Successfully reported this slideshow.

Aula 1 - Introdução à Psicologia

23,323 views

Published on

Introdução à Psicologia

Published in: Education

Aula 1 - Introdução à Psicologia

  1. 1. Psicologia Geral e Social Aula 1 – IntroduçãoAula 1 – Introdução Prof. Ms. Felipe Saraiva Nunes de Pinho www.felipepinho.co m Prof. Felipe Pinho
  2. 2. Ementa Constituição da psicologia como campo científico. Matrizes teóricas do debate contemporâneo indivíduo – sociedade. Fundamentação das questões relativas ao desenvolvimento da personalidade e dos grupos sociais. A constituição da subjetividade no processo de produção e reprodução na vida social. Indivíduo X Sujeito. Psicologia social no campo das ciências sociais. Formação e desenvolvimento, as mudanças de atitude e percepção social. Imaginário social na sociedade de classes. Processos grupais: estrutura e dinâmica de grupo. Prof. Felipe Pinho
  3. 3. TIPOS DE CONHECIMENTOS: • O conhecimento religioso: um conjunto de crenças ou conhecimentos sobre o cosmos e o homem, que se apóia na fé. • O senso comum: é o conhecimento da nossa realidade cotidiana, constituído pelos conhecimentos intuitivos e crenças compartilhadas pelos membros de uma determinada sociedade. É uma maneira de explicar a realidade, ou os fenômenos naturais, culturalmente construída (tradição) – histórica e empiricamente -, e aceita pelos membros daquela sociedade. O senso comum também ajuda os indivíduos a se reconhecerem como membros daquela sociedade – função socializadora. É passado de geração a geração. O conhecimento é principalmente subjetivo: expressa opiniões individuais ou de um grupo, que varia de pessoa para pessoa ou de grupo para grupo. O senso comum também representa, resignifica de maneira precária, todos os outros conhecimentos humanos. Prof. Felipe Pinho
  4. 4. O conhecimento científico • Saber metódico e rigoroso, que possibilita sistematizar/organizar o conhecimento. Tem como objetivo propor uma explicação racional e objetiva da realidade, através de pesquisas sistemáticas e controladas, que permitam a comprovação de hipóteses. Por ser objetivo, o conhecimento científico busca a universalização, ou seja, um conhecimento que seja válido em todas as sociedades e em todas as épocas. Cada nova experimentação deve comprovar os resultados obtidos anteriormente. O conhecimento científico busca liberar o homem dos medos, das superstições, das crenças. Ele, muitas vezes, é uma abstração da própria realidade. Na modernidade, o conhecimento científico desenvolveu com Descartes e Comte um método sistematizado de pesquisa científica, conhecido como Método Científico. Através disso, o conhecimento pode ser transmitido, verificado, utilizado e desenvolvido. Prof. Felipe Pinho
  5. 5. O método científico René Descartes (1596 —1650) Seu mais famoso livro: O Discurso do Método (1637) Prof. Felipe Pinho
  6. 6. A CIÊNCIA E O MÉTODO CIENTÍFICO NA PSICOLOGIA • Método: (grego) caminho para se chegar a um fim. O método científico é um conjunto regras básicas para desenvolver uma experiência a fim de produzir novo conhecimento. • Ideais do método científico: objeto específico, linguagem rigorosa, métodos e técnicas específicas, processo cumulativo do conhecimento, objetividade, universalização, crença no progresso, neutralidade científica. • O problema das ciências humanas: o problema da objetividade e da neutralidade nas ciências que estudam o homem. Na Psicologia o observador se confunde com seu objeto de estudo. Prof. Felipe Pinho
  7. 7. A Ciência e a Constituição da Sociedade Moderna/Contemporânea • Religião x Ciência: a passagem da Idade Média para a Modernidade; • A separação entre o sujeito do conhecimento e o objeto do conhecimento: o ideal e o Mito da Neutralidade Científica. Prof. Felipe Pinho
  8. 8. O estudo da Subjetividade • A matéria prima da Psicologia é o estudo da Subjetividade: subjetividade é o conjunto de característica de um sujeito, aquilo que é pessoal, individual e singular. É nossa vida interior. "É o mundo de idéias, significados e emoções construídos internamente pelo sujeito a partir de suas relações sociais, de sua experiência e história de vida, e de sua constituição biológica”. É o nosso modo de ser. A nossa subjetividade se constrói ao longo de toda a nossa vida de maneira dialógica. Prof. Felipe Pinho
