Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Teste2

8,653 views

Published on

Não há acasos, pensamento sistémico

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Teste2

  1. 1. Carlos Pereira da Cruz Junho 2008
  2. 2. Carlos Pereira da Cruz Junho 2008
  3. 3. Finalidade Transmitir o conceito de pensamento sistémico: os resultados não são obra do acaso, são um produto, perfeitamente normal, do sistema, da forma como uma organização funciona, para que as pessoas possam olhar para a realidade, e para os desafios de uma forma construtiva
  4. 4. A organização de hoje…
  5. 5. A organização de hoje… … gera os resultados actuais!
  6. 6. Se queremos resultados futuros desejados diferentes… A organização de hoje… … gera os resultados actuais!
  7. 7. Se queremos resultados futuros desejados diferentes… A organização de hoje… … terão de ser fruto de uma A organização organização do futuro!!! diferente! … gera os resultados actuais!
  8. 8. ESTOU FARTO DE CARREGAR AQUI E NÃO APARECE A LETRA “B” DILBERT, CHEGUE AQUI
  9. 9. ESTOU FARTO DE CARREGAR AQUI E NÃO APARECE A LETRA “B” DILBERT, CHEGUE AQUI
  10. 10. SE ESTÁ A USAR A TECLA “A”, COMO PODE ESPERAR QUE APAREÇA O “B”!?
  11. 11. SE ESTÁ A USAR A TECLA “A”, COMO PODE ESPERAR QUE APAREÇA O “B”!?
  12. 12. Em 2001 tivemos 7% da facturação devolvida por atraso na entrega!!!
  13. 13. % da facturação devolvida por atraso na entrega 7 -- % 6 -- 5 -- 2001
  14. 14. Um carrossel de emoções
  15. 15. % da facturação devolvida por atraso na entrega 7 -- % 6 -- 5 -- 2001 ano
  16. 16. % da facturação devolvida por atraso na entrega 7 -- % 6 -- 5 -- 2000 2001 ano
  17. 17. % da facturação devolvida por atraso na entrega 7 -- % 6 -- 5 -- 1999 2000 2001 ano
  18. 18. % da facturação devolvida por atraso na entrega 7 -- % 6 -- 5 -- 1998 1999 2000 2001 ano
  19. 19. % da facturação devolvida por atraso na entrega 7 -- % 6 -- 5 -- 1998 1999 2000 2001 ano
  20. 20. % da facturação devolvida por atraso na entrega 7 -- % 6 -- 5 -- 1998 1999 2000 2001 ano
  21. 21. % da facturação devolvida por atraso na entrega 7 -- % 6 -- 5 -- 1998 1999 2000 2001 ano
  22. 22. Os resultados de um sistema são o produto natural do funcionamento desse sistema % da facturação devolvida por atraso na entrega 7 -- % 6 -- 5 -- 1998 1999 2000 2001 ano
  23. 23. Só que o desempenho não é um acontecimento excepcional, é o fruto de um hábito
  24. 24. 17,3% do tempo de produção desperdiçado em Padrão de Avarias paragens por avaria
  25. 25. Padrão de Comportamento Evolução mensal do tempo de paragem 18 17 16 15 % 14 13 12 11 10 ri l o o to o ro o lh ai nh br Ab os ub Ju M m Ju Ag ut te O Se Meses
  26. 26. Perdemos capacidade de produção
  27. 27. Perdemos capacidade de produção Os custos sobem
  28. 28. Perdemos capacidade de produção Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em baixo
  29. 29. Perdemos capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em baixo
  30. 30. Temos falta de recursos humanos Perdemos capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em baixo
  31. 31. Desviamos pessoal das suas funções Temos falta de recursos humanos Perdemos capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em baixo
  32. 32. Não fazemos a manutenção Desviamos pessoal preventiva das suas funções Temos falta de recursos humanos Perdemos capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em baixo
  33. 33. Não fazemos a manutenção Desviamos pessoal preventiva das suas funções As máquinas estão paradas muito tempo por avaria Temos falta de recursos humanos Perdemos capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em baixo
  34. 34. Não damos formação aos colaboradores Não fazemos a manutenção Desviamos pessoal preventiva das suas funções As máquinas estão paradas muito tempo por avaria Temos falta de recursos humanos Perdemos capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em baixo
  35. 35. Os colaboradores não conhecem os riscos Não damos formação aos colaboradores Não fazemos a manutenção Desviamos pessoal preventiva das suas funções As máquinas estão paradas muito tempo por avaria Temos falta de recursos humanos Perdemos capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em baixo
  36. 36. Os colaboradores não conhecem os riscos Não damos formação aos colaboradores Não fazemos a Temos acidentes manutenção de segurança Desviamos pessoal preventiva das suas funções As máquinas estão paradas muito tempo por avaria Temos falta de recursos humanos Perdemos capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em baixo
  37. 37. Os colaboradores não conhecem os riscos Não damos formação aos colaboradores Não fazemos a Temos acidentes manutenção de segurança Desviamos pessoal preventiva das suas funções As máquinas estão paradas muito tempo por avaria Temos falta de recursos humanos Perdemos capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em baixo
  38. 38. Os colaboradores não conhecem os riscos Não fazemos a manutenção preventiva por Não damos formação pessoal competente aos colaboradores Não fazemos a Temos acidentes manutenção de segurança Desviamos pessoal preventiva das suas funções As máquinas estão paradas muito tempo por avaria Temos falta de recursos humanos Perdemos capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em baixo
  39. 39. Os colaboradores não conhecem os riscos Não fazemos a manutenção Não fazemos a preventiva por Não damos formação manutenção pessoal competente aos colaboradores preventiva adequada Não fazemos a Temos acidentes manutenção de segurança Desviamos pessoal preventiva das suas funções As máquinas estão paradas muito tempo por avaria Temos falta de recursos humanos Perdemos capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em baixo
