Plano de curso promoção da saúde

1,070 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,070
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Plano de curso promoção da saúde

  1. 1. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CAMPUS CATALÃO DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM UFG PLANO DE CURSO1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃODepartamento de ENFERMAGEM Unidade: CAMPUS CATALÃODisciplina: PROMOÇÃO DA SAÚDE Código: 6082 Núcleo: ObrigatórioDepartamento da Disciplina: ENFERMAGEM Ano: 2011 Semestre: 2ºDISTRIBUIÇÃO DA CARGA HORÁRIACarga Horária Semestral Carga Horária Semanal Teóricas: 32 horas Acessória64 horas 4 horas 16 Práticas: 32 horas EMENTA Histórico do movimento de Promoção da Saúde. Conferências internacionais e nacionais sobre promoção da saúde. Conceitos atuais e emergentes em promoção da saúde. Políticas públicas de promoção da saúde no Brasil. Estratégias de intervenção em Promoção da Saúde. Educação em saúde. Pressupostos teóricos norteadores das políticas e práticas de promoção da saúde. Campo práticoDocentes Formação ProfissionalProfª Msc. Fabiana Ribeiro Santana Enfermeira (PUC-GO). Especialista em Formação Pedagógica (FIOCRUZ). Especialista em Ativação de Processos de Mudança (FIOCRUZ). Especialista Multiprofissional em Saúde da Família (FEN-UFG). Mestre em Enfermagem (FEN-UFG). Catalão (GO), 01 de agosto de 2011 ___________________________________________ Profª Msc. Fabiana Ribeiro Santana APROVADO EM REUNIÃO DEPARTAMENTAL EM: 04/08/2011 ___________________________________________ Profª Drª Renata Alessandra Evangelista Coordenadora do Departamento de Enfermagem – CAC/UFG 1
  2. 2. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CAMPUS CATALÃO DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM UFG2 OBJETIVOS2.1 Geral - Desenvolver competências e habilidades acerca da promoção da saúde voltadas a indivíduos, famílias e comunidade.2.2 Específicos - Identificar os fundamentos básicos da promoção da saúde; - Distinguir conceitos e práticas direcionadas à educação em saúde; - Identificar as principais conferências internacionais e nacionais que guiam as políticas de promoção da saúde no Brasil; - Identificar a legislação que regulamenta o SUS e sua integração com as políticas de promoção da saúde; - Utilizar a metodologia da problematização como estratégia de ensino-aprendizagem. - Utilizar os pressupostos teóricos de Paulo Freire nas práticas de promoção da saúde; - Identificar as necessidades da comunidade; - Planejar, implementar e avaliar estratégias de intervenção em promoção da saúde e educação em saúde; - Promover ações interdisciplinares e intersetoriais na promoção e educação em saúde. - Sistematizar os conhecimentos produzidos na experiência de educação em saúde e promoção da saúde.3. PROGRAMAÇÃO TEÓRICO-PRÁTICA3.1 Discriminação dos conteúdosUNIDADE I: Aproximação ao tema (Teoria) Horas Previstas- Histórico, base conceitual e teórica do movimento de promoção da saúde. 16h- Conferências internacionais e nacionais sobre promoção da saúde.- Legislação que regulamenta o SUS e sua integração com as políticas depromoção da saúde.UNIDADE II: Observação in locu e levantamento de pontos-chave (Prática) Horas Previstas- Levantamento das necessidades da comunidade. 8h- Definição dos pontos-chave a partir da observação in locu na comunidade.UNIDADE III: Teorização (Teoria) Horas Previstas- Educação em saúde e educação popular. 16h- Pressupostos teóricos de Paulo Freire relacionados à educação.- Pontos-chaves identificados na observação in locu na comunidade.UNIDADE IV: Hipótese de solução (Prática) Horas Previstas- Elaboração de projeto de intervenção em promoção da saúde e educação em 8hsaúde na comunidade.UNIDADE V: Aplicação à realidade (Prática) Horas Previstas- Implementação e avaliação de projeto de intervenção em promoção da saúde e 16heducação em saúde na comunidade.- Sistematizar os conhecimentos produzidos na experiência de educação emsaúde e promoção da saúde.TOTAL 6 64h/Semestre 4. CRONOGRAMA DE EXECUÇÃOAtividades teóricas e práticas Meses / 2º Semestre 2011 UNIDADE I  Agosto UNIDADE II  Setembro UNIDADE III  Setembro e Outubro 2