  9. 9. O método científico Teoria Levantamento das hipóteses Testes empíricos das hipóteses levantadas Análise dos dados colhidos Confirmação ou rejeição das hipóteses Generalização Prof. Felipe Pinho
  10. 10. A visão do homem na Psicologia • O homem como uma unidade biopsicossocial- espiritual e ecológica: O biológico; O psicológico (subjetivo); O social /histórico; O espiritual; O ecológico. • O estudo da história de vida. Prof. Felipe Pinho
  11. 11. O ser humano, um ser dialógico  A interdependência Humana;  O contexto histórico-cultural; O comportamento e o social; O processo de interação social. Prof. Felipe Pinho
  12. 12. O que é a Psicologia Social • “É o estudo científico da influência recíproca entre as pessoas (interação social) e do processo cognitivo gerado por esta interação (pensamento social)”; • Processo de dependência e interdependência; • A expectativa com relação ao comportamento do outro pode modificar nossas ações. Prof. Felipe Pinho
  13. 13. O objeto material da Psicologia Social é o estudo da interação humana e de suas consequências cognitivas e comportamentais. Prof. Felipe Pinho
  14. 14. O Pensamento Social • São processos mentais superiores (processos cognitivos) desencadeados pelo processo de interação social. Prof. Felipe Pinho
  15. 15. O caráter latitudinal ou situacional do fenômeno psicossocial • Fatores situacionais Estímulos sociais; • A situação social influencia fortemente o comportamento do indivíduo; • Importante: os fatores longitudinais (indivíduo) tais como experiências passadas, fatores hereditários, características de personalidade também podem influenciar o comportamento social;Prof. Felipe Pinho
  16. 16. A Psicologia Social: definição • É o estudo científico de manifestações comportamentais de caráter situacional suscitadas pela interação de uma pessoa com outras pessoas ou pela mera expectativa de tal interação, bem como dos processos cognitivos e afetivos suscitados pelo processo de interação social. (RODRIGUES, 2009). Prof. Felipe Pinho
  17. 17. A Psicologia Social e áreas afins • A importância da interdisciplinaridade e da transdisciplinaridade – Edgar Morin) • Psicologia Social e Sociologia: Sociologia: “o indivíduo é considerado à luz da cultura em que se insere e as causas de seu comportamento são buscadas nas características da entidade social a que pertence. A unidade de análise é o grupo”; Psicologia Social: “o indivíduo em si mesmo é examinado em função se suas reações aos fatores ambientais que o circundam. A unidade de análise é o indivíduo”. (Rodrigues, 2009) Prof. Felipe Pinho
  18. 18. Prof. Felipe Pinho
  19. 19. A Psicologia Social e áreas afins • Psicologia Social e Antropologia Cultural: A Antropologia (lato sensu) estuda as produções humanas nas diferentes culturas, as características étnicas dos vários povos, suas formas de expressão, sem contudo considerar o indivíduo ou o seu comportamento individual em si mesmo. (Rodrigues, 2009) Prof. Felipe Pinho
  20. 20. A Psicologia Social e áreas afins • Psicologia Social e Filosofia Social: A Filosofia é uma forma de saber crítico que busca refletir sobre problemas metateóricos (epistemologia, ontologia, ética, metafísica etc.); A Psicologia Social é uma ciência empírica, que busca comprovar hipóteses através de um método de pesquisa científica. Prof. Felipe Pinho
  21. 21. A Psicologia Social e os outros setores da Psicologia • Psicologia Clínica; • Psicologia Organizacional e do Trabalho; • Psicologia da Educação; • Psicologia da Saúde e Psicologia Hospitalar; • Psicologia Comunitária. Prof. Felipe Pinho
  22. 22. BIBLIOGRAFIA UTILIZADA • BOCK, Ana Mercês Bahia, FURTADO, Odair, TEXEIRA, Maria de Lourdes Trassi. Psicologias: uma introdução ao estudo da Psicologia. 13. ed., São Paulo: Saraiva, 2002. • CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia. São Paulo: Ática, 2003. • RODRIGUES, A. et al. Psicologia Social. 27ª ed. Petrópolis: Vozes, 2009. Prof. Felipe Pinho

×