Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Dissertação apresentada à Escola de Comando e Estado-Maior do
Exército, como requisito para a obtenção do título de Mestre...
SUMÁRIO
1. INTRODUÇÃO
2. REFERENCIAL TEÓRICO - PROJETOS E
   GERENCIAMENTO DE PROJETOS
3. REFERENCIAL TEÓRICO - ESCRITÓRIO...
1. INTRODUÇÃO
Problema
O Departamento de Engenharia e Construção
(DEC) necessita de um Escritório de Projetos
(EP) para at...
1. INTRODUÇÃO
Hipótese
O Departamento de Engenharia e Construção
necessita de um Escritório de Projetos para
atender a sua...
1. INTRODUÇÃO
Objetivo Principal
Analisar a proposta de criação de EP no DEC.



Objetivos Específicos
Identificar o tipo ...
1. INTRODUÇÃO
 Referências

ANDREUZZA, Mário. Fundamentos da Gerência de Projetos. FGV, 2005.
ANSELMO, Jefferson. Escritór...
1. INTRODUÇÃO
 Referências Exército Brasileiro e Ministério da Defesa (2003-2006)

DEC. Caderno de Encargos da Assessoria ...
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO
2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE
   PROJETOS
3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS
4. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ...
2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE
           PROJETOS
Conceito de Projeto (PMBOK)

Projeto é um empreendimento não
repetitivo...
2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE
           PROJETOS
Conceito de Gerenciamento de Projetos
(PMBOK)

Conjunto de habilidades ...
2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE
           PROJETOS
     Benefícios obtidos com o Gerenciamento de
                      Pr...
2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE
           PROJETOS
Nível de resistência ao tema Gerenciamento de
                    Proje...
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO
2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE
   PROJETOS
3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS
4. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ...
3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS
 Definição (PAUL DINSMORE))

 Escritório de Projetos é toda e qualquer estrutura que
 tenha como...
3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS

                         Funções mais comuns nos EP
Definição de Padrões, metodologias e ferram...
3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS

       Quantidade de funcionários em EP


                                  12%
         20%
  ...
3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS

 Tempo médio de existência dos EP (2004)

                         9%

                        ...
3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS
    Localização dos EP do Banco Central

                                                    EP ...
3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS

      Localização do EP do SERPRO




         Fonte: Serviço Federal de Processamento de Dados...
3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS

   Localização do EP do Banco do Brasil


                           Vice-Presidência
         ...
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO
2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE
   PROJETOS
3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS
4. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ...
4. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E
CONSTRUÇÃO (DEC)
 Missão do DEC

 O Departamento de Engenharia e Construção
 (DEC) é um Ór...
4. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E
        CONSTRUÇÃO (DEC)
                  Organograma do DEC

                    Departa...
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO
2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE
   PROJETOS
3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS
4. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ...
5. REFERENCIAL METODOLÓGICO

 Metodologia
 Pesquisa     bibliográfica,  documental, quantitativa,
 qualitativa e de campo....
5. REFERENCIAL METODOLÓGICO
2ª Pesquisa: Avaliação de Maturidade do DEC em GP

  Segundo o Modelo de Maturidade em Gerenci...
5. REFERENCIAL METODOLÓGICO

         Avaliação de Maturidade do DEC em GP

         Nível 2               Nível 3        ...
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO
2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE
   PROJETOS
3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS
4. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ...
6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA

•   Modelo de Escritório de Projetos

•   Como resultado da pesquisa realizada,
    segundo ...
6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA

•      O Centro de Excelência em Gerenciamento de
    Projetos no DEC seria o ponto focal da...
6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA

•   Atribuições do EP
•   - desenvolvimento do Sistema Excelência Gerencial
    do Departame...
6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA

•   Atribuições do EP
•   - manutenção de documentação atualizada relativa
    aos principai...
6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA

•   Atribuições do EP
•   - auxiliar na aplicação de softwares de gerenciamento
    de proje...
6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA

•   Atribuições do EP

•   identificação das competências necessárias para
    melhora de de...
6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA

•   Missões

•   Realizar estudos, visando o aperfeiçoamento
    da organização, dos métodos...
6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA

