Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Slides sobre artigo de opinião

  • Login to see the comments

Slides sobre artigo de opinião

  1. 1. Projeto/CAPES/PIBID - 2010:Adaptação da sequência didática do gênero textual Artigo de opinião, propostapelo caderno do professor da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo oFuturo organizada pelos discentes do 2º período do Curso de Licenciatura emLetras, da Escola Normal Superior, UEA/Manaus.Realizadores:Bolsistas: Antonio Felipe Oliveira Rodrigues, Carime Elias Araújo de Medeiros,Cleaná Maysa Nunes, Izavanna Mota de Souza, Juliana Leite do Nascimento ePriscila Amato de Verçosa.Supervisor: Adriano Neves da Costa.Coordenadora: Renata Nobre.Coordenador Institucional: Valteir Martins.Referência:AMARAL, Heloisa; GAGLIARDI, Eliana. Pontos de vista. 2. ed. São Paulo:Cenpec: Fundação Itaú Social. Brasília, DF: MEC, 2008.Projeto/CAPES/PIBID - 2010:Adaptação da sequência didática do gênero textual Artigo de opinião, propostapelo caderno do professor da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo oFuturo organizada pelos discentes do 2º período do Curso de Licenciatura emLetras, da Escola Normal Superior, UEA/Manaus.Realizadores:Bolsistas: Antonio Felipe Oliveira Rodrigues, Carime Elias Araújo de Medeiros,Cleaná Maysa Nunes, Izavanna Mota de Souza, Juliana Leite do Nascimento ePriscila Amato de Verçosa.Supervisor: Adriano Neves da Costa.Coordenadora: Renata Nobre.Coordenador Institucional: Valteir Martins.Referência:AMARAL, Heloisa; GAGLIARDI, Eliana. Pontos de vista. 2. ed. São Paulo:Cenpec: Fundação Itaú Social. Brasília, DF: MEC, 2008.
  2. 2. Os artigos de opinião são importantes instrumentos para a formação docidadão. Aprender a ler e a escrever esse gênero contribui para desenvolver acapacidade de participar, com argumentos convincentes, das discussões sobreas questões do lugar onde se vive e, mais do que isso, de formar opinião sobreelas, contribuir para resolvê-las, praticar a cidadania.Os artigos de opinião são importantes instrumentos para a formação docidadão. Aprender a ler e a escrever esse gênero contribui para desenvolver acapacidade de participar, com argumentos convincentes, das discussões sobreas questões do lugar onde se vive e, mais do que isso, de formar opinião sobreelas, contribuir para resolvê-las, praticar a cidadania.
  3. 3. …é, geralmente, um especialista ou uma pessoa reconhecida nacomunidade que escreve artigos de opinião sobre algum assunto que estásendo discutido na mídia impressa, internet ou televisão.…é, geralmente, um especialista ou uma pessoa reconhecida nacomunidade que escreve artigos de opinião sobre algum assunto que estásendo discutido na mídia impressa, internet ou televisão.
  4. 4. FatospolêmicosFatospolêmicosPosiçãoPosiçãoNotíciasNotíciasPontode vistaPontode vistaArgumentosArgumentos
  5. 5. Sou contra a redução da maioridade penal, de Renato Roseno.Sou contra a redução da maioridade penal, de Renato Roseno.Na leitura, verificar se… é baseado em uma questão polêmica; há posicionamento em relação ao que foi dito sobre o assuntocontroverso; apresenta argumentos que sustentam a posição assumida; antecipa e contesta os argumentos dos oponentes; articula o texto e o finaliza com uma conclusão.Na leitura, verificar se… é baseado em uma questão polêmica; há posicionamento em relação ao que foi dito sobre o assuntocontroverso; apresenta argumentos que sustentam a posição assumida; antecipa e contesta os argumentos dos oponentes; articula o texto e o finaliza com uma conclusão.
