Novena ao Padroeiro Santo André 2010

3,266 views

Published on

Livro de Novena ao padroeiro Santo André para ser trabalhado com as pequenas comunidades da Comunidade Católica Santo André - Dourados/MS

Published in: Spiritual
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,266
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
31
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Novena ao Padroeiro Santo André 2010

  1. 1. C O M U N I D AD E S AN T O AN D R ÉParóquia Nossa Senhora da Conceição – Catedral DOURADOS - MS
  2. 2. NOVENA AO PADROEIRO SANTO ANDRÉ MISSÃO PERMANENTEE A NOVA EVANGELIZAÇÃO SANTO ANDRÉ,DE UMA COMUNIDADE DE BATIZADOS A UMA COMUNIDADE DE DISCÍPULOS MISSIONÁRIOS 2010
  3. 3. ORAÇÃO INICIAL PARA TODOS DIASCanto Inicial:Alguém da Casa: Irmãos e irmãs em Cristo Jesus sejam bem-vindosem minha casa. Eu e minha família acolhemos a todos vocês!Anim.: Caríssimos irmãos e irmãs, a Igreja é um Povo convocado porDeus. Ele nos chamou e fomos reunidos pela Santíssima Trindade nestaNovena para celebrarmos a Festa em louvor a Santo André, NossoPadroeiro. Mais um tempo de graças se abre para nós por intercessão denosso padroeiro. Celebramos o 39º aniversário desta comunidade doqual escolhemos para alimentar, partilhar e viver a nossa fé. Neste ano,em sintonia com 5ª Conferência de Aparecida (CELAM) e do 2ºCongresso Missionário do Mato Grosso do Sul, escolhemos o temaMissão Permanente e a Nova Evangelização, e o lema:Todos: “Santo André, de uma Comunidade de Batizados a uma SComunidade de Discípulos Missionários.”.Anim.: Estamos aqui reunidos como irmãos e irmãs que querem serdiscípulos missionários de Jesus Cristo, seguindo o exemplo de SantoAndré. Em comunhão com a Santíssima Trindade, façamos o sinal dacruz, o sinal de todos seguidores de Jesus. (cantado se puder)Todos: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!Anim.: Aqui vimos para louvar Nosso Senhor pelas maravilhasrealizadas através de Santo André. Queremos preparar-nos bem para suafesta que acontece no próximo dia 30. Vamos refletir e aprofundar sobrenossa missão na Igreja e na sociedade, como discípulos missionários deJesus, seguindo o exemplo do apóstolo André.Todos: Ó Deus de bondade, nós vos pedimos, abençoai acomunidade e esta família que nos acolhe. Ajudai-nos a meditar avossa Palavra. Ensinai-nos o caminho do amor e da fraternidade. (segue a reflexão do dia)
  4. 4. 1º DIA COMUNIDADE DE BATIZADOSAmbiente: Imagem de Santo André e da padroeirado seu setor, Bíblia, Vela Acesa, Água, Flores1. ORAÇÃO INICIAL: Página 2Animadora(a): Como é de nosso conhecimento, acomunidade é formada por quatro setores (N. Sra.das Graças; Rainha da Paz, Mãe Rainha e SagradaFamília) com objetivo de fortalecer e criar pequenascomunidades de fé. Olhando a partir da Igreja local,a Comunidade Santo André, queremos aprofundar nossa missão naIgreja e na sociedade, impulsionados pela força do Espírito Santo, omesmo Espírito que ungiu Jesus e o capacitou para o anúncio da BoaNova, hoje anima a Igreja diariamente a ir ao encontro das pessoas,acolhendo e anunciando a todos “um tempo de graça e salvação”. Noprimeiro dia da novena, gostaríamos de nos conhecer melhor. Por isso,cada um aqui presente, poderia se apresentar, dizendo algumaspalavrinhas rápidas sobre o seu passado: onde nasceu; quantos são nafamília; quando tempo mora na Comunidade, etc. (cada um fala um pouco de si. Após cantar O POVO DE DEUS)Canto: O Povo de Deus no deserto andava, mas à sua frente alguémcaminhava. * O Povo de Deus era rico em nada, só tinha esperança e opó da estrada. Também sou teu povo, Senhor, e estou nesta estrada. Somente a tua graça me basta e mais nada. (2x)Leitor 1: De cada cem brasileiros, setenta se diz católico. O Papa BentoXVI, em Aparecida falou que são muitos os batizados, mas nem todossão evangelizados. Diante deste quadro emerge, por um lado, a claranecessidade que a Igreja católica no Brasil se empenhe numa novaevangelização que não poupe esforços na busca de católicos afastadosbem como daquelas pessoas que pouco ou nada conhecem sobre a
  5. 5. mensagem evangélica, conduzindo-os a um encontro pessoal com JesusCristo, vivo e operante na sua Igreja. É mediante esta realidade quedevemos permitir que cresça em nós cada vez mais a consciênciamissionária.Todos: Ser missionário faz parte do nosso ser cristão, pois a Igrejana sua essência é missionária.Leitor 2: Quando a criança nasce e é registrada no cartório, ela se tornacidadã do país em que nasceu. Sem a certidão de nascimento, ela nãopode estudar, trabalhar, ter uma vida legalizada. O Batismo nos tornacidadãos do céu, mas não um cidadão isolado. Através do Batismo,portanto, nós nos tornamos filhos e filhas de Deus e somos obrigados aprofessar diante dos homens a fé que, pela Igreja, recebemos de Deus e aparticipar da atividade apostólica e missionária do povo de Deus. PeloBatismo, fomos chamados à fé em Deus por meio de Jesus Cristo e asermos membros de sua IgrejaTodos: “A pessoa não nasce cristão. A gente se torna, se decide, seescolhe ser cristã”.Leitor 3: O batizado se torna discípulo-missionário de Jesus e a suamissão, portanto, é continuar o anúncio de Reino que Cristo começouentre nós. A missão do batizado é a mesma missão com que Jesusenviou os apóstolos a todas as gentes: “Ide pregai o Evangelho a todacriatura”.Todos: Se sou batizado(a), sou missionário(a), se não soumissionário(a), não sou cristão.Leitor 4: A família já não é mais a grande incentivadora da vivência dafé por parte dos seus membros, na verdade, os nossos filhos serão aquiloque nós plantarmos no coração deles, por isso, se faz necessário voltar àstradições das famílias mais antigas que eram a prática da fé dentro desuas casas e dentro da Igreja para que os filhos entendam a necessidadede vivenciar as promessas do Batismo.
  6. 6. 2. A FAMÍLIA PEDE PERDÃOAnim.:. Reconhecendo nossas fraquezas diante da missão queassumimos quando fomos batizados(as), pedimos perdão cantando:3. A FAMÍLIA ESCUTA A PALAVRAAnim.: Com o coração disponível para.acolher a Boa. Nova. Vamosouvir com atenção o Evangelho de Jesus, segundo São João, cantando:.Todos: (canto) Pela Palavra de Deus, saberemos por onde andar. Elaé luz e verdade, precisamos acreditar. Cristo me Chama, Ele é Pastor.Sabe meu nome: fala, Senhor.Leitor(a) 1: Proclamação do Evangelho segundo São João 3; 1 a 64. A FAMILIA MEDITAAnim.: Podemos sentar para conversarmos um pouco sobre a leitura.1) O que entendemos da leitura que ouvimos?2) O que entendemos da frase do Papa: “são muitos os batizados, masnem todos são evangelizados?"3) Lembrando o compromisso do batismo, o que precisamos mudar emnossa vida, em nossa família, em nossa comunidade?Canto de meditação: (se preferir)5. A FAMILIA SE COMPROMETEAnim.: Diante do que ouvimos e falamos o que poderíamos assumircomo gesto concreto neste período de Novena?6. A FAMILIA REZAAnim.: Dirigimos nossas preces a Deus que acolhe a todos os irmãos eirmãs. A cada prece responderemosTodos: Por intercessão de Santo André, atendei-nos, Senhor!Leitor 1: Te pedimos Senhor por todas pessoas desanimadas, fortaleceios fracos, encorajai os missionários(as) anônimos(as), particularmente atodas as pessoas que encontram tempo para servir os irmãos , rezemos.
