Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Informativo Leilão Nelore Jandaia

175 views

Published on

Informativo do Leilão Nelore Jandaia que será realizado no dia 24 de junho de 2017 em Barra do Garças - MT

Published in: Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Informativo Leilão Nelore Jandaia

  1. 1. I N F O R M A T I V O ANO 11 | MAIO 2017 NELORE JANDAIA: ADAPTADO, FÉRTIL E PRECOCE NELORE JANDAIA: IDENTIFICADO PARA O LUCRO
  2. 2. E X P E D I E N T E w w w . n e l o r e j a n d a i a . c o m . b r REALIZAÇÃO: NELORE JANDAIA JORNALISTA RESPONSÁVEL: LARISSA VIEIRA COLABORAÇÃO: CLAUDINEY MARTINS, DIVINO HUMBERTO GUIMARÃES, LAINER LEITE, PIETRO BARUSELLI, RAYSILDO BARBOSA LÔBO E WILLIAM KOURY FILHO PROJETO GRÁFICO: NATIVA PROPAGANDA IMPRESSÃO: GRÁFICA 3PINTI FOTOS: JM MATOS, WILLIAM KOURY FILHO EARQUIVO NELORE JANDAIA CINCO DÉCADAS DE SELEÇÃO COM FOCO NA LUCRATIVIDADE04 NELORE JANDAIA: ADAPTADO, FÉRTIL E PRECOCE 06 IDENTIFICAR OS SUPERIORES E ELIMINAR OS INFERIORES12 ADAPTABILIDADE E SEUS IMPACTOS NA PRODUÇÃO ANIMAL 14 PESQUISA COMPROVA ALTA EFICIÊNCIA ALIMENTAR DO NELORE 20 NELORE JANDAIA: IDENTIFICADO PARA O LUCRO16 LEILÃO NELORE JANDAIA CRIADO REALMENTE A PASTO22 I N F O R M A T I V O ANO 11 | MAIO 2017 ENTREVISTA COM O PECUARISTA WILLIAM KOURY L E I L Ã O Meio século deseleçãoacertada no pasto! Í N D I C E A edição do Informativo Nelore Jandaia deste ano está im- perdível, no conteúdo o Prof. Dr. Raysildo Lôbo escreve um artigo interessante que fala desde a importância da qualidade dos da- dos coletados na fazenda, até crité- rios para chegar a um produto com qualidade garantida pela ciência. Seguindo a linha do melhoramento genético, temos o artigo do médico veterinário Divino Humberto, que fala sobre a importância do descar- te, e contextualiza, na prática, um modelo de seleção eficiente, tudo isso com a clareza de quem vive no campo o assunto em seu dia a dia de trabalho. Na área de nutrição o Msc. Lainer fala sobre a importância da genética ser adaptada ao sistema de produção, e estratégias viáveis de nutrição para sistemas desafia- dores. Por falar em desafio, o Msc. Claudiney fala sobre precocidade sexual, fundamental para o encurta- mento do ciclo de produção. Rigor TOUROS NELORE JANDAIA, MOLDADOS PELA CIÊNCIA PARA GERAR MAIS LUCRO na seleção e muitas histórias podem ser conferidas na entrevista do pe- cuarista William Koury, que conta um pouco dos 53 anos em que está a frente do Nelore Jandaia. Para falar do leilão, o Infor- mativo traz um catálogo completo, com informações relevantes e já com ordem de entrada definida. Pela má- xima do melhoramento, essa é a me- lhor safra que a marca já colocou no mercado, só perde para a do próxi- mo ano. Serão 276 touros avaliados, 141 DECA 1 para o índice bioeco- nômico da ANCP, que contempla as características de maior relevância econômica para uma fazenda de ci- clo completo, assegurando resul- tados. Além de números, o Nelore Jandaia é pioneiro na seleção para morfologia funcional e o resultado são touros costeludos, musculosos e muito fortes para carcaça em rendi- mento e acabamento, características fundamentais para obter lucrativi- dade a pasto, com excelente resposta na terminação em confinamento. Mais do que touros Nelore PO, estamos comercializando semente me- lhoradora, com DEPs e EPMURAS, seleção norteada pelo conceito e certi- ficação Boi com Bula® que alia avalia- ção genética à morfologia funcional. Seleção a pasto, cuidado com a saúde, garantia de fertilidade por exame andrológico, preparo sadio para venda e oferta de reproduto- res em torno de 30 meses de idade prontos para trabalhar na estação de monta, têm propiciado segurança nos resultados e consequentemente satisfação dos clientes que utilizam a genética Jandaia. Na base a vacada Jandaia sele- cionada há 53 anos, e para este ano encontramos no catálogo filhos do REM Armador e USP, Campeão da MN, General da MN, Batuta da MN e Bitelo DS, representando a linha- gem Lemgruber, Mandarin MAT, Nevi e 7308 como representantes da linhagem Quark, além dos reprodu- tores Jandaia de ponta, provados ou em teste de progênie nos principais programas de melhoramento gené- tico do país, tais como Baru, Lince Chacal e Tigre da Jandaia. Dia 24 de junho, você é nos- so convidado para vistoriar os tou- ros durante toda a manhã, além de um bate-papo especial sobre me- lhoramento às 11h, almoço às 12h, e, a partir das 13h começa o leilão no recinto do Parque de Exposições de Barra do Garças, com a parceria da Central Leilões e transmissão ao vivo pelo Canal do Boi. Até lá! E D I T O R I A L 2 I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A 3
  3. 3. E N T R E V I S T A CINCO DÉCADAS DE SELEÇÃO COM FOCO NA LUCRATIVIDADE O Nelore Jandaia tem quase seis décadas de seleção. Quais foram as primeiras ações que nortearam o início do melhoramento genético do rebanho? Minha iniciação no mundo do melhoramento genético foi a par- tir dos conselhos dados por um dos grandes especialistas da época, o pro- fessor e pecuarista Dr. Fausto Pereira Lima, então coordenador do Progra- ma de Melhoramento Animal do Ins- tituto de Zootecnia, que desenvolvia um trabalho de seleção da raça nelore focado na produção de animais bem adaptados para as diversas regiões do Brasil. Adotamos essa mesma linha de seleção no Nelore Jandaia. Com a introdução da braquiária no Brasil, visando a intensificação da atividade pecuária no Centro-Oeste, optamos na década de 1970 por transferir o rebanho de São Paulo, para o Mato Grosso do Sul, onde as terras eram mais baratas e propícias para a ati- vidade. Na década de 1990 transfe- rimos o rebanho para o Mato Gros- so, onde as terras eram mais férteis propiciando um melhor ambiente. Com isso, tivemos experiências im- portantes que afetaram naturalmen- te a seleção do rebanho. Em função da pouca habilidade materna e ferti- lidade que ficaram evidentes nestas mudanças, algumas linhagens que tínhamos no plantel desapareceram na nossa seleção. Coincidentemen- te isso também foi verificado pelo Dr. Fausto no rebanho do IZ, com as mesmas linhagens. A partir dali, nossos objetivos foram cada vez mais focados em animais férteis, precoces e sadios, que apresentassem desem- penho bom a pasto. Numa época em que a seleção era baseada quase que exclusivamente por peso, o que fez com que o Nelore Jandaia mudasse o rumo? Se observar a seleção natural no mundo animal, percebemos que ape- nas os mais fortes e melhores adapta- dos ao ambiente permanecem vivos e vão repassando essa genética para as gerações seguintes. As fêmeas que aleitam bem e zelam de seus pro- dutos, conseguem mantê-los vivos e passam seus genes para a próxima geração. Assim também deve ser na pecuária bovina. Se você interfere de forma correta na seleção natural da espécie marca um gol, mas se utili- zar critérios errados, marca um gol contra, ou seja, o prejuízo para o re- banho pode ser grande. Como exem- COM UM SISTEMA DE PRODUÇÃO DESENVOLVIDO PARA PRODUZIR TOUROS DENTRO DAS REAIS CONDIÇÕES DA PECUÁRIA COMERCIAL DE CORTE DO BRASIL, O PECUARISTA WILLIAM KOURY É REFERÊNCIA NA SELEÇÃO DE NELORE. E N T R E V I S T A plo na década de 1990 houve a venda de um dos reprodutores mais caros da história, cuja maior propaganda apresentada na época era o fato de ter tido um super peso ao nascer. Hoje, ele seria eliminado do rebanho jus- tamente por isso. No Nelore Jandaia nunca selecionamos apenas para ob- ter animais pesados, que podem ser exageradamente grandes, pois estes biótipos são extremamente exigentes em nutrição, estão fora da realidade do Brasil. Nós selecionamos é a pas- to, como a maioria dos rebanhos de corte são criados. Isso é para que o touro seja selecionado dentro de um ambiente o mais próximo da pecuária comercial. Isso garante uma conexão entre o melhoramento genético do produtor de semente (touro melhora- dor) e o produtor de gado destinado ao abate. O resultado é mais lucrati- vidade no negócio! Foi esse conceito que o levou a propor a criação no Brasil de Provas de Ganho em Peso (PGP) a pasto para as raças zebuínas há 20 anos? Sim. A ideia era justamente identificar touros com bom desem- penho a pasto. Na época, não existia esse tipo de prova no mundo, apenas as PGPs mais curtas, em confinamen- to. O pesquisador Dr. Luiz Alberto Fries estruturou toda a prova que foi implantada pela ABCZ. Posterior- mente, a metodologia foi modificada para identificar animais com melhor acabamento. Esses estudos foram fei- tos no rebanho do Nelore Jandaia. Felizmente, hoje, as PGPs a pasto es- tão estabilizadas, auxiliam muito na formação de grupos de manejo que propiciam dados de qualidade para os programas de melhoramento ge- nético, hoje consolidados. De quais outras pesquisas o Nelore Jandaia já participou ou participa? Nossos animais já foram ava- liados por diversos pesquisadores. O rebanho sempre foi utilizado para desenvolver metodologias de avalia- ções visuais, desde estudo com an- tigas metodologias como DERAS e PHRAS, até os estudos mais recentes de William Filho e equipe da Bra- silcomZ com as metodologias SAM e EPMURAS. Esta linha de seleção promoveu maior velocidade de pa- dronização do rebanho para mor- fologia mais produtiva e funcional. Atualmente, participamos de uma linha de pesquisa da USP de precoci- dade sexual em sistemas de produção a pasto, conduzida pelo pesquisador Pietro Barusselli e Claudiney Melo Martins, cujos resultados estão sen- do divulgados este ano. O próximo estudo da USP e ANCP que vamos participar está relacionado à seleção de bezerros mais leves ao nascimen- to. Conseguimos avançar bastante na parte de precocidade sexual das fêmeas e machos, que hoje são de- safiadas até 15 meses, mas estamos verificando problemas de parição em decorrência dos bezerros serem gran- des. Queremos um bezerro que nasça pequeno e consiga ter uma grande velocidade de ganho de peso após o nascimento. Nosso rebanho também foi utilizado para o desenvolvido dos marcadores moleculares Clarifide de- senvolvido pela Zoetis. Como incorpora esses dados gerados pelos programas de melhoramento e pelas pesquisas no sistema de seleção do Nelore Jandaia? O melhoramento genético não tem outra finalidade que não seja de aumentar a rentabilidade do pecuarista. Assim, nós utili- zamos as avaliações genéticas do programa da ANCP que gera o MGT, índice bioeconômico e as provas intrarebanho Boi com Bula pela BrasilcomZ que identifica os animais mais produtivos no sis- tema de produção da fazenda. O resultado é evidente, para se ter uma ideia de evolução, a