Apostila O Sexo nosso de cada dia..

43,654 views

Published on

Apostila sobre o sexo que os cristãos devem praticar.

Published in: Spiritual
1 Comment
26 Likes
Statistics
Notes
  • Parabéns pelo brilhante ministério. Deus abençoe a vida de vocês. cada dia mais.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
43,654
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
27,736
Actions
Shares
0
Downloads
1,458
Comments
1
Likes
26
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apostila O Sexo nosso de cada dia..

  1. 1. O Sexo Nosso de cada dia. 1 SUMÁRIO: 1-Introdução, ..........................................................................................................................2 2-Depois do amor ele vira e dorme..........................................................................................3 3-Homens fazem sexo, mulheres fazem amor..........................................................................4 4-Será que a masturbação faz parte da vida sexual do casal ?..................................................6 5-Fidelidade sexual ,................................................................................................................8 6-A exclusividade sexual....................................................................................................... 10 7-Motel é recomendado para o cristão..................................................................................13 8-esfriamento sexual............................................................................................................ 14 10-Preserve seus momentos de intimidade conjugal.............................................................17 11-Principais perguntas que os cristãos fazem sobre sexo.....................................................19 12-Sexo Anal é pecado ?.......................................................................................................19 13-O que o cristão não deve fazer na cama com seu cônjuge? ( Pecados sexuais),................ 20 14-E o sexo Oral: É Permitido ou proibido?...........................................................................20 15-É pecado fazer sexo variando as posições? ......................................................................21 16-Falta de interesse para o sexo:........................................................................................ 22 17-As Zonas erógenas...........................................................................................................22 18-Números do prazer..........................................................................................................23 19-Vicio ou compulsão sexual...............................................................................................24 20-Qual a quantidade de sexo é considerada normal? .........................................................25 19-Mentiras sobre sexo nas quais acreditamos.....................................................................26 20-Meu marido não quer sexo..............................................................................................29 21-Manter um bom casamento é suprir as necessidades do outro........................................30 22-Como uma mulher conquista o coração do marido..........................................................31 23-Aconselhamento Meu marido prefere a pornografia.......................................................33 24-Aconselhamento: Ela não sexo, embora eu faça tudo por agradá-la................................35 25-Aconselhamentos: Um marido fogoso............................................................................38
  2. 2. O Sexo Nosso de cada dia. 2 INTRODUÇÃO: Acreditamos que o melhor o melhor marido e a melhor esposa que se possa imaginar são aqueles que já tiveram uma experiência com Cristo, pois um marido bíblico, uma esposa bíblica, desfrutam um do outro, do amor em todas as suas nuances sem a menor preocupação, pois nele o abuso não tem vez, o respeito é uma constante, e a alegria perene. Ao contrário do conceito do mundo de que o amor verdadeiramente EMOCIONANTE se encontra fora dos limites do casamento, as Escrituras deixam claro que a segurança fornecida por um relacionamento conjugal exclusivo e vitalício ( por toda a vida) é justamente o que permite a satisfação e realização sexual tanto do homem quanto da mulher. Libertos do egocentrismo do pecado e do desejo de manipular o cônjuge com uma atitude de total desprendimento e, portanto, podem desfrutar um ao outro sem medo de rejeição, abuso ou dominação. ( “Deus, Família e Casamento”) É importante que os casais cristãos conheçam as delícias do sexo sem necessidade de entrarem nas suas nuances pecaminosas, tampouco é aceitável que eles vivam um sexo rotineiro e insípido por achar que tudo é pecaminoso e sujo. Assim como se ensina sobre finanças, sobre santidade, também, a igreja deve ensinar seus filhos sobre a vida sexual com seus prazeres e pecados.
  3. 3. O Sexo Nosso de cada dia. 3 Depois do amor ele vira e dorme. O pós ato sexual muitas vezes só é comentado à nível de chacota. A coisa é mais ou menos assim: -Ah!, meu marido vira a cara para a parede e dorme!!! É uma desaprovação feminina da atitude de seu marido, que depois do orgasmo vira do lado e dorme gostosamente. Bom, inicialmente, é preciso lembrar que realmente o homem faz isso por uma questão fisiológica, visto que depois de alto um consumo de energia, o guerreiro precisa realmente dormir para se recuperar, é um mecanismo de defesa do organismo. Entretanto, isso não é algo insuperável, algo que não possa ser mudado, é só uma questão de .... amor. Lendo o Livro Amor e Felicidade no casamento, de Fritz Kahn, Boa Leitura Editôra SA, ele traz um ensino que achei interessante, e é possível que possa interessar aos maridos que querem amar suas esposas através de atitudes e não somente de palavras. Parece me que nós homens não gostamos muito que alguém nos ensine a fazer amor com nossas esposas, especialmente se quem o faz é outro homem, mas ainda assim quero arriscar. Então aqui reproduzo o texto que me chamou a atenção no referido livro: Epílogo do ato sexual: “ No homem a curva da excitação cai tão abruptamente como subiu. Na mulher ela se extingue com a mesma suavidade com que se elevou. Nessa fase terminal a mulher sente forte anseio de amor. Manifesta-se de novo nela o poderoso instinto do aconchego. A realização do ato sexual não é prova de amor, é ato instintivo. Sempre e com razão a mulher suspeita que o homem não a desposou por amor, mas só por ser ela anatomicamente uma mulher. No prelúdio ( início) e no epílogo( final) revela-se se o homem ama a mulher com quem pratica a cópula ou se apenas a usa. Na maioria dos casos, o homem fica extenuado após o ato sexual. Em muitas espécies animais o macho jaz no chão, prostrado, como morto...O homem egoísta dorme então o sono do senhor. Em nenhum jornal humorístico falta a figura do mau marido, que se virou para a parede e dorme, enquanto a mulher está acordada ao seu lado. O verdadeiro amante, porém, permanece acordado ou desperta após alguns minutos do sono letárgico em que a fadiga o lançara e de novo se volta à esposa, pois sabe que ela anseia por provas de amor, amor humano, não sexual. Deve tomá-la nos braços, apertá-la contra si, afagar-lhes os cabelos e os ombros, pousar-lhe a mão no corpo, no regaço, sem querer excitá-la, fazendo-a entender, em silêncio, que a suporta , protege e estima, naquela noite e sempre, como sua companheira, para o amor, para a vida. Isso é matrimônio. O mais belo é quando, dos dois a mulher adormece primeiro e nos braços do amado voa de mansinho para a terra dos sonhos. Na manhã seguinte ambos despertam revigorados e sentem rejuvenescidos e não só o sentem, como de fato o estão. O matrimônio começa de novo, pela manhã, após cada ato sexual. Muitas mulheres se sentiriam amadas pelos seus maridos se simplesmente ao invés de virar do lado e dormir depois do orgasmo, houvesse um abraço, um adormecer nos braços um do outro, ou quem sabe, um pouquinho de carinho logo após o ato. Isso é o que gera cura da alma, faz bem para o amor, melhora o humor na relação.
  4. 4. O Sexo Nosso de cada dia. 4 Homens fazem sexo, mulheres fazem amor. E o que falar então com relação aos instintos sexuais do homem e da mulher, será que eles também são diferentes nessa área? Certamente que sim. O que é preciso para um homem ter um momento de sexo com orgasmo e tudo? Só precisa de um cantinho e uma mulher. E como saber se ele está pronto para um momento de sexo? É só observar se ele está respirando. Eu brinco que um homem é capaz de enterrar a mãe de manhã e transar a noite. E o que é preciso para que uma mulher tenha um momento de sexo com orgasmo e tudo? É preciso que suas emoções estejam bem, que o homem trabalhe com o coração dela, que haja romantismo, afeto e ternura. O homem transa e a mulher tem um romance. Ela se envolve emocionalmente no relacionamento sexual. É por isso que os homens tem mais propensão para o adultério, pois nesse caso ele não visa ter um encontro de amor, mas sim, quer ter um orgasmo, nada, além disso. A mulher pensa em uma relação de intimidade como uma conquista, algo muito maior que uma relação sexual. O sexo para ambos é bom e prazeroso, na verdade uma delícia, mas não deve ser a única fonte de prazer para os dois, ainda mais se há uma obrigação de se chegar ao orgasmo. Para o homem, chegar ao orgasmo é quase que natural, mas para ela, nem sempre isso irá acontecer e nem por isso deixa de ser prazeroso. O sexo é exigente, cobra mudanças, não tolera rotinas demasiadas, para o sexo, a palavra de ordem é “renovar ou morrer”. Pastor Josué Gonçalves ensina que os casais devem dar ao sexo o que é do sexo, e a Deus o que é de Deus, sob pena do sexo vir a cobrar violentamente aquilo que é dele e não lhe foi entregue. Entre os casais normais, o homem é quem mais pensa em sexo, há estudos que mostram que 61% dos homens pensam muito naquilo, e entre as mulheres esse número cai, apenas 31% pensam muito em sexo. A média dos casais brasileiros é de dois a três relações sexuais por semana, mas os índices mostram que apenas 8% das mulheres são felizes sexualmente, e entre os homens, 16% são felizes sexualmente (dados do grupo de estudos da sexualidade do Hospital das Clínicas em São Paulo) Apenas 30% das mulheres tem orgasmo em suas relações sexuais, uma boa margem, algo em torno de 25% delas não tem nem mesmo prazer sexual. A boa notícia é que 95% das doenças e distúrbios sexuais femininos tem cura, daí a importância de buscar ajuda médica quando necessário.
  5. 5. O Sexo Nosso de cada dia. 5 Quanto as maneiras pelas quais são estimulados para o sexo, o homem, tem como principal estímulo a visão e as mulheres são estimuladas pelo tato ( carícias) , pela audição ao ouvir coisas agradáveis, e pelo olfato, o seu homem deve ter um cheiro bom. Outras diferenças sexuais: • 1.Auge sexual: Ele aos 16 anos, ela aos 40-45 anos. • 2.Impulso sexual: O dele é 10 a 20 vezes maior que o impulso dela, mas depois se equipara quando ela se encontrar com uma idade próxima de 40 anos e chegando ao seu auge. • 3.Ele Aprecia o Sexo para relaxar, ela só aprecia se estiver bem de cabeça, com suas emoções serenas e em paz com ele. • 4. Para ele o sexo é fisiológico, para ela é romance. • 5. Ele precisa de sexo para oferecer amor, ela precisa de amor para oferecer sexo. • 6.Para fazer sexo ele só precisa de uma mulher e um cantinho, ela precisa de envolvimento emocional. • 7.Ele tem Maior sensibilidade nos órgãos genitais, onde gosta de ser tocada, e ela tem grande sensibilidade em todo o corpo.
  6. 6. O Sexo Nosso de cada dia. 6 Será que a masturbação faz parte da vida sexual do casal ? Uma das maiores inquietações do povo cristão evangélico tem se mostrado ser a questão sexual, suas práticas e consequências. É importante que haja conhecimento, mesmo porque ainda existe dentro de nós cristãos evangélicos, uma mentalidade de que o sexo é somente para reprodução; que somente o homem tem o direito ao orgasmo; e ainda, que o sexo é pecaminoso ou sujo. E dentre essas inquietações está a masturbação, mas que ainda assim, com dúvidas ou não, ela faz parte da vida sexual dos casais evangélicos. É pecado a masturbação? Esse tema é muito controverso, mas pode sim, tomar contornos de algo pecaminoso e não recomendado para o cristão, pois envolve o fantasiar o sexo oposto em cenas eróticas. Exige assim, que o praticante polua a sua mente com imagens de sexo, podendo se caracterizar ainda caso de adultério, pois Jesus disse que quem tão somente desejar uma mulher que não a sua já adulterou com ela, valendo isso para ambos os sexos. Estou falando aqui do prazer solitário, do prazer egoístico que em nada glorifica a Deus e sabemos que tudo que fazemos, o fazemos para a gloria Dele. E quando o masturbador solitário fantasia o próprio cônjuge, continua sendo pecado? Agora a resposta fica um pouco mais complicada. Eu penso e digo: Depende, pode ser pecado e pode não ser pecado. É pecado quando: -É pecado quando ele não tem razões para isso, o seu cônjuge está ali, o deseja, está com saúde, enfim, estão presentes os requisitos necessários para um encontro sexual (pecado do egoísmo). - É pecado quando o tempo em abstinência é curto e o sacrifício não seria tão grande assim. (pecado da falta de domínio próprio). -É pecado quando isso caminha para o vício, sai do controle de tal maneira que o praticante já começa a não sentir falta de seu cônjuge, torna-se um prazer egoístico e fora dos propósitos do sexo (pecado de negar o prazer ao cônjuge). Nesses casos e quem sabe em outros que eu não imaginei, mesmo não fantasiando uma terceira pessoa, constitui-se em pecado. Paulo ensina-nos assim: "Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para obedecerdes às suas concupiscências" (Rom 6:12). Também diz: "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas me convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas" (ICor 6:12). E aí, você é escravo da masturbação?" E quando a masturbação solitária não seria pecado? Acredito que não seria pecado quando: o cônjuge estiver passando por uma abstinência forçosa e demorada, e já o abrasar-se que Paulo fala torna-se uma luta pessoal, e os olhos instintivamente buscam o sexo oposto com interesse, quando vai dormir e tem sonhos com as pessoas com as quais esteve durante o dia. Ou será que isso não acontece com os crentes? Paulo preocupou-se com a abstinência sexual, porque desprezaríamos essa verdade da vida. Ele disse que a abstinência deveria ser por um período pequeno de tempo, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência ( pela falta).