  6. 6. Para discussão… Quem é o autor do texto? Em que esse autor é especialista? Onde o texto foi publicado? Qual a questão polêmica? O autor refere-se a um acontecimento que o levou a escrever esse artigo.Que acontecimento foi esse? Qual a posição do autor a respeito da polêmica? Que argumentos ele usa para justificar sua posição? No texto, o autor apresenta argumentos de pessoas que discordam dele.Que argumentos são esses? O autor propõe alguma alternativa de tratamento para os jovensinfratores, ou seja, reflete a respeito de uma solução para a polêmica?Para discussão… Quem é o autor do texto? Em que esse autor é especialista? Onde o texto foi publicado? Qual a questão polêmica? O autor refere-se a um acontecimento que o levou a escrever esse artigo.Que acontecimento foi esse? Qual a posição do autor a respeito da polêmica? Que argumentos ele usa para justificar sua posição? No texto, o autor apresenta argumentos de pessoas que discordam dele.Que argumentos são esses? O autor propõe alguma alternativa de tratamento para os jovensinfratores, ou seja, reflete a respeito de uma solução para a polêmica?Debate sobre a maioridade penal.Debate sobre a maioridade penal.
  7. 7. Na notícia, o jornalista traz informações sobre dados e fatos, e no artigode opinião, o articulista opina sobre a questão polêmica que uma notíciapode despertar.Na notícia, o jornalista traz informações sobre dados e fatos, e no artigode opinião, o articulista opina sobre a questão polêmica que uma notíciapode despertar.
  8. 8. ConclusãoConclusãoQuestão polêmicaQuestão polêmicaContestaçãoContestaçãoArgumentaçãoArgumentaçãoPosicionamentoPosicionamento
  9. 9. TIPOS DE ARGUMENTOTIPOS DE ARGUMENTODe autoridadeDe autoridadeDe provasDe provasDe exemplificaçãoDe exemplificaçãoDe causa e consequênciaDe causa e consequênciaDe princípio ou crença pessoalDe princípio ou crença pessoal
  10. 10. Ajuda a sustentar sua posição, lançando mão davoz de um especialista, uma pessoa respeitável (líder,artista, político), uma instituição de pesquisa consideradaautoridade no assunto.Ajuda a sustentar sua posição, lançando mão davoz de um especialista, uma pessoa respeitável (líder,artista, político), uma instituição de pesquisa consideradaautoridade no assunto.Exemplo:“Para a antropóloga Yvone Maggie, professora daUniversidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), instituiro conceito de raça só traz sofrimento”(Folha de S. Paulo, 7/7/2006).Exemplo:“Para a antropóloga Yvone Maggie, professora daUniversidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), instituiro conceito de raça só traz sofrimento”(Folha de S. Paulo, 7/7/2006).
  11. 11. Relata um fato ocorrido com ele ou com alguémpara dar um exemplo de como aquilo que ele defende éválido.Relata um fato ocorrido com ele ou com alguémpara dar um exemplo de como aquilo que ele defende éválido.Exemplo:“A saúde do município anda mal cuidada. Muitoscidadãos relatam que foram aos postos de saúde e nãohavia médicos para atendê-los.”Exemplo:“A saúde do município anda mal cuidada. Muitoscidadãos relatam que foram aos postos de saúde e nãohavia médicos para atendê-los.”
  12. 12. Comprova seus argumentos com informaçõesincontestáveis: dados estatísticos, fatos históricos,acontecimentos notórios.Comprova seus argumentos com informaçõesincontestáveis: dados estatísticos, fatos históricos,acontecimentos notórios.Exemplo:“Em Blumenau, 114.000 residências têm acesso àágua tratada, mas apenas 1.014 possuem tratamento deesgoto”(Ivan Naatz. Saneamento básico.Florianópolis, 4 de setembro, ed. 7.816).Exemplo:“Em Blumenau, 114.000 residências têm acesso àágua tratada, mas apenas 1.014 possuem tratamento deesgoto”(Ivan Naatz. Saneamento básico.Florianópolis, 4 de setembro, ed. 7.816).
  13. 13. Refere-se a valores éticos ou morais supostamenteirrefutáveis.Refere-se a valores éticos ou morais supostamenteirrefutáveis.Exemplo:“Como já afirmei, sou contra o aborto. Além detudo que disse anteriormente, a vida é um dom de Deus enenhum homem tem o direito de tirá-la.”Exemplo:“Como já afirmei, sou contra o aborto. Além detudo que disse anteriormente, a vida é um dom de Deus enenhum homem tem o direito de tirá-la.”
