Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Índice
Introdução Neste trabalho para Práticas De Atividades Físicas Desportivas, considerando assim o módulo 11 podemos definir...
História do Surf no Mundo Não se sabe exatamente se os havaianos, antigos povos peruanos, já utilizavam uma espécie de ca...
História do Surf no Mundo Utilizavam-se inicialmente pranchas de madeira confecionadas para deslizar nas ondas, as pranch...
História Da ISA (International SurfingAssociation) As raízes do surf remontam ao início de ilhas do Pacífico, quando os a...
História Da ISA (International SurfingAssociation) Surf continuou a desenvolver no Havaí e ganhou importância internacion...
História Da ISA (International SurfingAssociation) Historicamente, o World Surfing Games concedeu aos seus vencedores o t...
História Do Surf em Portugal O primeiro campeonato nacional de surf não foi algo evidente para os surfistas da década de ...
História Do Surf em Portugal Passados meses, alguns elementos da Federação Portuguesa de Atividades Subaquáticas, fizeram...
História Da Federação Portuguesade Surf A Federação Portuguesa de Surf (F.P.S.) foi fundada em 1989 e já esteve localizad...
História Da Federação Portuguesade Surf A F.P.S. é responsável pela regulamentação desportiva nacional, pela calendarizaç...
Aspetos geográficos da modalidade Europa – 18 países América do Sul – 12 países América Centro e Norte – 12 países Áfr...
Equipamentos da modalidade O fato de surf é feito de borracha e é utilizado principalmente no Inverno Este fato priva um...
 As primeiras pranchas de surf eram feitas de madeira vermelha e eram muito grandes e pesadas e deste modo, sópermitiam q...
ASP O ASP foi criado em 1982. Em janeiro de 1983, atraiu os organizadores do circuito mundial, a nova organização, o quee...
Staff Diretor de prova Corpo Técnico Diretor Técnico Chefe de Juízes Juízes Beach Marshall Tabulador Timer Coment...
Intervenientes Comentadores/speakers Diretor de prova Corpo Técnico Beach Marshall Tabulador Timer Segurança Spotter
Comentadores/ speakers Os speakers ou comentadores relatam na generalidade a performance do Atleta. Estes anunciam os re...
Diretor de prova É recomendado que o diretor de prova designe um diretor adjunto para organizar e dirigir a supervisão da...
Corpo Técnico O corpo técnico é composto pelo diretor técnico, pelos chefe de juízes e pelos juízes e estes têm como tare...
Avaliação dos juízes A avaliação é realizada com pontos com atribuição de 0 a 10. Dependendo da manobra realizada pelo a...
Beach Marshall E o responsável pelo bom estado da praia e das instalações sanitárias, à poluição da areia e informa os at...
Tabulador Responsável por “apontar” as notas dos heats dadas pelos juízes para tratar das somas no final do evento que or...
Timer Controla o tempo dos heats e das ondas
Segurança Mantem a ordem sobretudo no espaço de atletas e de juízes do evento.
Spotter É o responsável pelas observações das alterações climatéricas e da água .
Patrocinadores Assume a responsabilidade financeira, de manutenção, marketing e promoção, de pessoa ou grupo, equipa ou e...
Público e Media Público – Sem público não há espetáculo. O desporto serve para entretimento e o público presencia o espet...
Posição básica da modalidade Take off - É considerado a partir do momento que o surfista larga as mãos da prancha e conse...
Surf
Surf
Surf
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Surf