priorida- de inicial nossa na década de 1960 era enxertar vacas a pasto que completavam 3 anos. Anos depois, reduzimos essa idade e toda fêmea que não ficasse prenha aos 2 anos era descartada. Hoje, nossa meta é trabalhar com novilhas que enxer- tam até os 15 meses. O descarte é a maior ferramenta de seleção de um rebanho, para leite e fertilidade não tem perdão, por isso nossas fêmeas são reconhecidamente boas de leite, como já comprovou um estudo da ANCP. Como avalia a atual fase do melhoramento genético do Nelore? O gado nelore de maneira geral evolui a cada ano. Os criadores estão mais conscientes de que o animal deve ser selecionado sem artificialismo. Vejo que estamos no caminho certo. A pro- va disso é o crescimento de feiras como a ExpoGenética, que expõe apenas ani- mais com avaliação genética e traz para o debate a importância dos programas de melhoramento. Faz parte da nossa trajetória de vida acreditar no futuro e tenho certeza que o nelore tem mui- to mais à contribuir para a pecuária de corte do país. E para esta edição do Leilão Nelore Jandaia o que está sendo preparado? Vamos vender cerca de 300 touros, todos com avaliação genéti- ca positiva. São reprodutores de alto desempenho a campo, selecionados para habilidade materna, precocida- de sexual, carcaças volumosas e bem acabadas, capazes de produzir os me- lhores bois de corte e as mais lucra- tivas matrizes de reposição. O Leilão Nelore Jandaia é uma oportunidade de adquirir exemplares com selo de garantia de resultados positivos. Esperamos todos lá. 4 I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A 5
  4. 4. 6 I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A 7 M E L H O R A M E N T O NELORE JANDAIA: ADAPTADO, FÉRTIL E PRECOCE FERTILIDADE DAS MATRIZES JANDAIA A PASTO O dicionário nos traz a se- guinte definição sobre a palavra adaptação: “...Ade- quação ao meio, ação modificadora dos fatores externos sobre o compor- tamento e a estrutura dos organis- mos vivos”. Tal definição ilustra com fidelidade o sentido da seleção reali- zada no Nelore Jandaia ao longo de Há alguns anos, sob orientação do professor do Departamento de Re- produção Animal da Universidade de São Paulo (USP), Pietro Sampaio Ba- ruselli, a equipe da Fertiliza Consulto- ria em Reprodução Animal, em espe- cial, o médico veterinário, Claudiney Martins, vem desenvolvendo uma serie de trabalhos científicos, visando aproveitar o potencial genético para fertilidade do rebanho Nelore Jandaia. Os estudos apresentam diferentes es- tratégias reprodutivas com aplicabili- dade prática e incrementam os resul- tados de nascimento de bezerros. O Nelore Jandaia realiza duas inseminações artificiais por lote de vacas paridas, utilizando a tec- nologia da ressincronização rápida (Ressinc 22), sem a necessidade de diagnóstico de gestação para o reim- plante. Este diagnóstico é realizado no momento da retirada do implan- te, de forma precoce aos 30 dias de mais de cinco décadas de trabalho. A busca pela identificação de animais produtivos a pasto, ou seja, capazes de se reproduzirem nesse tipo de sistemas de manejo, geran- do bezerros mais saudáveis e com ganho de peso superior à média da raça nelore, fez com que, no Nelore Jandaia, houvesse uma seleção extre- mamente positiva para as caracterís- ticas reprodutivas. As biotecnologias de reprodu- ção, associadas ao processo de sele- ção genética para eficiência repro- dutiva, desenvolvido pelo pecuarista William Koury, apresentaram avan- ços nos últimos anos, contribuindo para a melhora dos índices econômi- cos na atividade de cria na pecuária de corte. O Nelore Jandaia tem como filosofia associar a aplicação práti- ca das pesquisas de melhoramento genético com as biotecnologias que multiplicam essa genética superior. gestação. Esse modelo consiste em uma primeira sincronização para rea- lização da IATF (Inseminação Artifi- cial em Tempo Fixo) com as matrizes apresentando, em média, 30 dias de período pós-parto. Após a primeira inseminação artificial, 22 dias exata- mente (daí o nome Ressinc 22), as matrizes são submetidas a uma res- sincronização, inserção de implante vaginal de progesterona e aplicação de benzoato de estradiol. O disposi- tivo de progesterona permanece in- serido por oito dias no animal, sen- do que, no oitavo dia, é realizado o diagnóstico de gestação e a retirada do implante. As matrizes que não conceberam da primeira IATF rece- bem a aplicação dos hormônios para uma segunda IATF, que é realizada dois dias após a aplicação dos hor- mônios. As vacas prenhes recebem apenas uma identificação com tinta especial e permanecem nos lotes sem a aplicação de hormônios, simplifi- cando o manejo. Com essa estratégia reproduti- va, associada ao melhoramento ge- nético focado na fertilidade das ma- trizes, o Nelore Jandaia atingiu nessa última estação de monta 2016/2017 índices superiores a 74% de prenhez na IATF. Segundo o professor Pietro Baruselli, esses índices obtidos pelo Nelore Jandaia estão acima da mé- dia observada em rebanhos de cria no Brasil. Quando associamos o repasse de touros, após os dois serviços de IATF, os índices reprodutivos são ainda mais expressivos, chegando a ultrapassar os 85% de concepção final na última estação reprodutiva, que teve duração de 100 dias. Essa estratégia reprodutiva pos- sibilita duas IATFs com intervalo de 32 dias e pode ser melhor compreen- dida no diagrama ao lado: Pietro Baruselli e Claudiney Martins Pesquisadores da USP Para a próxima estação de mon- ta (2017-2018), o Nelore Jandaia, re- afirmando o compromisso de apoio às pesquisas e de aplicação de novas tecnologias, irá adotar o diagnóstico de gestação por ultrassonografia Do- ppler do Corpo Lúteo. Essa é uma biotecnologia que possibilita um diagnóstico de gestação ainda mais Figura 1. Estratégia reprodutiva adotada no Nelore Jandaia IATF - 1 22 dias 8 dias 2 dias IATF - 2 Repasse de touros Ressinc DG e retirada do implante precoce, aos 20 dias de desenvolvi- mento fetal, com alta acurácia, per- mitindo uma ressincronização das vacas vazias ainda mais cedo. Essa estratégia reprodutiva está sendo chamada de Ressinc 14 (ressincro- nização aos 14 dias após a primeira IATF). Tal modelo nos permitirá a maior concentração na concepção das matrizes, nos nascimentos dos bezerros, o encurtamento da estação de monta, a diminuição do intervalo de partos e a melhora significativa na eficiência reprodutiva do rebanho Nelore Jandaia e de todas as fazendas de produção de bezerros no Brasil.
  5. 5. 8 I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A 9 DENTRE AS VANTAGENS PODEMOS DESTACAR: PRECOCIDADE SEXUAL DAS NOVILHAS JANDAIA O Nelore Jandaia é a primeira fazenda a participar de uma pesquisa de âmbito nacional, que visa estabe- lecer um modelo para a predição da característica de precocidade sexual, realizada por pesquisadores da USP. Os dados vêm sendo coletados ao longo dos últimos quatro anos, mos- trando a evolução do rebanho Jan- daia na seleção de novilhas capazes O aumento significativo da taxa de desfrute da fazenda, devido ao aumento do número de bezerros nascidos das novilhas superprecoces em idade reduzida; Diminuição da área disponível de pastagem para alocação de animais em recria, tendo em vista que parte das novilhas emprenham um ano mais cedo; Correlação positiva entre precocidade sexual e precocidade de acabamento de carcaça. Para que ocorra a prenhez mais precocemente, é necessário que, simultaneamente, exista um aporte fisiológico de colesterol para produção de hormônios da reprodução. Isso é possível em decorrência da consolidação das epífises ósseas (pontos de cresci- mento dos ossos) mais precoces, disponibilizando energia na forma de colesterol para o acúmulo de gordura na carcaça e produção de hormônios. de conceberem a uma idade inferior a 15 meses, com partos ocorrendo até os 24 meses de idade. O modelo experimental adota- do mostrou que é possível identifi- car as novilhas superprecoces por meio de aferições do trato reprodu- tivo, realizadas com ultrassonogra- fia do útero e dos ovários. Porém, avaliando os resultados de prenhez, da reconcepção das primíparas su- perprecoces paridas até 24 meses de idade e do desenvolvimento dos be- zerros, também filhos dessas matri- zes, observamos um ganho econômi- co importante para o pecuarista que utiliza a genética de animais super- precoces. 1 2 3 M E L H O R A M E N T O Na última estação reprodutiva, as novilhas Jandaia, criadas e recria- das a pasto com suplementação ali- mentar moderada, apresentaram ín- dices de prenhez ao primeiro serviço de 60%, com idade máxima de 15 meses. Essas novilhas pariram e tive- ram seus bezerros avaliados quanto ao desempenho ponderal, apresen- tando ganho de peso e performan- ce de crescimento semelhantes aos bezerros das primíparas que conce- beram em idade convencional (23 meses em média), conforme apre- sentado na TABELA 1. Foi avaliada também a taxa de reconcepção, ou seja, o quanto as Para os próximos anos, o Nelore Jandaia seguirá colaborando com a pecuária brasileira, apoiando a pesquisa e pro- duzindo animais cada vez mais eficientes, aumentando a produtividade por área, o que será fator imprescindível para produzirmos com respeito ambiental e social. novilhas superprecoces eram compe- tentes para emprenharem na estação de monta subsequente ao primeiro parto. Tendo em vista que pariram muito jovens, ainda em estágio de desenvolvimento corporal, teriam que aleitar seus bezerros e ainda re- conceber. Os dados de reconcepção dessas primíparas superprecoces ain- da foram comparados às informa- ções de prenhez das primíparas que pariram em idade convencional no Nelore Jandaia. Os resultados (TA- BELA 1) mostram que as primíparas superprecoces Jandaia são eficazes na reconcepção e na criação de seus bezerros, avalizando a importância para a seleção genética da caracterís- tica de precocidade sexual realizada no Nelore Jandaia. PRIMÍPARAS SUPERPRECOCES, PARIDAS ATÉ OS 24 MESES DE IDADE PRIMÍPARAS CONVENCIONAIS, PARIDAS ATÉ OS 33 MESES DE IDADE TAXA DE RECONCEPÇÃO NA ESTACÃO DE MONTA SUBSEQUENTE AO PRIMEIRO PARTO (dados de prenhez na IATF, sem o repasse de touros) 75% 79,31% PESO DOS BEZERROS AOS 4,5 MESES DE IDADE 114,28 kg 127,77 kg PESO DAS BEZERRAS AOS 4,5 MESES DE IDADE 110,63 kg 119,53 kg M E L H O R A M E N T O VENHA conhecer o autêntico sabor das carnes nobres! @cupimgrill Foto:CarlosLopes Parque Fernando Costa • Uberaba/MG Tabela 1
  6. 6. 10 I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A 11 Meio século deseleçãoacertada no pasto!
