Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose

2,486 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose

  1. 1.  MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DA POLÍTICA DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO
  2. 2.  Contempla atividades continuadas e rotineiras de observação, coleta e análise de dados e informações que podem descrever as condições alimentares e nutricionais da população.
  3. 3. Objetiva fornecer subsídios para as decisões políticas, auxiliar no planejamento, no monitoramento e no gerenciamento de programas relacionados com a melhoria dos padrões de consumo alimentar e do estado nutricional da população
  4. 4.  A Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN), aprovada pela Portaria Nº 710 de 10 de julho de 1999, integra à Política Nacional de Saúde e tem como propósito a garantia da qualidade dos alimentos colocados para consumo no País, a promoção de práticas alimentares saudáveis e a prevenção e o controle dos distúrbios nutricionais
  5. 5. como o estímulo às ações intersetoriais que propiciem o acesso universal aos alimentos. Dentre as 7 diretrizes que compõe a PNAN, a Vigilância Alimentar e Nutricional está consignada na 3ª diretriz: “Monitoramento da situação alimentar e nutricional”. Outro instrumento legal, a portaria 1.156 de 31 de agosto de 1990, regulamenta a Vigilância Alimentar e Nutricional para todo os municípios brasileiros.
  6. 6.  Recentemente a Medida Provisória nº 132 de 20 de outubro de 2003, que cria e regulamenta o programa do Governo Federal BOLSA FAMÍLIA, prevê entre outras condicionalidades a Vigilância Alimentar e Nutricional.
  7. 7.  Na saúde o SISVAN é um instrumento para obtenção de dados de monitoramento do Estado Nutricional e do Consumo Alimentar das pessoas que freqüentam as Unidades Básicas do SUS.
  8. 8.  I - formular políticas públicas;  II - planejar, acompanhar e avaliar programas sociais  III - avaliar a eficácia das ações governamentais. Dessa forma cumpre seu papel em auxiliar os gestores públicos na gestão de políticas de alimentação e nutrição.
  9. 9.  A Promoção da Alimentação Saudável (PAS) é uma das linhas de trabalho da Coordenação Geral da Política Nacional de Alimentação e Nutrição e tem como objetivo:  apoiar os estados e municípios brasileiros no desenvolvimento de ações e abordagens para a promoção da saúde
  10. 10.  e a prevenção de doenças relacionadas à alimentação e nutrição, tais como anemia, hipovitaminose A, distúrbios por deficiência de iodo (DDIs), desnutrição, obesidade, diabetes, hipertensão, câncer, entre outras.
  11. 11.  As ações da área têm como enfoque prioritário o resgate de hábitos e práticas alimentares regionais que valorizem a produção e o consumo de alimentos locais de baixo custo e elevado valor nutritivo, bem como padrões alimentares mais variados, desde os primeiros anos de vida até a idade adulta e velhice.
  12. 12.  Ferro, Iodo e Vitamina A  As doenças causadas por deficiências nutricionais impedem que milhares de pessoas tenham saúde e bem-estar: são crianças que não conseguem crescer e se desenvolver de acordo com o esperado. São homens e mulheres que não conseguem repor a energia necessária para lidar com suas responsabilidades
  13. 13.  Um dos meios para sensibilizar a população a incorporar novos hábitos e comportamentos saudáveis, associados à luta comunitária por uma melhor qualidade de vida, é a disseminação de mensagens e conteúdos educativos por meio de tecnologias de informação e comunicação. Entre as tecnologias de comunicação de massa disponíveis, destaca-se o rádio pelas suas qualidades técnicas e grande popularidade.
  14. 14.  O rádio, em especial, tem grande apelo popular porque oferece uma programação variada para todos os gostos, estilos de vida e classes sociais. Por essas qualidades e pela sua tradição de ser um aliado em projetos de saúde, as emissoras de rádio podem contribuir para sensibilizar, com grande eficácia, o público de todas as faixas etárias e sociais para a idéia da alimentação saudável.
  15. 15.  Com o propósito de oferecer mais uma ferramenta de comunicação, o Ministério da Saúde em parceria com a Rádio Câmara e o Unicef está disponibilizando spots de rádio no formato MP3 para os serviços de alto- falantes, emissoras de rádio comunitárias e/ou instituições, no sentido de veicularem essas informações de acordo com sua grade de programação.
  16. 16.  Nesse processo, o importante é ampliar o nível de conhecimento da população sobre o que é alimentação saudável, com o objetivo de promover a uma melhor qualidade de vida.
  17. 17.  A vitamina A é um micronutriente essencial à manutenção das funções fisiológicas do organismo. Ressaltam-se as funções ligadas ao sistema visual, diferenciação celular, crescimento, reprodução e o sistema imunológico. A deficiência de vitamina A é uma das carências nutricionais mais prevalentes nos países em desenvolvimento e acomete principalmente crianças de 5 meses a 6 anos de idade, acarretando conseqüências irreversíveis.
  18. 18.  E agora uma dica para sua saúde: Se a criança está sempre com diarréia e infecções, e você notar que ela não está enxergando bem em lugares com luz fraca, fique atenta ela pode estar com deficiência de vitamina A no organismo. Procure a unidade da saúde mais perto da sua casa para receber orientações. E não se esqueça: procure dar às crianças alimentos ricos em vitamina A como abóbora, couve, manga e mamão. Saúde: é melhor prevenir, do que remediar. Uma campanha do Ministério da Saúde.
  19. 19.  "Vida saudável, alimente esta idéia: A vitamina B1, também chamada tiamina, é muito importante para o sistema nervoso, coração e músculos do corpo humano. Os alimentos ricos em vitamina B1 são: feijão, inhame, cará, mandioca, milho, maxixe, castanhas, carnes, peixes e gema de ovo. O consumo diário desses e outros alimentos evitam a falta da vitamina B1. Nutrição saudável, alimente essa idéia. Uma campanha da Câmara dos Deputados e Ministério da Saúde."

×