de Maria Alberta Menéres Língua Portuguesa – 6º Ano – Correção da ficha de avaliação sumativa
<ul><li>Eolo, rei dos ventos, oferece a Ulisses um </li></ul><ul><li>saco de pele de boi, que  continha os piores </li></u...
<ul><li>Com esta atitude, Éolo afastava os </li></ul><ul><li>naufrágios e as tempestades e ajudava Ulisses a </li></ul><ul...
<ul><li>3. “Mas aviso-te: que ninguém saiba o que este </li></ul><ul><li>saco contém, e que ninguém o abra, senão nem </li...
<ul><li>4.  Eolo pretendeu avisar Ulisses dos perigos </li></ul><ul><li>que podia correr se ele, ou algum dos seus </li></...
<ul><li>Ao carregarem o saco, os marinheiros </li></ul><ul><li>estranharam  o seu peso . </li></ul>
<ul><li>6. Ulisses disse-lhes que não podia dizer o que </li></ul><ul><li>o saco continha. Avisou também para terem o </li...
<ul><li>“ O que teria aquele saco de misterioso?” </li></ul><ul><li>“ Que mistério seria aquele? </li></ul>
<ul><li>Ulisses tinha sempre o cuidado de dormir, </li></ul><ul><li>sempre próximo do saco, e nunca se afastava </li></ul>...
<ul><li>9.1. A frase é do tipo exclamativo. “Vamos </li></ul><ul><li>espreitar um bocadinho!” </li></ul><ul><li>9.2. Os ma...
<ul><li>Este excerto é uma narrativa aberta. </li></ul>
<ul><li>11. A primeira parte do texto corresponde ao </li></ul><ul><li>primeiro parágrafo do texto e intitula-se «Na </li>...
<ul><li>12.  </li></ul><ul><li>O vento é uma gigantesca corrente de ar. </li></ul><ul><li>No deserto, a tempestade de arei...
<ul><li>As dunas mudam muitas vezes de forma </li></ul><ul><li>devido ao vento forte. </li></ul><ul><li>Para proteger as c...
Subclasse primeira numeral grego relacional pequenos qualificativo famosíssimo qualificativo grandes qualificativo conheci...
<ul><li>2.  Sublinha  os adjetivos existentes nas frases e  identifica  o grau a que </li></ul><ul><li>pertencem. </li></u...
Masculino Feminino Singular Plural grego grega cruel cruéis grande grande violento violentos primeiro primeira agradável a...
Nomes Adjetivos Verbos ameaça ameaçado ameaçar agradecimento agradecido agradecer forte Forte (ou fortalecido) fortalecer ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

O "Ulisses" de Maria Alberta Menéres: correção da ficha de avaliação sumativa

23,025 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
23,025
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2,917
Actions
Shares
0
Downloads
395
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O "Ulisses" de Maria Alberta Menéres: correção da ficha de avaliação sumativa

