Agro Deve Ter Marketing Voltado Para Centros Urbanos

271 views

Published on

Cabe ao marketing das empresas ter uma visão estratégica do aproveitamento dos nichos da
VINICULTUA, VITICULTURA, FLURICULTURA, FRUTICULTURA e HORTICULTURA

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Agro Deve Ter Marketing Voltado Para Centros Urbanos

  1. 1. Agro deve ter marketing voltado para centros urbanosA VIN, VITICULTURA, FLURICULTURA, FRUTICULTURA e HORTICULTURA são algumas das actividaderesponsáveis por colocar Portugal no cenário internacional, mas ainda não fala a língua da populaçãourbana. Companhias do Agro devem ter mente que o seu tarjeta não só esta neste mercado internacionalmas também nos grandes centros urbanos nacionais.Os campos do interior não são mais sinónimos de atraso. Com o surgimento do agro-negócio no País. Osegmento se modernizou, utilizando novas técnicas agrícolas, produção em massa e investimento emmaquinaria pesada.A cidade também mudou sua percepção em relação ao campo, embora prevaleçam ainda algunsestereótipos. A actividade nunca foi vista como possibilidade de carreira. “As pessoas conhecem o agronegócio, sabem que ele faz parte de uma cadeia produtiva, mas as mesmas não se reconhecem dentrodela”, Apesar do crescimento da actividade, tanto os consumidores emergentes quanto as elites aindaenxergam o agro - negócio como algo distante de sua realidade, embora reconheçam sua importância.Há aspectos relevantes da actividade que podem ser levados em conta na criação de um plano demarketing, como a geração de empregos e o desenvolvimento que a actividade propicia, e arepresentatividade que o país possui no cenário internacional. Este meio oferece oportunidades de carreira,pesquisas e marketing.Cabe ao marketing das empresas ter uma visão estratégica do aproveitamento dos nichos deste mercado.Outro ponto de trabalho é demonstrar a viabilização dos negócios e o apoio ao micro e pequenoempreendedor.Estratégias para além do “campo”Para amenizar o hiato entre a cidade e o campo, as estratégias das empresas devem ser voltadas para oconsumidor a respeito da cadeia produtiva.As companhias devem ter em mente que o seu target está nos grandes centros urbanos e, ao mesmotempo, falar a língua deste público. “Não adianta apresentar números sobre exportação se esse o produtonão faz parte da rotina do consumidor nacional”.A preocupação deve ir para o que o cidadão urbano pensa do agro-negócio , uma vez que a actividade édependente da vontade política. Outro factor que corrobora para o fraco envolvimento da populaçãourbana é a ausência de um plano de comunicação por parte das empresas e dos sectores responsáveis.Além das questões relacionadas ao conhecimento.Mesmo pensando dessa maneira, existe uma atitudemuito positiva da popoulação em geral em relação a esta actividade acreditando que formas de cultivo eextracção diferentes como agricultura familiar, endógena e o agribusiness podem coexistir sem atrito.Agro-negócio movimenta economia local e internacionalHoje o agro. negócio gera desenvolvimento em regiões que antes haviam sido abandonadas, após o êxodorural dos anos 60, oferecendo boas oportunidades de emprego, em áreas como agronomia, veterinária egerência agrícola.O mercado local também é beneficiado pelos investimentos do agro-negócio. Ele possibilita a criação emovimentação, nos sectores de serviços, comércios e transportes. Hoje, a maioria dos produtores não vivemais nas fazendas, mas sim nas áreas urbanas criadas pela actividade. Com maior acesso à informação, osfilhos dos agricultores puderam se tornar os jovens investidores que movimentam a economia local.Outro benefício gerado pelo segmento é o grande número de exportações só nas áreas de FRUTI,FLORI EHORTICULUTURA as menos conhecida pela população movimenta 800 M€ com um valor dd produção de2.500 M€ e empregabilidade 30% do sector Agrícola.

×