  7. 7. Leitor 2: Que o Espírito Santo que guiou Jesus e Santo André em suacaminhada missionária, nos guie e oriente como batizados e batizadas,no caminho a seguir, rezemos.Leitor 3: Te pedimos Senhor, que o Batismo que um dia recebemos nostorne cidadãos do céu, aqui na terra, sendo luz em nossa sociedade,rezemos.Leitor 4: Te pedimos Senhor, para que esta novena em comunidaderenove nossa fé, nossa união e o nosso compromisso de missionários doReino de Deus, rezemos7. A FAMILIA É ABENÇOADAAnim.: Pedimos que o Senhor nos abençoe, por intercessão de SantoAndré, conforme está no livro dos Números:Todos: Que o Senhor nos abençoe e nos guarde. Que o Senhor nosmostre a sua face e conceda-nos a sua graça. Que o Senhor volte oseu rosto para nós e nos dê a sua paz. Em nome do Pai e do filho edo Espírito Santo. Amém!8. AVISOS:- Combinar onde será o próximo encontro, de preferência à casa que menos é visitada durante o ano;- Encontrão com Santo André: 27 de novembro (15h00 às 17h00)- Missa Solene em louvor ao padroeiro: 30 de novembro (19h30);- Cada setor combinar um local e sair em procissão até a igreja no dia 30Canto:Há um barco esquecido na praia: Já não leva ninguém a pescar. É obarco de André e de Pedro, que partiram pra não mais voltar. Quantasvezes partiram seguros enfrentando os perigos do mar. Era chuva, eranoite, era escuro, mas os dois precisavam pescar. De repente apareceJesus, pouco a pouco se acende uma luz. É preciso pescar diferente, queo povo já sente que o tempo chegou. E partiram, sem mesmo pensar nosperigos de profetizar. /:Há um barco esquecido na praia, um barcoesquecido na praia, um barco esquecido na praia.:/
  8. 8. 2º DIA COMUNIDADES DE DISCÍPULOSAmbiente: Mesinha com a Bíblia, Vela,Flores, imagem de Santo André,1. ORAÇÃO INICIAL: Página 2Anim.: A relação de Jesus com seus discípuloscomeça com um chamado. Jesus convoca aquem quer nos mais diversos lugares: junto aolago, no caminho, na montanha, em uma refeição; em diversascircunstâncias: no cotidiano, no trabalho de pescador ou de coletor deimpostos; e com uma proposta bem definida: estar com Ele e serenviado a pregar.Todos: "Não foram vocês que me escolheram, mas fui eu queescolhi vocês." (Jo 15,16).Anim.: Cantemos: (pode escolher outro se preferir) 1. Quando chamaste os doze primeiros pra te seguir./ Sei que chamavas todos os que haviam de vir. Refrão: Tua voz me fez refletir,/ deixei tudo pra te seguir/ nos teus mares eu quero navegar! (Bis) 2. Quando pediste aos doze primeiros: Ide e ensinai:/ Sei que pedias a todos nós, evangelizai. 3. Quando enviaste os doze primeiros de dois em dois./ Sei que enviavas todos os que viessem depois.Leitor 1: Ser discípulo de Jesus significa estar junto do Mestre, andarcom o Mestre, caminhar com o Mestre, escutar, ver e perceber oprocedimento do Mestre. Aprender com o Mestre para colocar emprática na vida. Todos os discípulos não guardaram para si o que oMestre ensinou, pelo contrário, eles disseminaram por todos os lugaresaqueles ensinamentos, aquela proposta nova de vida. Assim o discípulo
  9. 9. deve fazer. Assumir esse compromisso de colocar os ensinamentos emprática na sua vida de forma que sirva de exemplo aos demais e,também, proclamá-los para que os outros possam aprender através denós aquilo que o Mestre quer ensinar a todos.Todos/as: Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, euestarei no meio deles (Mt. 18, 20).Leitor 2: Nós católicos sofremos um analfabetismo bíblico. Precisamoster a Palavra de Deus na mão, no coração e pés na missão. A maioria denós só tem contato com a Palavra na celebração eucarística. Nossascrianças sabem lidar com o computador, o celular, a televisão, mas nãosabem abrir a Bíblia. É hora do primado da Palavra para que tenhamosum “coração bíblico”. Precisamos passar do catolicismo devocional esacramentalizador, para um catolicismo bíblico. Assim, será fortalecidaa profecia, o discipulado a missão, e principalmente o amor à Eucaristia.A Bíblia é a alma da missão.Todos: Todos os verdadeiros discípulos terminam por se tornarmissionários.2. A FAMILIA PEDE PERDÃOAnim.: Quem encontra Jesus e se torna seu discípulo, muda de vida ese deixa guiar pela Palavra de Deus. Ser discípulo não é tarefa fácil,necessita disponibilidade, renúncia, amor, gratidão, acolhimento,serviço, solidariedade. A vida agitada do dia a dia acaba nosdistanciando do Projeto de Deus. Reconheçamos a infinita misericórdiade Deus, cantandoCanto Penitencial: (escolha)3. A FAMÍLIA ESCUTA A PALAVRAAnim.: A missão de Jesus começa a se concretizar, chama pessoas paracaminhar com Ele, formando assim a comunidade dos discípulos.Vamos com um coração aberto, disponível para acolher e ouvir, como é
  10. 10. quem Jesus chamou. Aclamemos o Santo Evangelho, cantando: (aescolher)Leitor(a) 1: Proclamação do Evangelho segundo Lucas 6, 12-164. A FAMÍLIA MEDITAAnim.: 1) O que sabemos sobre os primeiros discípulos? Quais eramsuas profissões? Como foi a experiência deles com Jesus?2) Foi no caminhar que os discípulos descobriram quemverdadeiramente é Jesus e qual era o seu Projeto. Qual é a importânciade participar e caminhar num grupo, pastoral, movimento ou equipe deserviço?Canto de Meditação: (após a reflexão) escolha outro canto se quiser 1. Se ouvires a voz do vento chamando sem cessar!/ Se ouvires a voz do tempo mandando esperar. Refrão: A decisão é tua! (Bis)/ São muitos os convidados! (Bis)/ Quase ninguém tem tempo! (Bis) 2. Se ouvires a voz de Deus chamando sem cessar!/ Se ouvires a voz do mundo querendo te enganar5. A FAMILIA SE COMPROMETEAnim.: Concretamente o que cada um pode fazer para motivar,incentivar mais pessoas a participar das pequenas comunidades no setordo qual reside.6. A FAMILIA REZAAnim.: Iluminados pela Palavra de Deus, rezemos a oração:Lado 1: Senhor, Deus da vida e do amor, enviastes o vosso Filho paranos libertar das forças da morte e conduzi-nos no caminho daesperança. Movei-nos pelo dom do vosso Espírito.Lado 2: Fazei-nos discípulos, comprometidos com o anúncio doEvangelho, na comunidade, em comunhão com a caminhada paroquiale diocesana.