  1. 1. de Maria Alberta Menéres Língua Portuguesa – 6º Ano – Correção da ficha de avaliação sumativa
  2. 2. <ul><li>Eolo, rei dos ventos, oferece a Ulisses um </li></ul><ul><li>saco de pele de boi, que continha os piores </li></ul><ul><li>ventos do mundo . </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Com esta atitude, Éolo afastava os </li></ul><ul><li>naufrágios e as tempestades e ajudava Ulisses a </li></ul><ul><li>regressar a Ítaca sem obstáculos. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>3. “Mas aviso-te: que ninguém saiba o que este </li></ul><ul><li>saco contém, e que ninguém o abra, senão nem </li></ul><ul><li>tu calculas o que poderá acontecer!” </li></ul>
  5. 5. <ul><li>4. Eolo pretendeu avisar Ulisses dos perigos </li></ul><ul><li>que podia correr se ele, ou algum dos seus </li></ul><ul><li>companheiros, espreitasse para dentro do saco. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Ao carregarem o saco, os marinheiros </li></ul><ul><li>estranharam o seu peso . </li></ul>
  7. 7. <ul><li>6. Ulisses disse-lhes que não podia dizer o que </li></ul><ul><li>o saco continha. Avisou também para terem o </li></ul><ul><li>máximo de cuidado com o saco, pois “uma </li></ul><ul><li>grande desgraça” poderia acontecer, se o </li></ul><ul><li>mesmo fosse aberto. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>“ O que teria aquele saco de misterioso?” </li></ul><ul><li>“ Que mistério seria aquele? </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Ulisses tinha sempre o cuidado de dormir, </li></ul><ul><li>sempre próximo do saco, e nunca se afastava </li></ul><ul><li>dele, durante o dia. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>9.1. A frase é do tipo exclamativo. “Vamos </li></ul><ul><li>espreitar um bocadinho!” </li></ul><ul><li>9.2. Os marinheiros não aguentaram de tanta </li></ul><ul><li>curiosidade e libertaram os ventos violentos e </li></ul><ul><li>furiosos que provocaram as maiores </li></ul><ul><li>tempestades, acabando Ulisses por acordar. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Este excerto é uma narrativa aberta. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>11. A primeira parte do texto corresponde ao </li></ul><ul><li>primeiro parágrafo do texto e intitula-se «Na </li></ul><ul><li>ilha da Eólia». </li></ul><ul><li>A segunda parte prolonga-se desde o início </li></ul><ul><li>do segundo parágrafo até ao final do penúltimo </li></ul><ul><li>e pode denominar-se como «O misterioso saco </li></ul><ul><li>dos ventos». </li></ul><ul><li>A terceira e última parte corresponde ao </li></ul><ul><li>último parágrafo do texto e pode designar-se </li></ul><ul><li>como «A fúria dos ventos». </li></ul>
  13. 13. <ul><li>12. </li></ul><ul><li>O vento é uma gigantesca corrente de ar. </li></ul><ul><li>No deserto, a tempestade de areia acontece </li></ul><ul><li>quando a turbulência do vento se eleva a três </li></ul><ul><li>ou quatro quilómetros de altitude. </li></ul><ul><li>Em 1998, uma chuva de areia vermelha caiu </li></ul><ul><li>sobre a Europa, proveniente da Argélia. </li></ul><ul><li>Nas praias e nos desertos formam-se dunas </li></ul><ul><li>porque o vento vai empurrando a areia para a </li></ul><ul><li>frente. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>As dunas mudam muitas vezes de forma </li></ul><ul><li>devido ao vento forte. </li></ul><ul><li>Para proteger as casas e as culturas </li></ul><ul><li>procede-se ao plantio de árvores de longas </li></ul><ul><li>raízes. </li></ul>
  15. 15. Subclasse primeira numeral grego relacional pequenos qualificativo famosíssimo qualificativo grandes qualificativo conhecidíssimas qualificativo literárias relacional primeiríssimo numeral
  16. 16. <ul><li>2. Sublinha os adjetivos existentes nas frases e identifica o grau a que </li></ul><ul><li>pertencem. </li></ul><ul><li>“ Era a Eólia, onde foram muito bem recebidos por Eolo, o rei dos ventos.” </li></ul><ul><li>Grau superlativo absoluto analítico </li></ul><ul><li>Os naufrágios são tão cruéis para os marinheiros como as tempestades. </li></ul><ul><li>Grau comparativo de igualdade </li></ul><ul><li>Apenas deixei cá fora, livre, o Zefiro, a brisa suave que é a mais agradável para os </li></ul><ul><li>marinheiros. </li></ul><ul><li>Grau normal </li></ul><ul><li>Grau superlativo relativo de superioridade </li></ul><ul><li>“ Ulisses chamou quatro valentes marinheiros para transportarem o saco.” </li></ul><ul><li>Grau normal </li></ul><ul><li>“ Os marinheiros estranharam o peso levíssimo do saco e perguntaram a Ulisses…” </li></ul><ul><li>Grau superlativo absoluto sintético </li></ul>
  17. 17. Masculino Feminino Singular Plural grego grega cruel cruéis grande grande violento violentos primeiro primeira agradável agradáveis vigoroso vigorosa valente valentes bonito bonita radiante radiantes gracioso graciosa furioso furiosos fiel fiel terrível terríveis
  18. 18. Nomes Adjetivos Verbos ameaça ameaçado ameaçar agradecimento agradecido agradecer forte Forte (ou fortalecido) fortalecer reconhecimento reconhecido reconhecer

×