenvolvimento da sociedade e com as condições reais em que ocorre o trabalho docente.” LIBÂNEO

×