  7. 7. L I N H A D O T E M P O N E L O R E J A N D A I A Animais criados realmente a pasto! Evento comemora 50 anos e comer- cializa mais de 500 animais. 12 I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A 13 M E L H O R A M E N T O IDENTIFICAR OS SUPERIORES E ELIMINAR OS INFERIORES uando falamos em melho- ria de um rebanho, preci- samos estar convictos da necessidade de valorizar os animais superiores, aqueles que incremen- tam positivamente no plantel e, retirar os que não agregam quali- dades desejáveis. Essas qualidades desejáveis são as características que o criador foca como meta em seu trabalho de seleção. No Nelo- re Jandaia, essas características são fundamentadas na melhoria dos Divino Humberto Guimarães Médico veterinário, especialista em reprodução e técnico ABCZ década de 70década de 60 década de 90 1965 1976 2000 O INÍCIO Aquisição de 74 bezerras e 2 bezerros PO, em seguida nova compra no rebanho VR trouxe Dumu. 19961994 1998 20072002 Coordenação do 1° Simpósio de Carcaças da raça nelore, com a participação de Fausto Pereira Lima e Pedro Felício. Participação nas pistas de julgamento e início da conscientização da importância do melhoramento da carcaça do nelore.Aproximação com a Estação Experimental (IZ) de Sertãozinho. Rebanho Nelore Jandaia expande inicialmente para o MS, em seguida sendo transferido totalmente para a Faz. Kuluene, no MT. Luiz Josahkian e Carlos Henrique Cavallari Machado visitam a Fazenda Kuluene e discutem a metodologia que modificaria a composição dos índices nas PGPs a pasto da ABCZ. Início dos estudos de mestrado e doutorado de William Koury Filho, que resultaram na criação do EPMURAS. William Koury, como diretor da ABCZ, propõe abrir para Provas de Ganho de Peso a Pasto, cuja parte técnica ficou a cargo do especialista Luiz Alberto Fries. Touro Baru da Jandaia é contratado pela central de inseminação Alta. Entrada na ANCP, passando a usar informação genética como ferramenta de seleção. M E L H O R A M E N T O reprodutiva no plantel. Enquanto as matrizes vazias são descartadas, as que chegam à fase de desmame são avaliadas através da qualidade dos seus produtos, ou seja, mães de bezerros inferiores são eliminadas. No pós-desmame, os animais são continuamente desafiados pelo seu desempenho, onde são comparados em seus grupos contemporâneos, fator importantíssimo numa ava- liação comparativa. O Nelore Jandaia é extrema- mente criterioso na manutenção dos grupos contemporâneos por saber que isso torna fidedigna a avalia- ção comparativa. Com isso, há uma constante melhoria, pois, os animais que são mantidos no rebanho pos- suem as características desejáveis pré-estabelecidas, tendo sido ava- liados em seus grupos contemporâ- neos. Já aqueles que não irão con- tribuir são eliminados do rebanho. Dessa forma, a cada geração ocorre um ganho significativo em fertilida- de e desempenho na produção. Combinado a esse processo, o Nelore Jandaia faz rigorosa avaliação visual de todos os animais da pro- priedade. Aqueles que apresentam um fenótipo de baixa funcionalida- de são eliminados. Junto a todo esse trabalho, notamos uma redução no número de animais desclassificados durante o serviço de registro genea- lógico feito pela ABCZ, mostrando a uniformidade e a padronização adquirida pelo plantel, ou seja, o rebanho criou um tipo. Enfim, a ri- jeza nas tomadas de decisões, a co- erência na escolha dos genearcas, o rigor na qualidade de informa- ções, as mensurações e marcações feitas na propriedade propiciam uma facilidade e uma eficiência na identificação dos melhores exem- plares e, consequentemente, uma eliminação dos animais inferiores, levando ao progresso genético do rebanho. século XXI índices reprodutivos e de desem- penho dos animais criados a pasto, já que esse sistema de criação é o mais usado no Brasil. O processo todo se inicia com um criterioso trabalho para defi- nir quais reprodutores serão utili- zados na estação de monta, tanto na monta natural, quanto na insemi- nação artificial, garantindo que os produtos ge- rados não possu- am diferenças em desempenho e fe- nótipo em função da sua origem. Findada a estação de monta (120 dias), o diagnós- tico de gestação é mais um dos cri- vos que determi- na a manutenção da fêmea em vida 2012 2014 2016 20172010 2013 O Nelore Jandaia passou a ter como principal critério a identificação dos melhores animais, sendo os seus futuros touros mantidos no mesmo grupo de manejo até os 18 a 20 meses. Começa a consultoria da BrasilcomZ no rebanho, através do uso das avaliações visuais SAM (morfologia) e acasalamentos dirigidos. Destaque nas avaliações genéticas da ANCP, conquistando os selos G1, G2 e G3. O Selo de Qualidade Boi com Bula é apresentado oficialmente no catálogo durante o Leilão Jandaia 2012. L E I L Ã O BARRA DO GARÇAS - MT 24DE JUNHO2017 SÁBADO . 13H L E I L Ã O Meio século deseleçãoacertada no pasto!
  8. 8. 14 I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A 15 ADAPTABILIDADE E SEUS IMPACTOS NA PRODUÇÃO ANIMAL Lainer Leite Diretor de Pesquisa da Nutripura e especialista em Nutrição e Produção Animal O Nelore Jandaia é exemplo de melhoramento que seleciona indicadores produtivos em condições ambientais onde os animais mais saudáveis se destacam A adaptabilidade pode ser medida ou avaliada pela habilidade que tem o ani- mal em se ajustar às condições mé- dias ambientais de climas adversos, com mínima perda no desempenho e conservando alta taxa reprodutiva, resistência às doenças e baixo índice de mortalidade (HAFES, 1973). O conceito de adaptação a um determinado ambiente está relacio- nado com a forma com que o orga- nismo animal se ajusta, objetivando a sobrevivência, a produção e a re- produção em condições adversas. O contexto da safra 2016/2017 foi desafiador. Após uma forte seca em 2016, iniciamos a safra em outu- bro com poucas chuvas e com as pas- tagens muito debilitadas. Foi nesse ambiente que o rebanho Nelore Jan- daia foi desafiado. O desafio nutricional para es- ses animais era grande. Produzir em condições desfavoráveis. Na cria, iniciar a estação de monta com esco- re corporal que refletia as condições das pastagens. Na recria, iniciar a fase em que produzimos @ com bai- xo custo, com pastagens com baixa oferta de forragem. Foram desafios que somente poderiam ser vencidos por um reba- nho selecionado há mais de 50 anos. A seleção por animais que sempre mostram aspectos saudá- veis faz com que, em momentos como esse, rebanhos com essas ca- racterísticas convivam melhor com essas adversidades e sejam pouco afetados em termos produtivos. E o desafio como consultor, nesse ambiente desafiador era de dar condições para que esses animais pudessem expressar seus potenciais. Para isso, em visita realizada no iní- cio da estação, em novembro, plane- jamos a safra, ajustando a lotação, conseguindo assim, manter o nível nutricional utilizado na fazenda nos anos anteriores com resultados im- pressionantes. Mesmo no ambiente adverso descrito acima, a recuperação dos animais foi algo extraordinário. Tudo isso refletido em números, com as fêmeas em reprodução com altos índices de concepção, be- zerros aos pés das vacas com uma condição de saúde invejável, com os garrotes e as novilhas com de- sempenhos, que claramente mos- traram um ganho compensatório proporcionado pelo restabeleci- mento de condições nutricionais adequadas. Tudo isso, suportado por planejamento e um programa nutricional totalmente viável em um sistema de produção de gado de corte. NUTRIPURA: PRODUTO CERTO NA HORA CERTA. w w w. nu t r i p u ra . c o m . b r tvnutripuranutripura nutripura