•   Subordinação

•   De acordo com a pesquisa realizada à subordinação
    do Escritório de...
6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA

•    Subordinação


                                         DEC




    Gab   A1          A...
6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA

•   Organização

•   De acordo com a pesquisa, o EP deveria ser
    organizado com uma compo...
6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA

•   Coordenador do EP
•   É o gerente do escritório.
•   Deve ser uma pessoa experiente, com...
6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA

•   Especialista na Metodologia de GP
•   Este profissional tem a missão de acompanhar e
   ...
6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA

•   Especialista em Software
•   Este profissional tem a missão de prestar consultoria,
    ...
6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA

•   Implantação do EP no DEC

•   1ª Fase – Preparar o ambiente organizacional
•   2ª Fase –...
6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA

•   Estratégia de Implantação

•   Vender o Escritório de Projetos para a
    administração;...
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO
2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE
   PROJETOS
3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS
4. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ...
7. CONCLUSÃO


•   A criação de um Escritório de Projetos
    no DEC não seria uma inovação, mas
    uma evolução da estru...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Escritório de Projetos no DEC

4,595 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Escritório de Projetos no DEC

  1. 1. Dissertação apresentada à Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, como requisito para a obtenção do título de Mestre em Ciências Militares. O ESCRITÓRIO DE PROJETOS NO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO DO EXÉRCITO BRASILEIRO: UMA PROPOSTA Maj Eng Paulo Cesar de PAOLI 1
  2. 2. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. REFERENCIAL TEÓRICO - PROJETOS E GERENCIAMENTO DE PROJETOS 3. REFERENCIAL TEÓRICO - ESCRITÓRIO DE PROJETOS 4. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO 5. REFERENCIAL METODOLÓGICO 6. PROPOSTA 7. CONCLUSÃO 2
  3. 3. 1. INTRODUÇÃO Problema O Departamento de Engenharia e Construção (DEC) necessita de um Escritório de Projetos (EP) para atender a sua demanda de projetos? Amplitude e Delimitação Restrito ao DEC. Experiências e conhecimentos da FGV-Brasília, Banco Central, EP-EME, EP-Mato Grosso, DEC, DOC, DOM, D Patr, TCU, Banco do Brasil, SERPRO, OMM-Brasil, SERIO2007, Internet, Bibliotecas. 3
  4. 4. 1. INTRODUÇÃO Hipótese O Departamento de Engenharia e Construção necessita de um Escritório de Projetos para atender a sua demanda de projetos. Justificativa A criação do EP pode contribuir para solucionar a crescente demanda de projetos do DEC, que vem aumentando consideravelmente. Aperfeiçoar as atividades internas sob a égide da gestão pela qualidade e dos fundamentos da excelência (melhores práticas). 4
  5. 5. 1. INTRODUÇÃO Objetivo Principal Analisar a proposta de criação de EP no DEC. Objetivos Específicos Identificar o tipo de Escritório de Projetos (EP). Estabelecer a subordinação geral do EP. Relacionar as missões do EP. Destacar as atribuições do EP. Estabelecer as funções/especializações de seus membros componentes. Estabelecer a organização do EP. Estabelecer o processo de implantação do EP. 5
  6. 6. 1. INTRODUÇÃO Referências ANDREUZZA, Mário. Fundamentos da Gerência de Projetos. FGV, 2005. ANSELMO, Jefferson. Escritório de Projetos: Um estudo de Caso. USP, 2002. BANCO CENTRAL. Guia Metodológico de Gerenciamento de Projetos da Fiscalização, 2004. BARCAUÍ, André; QUELHAS, Osvaldo. Perfil de Escritórios de Gerenciamento de Projetos em Organizações Atuantes no Brasil. BRASIL. Exército Brasileiro. COTA, Marcelo e outros. Definição de Papéis e responsabilidades na Gestão de Projetos na Área de Fiscalização do Banco Central do Brasil. DINSMORE, Paul. Diversos. KERZNER, Harold. Diversos. PATAH, Leandro; MONTEIRO, Marli. PMO: Uma Visão Geral e Introdução ao Conceito de Escritório de Projeto, 2006. PMIRIO. Relatório do Estudo de Benchmarking: Gerenciamento de Projetos Brasil, 2004. PRADO, Darci. Gerenciamento de Projetos nas Organizações, 2000. PMI. Um Guia do conjunto de Conhecimentos do Gerenciamento de Projetos (PMBOK, 2000). RABECHINI JR, Roque. Competência e Maturidade em Gestão de Projetos, 2005. REVISTA TEMA. Escritório de Projetos do SERPRO, 2004. TCU. O Escritório de Projetos do TCU. Manifestação 7735, 2006. VASCONCELAS NETA, Dulce. Escritório de Projetos. FGV, 2005. 6
