Successfully reported this slideshow.

Orientação de carreira para jovens do ensino médio

4,259 views

Published on

Um programa que oferece aos jovens, família e escola a oportunidade de trabalharem juntos, buscando otimizar as chances de uma melhor escolha profissional no momento mais crítico para o jovem: A época dos vestibulares.

Published in: Education
  • Be the first to comment

Orientação de carreira para jovens do ensino médio

  1. 1. Programa de Orientação Profissional
  2. 2. Um pouco sobre nós Career And Relationship Management® Você no comando da sua vida  Criado em 2006 por Edson Carli para uso em programas de talentos e formação de sucessores;  Implantado em seis paises com milhares de usuários;  Tem como foco o protagonismo e responsabilização de cada um pelo sucesso de sua carreira;  No Brasil, está presente nas principais capitais com seus diferentes programas;  Um novo olhar sobre o processo de formação e educação profissional.
  3. 3. C.A.R.M.A.® Um programa para cada momento.  Programa de orientação profissional para jovens em fase pré-vestibular.  Programa de orientação de carreira no formato de group coaching.  Programa de formação de lideranças.  Programa de preparação para aposentadoria.
  4. 4. Com a chegada do ensino médio, Todo o jovem se vê pressionado a escolher uma profissão.
  5. 5. Contudo, novas profissões surgem a cada dia, ampliando o leque e dificultando a escolha.
  6. 6. Pela falta de vivência, as referências na maioria das vezes são artificiais.
  7. 7. Não havendo memórias passadas, os jovens passam a criar memórias futuras, projeções Sonhos Expectativas  Quando eu crescer...  Pergunta fundamental;  Um parente bem sucedido;  Sou capaz?  Imagem dos pais, positiva ou negativa;  Sou querida?  Um ídolo da T.V. ou do esporte;  Estabilidade;  Um professor.  Sucesso rápido;  Reconhecimento.
  8. 8. Perdendo-se a visão interna e projetando uma visão externa de carreira
  9. 9. Pelo lado do jovem, a pressão por decidir induz ao erro.  Isto dá dinheiro?  Serei bem aceito fazendo isto?  Eu posso trabalhar com isto?  Tem futuro?  É correto fazer isto?  O que vão dizer de mim?  E se não der certo?  Terei apoio?  Melhor não arriscar.
  10. 10. Outros aspectos ampliam a zona de erro Busca pela aprovação paterna Dependência econômica Projeções fantasiosas
  11. 11. A família também enfrenta dificuldades, para visualizar o nascer de um profissional. Desejo de sucesso não permite correr riscos Visão limitada do mundo Não perceber o filho como um profissional Desejo biológico de deixar um legado
  12. 12. Oferecer ao jovem conteúdo e método para auxilia-lo na melhor escolha possível Estabelecer um modelo mental de  Protagonismo;  Empregabilidade;  Produtação;  Reforço positivo;  Plenitude de sentimentos;  Geração de valor para observadores;  Teoria dos papéis.
  13. 13. Precisamos de uma nova crença  Vivo e atuo em diversos sistemas sociais;  Cada sistema social requer um tipo de comportamento;  Escola, família, clube e trabalho são sistemas sociais;  Para o trabalho, tenho comportamentos distintos da escola e da familia;  Meu EU profissional é um conjunto de conhecimento, habilidade e comportamentos;  O Eu profissional é um personagem interpretado pelo EU verdadeiro;  Este personagem precisa ser escrito e melhorado a cada dia.
  14. 14. A construção da persona profissional é um processo, com impacto direto na escolha da carreira  Quem eu sou e o que me faz realmente feliz? - Autoconhecimento e a busca dos pontos naturalmente fortes.  Se o que me faz feliz fosse uma atividade, qual seria? - Segmentação do universo de opções e criação do grupo de carreiras.  Estando nesta atividade, quais as carreiras possíveis? - Definição de objetivos de curto e médio prazos.  Quem são as pessoas que podem ajudar ou não nesta carreira? - Criação de uma rede de apoio e orientação.  O que preciso conhecer, aprender e desenvolver? - Criação do plano de carreira.