  9. 9. 16 I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A 17 S E L E Ç Ã O NELORE JANDAIA: IDENTIFICADO PARA O LUCRO A seleção é fundamental para mudança do perfil da cadeia da pecuária de corte. Com a aplicação da seleção, bovinos mais efi- cientes são identificados para a repro- dução de acordo com cada ambiente ou sistema de criação. Contudo, a lucratividade da pecuária depende de outros fatores que agem sinergicamen- te, como por exemplo: nutrição, sani- dade, manejo e pastagem. O processo de seleção começa e termina com o produtor, por isso, é ne- cessário o engajamento de todos para o sucesso da atividade. Não basta estar inscrito no programa de melhoramento genético se o dever de casa não é feito! Raysildo Barbosa Lôbo ANCP O Brasil possui massa crítica de professores e pesquisadores em todas as áreas da cadeia produtiva. Assim, o produtor tem à sua disposição tecno- logias para tornar a atividade lucrati- va. Os órgãos de extensão e fomento e as associações de pesquisas levam ao produtor essas tecnologias, alinhando o propósito do ser humano de servir ao bem comum. No contexto de selecionar animais geneticamente superiores, surgem algu- mas perguntas: a) Para qual sistema de produção estou selecionando? b) Quais características devo considerar no processo de seleção? c) Quais os objetivos e critérios de seleção? Procuraremos responder a essas questões de forma prática e objetiva. Antes, é necessário destacar um fator primordial para este processo, que é a qualidade das informações coletadas na fazenda e enviadas ao programa de melhoramento. Sem controle de qua- lidade dos dados e formação correta dos lotes de manejo não teremos va- lores genéticos confiáveis. Além disso, as Diferenças Esperadas nas Progênies (DEPs), ferramentas robustas de sele- ção, somente devem ser indicadas, para o mesmo sistema de produção, para diminuir os efeitos da interação ge- nótipo-ambiente. As DEPs genômicas são obtidas a partir da combinação das informações fenotípicas, marcadores genéticos e genealogia. O MGTe é um índice de seleção bioeconômico que auxilia na identificação dos animais S E L E Ç Ã O que deverão contribuir em maior me- dida para o lucro da fazenda. Na prática, os criadores de gado de corte, normalmente selecionam para várias características ao mesmo tempo. A melhor decisão para esta situação é criar um Índice de Seleção, que resume a informação genética do reprodutor em um único valor comparativo para cada animal. Permite, também, a seleção de forma simultânea para as características, levando em consideração aspectos eco- nômicos de cada uma. A definição dos objetivos de se- leção é o primeiro passo e consiste em identificar as características que devem ser melhoradas geneticamen- te por terem um impacto direto na lucratividade do sistema de produ- ção. O peso ou importância econô- mica de cada característica no ín- dice é dado pelo valor econômico. Para cada característica, dependerá do sistema de produção, mercados e relação de preços. Contudo, nem sempre é possível selecionar dire- tamente para os objetivos de sele- ção, uma vez que algumas caracte- rísticas são difíceis e têm alto custo de mensuração, como, por exemplo, as características associadas à preco- cidade sexual das fêmeas, eficiência de conversão alimentar, de carcaça e carne. Neste caso, é necessário utilizar características indicadoras ou critérios de seleção. Por exemplo, para caracte- rística indicadora da precocidade se- xual das fêmeas utiliza-se o perímetro escrotal dos machos. Para eficiência de conversão alimentar, utiliza-se o ga- nho de peso dos animais. O Nelore Jandaia é o resultado de uma seleção de 53 anos para produti- vidade, funcionalidade, carcaça, habili- dade materna e adaptabilidade. Os ani- mais são criados exclusivamente a pasto com lotes de manejo rigorosamente bem formados, do nascimento aos 21 meses de idade. A fazenda é aberta para pesquisas de inovação tecnológica na USP, ANCP, Zoetis e Fertiliza Consultoria em Re- produção Animal. Os diferenciais que saltam aos olhos ao visitar a fazenda são: DIFERENCIAIS DA SELEÇÃO DO NELORE JANDAIA
  10. 10. 18 I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A 19 Gráfico de Evolução Genética: MGTe 2a AG - ABR/2017 Todas as categorias / Machos e fêmeas / Todas as variedades 12,0 10,0 8,0 6,0 4,0 2,0 0,0 2007 2008 2009 2010 2011 Ano de nascimento MGTe(u.d.g) 2012 2013 2014 2015 2016 2017 Programa G2 Nelore Jandaia cidade de ganho em peso pós-desmama. Ela é fortemente correlacionada com animais de carcaças mais pesadas. O ga- nho genético total foi de 26 kg, acres- centando este valor à média do peso aos 450 dias de idade. O impacto econômi- co é enorme! Em termos de peso ao abate, cor- responde a um acréscimo, aproximada- mente, de uma arroba. Considerando o preço da arroba de R$ 130,00, espera-se em um lote de 100 animais um adicio- nal genético de receita de R$ 13.000,00 devido exclusivamente à seleção. Os fru- tos deste trabalho são transferidos para os clientes que adquirirem reprodutores selecionados exclusivamente a pasto. E) CARCAÇA A área de olho de lombo (AOL), indicadora de rendimento de carcaça, foi superior em 75% ao programa e 52% às fazendas certificadas. O ganho genético total de 3,15 cm2 implica em aumento no grau de musculosidade e na porção comestível, principalmente em cortes no- bres, elevando a importância econômica. F) MÉRITO GENÉTICO TOTAL ECONÔMICO O Nelore Jandaia obteve ganhos ge- néticos expressivos em 10 anos de par- ticipação da ANCP, onde apresentava a média para o Mérito Genético Total Econômico (MGTe) de 0,48, para a sa- fra de 2007, e passou para 11,3 u.d.g nos animais nascidos em 2017, como pode ser visto no Gráfico de Evolução Genética. Resultados crescentes, consistentes e superiores aosganhosmédios do programa e das fazen- das certificadas. S E L E Ç Ã O “Em fevereiro de 2017, visitei a Nelore Jandaia e fiquei impressionado com a formação dos lotes, o manejo, a uniformidade e a qualidade genética dos animais. A fazenda é modelo em melhoramento genético animal. Machos precoces em ganho de peso e biótipo excepcional. Primíparas super precoces, com bezerros ao pé, em estação de monta. Essas são características que impactam positivamente a propriedade rural, cujo objetivo é a produção de bovinos de corte.” - Danilo Diogo de Oliveira, Zootecnista, ANCP a) Localizada em lugar privilegiado, com ótima infraestrutura, pessoal de apoio qualificado e comprometido com o trabalho; b) Animais uniformes, bem caracte- rizados, pigmentados, ótima confor- mação funcional, boa linha de dorso, bom acabamento de carcaça e de ex- trema docilidade; c) Os critérios de seleção são objetivos e aplicados com rigor; d) Avaliação morfológica feita pelo sistema ANCP SAM. Diferenciais na Seleção e Ganho Genético Os objetivos e os critérios de sele- ção são bem definidos e aplicados com rigor. A união da alta qualidade de da- dos, metodologia estatística robusta, maior confiabilidade na identificação dos animais geneticamente superiores e uma pressão de seleção severa resultam em altos ganhos genéticos para as carac- terísticas economicamente importantes. Destacamos os ganhos genéticos de seis características importantes na se- leção do Nelore Jandaia. A) PRECOCIDADE SEXUAL As características indicadoras da pre- cocidade sexual, idade ao primeiro parto (IPP) e probabilidade de parto precoce (3P) mostraram ganho genético impor- em 2017. Houve ganho genético anual de 1,33%. Resultado extraordinário que evi- dencia o compromisso do criador com a seleção para