  11. 11. Lado 1: Fazei-nos missionários, caminhando ao encontro de nossosirmãos e irmãs, acolhendo a todos, sobretudo os jovens, os afastados, ospobre, os excluídos.Lado 2: Santo André Apóstolo, intercedei junto ao vosso Mestre, paraque sejamos fiéis ao nosso compromisso de discípulos missionários.Todos: Santo André, padroeiro de nossa Comunidade, ajudai-nos aimitar-vos para amar mais a Jesus Cristo e fazê-lo amado econhecido entre todos. Amém!Pai Nosso e Ave Maria (Segue preces espontâneas7. A FAMILIA É ABENÇOADAAnim.: Por intercessão de Santo André, nós Vos louvamos, Senhor,por todos os que põem em Vós sua confiança: os simples e pequeninos,sem voz e sem vez, mas que sabem erguer suas mãos para louvar eestendê-la para partilhar sua experiência de vida. Abençoai, com Vossapresença, esta família e nutri em seus membros a viva esperança de quesois o Deus que conosco caminha. Em nome do Pai, do Filho e doEspírito Santo. AMÉM.Anim.: Ide em Paz que o Senhor e Santo André vos acompanhesempre!Todos: Graças a Deus!Canto final: a critério.7. AVISOS:- Onde será o próximo encontro e o tema.- Encontrão com Santo André: 27 de novembro (15h00)- Missa Solene em louvor ao padroeiro: 30 de novembro (19h30);
  12. 12. 3º DIA COMUNIDADES DE MISSIONÁRIOSAmbiente: Mesinha com a Bíblia, Vela, Flores,imagem de Santo André, Pão ou Bolo1. ORAÇÃO INICIAL: Página 2Anim.: Ser missionário é um grande desafio nosdias de hoje. Jesus nos pediu pra sermos sal e luzpara as pessoas, para levarmos a salvação até osconfins da terra. Não é tarefa fácil, visto que aspessoas não querem mais acreditar em Deus, e pior, muitos sãopreconceituosos ou invejosos afim de se sentir incomodados com aPalavra de Deus, e logo querendo que não haja mais missionários, emuitas vezes os confins da terra não é simplesmente a distância física deum lugar ao outro, mas a distância do coração das pessoas do amor deDeus. Mas esse amor vai além de qualquer barreira, venceu a morte epor isso não podemos desistir. Cantemos:Todos: Eis-me aqui, Senhor!/ Eis-me aqui, Senhor!/ Prá fazer tuavontade, pra viver do teu amor./ Prá fazer tua vontade, pra viverdo teu amor,/ Eis-me aqui, Senhor! 1. O Senhor é o Pastor que me conduz/ Por caminho nunca visto me enviou./ Sou chamado a ser fermento, sal e luz/ E por isso respondi: Aqui estou! 2. Ele pôs em minha boca uma canção/ Me ungiu como profeta e trovador/ Da história e da vida do meu povo/ E por isso respondi: Aqui estou!Leitor 1: A Igreja é por sua natureza missionária. Não é mais a Igrejaque envia missionários em qualidade de “missionante”, mas é elaprópria enviada como “missionária”. Seu envio não é conseqüência: éessência. A Igreja “é” ao ser enviada: se edifica em ordem à missão.Não é a missão que procede da Igreja, mas é a Igreja que procede da
  13. 13. missão de Deus. A atividade missionária não é tanto uma ação daIgreja, mas é simplesmente a Igreja em ação.Todos: É preciso redescobrir o encanto pela vida comunitária quevai além das paredes da igreja. É preciso voltar a Jerusalém e ouviro apelo de Jesus: "Vão e façam discípulos todos os povos."Leitor 2: Uma Igreja enviada é uma Igreja que está fora de casa, quefaz a experiência radical do seguimento, do despojamento e daitinerância, como companheira dos pobres (cf. DA 398) e comohóspede na casa dos outros.Todos: Missão não é acolher o outro. Missão é ser acolhido pelooutro.Leitor 3: A missão começa em casa, estende-se aos vizinhos, chegandoaos confins do mundo. Cada vez mais a Igreja precisa ir às pessoas. AIgreja somos nós, somos chamados a estar especialmente com os menosassistidos.2. A FAMÍLIA PEDE PERDÃOAnim.: Hospitalidade, Partilha, Comunhão de mesa, Acolhida aosexcluídos eram as quatro colunas que deveriam sustentar a vidacomunitária..Leitor 1: Pelas vezes que não praticamos a hospitalidade para com aspessoas que nos visitam, para com os novos moradores do bairro:Todos: Senhor, tende piedade de nós.Leitor 2: Pelas vezes que não integramos na vida comunitária, nãopartilhamos, não assumimos a nossa missão de batizados::Todos: Senhor, tende piedade de nós.Leitor 3: Pelas vezes que não visitamos as pessoas que se encontramdoentes, as famílias enlutadas, os que passam por dificuldadesfinanceiras;Todos: Senhor, tende piedade de nós.
  14. 14. 3. A FAMÍLIA ESCUTA A PALAVRAAnim.: Todo o povo de Deus está chamado a se lançar na missão deanunciar a Boa do Reino. Esta missão é de todos os batizados. Vamosouvir como foi que Jesus enviou os 72 discípulos, hoje Ele dirige suamensagem a todos os cristãos, preparemos para acolher o SantoEvangelho em nossa vida, cantando: (a escolher)Todos: Como são belos os pés do mensageiro que anuncia a paz! /Como são belos os pés do mensageiro que anuncia o Senhor!/: Ele vive, Ele reina, Ele é Deus e Senhor. :/Leitor(a) 1: Proclamação do Evangelho segundo Lucas 10,1-94. A FAMÍLIA MEDITAAnim.: Vamos conversar: 1) Quais são, uma por uma, asrecomendações de Jesus para a reconstrução da vida em comunidade?”2) O que a Palavra diz para mim? Respondo aos apelos e convites deJesus Mestre?3) Qual o meu compromisso com a Igreja?5. A FAMILIA SE COMPROMETEAnim.: O que esta palavra me ensina a viver concretamente? (Combinealgum gesto concreto)6. A FAMILIA REZAAnim.: Dirigimos a Deus as nossas súplicas e preces. Respondendo:Todos: Senhor, que a Messe não se perca por falta de operários.Desperta nossas comunidades para a Missão. Ensina nossa vida aser serviço.Leitor 2: Que em nossas famílias nunca falte o alimento necessáriopara o sustento e o alimento de sua palavra. Nós te pedimos...Leitor 3: Por aqueles que se afastaram da Igreja, para que encontrem ocaminho de volta e por nossa comunidade, para que saibamos ser mais
  15. 15. acolhedores com as pessoas que chegam ou que retornam à Igreja. Nóste pedimos...Leitor 4: Pelos missionários do mundo inteiro, por aqueles aos quais oEvangelho ainda não foi anunciado, sobretudo na Ásia, onde vive maisda metade de todos os não cristãos do mundo. Nós te pedimos... (segue com preces espontâneas)7. A FAMILIA É ABENÇOADAAnim: Ó Deus Pai todo poderoso, como missionários e discípulos teus,queremos levar a boa nova de Jesus aos nossos irmãos e irmãs, de modoque também os outros tenham uma experiência vivificadora e profundada fé. Por intercessão de Santo André, isso te pedimos por Cristo,Senhor nosso.Todos: Amém!Todos: O Senhor Deus esteja ao nosso lado para nos proteger,diante de nós para nos conduzir, atrás de nós para nos amparar,acima de nós para nos abençoar. O Pai, o Filho e o Espírito Santo.Amém!8. AVISOS:- Onde será o próximo encontro e o tema.- Encontrão com Santo André: 27 de novembro (15h00 ás 17h00)- Missa Solene em louvor ao padroeiro: 30 de novembro (19h30);CANTO FINAL 1. Senhor, eu quero Te agradecer, de todos os dias que a gente pode conversar./ Senhor, o mundo precisa Te conhecer mas eu prometo que vou Evangelizar. Refrão: Eu quero, te dizer agora, que eu já vou embora, evangelizar.
  16. 16. 4º DIA COMUNIDADE DE PEQUENAS COMUNIDADESAmbiente: Mesinha com a Bíblia, Vela,Flores, imagem de Santo André1. ORAÇÃO INICIAL: Página 2Anim.: Todo rio depende de suasnascentes. As nascentes são pequenosolhos dágua que vencem os galhos efolhas secas para se ajuntar até formar umrio. As nascentes dos rios são cercadas de árvores. São as matas dasnascentes que garantem a vida do rio. Quando se acaba com a mata danascente a água seca e o rio morre.Leitor 1: Na comunidade, a mata da nascente são as PequenasComunidades. É delas que vem a força da vida da comunidade. Atravésda reflexão da Bíblia, feita toda semana, as pessoas vão amadurecendona fé e no amor de Deus. As pessoas vão tendo mais intimidade com aPalavra de Deus e descobrindo o verdadeiro sentido da vida emcomunidade. Assim, como Deus é a comunidade perfeita: Pai, Filho eEspírito Santo, Ele chama a viver em comunidade. Ele nos chama paraser Igreja viva.Todos: A comunidade é como um fogão a lenha: quem sai fora dela,acaba esfriando e perdendo o calor da fé.Anim.: Vejamos o testemunho do grupo que tem como animadora aLucia Centurion, do setor Nossa Senhora das Graças:Leitor 2: “O círculo bíblico já é uma forma de oração em comunidade,onde não ficamos apenas com as missas dos domingos. Viver a oraçãoem casa, no grupo com amor. Servir ao irmão na oração com amor,servir com paciência.