  7. 7. O Sexo Nosso de cada dia. 7 Penso que não seria pecado a masturbação solitária desde que todo este contexto esteja presente no caso concreto, e ainda, que seja eventual, ocasional e quase um motivo de força maior. Inclusive para evitar pecados com consequências mais danosas. O que não pode é tornar-se um vício egoístico ou adúltero ou mesmo que afaste um cônjuge do outro. E novamente digo desde que não fantasie outra pessoa que não o seu cônjuge. Ressalto que isso que digo é uma forma de se pensar e não uma autorização, um alvará, mesmo porque posso estar errado, a Bíblia não tece minúcias sobre o tema. Penso que não podemos é negar o problema fazendo como o avestruz que diante do perigo enfia a cabeça no buraco deixando todo o corpo exposto ao perigo. E a masturbação feita a dois? Quando o casal casado sente prazer na masturbação a dois, não há pecado algum nisso, um pode praticar a masturbação no outro sem maiores preocupações, mas veja bem, não pode haver o fantasiar de outra pessoa que não o cônjuge. No mundo evangélico de vez em quando vemos alguém chamando a masturbação de “onanismo” , algo do qual Deus não se agrada. Deixe-me explicar o que é o tal onanismo. A Bíblia fala de um personagem chamado Onã , cujo irmão faleceu sem gerar filhos. Nesse caso, Onã tinha o dever diante de Deus de se deitar com a viúva, sua cunhada, e gerar filho para o irmão falecido, de maneira que a descendência dele existisse. Mas Onã, rebelando-se contra Deus, deitou-se com a viúva de seu irmão, e quando ia ejacular, o fazia fora do corpo da mulher, deixando cair o sêmen no chão. Isso foi mal aos olhos de Deus. O mal estava no egoísmo e desobediência de Onã que quis ter prazer sem ,entretanto, gerar filho para o irmão falecido. A masturbação não pode ser marcada pelo egoísmo, mas por uma necessidade fisiológica e/ou um prazer a dois. A produção de sêmen num macho ( nesse caso, homem) não para, a cada dia aumenta e aumenta mais. Em algum momento vai ter que sair de seu corpo. Em alguns casos o homem sente dores muito forte nos testículos por períodos prolongados, fica excitado a todo instante, é o abrasar-se. A Palavra de Deus diz: "Honrado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; pois aos devassos e adúlteros, Deus os julgará." Hb 13:4.” O leito sem mácula é o leito matrimonial sem o que ele diz em seguida, "devassos e adúlteros". Mas o que e ser devasso? O dicionário define devasso como "Dissoluto, libertino, vicioso, desenfreado, licencioso, imoral, pervertido, perverso". Dessa forma, se o casal concorda com o que faz, com moderação, como uma alternativa, até mesmo como uma proteção para o casamento, não creio que seja devassidão.
  8. 8. O Sexo Nosso de cada dia. 8 Fidelidade sexual "Fiz aliança com os meus olhos; como, pois, os fixaria numa virgem? Que porção teria eu do Deus lá de cima, ou que herança do Todo-Poderoso desde as alturas? Porventura não é a perdição para o perverso, o desastre para os que praticam iniquidade? Ou não vê ele os meus caminhos, e não conta todos os meus passos? Se andei com falsidade, e se o meu pé se apressou para o engano (Pese-me em balanças fiéis, e saberá Deus a minha sinceridade), Se os meus passos se desviaram do caminho, e se o meu coração segue os meus olhos, e se às minhas mãos se apegou qualquer coisa, Então semeie eu e outro coma, e seja a minha descendência arrancada até à raiz. Se o meu coração se deixou seduzir por uma mulher, ou se eu armei traições à porta do meu próximo, Então moa minha mulher para outro, e outros se encurvem sobre ela, Porque é uma infâmia, e é delito pertencente aos juízes. Porque é fogo que consome até à perdição, e desarraigaria toda a minha renda. " Jó 31:1-12 Neste texto observamos a seriedade com que Jó tratava a questão da fidelidade sexual. Ele não se permitia ser dirigido pelos seus olhos de cobiça, então fez um pacto consigo mesmo, de não olhar para uma mulher desejando-a. Quero contar aqui um fato ocorrido. Um casal entrou numa Lanchonete da rede Macdonalds e solicitou dois lanches e ficaram aguardando no veículo. Quando os lanches chegaram, eles pagaram a conta, e se retiraram. Quando foram comer, já ao abrir a embalagem do lanche encontraram grande quantidade de dinheiro dentro daquela caixinha. De início se alegraram, mas em seguida, decidiram ir devolver o dinheiro para a empresa. Chegando lá, falaram do ocorrido com o gerente e então soube- se que o funcionário do caixa, costumava esconder a férias do dia em um caixinha de lanche e assim foi entregue de maneira errada para o casal. Pois bem, o gerente ficou feliz demais, quis dar uma gorjeta para o casal que de pronto recusou, e então, disse que iria chamar o jornal local para fazer uma reportagem e assim exaltar o gesto de honestidade. Quando ele falou isso, o casal se assustou e o homem disse: “Não faça isso, pois esta mulher que me acompanha não é minha esposa, mas minha amante”. Veja que ele foi honesto com o Macdonald, mas era desonesto com a esposa, infelizmente. A fidelidade deve alcançar todas as áreas de nossa vida. Os cônjuges devem se empenhar em não dar lado para o adultério, pessoas que “brincam” de flertar com estranhos, colegas de trabalho, são pessoas que em algum momento irão se deparar com o adultério, pois o pecado é assim mesmo, primeiro se pensa sobre ele, depois entra no coração e na próxima etapa ele se concretiza. O próprio Diabo se encarrega de criar a oportunidade. Tenho recebido cartas de mulheres que caíram no adultério e o sofrimento tem sido grande, algumas estão aí, tentando consertar o relacionamento, se submetendo a todo tipo de conflitos, de abuso verbal do marido traído, de choros e dores sem fim. Interessante que Jó fala sobre o comportamento do adúltero, que se aproveita do escuro da noite e pensa que ninguém está vendo, é sempre assim , mas o mesmo Diabo que cria a oportunidade é quem delata o caso para o cônjuge. Vou transcrever aqui o depoimento de uma cristã casada que caiu no adultério: “Quanto sofrimento, quanta vergonha e choro, as lagrimas tem rolado dos meus olhos todos os dias, poderia definir como ”pão de dores”, aflição, pelejas e guerras. Pastor, chego a pensar que nunca irá acabar esta angústia, penso que não tem mais jeito para mim, não há mais chance. Vou explicar o que aconteceu: Passado o primeiro ano do nosso casamento, eu fiz o que nunca deveria ter feito, ainda mais como uma serva de Deus, eu traí meu marido. O
  9. 9. O Sexo Nosso de cada dia. 9 diabo me convenceu que eu tinha fortes razões para isso, ele deixou esses motivos de tamanho gigante e eu caí, e fui direto para o abismo, deixei a Palavra, a conduta leal, o respeito por mim mesma e principalmente o temor a Deus. Hoje, pago um preço alto demais, e tem sido muito doloroso a ponto de querer desistir da vida. Tivemos um período de separação, aí então o diabo veio com mais força ainda, eu me envolvi com outro homem e meu marido também arrumou outra, hoje estamos num processo de reconstrução, mas está muito difícil.” Eu continuei indo aos cultos, e chorava muito em todos que ia, porque sabia que estava errada ,até que um dia resolvi buscar a Deus, me arrependi e comecei a lutar pelo meu casamento e pelo meu esposo, e agora começou minha peleja de dores de parto, gemidos e muitos uivos.” Agora, preste atenção neste versículo: “Assim, o que adultera com uma mulher é falto de entendimento; aquele que faz isso destrói a sua alma.” Pv 6:32 A fidelidade sexual é uma das virtudes mais lindas que um ser humano pode possuir, pois é uma luta contra um dos maiores prazeres da vida, o sexo. Acredito que é um valor que os pais devem estar inculcando no coração dos filhos, ensinando os meninos e as meninas a serem fiéis aos namorados, como que um treinamento para a vida conjugal. E lembre-se que o casal deve passar tempo juntos, outro dia, vi uma atriz global dizendo que tinha mais intimidade com um determinado ator com o qual contracenava do que com seu marido. Eles não tinham tempo para o casamento, eles não se encontravam, ao passo que com o colega ator ela estava sempre junto e tendo então intimidades com ele. Passado alguns dias, vem a notícia, ela se separou do marido, e olha que era um casal admirável com mais de vinte anos de casamento. Outros textos: Também o homem que adulterar com a mulher de outro, havendo adulterado com a mulher do seu próximo, certamente morrerá o adúltero e a adúltera. Lv 20:10 O caminho da mulher adúltera é assim: ela come, depois limpa a sua boca e diz: Não fiz nada de mal! Pv 30:20 Porque por causa duma prostituta se chega a pedir um bocado de pão; e a adúltera anda à caça da alma preciosa. Pv 6:26 Porque os lábios da mulher estranha destilam favos de mel, e o seu paladar é mais suave do que o azeite. Pv 5:3 E porque, filho meu, te deixarias atrair por outra mulher, e te abraçarias ao peito de uma estranha? Pv 5 OBSERVAÇÃO: Para o homem ou a mulher casada que gosta de dar uma paqueradinha por aí, vou deixar aqui um texto: "Para te guardarem da mulher vil, e das lisonjas da estranha. Não cobices no teu coração a sua formosura, nem te prendas aos seus olhos. Porque por causa duma prostituta se chega a pedir um bocado de pão; e a adúltera anda à caça da alma preciosa.
