Cidadãos responsáveis econsumidores conscientesdependem de informação                      (e não da falta dela)          ...
CONAR     Conselho Nacional de autorregulamentação publicitáriaO Conar reflete de formademocrática, ética e técnicaos anse...
www.conar.org.br                                                                        O Conar é o                       ...
CONAR     Conselho Nacional de autorregulamentação publicitáriaA publicidade brasileiraé uma atividade quetraz a ética em ...
www.conar.org.br                                                                          O Código e o                    ...
CONAR     Conselho Nacional de autorregulamentação publicitáriaO sistema mistode legislação eautorregulamentação provêa se...
www.conar.org.br                                                                        As pessoas                        ...
CONAR     Conselho Nacional de autorregulamentação publicitáriaA solução para a epidemiade obesidade infantil passapela fa...
www.conar.org.br                                                                         O Parlamento                     ...
CONAR     Conselho Nacional de autorregulamentação publicitáriaUma brevehistória do ConarO           Código Brasileiro de ...
www.conar.org.br                                                                       As decisões      Como funciona o Co...
CONAR      Conselho Nacional de autorregulamentação publicitáriaA íntegra da Seção 11 doCódigo Ético-PublicitárioArtigo 37...
www.conar.org.brd. obedecer a cuidados tais que evitem eventuais distorçõespsicológicas nos modelos publicitários e no púb...
CONAR          Conselho Nacional de autorregulamentação publicitáriaAs campanhas processadasVeja nesta e nas páginas segui...
www.conar.org.br“Dia das Crianças CA”                                                            “Fazenda do Shopping Cida...
CONAR         Conselho Nacional de autorregulamentação publicitária“Instrumentos musicais da Xuxa – Candide”              ...
www.conar.org.br“Sandália Moranguinho”                                                   “União de Lojas Leader – Fantásti...
CONAR          Conselho Nacional de autorregulamentação publicitária“Dia das Crianças 3x melhor – CA”                     ...
www.conar.org.br“Garagem S/A – É de arrepiar”                                                       “Shopping Praiamar”Rep...
CONAR         Conselho Nacional de autorregulamentação publicitária“Chokito – Vai um aí?”                                 ...
www.conar.org.br“Sky TV é isso”                                                              “Lap Top da Xuxa – Candide”Re...
CONAR         Conselho Nacional de autorregulamentação publicitária“Coca-Cola Zero”                                       ...
As normas eticas e a acao do conar na publicidade de produtos e servicos destinados a criancas e adolescentes
As normas eticas e a acao do conar na publicidade de produtos e servicos destinados a criancas e adolescentes
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

As normas eticas e a acao do conar na publicidade de produtos e servicos destinados a criancas e adolescentes

4,762 views

Published on

As normas eticas e a acao do conar na publicidade de produtos e servicos destinados a criancas e adolescentes

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
4,762
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
59
Actions
Shares
0
Downloads
32
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

As normas eticas e a acao do conar na publicidade de produtos e servicos destinados a criancas e adolescentes