5,837 views

Published on

  • Be the first to comment

Surf

  1. 1. Índice
  2. 2. Introdução Neste trabalho para Práticas De Atividades Físicas Desportivas, considerando assim o módulo 11 podemos definir oobjetivo do módulo é a aprendizagem geral sobre o surf, nisto podemos falar sobre: a história do surf, os seus materiais,as suas manobras, entres outros. Ampliar a nossa base de conhecimento sobre o surf é o principal fundamento que leva ao desenrolar deste trabalho. Vamos dar então começo ao trabalho realizado pelos alunos do 10º N integrados no curso de Técnico de Apoio à GestãoDesportiva.
  3. 3. História do Surf no Mundo Não se sabe exatamente se os havaianos, antigos povos peruanos, já utilizavam uma espécie de canoa, confecionada dejunco, para em que momento se deu a origem do surf, sabe-se porém que esta prática de deslizar sobre as ondas já erapraticada há muito tempo pelos povos polinésios. Outros relatos dão conta que muito antes dos deslizar sobre asondas. O primeiro relato concreto da existência do desporto foi feito pelo navegador James Cook, que descobriu o arquipélagodo Havaí e viu os primeiros surfistas em ação.
  4. 4. História do Surf no Mundo Utilizavam-se inicialmente pranchas de madeira confecionadas para deslizar nas ondas, as pranchas eram fabricadaspelos próprios usuários que acreditava-se que ao fabricar sua própria prancha se transmitia todas as energias positivasnela e ao praticar o "desporto" se libertava das energias negativas, porem os primeiros praticantes desse desportoacreditavam que sua prática seria na verdade um culto ao espírito do mar em sua cultura original. O atual campeão mundial é o norte-americano Kelly Slater, que soma 11 campeonatos e é o surfista com mais títulos docircuito mundial
  5. 5. História Da ISA (International SurfingAssociation) As raízes do surf remontam ao início de ilhas do Pacífico, quando os ancestrais dos polinésios e outros começaram aexplorar o oceano e as ilhas ao seu redor. Embora não exista uma data específica de quando a primeira onda foi surfadasempre, é do conhecimento geral que por volta de 1700, os havaianos começaram a surpreender os marinheirosestrangeiros e exploradores com os seus passeios a onda de habilidades.
  6. 6. História Da ISA (International SurfingAssociation) Surf continuou a desenvolver no Havaí e ganhou importância internacional em 1900 quando o famoso surfista havaiano DukeKahanamoku ganhou a medalha de ouro para a natação nos Jogos Olímpicos de 1912. Dentro do contexto de relações públicas, uma exposição itinerante foi organizada em todo o mundo, o que permitiu quemuitos países ser expostos ao surf. Como resultado, o surf cresceu em popularidade, e em 1964 durante a primeira World Surfing Championships perto deSydney, na Austrália, o ISF (International Surfing Federation) foi criado, com Eduardo Arena eleito como Presidente. Emnovembro de 1976, no Havaí, o ISF abriu caminho para o ISA (International Surfing Association).
  7. 7. História Da ISA (International SurfingAssociation) Historicamente, o World Surfing Games concedeu aos seus vencedores o título de "Campeão do Mundo". O ISA também consagra um grande número de competições em todo o mundo. O ISA World Surfing Games é também um dos maiores eventos do surf competitivo. O ISA vai continuar a promover os seus eventos no Campeonato do Mundo como os verdadeiros "Olimpíadas" do surf. Com medalhas de ouro, bronze, prata e cobre concedido, os atletas estarão competindo para a honra de representar oseu país e as cores nacionais, a verdadeira natureza do espírito aloha Surfs e fair-play.
  8. 8. História Do Surf em Portugal O primeiro campeonato nacional de surf não foi algo evidente para os surfistas da década de 70, isto já para não falarque para o público em geral. O surf era então desconhecido. Em 1976 surgiu a ideia, quando um grupo de pessoas que assiduamente frequentavam a praia, começou a falar comoutro grupo de surfistas irlandeses. Foram exatamente estes que sugeriram que se fizesse uma competição, pois paraeles, os portugueses poderiam vir a ser dos melhores.
  9. 9. História Do Surf em Portugal Passados meses, alguns elementos da Federação Portuguesa de Atividades Subaquáticas, fizeram um acordo e levaramesta ideia para a frente. Assim, João Rocha (um dos surfistas) começou a estabelecer diversos contactos e a procurarpatrocínios. O campeonato viria a realizar-se na Ericeira. A escolha do local era justificada pela persistência e pela qualidade dasondas, constituindo um cenário perfeito. E foi no dia 22 de Maio de 1977, que se realizou a primeira competição de surf em Portugal.