  7. 7. 1. INTRODUÇÃO Referências Exército Brasileiro e Ministério da Defesa (2003-2006) DEC. Caderno de Encargos da Assessoria de Gestão Ambiental e Projetos Especiais, 2005. DEC. Diretriz para Elaboração do Macroprojeto Moradia, 2003. DEC. Diretriz para Elaboração do Macroprojeto Obras de Infra-estrutura, 2003. DEC. Plano de Gestão, 2005. EME. Diretriz para a Criação e Implantação do Macroprojeto Gestão Estratégica, 2006. EME. Implantação e Funcionamento do Escritório de Projetos do Exército, 2006. EME. Declaração de Escopo do Projeto de Implantação do Escritório Corporativo do EB, 2005. GAB CMT EB. Caderno de Instrução – Elaboração e Gerenciamento de Projetos, 2005. GAB CMT EB. Política e Estratégias de Comando do Exército para o Período 2003/2006. GAB CMT EB. Programa Excelência Gerencial do Exército Brasileiro. GAB CMT EB. Missão e Visão de Futuro do Exército, Síntese dos Deveres, Valores e Ética, 2003. GAB CMT EB. Macroprojetos da Força para o Período 2003/2006. MD. Gerenciamento de Projetos no Sistema de CT e Inovação de Interesse da Defesa, 2003. 7
  8. 8. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE PROJETOS 3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS 4. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO 5. REFERENCIAL METODOLÓGICO 6. PROPOSTA 7. CONCLUSÃO 8
  9. 9. 2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE PROJETOS Conceito de Projeto (PMBOK) Projeto é um empreendimento não repetitivo, caracterizado por uma seqüência clara e lógica de eventos, com início, meio e fim, que se destina a atingir um objetivo claro e definido, sendo conduzido por pessoas, dentro de parâmetros predefinidos de tempo, recursos e qualidade. 9
  10. 10. 2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE PROJETOS Conceito de Gerenciamento de Projetos (PMBOK) Conjunto de habilidades desenvolvido pela instituição, incluindo conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas, destinadas ao controle de eventos não repetitivos, únicos e complexos, dentro de um cenário de tempo, custo e qualidade pré-determinados. 10
  11. 11. 2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE PROJETOS Benefícios obtidos com o Gerenciamento de Projetos Maior comprometimento com objetivos e resultados 77% Disponibilidade de informação para tomada de decisão 68% Maior integração entre as áreas funcionais 67% Aumento da qualidade 61% Redução dos prazos 49% Otimização da alocação de recursos humanos 44% Aumento da produtividade 38% Redução dos custos 30% Maior retorno sobre o investimento (ROI) 21% Outros 5% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 11 Fonte: Relatório do Estudo de Benchmarking: Gerenciamento de Projetos Brasil, 2004
  12. 12. 2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE PROJETOS Nível de resistência ao tema Gerenciamento de Projetos Extremamente resistente Resistente Pouco resistente Nenhuma resistência 1% 23% 19% 57% 12 Fonte: Relatório do Estudo de Benchmarking: Gerenciamento de Projetos Brasil, 2004
  13. 13. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE PROJETOS 3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS 4. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO 5. REFERENCIAL METODOLÓGICO 6. PROPOSTA 7. CONCLUSÃO 13
  14. 14. 3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS Definição (PAUL DINSMORE)) Escritório de Projetos é toda e qualquer estrutura que tenha como objetivo integrar as atividades de gerenciamento de projetos de uma organização, de acordo com as suas metas, estratégias, prioridades e recursos. Tipos EP - Equipe Autônoma de Projeto - Project Support Office - Project Management Center of Excellence - Project Management Office - Chief Project Officer 14