  14. 14. Afirma que um fato ocorre em decorrência deoutro.Afirma que um fato ocorre em decorrência deoutro.Exemplo:“Atualmente, são 4,5 milhões de brasileiros comidade entre 15 e 29 anos que estão fora da escola e domercado de trabalho. Totalmente vulneráveis a ingressarna vida fácil do crime, esses jovens tiveram váriosmotivos para estarem nessa situação, entre eles, odesleixo do poder público”(Jornal clicabrasília, 6/7/2007).Exemplo:“Atualmente, são 4,5 milhões de brasileiros comidade entre 15 e 29 anos que estão fora da escola e domercado de trabalho. Totalmente vulneráveis a ingressarna vida fácil do crime, esses jovens tiveram váriosmotivos para estarem nessa situação, entre eles, odesleixo do poder público”(Jornal clicabrasília, 6/7/2007).
  15. 15. Questão polêmicaQuestão polêmicaArgumentaçãoArgumentaçãoPosicionamentoPosicionamento
  16. 16. Questões polêmicas voltadas para o ambiente escolar: Usar boné atrapalha a aula? Deveria ser permitida a troca de beijos na escola?Questões polêmicas voltadas para o ambiente escolar: Usar boné atrapalha a aula? Deveria ser permitida a troca de beijos na escola?Questões polêmicas voltadas para a sociedade em geral: O desarmamento da população diminuiria ou não a violência?A pena de morte ajuda a diminuir a criminalidade?A sociedade tem o direito de tirar a vida de um criminoso?Questões polêmicas voltadas para a sociedade em geral: O desarmamento da população diminuiria ou não a violência?A pena de morte ajuda a diminuir a criminalidade?A sociedade tem o direito de tirar a vida de um criminoso?
  17. 17. Uso ExpressõesTomada de posição Do meu ponto de vista/ na minhaopinião/ pensamos que/ pessoalmenteachoIndicação de certeza Sem dúvida/ está claro que/ comcerteza/ é indiscutívelIndicação de probabilidade Provavelmente/ me parece que/ ao quetudo indica/ é possível queAcréscimo de argumentos Além disso/ também/ ademaisIndicação de restrição Mas/ porém/ todavia/ contudo/entretanto/ apesar de/ não obstanteOrganização geral do texto Inicialmente/ primeiramente/ emsegundo lugar/ por um lado/ por fimIntrodução de conclusão Assim/ finalmente/ para finalizar/concluindo/ enfim/ em resumo
  18. 18. Devemos ajudar nossos pais, pois, sem dúvida,A cooperação é um valorfundamental para a convivênciafamiliar.As propagandas mostramprodutos atraentesindispensáveis para a nossavida,mascabe ao consumidor analisaraquilo de que realmentenecessita e selecionar o que ébom.O fumo faz mal à saúde. Portanto,as pessoas deveriam parar defumar.A água doce, por causa dosabusos cometidos, poderáacabar em nosso planeta.Assim,é preciso definir algumas regraspara o uso racional da água.
  19. 19. A limpeza de terrenos e casasé necessária para impedir apropagação do mosquito dadengue.Além disso,é importante que se façacampanhas de conscientizaçãopara que as pessoas não deixemque a água se acumule em vasose outros recipientes.Se o desmatamento nãodiminuir,é provávelque a Amazônia se transformeem um imenso deserto.É indispensável que seintensifiquem campanhas decoleta seletiva de lixo nasescolas, famílias ecomunidade,pois dessa formaa responsabilidade cidadãcresceráentre os moradores.
  20. 20. A pena de morte não é soluçãopara a criminalidade.Finalmente,não matar os semelhantes é umprincípio ético fundamental.A pena de morte não ésolução para a criminalidade.Em segundolugar,porque muitos dos que foramexecutados tiveram,posteriormente, sua inocênciacomprovada.A pena de morte não é soluçãopara a criminalidade.Primeiramente,está comprovado que os crimeshediondos não deixaram deocorrer nos países que aadotaram.
