Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Apresentação saúde bucal palácio-23-09-11.ppt - alterado1

  • Login to see the comments

Apresentação saúde bucal palácio-23-09-11.ppt - alterado1

  1. 1. M elhorar a atenç ão à S aúde c om foc o no atendimento integ ral POLÍTICA ESTADUAL DE SAÚDE BUCAL Pernambuco - 2011 1ª R eunião de M onitoramento 2009 – 31/03/092° R eunião de M onitoramento – 22/02/2011
  2. 2. M elhorar a atenç ão à S aúde c om foc o no atendimento integ ral OBJETIVO GERAL Fortalecer o modelo de Redes de Atenção à Saúde, a partir da implantação e implementação de ações e serviços de Saúde Bucal que consolidem os princípios do SUS no Estado de Pernambuco. 1ª R eunião de M onitoramento 2009 – 31/03/092° R eunião de M onitoramento – 22/02/2011
  3. 3. M elhorar a atenç ão à S aúde c om foc o no atendimento integ ral RELEVÂNCIA • A alta prevalência da cárie dentária e suas conseqüências constituem um problema de Saúde Pública; • O alto de índice de perdas dentárias gera a necessidade de oferta de próteses dentárias para a população;   • O acúmulo histórico dos agravos em saúde bucal, em processo de resgate desde a implantação do Programa Brasil Sorridente, afeta diretamente vários aspectos da vida diária da população; • Há grande fragilidade nas linhas de cuidado para Saúde Bucal na Atenção Primária; • Os vazios assistenciais no Estado proporcionam dificuldade de acesso, pelos usuários, aos serviços públicos especializados gerando demanda reprimida. 1ª R eunião de M onitoramento 2009 – 31/03/092° R eunião de M onitoramento – 22/02/2011
  4. 4. M elhorar a atenç ão à S aúde c om foc o no atendimento integ ral DIRETRIZ Fortalecimento da Política de Saúde Bucal : -Inserir na Vigilância à Saúde o componente de Saúde Bucal; -Implantar a Fluoretação das águas para consumo humano; -Desenvolver ações de Promoção à Saúde para as famílias dos trabalhadores rurais cadastrados no Programa Chapéu de Palha; -Fortalecer o modelo de Rede de Atenção em Saúde Bucal, com implantação de urgências odontológicas e Laboratórios Regionais de Prótese Dentária (LRPD) no Estado de Pernambuco. 1ª R eunião de M onitoramento 2009 – 31/03/092° R eunião de M onitoramento – 22/02/2011
  5. 5. M elhorar a atenç ão à S aúde c om foc o no atendimento integ ral REDE DE ATENÇÃO SITUAÇÃO ATUAL PROPOSTAS/ NOVAS AÇÕES  ATENÇÃO PRIMÁRIA:  ATENÇÃO PRIMÁRIA: •EQUIPES DE SAÚDE BUCAL IMPLANTADAS: • FLUORETAÇÃO DAS ÁGUAS PARA CONSUMO 1.330 HUMANO NAS 12 GERES; • FORNECIMENTO DE KITS DE HIGIENE ORAL (ESCOVA E PASTA) PARA A POPULAÇÃO CADASTRADA NO PROGRAMA CHAPÉU DE  ATENÇÃO ESPECIALIZADA: PALHA NA ZONA CANAVIEIRA ( 53 MUNICÍPIOS) E • CEO MUNICIPAIS IMPLANTADOS: 42 FRUTICULTURA (7 MUNICÍPIOS) • CEO MUNICIPAIS EM IMPLANTAÇÃO: 21  ATENÇÃO ESPECIALIZADA • LRPD IMPLANTADOS:12 • IMPLANTAR 23 LRPD; • URGÊNCIAS ODONTOLÓGICAS:12 • IMPLANTAR 13 URGÊNCIAS ODONTOLÓGICAS CEO: Centro de Especialidades Odontológicas 1ª R eunião de M onitoramento 2009 – 31/03/092° R eunião de M onitoramento – 22/02/2011
  6. 6. M elhorar a atenç ão à S aúde c om foc o no atendimento integ ral Figura 1 - Distribuição das urgências odontológicas no Estado de Pernambuco X GERES II GERES XI GERES IV GERES I GERES IX GERES VII GERES III GERES VIII GERES VI GERES V GERES Urgências municipais I GERES: Cabo, Camaragibe , Ipojuca Jaboatão, Olinda, Recife; IV GERES: Caruaru, Pesqueira Urgências Estaduais I GERES: UPA- Olinda, Paulista, Curado e Engenho Velho; II, III, V, VI, VII, IX, X, XI GERES - HOSPITAIS REGIONAIS VIII GERES - UPAE 1ª R eunião de M onitoramento 2009 – 31/03/092° R eunião de M onitoramento – 22/02/2011
  7. 7. M elhorar a atenç ão à S aúde c om foc o no atendimento integ ral Figura 2 - Distribuição dos Laboratórios Regionais de Prótese Dentária (LRPD) no Estado de Pernambuco . LRPD MUNICIPAIS LRPD ESTADUAIS 1ª R eunião de M onitoramento 2009 – 31/03/092° R eunião de M onitoramento – 22/02/2011
