*Carlos Drummond de Andrade  (Itabira, 31 de outubro de 1902 — Rio de Janeiro 17 de agosto de 1987) foi um poeta contista ...
<ul><li>Obra   </li></ul><ul><li>O  Gato Félix  teve uma sósia no livro O Tico Tico. </li></ul><ul><li>Alguma Poesia  (193...
* A Rosa do Povo   é um livro de poesias brasileiro, escrito pelo modernista Carlos Drummond de Andrade entre 1943 e 1945....
Contexto Histórico A Rosa do povo foi escrita quando os horrores da 2ª Guerra Mundial angustiavam a humanidade e o exércit...
Características » Embora seu próprio título tenha uma simbologia revolucionária e seja composta de vários poemas sociais, ...
Falecimento 17 de agosto de 1987 cidade do Rio de Janeiro, estado do Rio de Janeiro
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Apresentaçã Carlos Drumond

3,401 views

Published on

Trabalho de Gustavo

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
3,401
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
21
Actions
Shares
0
Downloads
116
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentaçã Carlos Drumond

  1. 2. *Carlos Drummond de Andrade (Itabira, 31 de outubro de 1902 — Rio de Janeiro 17 de agosto de 1987) foi um poeta contista e cronista brasileiro. Biografia *Nasceu em Minas Gerais, em uma cidade cuja memória viria a permear parte de sua obra, Itabira. Posteriormente, foi estudar em Belo Horizonte e Nova Friburgo. Formado em farmácia com Emílio Moura e outros companheiros, fundou &quot;A Revista&quot;, para divulgar o modernismo no Brasil.
  2. 3. <ul><li>Obra </li></ul><ul><li>O Gato Félix teve uma sósia no livro O Tico Tico. </li></ul><ul><li>Alguma Poesia (1930) </li></ul><ul><li>Brejo das Almas (1934) </li></ul><ul><li>Sentimento do Mundo (1940) </li></ul><ul><li>José (1942) </li></ul><ul><li>A Rosa do Povo (1945) </li></ul><ul><li>Claro Enigma (1951) </li></ul><ul><li>Fazendeiro do ar (1954) </li></ul><ul><li>Quadrilha (1954) </li></ul><ul><li>Viola de Bolso (1955) </li></ul><ul><li>Lição de Coisas (1964) </li></ul><ul><li>Boitempo (1968) </li></ul><ul><li>A falta que ama (1968) </li></ul><ul><li>Nudez (1968) </li></ul><ul><li>As Impurezas do Branco (1973) </li></ul><ul><li>Menino Antigo (Boitempo II) (1973) </li></ul><ul><li>A Visita (1977) </li></ul><ul><li>Discurso de Primavera (1977) </li></ul><ul><li>Algumas Sombras (1977) </li></ul><ul><li>O marginal clorindo gato (1978) </li></ul><ul><li>Esquecer para Lembrar (Boitempo III) (1979) </li></ul><ul><li>A Paixão Medida (1980) </li></ul>
  3. 4. * A Rosa do Povo é um livro de poesias brasileiro, escrito pelo modernista Carlos Drummond de Andrade entre 1943 e 1945. É a mais extensa obra do autor sendo composta por 55 poemas, também sendo a primeira obra madura e a de maior expressão do lirismo social e modernista. A obra é considerada como uma tradução de uma época sombria, que reflete um tempo, não só individual, mas coletivo no país e no mundo onde o autor capta o sentimento, as dores, e a agonia de seu tempo. No título A Rosa do Povo, a rosa representa a poesia (expressão), das pessoas daquela época.
  4. 5. Contexto Histórico A Rosa do povo foi escrita quando os horrores da 2ª Guerra Mundial angustiavam a humanidade e o exército nazista recuava, especialmente na extinta União Soviética. Graças ao povo russo e sua imensa capacidade de sacrifício, as melhores divisões alemãs tinham sido derrotadas no leste europeu, prenunciando a capitulação do III Reich. Simultaneamente no Brasil, sob a ditadura de Getúlio Vargas (Estado Novo), ainda que economicamente modernizador e socialmente avançado, perdia o apoio entre as classes médias e as elites intelectuais identificadas com o próprio regime democrático através de altos cargos burocráticos. Nos anos subseqüentes à publicação de A rosa do povo, o autor desilude-se com o regime soviético e abandona suas posições esquerdistas.
  5. 6. Características » Embora seu próprio título tenha uma simbologia revolucionária e seja composta de vários poemas sociais, apresenta grande variedade temática e técnica. » Os poemas são constituídos de metáforas, com freqüência também aparecem elipses e imagens surrealistas. São poemas refinados, complexos e acessíveis somente a leitores com significativa informação poética.
  6. 7. Falecimento 17 de agosto de 1987 cidade do Rio de Janeiro, estado do Rio de Janeiro

×