Sociologia sociologia contemporanea

21,885 views

Published on

3 Comments
14 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
21,885
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
61
Actions
Shares
0
Downloads
474
Comments
3
Likes
14
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Sociologia sociologia contemporanea

  1. 1. Sociologia Contemporânea Este conteúdo é baseado em meu entendimento pessoal da matéria relacionada ao curso de Serviço Social – By Dani Rubim – estudante de Serviço Social - 2013
  2. 2. SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA CONTEXTO HISTORICO • O período pós primeira guerra mundial marcou a criação de novos estados, novas potencias, novas economias, novas políticas (exemplo: EUA - capitalista x URSS – socialista). • Nesse momento aonde a internacionalização do processo industrial já era visível muitos países colonizados se tornaram novos estados mercados consumidores. • Fazendo com que surgisse uma classificação econômica através de uma classificação de graus e não de qualidade entre os países.
  3. 3. SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA CRESCIMENTO ECONOMICO • A busca pelo CRESCIMENTO ECONOMICO dos países industrializados gera a pior vertente da organização social: A DESIGUALDADE SOCIAL O crescimento econômico não pode ser pensado como algo individual... Ele deve ser vinculado ao crescimento e DESENVOLVIMENTO social
  4. 4. SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA SUBDESENVOLVIMENTO Se o país só se preocupar com o crescimento econômico sem dar atenção as vertentes sociais este sofrerá problemas como: Fome, altas taxas de crescimento demográfico, baixa renda, baixa produção (e etc) o que afetará diretamente a economia se tornando um país SUBDESENVOLVIDO
  5. 5. SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA DESENVOLVIMENTO Para que um país se desenvolva é necessário que se verifiquem alterações profundas na: • • • • • • • distribuição de renda, na segurança, nas condições de higiene E saúde da população, nas condições de emprego, na propriedade da terra, No acesso à educação, etc. Enfim, é necessário que todos possam participar da riqueza produzida.
  6. 6. SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA A ILUSÃO DO DESENVOLVIMENTO ECONOMICO • A idéia de desenvolvimento econômico, no entanto, permeia muitos países que em nome do progresso iludem a maior parte da população, enquanto uma minoria concentra a riqueza. • Como se não bastasse os problemas sociais decorrentes de um tipo de governo descompassado, pois não sintoniza crescimento com desenvolvimento, há de se considerar como um importante fator de degradação e deterioração do bem estar - o impacto sobre a natureza. • Que pode gerar um colapso do sistema econômico ao erradicar as matérias primas naturais • e a promessa de um dia os povos pobres chegarem a ter os padrões de consumo dos povos ricos é irrealizável e não passa de uma ilusão.
  7. 7. SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA GLOBALIZAÇÃO
  8. 8. SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA GLOBALIZAÇÃO • O socialista brasileiro Octavio Ianni dividiu o processo histórico capitalista em três fases: • O primeiro momento corresponde à sua emergência e instalação na Europa, instaurando o trabalho livre, a mercantilizarão da produção e a organização do mundo sob a forma de Estados Nacionais. – período de grande acumulação do capital.
  9. 9. SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA GLOBALIZAÇÃO • O socialista brasileiro Octavio Ianni dividiu o processo histórico capitalista em três fases: • O segundo momento à industrialização e a um processo mais efetivo de implantação do capitalismo no mundo, por meio de estreitas relações internacionais de dependência econômica e política (EUA, Japão e União Européia) que ficou conhecido por imperialismo. • O fortalecimento do capitalismo e a desigualdade espalhada por este sistema gerou graves conflitos, • em contrapartida emergiu um movimento forte de oposição que foi o comunismo, instaurando um novo modelo alternativo de produção e organização política.
  10. 10. SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA GLOBALIZAÇÃO • O socialista brasileiro Octavio Ianni dividiu o processo histórico capitalista em três fases: • O terceiro momento corresponde ao que se costuma chamar de globalização real: há um processo de enfraquecimento dos Estados Nacionais, o novo modelo comunista entra em decadencia. Surgem organismos internacionais para a administração econômica, social e política, como: • O FMI – Fundo Monetário Internacional, • a ONU – Organização Mundial das Nações Unidas • e o BIRD – Banco Mundial.