  17. 17. Leitor 3: Na dúvida não ficar desesperado. No silêncio inicia a certezaque Deus está presente em todos os momentos de angustias e felicidade.Amar ao próximo como a si mesmo. E por causa do pecado Jonas foiparar na barriga da baleia”.Como somos tardos em nos convencer que os grupos bíblicos dereflexão são sabedoria, segredo e estratégia de evangelização..Todos: Sem Deus e sem a sua Palavra em nossa vida, nós nãopodemos nada. "Sem mim nada podeis fazer" (Jo 15).Leitor 3: Na paróquia há a atuação de diversos leigos e leigas, queanimam as pastorais, os movimentos, os grupos de reflexão, acatequese, os trabalhos sociais. Pessoas que atuam com coragem navida do povo. Os grupos atingem o povo, as casas, as ruas. Atravésdeles acontece a catequese permanente, a missão semanal, ofortalecimento das pastorais, a vitalidade da paróquia, a facilitação dodízimo etc. No grupo são preparadas novas lideranças, os afastados seaproximam, e o ecumenismo é fomentadoTodos: Missão significa sair de casa, sair da sacristia, ir às ruas, àscasas, estar onde o povo está.Leitor 4: Sem os Grupos de Reflexão, a Bíblia vai ficando de lado, aspessoas perdem o prumo da vida e ficam sem animação para enfrentaras dificuldades. Tudo vira rotina. Sem os Grupos de Reflexão acomunidade se enfraquece. Pode ter muitos movimentos funcionando,mas a Palavra de Deus não corre e o rio vai secando. Quanto mais matana nascente, mais água no rio. Quanto mais Grupos de Reflexãofuncionando, maior o crescimento da comunidade.Todos: Grupo significa, Igreja comunidade que reza, reflete,pratica a caridade e colabora com a transformação social. Grupode reflexão é Igreja em estado permanente de missão.2. A FAMÍLIA PEDE PERDÃOAnim.: Vamos através do canto, pedir perdão pelos momentos decomodismo, preguiça, egoísmo, que não fomos abertos e não
  18. 18. reconhecemos nas pequenas comunidades como instrumento deevangelização e a comunidade onde moramos o grande campo damissão permanente.Canto: Penitencial3. A FAMÍLIA ESCUTA A PALAVRAAnim.: No livro dos Atos dos Apóstolos, São Lucas nos descreve deforma ideal, como era a primeira comunidade cristã de Jerusalém.Vamos acolher em nosso meio esta Palavra que nos irá trazer luzes paranossa missão. Cantemos:Todos: Todos: Eu vim para escutar Tua palavra, * Tua palavra,Tua palavra de amor. * Eu gosto de escutar Tua palavra, * Tuapalavra, Tua palavra de amor.Leitor(a) 1: Leitura dos Atos dos Apóstolos, 2,42-474. A FAMÍLIA MEDITAAnim.: Perguntas para ajudar na reflexão:1) Como seguidores de Jesus Cristo, os primeiros cristãos davamimportâncias a certas práticas fundamentais de suas vidas. O que lhechama mais a atenção na vida desta comunidade?2) É possível viver, hoje, este tipo de vida comunitária? Como?5. A FAMILIA SE COMPROMETEAnim.: Vamos reflorestar as nascentes de nossa comunidade. Comopodemos incentivar mais os Grupos de Reflexão? O Natal se aproxima,é um tempo propício de evangelização, que tal já ir preparando e sepossível criar novos grupos?6. A FAMILIA REZAAnim.: Elevemos nossas preces a Deus, que é Pai, Filho e EspíritoSanto. Ao final de cada intenção responderemos: Senhor atendei-nos!
  19. 19. Leitor 1: Pelo Papa, pelos bispos, sacerdotes, diáconos, religiosos ereligiosas e leigos, para que sejam perseverantes, mesmo nos momentosdifíceis, rezemos.Leitor 2: Senhor, pedimos por todos os fiéis que colaboramperiodicamente, em ações missionárias destinadas a levar o Evangelho,sendo “presença vivas” do mesmo Cristo, especialmente os animadorese animadoras das Pequenas Comunidades. Rezemos.Leitor 3: Que todos os povos e nações se unam na belíssima açãomissionária evangelizadora e anunciem Jesus como único Senhor eSalvador e que todos juntos promovam a justiça e a paz para quetenhamos um mundo fraterno e solidário, rezemos. (Outras preces espontâneas)7. A FAMILIA É ABENÇOADAAnim: Pedimos que o Senhor nos abençoe, conforme está no livro dosNúmeros:Todos: Que o Senhor nos abençoe e nos guarde. Que o Senhor nosmostre a sua face e conceda-nos a sua graça. Que o Senhor volte oseu rosto para nós e nos dê a sua paz. Em nome do Pai e do Filho edo Espírito Santo. Amém.8. AVISOS:- Onde será o próximo encontro e o tema.- Encontrão com Santo André: 27 de novembro (15h00 ás 17h00)- Missa Solene em louvor ao padroeiro: 30 de novembro (19h30);
  20. 20. 5º DIA COMUNIDADE CIDADÃ E SOLIDÁRIAAmbiente: Mesinha com a Bíblia, Vela,Flores, imagem de Santo André. Fotos ouimagens da cidade de Dourados.1. ORAÇÃO INICIAL: Página 2Anim.: Nesta Novena em louvor ao nossoPadroeiro Santo André, hoje queremos olharpara o local onde moramos: o bairro e a cidade de Dourados. Há poucosmeses, Dourados e Mato Grosso do Sul foi alvo de noticiário negativopara o mundo inteiro, por causa de atitudes incompatíveis com a funçãodos administradores públicos. Que temos nós (cristãos) com isso?Leitor 1: Diz que ser cristão é ter dupla cidadania. Ser cristão é sercidadão do céu e da terra; é “ter a cabeça (espiritualidade) no céu e ospés (política) aqui na terra”. Em outras palavras, temosresponsabilidades como cidadão do céu e como cidadão da terra. Nessecaso, quando o assunto é política, diz-se que temos a responsabilidadede, como cristãos, apresentar projetos que beneficiem, com justiça eigualdade, a comunidade a qual se pertence.Todos: Se cada um de nós varresse a frente da nossa casa, o mundotodo seria limpo.Leitor 2: . Todos nós temos uma série de direitos para nos proteger e aomesmo tempo deveres a cumprir. Fazer valer nossos direitos e agir deacordo com nossos deveres é o que nos torna cidadãos. Direitos à vida,à liberdade, à propriedade, à igualdade de direitos, enfim, direitos civis,políticos e sociais. Mas este é um dos lados da moeda. Cidadaniapressupõe também deveres. O cidadão tem que estar ciente das suasresponsabilidades enquanto parte integrante da nação, o Estado, paracujo bom funcionamento todos têm de dar sua parcela de contribuição.