adaptabilidade. D) CRESCIMENTO PÓS-DESMAMA As DEPs para o peso aos 450 dias (P450) expressam as diferenças no po- tencial genético dos animais para velo- tante. Houve redução genética de 29 dias na idade ao primeiro parto das progênies (fêmeas), enquanto que nas fazendas cer- tificadas a redução, devido à seleção, foi de 19 dias. Para 3P, houve aumento de 5,2%, ou seja, as filhas dos animais do rebanho têm 5,2% a mais de chances de empre- nharem, manter a gestação e parir bezerros antes dos 30 meses de idade. B) HABILIDADE MATERNAL A característica MP120 apresen- tou um ganho genético total de 3,6 kg. Nas fazendas certificadas, o ganho gené- tico total foi de 2,2 kg. Maior habilida- de maternal traduz em bezerros desma- mados mais pesados, agregando maior lucratividade ao produtor. C) STAYABILITY Característica que mede o tempo de permanência da matriz no rebanho com grande impacto na adaptabilidade e na lucratividade da atividade. O ga- nho genético total da característica foi de 12,7%. As DEPs são expressas em unida- des de probabilidade, onde valores mais altos são preferidos e indicam fertilidade sustentada, produção e longevidade total. Para saber se o valor da característica é superior (favorável), ele deve ser subtraí- do de 50% (valor médio). Portanto, em 2007, a DSTAY da safra era de 53,02% e evoluiu, geneticamente, para 65,67%, S E L E Ç Ã O
  11. 11. 20 I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A I N F O R M A T I V O N E L O R E J A N D A I A 21 P E S Q U I S A PESQUISA COMPROVA ALTA EFICIÊNCIA ALIMENTAR DO NELORE U m experimento, condu- zido nas instalações do confinamento da empresa NUTRIPURA – Nutrição e Pasta- gem, em Pedra Preta/MT, avaliou 720 novilhos da raça nelore, cujo peso médio inicial era de 425,9 kg. Os animais foram submetidos a um período de adaptação de 21 dias, com 32% de volumoso (base MS) inicialmente, diminuindo gradativa- mente até todos receberem no 22º dia as dietas experimentais, inician- do o período experimental que teve em média 70 dias. P E S Q U I S A Dietas Item 4-FDNf 7-FDNf 10-FDNf 13-FDNf Ingredientes (% da MS) Feno Tamani 5,3 9,3 13,3 17,3 Milho 64,7 60,7 56,7 52,6 Casca de soja 15,0 15,0 15,0 15,0 Caroço de algodão 8,0 8,0 8,0 8,0 Farelo de algodão 3,0 3,0 3,0 3,0 Ureia 1,0 1,0 1,0 1,0 Núcleo Nutripura 3,0 3,0 3,0 3,0 Composição Bromatológica Matéria seca (%) 73,2 71,9 72,3 72,3 PB (%MS) 14,1 13,9 14,0 14,3 FDN (%MS) 28,0 30,5 33,0 35,6 FDN forragem (%MS) 4,1 7,2 10,2 13,3 NDT* (%MS) 80,7 79,8 78,9 77,9 Tabela 1 - Ingredientes e composição bromatológica das rações experimentais (base de MS) Tabela 2 – Desempenho e características de carcaça de novilhos nelore alimentados com as dietas experimentais contendo diferentes níveis de FDNf Os bovinos foram alimentados com quatro tipos de dietas, sendo avaliados quatro níveis de inclusão de fibra insolúvel em detergente neutro da forragem (FDNf) de feno (4,0; 7,0; 10,0 e 13,0% da MS), conforme mostra a Tabela 1. Resultados e Discussão Os animais submetidos a die- tas com baixa inclusão de volumoso, tiveram um consumo menor e me- lhores eficiências alimentar e bio- lógica que as registradas nos outros Níveis de FDN Forragem EPM£ P valor Variáveis 4-FDNf 7-FDNf 10-FDNf 13-FDNf Performance Peso inicial, kg 427,22 427,02 425,65 424,52 1,952 0,742 Peso final, kg** 554,52 569,33 569,1 568,12 2,665 0,003 Consumo de MS, kg** 9,72 11,00 11,32 11,60 0,16 <0,001 Consumo de NDT, kg** 7,85 8,78 8,92 9,03 0,151 0,002 GPD, kg** 1,34 1,48 1,50 1,484 0,034 0,016 Efic. biológica# * 138,8 148,65 158,03 164,4 3,019 <0,001 Efic. alimentar$ * 0,138 0,135 0,133 0,128 0,003 0,083 Conversão Alimentar§ * 7,33 7,44 7,63 7,87 0,15 0,098 Características de carcaça P. carcaça quente (%)** 319,27 326,76 324,66 321,4 1,419 0,01 Rendimento de carcaça (%)* 57,61 57,42 57,2 56,75 0,173 0,019 Espessura de gordura (mm) 4,99 4,92 5,31 5,36 0,23 0,468 Área de olho de lombo (cm2 ) 74,51 73,48 75,36 74,46 1,071 0,68 # Quantidade da dieta necessária para o incremento de 1@ de peso vivo $ Quantidade de peso incrementado por kg de matéria seca ingerido da dieta § Quantidade de ingestão da dieta (MS) necessária para o incremento de 1 kg de peso vivo £ Erro padrão da média * Efeito Linear da inclusão de FDNf na dieta (P<0,01) ** Efeito Quadrático da inclusão de FDNf na dieta (P<0,01) tratamentos. Isso mostra que bovi- nos nelore ou anelorados podem ser terminados com excelente acaba- mento de carcaça ao utilizar dietas com baixa inclusão de volumoso. A definição do quanto usar de volu- moso vai depender da estratégia que o nutricionista adotará para buscar um custo de @ produzida menor e, consequentemente, um lucro maior por animal. No quadro abaixo, po- demos verificar claramente o com- portamento dos indicadores de acor- do com o nível de fibra adotado em cada tratamento. Outro fator que chamou a atenção no experimento foi o excelente rendimento de carca- ça, característica que o nelore se destaca em relação ao gado cru- zado. Um experimento robusto como esse, com 720 animais, traz muita segurança e confiabi- lidade em relação aos resultados obtidos. Esse é o maior experi- mento conduzido no Brasil que se tem notícia. Segundo o diretor de Pesquisa do Centro de Pesquisa Nutripura, Lainer Leite, esse estudo faz parte de uma iniciativa de conhecer melhor o comportamento dos nossos animais, a maioria nelore, para que possamos extrair o melhor deles. “Estamos criando um banco de dados cada vez mais robusto para avaliar o compor- tamento, indicadores de desempenho e conversões dos animais que predo- minam nos nossos confinamentos, pois a maioria dos dados que temos veio da literatura americana, onde os bovinos possuem grande influência de raças britânicas. Sabemos que o nelore tem um comportamento di- ferente e isso precisa ser entendido e respeitado para que possamos ser mais eficientes”, afirma Lainer Leite. Nesse mesmo experimento, foi testado um bloco de bovinos meio sangue Nelore x Angus, sob a mes- ma supervisão do experimento, para comparação da tolerância às diferen- tes inclusões de volumoso e os in- dicadores zootécnicos desse grupo racial. “O padrão de consumo, de- sempenho e conversões são muito diferentes. Os animais provenientes de cruzamento chegaram a consumir 22% a mais que os bovinos nelore, e o desempenho foi 17% superior, o que resultou em maior eficiência alimentar do nelore”, ressalta Lainer, que afirma ainda que mais pesqui- sas comparando grupos raciais são necessárias para que essas diferenças sejam consolidadas. Animal sendo pesado para embarque Lainer Leite Diretor de Pesquisa da Nutripura e especialista em Nutrição e Produção Animal
