Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Contratando serviços de software no
Banco Central do Brasil
O Caminho da Iluminação
Brasília, 9 de agosto de 2016
Conclusão: os Princípios
O valor dos projetos entregues... e não só o custo
Estamos investindo nos projetos certos?
As mét...
Conclusão: os Princípios
Mais esforço para entregas do que para métricas.
Mais incentivo a qualidade do que a quantidade.
...
O caminho do Banco Central:
o Começo
Muitos indicadores em cada etapa do processo
Indicadores com foco nas etapas formais ...
Estimar a demanda, registrar a estimativa, validar a
estimativa, resolver conflitos da estimativa, derivar
prazos a partir...
O caminho do Banco Central: o próximo passo
Tripé: custo + desempenho + valor
É preciso garantir uma contratação que:
cubr...
O Caminho do Banco Central: os Incentivos Certos
É preciso o incentivo certo para fazer o que é certo.
O caminho do Banco Central: a métrica
Profissional Ideal do Banco Central
É o custo mensal de um profissional com o desemp...
O caminho do Banco Central: Projetos
Ênfase em time-box, trabalho com prazos acordados e
metas de desempenho derivadas do ...
O caminho do Banco Central: Projetos
Desempenho apurado
Taxa de
entrega
Critérios
de
aceitação
técnicos
Objetivo
da
libera...
O caminho do Banco Central: Projetos
𝑨𝑶𝑳 =
𝑯𝑼 𝒑𝒓𝒐𝒏𝒕𝒂𝒔
𝑯𝑼 𝒑𝒓𝒆𝒗𝒊𝒔𝒕𝒂𝒔
=
𝟖𝟐
𝟗𝟐
= 𝟎, 𝟖𝟗
O Futuro...
Obrigado!
eduardo.weller@bcb.gov.br
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Agile Trends BR Gov 2016 - O caminho da iluminação

177 views

Published on

Apresentação realizada no Agile Trends Gov 2016, em Brasília, 9/8/2016, sobre contratação de software no Banco Central do Brasil.

Published in: Technology
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Agile Trends BR Gov 2016 - O caminho da iluminação

  1. 1. Contratando serviços de software no Banco Central do Brasil O Caminho da Iluminação Brasília, 9 de agosto de 2016
  2. 2. Conclusão: os Princípios O valor dos projetos entregues... e não só o custo Estamos investindo nos projetos certos? As métricas significativas... e não só as “objetivas” Estamos medindo o que deveria ser medido? A comunicação... e não só a documentação Estamos gerando documentação útil sem burocracia?
  3. 3. Conclusão: os Princípios Mais esforço para entregas do que para métricas. Mais incentivo a qualidade do que a quantidade. Mais interações entre pessoas do que entre documentos. Mais prazos acordados do que prazos derivados. “Mesmo havendo valor nos itens à direita, valorizamos mais os itens à esquerda.”
  4. 4. O caminho do Banco Central: o Começo Muitos indicadores em cada etapa do processo Indicadores com foco nas etapas formais em vez de foco na entrega Apuração e penalização só no fim do longo processo de aceitação O Ponto de Função não expressa custo de desenvolvimento A Contratada se orienta a potenciais Pontos de Função “Gerência do Atraso” (nova modalidade do “Lucro-Incompetência”) Indicadores globais distorcidos Indicadores de demanda frágeis Indicadores custosos de apurar
  5. 5. Estimar a demanda, registrar a estimativa, validar a estimativa, resolver conflitos da estimativa, derivar prazos a partir da estimativa, aprovar os prazos derivados da estimativa, resolver conflitos de prazos derivados da estimativa, registrar a demanda, registrar a demanda em detalhe, resolver omissões de escopo do detalhamento da demanda, resolver conflitos de mudança de escopo da demanda, registrar mudança na demanda, derivar novo prazo a partir da mudança na demanda. Executar a demanda. Fiscalizar a execução da demanda, resolver novas alterações de escopo, resolver conflitos das novas alterações de escopo, receber o produto para testes internos, receber a documentação para validação, resolver problemas do produto, resolver problemas da documentação, receber novamente o produto para validação, conferir se os requisitos da demanda foram atendidos, sanar dúvidas e conflitos sobre especificação de requisitos, ajustar o produto, validar as métricas detalhadas, encaminhar métricas detalhadas para a fábrica de métricas, resolver conflitos das métricas detalhadas, homologar com o usuário, resolver problemas da homologação com o usuário, implantar o produto em produção, resolver problemas da implantação em produção, concluir a demanda, apurar os ANS, resolver conflitos da apuração dos ANS, derivar o valor financeiro da demanda, entregar a demanda para pagamento. Acionar a garantia para resolver outros problemas.
  6. 6. O caminho do Banco Central: o próximo passo Tripé: custo + desempenho + valor É preciso garantir uma contratação que: cubra os custos e a margem da contratada imponha metas para as entregas garanta a qualidade do produto entregue e alinhe a contratada aos valores do contratante
  7. 7. O Caminho do Banco Central: os Incentivos Certos É preciso o incentivo certo para fazer o que é certo.
  8. 8. O caminho do Banco Central: a métrica Profissional Ideal do Banco Central É o custo mensal de um profissional com o desempenho de entregas ideal para o Banco Central
  9. 9. O caminho do Banco Central: Projetos Ênfase em time-box, trabalho com prazos acordados e metas de desempenho derivadas do custo estimado Incremento financeiro e ANS mais estritos para projetos considerados estratégicos pelo BCB Gestão de valor e priorização sobre o Backlog: a remuneração é proporcional ao valor entregue
  10. 10. O caminho do Banco Central: Projetos Desempenho apurado Taxa de entrega Critérios de aceitação técnicos Objetivo da liberação O quanto das histórias que contribuem para atingir o objetivo de negócio está pronto? Entrega de software dentro da taxa esperada? Produto entregue dentro dos parâmetros técnicos acordados?
  11. 11. O caminho do Banco Central: Projetos 𝑨𝑶𝑳 = 𝑯𝑼 𝒑𝒓𝒐𝒏𝒕𝒂𝒔 𝑯𝑼 𝒑𝒓𝒆𝒗𝒊𝒔𝒕𝒂𝒔 = 𝟖𝟐 𝟗𝟐 = 𝟎, 𝟖𝟗
  12. 12. O Futuro...
  13. 13. Obrigado! eduardo.weller@bcb.gov.br

×