  10. 10. História Da Federação Portuguesade Surf A Federação Portuguesa de Surf (F.P.S.) foi fundada em 1989 e já esteve localizada em Oeiras, Viana do Castelo e noPorto. Neste momento tem a sua sede em Mem-Martins, Sintra. A F.P.S. é a instituição que representa, nacional e internacionalmente, as diversas modalidades que a compõe: Surf,Bodyboard, Longboard, Skimboard, Kneeboard e Skate. A F.P.S. é composta por cerca de 10.000 federados — 2.000 dos quais com licença desportiva em 2010 —, 70 clubes, 140escolas, 2 associações nacionais e organiza cerca de 50 atividades por ano. É membro efetivo do Comité OlímpicoPortuguês, da Confederação do Desporto de Portugal, da Federação Europeia de Surf e da ISA. Também está filiada emmuitas outras organizações e colabora com várias instituições de ensino, sociais e ambientais.
  11. 11. História Da Federação Portuguesade Surf A F.P.S. é responsável pela regulamentação desportiva nacional, pela calendarização das diversas atividades, pelocódigo disciplinar, pela arbitragem, pela formação de atletas, de treinadores, juízes e técnicos, pelo anti-doping, pelanão violência no desporto, pela preservação ambiental e pela responsabilidade social. A F.P.S. é responsável pelas Seleções Nacionais, pelos seus resultados e pela preparação dos atletas de alta-competição.Os Centros de Alto-Rendimento já são uma realidade e trarão às nossas modalidades a estrutura necessária parapodermos alcançar um patamar nunca imaginado. Portugal é considerado, pelo ranking da ISA que contabiliza todas asprovas nos últimos anos, a 6a melhor seleção nacional, só sendo ultrapassado pelas super-potências: Austrália, Brasil,África do Sul, EUA e Havai. O Atual Presidente Da Federação Portuguesa de Surf é o João Guilherme Montenegro Ramos Bastos.
  12. 12. Aspetos geográficos da modalidade Europa – 18 países América do Sul – 12 países América Centro e Norte – 12 países África – 8 países Ásia – 12 países Oceânia – 8 países
  13. 13. Equipamentos da modalidade O fato de surf é feito de borracha e é utilizado principalmente no Inverno Este fato priva um bocado o movimento do atleta, mas é essencial para terem o devido conforto em relação astemperaturas
  14. 14.  As primeiras pranchas de surf eram feitas de madeira vermelha e eram muito grandes e pesadas e deste modo, sópermitiam que a pessoa fosse reto ou seguisse a parede da onda.
  15. 15. ASP O ASP foi criado em 1982. Em janeiro de 1983, atraiu os organizadores do circuito mundial, a nova organização, o queefetivamente afastou os IPS que foram deixados para operar somente os eventos Hawaiian Pro. O ASP manteve -se a organização predominante surf e corpo de sanção para os surfistas profissionais desde a suaformação
  16. 16. Staff Diretor de prova Corpo Técnico Diretor Técnico Chefe de Juízes Juízes Beach Marshall Tabulador Timer Comentador Segurança
  17. 17. Intervenientes Comentadores/speakers Diretor de prova Corpo Técnico Beach Marshall Tabulador Timer Segurança Spotter
  18. 18. Comentadores/ speakers Os speakers ou comentadores relatam na generalidade a performance do Atleta. Estes anunciam os resultados e pontuações de cada onda até ao final dos mesmos (incluindo as finais).
  19. 19. Diretor de prova É recomendado que o diretor de prova designe um diretor adjunto para organizar e dirigir a supervisão da pista e osserviços de intervenção. Para cada prova, um plano conjunto será estabelecido conforme as prescrições existentes, paracontrolar as operações.
  20. 20. Corpo Técnico O corpo técnico é composto pelo diretor técnico, pelos chefe de juízes e pelos juízes e estes têm como tarefa avaliar osheats dos atletas .
  21. 21. Avaliação dos juízes A avaliação é realizada com pontos com atribuição de 0 a 10. Dependendo da manobra realizada pelo atleta os juízes tem em consideração o posicionamento, o timing e a manobra.
  22. 22. Beach Marshall E o responsável pelo bom estado da praia e das instalações sanitárias, à poluição da areia e informa os atletas sobrequem entra e sai da água .
  23. 23. Tabulador Responsável por “apontar” as notas dos heats dadas pelos juízes para tratar das somas no final do evento que origina onome do vencedor da prova
  24. 24. Timer Controla o tempo dos heats e das ondas
  25. 25. Segurança Mantem a ordem sobretudo no espaço de atletas e de juízes do evento.
  26. 26. Spotter É o responsável pelas observações das alterações climatéricas e da água .
  27. 27. Patrocinadores Assume a responsabilidade financeira, de manutenção, marketing e promoção, de pessoa ou grupo, equipa ou eventos.
  28. 28. Público e Media Público – Sem público não há espetáculo. O desporto serve para entretimento e o público presencia o espetáculo e gerareceitas . Média – Transmitem o evento para todo o mundo. Nos média temos várias repartições:Operadores de câmaraFotógrafosEtc.
  29. 29. Posição básica da modalidade Take off - É considerado a partir do momento que o surfista larga as mãos da prancha e consegue equilibrar-se encimada mesma de pé, mantendo a posição básica da modalidade.

×