  12. 12. IND 1 AIAB3900 01/12/14 30 MANDARIN MAT. FUNCIONARIO NAVIRAI 38 760 Excelente 13,04 5  IND 2 AIAB3825 11/11/14 31 MANDARIN MAT. BERLOQUE DA BONS 38 760 Excelente 13,77 4  IND 3 AIAB3754 25/10/14 31 REM USP FUNCIONARIO NAVIRAI 38 744 Excelente 13,87 4  IND 4 AIAB3768 28/10/14 31 REM USP MACUNI DO SALTO 40 722 Excelente 11,69 7  IND 5 AIAB4145 14/01/15 29 REM USP QUARK COL 40 732 Muito Bom 16,33 2  IND 6 AIAB3736 20/10/14 32 REM USP FERRO DA JANDAIA 39 732 Muito Bom 14,14 3  IND 7 AIAB3569 18/09/14 33 REM USP GALANTHE DO PARANA 40 766 Muito Bom 9,8 12  IND 8 AIAB4151 15/01/15 29 D4685 DA MN (CAMPEÃO) TECELAO DA SM 38 800 Muito Bom 10,07 11  IND 9 AIAB3760 26/10/14 31 REM USP CACHIMBO DA MN 38 730 Excelente 11,7 7  IND 10 AIAB3722 15/10/14 32 D4685 DA MN (CAMPEÃO) LUGANO MAT. 39 716 Muito Bom 12 7  IND 11 AIAB3791 04/11/14 31 D4685 DA MN (CAMPEÃO) FUNCIONARIO NAVIRAI 42 708 Muito Bom 9,91 12  IND 12 AIAB3604 22/09/14 32 D4685 DA MN (CAMPEÃO) LUGANO MAT. 35 680 Muito Bom 9,79 12 - BATERIA1 13 AIAB3756 25/10/14 31 7308/04 PO PERDIZES OURO DA JANDAIA 41 686 Excelente 13,29 4  AIAB3829 12/11/14 31 MANDARIN MAT. TECELAO DA SM 38 700 Excelente 12,3 6  14 AIAB3775 30/10/14 31 MANDARIN MAT. TECELAO DA SM 39 714 Muito Bom 11,91 7 - AIAB3783 02/11/14 31 MANDARIN MAT. MEANDRO JANDAIA - 77 42 784 Muito Bom 12,73 5 - 15 AIAB3787 03/11/14 31 REM USP BARU DA JANDAIA 36 652 Muito Bom 9,86 12  AIAB3889 28/11/14 30 REM USP MAREL 39 694 Muito Bom 13,41 4  16 AIAB3857 19/11/14 31 REM USP ILUSTRE NF DA ELDORADO 39 703 Muito Bom 8,28 17 - AIAB4034 28/12/14 29 REM USP TECELAO DA SM 42 701 Muito Bom 10,45 10  17 AIAB4119 10/01/15 29 REM ARMADOR RANCKOR JANDAIA - 47 39 752 Muito Bom 12,99 5 - AIAB4203 26/01/15 28 JAGUAR DA JANDAIA LIBERINO DA JANDAIA 41 700 Muito Bom 13,15 5 - 18 AIAB3935 09/12/14 30 MANDARIN MAT. CHIVA DA NELORE 37 686 Muito Bom 11,61 7  AIAB4187 24/01/15 28 MATO GROSSO DA JANDAIA TOROXO DA JANDAIA-66 36 708 Muito Bom 6,64 25 - 19 AIAB3570 19/09/14 33 MANDARIN MAT. PROVADOR 41 668 Muito Bom 13,2 5  AIAB3922 06/12/14 30 MANDARIN MAT. BACKUP 37 690 Bom 12,11 6 - IND 20 AIAB3733 19/10/14 32 MANDARIN MAT. MACUNI DO SALTO 40 732 Excelente 12,1 6  IND 21 AIAB3714 13/10/14 32 REM USP QUARK COL 41 750 Excelente 12,18 6  IND 22 AIAB3918 05/12/14 30 REM USP ESPLENDOR DA JANDAIA 39 718 Muito Bom 13,03 5  IND 23 AIAB3865 20/11/14 31 REM USP TUCANO DA JANDAIA 38 742 Muito Bom 10,27 11  IND 24 AIAB4148 15/01/15 29 REM ARMADOR TECELAO DA SM 41 684 Muito Bom 17,65 1  IND 25 AIAB3887 28/11/14 30 D4685 DA MN (CAMPEÃO) QUARK COL 41 686 Muito Bom 13,4 4  BATERIA2 26 AIAB3638 27/09/14 32 REM USP C4580 DA MN (KONAN) 41 666 Muito Bom 10,65 10  AIAB3993 23/12/14 29 REM USP SUECO DA JANDAIA -45 40 612 Muito Bom 9,63 13  27 AIAB3673 06/10/14 32 NEVI DA EAO MACUNI DO SALTO 35 662 Muito Bom 11,41 8 - AIAB3845 16/11/14 31 D4685 DA MN (CAMPEÃO) FIO TE DE NAVIRAI 36 658 Muito Bom 9,94 12  28 AIAB4031 28/12/14 29 REM USP TECELAO DA SM 38 648 Muito Bom 11,43 8  AIAB4167 20/01/15 29 BARU DA JANDAIA REM USP 36 654 Muito Bom 15,22 2  29 AIAB3647 30/09/14 32 GENERAL DA MN C8288 DA MN (BACANA) 36 680 Bom 11,62 7 - AIAB3709 12/10/14 32 BITELO DS BACKUP 39 724 Bom 11,84 7 - IND 30 AIAB3835 14/11/14 31 MANDARIN MAT. BACKUP 38 762 Muito Bom 13,04 5  IND 31 AIAB3811 09/11/14 31 7308/04 PO PERDIZES FUNCIONARIO NAVIRAI 41 758 Muito Bom 14,16 3  IND 32 AIAB3712 12/10/14 32 D4685 DA MN (CAMPEÃO) MACUNI DO SALTO 43 740 Excelente 13,71 4  IND 33 AIAB3655 02/10/14 32 GENERAL DA MN MASTAREU DA JANDAIA 42 770 Excelente 9,83 12  BAT.3 34 AIAB3545 17/09/14 33 BARU DA JANDAIA BACKUP 39 728 Excelente 8,97 15  AIAB3644 29/09/14 32 MANDARIN MAT. NURMAHAL COL 36 726 Excelente 10,87 9 - 35 AIAB3661 04/10/14 32 REM USP RELEVO DA JANDAIA 41 644 Muito Bom 11,92 7  AIAB3986 21/12/14 30 REM USP SANSAY DA JANDAIA-55 40 684 Muito Bom 5,17 35 - IND 36 AIAB4047 01/01/15 29 REM USP FOMENTO JANDAIA - 74 45 774 Muito Bom 9,02 15  IND 37 AIAB3587 21/09/14 32 REM USP CACHIMBO DA MN 40 724 Excelente 10,47 10  BATERIA4 38 AIAB3539 16/09/14 33 MANDARIN MAT. TECELAO DA SM 38 678 Muito Bom 9,29 14  AIAB4301 25/03/15 27 REM USP BACKUP 40 648 Muito Bom 17,07 1  39 AIAB3921 06/12/14 30 NHAMBU DA JANDAIA BERLOQUE DA BONS 40 690 Muito Bom 8,53 16 - AIAB4207 27/01/15 28 TOCANTINS DA JANDAIA QUEPE DA SALETTE -27 40 676 Muito Bom 4,48 40 - 40 AIAB3869 22/11/14 30 REM ARMADOR MODULO DA JANDAIA 40 710 Bom 15,47 2 - AIAB4188 25/01/15 28 REM ARMADOR MAREL 38 648 Bom 16,91 1 - IND 41 AIAB3711 12/10/14 32 MANDARIN MAT. MACUNI DO SALTO 37 852 Muito Bom 14,17 3 - IND 42 AIAB3755 25/10/14 31 TIGRE DA JANDAIA QUARK COL 42 834 Muito Bom 15,66 2  IND 43 AIAB3642 29/09/14 32 TIGRE DA JANDAIA COSMOS DA JANDAIA 38 764 Muito Bom 15,09 2  IND 44 AIAB3909 04/12/14 30 TIGRE DA JANDAIA QUARK COL 40 758 Muito Bom 15,19 2  IND 45 AIAB3535 16/09/14 33 NEVI DA EAO BARU DA JANDAIA 40 758 Muito Bom 10,55 10  IND 46 AIAB3536 16/09/14 33 MANDARIN MAT. C2569 DA MN (JAMANTA) 38 806 Muito Bom 15,21 2 - IND 47 AIAB3764 26/10/14 31 MANDARIN MAT. BACKUP 39 801 Muito Bom 13,68 4 - IND 48 AIAB3729 17/10/14 32 NEVI DA EAO C2569 DA MN (JAMANTA) 42 858 Muito Bom 11,94 7 - IND 49 AIAB4235 02/02/2015 28 MATO GROSSO DA JANDAIA 40 764 Excelente - IND 50 AIAB3598 22/09/14 32 REM USP VERMUT DA FORT VR 38 812 Excelente 9,59 13  IND 51 AIAB3634 27/09/14 32 REM USP CACHIMBO DA MN 40 818 Excelente 14,86 3  IND 52 AIAB3891 28/11/14 30 REM USP NAMORADO JANDAIA -79 43 872 Excelente 8,25 17 - BATERIA5 53 AIAB3715 13/10/14 32 REM USP BITELO SAO SEBASTIAO 39 674 Bom 11,35 8 - AIAB3941 11/12/14 30 REM USP IMPERIO WA 40 682 Bom 10,6 10 - 54 AIAB3666 05/10/14 32 MANDARIN MAT. CREPE DA JANDAIA 41 692 Muito Bom 8,91 15 - AIAB3930 08/12/14 30 JAGUAR DA JANDAIA BARU DA JANDAIA 38 654 Bom 12,2 6 - AIAB4294 23/02/15 27 PIAUI DA JANDAIA IMPERIO WA 39 640 Muito Bom 9,22 14  55 AIAB3669 05/10/14 32 D4685 DA MN (CAMPEÃO) ESTANHO DA JANDAIA 37 634 Muito Bom 3,38 45 - AIAB3696 10/10/14 32 D4685 DA MN (CAMPEÃO) ENLEVO DA MORUNGABA 40 642 Bom 7,1 25 - AIAB3933 09/12/14 30 REM USP CROMO DA JANDAIA 40 620 Muito Bom 13,23 5  AIAB3943 11/12/14 30 GENERAL DA MN MACUNI DO SALTO 41 688 Muito Bom 11,79 7  IND 56 AIAB3529 15/09/14 33 MANDARIN MAT. CACHIMBO DA MN 41 770 Muito Bom 14,33 3  IND 57 AIAB3816 10/11/14 31 MANDARIN MAT. BACKUP 39 860 Muito Bom 15,78 2 - IND 58 AIAB3875 24/11/14 30 REM USP TIMBRE DA JANDAIA-65 37 774 Muito Bom 10,37 10  IND 59 AIAB3502 09/09/14 33 TIGRE DA JANDAIA MAXIMO DA JANDAIA 46 916 Muito Bom 19,68 0,5 - BATERIA6 60 AIAB3594 22/09/14 32 REM USP CHIVA DA NELORE 41 756 Muito Bom 11,32 8 - AIAB3685 09/10/14 32 REM USP IMPERIO WA 38 710 Muito Bom 9,56 13 - 61 AIAB3595 22/09/14 32 D4685 DA MN (CAMPEÃO) IMPERIO WA 38 714 Muito Bom 9,41 13 - AIAB3624 25/09/14 32 D4685 DA MN (CAMPEÃO) ESPLENDOR DA JANDAIA 34 726 Muito Bom 8,02 18 - 62 AIAB3703 11/10/14 32 REM USP RANCHI IPE OURO 40 694 Muito Bom 10,5 10  AIAB3878 25/11/14 30 REM USP DOM DA JANDAIA 39 708 Muito Bom 9,97 12 - 63 AIAB4221 30/01/15 28 TIGRE DA JANDAIA RAMBO DA MUNDO NOVO 39 692 Bom 14,78 3 - AIAB4232 01/02/15 28 7308/04 PO PERDIZES BACKUP 38 688 Bom 17,59 1 - AIAB4242 03/02/15 28 TOCANTINS DA JANDAIA SUECO DA JANDAIA -45 42 674 Bom 5 35 - IND 64 AIAB3668 05/10/14 32 REM USP IMPERIO WA 42 752 Muito Bom 12,61 6  IND 65 AIAB3758 25/10/14 31 MANDARIN MAT. BACKUP 38 746 Excelente 13,63 4 BATERIA7 66 AIAB3731 18/10/14 32 NEVI DA EAO MACUNI DO SALTO 34 672 Bom 9,55 13 - AIAB4154 16/01/15 29 LINCE DA JANDAIA RANCHI IPE OURO 36 678 Bom 6,44 30 - 67 AIAB3864 20/11/14 31 D4685 DA MN (CAMPEÃO) BERLOQUE DA BONS 39 724 Muito Bom 15,29 2  AIAB3958 15/12/14 30 REM USP NEVADO FORT VR - 36 35 686 Bom 9,1 14 - 68 AIAB3525 14/09/14 33 NEVI DA EAO BACKUP 38 688 Muito Bom 10,69 10  AIAB3742 22/10/14 31 BITELO DS ENLEVO DA MORUNGABA 39 654 Bom 5,15 35 - AIAB3827 11/11/14 31 MANDARIN MAT. MACUNI DO SALTO 37 646 Muito Bom 13,43 4 - IND 69 AIAB2756 11/10/13 44 REM USP ILUSTRE NF DA ELDORADO 41 920 Excelente 12,06 7  IND 70 AIAB2685 06/10/2013 44 BITELO DS BACKUP 42 850 Excelente 11,89 7  IND 71 AIAB2572 24/09/2013 44 BATUTA DA MN QUARK COL 41 901 Excelente 11,9 7  IND 72 AIAB2943 03/11/2013 43 REM USP AGRARIO JANDAIA - 70 40 867 Muito Bom 8,7 16 - IND 73 AIAB3201 13/12/2013 42 GENERAL DA MN GALANTHE DO PARANA 41 872 Muito Bom 7,68 20 - Lotes apresentados na ordem de entrada que será utilizada no leilão, com o peso e perímetro escrotal ajustados para a data do evento e idade em meses. Avaliação Genética de maio de 2017 pela ANCP BARRA DO GARÇAS - MT 24DE JUNHO2017 SÁBADO . 13H L E I L Ã O Meio século deseleçãoacertada no pasto! BAT LOTE SÉRIE/RGN NASC IDADE MESES PAI AVÔ MATERNO PE PESO EPMURAS MGTe TOP BAT LOTE SÉRIE/RGN NASC IDADE MESES PAI AVÔ MATERNO PE PESO EPMURAS MGTe TOP