  10. 10. O Sexo Nosso de cada dia. 10 Porventura tomará alguém fogo no seu seio, sem que suas vestes se queimem? Ou andará alguém sobre brasas, sem que se queimem os seus pés? Assim ficará o que entrar à mulher do seu próximo; não será inocente todo aquele que a tocar. " Provérbios 6:24-29. A exclusividade sexual. Ct 4:12 “Jardim fechado és tu, irmã minha, esposa minha, manancial fechado, fonte selada.” A alegria de tê-la com exclusividade enche o coração do amado. Ele tem convicção de sua honestidade e respeito para com ele. Fonte selada, onde só bebe daquela água aquele que a selou para si mesmo. É assim que ele a vê. Sabemos de homens casados que estão sofrendo angústias profundas por não confiarem em suas esposas. Alguns com sérias razões para tal, outros nem tanto. Vivem da insegurança, da incerteza do amanhã. Será que o meu casamento vai sobreviver? Será que vamos criar nossos filhos juntos? Será que ela é fiel a mim? Veja aqui a receita bíblica para um lar viver em paz: “Eis as coisas que deveis fazer: Falai a verdade, cada um com o seu companheiro; executai juízo de verdade e de paz nas vossas portas. E nenhum de vós pense mal no seu coração contra o seu companheiro, nem ame o juramento falso; porque a todas estas coisas eu aborreço, diz o Senhor..”(Zc 8:16,17) Aqui o Senhor nos ensina que se queremos viver bem dentro de nossas próprias casas, é preciso que não haja mentiras, enganos, mas sim, justiça e verdade. Quem quer viver uma relação de paz deve se empenhar em não dar motivos para a desconfiança. Evitar o mal é importante, mas evitar a mera aparência do mal é ainda mais sábio. Não é o caso de Salomão, ele sabe a mulher que tem. E dessa certeza ela toma outra atitude e diz: Ct 8:6 “Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, labaredas do Senhor.” Tenho aprendido que as mulheres precisam ter o amor do marido reafirmado vez ou outra. Elas precisam saber que ainda são amadas. Ele, Salomão, faz exatamente isto, reafirma o seu amor. Ele quer ser o dono daquele coração. O seu amor é intenso, tão certo e poderoso quanto a morte, algo que nada pode abalar. O amor que ele experimenta é o tipo de amor que não guarda rancor, não se encoleriza, não arde em ciúmes, não faz o mal, um amor que sabe esperar pelo tempo de cantar. Se a morte é uma certeza, se ela é invencível, assim também é o seu amor por ela. Nada pode separá-los. Depois de uma palestra sobre vida a dois, convidei os casais para fazermos a renovação dos votos que um dia nós fizemos diante de Deus. Foi um momento lindo. Declaramos, reafirmamos o nosso amor pelas nossas esposas. E quando terminamos aquele voto, em forma de oração, olhei e vi que muitas mulheres estavam com os olhos banhados em lágrimas. E naquele momento pude me dar conta da importância que elas dão ao ouvir de seus maridos que estão compromissados com o amor, que eles ainda se importam e as querem para si mesmo. Vemos muitos casais com sérias crises sexuais, e fico pensando, será que o casal Salomão e a sulamita, têm problemas na cama? Será que o sexo que eles praticavam era mecânico, apressado, e sem paixão? Certamente que não. Eles cultivavam o amor com muito
  11. 11. O Sexo Nosso de cada dia. 11 carinho, faziam da vida a dois uma prioridade, eles se deram um ao outro, arrumaram tempo para se curtirem. Para entendermos o final desta história, veja este convite que a amada faz: Ct 7:11-13-“ Vem, ó meu amado, saiamos ao campo, passemos as noites nas aldeias. Levantemo-nos de manhã para ir às vinhas, vejamos se florescem as vides, se se abre a flor, se já brotam as romeiras; ali te darei o meu grande amor. As mandrágoras dão cheiro, e às nossas portas há toda a sorte de excelentes frutos, novos e velhos: ó amado meu, eu os guardei para ti.” O sexo por obrigação, feito sem motivação, algo como que “sem sal e sem açúcar” tem sido um fardo pesado demais para os casais. Ouvi alguém dizer que a maneira mais rápida de se acabar com a alegria sexual é casando-se. Obviamente que discordamos, é só olharmos os ensinos de Cantares e aprenderemos o caminho da alegria sexual na vida a dois. A sabedoria contida nesse livro é algo impressionante. Narra história de um tempo distante, mas com um tema atual e interessante. Deus tem razão. Ele tem razão sempre. Na sua onisciência, Ele tem o conhecimento que numa união conjugal é preciso que as necessidades estejam sendo supridas, as fisiológicas e as emocionais, caso contrário, este amor não resiste a prova do tempo. O Livro de Cantares foi deixado para nosso ensino, para que nós usufruíssemos dele, um aprendizado de como nos relacionarmos romanticamente com o nosso cônjuge. Ainda bem que estamos descobrindo a beleza do amor através dele. E nesses versículos acima, Ct 7:11-13, tem algo que eu gostaria de destacar: A amada convida o amado para irem até um lugar bonito, cercado de flores e frutos, em meio a natureza com a promessa de ali, naquele lugar diferente e especial, ela se entregaria em amor a ele. Parece filme, é coisa de gente romântica e apaixonada. Às vezes o recato excessivo, a timidez e insegurança, fazem com que algumas mulheres, não tenham esta ousadia e assim, não desperta o amado para o amor. Infelizmente cristãos tem tornando comum aquilo que Deus santificou. E depois, não sabe por que perdem o cônjuge para o estranho. As mulheres, de um modo geral, se apresentam como a parte passiva nos encontros sexuais, e isso, não me parece bom que seja sempre assim. O amor sexual é como brasa acesa que incendeia o outro. Se estiver apagada como acenderá a outra. O amor Eros é um amor exigente, carente de renovação. A mulher que não toma a iniciativa, também não consegue externar seus sentimentos mais bonitos. Permanece presa, não se liberta em virtude de alguma coisa ligada ao seu passado, quem sabe uma educação rígida demais ou um trauma experimentado. É como se sentir desejo sexual fosse algo pecaminoso. Outras vezes, ela teme a reação do marido, “o que ele vai pensar de mim, afinal de contas sou uma cristã.” Preste atenção, você pode ser cristão, porém, não pode ser casado e assexuado ao mesmo tempo. Que as mulheres saibam que é importante tomar a iniciativa, o marido será estimulado, sentir-se-á desejado, e isso fará um bem enorme para o relacionamento. A sulamita não se envergonha de fazer um convite para o amor. Interessante, ela tem todo um planejamento para este dia reservado para o amor. Convida-o para sair do lugar onde se encontram, e o chama para passarem a noite nas aldeias, e no amanhecer do dia fazer um passeio nas vinhas, passando um tempo observando as flores se abrindo e nesse lugar ela se entregará em amor a ele. Ela é observadora e percebeu que o amado está com “saudades” dela. Ela valoriza o desejo sexual dele e contribui para que ele seja o melhor possível. Até um afrodisíaco ela preparou, que sãos as mandrágoras ( raiz com aspecto do corpo de uma mulher nua, que acreditavam ter poderes estimulantes para o sexo) .E mais, para depois do amor, frutas para ele, pois ele ficará exausto. Atente para o fato que ela arrumou tempo para os dois, em nome da continuidade do amor, tomou todas as providências para que desse certo. Vemos hoje os casais vivendo mal por causa de um sexo ruim. Ela diz: " Se ele me
  12. 12. O Sexo Nosso de cada dia. 12 procurar, tudo bem.", então, vivem um amor pouco romântico e um sexo sem inspiração, deixando assim o relacionamento sem as novidades que ele exige. A sulamita era uma mulher que cuidava do relacionamento para que o amado tivesse "saudades" dela. Ele a desejava. O relacionamento, ao meu modo de ver é um terceiro elemento na relação, eu, ela e o nosso relacionamento. E deve ser tratado como tal. Deve receber o cuidado necessário para que se prolongue e haja satisfação. Em alguns momentos da vida, o casal mesmo se amando, experimentam um período sem sexo e acabam vivendo como dois irmãos. O casal não deve viver como irmãos, salvo em situações especiais e específicas. Não se acomode, vocês não podem ser irmãos na cama, salvo por um período curto de tempo, quem sabe uma fase da vida em que estão lutando contra alguma situação externa ou para um tempo de consagração ( I Co 7: 3-5). Saibam que o sexo é assim, quanto mais se faz, mais se quer fazer, porém, quanto menos se faz menos se quer fazer. Estes são passos para um leito viçoso, um leito que tenha vida, onde o amor e a paixão estão presentes, mas que não se inicia ali, na cama, mas no cotidiano da vida conjugal. Que o casal celebre o prazer de se pertencer, que os dois sintam saudades um do outro. Que a esposa se empenhe em ser agradável ao seu marido. Que ele seja doce no seu falar e totalmente desejável no seu proceder. sexo é um presente de Deus para o casal, veja abaixo, um rol de benefícios que ele traz, conforme publicação do site http://www.larcristao.com.br/.
  13. 13. O Sexo Nosso de cada dia. 13 Motel é recomendado para o cristão? “Abstende-vos de toda a aparência do mal.” 1 Tessalonicenses 5:22 Bom, de início quero dizer que já fui a favor, mas repensei e cheguei a conclusão que não devo concordar com a frequência de cristãos em motéis pelos seguintes motivos: - Motel é uma das melhores formas de lavagem de dinheiro ilícito. Dinheiro de corrupção, de tráfico, de contrabando, de descaminho, dinheiro de exploração de jogos e prostituição. -É uma empresa que faz de tudo para facilitar para que aconteça um adultério, uma fornicação. Desde que dê lucro, não interessa o estrago que fará na família. Será que devo ser conivente e mesmo contribuinte de um empreendimento que trabalha para a destruição da família e dos valores cristãos. -Qualquer empreendimento que seja uma ameaça a integridade de crianças e adolescentes, não serve para que eu frequente. - O motel sugere, oferece, facilita e expõe as pessoas à pornografia, ao adultério, a fornicação, a pedofilia, ao uso de drogas. -A diferença entre o motel e o hotel é a sua destinação, que me perdoe os que recorrem aos argumentos de que motel seria uma pousada para motoristas cansados, mas nunca vi nenhum caminhoneiro estacionando seu caminhão no pátio de um deles. Espiritualizando eu diria que ali é a terra do inimigo, é a própria casa dele. Para mim, é algo maligno que devo evitar, principalmente para não cooperar e contribuir para o bem daquilo que creio ser mal. -É uma empresa que não está preparada para receber motoristas, mas sim, para o sexo, trabalhando na ilegalidade, admitindo, inclusive, a presença de adolescentes. -O espírito desse empreendimento é que torna o ambiente desfavorável e incompatível com o cristão. Enriquecer, dar lucro para quem trabalha ao lado do mal, não pode ser coisa boa, agradável aos olhos de Deus. Aqueles que não vêm mal e até defendem devem fazer-se a si mesmo a seguinte pergunta: Você como homem ou mulher de Deus investiria seu dinheiro em uma empresa dessas, tornando-se proprietário ou sócio? Sim ou não? Não? E porque? Pense nisso. Qual a diferença entre um boteco, um bar e um supermercado? Ambos não vendem bebidas alcoólicas? E porque os crentes têm ojeriza de bares? É a destinação, pois o bar é um lugar aonde se vai para beber, jogar, ausentar-se da família, gastar o dinheiro naquilo que não é pão, é a casa do inimigo. A diferença é a destinação, assim também é a comparação entre o motel e o hotel. Converse com um policial e descobrirá que um motel faz parte de uma rede de podridão, que a maioria deles está em nome de “laranjas”, cujos verdadeiros proprietários estão ligados ao favorecimento de prostituição, tráfico de drogas, e outras práticas delituosas. Eu prefiro não correr o risco de chamar o mal de bem. É só uma opinião pessoal, você pode e deve ter a sua formada também.
  14. 14. O Sexo Nosso de cada dia. 14 Esfriamento sexual. Dr. Tércio Ribas, médico, cristão. É do conhecimento de todos que o povo latino tem um desejo sexual mais intenso que outros povos. Isto é comprovado em estatísticas com que vez por outra nos deparamos. Entretanto uma queixa que encontro a todo momento em meu envolvimento com casais, nas palestras, é o tema em que estamos abordando: "Por que não transamos?" Há muitas razões para um parceiro evitar o outro dentro do casamento. É lógico (e eu não sei como tem gente que não entende isso), que quando um faz uma grosseria para o outro, resulta numa revolta e, por conseguinte, numa "greve" por alguns dias até que a mágoa passe. Mas, e quando não há esta briga e não há motivos aparentes para não se transar, por que não se transa? Não quero me referir àquela situação em que ele está doido de vontade de transar e ela também, mas fica esperando a iniciativa do outro de começar, porque precisam quebrar o gelo de um silêncio, eleito como forma de agressão, já por alguns dias, e que precisa ser desfeito. Quero me basear na situação em que "de graça", sem motivo algum aparente, quando ele não faz nada ou ela também não fez, mas a relação "não sai ". Por quê? Quando isto acontece, mil ideias passam na cabeça de uma parte, porque a outra sabe perfeitamente bem o motivo de não querer transar. "O que está havendo com ele?" "Por que ela está me evitando?" Uma pontinha de orgulho impede que estas perguntas venham à tona, porque culturalmente sempre se acredita que o carinho precisa ser espontâneo e não cobrado, pois aí ele já perdeu "não sei quantos por cento" do valor. E, com isto, a situação se prolonga por um tempo maior do que deveria, tornando-se muito perigoso. Certa vez , uma mulher me contou que um problema ginecológico relativamente simples para mim, mas que lhe trazia muita vergonha, fez com que ela evitasse a relação por um bom tempo, não revelando nada ao marido. Recentemente, fiquei impressionado com um jovem esposo que me fez olhar para sua mulher e me confidenciou que estava perdendo o interesse por ela, pois engordara muito e não era mais aquela menina graciosa com quem ele se casara. Algumas mulheres já se queixaram a mim de desinteresse pela falta de criatividade de seus maridos. Outras vezes, os maridos reclamam da falta de iniciativa por parte das mulheres, as quais são consideradas por eles como frias (na realidade isto pode muito bem ser uma defesa da mulher contra uma relação que lhe trás dor ou mesmo até ter a impressão de que com esta sua iniciativa o marido possa lhe rotular como leviana). Muitas mulheres vão diminuindo conscientemente o ritmo sexual por absoluta alta de orgasmo. Acontece que na maioria destas e de outras situações não se discute o problema, geralmente com medo da incompreensão do (a) outro (a) e ele (a) fica pensando: "O que está acontecendo com ela (e)?" Com facilidade, se chega a uma triste conclusão que este desinteresse vai aumentando progressivamente. Tanto estas situações não diagnosticadas, como aquelas em que é evidente a causa (quando a mulher põe o dedo na cara dele e diz com a voz meio rouca: "Tudo bem ...Não tem problema...), são extremamente perigosas. Quando você insiste em desagradar a (o) parceira (o) naquilo que ela (e) gostaria que você fizesse e isto se repete, se repete, se repete ... o casamento vai literalmente "enchendo o saco" e, às vezes, é por aí que começa o desinteresse.