  15. 15. Envolvendo as três principais forças atuantes no momento da escolha, extraindo de cada uma o melhor para a orientação do jovem.  Do jovem, suas habilidades naturais e seus gostos;  Seus interesses não acadêmicos que possam se tornar uma profissão;  Criando crenças novas em substituição aquelas adquiridas externamente.  Da família, comportamentos, memórias e tudo que possa ter passado desapercebido pelo jovem;  Permitir que a família perceba o jovem como um profissional.  Suporte a dúvidas quando necessário;  Experiência dos mestres;  Ambiente de troca de informações com outros jovens.
  16. 16. A Clínica de Orientação de Carreira funciona, porque envolve a todos. Primeiro passo: Conscientizar os jovens.  Palestra de orientação para a carreira e o sucesso;  Duração de setenta minutos em média;  Voltada para jovens de quinze a dezoito anos;  Foco na maturidade da escolha, na formação da carreira e nos desafios do mercado de trabalho.
  17. 17. A Clínica de Orientação de Carreira funciona, porque envolve a todos. Segundo passo: Apresentar o conceito aos pais interessados.  Palestra de sessenta minutos para pais e responsáveis sobre a necessidade de orientar a escolha da carreira com as ferramentas corretas, de dentro para fora;  Alertar para o papel da família como orientador imparcial repeitando as características de seus jovens;  Mostrar que é possível.
  18. 18. A Clínica de Orientação de Carreira funciona, porque envolve a todos. Terceiro passo: Preparar a escola.  Workshop de doze horas para professores e educadores interessados em conhecer o método para lidar com alunos no dia a dia;  Os participantes recebem a certificação de especialista em coaching de carreira de acordo com as regras da ICF (international coaching federation).
  19. 19. Método C.A.R.M.A.® Career and Relationship Management 1 Diretrizes pessoal e profissional 2 Estabelecer objetivos 3 Identificar rede de valor 4 Mapear fatores críticos de sucesso 5 6 Analisar nível de competitividade 7 Criar um plano de ação 8 Gerenciar progressos Priorizar ações de desenvolvimento
  20. 20. A Clínica de orientação de carreira funciona como uma matéria extra-curricular. Extraindo de cada uma o melhor para a orientação do jovem. Módulo 01 - Segundo ano  Foco no autoconhecimento;  Buscar eliminar do caminho as escolhas obviamente ruins;  Estabelecer uma zona de proximidade sem a pressão da decisão;  Definir uma rede de apoio ampla sem o sentido da troca;  Gerar um sistema de créditos positivo que prepare a base para a decisão. Eu comigo.
  21. 21. Cada módulo contempla seis áreas de conhecimento mesclando teoria e muita atividade prática. Módulo 01 Formato Conteúdo Resultado Zona de aceitação • • • Carreira e profissão Conceito de sucesso Família, escola e trabalho • Conscientização sobre o mercado de trabalho e as regras de relacionamento predominantes • • Exercícios monitorados Pesquisa com familiares • • • • Arquétipos Teoria dos papéis Analise SWOT adaptada Coleta de feedback • Formação da imagem metafísica e da compreensão à partir dos observadores • • Aula expositiva Pesquisa monitorada • Construção do mapa de competências Pesquisa de aderência funcional – zona macro • Choque de realidade criando uma massa de possíveis atividades com potencial de sucesso Exercício monitorado • • • Projeção de linha do tempo Construção de crenças Visualização de metas • Criação da declaração de diretriz profissional com o azimute da carreira • • Aula expositiva Pesquisa com familiares • Identificação de stakeholders Geração da rede de influências • Criação do sentido de comunidade Avaliação das ações e seus efeitos • Autoconhecimento Aula expositiva Debate • Conceito • • Exercício monitorado • Análise de GAPs e fortalezas • Priorização de atividades Objetivos Relacionamentos Planejamento • • • • Formatação do plano básico de conquista de créditos