  13. 13. BATERIA8 74 AIAB3129 29/11/13 42 1713 DA LACADA RAMBO DA MUNDO NOVO 40 804 Muito Bom 6,75 25 - AIAB3303 30/12/2013 41 1713 DA LACADA IMPERIO WA 41 872 Excelente 5,76 30 - 75 AIAB3147 02/12/2013 42 7308/04 PO PERDIZES ROTHO DA JANDAIA -49 36 812 Muito Bom 8,65 16 - AIAB3226 16/12/2013 41 TITANIO DA JANDAIA CINTURAO FIV DE NAV 39 812 Muito Bom 3,86 45 - 76 AIAB2978 07/11/13 43 MANDARIN MAT. TECELAO DA SM 37 838 Bom 7,2 25 - AIAB3136 30/11/13 42 GENERAL DA MN IMPERIO WA 40 872 Muito Bom 4,37 40 - AIAB3469 30/01/14 40 CROMO DA JANDAIA ENLEVO DA MORUNGABA 39 728 Bom 7,36 25 - 77 AIAB3238 17/12/2013 41 FERRO DA JANDAIA B8369 DA MN 38 710 Bom 7,05 25 - AIAB3280 25/12/2013 41 BITELO DS TECELAO DA SM 37 710 Muito Bom 5,49 35 - AIAB3345 04/01/14 41 LOBO DA JANDAIA IMPERIO WA 36 706 Bom 6,06 30 - AIAB3352 05/01/2014 41 7308/04 PO PERDIZES RAMBO DA MUNDO NOVO 38 744 Muito Bom 10,35 11  IND 78 AIAB3034 16/11/2013 42 BATUTA DA MN ARTISTA TE DE NAV 42 852 Excelente 7,68 20 - BATERIA9 79 AIAB2779 13/10/2013 44 BATUTA DA MN BACKUP 41 844 Excelente 13,79 4  AIAB2840 20/10/13 43 BARU DA JANDAIA OZONE DA JANDAIA 41 880 Excelente 7,51 25 - 80 AIAB2725 09/10/2013 44 BATUTA DA MN CINICO DA JANDAIA-73 43 848 Bom 8,71 16 - AIAB3005 11/11/2013 43 GENERAL DA MN CHIVA DA NELORE 38 816 Muito Bom 9,22 14 - AIAB3310 30/12/13 41 BATUTA DA MN AGAPE DA JANDAIA 38 772 Bom 5,96 30 - 81 AIAB3287 27/12/2013 41 BATUTA DA MN RANCHI IPE OURO 35 782 Bom 10,84 9 - AIAB3338 03/01/2014 41 BATUTA DA MN IMPERIO WA 35 766 Bom 7,58 20 - IND 82 AIAB3588 21/09/14 32 REM USP BARU DA JANDAIA 42 864 Excelente 12,95 5  IND 83 AIAB3537 16/09/14 33 MANDARIN MAT. CACHIMBO DA MN 39 800 Muito Bom 14,13 3  BATERIA10 84 AIAB4085 07/01/15 29 D4685 DA MN (CAMPEÃO) TECELAO DA SM 37 686 Excelente 10,07 11  AIAB4090 07/01/15 29 REM USP BRONZE DA JANDAIA 35 674 Muito Bom 11,25 8 - 85 AIAB3640 28/09/14 32 REM ARMADOR FUNCIONARIO NAVIRAI 36 624 Muito Bom 11,76 7  AIAB3877 25/11/14 30 GENERAL DA MN BASCO DA SM 37 652 Muito Bom 7,79 19 - 86 AIAB4003 25/12/14 29 JAGUAR DA JANDAIA FIO TE DE NAVIRAI 35 628 Bom 12,94 5 - AIAB4075 05/01/15 29 REM ARMADOR PROVADOR 39 586 Bom 17,34 1 - AIAB4220 29/01/15 28 TIGRE DA JANDAIA TECELAO DA SM 35 650 Muito Bom 12,4 6 - 87 AIAB3725 15/10/14 32 MANDARIN MAT. IMPERIO WA 34 640 Muito Bom 11,34 8 - AIAB4252 05/02/15 28 PIAUI DA JANDAIA BECO DA JANDAIA 35 638 Muito Bom 3,93 40 - AIAB4253 06/02/15 28 TOCANTINS DA JANDAIA BITELO SAO SEBASTIAO 37 620 Bom 4,95 35 - 88 AIAB3919 05/12/14 30 NHAMBU DA JANDAIA FUNCIONARIO NAVIRAI 41 646 Muito Bom 8,78 16 - AIAB3977 20/12/14 30 CONDOR DA JANDAIA C2569 DA MN (JAMANTA) 36 596 Bom 1,23 70 - AIAB4072 05/01/15 29 REM USP FUNCIONARIO NAVIRAI 36 602 Muito Bom 10,71 10  AIAB4325 06/05/15 25 MUTUM DA JANDAIA MACUNI DO SALTO 32 550 Bom 9,71 12 - AIAB4327 06/05/15 25 B1265 DA JANDAIA REM USP 34 576 Bom 13,67 4 - IND 89 AIAB3637 27/09/14 32 BITELO DS BACKUP 38 754 Excelente 11,28 8  IND 90 AIAB3633 26/09/14 32 MANDARIN MAT. BACKUP 36 802 Excelente 17,34 1  BATERIA11 91 AIAB3804 07/11/14 31 D4685 DA MN (CAMPEÃO) BACKUP 38 704 Muito Bom 11,55 8  AIAB4019 27/12/14 29 REM USP RANCHI IPE OURO 44 682 Muito Bom 9,41 13  92 AIAB3664 05/10/14 32 REM USP C2569 DA MN (JAMANTA) 39 636 Muito Bom 6,37 30 - AIAB4024 28/12/14 29 REM USP TIMBRE DA JANDAIA-65 35 678 Muito Bom 4,79 35 - AIAB4064 03/01/15 29 REM USP CHIVA DA NELORE 39 642 Muito Bom 11,71 7  93 AIAB3902 02/12/14 30 NHAMBU DA JANDAIA C2569 DA MN (JAMANTA) 39 680 Muito Bom 13,5 4 - AIAB4042 31/12/14 29 MANDARIN MAT. MENESTREL DA JANDAIA 35 628 Muito Bom 9,27 14 - AIAB4181 24/01/15 28 LINCE DA JANDAIA TECELAO DA SM 35 656 Bom 7,32 25 - 94 AIAB3515 13/09/14 33 REM USP CACHIMBO DA MN 41 670 Muito Bom 12,04 7  AIAB3675 07/10/14 32 REM USP NURMAHAL COL 38 676 Muito Bom 7,62 20 - AIAB4182 24/01/15 28 MATO GROSSO DA JANDAIA CINICO DA JANDAIA-73 37 642 Muito Bom 6,32 30 - AIAB4205 26/01/15 28 JAGUAR DA JANDAIA BACKUP 39 640 Bom 15,12 2 - IND 95 AIAB3765 26/10/14 31 REM USP CROMO DA JANDAIA 42 722 Muito Bom 13,82 4  BATERIA12 96 AIAB3746 22/10/14 31 MANDARIN MAT. NADÃ DA BONSUCESSO 38 664 Bom 8,96 15 - AIAB3855 18/11/14 31 MANDARIN MAT. TECELAO DA SM 41 650 Muito Bom 9,31 14 - 97 AIAB3923 06/12/14 30 JAGUAR DA JANDAIA TUCANO DA JANDAIA 37 636 Muito Bom 12,95 5 - AIAB4115 10/01/15 29 B914 DA JANDAIA CACHIMBO DA MN 36 644 Muito Bom 16,74 1 - 98 AIAB3559 18/09/14 33 MANDARIN MAT. ROTHO DA JANDAIA -49 38 692 Muito Bom 6,93 25 - AIAB3662 04/10/14 32 REM USP ENLEVO DA MORUNGABA 36 628 Muito Bom 6,65 25 - AIAB4025 28/12/14 29 REM USP ESTATUTO DE NAVIRAI 35 618 Muito Bom 8,08 18 - 99 AIAB3833 14/11/14 31 7308/04 PO PERDIZES C2569 DA MN (JAMANTA) 37 612 Bom 14,67 3 - AIAB3842 16/11/14 31 MANDARIN MAT. OURO DA JANDAIA 34 642 Bom 9,07 14 - AIAB4309 12/04/15 26 NEVI DA EAO REM USP 34 628 Bom 13,87 4 - 100 AIAB3707 11/10/14 32 BARU DA JANDAIA RAMBO DA MUNDO NOVO 34 572 Bom 6,04 30 - AIAB4000 25/12/14 29 BARU DA JANDAIA CINICO DA JANDAIA-73 35 648 Bom 5,94 30 - AIAB4093 07/01/15 29 MATO GROSSO DA JANDAIA OZONE DA JANDAIA 38 570 Regular 10,25 11 - IND 101 AIAB3822 11/11/14 31 MANDARIN MAT. FUNCIONARIO NAVIRAI 40 804 Excelente 15,33 2  BATERIA13 102 AIAB3508 11/09/14 33 MANDARIN MAT. MACUNI DO SALTO 38 696 Muito Bom 11,92 7  AIAB3876 25/11/14 30 NEVI DA EAO CINTURAO FIV DE NAV 36 678 Muito Bom 8,79 15  103 AIAB3609 23/09/14 32 NEVI DA EAO MACUNI DO SALTO 34 622 Muito Bom 12,04 7 - AIAB4204 26/01/15 28 JAGUAR DA JANDAIA BACKUP 38 626 Bom 14,36 3 - 104 AIAB3850 17/11/14 31 MANDARIN MAT. TUCANO DA JANDAIA 39 632 Bom 10,42 10 - AIAB4185 24/01/15 28 CROMO DA JANDAIA IMPERIO WA 36 634 Bom 8,11 18 - AIAB4248 04/02/15 28 MATO GROSSO DA JANDAIA RANCHI IPE OURO 36 616 Bom 8,48 17 - IND 105 AIAB3795 05/11/14 31 REM USP LUGANO MAT. 39 682 Excelente 10,55 10  DUPLO 106 AIAB3803 07/11/14 31 D4685 DA MN (CAMPEÃO) C8288 DA MN (BACANA) 38 592 Muito Bom 7,69 20 - AIAB3852 17/11/14 31 MANDARIN MAT. C2569 DA MN (JAMANTA) 39 648 Muito Bom 11,15 9  BATERIA14 107 AIAB3542 17/09/14 33 REM ARMADOR ACARI DA S. JOSE 40 680 Excelente 13,36 4  AIAB3796 05/11/14 31 REM USP C4580 DA MN (KONAN) 41 702 Muito Bom 10,52 10  108 AIAB4004 26/12/14 29 D4685 DA MN (CAMPEÃO) IMPERIO WA 34 598 Muito Bom 6,17 30 - AIAB4053 02/01/15 29 REM ARMADOR BITELO SAO SEBASTIAO 38 610 Muito Bom 7,87 19 - 109 AIAB3987 22/12/14 30 D4685 DA MN (CAMPEÃO) VERMUT DA FORT VR 36 624 Bom 6,03 30 - AIAB4076 05/01/15 29 REM ARMADOR PACARA DO IZ 40 638 Muito Bom 16,82 1  AIAB4245 03/02/15 28 TIGRE DA JANDAIA REM QUADRIMESTRE TE 38 630 Bom 12,42 6 - 110 AIAB3881 26/11/14 30 MUTUM DA JANDAIA MACUNI DO SALTO 34 608 Bom 9,82 12 - AIAB3964 17/12/14 30 JAGUAR DA JANDAIA C4580 DA MN (KONAN) 36 576 Bom 9,14 14 - AIAB4026 28/12/14 29 GENERAL DA MN ABANO DA JANDAIA 41 650 Bom 10,35 11 - IND 111 AIAB3751 24/10/14 31 MANDARIN MAT. BACKUP 40 762 Muito Bom 16,75 1 - BATERIA15 112 AIAB3913 04/12/14 30 BARU DA JANDAIA QUARK COL 35 708 Muito Bom 8,65 16 - AIAB3988 22/12/14 30 MATO GROSSO DA JANDAIA GODHAR DA FAZ 39 696 Excelente 13,84 4  113 AIAB4017 27/12/14 29 REM USP MAGNESIO DA JANDAIA 42 610 Muito Bom 9,67 13  AIAB4087 07/01/15 29 LOBO DA JANDAIA QUARK COL 36 628 Bom 7,73 20 - AIAB4238 02/02/15 28 COBRE DA JANDAIA MACUNI DO SALTO 33 598 Bom 5,85 30 - 114 AIAB3576 19/09/14 33 MANDARIN MAT. OURO DA JANDAIA 39 626 Bom 10,2 11 - AIAB3724 15/10/14 32 D4685 DA MN (CAMPEÃO) GUDY