  21. 21. Somente assim se chega ao objetivo final, coletivo: a justiça em seusentido mais amplo, ou seja, o bem comum.Leitor 3: As políticas públicas são a totalidade de ações, metas e planosque os governos (nacionais, estaduais ou municipais) traçam paraalcançar o bem-estar da sociedade e o interesse público. Aresponsabilidade pelas outras pessoas, pela sociedade, pela natureza,implica na organização de um mundo com vida saudável. A identidadedesta organização se constrói prioritariamente com propósito público.Ou seja, não haverá sobrevivência da sociedade humana sem uma ética,sem uma experiência de coletividade, voltada para o bem estar de todasas pessoas e do planeta. É um dom do Criador, para o bem de todos.Atualmente, este patrimônio parece frágil e indefeso diante da pressãodos poderes econômicos e tecnológicos.Todos: "Quem é fiel no pouco também é fiel no muito; e quem éinjusto no pouco também é injusto no muito." (Lucas 16:10)Leitor 4: A solidariedade não é compromisso exclusivo dos vicentinose sim de toda a Igreja. Deve começar no seu próprio interior, pelapartilha de recursos materiais e humanos. Nossa fé nasce nasolidariedade, com atitudes de encontro e serviço, principalmente, emdefesa da vida e dos excluídos, para que eles sejam sujeitos de mudançade transformação de sua situação.2. A FAMÍLIA PEDE PERDÃOAnim.: Senhor, perdão pelas vezes que “varremos” calçadas com água,jogamos o lixo em bueiros, limpamos o quintal e jogamos a sujeira noterreno baldio, queimamos o lixo sem preocuparmos com a fumaça,digamos.Todos: Perdoai-me, Senhor.Anim.: Senhor, pela vezes que omitimos diante da corrupção; por nãoensinar desde cedo nossos filhos sobre os valores (humanos, cristãos,morais, éticos, direitos e deveres), digamos...Todos: Perdoai-me, Senhor.
  22. 22. 3. A FAMÍLIA ESCUTA A PALAVRAAnim.: Deus nos concede muitos dons, qualidades. Cabe a nós cultivare administrar bem. Vamos ouvir o Evangelho segundo Mateus o queDeus (o Adminstrador) espera de cada um de nós. Vamos aclamar aPalavra de Deus, cantando: (a escolher)Leitor(a) 1: Proclamação do Evangelho segundo Mateus 25, 14-304. A FAMÍLIA MEDITAAnim.: 1) Quais os dons que Deus deu para mim? Como tenhoadministrado? Como tenho cuidado dos bens (a natureza, os rios, oplaneta) que Deus criou?2) Como os representantes políticos têm administrado os bens e osserviços que são de todos os cidadãos? Se estivéssemos no lugar deles,o que faríamos de diferente?3) Quem faz o trabalho social em sua Comunidade (Vicentinos, etc) eno Bairro (Associação de Moradores e outras)? E o que fazem? O queprecisaria melhorar no bairro?5. A FAMILIA SE COMPROMETEAnim.: Vamos fazer um levantamento de nossa realidade. No setor daeducação; segurança; infraestrutura; saúde; transporte, habitação;serviços públicos; meio ambiente; cultura; esporte; lazer; saneamento;geração de renda e emprego; assistência social; cidadania, etc. O quepoderia ser melhorado, realizado no bairro através do poderpúblico (Prefeitura, Câmara de Vereadores ou pelo Estado)? (converse com sua família, seus vizinhos e traga por escrito no próximo encontro)6. A FAMILIA REZAAnim.: Dirigimos nossas orações a Deus, por intermédio de SantoAndré, pedindo de modo particular a todos os governantes,administradores, servidores públicos. A cada invocação responderemos:
  23. 23. Todos: Por intercessão de Santo André, ensinai-nos a servirSenhor!Leitor 1: Pelos representantes políticos, para que trabalhem de acordocom a justiça e o Plano de Deus colocando-se a serviço do povo e nãode si próprio. Nós vos pedimos.Leitor 2: Que Deus nos dê sabedoria para administrar os bens e os donsque Ele nos confiou ao nos criar e ao criar o mundo. Nós vos pedimos. (Outras preces espontâneas)7. A FAMILIA É ABENÇOADAAnim.: Deus Pai vos dê sua bênção!Todos: Amém.Anim.: Deus Filho conceda a saúde aos enfermos!Todos: Amém.Anim.: Deus Espírito Santo ilumine a todos!Todos: Amém.Anim.: Em nome do Pai + do Filho e do Espírito Santo.Todos: Amém.8. AVISOS:- Onde será o próximo encontro e o tema.- Encontrão com Santo André: 27 de novembro (15h00 às 17h00)- Missa Solene em louvor ao padroeiro: 30 de novembro (19h30);
  24. 24. 6º DIA COMUNIDADE DOMÉSTICAAmbiente: Mesinha com a Bíblia, Vela,Flores, imagem de Santo André, daSagrada Família, Fotos ou imagens defamílias1. ORAÇÃO INICIAL: Página 2Anim.: Estamos refletindo sobre comopodemos inserir-nos na Grande Missão. AIgreja no Brasil quer despertar para que sejamos todos discípulosmissionários de Jesus, vivendo com alegria essa condição . Vamos ler oque o Documento de Aparecida, retrata sobre a ComunidadeDoméstica, a Família.Leitor 1: A família, “patrimônio da humanidade”, constitui um dostesouros mais valiosos dos povos latino-americanos. Ela tem sido e é olugar e escola de comunhão, fonte de valores humanos e cívicos, laronde a vida humana nasce e se acolhe generosa e responsavelmente.Leitor 2: A família é chamada a introduzir os filhos no caminho dainiciação cristã. A família, pequena Igreja deve ser, junto com aParóquia, o primeiro lugar para a iniciação cristã das crianças. Aformação dos filhos como discípulos de Jesus Cristo se realiza nasexperiências da vida diária na própria família. A catequese familiar,tem-se revelado como ajuda proveitosa à unidade das famílias,possibilitando aos pais, aos jovens e às crianças, para que sejamtestemunhas firmes da fé em suas comunidades.Todos: Jesus permaneceu obediente a seus pais e crescia emsabedoria, em estatura e graça, diante de Deus e dos homens. (cf.Lc 2,51-52)Leitor 3: Deus ama nossas famílias, apesar de tantas feridas e divisões.A presença invocada de Cristo através da oração em família nos ajuda asuperar os problemas, a curar as feridas e abre caminhos de esperança.
  25. 25. Muitos vazios de lar podem ser amenizados através das pequenascomunidades, família de famílias (DA 119).Leitor 4: Em Corinto, é de uma pequena comunidade “doméstica” queparte a evangelização da cidade: “Paulo foi para Corinto, lá encontrouum judeu chamado Áquila e sua mulher Priscila. (Atos 18, 1-5) Passoua morar com eles e trabalhavam juntos.2. A FAMÍLIA PEDE PERDÃOAnim.: Quantas vezes nós deixamos de acolher o outro na nossafamília na nossa comunidade e não o levamos até Jesus. Nessa omissãonos fechamos à luz do Espírito Santo e não renovamos nossa fé.Pedimos perdão cantando3. A FAMÍLIA ESCUTA A PALAVRAAnim.: A leitura que vamos ouvir nos mostra que a vida é umarenovação constante das relações, onde o respeito é devido a todos..Vamos com alegria acolher a Palavra Deus em nosso meio, cantemos:(a escolher)Todos: É como chuva que lava, é como fogo que arrasa, tua palavraé assim, não passa por mim sem deixar um sinal.Tenho medo de não responder, de fingir que eu não escutei. Tenhomedo de ouvir teu chamado, virar para o outro lado e fingir que não sei.Leitor(a) 1: Carta de São Paulo aos Efésios 6,1-44. A FAMÍLIA MEDITAAnim.: 1) Ser obediente, respeitar uns aos outros é dever de quem, nafamília?2) É possível construir uma família em que haja a união, o amor e orespeito mútuo?