  1. 1. Cidadãos responsáveis econsumidores conscientesdependem de informação (e não da falta dela) As normas éticas e a ação do Conar na publicidade de produtos e serviços destinados a crianças e adolescentes CONSELHO NACIONAL DE AUTORREGULAMENTAÇÃO PUBLICITÁRIA
  2. 2. CONAR Conselho Nacional de autorregulamentação publicitáriaO Conar reflete de formademocrática, ética e técnicaos anseios da sociedade emquestões que envolvam oconsumo e a publicidadeD esde 1978, a publicidade brasileira promove e e conformar-se às leis do país; deve, ainda, ser honesto e aplica, a partir dos princípios da autorregulamen­ verdadeiro”), seguem perfeitamente válidos para peças tação e por meio da ação do Conar, recomenda­ destinadas a crianças e adolescentes. Um bom exemplo é ções e parâmetros éticos para peças publicitárias o tratamento adotado pelo Código para a publicidade dede todos os tipos. Foi o Conar, antes que isso preocupasse bebidas alcoólicas, cuja principal preocupação é protegeras autoridades e a sociedade – e antes mesmo da pro­ menores de idade, posto que seu consumo por eles é proi­mulgação do Estatuto da Criança e do Adolescente –, o bido por lei federal desde os anos 1940.pioneiro no país na imposição de restrições a anúncios de O número de representações instauradas e julgadas pelocigarros, bebidas alcoólicas, bem como produtos e serviços Conar não pode ser considerado especialmente alto, emdestinados a crianças e adolescentes. meio a cerca de 2 mil processos levados ao Conselho de Em 2006, essas normas específicas, refletindo a preo­ Ética desde 1º de setembro de 2006, data da entrada emcupação da sociedade com o tema, passaram por uma vigor das novas normas, muito menos diante de talvez maiscompleta revisão. Desde então, o Brasil tem uma das mais de 500 mil peças publicitárias veiculadas nesse período,exigentes regras para publicidade dirigida a menores de numa projeção a partir de números do Ibope Monitor. Peloidade. contrário, diante de tais números emerge intocado o fato Divulgadas, o Conar tratou de aplicá-la com zelo redo­ de que a publicidade brasileira é ética de nascença, sendo obrado. Até maio de 2012, o Conar instaurou e julgou cerca respeito ao consumidor uma de suas características. Muitosde trezentos processos éticos enquadrados na Seção 11, acreditam ser essa a base da excepcional qualidade queespaço definido no Código Brasileiro de Autorregulamen­ projeta a atividade até no exterior, colocando a publicidadetação Publicitária para tratar da publicidade de produtos e brasileira entre as melhores, mais eficientes e premiadasserviços destinados a crianças e adolescentes, ou em outras do mundo.partes do Código. Afinal, seus demais dispositivos, a co­ Outra forma de comprovar esse DNA ético da publicidademeçar pelo artigo 1º (“Todo anúncio deve ser respeitador é estudar os dados do Sistema Nacional de Informações deEm meio a cerca de 140 mil reclamações de consumidores aos Procons de todo o país em doze2
  3. 3. www.conar.org.br O Conar é o pioneiro no país na imposição de restrições a anúncios de todos os tipos, inclusive aqueles de produtos e serviços destinados a crianças e adolescentes 2.053 Defesa do Consumidor, Sindec, do Ministério da Justiça. Se­ gundo esse indicador, em meio a cerca de 140 mil reclama­ ções de consumidores aos Procons de todo o país em doze meses, menos de 1,5% diz respeito à publicidade. Tão baixo é esse índice que o Sindec sequer o detalha, misturando Total de casos abertos pelo reclamações contra peças publicitárias veiculadas àquelas, Conar entre 1/9/2006 e por exemplo, sobre eventuais informações distorcidas for­ 31/5/2012 necidas pelos vendedores aos clientes nos pontos de venda. 298 As representações julgadas pelo Conar – tanto as de pro­ dutos e serviços para menores de idade quanto as demais – podem ser vistas em nosso Boletim de decisões do Conse­ lho de Ética e no site. A coleção de decisões, além de histo­ Casos abertos envolvendo riar a ação da autorregulamentação publicitária a serviço da publicidade de produtos sociedade, expressa a disposição permanente do Conar em e serviços para crianças e refletir da melhor maneira possível, com espírito verdadei­ adolescentes ramente democrático, os anseios da sociedade nessa e em outras questões que envolvam o consumo e a publicidade. Expressa também a nossa disposição de defender a liberda­ de de expressão comercial e a relevância socioeconômica da publicidade para a sociedade contemporânea, porque o Conar acredita que cidadãos responsáveis e consumidores 186 Processos terminaram conscientes dependem da informação e que a falta dela com penalização do prejudica-lhes a autonomia e a liberdade de escolha. anunciante e sua agênciameses, menos de 1,5% diz respeito à publicidade 3
