Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Universidade Castelo BrancoCurso Pedagogia – Módulo III<br />Seminário <br />Avaliação de Aprendizagem<br />
Avaliando a Aprendizagem<br />Avaliação  <br />UM COMPROMISSO COM A<br />Aprendizagem!<br />
Objetivos<br />Traçar bases ou detectar os conceitos já construídos que servirão de ponto de partida, <br />base para futu...
A dúvida é algo natural que deve ser estimulada. <br />O bom Didata sabe usá-la em benefício do aluno <br />e de si mesmo....
CONCEITO<br />O QUE É AVALIAR?<br />AVALIAR DEVE (PRECISA) SER ...<br />Um dos compromissos com <br />a aprendizagem!<br /...
FUNÇÃO DA AVALIAÇÃO<br />
FINALIDADE<br />Com a avaliação nos podemos descobrir se o aluno esta ou não aprendendo.<br />E os problemas que podemos e...
Tipos de Avaliação<br />
INICIAL OU DIAGNÓSTICA <br /><ul><li>Seu propósito é verificar a presença ou ausência de pré-requisitos para novas aprendi...
Detectar dificuldades específicas de aprendizagem, tentando identificar suas causas.
Deve ser aplicado no inicio do ano ou semestre letivos, ou no inicio de uma unidade de ensino.</li></li></ul><li>CONTINUA ...
Fornecer dados para aperfeiçoar o processo  ensino-aprendizagem.
Deverá ser aplicado durante o ano letivo, isto é ao longo do processo ensino-aprendizagem.
Com a avaliação nos podemos descobrir se o aluno esta ou não aprendendo e os problemas que podemos encontrar podemos refle...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Avaliação da aprendizagem

2,189 views

Published on

Seminário de Avaliação de aprendizagem

Published in: Education, Technology
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Avaliação da aprendizagem

  1. 1. Universidade Castelo BrancoCurso Pedagogia – Módulo III<br />Seminário <br />Avaliação de Aprendizagem<br />
  2. 2. Avaliando a Aprendizagem<br />Avaliação <br />UM COMPROMISSO COM A<br />Aprendizagem!<br />
  3. 3. Objetivos<br />Traçar bases ou detectar os conceitos já construídos que servirão de ponto de partida, <br />base para futuras aprendizagens. <br />Permite adequar as metodologias a serem utilizadas e defini os procedimentos avaliativos.<br />
  4. 4. A dúvida é algo natural que deve ser estimulada. <br />O bom Didata sabe usá-la em benefício do aluno <br />e de si mesmo...<br />
  5. 5. CONCEITO<br />O QUE É AVALIAR?<br />AVALIAR DEVE (PRECISA) SER ...<br />Um dos compromissos com <br />a aprendizagem!<br />Um elemento Significativo e Auxiliar <br />no processo do ensino-aprendizagem<br />
  6. 6. FUNÇÃO DA AVALIAÇÃO<br />
  7. 7. FINALIDADE<br />Com a avaliação nos podemos descobrir se o aluno esta ou não aprendendo.<br />E os problemas que podemos encontrar podem refletir:<br />
  8. 8. Tipos de Avaliação<br />
  9. 9. INICIAL OU DIAGNÓSTICA <br /><ul><li>Seu propósito é verificar a presença ou ausência de pré-requisitos para novas aprendizagens.
  10. 10. Detectar dificuldades específicas de aprendizagem, tentando identificar suas causas.
  11. 11. Deve ser aplicado no inicio do ano ou semestre letivos, ou no inicio de uma unidade de ensino.</li></li></ul><li>CONTINUA OU FORMATIVA <br /><ul><li>Seu propósito é controlar e constatar se os objetivos estabelecidos foram alcançados pelos alunos.
  12. 12. Fornecer dados para aperfeiçoar o processo ensino-aprendizagem.
  13. 13. Deverá ser aplicado durante o ano letivo, isto é ao longo do processo ensino-aprendizagem.
  14. 14. Com a avaliação nos podemos descobrir se o aluno esta ou não aprendendo e os problemas que podemos encontrar podemos refletir e usá-los em benefício do aluno e do Educador.</li></li></ul><li>SOMATIVA OU CLASSIFICATÓRIA<br />Classificar os resultados de aprendizagem alcançados pelos alunos, de acordo com níveis de aproveitamento estabelecidos.<br />Aplicar ao final de um ano ou semestre letivos, ou ao final de uma unidade de ensino.<br />
  15. 15. PRÁTICAS USUAIS X PRÁTICAS AUTORITÁRIAS<br />Figura 1 – Práticas Usuais<br />Figura 2 – Práticas Autoritárias<br />Algumas práticas aplicadas<br />Organização da Turma<br />Trabalho em Grupo<br />Atividades diversificada para cada grupo<br />
  16. 16. CONCLUSÃO<br />Portanto a avaliação, não deve ser confundida como o julgamento do ensino. Ninguém aprende para ser avaliado. Aprendemos para termos novas atitudes e valores no palco da vida. A avaliação deve ser um meio e nunca o fim do processo de ensino-aprendizagem.<br />Se avaliar é sinônimo de melhorar, esta melhoria se refere ao aluno, ao currículo, ao professor e, em definitivo...à ESCOLA.<br />
  17. 17. Avaliação da aprendizagem Componentes do seminário – Julho de 2008<br /><ul><li>Carine de Menezes T. Corrêa
  18. 18. Elen Araujo da Silva Canto
  19. 19. Érica A.S. Nascimento
  20. 20. Josina Dias Marinho Coelho
  21. 21. Katia Regina M.S. de Mendonça
  22. 22. Lúcia Xavier Pereira
  23. 23. Maria Aparecida Sobral
  24. 24. Maria das Graças Gomes da Silva
  25. 25. Renata de Macedo Lourenço</li>

×