Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Farmacia Hospitalar Introducao

18,428 views

Published on

Slide sobre farmácia hospitalar.

  • Posso recomendar um site. Ele realmente me ajudou. Chama-se ⇒ www.boaaluna.club ⇐ Eles me ajudaram a escrever minha dissertação.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Posso recomendar um site. Ele realmente me ajudou. Chama-se ⇒ www.boaaluna.club ⇐ Eles me ajudaram a escrever minha dissertação.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • prof josé qual a estrututa da farmacia hospitalar ? qual diferença entre o farmaceutico e auxiliar de farmacia qt as funçoes?
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • muito bom...
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Farmacia Hospitalar Introducao

  1. 1. FARMÁCIA HOSPITALAR INTRODUÇÃO • Histórico • Conceito – ‘Unidade clínica, administrativa e econômica, dirigida por profissional farmacêutico, ligada hierarquicamente à direção clínica do hospital, integrada funcionalmente com as demais unidades de assistência ao paciente. Enquadram-se nesta definição também as farmácias de casa de saúde, clínicas ou qualquer outra unidade de saúde que realizem internações”(adaptado CFF/1997) • Objetivo
  2. 2. FARMÁCIA HOSPITALAR INTRODUÇÃO • Estrutura Organizacional – Localização – Área Física – Recursos Humanos – Recursos Materiais – Informática – Inter-relação com outros setores • Atribuições do Farmacêutico Hospitalar • Padrões Mínimos de Funcionamento da FH
  3. 3. FARMÁCIA HOSPITALAR INTRODUÇÃO ÁREA FÍSICA CAF: Recepção, Armazenagem e Distribuição Armazenagem •geral •inflamáveis •termolábeis •psicotrópicos e entorpecentes •radiofármacos
  4. 4. FARMÁCIA HOSPITALAR INTRODUÇÃO ÁREA FÍSICA Área de Dispensação Interna Área de Manipulação - Farmacotécnica Centro de Informações sobre Medicamentos (CIM) Área Administrativa
  5. 5. Funções do Farmacêutico Hospitalar Que pensa fazer um farmacêutico num hospital? •Fórmulas Magistrais •Preparar a Medicação
  6. 6. Funções Básicas ou Prioritárias do Farmacêutico Hospitalar •Manipulação e controle dos medicamentos •Distribuição e controle do consumo de medicamentos •Armazenamento e conservação dos medicamentos •Seleção de Medicamentos •Aquisição de Medicamentos •Informação sobre medicamentos •Seguimento farmacoterapêutico do paciente
  7. 7. Funções Básicas ou Prioritárias do Farmacêutico Hospitalar • Gerenciamento da Farmácia Hospitalar • Planejamento estratégico para cumprir a missão do serviço • Estabelecimento de indicadores para a avaliação de desempenho do serviço • Implementação de estratégia e análise de processo • Dimensionamento de recursos humanos necessários ao serviço • Educação continuada para os recursos humanos • Elaboração do manual de procedimentos das atividades administrativas, operacionais e clínicas do serviço
  8. 8. Funções Básicas ou Prioritárias do Farmacêutico Hospitalar • Gerenciamento da Farmácia Hospitalar • Controle de estoque, enfocando o aspecto qualitativo e quantitativo • Participações nas comissões responsáveis pela formulação de políticas e procedimentos relacionados à assistência farmacêutica (comissão de parecer técnico, comissão de farmácia e terapêutica, CCIH,etc) • Estabelecimento da política de melhoria da qualidade • Desenvolvimento de infra-estrutura (informatização, comunicação, manutenção de equipamento, instalações, materiais e área física )
  9. 9. FARMÁCIA HOSPITALAR PROCESSO DE AQUISIÇÃO • O que comprar? • Para que comprar? • Como vai ser utilizado? • Para quanto tempo? • Que fatores influenciarão no consumo? • Quais os fornecedores? • Qual o tipo de reposição? • Quanto pagar? Como pagar? • Onde armazenar?