  4. 4. CONAR Conselho Nacional de autorregulamentação publicitáriaA publicidade brasileiraé uma atividade quetraz a ética em seu DNAD e quem é a responsabilidade pela educação de dessa atividade, sendo ela a principal base de financiamen­ crianças e adolescentes? Durante muito tempo to da extraordinária aceleração das comunicações no país. não havia outra resposta possível: a responsabi­ Numa hipótese otimista, cerca de 12 milhões de brasileiros lidade cabia aos pais e, complementarmente, aos recebiam o sinal de TV aberta em suas casas nos anos 1970professores, só a eles. Aos poderes públicos reservava-se (segundo dados do IBGE, havia, em 1970, 4,2 milhões deum distante papel de tutor dos desassistidos e, eventual­ domicílios com TV no Brasil, um índice de penetração demente, repressor, confinando menores infratores. 24%). Hoje, são atingidos mais de 187 milhões de brasilei­ Felizmente, esse entendimento geral mudou. A sociedade ros, os domicílios com TV no país passam de 55 milhões, combrasileira e mundial viu crescer nas últimas décadas uma ex­ um índice de penetração do meio de 97%, segundo dadostraordinária preocupação com a formação e o bem-estar de do Instituto Marplan. Números igualmente extraordinárioscrianças e adolescentes. Nada mais justificado, nada mais valem para todos os demais meios de comunicação.louvável. O futuro encerra múltiplos e decisivos desafios Os publicitários perceberam a relevância da atividade jápara a humanidade, que só poderão ser vencidos se nossos nos anos 1950, quando cunharam um código de condutajovens receberem educação formal e social para tanto. profissional, incorporado, em 1965, à legislação que rege a Essa visão se enraizou pela sociedade e chegou a pratica­ publicidade. Estava lançada a semente que veio germinar emmente todas as atividades humanas. Numerosas empresas 1978, com a publicação do Código Brasileiro de Autorregula­de todos os portes e setores abraçaram a causa da infância mentação Publicitária que, por sua vez, deu origem ao Conar,e da educação, enquanto milhões de pessoas passaram a Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária.desenvolver trabalhos voluntários direcionados à proteção e O Código e o Conar dotaram a publicidade de um instru­à formação de menores, carentes ou não. mento prático, simples e rápido para interagir com a socieda­ A publicidade não poderia ficar indiferente a tal mobiliza­ de, respeitando-a e ouvindo-a a um só tempo, já que definiu-ção. Afinal, multiplicou-se nas últimas décadas a relevância se ali um canal de comunicação altamente eficiente para queAs reformas ao Código se dão após um processo de amadurecimento e discussão com numerosos4
  5. 5. www.conar.org.br O Código e o Conar dotaram a publicidade de um instrumento prático, simples e rápido para interagir com a sociedade, respeitando-a e ouvindo-a a um só tempo 106 qualquer pessoa pudesse manifestar sua opinião e eventual desagrado com o conteúdo da mensagem publicitária. Com o Conar, um único consumidor pode alterar ou mesmo deter a maior campanha publicitária em exibição. Uma queixa, ainda que manuscrita e lavrada em termos humildes, pode confron­ Casos abertos pelo tar um investimento de milhões de reais. Conar envolveram apelo O segredo de compartilhar tanto poder com o consumidor imperativo de consumo sem paralisar e oprimir a atividade está no teor do Código 94 Ético-Publicitário, que soube detalhar restrições sem asfixiar a natural e desejável criatividade dos profissionais do setor e, talvez, o mais importante: ter a capacidade de se renovar permanentemente. Nos últimos dez anos, o Código Brasilei­ Destes casos foram abertos ro de Autorregulamentação Publicitária passou por quatro por iniciativa própria reformas marcantes, envolvendo publicidade de bebidas al­ 83 coólicas; alimentos, produtos e serviços destinados a crian­ ças e adolescentes e sustentabilidade. Essas reformas se deram após um processo de amadure­ cimento e discussão de cada tema com numerosos interlo­ cutores, inclusive autoridades e os elos do mercado publici­ Casos terminaram com tário. Definidas, as normas entram em vigor já em consenso penalização para o com o mercado e sem nenhum ônus para o governo, em anunciante e sua agência todas as suas instâncias.interlocutores, inclusive autoridades e todos os elos do mercado publicitário 5
  6. 6. CONAR Conselho Nacional de autorregulamentação publicitáriaO sistema mistode legislação eautorregulamentação provêa segurança queconvém ao consumidorC onvicção número um do Conar: as leis vigentes velocidade e a qualidade do consumo caem drasticamente, no Brasil mais a autorregulamentação garantem bem como os índices de crescimento da economia. integralmente o consumidor contra eventuais A motivação do Conar em defesa da publicidade livre e abusos da publicidade. Nunca é demais lembrar ética apenas sublinha a necessidade absoluta de sintoniaque o Código de Defesa do Consumidor prevê a pena de entre o Código Brasileiro de Autorregulamentação Publici­prisão para o anunciante que levar o consumidor a engano. tária e os anseios da sociedade. E isso nos leva às normas Outra forte convicção do Conar: a publicidade é importan­ éticas para proteger crianças e adolescentes.te para o progresso da sociedade. Numerosos estudos com­provam a força da publicidade como motor de mercados, UM AMPLO DEBATE COM A SOCIEDADEde qualidade de vida, de crescimento material e humano. Em 19 de abril de 2004 instalou-se um grupo de trabalhoAs pessoas consomem melhor com informação. O processo envolvendo