  22. 22. A Clínica de orientação de carreira funciona como uma matéria extra-curricular. Extraindo de cada uma o melhor para a orientação do jovem. Eu para os outros. Módulo 02 – Terceiro ano  Foco na construção do profissional;  Identificação dos perfís de relacionamento e liderança;  Aprimorar a zona de proximidade, encontrando os focos de atuação;  Definir as opções de carreira primária e secundária;  Analisar a rede de apoio com a visão da criação de valor;  Definir plano de ação específico.
  23. 23. Cada módulo contempla seis áreas de conhecimento mesclando teoria e muita atividade prática. Módulo 02 Conceito Autoconhecimento Formato Conteúdo • • Aula expositiva Debate • • • Exercícios monitorados Pesquisa com familiares • • • • Resultado Entendimento do personagem Construção do EU profissional • Amadurecimento da visão de mercado e blindagem emocional para a escolha Perfil de liderança Perfil comportamental dominante Essência temporal • Identificação dos perfis predominantes e consciência do modelo comportamental Pesquisa de competências requeridas em detalhe Exclusão das zonas cinza • Afunilamento das opções e visualização dos objetivos profissionais primários Aula expositiva Pesquisa monitorada • • Zona de aceitação • • Exercício monitorado • Análise de competitividade e definição das opões de nível 1 e 2 para curto e médio prazos • Clareza de objetivos e definição do foco para o Sprint final • • Aula expositiva Pesquisa com familiares • Identificação das expectativas de valor Definição de fatores críticos para o sucesso • Materialização dos acordos e finalização da estratégia de crescimento profissional Exercício monitorado • Priorização de atividades • Formatação do projeto de carreira • Plano de carreira com metas e objetivos testados e aprovados • Objetivos Relacionamentos • Planejamento •
  24. 24. Acompanhamento como ponto principal Durante as sessões e entre estas.  Durante os encontros a realização dos exercícios será monitorada por especilistas em coaching de carreira que oferecerão total apoio nas dúvidas dos jovens participantes.  Havendo dúvidas entre as sessões, os jovens poderão acessar nosso forum de discussões para postar dúvidas, trocar experiências e ainda participar de sessões tira-duvidas ao vivo nos horários combinados.
  25. 25. Ao final do programa, teremos melhores escolhas  Melhora da probabilidade de acerto; - Pelo foco nos pontos fortes e busca da zona de melhor desempenho.  Melhora no desempenho escolar; - Pela redução do stress naturalmente envolvido na escolha da carreira.  Melhora no desepenho avaliatório (vetibular e ENEM); - Obtido pela definição do foco e plano de estudos.  Aumento da visibilidade de potenciais problemas; - Obtido pela criação da sinergia estudante, família e escola.  Melhores profissionais. - Teremos mais pessoas fazendo o que realmente gostam.
  26. 26. Alguns depoimentos O curso teve e terá grande valia, pois mudou meu modo de enxergar os meios, onde devo planejar, programar e executar para alcançar o sucesso. (Antônio da Silva) Foi e continuará sendo de grande importância as informações que me foram passadas e já foi o suficiente para fazer diferença tanto na minha vida pessoal como a profissional (Anônimo) Aplicando os conceitos dados, descobrindo nosso Eu interior. Abrindo os olhos para novas oportunidades (Juliano de Carvalho) O curso realmente foi excelente, nos mostra um pouco de nós, uma realidade bem diferenciada do nosso dia a dia. Porém algo difícil de visualizar e colocar em prática (Karina Torres) Minha vida mudou com este programa, Eu não fazia ideia de quem era. Agora sei que sou e o que posso fazer. (Paulo Piero) Estou muito agradecida pela atenção que deu ao meu filho e demorei tanto para dizer isso porque queria ter palavras especiais. Depois de ler sua entrevista no jornal resolvi que não podia prorrogar mais o contato. Agora além de sua amiga vou querer seu autografo também. Desejo sucesso, saúde e paz para você! (Mary de la Torre)
  27. 27. Muito obrigado! m.br u.nome@seudominio.co se www.seusite.com.br

×