  15. 15. 3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS Funções mais comuns nos EP Definição de Padrões, metodologias e ferramentas 100% Controle dos projetos 100% Apoio no Planejamento dos projetos 100% Suporte a alta administração 89% Coaching no gerenciamento de projetos 89% Treinamento em gerência de projetos 86% Suporte a software de gerência de projetos 80% Definir métricas 80% Gestão de portfólio de projetos 68% Auditoria de projetos 50% Gestão do conhecimento 43% Seleção e priorização de projetos 30% Designar gerentes de projetos 27% Pool de recursos para projtos 25% Outros 9% 0% 20% 40% 60% 80% 100% 120% 15 Fonte: Relatório do Estudo de Benchmarking: Gerenciamento de Projetos Brasil, 2004
  16. 16. 3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS Quantidade de funcionários em EP 12% 20% Mais de 10 funcionários De 4 a 10 funcionários 3 funcionários 12% 2 funcionários 40% 1 funcionário 16% 16 Fonte: Relatório do Estudo de Benchmarking: Gerenciamento de Projetos Brasil, 2004
  17. 17. 3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS Tempo médio de existência dos EP (2004) 9% 23% Mais de 4 anos 21% Entre 2 e 3 anos Entre 1 e 2 anos Entre 6 meses e 1 ano Menos de 6 meses 21% 26% 17 Fonte: Relatório do Estudo de Benchmarking: Gerenciamento de Projetos Brasil, 2004
  18. 18. 3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS Localização dos EP do Banco Central EP Fiscalização (Difis) EP Corporativo (Dirad) EP Tecnologia da Informação (Deinf) 18 Fonte: Banco Central do Brasil.
  19. 19. 3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS Localização do EP do SERPRO Fonte: Serviço Federal de Processamento de Dados. 19
  20. 20. 3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS Localização do EP do Banco do Brasil Vice-Presidência Tecnologia e Logística Escritório de Projetos Diretoria de Logística Diretoria de Tecnologia Fonte: Banco do Brasil. 20
  21. 21. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE PROJETOS 3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS 4. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO 5. REFERENCIAL METODOLÓGICO 6. PROPOSTA 7. CONCLUSÃO 21
  22. 22. 4. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO (DEC) Missão do DEC O Departamento de Engenharia e Construção (DEC) é um Órgão de Direção Setorial do Exército Brasileiro que tem como missões planejar, orientar, coordenar e controlar a realização de obras de engenharia essenciais à operacionalidade e ao apoio à família militar do Exército, cooperar com o desenvolvimento nacional e supervisionar a administração do patrimônio imobiliário da União jurisdicionado ao Exército. 22
  23. 23. 4. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO (DEC) Organograma do DEC Departamento de Engenharia e Construção Gabinete Assessorias Diretoria de Diretoria de Obras Diretoria de Obras Militares de Cooperação Patrimônio 23
  24. 24. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE PROJETOS 3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS 4. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO 5. REFERENCIAL METODOLÓGICO 6. PROPOSTA 7. CONCLUSÃO 24
  25. 25. 5. REFERENCIAL METODOLÓGICO Metodologia Pesquisa bibliográfica, documental, quantitativa, qualitativa e de campo. FGV-Brasília, Banco Central, EP-EME, DEC, DOC, DOM, D Patr, TCU, Banco do Brasil, SERPRO, OMM-Brasil, SERIO2007, Internet, Bibliotecas. 1ª Pesquisa Objetivo: Definir o modelo, as funções, as missões, a subordinação, a organização, as funções dos membros e a implantação do EP do DEC. Enviada ao DEC, DOM e DOC. Aceitação dos modelos apresentados (100%). 25
  26. 26. 5. REFERENCIAL METODOLÓGICO 2ª Pesquisa: Avaliação de Maturidade do DEC em GP Segundo o Modelo de Maturidade em Gerenciamento de Projetos – MMGP. Utilizado na comunidade de gerenciamento de projetos. Respondida pelo DEC. Pontuação das respostas: A (10), B (6), C (2), D (0) Fórmula = (100 + TOTAL OBTIDO) / 100 AVALIAÇÃO FINAL = (100 + 140) / 100 = 2,40 O DEC estaria situado no nível 2 (avaliação final = 2,40). O resultado apresentado significa um nível repetitivo, conhecido ou da linguagem comum. Justifica-se este nível por existir na organização um treinamento básico de gerenciamento para os principais envolvidos com gerenciamento de projetos e já se iniciou a utilização de uma linguagem comum em gerenciamento de projetos. Destaca-se também o gerenciamento de projetos de forma não padronizada a 26 não disciplinada.
