Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Como pensar um aplicativo de relacionamento em um país islâmico? As barreiras culturais no UX

137 views

Published on

No Egito, o casamento é considerado uma das cerimônias mais importantes da vida de uma pessoa. Porém, com o círculo social limitado, muitas vezes influenciado por costumes religiosos e diferenças econômicas, o casamento arranjado (com o melhor amigo do seu irmão ou um primo distante) é uma realidade comum.

Parece óbvio que a tecnologia pode mudar esse cenário com um piscar de olhos, unindo pessoas e auxiliando nesse processo, certo? Sim, se desconsiderarmos a grande barreira cultural que existe entre a solução e as pessoas da região. Para conversar com aqueles que usariam essa tecnologia, é preciso considerar fatores da experiência que nem sempre aqui, no ocidente, são tão importantes.

Durante os 3 meses em que eu vivi no Cairo e trabalhei no aplicativo “marriage making” Harmonica, vi como a experiência do usuário pensada estrategicamente para o seu público pode mudar um cenário que parecia impossível.

No período em que estive lá, o aplicativo cresceu organicamente de 50 para uma base de 100 mil usuários e caminhava para ser o maior aplicativo de relacionamentos do MENA (região do Norte da África e Oriente Médio). É sobre essa estratégia e os impactos que ela causou que vamos conversar na UXConf BR 2019.


Sobre a palestrante
Sou jornalista, tenho 26 anos e trabalhei com comunicação por alguns anos até realmente encontrar minha verdadeira paixão: desenhar experiências incríveis e promover impacto na vida das pessoas. Durante 1 ano e 10 meses trabalhei com o Spotify na Colômbia, fazendo atendimento ao cliente, dando treinamentos e apoiando lideranças com o objetivo de proporcionar ao usuário a melhor experiência possível.

Tentando inovar e me desafiar ainda mais, fui para o Egito. Lá, atuando como UX Designer (durante o verão, no deserto, vivendo o Ramadã, mulher, sozinha, voluntária) encontrei todos os desafios que buscava (e mais outros). Mesmo com a aplicação toda em árabe e sendo a única pessoa que não falava o idioma na startup, conduzi a equipe, superei expectativas e foi incrível.

Hoje, de volta ao brasil, sou UX Designer pela TIVIT e sigo me desafiando, entregando e estudando sobre as melhores experiências que podemos promover para nossos usuários.

https://www.linkedin.com/in/fernanda-magalhaes92/

Published in: Design
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Como pensar um aplicativo de relacionamento em um país islâmico? As barreiras culturais no UX

  1. 1. Desafio Harmonica ✓ Rentabilizar casamentos no Oriente Médio ✓ Atrair mais mulheres para participarem ativamente do processo de casamento ✓ Diminuir o número de casamentos arranjados no Egito e no Oriente Médio
  2. 2. ✓ Como entender o processo do poder de escolha da mulher ✓ Exercício de se vestir e observar pessoas ✓ Pesquisa com as mulheres mais próximas Processo de empatia
  3. 3. Definição do problema ✓ As diferenças na definição de relacionamento ✓ Tecnologia não sendo vista como aliada ✓ Mulheres não confiavam em relacionamentos pela internet ✓ Onboarding do aplicativo muito longo ✓ Mulheres qualidade X Homens quantidade
  4. 4. Idealizando e testando a solução ✓ Entrevistas mostraram que o usuário gostaria de jogar no aplicativo ✓ Precisávamos de mais informações sobre o usuário ✓ Desenvolvemos um protótipo do jogo “Como prefere” ✓ User testing ✓ 90% de aprovação
  5. 5. ✓ Considerada pelo Fórum Econômico Mundial de 2019 uma das 100 startups que estão mudando o cenário da 4ª revolução industrial do MENA ✓ Mais de 100 mil usuários na plataforma ✓ A indústria de casamento movimenta mais de $40 B por ano Hoje

×