  26. 26. 3) A Palavra nos mostra que “honrar pai e mãe” é o primeiromandamento e ele depende nossa felicidade, vida longa e saudável.Como podemos viver isso no dia a dia?5. A FAMILIA SE COMPROMETEAnim.: Como poderíamos ajudar as famílias se aproximar de Deus?6. A FAMILIA REZAAnim.: Elevemos a Deus, por intercessão de Santo André, as nossaspreces e súplicas, rezando de modo particular as todas famílias. Ao finalde cada prece responderemos:Todos: Por intercessão de Santo André, atendei-nos, Senhor!Leitor 1: Senhor, despertai nas famílias, o compromisso sincero deserviço a Deus e aos irmãos, respeitando os limites e as diferenças decada um. Rezemos:Leitor 2: Senhor, dai às famílias, coragem nas lutas, conforto nossofrimentos, e enfim alegria na caminhada a casa do Pai. Rezemos:Leitor 3: Senhor, afastai dos lares o pecado da infidelidade, do egoísmoe de toda influência do mal. Que venha sobre as famílias a graça daunião, fidelidade e conserve a paz. Rezemos: (Segue preces espontâneas)8. A FAMILIA É ABENÇOADAAnim.: O Senhor Deus esteja ao nosso lado para nos proteger, diante denós para nos conduzir, atrás de nós para nos amparar, acima de nós paranos abençoar. Pai, Filho e Espírito Santo.Todos: Amém.8. AVISOS: - Combinar onde será o próximo encontro;- Encontrão com Santo André: 27 de novembro (15h00 ás 17h00)- Missa Solene em louvor ao padroeiro: 30 de novembro (19h30)
  27. 27. 7º DIA COMUNIDADE EUCARÍSITICAAmbiente: Mesinha com a Bíblia, Vela,Flores, imagem de Santo André, bandejacom pão e um cacho de uvas1. ORAÇÃO INICIAL: Página 2Anim.: O nosso tema é sobre a Comunidade Eucarística. O discípulo seforma e se sustenta pelo Pão da Palavra e da Eucaristia, que a Igreja lheoferece. Um bom roteiro para entender essa realidade encontramos nosdiscípulos de Emaús (cf. Lc 24,13-35). Pela liturgia, a comunidadecelebra a comunhão, manifesta sua fé, esperança e caridade, bem comorecebe força e graça para a missão.Todos: A Eucaristia é sinal de um mundo novo em que o pãomaterial seja repartido por todos.Anim.: Cantemos: 1. Bem-vindos à mesa do Pai,/ onde o Filho se faz fraternal refeição./ É Cristo a forte comida,/ o pão que dá vida, o amor-comunhão. Refrão: Vinde, ó irmão, adorar, vinde adorar o Senhor./ A Eucaristia nos faz Igreja, comunidade de amor. (Bis) 2. Partimos o único pão/ no altar-refeição, ó mistério de amor./ Nós somos iguais de unidade, na fé, na verdade, conosco, ó Senhor. 3. Queremos servir a Igreja,/ na plena certeza de nossa missão./ Vivendo na Eucaristia,/ o pão da alegria e da libertação.Leitor 1: A Eucaristia é o lugar privilegiado do encontro do discípulocom Jesus Cristo". Com este Sacramento, Jesus nos atrai para si e nosfaz entrar em comunhão com Deus e com o próximo. Existe estreitovinculo entre as três dimensões da vocação cristã: crer, celebrar e viver
  28. 28. o mistério de Jesus Cristo, de tal modo que a existência cristã adquiraverdadeira forma eucarística.Todos: Sem uma participação ativa na celebração eucarísticadominical e nas festas de preceito, não existirá um discípulomissionário maduro.Leitor 2: Em cada Eucaristia, os cristãos celebram e assumem omistério pascal, participando Nele. Portanto, os fiéis devem viver sua féna centralidade do Mistério Pascal de Cristo através da Eucaristia, demaneira que toda a sua vida seja cada vez mais vida eucarística.Todos: Jesus Eucarístico é dom aos filhos de Deus, “a fim de quetodos sejam um” (Jo 17,21). A Eucaristia é o pão que noscompromete à missão de discípulos de Jesus Ressuscitado.Leitor 3: A Eucaristia, fonte inesgotável da vocação cristã é, ao mesmotempo, fonte inesgotável do impulso missionário. Aí, o Espírito Santofortalece a identidade do discípulo e desperta Nele, a decidida vontadede anunciar com coragem aos demais, o que tem escutado e vivido.Todos: Quem encontra Jesus e se torna seu discípulo, muda de vidae se deixa guiar pela Palavra de Deus.2. A FAMILIA PEDE PERDÃOAnim.: A nossa vida cristã é um caminho um seguimento de Jesus.Mas, muitas vezes nossos olhos estão impedidos de reconhecê-lo. Poisdeixamos de fazer o papel do ressuscitado junto aos desiludidos da vidae sem esperança.Leitor 1: Senhor, perdão por muitas vezes ignorar a História daSalvação.Todos: Perdoai-me, Senhor.Leitor 2: Senhor, perdão por cada Eucaristia que consumo e não voltoentusiasmado anunciando que está vivo e presente no meio de nós.Todos: Perdoai-me, Senhor.
  29. 29. Leitor 3: Senhor, perdão por não ter paciência em participar dos gruposdas pequenas comunidades.Todos: Perdoai-me, Senhor.3. A FAMÍLIA ESCUTA A PALAVRAAnim.: Em nossa caminhada nos parecemos com os discípulos deEmaús. Aparecem os desânimos, descrenças, abandonamos tudo. OEvangelho segundo Lucas nos apresenta Jesus Ressuscitadocaminhando entre os homens, sendo solidário em seus problemas esofrimentos, vamos nos preparar para acolher, cantando:Todos: Como são belos os pés do mensageiro que anuncia a paz! /Como são belos os pés do mensageiro que anuncia o Senhor!/: Ele vive, Ele reina, Ele é Deus e Senhor. :/Leitor(a) 1: Proclamação do Evangelho segundo Lucas 24,13-354. A FAMÍLIA MEDITAAnim.: Vamos parar um pouco para refletir a Palavra de Deus1) O que esta leitura tem a ver com a nossa vida? Jesus aproximou-sedos discípulos e começou a caminhar com eles, porém eles não oreconheceram. Em algum momento isso aconteceu comigo, ou com aminha família ou comunidade?2) Qual é a importância da Eucaristia para nós? Quais são os horáriosde celebrações na Igreja Santo André? Você sabe que mensalmenteacontece uma missa na residência num determinado setor?3) Os encontros, as celebrações que participamos, nos levam a umretorno, anunciando Jesus Cristo vivo e ressuscitado no grupo dereflexão e na comunidade?5. A FAMILIA SE COMPROMETEAnim.: Concretamente o que podemos fazer para colocar em prática aPalavra que ouvimos e refletimos? (sugestões)
  30. 30. 6. A FAMILIA REZAAnim.: Após refletirmos a Palavra, elevemos nossas preces a Deus. Acada oração responderemos:Todos: Fica conosco, Senhor!Leitor 1: Que as famílias encontre na leitura diária das Escrituras a luznecessária para iluminar a vida e realizar a missão evangelizadora nomundo, rezemosLeitor 2: Que a exemplo de Santo André saibamos viver e morrersendo fiéis à Palavra de Deus, rezemosLeitor 3: Quando somos fracos e não percebemos a presença de Deusem nossa história, rezemos (segue com preces espontâneas)7. A FAMILIA É ABENÇOADAAnim.: Que Deus nos conceda a paz, nos envie para a missão, iluminenossos passos, nossos trabalhos, nossos Grupos Bíblicos em Família,nossas famílias e toda a IgrejaTodos: Que a bênção de Deus todo poderoso nos guarde e nos livrede todo mal. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.Todos: Amém.8. AVISOS:- Onde será o próximo encontro e o tema.- Encontrão com Santo André: 27 de novembro (15h00 ás 17:00)- Missa Solene em louvor ao padroeiro: 30 de novembro (19h30);