  27. 27. 5. REFERENCIAL METODOLÓGICO Avaliação de Maturidade do DEC em GP Nível 2 Nível 3 Nível 4 Nível 5 Questão Resposta Questão Resposta Questão Resposta Questão Resposta 1 B 1 D 1 C 1 C 2 B 2 D 2 C 2 C 3 B 3 C 3 C 3 C 4 B 4 C 4 C 4 B 5 B 5 B 5 C 5 C 6 C 6 D 6 C 6 C 7 C 7 D 7 B 7 D 8 C 8 C 8 B 8 B 9 C 9 A 9 B 9 D 10 B 10 A 10 B 10 B 27
  28. 28. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE PROJETOS 3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS 4. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO 5. REFERENCIAL METODOLÓGICO 6. PROPOSTA 7. CONCLUSÃO 28
  29. 29. 6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA • Modelo de Escritório de Projetos • Como resultado da pesquisa realizada, segundo o conceito de Paul Dinsmore, o modelo de Escritório de Projetos a ser criado no Departamento de Engenharia e Construção seria o de Centro de Excelência em Gerenciamento de Projetos (Project Management Center of Excellence (PMCOE). 29
  30. 30. 6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA • O Centro de Excelência em Gerenciamento de Projetos no DEC seria o ponto focal da experiência em projetos, sem assumir a responsabilidade pelos resultados dos mesmos. • A tarefa do Centro de Excelência em Gerenciamento de Projetos é em grande parte de natureza missionária: disseminar a idéia, converter os incrédulos, influenciar positivamente a todos os integrantes do DEC, transformar os adeptos em profissionais, encarregar-se das metodologias de gerenciamento de projetos e do arquivo e disseminação das melhores práticas. 30
  31. 31. 6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA • Atribuições do EP • - desenvolvimento do Sistema Excelência Gerencial do Departamento; • - realizar estudos, visando a atualização e o aperfeiçoamento da organização, dos métodos e das rotinas de trabalho; • - encarregar-se da execução de projetos específicos determinados pelo Chefe do DEC; • - fornecer informações resumidas sobre projetos à alta administração do DEC; • - produzir e distribuir relatórios e gráficos de situação e desempenho dos projetos, baseados em relatórios da equipe do projeto; 31
  32. 32. 6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA • Atribuições do EP • - manutenção de documentação atualizada relativa aos principais resultados e produtos do projeto; • - auxiliar na utilização de softwares de planejamento de projetos; • - verificação da implementação das melhores práticas em projetos; • - monitorar os desenvolvimentos na disciplina de gerenciamento de projetos; • - participar de simpósios e conferências sobre o assunto; • - prover melhorias contínuas na disciplina de gerenciamento de projetos; 32
  33. 33. 6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA • Atribuições do EP • - auxiliar na aplicação de softwares de gerenciamento de projetos; • - garantir a aplicação de lições aprendidas em projetos; • - transferir conhecimento da disciplina de gerência de projetos aos gerentes e suas equipes; • - desenvolvimento de currículo para treinamento em gerência de projetos; • - ajuda no desenho de cursos específicos; • - identificação de fornecedores que possam preparar e desenvolver cursos; 33
  34. 34. 6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA • Atribuições do EP • identificação das competências necessárias para melhora de desempenho dos gerentes de projeto, executivos e dos membros dos times de projeto; • - apoio à área de treinamento do DEC na realização de cursos; • - prover treinamentos na metodologia de gerenciamento de projetos; • - identificar que tipo de treinamento deve ser oferecido e para qual público. 34
  35. 35. 6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA • Missões • Realizar estudos, visando o aperfeiçoamento da organização, dos métodos e rotinas de trabalho, encarregando-se do Sistema Excelência Gerencial do Departamento e da execução de projetos específicos determinados pelo Chefe do DEC. 35