  10. 10. Funções Básicas ou Prioritárias do Farmacêutico Hospitalar • Seleção de Medicamentos e Produtos para a Saúde • Conceito de seleção • Objetivos • Justificativa da seleção • Métodos de seleção • Comissão de Farmácia e Terapêutica • Inclusão de novos princípios ativos • Exclusão de princípios ativos • Formulário (Guia) Farmacoterapêutico • Estabelecimento de protocolos terapêuticos • Garantia de qualidade na seleção de medicamentos
  11. 11. Funções Básicas ou Prioritárias do Farmacêutico Hospitalar • Distribuição de Medicamentos e Produtos para a Saúde • Conceito de dispensação e de distribuição de medicamentos • Objetivos da dispensação e de distribuição de medicamentos • Classificação dos sistemas de distribuição • Sistema de distribuição coletiva • Sistema de distribuição individualizada • Sistema de distribuição por dose unitária • Centralizado e descentralizado
  12. 12. Funções Básicas ou Prioritárias do Farmacêutico Hospitalar • Distribuição de Medicamentos e Produtos para a Saúde • Sistema de distribuição misto • Dispensação ambulatorial • Dispensação de medicamentos e ensaios clínicos • Dispensação de medicamentos para setores de urgência/emergência ( pronto socorro e UTI ) • Garantia da qualidade da dispensação • Diferenciação dos sistemas de distribuição
  13. 13. Funções Relacionadas com as Atividades Clínicas • Estudos de Utilização de Medicamentos • Colaboração com Programas de Nutrição e Dietética • Participar na Elaboração de Protocolos de Utilização de Medicamentos • Farmacocinética Clínica • Farmacovigilância • Educação Sanitária • Atenção Farmacêutica
  14. 14. Funções Relacionadas com as Atividades Clínicas • Farmacoepidemiologia • Estudo de utilização de medicamentos • Farmacovigilância • Farmacotécnica Hospitalar • Misturas parenterais • Fracionamentos • Germicidas • Formulações magistrais e oficinais
  15. 15. Funções Relacionadas com as Atividades Clínicas • Pesquisa Clínica • Ensaios clínicos e outros estudos desenvolvidos com a participação da farmácia hospitalar
  16. 16. Funções Relacionadas com as Atividades Clínicas • Informação sobre Medicamentos • Tipos de solicitações • Fontes de informação e critérios de seleção • Implantação de um serviço ou centro de informação sobre medicamentos • Conceito • Objetivo • Atividades e funções clientela • Recursos necessários • Normas de funcionamento • Perfil do especialista em informação • Avaliação
  17. 17. Funções Relacionadas com as Atividades Clínicas • Infecção Hospitalar • Conceito • Aspectos epidemiológicos • Transmissão • Tipos de infecções hospitalares e fatores pré-disponentes • Programa de prevenção e controle das infecções hospitalares • CCIH • Legislação • Atuação do Farmacêutico no controle das infecções hospitalares
  18. 18. Funções Relacionadas com as Atividades Clínicas • Terapia Nutricional • Avaliação nutricional • Conceitos de Nutrição Parenteral e Enteral • Indicações, vias de acesso venoso e osmolaridade das soluções • Complicações metabólicas, mecânicas e infecciosas • Tipos de constituintes e de formulações • Incompatibilidades • Interações • Técnicas de preparo • Legislação • Controle de qualidade • Equipe multiprofissional de terapia nutricional
  19. 19. ATENÇÃO FARMACÊUTICA HOSPITALAR Pacientes Internados Pacientes Ambulatoriais
  20. 20. ATENÇÃO FARMACÊUTICA Provisão responsável do tratamento farmacológico com o propósito de alcançar resultados concretos que melhorem a qualidade de vida do paciente. Estes resultados são: I. Cura da enfermidade, II. Eliminação ou redução da sintomatologia do paciente, III. Interrupção ou diminuição do processo patológico, IV. Prevenção de uma enfermidade ou de uma sintomatologia (Hepler y Strand)