  15. 15. O Sexo Nosso de cada dia. 15 Um dos primeiros, senão o primeiro, sentimento que nos desperta o sexo oposto é algum tipo de admiração. Não dá para amar alguém que não admiramos. E não é apenas a questão física, mas a intelectual, o companheirismo, etc. É agradável conversar com alguém que busca conhecer outros assuntos além daqueles que lhe são comuns ao trabalho, aos filhos... alguém que se importe pelos seus interesses. Num relacionamento conjugal quando acaba a admiração, tudo começa a desmoronar. A libido está ligada diretamente à admiração, seja ela física ou de sentimentos. Não dá para desejar alguém que não admiramos em nada. As repercussões deste desinteresse são muito marcantes em nosso dia-a-dia. As nossas ações, nossas atitudes de modo geral são movidas pelo humor que nos acompanha. É completamente diferente você receber um colega de manhã no trabalho que te saúda assim: "Bom dia!!!!!" É muito mais fácil de se conviver com uma pessoa assim, alegre. Ele até produz melhor. Ela passa a ser mais simpática com a vizinha o dia inteiro (como a sociedade exige do crente!). Nas palestras que faço, apesar de falar de sexo, de anatomia, a cada momento eu me refiro à espiritualidade. E sabem? Um bom relacionamento melhora muito a espiritualidade. Eu estou habituado (e feliz ) de ver isto na prática. Preocupo-me tremendamente quando encontro uma parte do casal que chega pra mim e diz que quando vai dando a hora de chegar em casa aparece uma tristeza, porque o ambiente no trabalho é tão bom com os colegas e ele (a) tem certeza que ao entrar em casa irá encontrar um clima péssimo. A vontade é de não voltar e continuar na rua com os (as) amigos (as). Fora de casa há uma competição muito desigual. Mulheres esculturais exibem os seus corpos semi-nus, exibindo uma sensualidade intensa e chegando ao ponto de até "cantar" o homem. Homens lindos exibem seus músculos, determinando às vezes comparações totalmente opostas a alguns maridos. A situação deste articulista que você está lendo neste momento é um caso típico. Meu corpo é totalmente definido. Não tenho uma "capa " de gordura. É pele e músculo. Há uns 35 anos o meu peso é aproximadamente 52 Kg. Sou um cara magro “pra caramba”. Muito longe de querer me igualar àqueles sujeitos "marombeiros" que têm corpos fantásticos. Estas comparações são muito perigosas e, às vezes, não nos apercebemos do que estamos fazendo. É preciso que o relacionamento do casal supere a todas estas situações. Temos que fazer tudo para que os nossos lares sejam lugares onde sintamos a vontade de voltar correndo, por ser o melhor espaço do mundo para se morar e viver, onde você é valorizado (a) e querido (a) por todos. Cada um tem a sua cota de participação. Com certeza, o Deus que temos e que pode todas as coisas, está a fim de nos ajudar. Mas, muitas vezes, você ora neste sentido e fica esperando o milagre sem que faça nada de prático para esta melhoria e coloca para Deus que vai mudar uma porção de coisas para melhor, se Ele te ajudar. E Deus fica olhando para você com certa tristeza, querendo abrir a sua cabeça e colocar lá dentro: "Muda primeiro, meu filho, que eu te abençoo depois". Até quando ficará assim? Você esperando de Deus e Ele esperando de você? Se nós reagimos assim, eu fico imaginando Deus, quando da mesma forma você insiste em pecar o mesmo pecado e "jura" que não vai fazer isto novamente mas acaba caindo outra vez no mesmo erro. Talvez pudesse considerar que, neste caso, você estará dando trabalho demais para Deus, ao abusar da Sua misericórdia. Para todas estas situações citadas entrego a vocês um pensamento fantástico, que nos impulsiona para que abramos os olhos e sintamos como é importante melhorar o clima da casa:
  16. 16. O Sexo Nosso de cada dia. 16 "Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora a fazer um novo fim". A partir de um determinado momento você pode passar a pensar assim: "Eu não quero que o nosso fim seja deste jeito que parece que vai ser. Se eu quiser eu posso melhorar. Eu quero melhorar. Eu vou melhorar, em Nome de Jesus !!!" E , quando você pensa desta forma, eu vejo Deus abrindo um sorriso e dizendo: "Agora, sim, eu vou abençoar a este meu filho". Simplesmente porque você mudou e fez alguma coisa pela sua bênção. De vez em quando a gente recebe a queixa que o interesse por uma outra atividade acaba provocando a resposta: "Já vou indo...", para a proposta de se ir embora ou para a de deitarem- se. Isto ocasiona ciúmes importante da televisão, do computador, do recém-nascido, ou até da própria Igreja, frustrando desejos e levando a posterior desinteresse. A outra parte sente-se incapaz de despertar interesse. E isto acontece com maior freqüência com casais já com alguns anos de casados. Tenho a perfeita noção de que o sexo não é tudo no casamento. Mas também considero que é uma parte muito importante. E, porque desde criança se sabe que esta é uma área com muitos desajustes, é que procurei me especializar em Sexualidade para ajudar aos casais de nossa comunidade com palestras, esclarecendo detalhes fantásticos da anatomia sexual, criados de uma forma perfeita por Deus. Temos um inimigo que tem conhecimento ainda maior do que o nosso de tudo isto que estamos tratando e, covarde como é ele não deixa passar uma chance para promover o afastamento entre o casal. E suas armas são sutis a um tal ponto que quando percebemos ele já conseguiu nos fazer pecar contra Deus e contra nosso (a) parceiro (a). Ás vezes, chega uma fase em que o casal passa a viver como bons irmãos e tornam-se excelentes sócios na criação dos filhos, na compra do supermercado, no pagamento das contas, etc. Isto é interessante. Mas é o ao mesmo tempo bastante perigoso, quando uma das partes ainda preserva o apetite sexual e sofre pela sua falta. (Dr.Tércio Ribas é membro da Primeira Igreja Batista de Madureira, médico ginecologista, obstetra, cirurgião, com Pós- graduação em Sexualidade.
  17. 17. O Sexo Nosso de cada dia. 17 Preserve seus momentos de intimidade conjugal. A intimidade do casal deve ser tratada como algo “sagrado”, "intocável", tão importante que nada pode ameaçá-la ou perturbá-la. O lugar mais comum onde o casal se encontra para suas intimidades é dentro de sua própria casa, e é exatamente dentro dela onde a luta contra os "inimigos" deve acontecer. Os filhos pequenos são os maiores concorrentes da intimidade, quando não , o telefone que não dá sossego, a novela, o futebol do marido, o notebook, tablets, celulares e outras paranafernalhas da tecnologia, e assim o tempo passa e o casal vai se acomodando nessa rotina doentia, onde a intimidade vem sempre em segundo plano. É comum casais que depois de priorizarem tantas outras coisas já não têm mais energia para a intimidade, o que restou de si mesmo não é suficiente para um tempo curtindo um ao outro. O casal que não preserva o seu momento a sós, a sua intimidade, em algum momento isso vai se manifestar como uma doença no relacionamento. Precisamos entender que o casal vem antes de tudo. O casal vem antes dos filhos, o casal vem antes das coisas. Por ser a intimidade tão importante, uma questão de saúde relacional, que nós devemos lutar contra tudo e contra todos que ameaçam o nosso tempo de intimidade conjugal. Mais isso, sabemos que não é fácil, mas tem que ser conquistado e preservada essa conquista. No caso dos filhos pequenos é colocar horário certo para irem para a cama. É obvio que em alguns casos, vai haver choro e protesto, mas mantenha posição firme, que você vai vencer essa barreira, é preciso ser radical com isso. Os filhos não podem ficar dormindo com os pais, não. Eles têm que ter o seu quarto, a sua cama, e horário para se recolherem. No caso de filhos adolescentes, às vezes ficamos preocupados pelo fato de eles estarem acordados, mas é besteira da gente, eles precisam saber que o pai e a mãe deles têm vida íntima e valorizam isso. Se recolham mais cedo, fechem a porta do quarto e pronto. O fato de eles verem você dois tendo essa rotina boa de se trancarem no seu quarto, será um bom ensinamento para eles. Quanto às demais coisas, é questão de priorizar, às vezes é o caso de desligar tudo que possa incomodar como TV, Internet, celular, e etc. É ordenar a agenda de tal maneira que a intimidade do casal seja garantida. Se a gente não fizer do tempo de intimidade, uma prioridade, então, logo, logo, vamos ter problemas por causa disso.
  18. 18. O Sexo Nosso de cada dia. 18 O bate papo, a conversa boa, as amenidades, o riso juntos, tudo isso gera saúde emocional. O sexo é algo que pode acontecer ou não, se ele acontecer será o coroamento daquele instante, mas de qualquer forma não é um imperativo. Valorizar o tempo de intimidade é valorizar o outro, é dizer que ele é importante, é dizer que você quer ouvi-lo, quer estar com ele. Conta-se de uma experiência feita em laboratório para fins de se conhecer a necessidade de relacionamento do ser humano, então pegaram três coelhos em três gaiolas distintas, o primeiro recebeu como companheiro de gaiola uma coelha de sua espécie, o segundo recebeu um coelho de pelúcia e um terceiro permaneceu solitário. O tempo passou e o primeiro coelho a morrer foi o que estava solitário, o segundo coelho a morrer foi o que estava com o coelho sem vida (pelúcia) e o último coelho a falecer foi o que tinha uma companheira. Isso nos dá uma mostra da importância do relacionamento. Até os animais sabem disso, enquanto o ser humano parece estar se esquecendo. As pessoas hoje passam horas na internet, no MSN, mantendo conversas muitas vezes superficiais, outras vezes mentirosas e desprezam um manancial de relacionamentos que é o seu cônjuge. Em qual gaiola nós estamos? Na gaiola da solidão, na gaiola com um cônjuge de pelúcia (sem vida) ou na gaiola onde há relacionamento? É tempo de voltar atrás e se relacionar melhor. É tempo de cura. É Tempo de saúde no relacionamento. No livro de Cantares, os amantes dizem: “ O meu amado é meu e eu sou dele”. Que assim seja com você também.