  36. 36. 6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA • Subordinação • De acordo com a pesquisa realizada à subordinação do Escritório de Projetos do DEC ficaria integrado a Assessoria 3 – Gestão Ambiental e Projetos Especiais. • Justifica-se esta escolha, pois é a seção mais indicada para a coordenação e controle de projetos no Departamento, possuindo uma experiência adquirida neste tipo de atividade, inclusive com pessoal especializado e com capacitação, estando localizada em local definido, dispondo de mobiliário e de componentes necessários ao funcionamento do 36 EP.
  37. 37. 6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA • Subordinação DEC Gab A1 A2 A4 A5 A6 A7 Assessoria 3 Gestão Ambiental e Projetos Especiais Escritório de Projetos Recursos Ambientais 37
  38. 38. 6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA • Organização • De acordo com a pesquisa, o EP deveria ser organizado com uma composição mínima de três pessoas: um chefe/coordenador e de dois adjuntos. Um dos adjuntos seria o especialista em gerenciamento de projetos e o outro adjunto seria o especialista em softwares de gerenciamento de projetos. • O local para a instalação do EP seria a Assessoria 3 do DEC. 38
  39. 39. 6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA • Coordenador do EP • É o gerente do escritório. • Deve ser uma pessoa experiente, com fácil trânsito na alta administração do DEC, nas diretorias subordinadas e nos principais órgãos do Exército, com as quais se relaciona. • Deve se relacionar tanto com a alta administração, fornecendo-lhe informações sobre todos os projetos e com os gerentes de departamentos ou diretorias, nas quais os projetos são executados. • Deve participar da formulação estratégica e do desenvolvimento do Plano Estratégico Anual do DEC. • Preferencialmente, deve ser um coronel com o Curso de Altos Estudos e Administração do Exército. 39
  40. 40. 6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA • Especialista na Metodologia de GP • Este profissional tem a missão de acompanhar e avaliar a execução dos projetos, emitir relatórios, criar regulamentos (padronização), avaliar propostas, efetuar a garantia da qualidade dos projetos. • Se possível, deve ser um profissional sênior, pois deve interagir com os gerentes de projetos de igual para igual. • Deve conhecer a metodologia de gerenciamento de projetos e os softwares utilizados. • Preferencialmente deve ser um tenente-coronel ou major, com conhecimento ou especialização na área de gerenciamento de projetos. 40
  41. 41. 6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA • Especialista em Software • Este profissional tem a missão de prestar consultoria, assessoria e treinamento a toda a organização e também aos outros membros do DEC. • Deve ser um profundo conhecedor das ferramentas de informática, tais como software de gerenciamento de projetos, banco de dados, linguagem de programação, etc. • Preferencialmente dever ser um capitão ou tenente do Quadro-Complementar de Oficiais, com o Curso de Informática/Análise de Sistemas. 41
  42. 42. 6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA • Implantação do EP no DEC • 1ª Fase – Preparar o ambiente organizacional • 2ª Fase – Começar com as iniciativas de curto prazo • 3ª Fase – Caminhar com soluções de longo prazo • 4ª fase – Manter e Aprimorar 42
  43. 43. 6. O EP NO DEC: UMA PROPOSTA • Estratégia de Implantação • Vender o Escritório de Projetos para a administração; • Avaliar os custos necessários; • Fazer estudo de viabilidade do EP; • Montar a equipe; • Selecionar funções e aplicar em área “piloto”; • Fazer divulgação para áreas envolvidas. 43
  44. 44. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. PROJETOS E GERENCIAMENTO DE PROJETOS 3. ESCRITÓRIO DE PROJETOS 4. DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO 5. REFERENCIAL METODOLÓGICO 6. PROPOSTA 7. CONCLUSÃO 44
  45. 45. 7. CONCLUSÃO • A criação de um Escritório de Projetos no DEC não seria uma inovação, mas uma evolução da estrutura existente, com tarefas e atribuições normatizadas e definidas, baseadas no trabalho de excelência já desenvolvido no Departamento e procurando atender as novas demandas da Instituição e do País. 45

×