  21. 21. Discursos de autoridadesDiscursos de autoridadesEstatísticasEstatísticas NúmerosNúmerosDados quantitativos ou qualitativosDados quantitativos ou qualitativosDados científicosDados científicos
  22. 22. Roteiro: Traz uma questão polêmica; Localiza o leitor em relação à questão; Deixa clara a posição assumida; Apresenta o pensamento de opositores sobre oassunto; Traz argumentos convincentes e confiáveis; Conclui o texto de modo articulado.Roteiro: Traz uma questão polêmica; Localiza o leitor em relação à questão; Deixa clara a posição assumida; Apresenta o pensamento de opositores sobre oassunto; Traz argumentos convincentes e confiáveis; Conclui o texto de modo articulado.
  23. 23. Fontes: Jornais, livros, internet e vídeos informativos; Universidades, prefeituras, secretarias, delegacias,ONGs etc; Entrevistas com pessoas que sejam autoridades noassunto; Enquete/pesquisa de opinião com moradores domunicípio.Argumentos: Dados histórico-culturais; Estatística; Pontos de vista de diferentes autoridades; Leis ou projetos de lei; Causas e consequências; Exemplos de acontecimentos.Fontes: Jornais, livros, internet e vídeos informativos; Universidades, prefeituras, secretarias, delegacias,ONGs etc; Entrevistas com pessoas que sejam autoridades noassunto; Enquete/pesquisa de opinião com moradores domunicípio.Argumentos: Dados histórico-culturais; Estatística; Pontos de vista de diferentes autoridades; Leis ou projetos de lei; Causas e consequências; Exemplos de acontecimentos.
  24. 24. Artigo de opinião Tem como base uma questão polêmica. Há um posicionamento em relação a algum assunto controverso. Apresenta argumentos ou razões que sustentam a posição assumida peloautor. Antecipa e constesta argumentos dos oponentes. Finaliza com uma conclusão.Artigo de opinião Tem como base uma questão polêmica. Há um posicionamento em relação a algum assunto controverso. Apresenta argumentos ou razões que sustentam a posição assumida peloautor. Antecipa e constesta argumentos dos oponentes. Finaliza com uma conclusão.PolêmicaPosiçãoArgumentaçãoContestaçãoConclusãoPolêmicaPosiçãoArgumentaçãoContestaçãoConclusão
  25. 25. Discursos de autoridadesDiscursos de autoridadesEstatísticasEstatísticasNúmerosNúmerosDados quantitativos ou qualitativosDados quantitativos ou qualitativosDados científicosDados científicosTIPOS DEARGUMENTOTIPOS DEARGUMENTODeautoridadeDeautoridadeDeprovasDeprovasDeexemplificaçãoDeexemplificaçãoDe causa econsequênciaDe causa econsequênciaDe opinião oucrença pessoalDe opinião oucrença pessoalVOZESVOZESELEMENTOSARTICULADORESELEMENTOSARTICULADORES
  26. 26. Orientações para Refacçãoa. Seu artigo parte de uma questão polêmica?b. Você colocou o leitor a par da questão?c. Tomou uma posição?d. Introduziu sua opinião com expressões como “penso que”, “na minhaopinião”?e. Levou em consideração os pontos de vista de opositores para construirseus argumentos? Por exemplo: “Para fulano de tal, a questão é semsolução. Ele exagera, pois...”f. Usou expressões que introduzem os argumentos, como “pois”, “porque”?g. Usou argumentos de autoridade, de exemplificação, de provas, deprincípio/crença pessoal, de causa e consequência?h. Usou expressões para introduzir a conclusão, como: “então”, “assim”,“portanto”?
  27. 27. Orientações para Refacçãoi. Concluiu o texto reforçando sua posição?j. Verificou se a pontuação está correta?k. Corrigiu os erros de ortografia?l. Substituiu palavras repetidas e excluiu as desnecessárias?m. Escreveu com letra legível para que todos possam entender?n. Encontrou um bom título para o artigo?

×