Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Escrita para interface: UX writing e o impacto do conteúdo para os negócios

161 views

Published on

Não é novidade que proporcionar uma boa experiência para o usuário traz resultados para seu negócio. Mas se você está pensando que essa experiência é feita apenas de cores, botões e ilustrações, pense de novo. Será que não está faltando uma parte bem importante e, em geral, ignorada? Ah, se a sua interface falasse…

O texto para interface, o UX writing, dá suporte ao design, ajuda a guiar o usuário, facilita a tomada de ação e destaca o tom de voz da marca. Quando bem feito (e considerado desde o início do processo de design!), o conteúdo melhora a experiência e traz impactos positivos -- e mensuráveis.

Há quase três anos atuo como Content Designer na Intuit. Nessa palestra, vou mostrar algumas boas práticas de UX writing (acessíveis a todos os designers, de conteúdo ou não), técnicas simples que podem ser utilizadas na hora de desenvolver produtos digitais, e exemplos de testes que comprovam que, às vezes, basta apenas uma palavra para mudar os rumos do seu negócio.

Sobre a palestrante
Sou jornalista formada pela Universidade do Sul de Santa Catarina, com pós-graduação pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Em Nova York, onde morei por três anos, fiz cursos na New York University e trabalhei no Manhattan Connection, New York Post e GloboNews. De volta ao Brasil, passei pela Folha de S.Paulo, TV Record e fiz reportagens para as revistas Superinteressante e Exame, da editora Abril. Da mídia tradicional, migrei para a área de tecnologia e inovação. Trabalhei na eduK, startup de educação, e hoje sou Content Designer e Innovation Catalyst na Intuit, uma fintech do Vale do Silício.

https://www.linkedin.com/in/cristinaluckner/

Published in: Design
  • Be the first to comment

Escrita para interface: UX writing e o impacto do conteúdo para os negócios

  1. 1. Escrita para interface: UX writing e o impacto do conteúdo para os negócios Cristina Luckner crisluckner.com Oferecimento:
  2. 2. “O conteúdo é a experiência do usuário” -- Ginny Redish, autora do livro “Letting go of the words”
  3. 3. Wireframe não é experiência
  4. 4. Wireframe não é experiência
  5. 5. Wireframe não é experiência
  6. 6. Wireframe não é experiência
  7. 7. Wireframe não é experiência
  8. 8. Wireframe não é experiência
  9. 9. Tema popular
  10. 10. Viva as diferenças
  11. 11. Um cargo, muitas definições
  12. 12. Frases hipotéticas, situações reais Só preciso de sua ajuda para pensar em uma palavra. É rapidinho! “
  13. 13. Frases hipotéticas, situações reais Já escrevi tudo, só preciso que você revise “
  14. 14. Frases hipotéticas, situações reais Essa mensagem de erro precisa cobrir esses 5 casos diferentes. Não dá para mostrar uma para cada cenário… limitações do sistema... “
  15. 15. Frases hipotéticas, situações reais Eu mudei essa palavra aqui, encurtei essa frase. Achei melhor desse jeito “
  16. 16. UX writing tem impacto nos negócios
  17. 17. São só palavras
  18. 18. São só palavras
  19. 19. Como causar impacto com UX writing?
  20. 20. Antes
  21. 21. Experimento 1
  22. 22. Depois
  23. 23. Depois 30% conversão
  24. 24. Google Fonte: Google I/O 2017, apresentação sobre UX writing
  25. 25. +17% engajamento Google Fonte: Google I/O 2017, apresentação sobre UX writing
  26. 26. Booking.com Fonte: Booking.com writers
  27. 27. +uso aumento das reservas Booking.com Fonte: Booking.com writers
  28. 28. 5 dicas práticas de ux writing
  29. 29. 1. Considere o conteúdo desde o início
  30. 30. 2. Sentimento conta Fonte: emojipedia
  31. 31. 3. Diminua o “esforço cognitivo” ● Pense em hierarquia da informação ● Use palavras simples, fáceis de entender ● Evite jargões ou termos técnicos ● Use humor com moderação
  32. 32. 4. Consistência é importante ● Crie e utilize o Manual de Tom de voz da marca e o guia de redação e estilo ● Faça uma auditoria para entender a “saúde” do conteúdo do seu produto ● Mapeie e planeje as mudanças necessárias ● Entre num loop infinito!
  33. 33. 5. Teste seu conteúdo ● Colecione as palavras, expressões e verbos que seus usuários mais usam ● Vá além do teste A/B (quantitativo, requer comparação, relevância estatística importa) ● Teste entendimento do conteúdo (Cloze test, Hemingway App) ● Teste percepção de benefício e tom de voz (Reaction cards)
  34. 34. “O conteúdo é a experiência do usuário” -- Ginny Redish, autora do livro “Letting go of the words”

×