Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
História da Ciência BRUNO EVANDRO FLÁVIO
Iremos aqui abordar a situação do  ensino de Física, apontando  alguns problemas e discutir  como a história da Ciência po...
Situação do ensino de física atualmente: Ensino fragmentado das teorias; Uso excessivo da matemática; Física como um conhe...
“ O ser, enquanto professor e aluno, não visualiza o conhecimento, não o insere em “horizontes de inclusão”. Visualiza som...
“ Essa atomização do conhecimento impede muitas vezes o estudante de pensar ou resolver problemas fora da estrutura discip...
“ Encarar a ciência como produto acabado confere ao conhecimento científico uma falsa simplicidade que se revela cada vez ...
 
Linha do tempo
E nesta situação, como será que o aluno se sente quando tenta entender a Física?   Surge então uma necessidade de “remodel...
E agora José ?  Como melhorar o  ensino de Física? E agora José ?  Como melhorar o ensino de Física?
Por quê não usa a história da ciência?
“ Uma de nossas principais hipóteses é que dois processos apresentam-se  como fundamentais para o redimensionamento destas...
Como a história da ciência poderia ser útil no ensino de Física?
Interligar teorias e assuntos  aparentemente desconexos ;
Propor uma reflexão sobre conceitos que são apresentados ,  geralmente,  matematicamente.  (Ex.: temperatura , índice de r...
Mostrar ao aluno que o conhecimento  científico é construído e,  portanto, suscetível a mudanças  ( quebra de paradigmas).
Relacionar a realidade do aluno ao  conceito físico estudado de forma  a torná-lo mais interessante
E como teorias obsoletas podem  ser frutíferas  no ensino de Física?
Por exemplo, por quê não considerar  a Física Aristotélica  no ensino de mecânica?
“ teorias antigas e obsoletas  não são acientíficas simplesmente porque foram descartadas” T. Kuhn
“ A Física de Aristóteles não é um amontoado  de incoerências mas, pelo contrário, é uma teoria científica, altamente elab...
“ Aprender é investigar, é construir. O erro é permitido e a imperfeição  É legítima num processo de perseguição do saber....
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

ApresentaçãO

604 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

ApresentaçãO

  1. 1. História da Ciência BRUNO EVANDRO FLÁVIO
  2. 2. Iremos aqui abordar a situação do ensino de Física, apontando alguns problemas e discutir como a história da Ciência poderia ajudar a solucionar tais problemas.
  3. 3. Situação do ensino de física atualmente: Ensino fragmentado das teorias; Uso excessivo da matemática; Física como um conhecimento inquestionável e não construído;
  4. 4. “ O ser, enquanto professor e aluno, não visualiza o conhecimento, não o insere em “horizontes de inclusão”. Visualiza somente uma prateleira de conhecimentos, um saber tão “interessante” quanto a leitura integral de uma lista telefônica.” Neves, Marcos C. D., ( 1992) “O resgate de uma história para o ensino de física”, Caderno Catarinense para o Ensino de Física, vol.9, no3,p.216.
  5. 5. “ Essa atomização do conhecimento impede muitas vezes o estudante de pensar ou resolver problemas fora da estrutura disciplinar, principalmente quando eles não estão perfeitamente localizados em uma das gavetinhas.” Retirado da dissertação de mestrado: “Estruturas Conceituias no Ensino de Física” Sônia Salém IFUSP/FEUSP 1986
  6. 6. “ Encarar a ciência como produto acabado confere ao conhecimento científico uma falsa simplicidade que se revela cada vez mais como uma barreira a qualquer construção, uma vez que contribui para a formação de uma atitude ingênua frente à ciência.” Castro, R. e Carvalho, A.M.P. (1992) “História da Ciência: investigando como usá-la num curso de segundo grau”, (3), p. 227.
  7. 8. Linha do tempo
  8. 9. E nesta situação, como será que o aluno se sente quando tenta entender a Física? Surge então uma necessidade de “remodelar” o ensino de Física !
  9. 10. E agora José ? Como melhorar o ensino de Física? E agora José ? Como melhorar o ensino de Física?
  10. 11. Por quê não usa a história da ciência?
  11. 12. “ Uma de nossas principais hipóteses é que dois processos apresentam-se como fundamentais para o redimensionamento destas estratégias e técnicas de ensino: a história da ciência e a psicogênese, ou seja, a evolução das idéias ao longo da história e o desenvolvimento cognitivo individual.” Castro, R. e Carvalho, A.M.P. (1992) “História da Ciência: investigando como usá-la num curso de segundo grau”, (3), p. 226.
  12. 13. Como a história da ciência poderia ser útil no ensino de Física?
  13. 14. Interligar teorias e assuntos aparentemente desconexos ;
  14. 15. Propor uma reflexão sobre conceitos que são apresentados , geralmente, matematicamente. (Ex.: temperatura , índice de refração, calor específico, )
  15. 16. Mostrar ao aluno que o conhecimento científico é construído e, portanto, suscetível a mudanças ( quebra de paradigmas).
  16. 17. Relacionar a realidade do aluno ao conceito físico estudado de forma a torná-lo mais interessante
  17. 18. E como teorias obsoletas podem ser frutíferas no ensino de Física?
  18. 19. Por exemplo, por quê não considerar a Física Aristotélica no ensino de mecânica?
  19. 20. “ teorias antigas e obsoletas não são acientíficas simplesmente porque foram descartadas” T. Kuhn
  20. 21. “ A Física de Aristóteles não é um amontoado de incoerências mas, pelo contrário, é uma teoria científica, altamente elaborada e perfeitamente coerente, que não só possui uma base filosófica muito profunda como está de acordo muito mais que a de Galileu com o senso comum e a experiência quotidiana.” KOYRÉ,A . Estudos de História do Pensamento Científico. Brasília, Universidade de Brasília, 1982. p.185.
  21. 22. “ Aprender é investigar, é construir. O erro é permitido e a imperfeição É legítima num processo de perseguição do saber.” Castro, R. e Carvalho, A.M.P. (1992) “História da Ciência: investigando como usá-la num curso de segundo grau”, (3), p. 236.

×