  31. 31. 8º DIA COMUNIDADE SANTO ANDRÉAmbiente: Mesinha com a Bíblia, Vela,Flores, imagem de Santo André, fotosantigas e recentes da Comunidade.1. ORAÇÃO INICIAL: Página 2Anim.: Hoje neste oitavo dia da Novenaem louvor ao nosso Padroeiro SantoAndré, queremos entender que todos nóssomos chamados a engajar-nos neste“tempo de graça que se abre para nós!” A Comunidade Santo Andrénasceu, brotou e cresceu de uma raiz missionária. Somos convocados aanunciar a presença de Deus e a testemunhar seu projeto para a cidade.Leitor 1: No final da década de 50, aqui chegaram as primeiras famíliase iniciaram a formação do bairro. Cada família com sua história, comseus objetivos de vida. Graças as famílias de discípulos missionáriasque aqui vieram, prepararam o terreno, lançaram a semente para formaras pequenas comunidades no bairro. Começaram com os grupos decírculos bíblicos, novenas de natal, culminando na construção da igrejamãe do bairro, a igreja Santo André, inaugurada em 20 de junho de1971, com a missa presidida pelo bispo na época, Dom Teodardo Leitz.Todos: “Onde há povo, há missão. Onde há missão, há razões de serfeliz”. (Dom Luciano Mendes)Leitor 2: André, o primeiro apóstolo, discípulo missionário de Cristo,foi o santo escolhido para ser o protetor, o padroeiro da comunidade.Depois do Pentecostes ajudou, entre grandes ameaças e perseguições, aestabelecer a Fé na Palestina, passando provavelmente por Cítia, Épiro,Acaia e Hélade. Para Nicéforo ele pregou na Capadócia, Galácia eBitínia, e esteve em Bizâncio, onde determinou a fundação da Igreja
  32. 32. local e apontou São Eustáquio como primeiro bispo. Finalmente estevena Trácia, Macedônia, Tessália e Acaia.Leitor 3: Esta história continua sendo escrita até hoje, deste modo, dasemente que é a Palavra de Deus, por todo o mundo, surgem as novascomunidades. O principal meio dessa fundação é a pregação doEvangelho de Jesus Cristo. O território que forma a Comunidade SantoAndré, continua sendo um grande campo da missão de todos oscatólicos que aqui moram.Todos: “Santo André, de uma Comunidade de Batizados a uma SComunidade de Discípulos Missionários.”.Leitor 4: Todos os batizados são convocados por Jesus a ser seusmissionários e anunciadores em todas os ambientes: na casa e nafamília, na escola e no trabalho, no salão de beleza, no supermercado ena fila do banco...em todos os lugares podemos falar de Jesus, de comofoi bom encontrar-nos com Ele, contando nossa felicidade de pertencera Ele e de viver em uma comunidade.2. A FAMÍLIA PEDE PERDÃOAnim.: Senhor, perdão pelas vezes que muito te pedi e me concedeste enão te agradeci.Todos: Perdoai-me, Senhor.Anim.: Senhor, perdão por não deixar o meu irmão falar.Todos: Perdoai-me, Senhor.Anim.: Senhor, perdão pelas vezes que eu deixei de te testemunhar.Todos: Perdoai-me, Senhor.3. A FAMÍLIA ESCUTA A PALAVRAAnim.: O Evangelho segundo João nos ensina que, enquantocaminhamos com Cristo através da comunidade, vamos progredindo noconhecimento a respeito dele. Com alegria aclamemos a Palavra deDeus, cantando: (ou um outro)Todos: Como são belos os pés do mensageiro, que anuncia a paz.Como são belos os pés do mensageiro, que anuncia o Senhor.
  33. 33. Ele vive, Ele reina, Ele é Deus e Senhor (2x)Leitor(a) 1: Proclamação do Evangelho segundo João 1,35-424. A FAMÍLIA MEDITAAnim.: Vamos conversar:1) Quais os benefícios que recebemos ao caminharmos emcomunidade?2) André era um dos dois que ouviram as palavras de João: “Eis ai oCordeiro de Deus”. E seguiram a Jesus. Hoje diante de tantas vozes(ganância, poder, prazer, ser) o que fazemos? Aceitamos tudo ousomos capazes de selecionar o que assumimos para nossa vida?3) Quanto tempo de nossa vida dedicamos à comunidade, ou à leitura emeditação da Palavra de Deus?Canto de meditação: se preferir5. A FAMILIA SE COMPROMETEAnim.: Qual é gesto concreto que cada um pode assumir após areflexão?6. A FAMILIA REZAAnim.: Nutridos pela Palavra do Evangelho, por intercessão de SantoAndré, elevemos nossas preces a Deus, respondendo:Todos: Por intercessão de Santo André, escutai-nos, Senhor!Leitor 1: Senhor, ajude-nos a amar sempre a comunidade queparticipamos. Iluminai todas as famílias, a comunidade, grupos depequenas comunidades, pastorais, movimentos e serviços; rezemos.Leitor 2: Pelas pessoas que ajudaram e as que ajudam na construção dado bairro e da comunidade católica Santo André, os vivos e os jáfalecidos, rezemos.Leitor 3: Pelos enfermos que se encontram nos hospitais, nas casas,pelos dependentes em drogas, os que sofrem depressão, para que
  34. 34. encontrem nos amigos, na família e na comunidade a força necessáriapara superar as dificuldades, rezemos.Leitor 4: Pelos dizimistas e benfeitores, para que sejam cobertos peloinfinito amor de Jesus, que o seu gesto generoso que agrada a Deus sejarecompensado em saúde, paz, harmonia e que haja sempre muita farturaem seus celeiros, rezemos. (Segue com preces espontâneas)7. A FAMILIA É ABENÇOADAAnim.: Vamos concluir nosso encontro pedindo a bênção sobre todasas famílias, e que a exemplo de Santo André conceda-nos a graça desermos verdadeiros discípulos. Rezemos juntos a oração de SantoAndré:Todos: Ó grande Santo André * por aquela admiráveldisponibilidade * com que vós seguistes a Jesus Cristo * econduzistes a Ele o vosso irmão Pedro* o qual depois foi o chefe doColégio Apostólico* e a pedra fundamental da Igreja. * Daí a cadaum de nós * a graça de seguir a Jesus * e com a vossa proteção aforça necessária * para sofrer e oferecer com amor * todas asprovações da vida presente * a fim de obter a recompensa eterna.Assim seja!Anim.: Jesus, Maria , José e Nosso padroeiro Santo André iluminai avida do nosso lar! Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (+).Todos: Amém!Anim.: Ide em paz que o Senhor nos acompanhe.Todos: Graças a Deus!8. AVISOS:- Onde será o próximo encontro e o tema.- Encontrão com Santo André: 27 de novembro (15h00 às 17h00)- Missa Solene em louvor ao padroeiro: 30 de novembro (19h30);
  35. 35. 9º DIA MISSÃO PERMANENTE E A NOVA EVANGELIZAÇÃOAmbiente: Mesinha com a Bíblia, Vela, imagemde Santo André.1. ORAÇÃO INICIAL: Página 2Anim.: Chegamos ao final da Novena em louvorao nosso padroeiro Santo André; que nos conduz aabraçar com determinação a missão na Igreja deJesus. Não pode existir uma comunidade autênticaque não seja missionária, que não vá ao encontro das pessoas onde elasestejam!Leitor 1: Muitas vezes, porém, as estruturas que temos nos prendemdentro da comunidade: uma infinidade de pastorais, movimentos,reuniões, atividades, festas, etc. Fazemos muito, mas deixamos de ir láonde estão os afastados, os desanimados, os excluídos... Falamos queestamos muitos presos a estruturas e deixamos de colocar-nos namissão. O Senhor está sempre contando com todos nós, como contoucom André, para sermos seus discípulos missionários, deixando – sepreciso for – de rodear entorno ao templo para ir onde estão os queprecisam ser evangelizados, pelo encontro, a visita, a comunhão.Todos: “Eu devo anunciar também a outras cidades a Boa Nova doReino de Deus, pois é para isto que fui enviado” (Lc.4,43).Leitor 2: A Missão Continental não é um exercício missionário isolado,mas uma opção missionária que pretende renovar a comunidade eclesialem seu conjunto, para que todos os batizados, convertidos emdiscípulos missionários, sejam capazes de dar testemunho da BoaNotícia em nosso mundo de hoje.Todos: “Eis que estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos”(Mt 28, 20).