DA LAGOA 39 610 Bom 6,24 30 - AIAB4206 26/01/15 28 BARU DA JANDAIA 7308/04 PO PERDIZES 36 636 Bom 14,39 3 - IND 115 AIAB3607 23/09/14 32 REM USP BACKUP 40 762 Muito Bom 14,8 3  BATERIA16 116 AIAB3805 07/11/14 31 MANDARIN MAT. BACKUP 39 704 Muito Bom 13,24 5 - AIAB3952 13/12/14 30 BITELO DS ENLEVO DA MORUNGABA 38 708 Muito Bom 5,15 35 - 117 AIAB4189 25/01/15 28 MATO GROSSO DA JANDAIA NADÃ DA BONSUCESSO 39 666 Muito Bom 11,93 7  AIAB4304 27/03/15 26 REM USP CACHIMBO DA MN 39 618 Muito Bom 14,01 4 - 118 AIAB3562 18/09/14 33 GENERAL DA MN ARTISTA TE DE NAV 42 688 Muito Bom 8,54 16 - AIAB4208 27/01/15 28 TOCANTINS DA JANDAIA CACHIMBO DA MN 37 620 Bom 7,19 25 - AIAB4214 28/01/15 28 TIGRE DA JANDAIA MACUNI DO SALTO 37 620 Bom 11,41 8 - 119 AIAB3853 17/11/14 31 NEVI DA EAO MACUNI DO SALTO 36 608 Bom 7,08 25 - AIAB3984 21/12/14 30 NEVI DA EAO MACUNI DO SALTO 38 622 Regular 10,59 10 - AIAB4005 26/12/14 29 D4685 DA MN (CAMPEÃO) MEANDRO JANDAIA - 77 38 638 Bom 8,72 16 - AIAB4080 06/01/15 29 7308/04 PO PERDIZES MUTUM DA JANDAIA 38 602 Bom 14,59 3 - AIAB4246 03/02/15 28 JAGUAR DA JANDAIA CROMO DA JANDAIA 35 598 Regular 11,58 8 - IND 120 AIAB3926 07/12/14 30 D4685 DA MN (CAMPEÃO) FIO TE DE NAVIRAI 41 772 Muito Bom 13,23 5  BATERIA17 121 AIAB3770 29/10/14 31 MANDARIN MAT. OURO DA JANDAIA 37 696 Excelente 9,61 13  AIAB4028 28/12/14 29 NEVI DA EAO ILUSTRE NF DA ELDORADO 36 670 Muito Bom 10,44 10  122 AIAB4029 28/12/14 29 REM USP CEN 3120 INSOLUTO 38 616 Muito Bom 10,9 9  AIAB4048 01/01/15 29 D4685 DA MN (CAMPEÃO) MEANDRO JANDAIA - 77 39 662 Muito Bom 8,42 17 - 123 AIAB3925 07/12/14 30 REM USP CACHIMBO DA MN 40 632 Muito Bom 12,11 6 - AIAB4081 06/01/15 29 JAGUAR DA JANDAIA FUNCIONARIO NAVIRAI 37 624 Muito Bom 14,11 3  AIAB4272 12/02/15 28 LOBO DA JANDAIA CHIVA DA NELORE 36 638 Muito Bom 5,16 35 - 124 AIAB3962 16/12/14 30 JAGUAR DA JANDAIA FIO TE DE NAVIRAI 35 600 Bom 8,09 18 - AIAB4099 08/01/15 29 REM ARMADOR CINICO DA JANDAIA-73 35 596 Bom 11,31 8 - AIAB4305 29/03/15 26 NEVI DA EAO C8288 DA MN (BACANA) 34 608 Bom 12,28 6 - AIAB4326 06/05/15 25 B758 DA JANDAIA BITELO DS 38 616 Bom 13,57 4 - 125 AIAB3938 10/12/14 30 BARU DA JANDAIA JUPITER TE MRA 31 592 Bom 7,21 25 - AIAB4239 02/02/15 28 MATO GROSSO DA JANDAIA VERMUT DA FORT VR 35 582 Bom 5,73 30 - AIAB4290 20/02/15 28 FERRO DA JANDAIA RAMBO DA MUNDO NOVO 36 634 Bom 6,97 25 - AIAB4312 14/04/15 26 GENERAL DA MN C2569 DA MN (JAMANTA) 34 602 Bom 14,41 3 - IND 126 AIAB3628 26/09/14 32 MANDARIN MAT. C2569 DA MN (JAMANTA) 39 752 Muito Bom 12,24 6  BAT LOTE SÉRIE/RGN NASC IDADE MESES PAI AVÔ MATERNO PE PESO EPMURAS MGTe TOPBAT LOTE SÉRIE/RGN NASC IDADE MESES PAI AVÔ MATERNO PE PESO EPMURAS MGTe TOP
  14. 14. BAT LOTE SÉRIE/RGN NASC IDADE MESES PAI AVÔ MATERNO PE PESO EPMURAS MGTe TOPBATERIA18 127 AIAB4088 07/01/15 29 REM USP B8369 DA MN 33 560 Bom 9,81 12 - AIAB4106 09/01/15 29 D4685 DA MN (CAMPEÃO) GALANTHE DO PARANA 38 562 Bom 8,03 18 - AIAB4265 09/02/15 28 TIGRE DA JANDAIA C2569 DA MN (JAMANTA) 35 566 Bom 12,99 5 - AIAB4283 16/02/15 28 MATO GROSSO DA JANDAIA ILUSTRE NF DA ELDORADO 34 594 Bom 8,64 16 - AIAB4337 08/06/2015 24 LOBO DA JANDAIA QUARK COL 32 578 Bom 8,71 16 - 128 AIAB3992 22/12/14 30 NEVI DA EAO C2569 DA MN (JAMANTA) 34 586 Bom 8,52 16 - AIAB4160 18/01/15 29 TOCANTINS DA JANDAIA PROVADOR 35 592 Regular 8,67 16 - AIAB4307 10/04/15 26 PIAUI DA JANDAIA C8288 DA MN (BACANA) 36 546 Regular 8,62 16 - AIAB4316 25/04/15 26 B758 DA JANDAIA REM USP 31 574 Bom 11,26 8 - AIAB4324 06/05/15 25 TOCANTINS DA JANDAIA FUNCIONARIO NAVIRAI 39 580 Bom 7,82 19 - 129 AIAB3903 02/12/14 30 MANDARIN MAT. C2569 DA MN (JAMANTA) 34 570 Bom 10,33 11 - AIAB4039 30/12/14 29 GENERAL DA MN ACETATO DA JANDAIA 37 556 Bom 6,53 25 - AIAB4136 12/01/15 29 CROMO DA JANDAIA FUNCIONARIO NAVIRAI 38 566 Muito Bom 9,44 13  AIAB4241 03/02/15 28 LINCE DA JANDAIA AGRARIO JANDAIA - 70 35 544 Bom 6,37 30 - AIAB4286 18/02/15 28 CROMO DA JANDAIA MEANDRO JANDAIA - 77 34 572 Bom 5,83 30 - AIAB4288 19/02/15 28 TOCANTINS DA JANDAIA PRESTY DA JANDAIA-35 35 634 Muito Bom 1,42 60 - IND 130 AIAB3844 16/11/14 31 REM USP CACHIMBO DA MN 40 718 Muito Bom 11,3 8 - BATERIA19 131 AIAB4086 07/01/15 29 D4685 DA MN (CAMPEÃO) MANDARIN MAT. 36 592 Bom 15,62 2 - AIAB4101 08/01/15 29 MANDARIN MAT. RAMBO DA MUNDO NOVO 35 570 Bom 13,06 5 - AIAB4118 10/01/15 29 REM USP CEN 3120 INSOLUTO 36 596 Bom 12 7 - AIAB4196 26/01/15 28 LOBO DA JANDAIA PACARA DO IZ 34 578 Bom 2,93 50 - AIAB4263 09/02/15 28 TOCANTINS DA JANDAIA ERUG DE NAVIRAI 39 636 Muito Bom 11,68 7  132 AIAB4044 31/12/14 29 REM USP TECELAO DA SM 35 610 Bom 8,36 17 - AIAB4139 13/01/15 29 MATO GROSSO DA JANDAIA ESPLENDOR DA JANDAIA 37 566 Bom 5,58 30 - AIAB4212 28/01/15 28 MATO GROSSO DA JANDAIA GUDY DA LAGOA 34 568 Bom 7,32 25 - AIAB4223 30/01/15 28 TOCANTINS DA JANDAIA COSTUME DE NAVIRAI 34 616 Bom 6,6 25 - AIAB4236 02/02/15 28 TOCANTINS DA JANDAIA C2569 DA MN (JAMANTA) 32 510 Regular 5,92 30 - AIAB4322 03/05/15 25 B1008 DA JANDAIA REM USP 31 580 Bom 14,59 3 - IND 133 AIAB3843 16/11/14 31 MANDARIN MAT. C2569 DA MN (JAMANTA) 39 702 Muito Bom 15,41 2  BATERIA20 134 AIAB4018 27/12/14 29 NEVI DA EAO ILUSTRE NF DA ELDORADO 35 604 Regular 7,56 20 - AIAB4130 12/01/15 29 LINCE DA JANDAIA QUARK COL 38 604 Bom 10,2 11 - AIAB4135 12/01/15 29 LINCE DA JANDAIA IMPERIO WA 33 570 Bom 5,2 35 - AIAB4250 05/02/15 28 LINCE DA JANDAIA BOMBA DA JANDAIA 33 528 Bom 2,14 60 - 135 AIAB3924 07/12/14 30 REM USP CACHIMBO DA MN 38 550 Bom 10,88 9 - AIAB3991 22/12/14 30 REM USP CREPE DA JANDAIA 35 572 Bom 8,57 16 - AIAB4131 12/01/15 29 REM USP ENLEVO DA MORUNGABA 36 550 Regular 7,5 25 - AIAB4311 14/04/15 26 GENERAL DA MN C8288 DA MN (BACANA) 35 572 Bom 10,55 10 - BATERIA21 136 AIAB4001 25/12/14 29 MANDARIN MAT. C2569 DA MN (JAMANTA) 38 622 Bom 12,59 6 - AIAB4059 02/01/15 29 REM USP C4580 DA MN (KONAN) 36 570 Muito Bom 11,5 8  AIAB4095 08/01/15 29 REM USP 7308/04 PO PERDIZES 34 698 Bom 14,9 3 - AIAB4209 27/01/15 28 CHACAL DA JANDAIA PRESTY DA JANDAIA-35 34 582 Bom 5,27 35 - AIAB4259 08/02/15 28 CHACAL DA JANDAIA REPTIL DA JANDAIA-62 35 544 Bom 3,74 45 - AIAB4295 24/02/15 27 CHACAL DA JANDAIA SOLETROL JANDAIA -80 36 566 Bom 3,61 45 - 137 AIAB4102 08/01/15 29 REM USP MANDARIN MAT. 37 592 Regular 16,86 1 - AIAB4129 12/01/15 29 CROMO DA JANDAIA RANCKOR JANDAIA - 47 33 521 Bom -1,58 90 - AIAB4222 30/01/15 28 CHACAL DA JANDAIA SANSAY DA JANDAIA-55 38 606 Regular 7,33 25 - IND 138 AIAB3574 19/09/14 33 MANDARIN MAT. RANGER DA JANDAIA-41 36 804 Muito Bom 9,37 13  IND 139 AIAB3815 10/11/14 31 MANDARIN MAT. BERLOQUE DA BONS 42 820 Muito Bom 13,77 4  CONSULTORIA GRATUITA PARA ANIMAIS DO LEILÃO NELORE JANDAIA 2017 Conte com a consultoria gratuita da BrasilcomZ antes, durante e depois do Leilão Nelore Jandaia 2017 para os animais deste remate. Assim, você vai adquirir sempre os raçadores que melhor se encaixam no seu criatório. Central de Atendimento: (16) 3203 8815 William Koury Filho: (16) 98122 2255 Rafael Vicari: (14) 99767 1458 william@brasilcomz.com | www.brasilcomz.com L E I L Ã O Meio século deseleçãoacertada no pasto! FOTO DOS ANIMAIS À VENDA NO LEILÃO
  15. 15. 276touros PO com avaliação positiva Informações: (34) 3322 4647 | (34) 99261 4647 | (18) 3608 0999 www.nelorejandaia.com.br Apoio: Leiloeira: Transmissão: Avaliação: Assessoria: Patrocínio: A T É O L U C R O É P R E C O C E Realização: BARRA DO GARÇAS - MT 24DE JUNHO2017 SÁBADO . 13H L E I L Ã O Meio século deseleçãoacertada no pasto! Foto:JMMatos DESCONTO PROGRESSIVO NA COMPRA DE BATERIAS + FRETE FACILITADO CONDIÇÕES DE PAGAMENTO: 2+2+20 PARCELAS COMISSÃO DO COMPRADOR EM 4 PARCELAS

×