OficinasOficinasCidades, culturasCidades, culturase praticas sociaise praticas sociaisBy Dani Rubim – estudanteServiço Soc...
Texto:Texto:Cidadão Privado eCidadão Privado esubcidadão publicosubcidadão publicoExclusão social e econômicaExclusão soci...
Para inclusão o cidadão pobre precisa:Para inclusão o cidadão pobre precisa:Dependente de 2 fatores:Dependente de 2 fatore...
DINAMICA ECONOMICADINAMICA ECONOMICANem sempre os salários acompanhas os altos e baixos da economia.Nem sempre os salários...
POLITICAS SOCIAISPOLITICAS SOCIAISCOMPENSATORIASCOMPENSATORIASAuxilio desempregoAuxilio desempregoPensõesPensõesAposentado...
Exclusão social e econômicaExclusão social e econômicaÉ derivada da venda de força de trabalhoÉ derivada da venda de força...
MORADIAMORADIA Para entendermos esta capituloPara entendermos esta capituloprecisamos entender a estrutura familiar.precis...
Modelo valorizado por uma divisão do trabalhoModelo valorizado por uma divisão do trabalhoDevido à:Devido à:Faixa etária e...
PROPRIEDADE PRIVADAPROPRIEDADE PRIVADAmoradia própriamoradia própriasonho e objetivo de todo cidadãosonho e objetivo de to...
Moradia tem que ser mais que um abrigoMoradia tem que ser mais que um abrigoOpções atuais:Opções atuais:AluguelAluguelSem ...
A cidadania na metrópole doA cidadania na metrópole dosubdesenvolvimento industrializado;subdesenvolvimento industrializad...
DESIGUALDADE - favelasDESIGUALDADE - favelasVistas pela sociedade como moralidadeVistas pela sociedade como moralidadeduvi...
CIDADÃO PRIVADOCIDADÃO PRIVADOAquele que conquistou com esforçoAquele que conquistou com esforçoE muita perseverança a rea...
OS ESPAÇOS são vistos como:OS ESPAÇOS são vistos como:CASA = abrigo / segurançaCASA = abrigo / segurança(símbolo de vitori...
Assim a organização na casa própria é bemAssim a organização na casa própria é bemvistavistacontra o desrespeito, medo e v...
OficinasOficinasCidades, culturasCidades, culturase praticas sociaise praticas sociaisBy Dani Rubim – estudanteServiço Soc...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Oficinas exclusao social e moradia

505 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Oficinas exclusao social e moradia

  1. 1. OficinasOficinasCidades, culturasCidades, culturase praticas sociaise praticas sociaisBy Dani Rubim – estudanteServiço Social Unicsul
  2. 2. Texto:Texto:Cidadão Privado eCidadão Privado esubcidadão publicosubcidadão publicoExclusão social e econômicaExclusão social e econômicaBy Dani Rubim – estudanteServiço Social Unicsul
  3. 3. Para inclusão o cidadão pobre precisa:Para inclusão o cidadão pobre precisa:Dependente de 2 fatores:Dependente de 2 fatores:FATOR BIOLOGICOFATOR BIOLOGICO(condição sexo e idade)(condição sexo e idade)Montante de rendimentoNível dequalificaçãoGrauinstrução
  4. 4. DINAMICA ECONOMICADINAMICA ECONOMICANem sempre os salários acompanhas os altos e baixos da economia.Nem sempre os salários acompanhas os altos e baixos da economia.Exemplo no texto:Exemplo no texto:19831983 – Famílias pobres diminuíram (de 46% para 26%)– Famílias pobres diminuíram (de 46% para 26%)19871987 – pós crise do Plano Cruzado = 1,5 milhões de– pós crise do Plano Cruzado = 1,5 milhões dedesempregadosdesempregados
  5. 5. POLITICAS SOCIAISPOLITICAS SOCIAISCOMPENSATORIASCOMPENSATORIASAuxilio desempregoAuxilio desempregoPensõesPensõesAposentadoriaAposentadoriaSubsidio popularesSubsidio popularesProgramas de habitaçãoProgramas de habitação
  6. 6. Exclusão social e econômicaExclusão social e econômicaÉ derivada da venda de força de trabalhoÉ derivada da venda de força de trabalhoE de seu desgaste.E de seu desgaste.
  7. 7. MORADIAMORADIA Para entendermos esta capituloPara entendermos esta capituloprecisamos entender a estrutura familiar.precisamos entender a estrutura familiar.(escolhi para demonstrar um dos vários exemplo de família)(escolhi para demonstrar um dos vários exemplo de família)Mulher – cuida da casa enecessidades internas o trabalhofora é visto como complementarHomem – provedor de bens deconsumo essenciaisCrianças–tarefa essencial: estudosIdosos – geralmente devidos asDependências físicas não é inclusono modelos sendo muitas vezesAbandonados ou internados emasilos
  8. 8. Modelo valorizado por uma divisão do trabalhoModelo valorizado por uma divisão do trabalhoDevido à:Devido à:Faixa etária e sexualFaixa etária e sexualModelos tradicionais, culturais e matérias impregnados na sociedadeModelos tradicionais, culturais e matérias impregnados na sociedade
  9. 9. PROPRIEDADE PRIVADAPROPRIEDADE PRIVADAmoradia própriamoradia própriasonho e objetivo de todo cidadãosonho e objetivo de todo cidadão
  10. 10. Moradia tem que ser mais que um abrigoMoradia tem que ser mais que um abrigoOpções atuais:Opções atuais:AluguelAluguelSem retornoSem retornoInquilinos semInquilinos semConstruçãoConstruçãoMais demoradaMais demoradaCusto altoCusto alto FavelasFavelasBaixo custoBaixo custoMoradiasMoradias
  11. 11. A cidadania na metrópole doA cidadania na metrópole dosubdesenvolvimento industrializado;subdesenvolvimento industrializado;Em São PauloEm São PauloDec. 50 a 70Dec. 50 a 70 – autoconstruções em alta.– autoconstruções em alta.Dec. 80Dec. 80 – níveis de pobreza diminuíram– níveis de pobreza diminuíram
  12. 12. DESIGUALDADE - favelasDESIGUALDADE - favelasVistas pela sociedade como moralidadeVistas pela sociedade como moralidadeduvidosaduvidosaE foco de transgressõesE foco de transgressõesO que afeta a identidade de muitos moradoresO que afeta a identidade de muitos moradores
  13. 13. CIDADÃO PRIVADOCIDADÃO PRIVADOAquele que conquistou com esforçoAquele que conquistou com esforçoE muita perseverança a realizaçãoE muita perseverança a realizaçãoDe seu projeto (casa própria)De seu projeto (casa própria)
  14. 14. OS ESPAÇOS são vistos como:OS ESPAÇOS são vistos como:CASA = abrigo / segurançaCASA = abrigo / segurança(símbolo de vitoria)(símbolo de vitoria)RUA = violênciaRUA = violência(símbolo de vadiagem)(símbolo de vadiagem)
  15. 15. Assim a organização na casa própria é bemAssim a organização na casa própria é bemvistavistacontra o desrespeito, medo e violência quecontra o desrespeito, medo e violência quecaracterizam quem vive nas ruas.caracterizam quem vive nas ruas.IDÉIA IMPLANTADA NA SOCIEDADE:IDÉIA IMPLANTADA NA SOCIEDADE:Valorização do privadoValorização do privadorejeição do comunalrejeição do comunal
  16. 16. OficinasOficinasCidades, culturasCidades, culturase praticas sociaise praticas sociaisBy Dani Rubim – estudanteServiço Social Unicsul

×