  19. 19. O Sexo Nosso de cada dia. 19 Principais perguntas que os cristãos fazem sobre sexo. Muitas vezes nos detemos a falar sobre a sexualidade do cristão e acabamos não respondendo aquilo que eles mais querem saber, então, neste espaço, quero usar a experiência que temos tido em aconselhamentos e seminários e assim apontar aquilo que foi mais procurado pelos casais: Sexo Anal é pecado ? Quero usar o questionamento feito por uma leitora do nosso blog para tratar desse tema: “Pastor Ismael, nós somos um casal de novos convertidos e queremos que a nossa vida espiritual esteja sempre de acordo com a Palavra. Estamos ainda nos ajustando à vontade de Deus. Poderia nos orientar sobre como devemos pautar nossa vida sexual? Temos dúvidas sobre o que pode e o que não pode ser feito na cama. Por exemplo, sexo anal é permitido? Alguém nos disse que dentro de quatro paredes vale tudo, isso é verdade? O que a Bíblia diz sobre essas coisas? Resposta: Alguns acreditam que é pecado o sexo anal, independente se é praticado homem com homem ou homem com mulher. Outros procuram justificar suas preferências e tentam dizer que não é pecado, visto que o sexo anal entre um homem e uma mulher não caracterizaria a prática condenável da sodomia. Então vamos para a Bíblia: I Co 7:2-4. Mas, por causa da prostituição, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma tenha o seu próprio marido. O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido. A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no o marido; e também da mesma maneira o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no a mulher. Neste versículo acima vemos a necessidade de um realizar sexualmente o outro, e manda que o marido tenha a sua própria mulher e não o seu próprio homem. E ainda, Deus criou uma Eva para um Adão, e não um Ivo para o Adão. E nos versículos abaixo temos a condenação da sodomia. “Rm 1:22-29-Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.....” O limite é exatamente este, não contrariar o que estiver escrito na Bíblia, seja de forma tácita ou implícita e que seja o ato prazeroso para os dois e feitos de comum acordo. Quando Paulo condena o fato de as mulheres deixarem o uso natural de sua sexualidade ele está se referindo somente aos casos de homossexualismo ou também ao heterossexualismo. Não há resposta clara para isso, nem que sim e nem que não, daí alguns deixarem para que o casal decida.
  20. 20. O Sexo Nosso de cada dia. 20 Porém, quero aqui registrar a minha opinião pessoal, você deve ter a sua também. Penso que é melhor não praticar o sexo anal porque: Primeiro, por temor a uma possível desobediência a Deus, afinal o que está em jogo é o céu, os praticantes dessa modalidade sexual estão fora dele. Em I Co 6:10 encontramos umas das listas de Paulo falando sobre os que não herdarão o Reino e os sodomitas estão inclusos nesta lista. Para quem opta por não praticar, por temor a Deus, certamente , haverá recompensas, porque o Senhor verá o zelo e o temor com que tratou o assunto. Porém, se alguém opta pela prática pensando em não se privar de um suposto prazer pessoal não haverá recompensa, mas condenação. E mais, se alguém tem dúvidas e ainda assim pratica o sexo anal, também já entrou em condenação, porque tudo aquilo que fazemos duvidando se devemos ou não, ou imaginando ser pecaminoso, estamos em desobediência. Respondendo também a colocação de que "entre quatros paredes, vale tudo", digo, vale tudo que for não contrário a Palavra. Vale tudo que não for agressivo para o cônjuge, vale tudo que não for adultério, vale tudo que não incluir pornografia, pornofonia ou fantasias com outra pessoa na relação. O que o cristão não deve fazer na cama com seu cônjuge? ( Pecados sexuais). -Sexo entre pessoas do mesmo sexo; -incesto ( sexo entre parentes); -sexo forçado, sexo com violência, ainda que o outro consinta, pois se não há equilíbrio e moderação torna-se uma perversão. -Coisas degradantes, vexatórias, humilhantes, que subjugam o outro como sadomasoquismo, agressões física ou verbais, com ameaças. -Obrigar o outro a ter relações ou fazer aquilo que não quer fazer na cama. -tudo aquilo que o outro não aceite, como forçar o outro para o sexo oral ,sexo na menstruação, etc. -estupro, atentado violento ao pudor (ato libidinoso diverso da conjunção carnal). Mesmo que praticado contra a esposa, caso ela não consinta, é crime, portanto, pecado. -sexo com animais (zoofilia); -pornografia, assistir filme pornô a título de melhorar a relação. -sexo com perigo de contagio de doença. Praticá-lo quando sabe estar com doença venérea. -swing, troca de casais, menage-a-trois. -masturbação solitária, fantasiando outras pessoas que não o cônjuge; -Tudo que causa dor ou exponha a vida ou a saúde à risco, como introduzir objetos nos órgãos sexuais, sufocamento ,e outros; -fantasiar estar com outros que não o cônjuge; -pornofonia, isto é verbalizar palavras chulas e indignas, aquilo que chamamos de "palavrões", na hora do relacionamento. -Adultério autorizado por parte de um dos cônjuges. E o sexo Oral: É Permitido ou proibido? Alguém perguntou ao Pastor Josué Gonçalves sobre o sexo oral. Leia isso: “Tenho 27 anos, nasci em um lar cristão, sou casada há dez anos e tenho dois filhos. Meu esposo é vice-líder da mocidade e meu relacionamento conjugal é uma bênção. O maior problema é o relacionamento sexual. Meu marido acha que não é pecado praticar sexo oral,
  21. 21. O Sexo Nosso de cada dia. 21 mas, todas as vezes que isso acontece, fico com a mente perturbada pensando se é pecado. Almejo alcançar a Salvação e receber a minha coroa. Dê-me uma palavra de orientação.” O.S.Q. – PA Resposta do Pastor Josué: Sua dúvida é a de muitos casais, pois desde que comecei a ministrar sobre sexo e sexualidade na igreja essa é a pergunta que mais eles fazem. As colocações que tenho ouvido sobre esse assunto são as mais absurdas possíveis, sem muito respaldo bíblico. O Apóstolo Paulo, ao responder para a igreja de Corinto acerca de sexo e casamento, disse: "Mas, por causa da prostituição, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma, o seu próprio marido. O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher, ao marido. A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no o marido; e também, da mesma maneira, o marido não tem poder sobre seu próprio corpo, mas tem-no a mulher", 1 Coríntios 7.2-4. Em nenhum lugar na Bíblia encontramos de forma explícita ou implícita uma orientação contra o "sexo oral" no casamento. Nesse caso prevalece o bom senso. A Bíblia tem muitos textos que podem nos ajudar quanto à busca da felicidade e realização sexual de forma sadia e legítima. Vamos ver alguns desses textos: "Beije-me ele com os beijos da sua boca; porque melhor é o seu amor do que o vinho", Cantares 1.2. "Qual a macieira entre as árvores do bosque, tal é o meu amado entre os filhos. Desejo muito a sua sombra e debaixo dela me assento; e o seu fruto é doce ao meu paladar", Cantares 2.3. ( sugere sexo oral praticado pela mulher no homem). "Bebe a água da tua cisterna, das correntes do teu poço. Seja bendito o teu manancial, e alegra- te com a mulher da tua mocidade. Como serva amorosa e gazela graciosa; saciem-te os seus seios em todo o tempo, e pelo seu amor sê atraído perpetuamente", Provérbios 5.15,18,19. ( sugere sexo oral praticado pelo homem na mulher). "Seu umbigo é taça redonda onde nunca falta bebida de boa mistura. Oh, o amor e suas delícias! Seu porte é como o da palmeira, e os seus seios como cachos de frutos. Eu disse: Subirei a palmeira e me apossarei dos seus frutos. Sejam os seus seios como cachos da videira e o aroma da sua respiração como maçãs, e a sua boca como o melhor vinho", Cantares 7.2,7-9 (BNVI). ( sugere sexo oral praticado pelo marido na esposa). O que está explícito ou implícito na Bíblia como conselhos de Deus, deve ser praticado com toda a liberdade e paz. Algumas pessoas afirmam que o sexo oral é pecado por ser anti-higiênico, porém a parte de nosso corpo que mais contém bactérias, não são os órgãos genitais, mas sim a língua. Outros dizem que a boca foi feita para louvar a Deus, sim, é verdade, mas também foi feita para comer, beber, beijar, falar, etc. Esse é um assunto que deve ser resolvido entre marido e mulher na presença de Deus e mais ninguém, em os dois querendo, não deve haver nenhuma imposição. É pecado fazer sexo variando as posições? Não. O cristão não só pode como deve variar o seu relacionamento sexual, não deixando que a rotina apague a chama do amor e do desejo. O sexo exige criatividade, é preciso apresentar novidades quanto a hora, lugar, posição. Uma pessoa perguntou em uma das nossas palestras: “O crente só pode ter relação sexual de frente?” Ao que respondi:
  22. 22. O Sexo Nosso de cada dia. 22 Se estiver tratando de sexo vaginal e anal, digo, que o sexo anal, é u penso que não deve ser praticado em virtude das consequências, e não estou falando de doenças, mas da perda do céu, porque se for sodomia, então, os praticantes estão fora do céu. Se a pergunta se refere quanto a posição no ato conjugal, não há restrições quanto a isso. Falta de interesse para o sexo: Sabidamente, os homens têm maior interesse pelo sexo do que a mulher. Daí o cuidado para que isso não atrapalhe a vida do casal, ou mesmo seja argumento para um eventual adultério, como na prática temos visto. O homem respira sexo, 82% dos homens pensam muito em sexo, e apenas 36% das mulheres pensam muito em sexo. Grande parte das mulheres pensa pouco sobre isso, agora, já imaginou, um homem que pensa muito em sexo, casa-se com uma mulher que pensa pouco nele. Se não houver diálogo e concessão, poderão advir problemas, por isso que Paulo recomenda que um não se negue ao outro, e também que não se afastem sexualmente por muitos dias, exceto para orações e jejuns, e isso com o consentimento da outra parte. ( I Co 7.5). A verdade é que o sexo é um grande prazer para ambos, mas não deve ser o único prazer que se tenha na vida. Os conselheiros financeiros ensinam que uma pessoa não pode colocar todos os ovos numa mesma cesta, pois pode quebrar ou se perder, querendo com isso dizer que devemos variar a forma de investir o dinheiro da família. Também podemos aconselhar os casais a buscarem outros prazeres além do sexo, como passeios juntos ou em família, atividades esportivas, recreativas, espirituais, culturais e outras. A rotina também é um grande inimigo da vida sexual do casal. É interessante se ter um programa para se viver sexualidade de uma maneira mais intensa. Quando se é jovem, tudo é muito novo e as descobertas são constantes, mas depois de certa experiência, onde nada mais é tão novo, é preciso ter sabedoria sexual. O livro de Cantares fala do amor conjugal, do relacionamento de um homem com sua mulher e ela se apresenta como sendo muito ativa, que procura o marido, que se prepara para recebê-lo, que sente saudades dele, que perfuma a sua cama, que veste uma roupa sensual, que fica bonita para ele, que prepara uma noite de amor fora de casa, que tece elogios sobre o seu corpo e sua beleza, que se diz amada por alguém que é doce no seu falar, um homem totalmente desejável. Sempre que estiver havendo uma queda na vida sexual, é preciso ser considerada fatores outros como estresse, dívidas, excesso de trabalho, doenças, problemas hormonais, e buscar a solução em cada caso. As Zonas erógenas. Outro ponto pouco discutido e que poderia ser mais explorado é o “mapa erógeno”. Muitos casais ainda precisam conhecer e saber desfrutar das zonas erógenas do seu corpo e do cônjuge para que a sexualidade no casamento seja mais prazerosa. Para dar e receber prazer, o casal deve explorar este “mapa” existente no corpo do seu esposo ou de sua esposa. Mas o que é zona erógena? São partes do corpo especialmente sensíveis às carícias, porque têm muitas terminações nervosas. Quando a pessoa está receptiva, a estimulação dessas áreas provoca sensações fortes, que desencadeiam reações sexuais. A pele, em si, é praticamente uma zona erógena em potencial, mas certas partes do corpo têm reações mais fortes, como lábios, pescoço, lóbulo da orelha, nuca, peitos, pés, dentre outras. Nas mulheres:
  23. 23. O Sexo Nosso de cada dia. 23 Frente: orelhas, boca, palmas das mãos, mamilos, barriga, parte interna da coxa, dedos dos pés. Ponto especial: clitóris Costas: nuca, bumbum. Nos homens: Frente: olhos, cantos da boca, pescoço, dedos dos pés, mamilos, barriga, virilha, pés, glande (cabeça do pênis) Costas: bumbum. Números do prazer. Fonte: Instituto Paulista de Sexualidade . 35% das mulheres sentem desejo, têm capacidade de se excitar, mas não atingem o orgasmo. . 25% das mulheres não sentem desejo. . 35,5% das mulheres têm outros problemas sexuais: aversão sexual, dores na penetração, vaginismo, impulso sexual excessivo. . 50% das mulheres que chegam ao orgasmo se excitam com a penetração. A outra metade se excita apenas se houver estimulação do clitóris.