  8. 8. M elhorar a atenç ão à S aúde c om foc o no atendimento integ ral PREVISÃO ORÇAMENTÁRIA PREVISÃO DE Nº DE ATEND. FINANCIAMENTO FINANCIAMENTO IMPLANTAÇÃO POPULAÇÃO BENEFICIÁRIA PRAZO MÊS FEDERAL R$ ESTADUAL 13 URGÊNCIAS Ago./2011 19.500 7.930.000,00 ODONTOLÓGICAS 8.813.860 ______ a Jun./2012 12 LRPD MUNICIPAIS 1.800 2.160.000,00 ____ PRÓTESES 6.169.702* 23 LRPD ESTADUAIS 3.450 PRÓTESES Nov./2011 ____ 4.140.000,00 a Out./2012 FLUORETAÇÃO DA ÁGUA 7.051.088** ______ 7.195.000,00**** Out./2013 1.435.000,00 CURSO TÉCNICO DE 120 SERVIDORES DO PRÓTESE ______ 1.700.030,00 189.000,00 Jun/2014 SUS KITS DE HIGIENE ORAL 38.100 ______ _____ (Chapéu de Palha) 1.800.000,00 Anual *70% da população encontra-se na faixa etária com necessidade de prótese, dentre os idosos, 38% necessitam de pelo menos em uma das arcadas dentárias- SB BRASIL 2010 **80% da população do Estado será beneficiada. M.S. custeia até 90% e Tesouro Estadual 10% da Implantação e 1º ano. *** Financiamento mensal, será incluído no Teto Financeiro de MAC, Portaria SAS/MS nº 211, de 13 de maio de 2011 de acordo com sua faixa de produção mês, repassados da seguinte forma:Entre 51 e 150 próteses/mês: R$ 15.000,00 mensais; **** Financiamento do 1º ano de Implantação ***** Curso destinado a 120 servidores do SUS de 35 municípios a serem contemplados com os 35 LRPD 1ª R eunião de M onitoramento 2009 – 31/03/092° R eunião de M onitoramento – 22/02/2011
  9. 9. M elhorar a atenç ão à S aúde c om foc o no atendimento integ ral PREVISÃO ORÇAMENTÁRIA ESTADUAL POPULAÇÃO IMPLANTAÇÃO 2011 2012 2013 2014 BENEFICIÁRIA 13 URGÊNCIAS ODONTOLÓGICAS 8.813.860 12 LRPD MUNICIPAIS 6.169.702 23 LRPD ESTADUAIS 884.000,00* 8.719.000,00** 9.330.000,00*** 9.165.000,00**** FLUORETAÇÃO DA ÁGUA 7.051.088 CURSO TÉCNICO DE 120 SERVIDORES DO PRÓTESE SUS KITS DE HIGIENE ORAL 38.100 (Chapéu de Palha) *4 UPAS e 3 Hosp. Regionais e Kits de higiene oral ** 13 Urgências, kits de higiene oral e curso técnico de prótese dentária *** 13 Urgências, kits de higiene oral e implantação Fuoretação **** 13 Urgências, kits de higiene oral e custeio Fluoretação 1ª R eunião de M onitoramento 2009 – 31/03/092° R eunião de M onitoramento – 22/02/2011
  10. 10. M elhorar a atenç ão à S aúde c om foc o no atendimento integ ral FLUORETAÇÃO DA ÁGUA PARA CONSUMO HUMANO FLUORETAÇÃO DA ÁGUA INCENTIVO MS VALOR GLOBAL CONTRAPARTIDA CUSTO ANUAL R$ R$ ESTADUAL R$ (10%) R$ (90%) TOTAL 7.995.000,00 7.195.000,00 800.000,00 635.000,00 1ª R eunião de M onitoramento 2009 – 31/03/092° R eunião de M onitoramento – 22/02/2011
  11. 11. M elhorar a atenç ão à S aúde c om foc o no atendimento integ ral MUNICÍPIOS SELECIONADOS COMO REFERÊNCIA PARA IMPLANTAÇÃO DE LRPD I GERES: Vitória de Santo Antão, Camaragibe, Itapissuma, Goiana, Olinda e Recife; II GERES: Carpina, Surubim, Vicência; III GERES: Água Preta, Catende, Sirinhaém; IV GERES: Bonito, Caruaru, Pesqueira; V GERES: Garanhuns; VI GERES: Petrolândia; VII GERES: Salgueiro; VIII GERES : Cabrobó e Petrolina; IX GERES: Ouricuri; X GERES: Afogados da Ingazeira; XI GERES: Serra Talhada 1ª R eunião de M onitoramento 2009 – 31/03/092° R eunião de M onitoramento – 22/02/2011
  12. 12. M elhorar a atenç ão à S aúde c om foc o no atendimento integ ral e Vi gil úd Atenção Primária ân Sa cia em Fluoretação em Fornecimento Sa cia de kits de das águas ESB úd ân higiene oral e gil Vi Hospitais Implantar Referência e Universitários Urgências contra - referência odontológicas Serviço de (UPA,UPAE, Qualificação referência para Hop. Regionais) fissurados lábio- profissional e ia palatais geração de ár e ci úd empregos r At Te Hospitais Re Sa en Estaduais: Buco- o gu çã çã em o Maxilo-Facial la Se en Implantar çã cu o At LRPD o nd çã em ár la ia gu Sa Re úd e 1ª R eunião de M onitoramento 2009 – 31/03/092° R eunião de M onitoramento – 22/02/2011
  13. 13. M elhorar a atenç ão à S aúde c om foc o no atendimento integ ral OBRIGADO! Secretaria Estadual de Saúde Coordenação de Saúde Bucal 1ª R eunião de M onitoramento 2009 – 31/03/092° R eunião de M onitoramento – 22/02/2011

×