  36. 36. Leitor 3: Não é um projeto missionário propriamente dito, mas trata-sede um projeto de animação missionária. Um dos compromissos centraisde Aparecida foi despertar a consciência discipular dos cristãos, resgatara dimensão missionária da Igreja e convocar para uma Missão em todoo Continente.Todos: “Como são belos, sobre os montes, os pés do mensageiro queanuncia a paz, que proclama boas novas e anuncia a salvação!”(Is.52,7)Leitor 4: Temos de alimentar, entre nós católicos, uma “culturamissionária”, que permeie as celebrações, as pregações, ascomunicações, a preparação aos sacramentos, a formação dossacerdotes, dos agentes de pastoral e dos fiéis. A comunidade deve criaro hábito das missões populares permanentes, que se espelham na práticade Jesus.2. A FAMÍLIA PEDE PERDÃOAnim.: Estamos chegando ao final de mais ao litúrgico, quando coisasboas deixamos de fazer ou fizemos mal feitas. Qual foi o tempo quedediquei à Evangelização e ao cultivo da Palavra de Deus? Quantasgraças recebemos neste ano, mas se esquecemos de agradecer. Senhor,pedimos o teu perdão, cantando:Todos: Piedade, piedade, piedade de nós (2x). ou um outro à escolha3. A FAMÍLIA ESCUTA A PALAVRAAnim.: Estamos ao final de mais um ano, mais uma novena, quantasgraças recebemos de Deus. O Evangelho segundo Mateus, nos mostraque todos somos chamados a participar da nova evangelização, a estarem estado permanente de missão, aquela que Jesus deixou. Vamos nospreparar para ouvir o que Jesus pede a nós, cantando: (ou um outro)Todos: Tua Palavra é lâmpada para os meus pés, Senhor;Lâmpada para os meus pés, Senhor. * Luz para o meu caminho.Lâmpada para os meus pés, Senhor! Luz para o meu caminho.Leitor(a) 1: Proclamação do Evangelho segundo Mateus 28,16-20
  37. 37. 4. A FAMÍLIA MEDITAAnim.: Vamos conversar1) Jesus é a única autoridade entre Deus e os homens. Ele dá apenasuma ordem para aqueles que o seguem: “fazer com que todos os povosse tornem discípulos”. Enquanto membros da Comunidade SantoAndré, estamos cumprindo esta ordem?2) “Eis que estarei com vocês todos os dias, até o fim do mundo”. Estaspalavras de Jesus ecoam em nossa vida pessoal e comunitária?Quando?Canto de Meditação: a escolha5. A FAMÍLIA SE COMPROMETEAnim.: Que compromisso vamos assumir, após esta novena?Lembramos que está chegando o Advento, tempo da Novena de Natal.Nada adianta participarmos da novena, se no dia 30 de novembro, eunão for à missa em louvor ao padroeiro Santo André.6. A FAMILIA REZAAnim.: Neste mês festivo, amados irmãos e irmãs, elevemos uma precefervorosa ao Senhor por toda a Igreja Missionária, a fim de quepermaneça sempre fiel ao Cristo e tenha coragem de ir ao encontro detoda a humanidade e levar a Boa Nova da Salvação. RezemosLeitor 1: Que a vida em comunidade nos ensine a observar tudo o queo Senhor nos ensinou, em sua vida de missão. Rezemos.Todos: Senhor, fazei-nos verdadeiros discípulos missionários doReino de Deus.Leitor 2: Que nosso testemunho seja motivo de evangelizar. Rezemos.Leitor 3: Por toda a Igreja, para que ela seja portadora da Palavra deDeus, e através de seus ensinamentos construa verdadeiros discípulosmissionários de Jesus. Rezemos.
  38. 38. Todos: Senhor Deus, Pai de todos nós, derramai, pelo VossoEspírito de amor, todas as bênçãos necessárias para a nossa famíliaaqui reunida, para que cada um de nós cumpra a sua missão,seguindo o Vosso plano de amor para o bem de todos. Senhor, quenossa família assim abençoada seja uma verdadeira imagem daVossa Trindade, na unidade, na ação, e na vida em comum. AmémAnim.: Nós vos suplicamos, ó Deus onipotente, que o Apóstolo SantoAndré, pregador do Evangelho e pastor da vossa Igreja, não cesse nocéu de interceder por nós. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,na unidade do Espírito Santo.Todo: Amém.Anim.: Santo André ApóstoloTodos: Rogai por nós!7. A FAMILIA É ABENÇOADAAnim: Concluindo nosso encontro e nossa novena, demos graças aDeus Trindade por termos tido esse momento de convivência, reflexãoe oração, pedimos por intercessão de Santo André e da Virgem Maria abênção sobre todos nós. Deus vos abençoe, Deus vos proteja, Deusvos dê a sua paz! Glória ao Pai (+), ao Filho e ao Espírito Santo.Todos: Amém!Anim.: Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo!Todos: Para sempre seja louvado!Anim.: Santo AndréTodos: Rogai pó nós!Canto final: a escolher8. AVISOS: Combinar o horário de saída do grupo juntamente com osdemais do setor para sair em procissão até a Igreja, no dia do Padroeiro(30/11). Retomar na próxima semana os círculos bíblicos e Novena deNatal. Não se esqueçam! Dia 27/11, Encontrão com Santo André, às 15h.
  39. 39. SANTO ANDRÉ APÓSTOLO Apóstolo de Jesus Cristo nascido em Betsaida da Galiléia, tambémconhecido como o Afável foi escolhido para ser um dos Doze, e nasvárias listas dos Apóstolos dadas no Novo Testamento é sempre citadoentre os quatro primeiros junto com Pedro, João e Tiago, sendo seunome mencionado explicitamente três vezes: por ocasião do discursoescatológico de Jesus (Mc 13,3), na primeira multiplicação dos pães edos peixes (Jo 6,8) e quando, juntamente com Filipe, apresenta a Jesusalguns gentios (Jo 12,22). Também pescador em Cafarnaum, foi o primeiro a receber deCristo o título de Pescador de Homens e tornou-se o primeiro a recrutarnovos discípulos para o Mestre. Filho de Jonas tornou-se discípulo doJoão Batista, cujo testemunho o levou juntamente com João Evangelistaa seguirem Jesus e convencer seu irmão mais velho, Simão Pedro aseguí-los. Desde aquele momento os dois irmãos tornaram-se discípulosde Cristo e deixaram tudo para seguir a Jesus. Depois do Pentecostes ajudou, entre grandes ameaças eperseguições, a estabelecer a Fé na Palestina, passando provavelmentepor Cítia, Épiro, Acaia e Hélade. Para Nicéforo ele pregou naCapadócia, Galácia e Bitínia, e esteve em Bizâncio, onde determinou afundação da Igreja local e apontou São Eustáquio como primeiro bispo.Finalmente esteve na Trácia, Macedônia, Tessália e Acaia. Na Grécia, segundo a tradição foi crucificado no dia 30 denovembro em Patros da Acaia, cidade na qual havia sido eleito bispo,durante o reinado de Trajano, por ordem do procônsul romano Egéias.Atado, não pregado, a uma cruz em forma de X, que ficou conhecidacomo a cruz de Santo André.
  40. 40. ORAÇÃO DAS PEQUENAS COMUNIDADES Senhor Jesus, tu nos garantiste: “Onde dois ou três estiveremreunidos em meu nome, eu estou ali, no meio deles” (Mt.18,20). Por isso, acreditamos em tua presença, quando nos reunimossemanalmente nas casas. Como André, somos chamados a sermos discípulos (as) missionários(as) de Jesus Cristo nas pequenas comunidades. Em nossos encontros, Senhor Jesus, somos iluminados por tuaPalavra, fortalecidos pela oração comunitária e enriquecidos por tuagraça. Somos, também, confortados pela presença de irmãos e irmãs que,como nós, querem ser discípulos e missionários teus. Porque queremos ser teus discípulos, ensina-nos a fazer a vontade doPai; a estar atentos às necessidades dos que sofrem e a ser “alegres naesperança, fortes na tribulação e perseverantes na oração” (Rm 12,24). Dá-nos um coração generoso e entusiasta, um coração como o Teu:incansável no anúncio de que Deus é amor. Nosso encontro bíblico semanal nos prepara para o domingo, Dia doSenhor, quando somos convidados a nos reunir ao redor de teu Altar. Ali te ofereces ao Pai por nós e nos alimentas com tua Palavra e como Pão da Vida; ali aprendemos que amar é assumir a cruz de cada dia. Tua Mãe Maria Imaculada Conceição e Santo André Apóstolo nossopadroeiro, intercedam por todas as famílias, grupos de pequenascomunidades e, animadoras (es), para que saibam imitar a Família deNazaré. Assim estaremos nos preparando para viver um dia com Santo Andrée todos os santos e anjos celestes em comunhão com a SantíssimaTrindade, numa alegria que não terá fim. Amém!

×