  24. 24. O Sexo Nosso de cada dia. 24 Vicio ou compulsão sexual. Todos estes nomes, compulsão sexual, adição ,impulso sexual, vicio sexual, e outros mais tratam do mesmo problema, ou seja, o indivíduo, homem ou mulher, que tem necessidade de satisfazer-se sexualmente um número de vezes exageradamente maior do que o da maioria da população. Para ser considerado uma doença o comportamento sexual compulsivo deve causar sofrimento emocional e proporcionar consequências interpessoais, seja nas pessoas mais próximas, nos amigos e na família. Mas a compulsão sexual tem cura ? Seguindo os parâmetros do AA, o Grupo DASA (Dependentes de Amor e Sexo Anônimos) efetua reuniões para quem busca ajuda em uma de suas unidades, espalhadas por várias capitais brasileiras. Outro recurso é a terapia que utiliza, em alguns casos, medicação para atenuar a ansiedade concomitantemente com as sessões. Raramente é necessária a internação em clínica para um tratamento mais intensivo. O que não podemos pensar é que um compulsivo é um estuprador em potencial e, por isso, deva ser afastado do convívio social. O apoio familiar, da(o) companheira(o) e dos amigos é importantíssimo no tratamento. Mas, antes de tudo, é preciso que o próprio paciente, analisando seu comportamento sexual, entenda que precisa de ajuda e deseje a cura. Tal comportamento sexual pode ser reflexo de um aspecto hereditário, de um aspecto médico, cultural, circunstancial, etário e pessoal. E aí fica a pergunta, quanto de sexo precisa se praticar para que seja considerado um caso patológico, uma doença? O quanto é considerado normal? Os estudos mostram que o impulso sexual excessivo aparece na população geral em torno de 5 a 8%, sendo que apontam para o sexo masculino uma proporção maior de casos. A maioria das pessoas vitima da compulsão sexual se preocupam com seus desejos exagerados e suas fantasias sexuais que nunca vão embora. Boa parte também tenta em vão se livrar desse tormento, porém, invariavelmente fracassam, outro tanto desses, experimentam o sentimento de remorso depois de seus exageros sexuais, fantasias, sexo anônimo (via fone, internet, outros) e inconsequente.
  25. 25. O Sexo Nosso de cada dia. 25 Qual a quantidade de sexo é considerada normal? Os estudiosos do assunto da sexualidade costumam dar nome ao índice que mede a quantidade de sexo normal e chamam de Escape Sexual Total (EST). O número do Escape Sexual Total (EST) é a quantidade de orgasmos atingidos durante algum tempo estabelecido, como por exemplo, Escape Sexual Total semanal, mensal, anual, etc. O resultado do número do Escape Sexual Total (EST) para os homens ficaria assim: Orgasmo semanal mediano: 2,14 para homens entre a adolescência e 30 anos de idade e de 1,99 orgasmos semanal para todos os homens em geral. No Brasil, segundo a pesquisa Pfiser (A vida Sexual do Brasileiro) esse número de EST seria de 3 orgasmos semanais. Na ocorrência de 07 ou mais orgasmos semanais, já seria o caso de uma hiperatividade sexual masculina. Quais são as complicações e perigos? Complicações Sociais As pessoas com Comportamento Sexual Compulsivo podem ser responsáveis por algumas complicações sociais sérias. Desafetos com amigos e familiares, envolvimentos policiais, perda de empregos, perda da reputação moral e toda sorte de desadaptação social e familiar em decorrência direta de investidas, assédios e relacionamentos sexuais. Os valores mais permissivos da sociedade moderna favorecem, sobremaneira, a desenvoltura sexual dos portadores de Comportamento Sexual Compulsivo. Essas pessoas não titubeiam em ceder às facilidades sexuais atuais e não costumam estabelecer limites para sua atividade, podendo envolver-se com menores de idade, prostitutas, homossexuais, enfim, expondo-se a um risco social muito grande. Complicações Familiares Os portadores de Comportamento Sexual Compulsivo costumam ser cônjuges complicados. Primeiramente devido ao apetite sexual maior que do(a) parceiro(a), submetendo este(a) a uma atividade nem sempre prazerosa ou desejada. Em segundo, devido às maiores probabilidades à infidelidade e, em terceiro, devido maiores possibilidades de envolvimentos sexuais com amigos ou familiares, aumentando mais ainda o constrangimento. Texto editado com base nos estudos de Ballone GJ, Moura EC - Comportamento Sexual Compulsivo - in. PsiqWeb Psiquiatria Geral, Internet, disponível em www.PsiqWeb.med.br, revisto em 2008. Nota: Antes que o mal aconteça é preciso procurar ajuda. A compulsão sexual, assim como a compulsão pelo jogo, pelas drogas, pelas compras, ela tem tratamento. Em geral, os homens não aceitam a sua condição de compulsivos sexuais e isso dificulta a conscientização de que precisam de tratamento.
  26. 26. O Sexo Nosso de cada dia. 26 Mentiras sobre sexo nas quais acreditamos. 23/10/2008 por Teri Looney Corpos perfeitos = Sexo incrível Certo? Não, errado! Esta e outras mentiras nas quais acreditamos. A primeira vez em que ouvi falar do assunto, lembro-me da sensação desconfortável que tive: se falta tempero à sua vida amorosa, se ela lhe parece um tanto tediosa, mande as crianças para a casa de amigos, prepare um jantar à luz de velas e espere o “seu homem” na porta da frente enrolada apenas em saquinhos plástico (daqueles que se usa para congelar comida ou embrulhar sobras). Em primeiro lugar, saquinho plástico suficiente para “me embrulhar” sairia caro. Em segundo, será que eu realmente queria enviar ao meu marido a mensagem subliminar de que eu era uma espécie de “sobra”, que deveria ser embrulhada? E, por último, o que poderia acontecer comigo – embrulhada em todo esse plástico, caso chegasse muito perto das velas? Depois de pensar cuidadosamente sobre o assunto, decidi deixar o saco plástico no lugar a que ele realmente pertence: a cozinha. E, em vez de toda essa bobagem, resolvi que em nossos momentos íntimos escolheria pensar em mim mesma como um presente de Deus para meu marido que viria em uma linda embalagem. Esta escolha nem sempre é a mais fácil. Nossa cultura mente sobre a dádiva da sexualidade com a qual Deus nos presenteou. Veja abaixo se algumas dessas mentiras estão roubando de você e de seu cônjuge a alegria que Deus planejou para experimentarem no seu maior momento de intimidade. Mentira nº 1: Sexo é fazer apenas o que flui naturalmente. Verdade: Manter um relacionamento sexual satisfatório exige esforço. Informe-se sobre o seu corpo e o corpo do seu cônjuge. A biblioteca do seu bairro ou as livrarias próximas devem ter excelentes materiais sobre o funcionamento do corpo humano. Você pode ler, por exemplo, O conjugal – de Tim & Beverly LaHaye. Depois experimente o que parecer bom e interessante para você e seu parceiro. Deixe claro o que lhe faz sentir desconfortável, e informe-se sobre a anatomia dele. Descubra onde ele gosta de ser tocado, e o que o deixa “aceso”. Compartilhe com ele o que deixa você “acesa”; e de que maneira os dois trabalhando em conjunto podem tornar a vida sexual ainda melhor. Conheço uma sábia mulher que gastou horas de seu precioso tempo para identificar os vários dias de cada mês em que seu desejo sexual está mais alto. Uma vez identificados os dias, ela faz de tudo para garantir que seu marido e ela tenham oportunidades para encontros amorosos neste período especial. (Para a maioria das mulheres este período é em média de 12 a 16 dias após o seu ciclo menstrual, contando a partir do primeiro dia de fluxo). Esta será uma situação onde ambos sairão ganhando. Mentira nº2: Corpo perfeito = Sexo incrível Verdade: Corpos bonitos não garantem um relacionamento satisfatório. Recentemente vi uma manchete de jornal que chamou minha atenção. Ela trazia a seguinte pergunta: “Por que estes homens traem as mulheres mais lindas de Hollywood”? Cuidar do nosso corpo físico é uma forma de honrar a Deus. Mas promover o culto a esse corpo não é adorar a Deus. Quando estamos obcecados com nossa aparência ou nos comparamos constantemente com algum “tipo ideal”, estamos brincando com o perigo. Uma dieta saudável
  27. 27. O Sexo Nosso de cada dia. 27 e exercícios adequados nos manterão funcionando bem até o dia em que receberemos nossos novos corpos, glorificados, nos céus. Até lá, teremos que lidar com a imperfeição. Não permita que padrões impossíveis de nossa cultura enganem você e seu marido. Conceda a si mesma a liberdade de se alegrar com o corpo que Deus lhe deu. Mentira nº 3: Intimidade emocional é melhor do que intimidade física. Verdade: Ambas são igualmente importantes. Os homens, em geral, possuem uma grande necessidade de intimidade física, enquanto as mulheres requerem maior proximidade emocional. Porém, em um número cada vez maior de casamentos, está ocorrendo exatamente o oposto: as mulheres têm sentido maior necessidade sexual. O propósito de Deus para as nossas diferenças é que elas nos completem e nos mantenham juntos, e não para que nos separem. “Criou Deus o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.” (Gênesis 1.27) Esta afirmação bíblica confirma qualidades masculinas e femininas, e ambas espelham o caráter de Deus. Imagine um imã. Os pólos opostos se atraem enquanto os similares se repelem. Ambos os componentes, físico e emocional, são igualmente importantes para um casamento saudável. Por isso, da próxima vez que você for tentado a julgar severamente o seu cônjuge porque ele/ela não é sexualmente ou emocionalmente “igual a você”, lembre-se que Deus os criou diferentes um do outro, com um propósito – para que ambos cresçam e se aprimorem emocional, espiritual e fisicamente. Mentira nº 4: Ninguém mais tem um problema como esse. Verdade: É muito raro um casal que não tenha que lidar com desafios entre quatro paredes. Alguns problemas podem ser temporários e se resolvem com o tempo, oração e paciência. Mas, para assuntos como abusos, infidelidade, uso de pornografia e outras distorções sexuais o auxílio de um terapeuta é imprescindível. Em termos físicos, o corpo humano é a criação mais complexa de Deus. Infelizmente, às vezes as coisas não funcionam como deveriam. Certos problemas ocorrem com maior freqüência à medida que envelhecemos. Não se envergonhe em conversar sobre problemas sexuais com o seu médico. Peça que lhe recomende um especialista caso ele mesmo não esteja preparado para ajudá-lo. O mais importante, todavia, é lembrar-se que você não está sozinho. Outras pessoas também estão passando pela mesma situação. Mentira nº 5: O cônjuge cristão jamais deve dizer “não”. Verdade: “Sim” não significa nada se não há opção de dizer “não”. É o compromisso de amar um ao outro que nos desafia a dizer “sim” o máximo que pudermos. Mas descobri que também honro o meu cônjuge dependendo da maneira como digo “não”. “Amor, estou realmente cansada esta noite. Que tal dormirmos agora e colocarmos o despertador para meia hora mais cedo?” Ou “Este é um daqueles períodos difíceis do mês, mas tenho certeza que vou me sentir melhor em uns dois dias. O que acha de namorarmos no sábado?” Apenas certifique-se de que um “sim” adiado terminará em um “sim” concretizado. Para a maioria dos maridos, sexo é a maneira mais satisfatória de dar e receber amor. Quando digo “sim” ao meu marido, estou aceitando o seu amor e reafirmando o amor dele por mim. Certamente, existem momentos em que dizer “sim” coloca as necessidades do meu cônjuge acima das minhas. Porém, este é o tipo de escolha que me coloca diretamente no meio da graça de Deus e da sua provisão. Mentira nº 6: “Sexo Santo” significa usar sempre a “posição missionária”, (conhecida também como “papai e mamãe”).Verdade: A única “posição missionária” que já encontrei em minha
  28. 28. O Sexo Nosso de cada dia. 28 Bíblia é um mapa que traça as rotas por onde o apóstolo Paulo seguiu em suas viagens missionárias. O “Sexo Santo” é uma celebração. Algumas vezes é uma mútua declaração de amor. Em outras, uma explosão de intensa paixão. Qualquer que seja o caso, a lei do amor deve ser sempre aplicada; e esta lei não tolera qualquer comportamento que inflija dor, cause ferimentos, use medo ou humilhação para atingir a satisfação. Mas dentro das fronteiras do amor há liberdade para a criatividade entre marido e mulher. Você pode achar sugestões muito interessantes em um livro altamente confiável chamado Cântico dos Cânticos. Este livro está sempre disponível e é facilmente encontrado em sua Bíblia. Mentira nº 7: Por causa do meu passado não mereço me alegrar com sexo. Verdade: Todos nós já fizemos escolhas erradas em nossa vida, e cada um de nós também já sofreu pelas escolhas erradas de outras pessoas. Mas isso não significa que não temos o direito de ser felizes. A graça e o perdão de Deus são maravilhosamente dispensados a cada um de nós através de Jesus; e nós o honramos cada vez que escolhemos receber a graça que ele nos oferece. Quando, na prática, aceitamos essa graça, podemos reparti-la livremente. Você se recorda da mulher que ungiu os pés de Jesus e depois os enxugou com os próprios cabelos (Lucas 7.36- 38)? Ela tinha plena consciência da grande dádiva de perdão que havia recebido e estava expressando sua gratidão através de uma atitude de amor. Em razão do perdão de Deus e de sua imensa misericórdia, não podemos permitir que o passado roube o presente que Deus nos proporciona. A alegria proveniente da intimidade entre marido e mulher pode se tornar algo ainda mais doce e suave quando adotarmos verdadeiramente a prática de dar e receber perdão. Pare apenas um minuto e pense na mais bonita embalagem em que você recebeu o melhor presente que já ganhou. Lembra-se de como arregalou os olhos e perdeu o fôlego por alguns instantes quando segurou o presente em suas mãos? Consegue se lembrar de como virou cuidadosamente o pacote para olhar todos os lados? Talvez você o tenha balançado suavemente tentando descobrir o que era; antes de desfazer o belo laço que adornava o embrulho e tirar o lindo papel que o envolvia. Lembra-se do que sentiu ao ver aquele maravilhoso presente que fora escolhido especialmente para você, por alguém que lhe conhecia intimamente? Você é o presente de Deus para o seu cônjuge. Não pense em jóias, roupas, carros esportivos, iates... Nada disso! Deus pagou pelo melhor presente que existe: você! Teri Looney é oradora e escritora free-lancer e mora no Texas.