  11. 11. SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA POBREZA E EXCLUSÃO • Nunca houve no mundo alguma sociedade realmente igualitária; • A cultura humana esteve sempre intimamente ligada à idéia da distinção e da discriminação entre grupos sociais; • A igualdade é uma utopia, um ideal ainda não vivido pela humanidade; • Isso é historicamente provado e se dá desde a pequena diferenciação social existente nas sociedades tribais até as sociedades contemporâneas formadas pelos mais diferentes grupos;
  12. 12. SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA MODELOS DE EXPLICAÇÃO SOCIOLOGICA • o que predominou no estudo da sociedade foi um comportamento analítico mais genuíno e próprio das ciências que estudam o homem (diferente dos primeiros estudiosos do assunto – Comte e Durkheim) • A sociologia contemporânea não abandonou os modelos clássicos de estudos sobre o homem e seu convívio social, mas se atualizou e passou por uma reinterpretação para que os conceitos se tornassem adequados
  13. 13. SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA ESCOLA DE CHIGAGO • A America se tornou fonte de distúrbios e conflitos sociais (devido a industrialização e imigração). • Fato este que incentivou a analise de projetos sobre a sociedade na Universidade de Chicago. • O foco da pesquisa e dos estudos foi dado à Cidade, do qual resultou uma sociologia, ao mesmo tempo, urbana e pragmática. • Os modelos de pesquisa etnográficas criado pela Escola de Chigado foi chamado de microssociologia. • 1º estudava-se as motivações, mobilidades e ritmos de vida (através de pesquisa em campo) • 2º - estudava-se os processos de adaptação dos imigrantes poloneses à cidade, atualizando o conceito de anomia
  14. 14. SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA ESCOLA DE FRANKFURT • A Industrialização se globalizava gerou muitos conflitos entre as classes e na Alemanha a saída foi realizar estudos sociais para amenizar essa tensão. • as teorias desenvolvidas pela Escola de Frankfurt procuravam rever os princípios marxistas, incorporando conceitos importantes da Sociologia do Conhecimento e da Psicanálise. • Essas teorias estabeleciam a ação revolucionária e a análise da mercantilizarão das relações sociais e da produção cultural como objeto de pesquisa
  15. 15. SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA ESCOLA DE FRANKFURT • Surge na escola o termo Indústria Cultural que nada mais é do que a influencia principalmente dos meios de comunicação que atingiam um grande numero de pessoas. • Jürgen Habermans mostra o papel central da comunicação em sua pesquisa, elaborando o conceito de ação comunicativa • A grande critica que Habermans faz em relação à sociedade contemporânea é sua submissão aos meios de comunicação que se mostram favoráveis aos interesses de Estado e aponta para uma sociedade passiva e alienada.
  16. 16. SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA COMUNICAÇÃO • É possível explicar a evolução da humanidade, em relação à comunicação e à transmissão de informações, dividindo-a em quatro grandes estágios (A ALDEIA GLOBAL): • SOCIEDADE ORAL - exige a presença de interlocutores, daqueles que falam e interagem, marco histórico que transforma inclusive a relação entre as pessoas e das pessoas com o mundo; • SOCIEDADE DA ESCRITA - momento histórico que culmina no avanço do processo civilizatório; • SOCIEDADE DA IMPRENSA - a produção em série reproduz os discursos indefinidamente e partir de então as idéias podem ser transmitidas a um numero de pessoas cada vez maior (, o que intensifica os debates e a produção do conhecimento) • SOCIEDADE ELETRÔNICA – surge a substituição do aprendizado estável e solido (livro), para a instabilidade eletrônica.
  17. 17. SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA COMUNICAÇÃO • Se a revolução industrial substituiu a força física do homem pela energia das máquinas (por meio da utilização do vapor e depois da eletricidade), com a revolução tecnológica as capacidades intelectuais do homem são ampliadas e substituídas por programas e botões, • Nessa era de tecnologia surge o Homem Universal – libera o homem da necessidade de profissionalização e dos limites de uma cultura. • A comunicação, em apenas um século deu saltos enormes, indo da escrita à tipografia
  18. 18. SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA RELAÇÃO DA SOCIOLOGIA CONTEMPORANEA

×