  3. 3. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CAMPUS CATALÃO DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM UFG UNIDADE IV  Outubro UNIDADE V  Outubro, Novembro e Dezembro5 ESTRATÉGIAS DE ENSINO 5.1. Descrição das estratégias Aula expositiva-dialogada, técnica de grupo, leitura e discussão de textos, debate, atividade teórica- prática na comunidade, oficina, jogo pedagógico, filme, painel, mesa redonda, seminário, projeto de intervenção, teatro e registro diário das atividades.6. RECURSOS DIDÁTICOS6.1. Descrição dos recursos Data show, notebook, livros didáticos, artigos científicos, manuais, diário de campo, blog, papel pardo, giz de cera, lápis de cor, caneta piloto, massa de modelar, tinta guache, tecido, aparelho de som, gravador digital e máquina fotográfica.7. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO7.1. Descrição dos critérios N1 – seminários (pesquisa, discussão, debate e avaliação): 0,0 (zero) a 10,0 (dez) N2 – planejamento, implementação e avaliação de projeto de intervenção em promoção da saúde e educação em saúde na comunidade: 0,0 (zero) a 10,0 (dez) N3 – diário de campo e blog (registros fotográficos, descritivo e analítico): 0,0 (zero) a 10,0 (dez) As avaliações (N1, N2 e N3) serão integradas com a disciplina de Tecnologias da Educação em Saúde I. Média final: obtida pela média aritmética das notas N1, N2 e N3. Será considerado aprovado o estudante que obtiver média final maior ou igual 5,0 e frequência maior ou igual a 75% da carga horária da disciplina. As datas das avaliações constam no cronograma da disciplina (anexo do Plano de Curso). No caso de falta de atividade avaliativa seguiremos os critérios definidos pela Resolução CCEP nº311/1991 para concessão de provas de segunda chamada. 8. BIBLIOGRAFIA8.1 BIBLIOGRAFIAS BÁSICASCAMPOS, G. W. de S.; GUERREIRO, A. V. P. (Org.). Manual de Práticas de Atenção Básica –Saúde Ampliada e Compartilhada. São Paulo: HUCITEC, 2008.CAMPOS, G. W. de S.; MINAYO, M. C. de S.; AKERMAN, M.; DRUMOND JÚNIOR, M.; CARVALHO,Y. M. de (Orgs.). Tratado de Saúde Coletiva. 2 ed. São Paulo: HUCITEC, 2008.CZERESNIA, D.; FREITAS, C. M. de. Promoção da saúde: conceitos, reflexões, tendências. Rio deJaneiro: Editora Fiocruz, 2003.8.2 BIBLIOGRAFIAS COMPLEMENTARESANTUNES, M. A. M. et al. Políticas públicas de Educação-saúde: reflexões, Diálogos e práticas:Alínea, 2009.BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Projeto Promoção da Saúde. AsCartas da Promoção da Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2002.BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Política nacional de promoção dasaúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2006. 3
  4. 4. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CAMPUS CATALÃO DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM UFGCASTRO, A.; MALO, M. (Org.). SUS: ressignificando a promoção da saúde. São Paulo: HUCITEC;2006.FREIRE. P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários a prática educativa. 17 ed. São Paulo:Paz e Terra, 2001.GAZZINELLI, M. F. Educação em Saúde - Teoria, Método e Imaginação. Belo Horizonte: UFMG,2006.GIOVANELLA, L. et al. Políticas e Sistema de Saúde no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz,2008.LEFEVRE, F.; LEFEVRE, A. M. C. Promoção da saúde: a negação da negação. Rio de Janeiro: Vieira& Lent, 2004.MONTEIRO, E. M. L. M.; VIEIRA, N. F. C. (Re) Construção de Ações de Educação em Saúde apartir de Círculos de Cultura. Recife: EDUPE, 2008.VASCONCELOS, E. M. Educação Popular e a Atenção à Saúde da Família. São Paulo: HUCITEC,2006. Catalão (GO), 01 de agosto de 2011 ___________________________________ Prof. Msc. Fabiana Ribeiro Santana Curso de Enfermagem - CAC/UFG 4

×