  29. 29. O Sexo Nosso de cada dia. 29 Meu marido não quer sexo. Meu marido não quer transar comigo! -Ela reclama. Aos mais desinformados parece que isso não acontece com os homens, apenas com as mulheres, mas creiam, isso é normal acontecer com os homens também. E abaixo vamos enumerar alguns motivos que podem levar a isso. Causas possíveis: 1- Ele está tendo um caso com outra mulher. 2-Está se masturbando. 3-Viciou em pornografia. Observar o tempo que passa no computador. 4-Está doente. 5-Está endividado ou com stress muito alto. 6-Está empolgado com um projeto novo. 7-Ele tem preguiça sexual, foi diminuindo a frequência e agora não quer mais. 8-Andropausa ( menopausa masculina). O uso de viagra pode ajudar muito. 9-Falta de iniciativa por parte dela.( ela é apática demais e não estimula o homem) 10-Nível baixo de testosterona ( hormônio sexual masculino- mal que afeta 11% dos homens. Sintomas que indicam que o nível de testosterona está baixo -perda de massa muscular, fadiga, cansaço, disfunção erétil, mau humor- falta de libido. 11-Está fazendo tratamento de hipertensão, ou outros remédios que impeçam a ereção. 12-Está com impotência situacional, ou seja, algum problema emocional o está impedindo de ter ereção. Fonte :Womans Day Observação: A esposa deve ser observadora e acompanhar os hábitos dele, e logo saberá que tipo de problema o está afligindo. Na maioria das vezes, há cura ou solução para o problema. O médico deve ser consultado.Deve-se ter o cuidado de não ir logo fazendo acusações sobre masturbação, pornografia, e adultério, pois isso pode não se confirmar e piorar ainda mais a situação.
  30. 30. O Sexo Nosso de cada dia. 30 Manter um bom casamento é suprir as necessidades do outro. “A alma farta pisa o favo de mel, mas para a alma faminta todo amargo é doce.” Pv.27.7 O sábio está dizendo que quando alguém está suprido em suas necessidades alimentares ele despreza o precioso mel, entretanto, aquele que está com fome até o que não é tão apetitoso, se transforma em objeto de desejo. E assim acontece também com relação as necessidades sexuais e emocionais do casal. A grande necessidade dela é de afeto, ternura e de carinho ( e claro, de sexo, afinal ninguém é de ferro) e o marido carece de atenção sexual. Outro dia uma amiga pastora estava falando do cuidado que uma mulher tem que ter durante o período de sua gravidez e de outros momentos que levam a uma abstinência sexual , de modo a não expor à risco a fidelidade do marido. Ela não deve abandoná-lo e sim fazer o que for possível e prazeroso suprindo-o dentro do quadro em que se encontra, e achei de muita valia o seu ensino e pensei: “A mulher que atenta para isso é a mulher sábia que edifica a sua casa”. Para o homem , amor é sexo e para ela, sexo é amor. Ele tem mais facilidade em oferecer amor quando recebe sexo, e ela em oferecer sexo quando recebe amor. E assim aprendemos que o marido estando suprido sexualmente, não terá olhos para outra, não sucumbirá a uma tentação com facilidade, pois está farto e despreza o mel. Porém, se o marido está carente, então, até a mulher menos qualificada poderá provocar nele sentimentos e desejos, ainda que pecaminoso. E a mulher também passa por isso, ela deve estar emocionalmente bem, se sentindo querida, amada pelo seu homem, recebendo dele carinho em profusão de maneira que o intruso não terá vez. Pense nisso, viva isso. Como diz o pregador: “ Quem tem um carrão na garagem, não procura fusquinha na rua”.
  31. 31. O Sexo Nosso de cada dia. 31 Como uma mulher conquista o coração do marido. Infelizmente a sexualidade nas igrejas cristãs ainda é um tabu e nossa liderança não se dá conta do mal que isso vem provocando na família cristã, onde as mulheres estão perdendo os seus maridos para a internet, para a amante, ou vivendo uma vida infeliz dentro de casa. A Bíblia em Provérbios 5 nos conclama a usufruirmos da vida sexual como uma benção de Deus, obviamente vivida dentro do casamento. Paulo em I Coríntios 7 chega a determinar que o marido e mulher transem para que não sejam tentados a cair nos braços do adultério. O sexo satisfatório exige inovação. Ele deve surpreender, variar, se renovar. O casal deve usar a criatividade para que não se torne algo mecânico, sem gosto, parecido com chuchu, sem sabor e vida. Muitos estão indo para a cama apenas para cumprir com o dever de ofício e este tipo de sexo não gera cura das emoções, não desperta sentimentos ternos de apego e cumplicidade. Às vezes, pode até afastar o casal em virtude de ser um enfado. Casais estão indo para cama mais tarde como via de fuga, outros estão arrumando coisas para fazer para evitá-lo. Essa não a vida abundante, não é o usufruir das delícias do sexo que vemos no livro de Cantares. E quando se abraça a fé cristã, o sexo fica limitado a uma mesma mulher e a um mesmo homem, então, o que fazer para que seja o melhor possível e se constitua em um dos pilares de sustentação de um relacionamento. A mulher de Provérbios 7 não serve como modelo para nenhuma cristã, mas algumas de suas atitudes podem ser objeto de reflexão para que a mulher cristã aprenda o jogo da conquista e assim seja a dona do coração de seu homem e viva o amor com intensidade. Vamos compreender isso, meditando em Provérbios 7:10-22. 1) Ela se veste para o amor e toma a iniciativa, verso 10- A mulher veio ao seu encontro, vestida como prostituta, cheia de astúcia no coração. 2) Ela é provocante, verso 11- Ela é espalhafatosa e provocadora; 3) Ela o procura não fica esperando, verso 12-ora está ela pelas ruas, ora pelas praças, espreitando por todos os cantos. 4)Ela é mulher de atitude verso 13- Ela agarrou o rapaz, beijou-o e lhe disse descaradamente... 5) Mostra que é ele o seu desejado, verso 15- Por isso saí para encontrá-lo: vim a sua procura e o encontrei. 6) Prepara o ambiente onde o amor acontece, verso 16- Estendi sobre o meu leito cobertas de linho fino do Egito. 7) Usa um perfume bom, verso 17- Perfumei a minha cama com mirra, aloés e canela. 8) Ela estimula, desperta sexualmente seu amado, verso 18 -Venha, vamos embriagar-nos de carícias até o amanhecer, gozemos as delícias do amor!
  32. 32. O Sexo Nosso de cada dia. 32 9) Suas palavras são doces e os elogios para o seu homem são fartos, verso 21- com a sedução das palavras o persuadiu e o atraiu com a doçura dos lábios. 10) A conquista se consuma, ele se torna prisioneiro do seu amor, verso 22- Imediatamente ele a seguiu como o boi levado ao matadouro, ou como o cervo que vai cair no laço... Percebe como se pode incendiar um relacionamento conjugal? Saia da mesmice, do compasso de espera e seja feliz com seu marido.
  33. 33. O Sexo Nosso de cada dia. 33 Aconselhamento: Meu marido prefere a pornografia. A Paz do Senhor Pastor! Preciso de um conselho, sou casada já faz 6 anos, fui criada no evangelho mas não era firme e me casei com um homem que é um bom pai, já conviveu com outra mulher antes de mim e viveu 12 anos juntos sem casar teve dois filhos e se separou, pois foi traído pelo seu melhor amigo! Após um ano me conheceu e depois de 6 meses de noivado nos casamos, tenho 25 anos e ele 38 temos 2 filhos. Tive uma gravidez tranquila referente a tudo, relação sexual e etc. No principio do meu casamento meu esposo ousava e abusava de assistir pornografias de todos os tipos musicas, vídeos, filmes etc. e nunca dei importância aquilo achava que ele só olhava mas não poderia ter nada com elas!! Porém o tempo passou e percebi que não é assim que funciona. A verdade é que além de ele ter desejo naquilo também desejava que eu o fizesse. Queria filmar nós dois na relação, tirar fotos etc.. Coisas que para mim não é agradável e nem aos olhos do pai! Na verdade sempre frequentei a casa de Deus, porém não era firmada em nenhuma congregação! A partir do momento que me firmei com Cristo Jesus o meu esposo mudou mais e mais para pior!! Falava coisas vulgares a meu respeito tais coisas como: estou amigada com o pastor, estou o traindo com outro na igreja etc.. Isso me encheu de Ódio e Raiva e acabei cedendo os desejos do pecado o trai com um amigo de trabalho meu. Achava que estava apaixonada por ele até que Deus me revelou que aquilo estava errado em minha vida! Mandou-me uma provação: fiquei muito doente o médico passou um exame que determinaria a minha cirurgia ele disse que eu estava com um tumor no Reto e queria descobrir se era maligno ou benigno. Ai foi que eu entrei em profundo desespero emocional!! Pedi perdão a Deus dos meus pecados me batizei e entrei em comunhão com o Pai, Participei de vigílias e louvores até que Deus fez o MILAGRE da CURA na minha VIDA!!! Meu esposo mudou não aceitou o evangelho ele crer muito, mas quando fala em aceitação não quer mais conversa, porém mudou completamente comigo, me perdoou da minha traição e mudou seu comportamento. Porém quando achava que ele realmente tinha mudado descobrir que estava novamente com os atos obscenos de sempre! Não aguento mais Pastor as vezes me sinto rejeitada, Usada, mal amada sei lá!! Tento fazer por onde dez do principio do meu casamento, mas ele nunca muda!! Deixa de fazer amor comigo para se satisfazer olhando as pornografias do mundo!! Já conversei com ele sobre o assunto, mas não dá em nada. Arrumei-me mais e tentei me unir mais a ele no relacionamento, porém nada acontece! Uma vez analisei o histórico do meu computador e vi que enquanto eu estava na igreja ele estava satisfazendo os prazeres da carne pela internet com pornografias! Então mostrei a ele o que vi e o perguntei se eu merecia aquilo; Sabe o que ele me respondeu: você não merece o que eu mereço e casar com um homem Crente!! Pastor até outro homem ele está me dando, foi assim que ele me fez o trair, porém hoje sou guiada pelo espirito Santo de Deus e isso não vou deixar acontecer!! Pastor me ajude em nome de Jesus, pois não sei, mas o que fazer estou tentando ser forte, mas na verdade não o Sou!! RESPOSTA: Irmã, paz em meio às lutas. Resposta: Olha, realmente é muito triste a situação que você está vivendo. O problema da pornografia é exatamente este, expõe o relacionamento conjugal a risco, pois ela quase sempre vem acompanhada de masturbação, e outras imoralidades sexuais, e daí, o seu praticante deixa de ter prazer na relação sexual normal, como um marido e uma esposa.