  40. 40. Os colaboradores não conhecem os riscos Não fazemos a manutenção Não fazemos a preventiva por Não damos formação manutenção pessoal competente aos colaboradores preventiva adequada Não fazemos a Temos acidentes manutenção de segurança Desviamos pessoal preventiva das suas funções As máquinas estão paradas muito tempo por avaria Temos falta de recursos humanos Não temos as peças de reserva que Perdemos interessam capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em baixo
  41. 41. Os colaboradores não conhecem os riscos Não fazemos a manutenção Não fazemos a preventiva por Não damos formação manutenção pessoal competente aos colaboradores preventiva adequada Não fazemos a Temos acidentes manutenção de segurança Desviamos pessoal preventiva das suas funções As máquinas estão paradas muito tempo por avaria Não temos pessoal livre para reparar Temos falta de as avarias recursos humanos Não temos as peças de reserva que Perdemos interessam capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em baixo
  42. 42. Os colaboradores não conhecem os riscos Não fazemos a manutenção Não fazemos a preventiva por Não damos formação manutenção pessoal competente aos colaboradores preventiva adequada Não fazemos a Temos acidentes manutenção de segurança Desviamos pessoal preventiva das suas funções As máquinas estão paradas muito tempo por avaria Não temos pessoal livre para reparar Temos falta de as avarias recursos humanos Não atingimos os Não temos as peças objectivos de de reserva que Perdemos produção interessam capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em baixo
  43. 43. Os colaboradores não conhecem os riscos Não fazemos a manutenção Não fazemos a preventiva por Não damos formação manutenção pessoal competente aos colaboradores preventiva adequada Não fazemos a Temos acidentes manutenção de segurança Desviamos pessoal preventiva das suas funções As máquinas estão paradas muito tempo por avaria Não temos pessoal livre para reparar Temos falta de as avarias recursos humanos Não atingimos os Não temos as peças objectivos de de reserva que Perdemos produção interessam capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Temos rotura de stock Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em baixo
  44. 44. Os colaboradores não conhecem os riscos Não fazemos a manutenção Não fazemos a preventiva por Não damos formação manutenção pessoal competente aos colaboradores preventiva adequada Não fazemos a Temos acidentes manutenção de segurança Desviamos pessoal preventiva das suas funções As máquinas estão paradas muito tempo por avaria Não temos pessoal livre para reparar Temos falta de as avarias recursos humanos Não atingimos os Não temos as peças objectivos de de reserva que Perdemos produção interessam capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Temos rotura de stock Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em Temos de alterar a baixo produção prevista para suprir falhas
  45. 45. Os colaboradores não conhecem os riscos Não fazemos a manutenção Não fazemos a preventiva por Não damos formação manutenção pessoal competente aos colaboradores preventiva adequada Não fazemos a Temos acidentes manutenção de segurança Desviamos pessoal preventiva das suas funções As máquinas estão paradas muito tempo por avaria Não temos pessoal livre para reparar Temos falta de as avarias recursos humanos Não atingimos os Não temos as peças objectivos de de reserva que Perdemos produção interessam capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Temos rotura de stock Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em Temos de alterar a baixo produção prevista para suprir falhas Clientes anulam encomendas
  46. 46. Os colaboradores não conhecem os riscos Não fazemos a manutenção Não fazemos a preventiva por Não damos formação manutenção pessoal competente aos colaboradores preventiva adequada Não fazemos a Temos acidentes manutenção de segurança Desviamos pessoal preventiva das suas funções As máquinas estão paradas muito tempo por avaria Não temos pessoal livre para reparar Temos falta de as avarias recursos humanos Não atingimos os Não temos as peças objectivos de de reserva que Perdemos produção interessam capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Temos rotura de stock Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em Temos de alterar a baixo produção prevista para suprir falhas Clientes anulam Vendas encomendas baixam
  47. 47. Os colaboradores não conhecem os riscos Não fazemos a manutenção Não fazemos a preventiva por Não damos formação manutenção pessoal competente aos colaboradores preventiva adequada Não fazemos a Temos acidentes manutenção de segurança Desviamos pessoal preventiva das suas funções As máquinas estão paradas muito tempo por avaria Não temos pessoal livre para reparar Temos falta de as avarias recursos humanos Não atingimos os Não temos as peças objectivos de de reserva que Perdemos produção interessam capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Temos rotura de stock Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em Temos de alterar a baixo Não atingimos produção prevista os objectivos de para suprir falhas vendas Clientes anulam Vendas encomendas baixam
  48. 48. Os colaboradores não conhecem os riscos Não fazemos a manutenção Não fazemos a preventiva por Não damos formação manutenção pessoal competente aos colaboradores preventiva adequada Não fazemos a Temos acidentes manutenção Estruturas de segurança Desviamos pessoal preventiva das suas funções As máquinas estão paradas muito tempo por avaria Não temos pessoal livre para reparar Temos falta de as avarias recursos humanos Não atingimos os Não temos as peças Sistémicas objectivos de de reserva que Perdemos produção interessam capacidade de O quadro de pessoal produção é muito restrito Temos rotura de stock Há uma pressão Os custos sobem muito forte para manter os custos em Temos de alterar a baixo Não atingimos produção prevista os objectivos de para suprir falhas vendas Clientes anulam Vendas encomendas baixam
  49. 49. Construí-lo, criá-lo, desenhá-lo
  50. 50. Não há acasos!!! Uma apresentação de Carlos Pereira da Cruz http://balancedscorecard.blogspot.com

×