  21. 21. ATENÇÃO FARMACÊUTICA HOSPITALAR Por que um paciente vai ao hospital ? Será que o paciente internado via o Farmacêutico ? Quem até agora via o Farmacêutico Hospitalar ? Farmacêutico Dispensador Farmacêutico Manipulador
  22. 22. ATENÇÃO FARMACÊUTICA HOSPITALAR PASSOS A SEGUIR • Criar um ambiente de confiança - dispensar os medicamentos corretamente - dar o conselho correto • Apresentar-se e explicar a sua função como farmacêutico e objetivos • Nossa atitude influenciará na: - compreensão por parte do paciente - atitude em relação ao cumprimento
  23. 23. ATENÇÃO FARMACÊUTICA HOSPITALAR GUIA PARA A ENTREVISTA • Dados do paciente • Sintomas • Medicação atual • Tratamento anterior • Auto-medicação • Reações adversas • Cumprimento Não perguntar dados que o paciente possa esperar que saibamos
  24. 24. IMAGINANDO UMA ENTREVISTA COM UM PACIENTE • Que tipo de paciente o farmacêutico poderá encontrar no hospital ? • Tipo de patologias que o farmacêutico estaria mais preparado para desenvolver a AF • Desenhar um guia para realizar uma entrevista com os pacientes
  25. 25. INFORME FARMACOTERAPÊUTICO • Lista de medicação atual com doses e data de início • Tratamentos prévios que podem ter importância para o tratamento atual • Detalhes de reação adversa • Descrição de se houve alguma interação fármaco-fármaco, fármaco-enfermidade • Detalhes sobre medicamentos novos que foram prescritos ao paciente • Descrição de problemas relacionados com o cumprimento • Qualquer problema relacionado com os medicamentos
  26. 26. SEGUIMENTO FARMACOTERAPÊUTICO PROGRAMA Monitorização farmacoterapêutica Seleção de pacientes Identificação dos fármacos Razões e procedimentos Caso Clínico
  27. 27. MONITORIZAÇÃO DA PRESCRIÇÃO • O objetivo é: identificação e manejo de PRM usando a informação disponível no Serviço de Farmácia • Extrair a informação relevante da prescrição médica • Analisar e interpretar esta informação • Antecipar-se a problemas terapêuticos e formular um plano de ação apropriado • Saber que parâmetros monitorar para os fármacos
  28. 28. DESENVOLVIMENTO ESCALONADO DE UMA FARMÁCIA HOSPITALAR Fase 1 Fase 2 Fase 3 Fase 4 Implantar ou atualizar o processo de seleção de medicamentos Implementar o sistema de distribuição de medicamentos Realizar estudo biofarmacotécnico de formulações de uso hospitalar Desenvolver estudos de utilização de medicamentos Estruturar e/ou dinamizar a comissão de padronização Estruturar o centro de informação de medicamentos Estruturar a unidade de centralização de preparo de citostáticos Realizar análises farmacoeconômicas Aprimorar ou implantar o gerenciamento do estoque de medicamentos Transformar a comissão de padronização em comissão de farmácia e terapêutica Estruturar a unidade de manipulação de nutrição parenteral e de misturas endovenosas Estruturar sistema de farmacovigilância Distribuir medicamentos pelo sistema mais viável Editar e divulgar o formulário farmacoterapêutico Implantar controle de qualidade de matéria- prima e medicamentos manipulados Participar da monitorização plasmática de fármacos Implantar farmacotécnica básica e adaptativa Participar da auditoria de antimicrobianos Desenvolver estudos de farmacocinética clínica Participar da comissão de controle de infecção hospitalar Ampliar a participação nas ações de controle de infecção hospitalar Participar de ensaios clínicos de medicamentos Implantar farmácia clínica ou atenção farmacêutica
  29. 29. MENSAGEM O Farmacêutico Hospitalar é o profissional do medicamento sendo de sua responsabilidade todo e qualquer problema relacionado aos medicamentos dentro da unidade hospitalar. Vivemos na sociedade do conhecimento e deve-se: - Saber fornecer informação ou os meios para conseguí-la; - Saber se relacionar , trabalhar em equipe

×