  34. 34. O Sexo Nosso de cada dia. 34 Pode parecer que o que eu vou dizer seja loucura, algo meio que “fora do cabo”, mas é uma tentativa. Preste atenção. Quando o viciado em pornografia está nas suas práticas sexuais solitárias, ele não envolve sentimento, nem romantismo, nada disso, é sexo, e sexo com uma força muscular maior do que quando ele faz sexo normal. Vou explicar melhor, o homem imprime uma força na mão e uma velocidade que ele ejacula em poucos minutos e fica ali, se estimulando visualmente até que esteja pronto para uma nova ejaculação. Com isso ele se esgota sexualmente e não tem apetite para a esposa. Você, primeiramente deve se fortalecer em Deus, ter certeza de que está agradando a Deus com seu modo de viver. Deve parar de pensar em outro caso extraconjugal, isso é morte. Quando alguém começa a falar que a carne é fraca, que está difícil, que está se segurando, mas não sabe até quando, é porque já está pronto para o pecado, então elimine essa possibilidade, diante de Deus. Não dê arma para o inimigo usar contra você mesma. Ele fica sugerindo, sugestionando e se você não estiver pré-determinada a ser fiel, então cairá. Quem sabe ajudaria, você praticando o sexo que ele não deveria, mas, hoje, está gostando, através da masturbação a dois, e veja, não há pecado nisso. E aí você vai controlando a situação, ensine ele a ter prazer à dois, ainda que envolva a masturbação por um período de tempo, e você deve controlar a força usada no ato, para que ele não precise de tanta pressão para ter prazer. Esse é o lado sexual da história. Porém, isso é pouco para resolver o quadro. Seu marido ainda está passando pela crise de ciúmes, está enciumado com tudo aquilo que você possa gostar, até do gato e do cachorro ele sente ciúmes. Então, procure não falar muito das pessoas da igreja, entre num certo silêncio com relação a isso e mostre que ele é a sua prioridade, faça coisas que deixem claro isso. Comece a se declarar a ele, ainda que no início não tenha boa resposta, mas vá fazendo, isso vai curando o coração dele. Sabe irmã, para um homem, perdoar uma traição é um pouco mais difícil do que para uma mulher, por uma questão cultural. Até outro dia, até se justificava o homicídio praticado por um homem traído, em nome da honra, e esse sentimento ainda está dentro do homem brasileiro. Você deve ajudá-lo a se libertar disso, comece a demonstrar que está valorizando o relacionamento, que está fazendo dele uma prioridade, que está mais generosa, mais carinhosa, enfim. Quando a gente quer resultados melhores do que já estamos obtendo, então, temos que fazer coisas de modo diferente, é preciso inovar. Procure participar de eventos de família, de casais, leia livros sobre relacionamento, leia livros como “As cinco linguagens do amor” , “As doze colunas que sustentam um casamento”, ” Um amor abundante, um leito viçoso” , ” Amor e respeito” ( no blog Casados em Cristo você acha) entende, você vai se apercebendo de coisas erradas que as pessoas fazem no relacionamento e vai oferecendo a ele um amor melhor. E em meio a tudo isso, conforme você vai avançando e ele começar a confiar de novo em você, você irá pedir que não faça mais uso da pornografia. Quanto as fotos e filmes e o próprio sexo, só faça aquilo que não te ofenda e que não ofenda a Deus. Não abra mão disso, e Deus te retribuirá pela sua fidelidade. Não fique brigando o tempo todo, mas fale de sentimentos, do quanto isso está sendo agressivo para você, que se sente um lixo quando vê o que ele está vendo na net. Temos no blog um artigo que fala da pornografia como um prazer que não se sacia nunca, e quer sempre mais, levando a pessoa ao desespero, procure lá, leia e quando for oportuno dê para ele ler. Creia em Deus, creia em Cristo.
  35. 35. O Sexo Nosso de cada dia. 35 Aconselhamento: Ela não sexo, embora eu faça tudo por agradá-la. A Paz do Senhor, Eu gostaria de uma ajuda. Quando tinha 17 anos, namorei por cerco de um ano uma moça. Eu não era convertido e tínhamos relações sexuais praticamente todos os dias. Ela engravidou quando eu tinha 17 anos. Não demos certo, muitas brigas, ciúmes e falta de Deus. Passou um tempo e me converti. Eu bebia, usava drogas, mas Deus me resgatou e me libertou. Depois de uns 5 anos, já convertido eu comecei a namorar a minha atual esposa. Conhecemo- nos na igreja. Depois de 1 ano e 8 meses, nos casamos. Casei com 24 anos e a minha esposa com 20.A minha esposa casou-se virgem. Sou casado há 10 anos. Não moro com minha filha, mas ela mora perto de casa. Vamos à igreja juntos, pago pensão, passeamos, temos um ótimo relacionamento. Mas desde o início do meu casamento tem acontecido algo estranho. Fui ter relação sexual com a minha esposa, depois de duas ou três semanas depois de casado. Na lua de mel não aconteceu nada. Eu compreendi, pois a minha esposa era virgem, e não quis forçar nada e fazer tudo com amor e carinho. Mas desde o início de nosso casamento, até hoje, a minha esposa não se sente atraída por mim sexualmente. Às vezes toco nela, mas parece que tenho espinhos em minhas mãos. Ela sente-se incomodada com meus toques, parece que estou sufocando-a. Uma vez, com 1 ano e pouco de casados, ela me disse que não tem vontade em ter relação sexual comigo. Quando ouvi aquilo, parecia que entrou uma faca em meu peito. Eu sou uma pessoa carinhosa, procuro elogiá-la, beija-la, dar lhe presentes, fazer suas vontades, trazer recursos financeiros para suprir nossas necessidades, protege-la e amá-la. Sei que a mulher precisa de carinho, sentir-se segura e amada. Procuro fazer isto, mas recebo frieza da parte dela. Temos um filho de 2 anos, que amo muito. Ela diz que me ama, mas não sabe o que acontece. Quando ela deita, vem um sono incontrolável nela. Eu a toco e ela nem se mexe. Não recebo carinho, nem beijo, nada, vivemos como se fossemos dois irmãos. Às vezes me sinto como se eu fosse uma pessoa estranha, tentando me relacionar com ela, como se ela fosse forçada a ficar comigo, é horrível. Já procuramos ajuda de alguns pastores, li alguns livros cristãos sobre restauração sexual, casamento, sentimento da mulher, etc. Parece que vai resolver, depois volta à mesma situação. Não é só sexo, pois sei que o casamento não é só isso, mas sinto falta de beijos, carinhos, de namorar a minha esposa. No início de nosso casamento, tínhamos em média 3 relações sexuais no mês, e com o tempo, isto foi ficando mais difícil. Não tínhamos filho, dormíamos juntos e ficávamos 30, 40, 50 dias sem ter relação. Algum tempo atrás, em um ano, tivemos relação sexual apenas em um final de semana. Conversei com ela diversas vezes, pedi ajuda, pedi para ela conversar com alguém de confiança, pedi orientação pastoral, mas ela diz que tem vergonha. Às vezes que pedimos ajuda, foi sempre por minha ação. Com isso, vejo que ela está desinteressada, pois ela não luta para mudar isto. Ela diz que antes de casar nunca foi abusada, sempre foi normal. Ela não é depressiva, mas eu há acho um pouco egoísta. Como sou homem, às vezes o meu organismo pede para ter relação, procuro me controlar, tomar banho gelado, mas não resolve. Já sonhei por diversas vezes tendo relação com outras mulheres e outros sonhos sensuais. Por algumas vezes, quase trai minha mulher com a mãe da minha filha, pois ela diz que me ama e que quer matar saudade dos velhos tempos, mas eu
  36. 36. O Sexo Nosso de cada dia. 36 disse a ela que isto não é possível, pois assumi um compromisso com Deus e não posso quebrar este voto. Sei que só de pensar, já cometemos adultério. Contei tudo a minha esposa, que por vezes quase a trai com a mãe da minha filha, já tive sonhos eróticos, assisti coisas impuras, ela diz que me perdoa e pede perdão, pois diz que se eu passo por isso a culpa é dela, ela diz que vai mudar e nada acontece. Quando isto acontece me sinto um lixo, sujo e que não terei perdão, é horrível. Pastor, eu amo a Deus, quase morri de overdose e não quero voltar atrás, como um cachorro limpo, voltando ao seu vômito. Sei que Deus abomina o divórcio e eu tenho que ser santo, não quero trocar minha primogenitura por um prato de lentilha. Sei se trair a minha esposa, terei minutos de prazer que estragarão a minha vida para sempre, não quero aceitar o convite da mulher-loucura, como diz em provérbio. Mas como homem, tenho minhas necessidades, minha vontade. Casei para ser feliz, me relacionar sexualmente com minha esposa, namorar, receber e dar carinho, sorrir, brincar, passear, presentear, ensinar nossos filhos no caminho do Senhor, crescer ministerialmente, ganhar vidas para Deus, viver bem até o dia em que encontraremos com Jesus na Glória, mas esta situação está acabando comigo. Por diversas vezes fui ao cardiologista, sentindo dores no peito, nos braços e diversos outros sintomas, fiz vários exames e os médicos me informaram que eu tinha ansiedade, sintomas de síndrome do pânico e uma pré-depressão. Indicaram-me algumas medicações, calmantes e psicólogo/psiquiatra. Pastor, eu não quero pecar contra Deus, não quero entristecer o Espírito Santo de Deus que eu AMO, não quero me sujar. Às vezes parece que não vou aguentar esta barra, fico por dias excitado, não consigo me concentrar no trabalho, estudos, já perdi várias horas de sono, pois eu ficava bastante excitado, minha esposa dormia como uma pedra, e eu não conseguia dormir. Tomava banho gelado e nada. Já passei diversas noites acordado e no outro dia ia trabalhar. Várias vezes pensava em pedir para Deus me levar, pois se esta situação continuasse, tinha medo de ceder às tentações e perder minha salvação. Prefiro padecer fazendo o bem ao mal. Penso em pedir para Deus me levar, mas vejo meus filhos, e não quero deixá-los, quero ensiná- los a amar e respeitar a Deus e o próximo. Amo a Deus, tenho o dom de servir, gosto de evangelizar, falar do amor de Deus as pessoas, de levar comida e roupa aos necessitados nas madrugadas, ajudar os bêbados e drogados a libertarem-se. Quero visitar presídios, orfanatos, asilos, hospitais, casa de recuperação e levar a palavra, ser como Jesus, estar no meio dos necessitados, mas esta situação me prejudica muito. Por vezes parece que está tudo bem, de repente meu corpo fica a mil por hora, e eu sou rejeitado por minha esposa. Com isto, me sinto muito triste e desanimado. Temos em média, 1 relação a cada dois meses. Nesta última semana, viajamos para o Nordeste, para comemorarmos 10 anos de casados. Ficamos lá de quinta-feira até domingo. Era para ser a nossa segunda lua de mel, mas como a primeira não aconteceu nada. Nós estávamos em um lugar lindo, passeando, mas a frieza de sempre, não namoramos. É só ela deitar, que ela fica imóvel, como uma boneca, fria e sem reação amorosa. Eu acho que é algo espiritual. gostaria de uma ajuda do senhor, pois sei que seu trabalho e de restauração de casamentos, mas se decidirmos de comum acordo, em não termos mais relação, vivermos como “irmãos” para cuidarmos de nosso filho, estaríamos pecando? Digo isto, porque praticamente todos os dias fico na esperança de quando chegar em casa, vou namorar com a minha esposa, que vamos ficar bem, mas não é isso que acontece. Crio uma enorme expectativa e sou frustrado, e esta frustração esta me trazendo sofrimento, me fazendo mal a saúde, pois vou guardando tudo isto, tentando suportar toda esta situação sozinho, mas tenho receio de criar raiz de amargura. Com esta situação, percebi que tenho ficado calado durante o dia, procuro não me relacionar com as pessoas, vivo em meu mundo

×