as entidades fundadoras do Conar – ABA, Abap,de consumo começa, normalmente, nos meios de comunica­ Abert, Aner, ANJ e Central de Outdoor – com apoio técnicoção, com a oferta de novidades, vantagens, especificações, de associações setoriais. As demandas de autoridades, orga­preços, descontos, parcelamentos, brindes etc., que geram nizações, imprensa etc. foram levantadas e mediadas com asfacilidades, comodidades, conforto, segurança etc. Publicida­ entidades representativas de indústria, comércio e prestado­de é sinônimo de concorrência, e concorrência é garantia de res de serviços voltados para crianças e adolescentes. Instân­melhores condições para o consumidor. Sem a publicidade, a cias governamentais e não governamentais participaram dasA publicidade é importante para o progresso da sociedade. Numerosos estudos comprovamde crescimento material e humano.6
  7. 7. www.conar.org.br As pessoas consomem melhor com informação. O processo de consumo começa, normalmente, nos meios de comunicação 24 discussões, da mesma forma que representantes do Conar estiveram presentes a diversas audiências públicas, seminá­ rios e debates. Um vigoroso mapeamento das experiências internacionais na matéria ajudou a definir rumos e soluções. Assim, em 1º de setembro de 2006 entraram em vigor Casos abertos pelo Conar novas normas éticas que atualizaram a Seção 11 do Código envolveram consumo Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária e seu Anexo responsável H, que trata da publicidade de alimentos e bebidas não al­ 15 coólicas. Para bebidas alcoólicas, o Conar já havia produzido novas normas em 2003, que foram aperfeiçoadas em 2008, também visando prioritariamente a proteção do público me­ nor de idade. Destes casos foram abertos mediante queixa de consumidor 14 Casos terminaram com penalização para o anunciante e sua agênciaa força da publicidade como motor de mercados, de qualidade de vida, 7
  8. 8. CONAR Conselho Nacional de autorregulamentação publicitáriaA solução para a epidemiade obesidade infantil passapela família, educação –e também pelaautorregulamentaçãoA vançam as discussões sobre os impactos da epi­ clara que banir a publicidade não é solução para nada. Em demia de obesidade que afeta o mundo, atin­ 2004, quase 25 anos depois de adotada a proibição da pu­ gindo indiscriminadamente jovens, adultos e blicidade, os índices de obesidade infantil são praticamente crianças. Cada vez mais, as origens múltiplas e idênticos aos das demais províncias do país, como atestadoentrecruzadas deste gravíssimo problema são mapeadas pela autoridade sanitária local. Pior: os indicadores de so­e entendidas. Cristaliza-se a conclusão de que se trata de brepeso e obesidade registrados em crianças de Quebec sãoproblema complexo com origem em múltiplos fatores. O superiores aos observados na província da vizinha Alberta,estudo inglês Foresight Report, por exemplo, aponta mais onde a publicidade não sofreu restrições. Estudo em profun­de cem fatores que influenciam direta ou indiretamente a didade da experiência de Quebec, promovido pelo Journalquestão, sendo a publicidade apenas um deles. of Marketing Research, mostra que o banimento da publi­ No entanto, para muitos, anúncios de alimentos e refrige­ cidade teria inibido o consumo diário de menos de quatrorantes tornaram-se vilões que precisam ser banidos com a calorias por criança – o equivalente a trinta segundos demaior brevidade possível e sem maiores discussões, como se caminhada – em relação às demais regiões do país.essa medida fosse capaz de acabar com a obesidade. Esta Certamente influenciados pela falta de resultados da ex­tese não está prosperando. Apenas dois países no mundo periência de Quebec, autoridades da Europa e dos Estados– Suécia e Noruega – impuseram limitações legais à publi­ Unidos reafirmaram recentemente o propósito de evitar le­cidade de produtos e serviços dirigidos a crianças e adoles­ gislação restritiva para a publicidade do gênero, optando porcentes. Também a província de Quebec, no Canadá, baniu a reforçar as instâncias da educação e da autoridade da famí­publicidade do gênero. Ou seja, apenas 0,32% da popula­ lia, complementados por mecanismos de autorregulamen­ção da Terra é, hoje, privada de acessar informações publi­ tação associados às plataformas de cooperação voluntáriacitárias sobre alimentos e refrigerantes. Em contrapartida, a dos anunciantes, os chamados pledges, já adotados pelasChina, depois de discutir longamente a questão, adotou a principais empresas do setor e postos em prática em váriosautorregulamentação para a publicidade. países, inclusive no Brasil. Os resultados observados em Quebec mostram de forma É essa a posição mais recente do Parlamento europeu,Nos Estados Unidos, o Congresso acolheu recomendação de comissão formada por agências8
  9. 9. www.conar.org.br O Parlamento europeu rejeitou formalmente a proibição de publicidade para crianças em outubro de 2011 e de novo em abril de 2012 86 que rejeitou formalmente a proibição de publicidade para crianças em outubro de 2011 e de novo em abril de 2012. No âmbito do governo europeu, o comissário de Saúde e Proteção ao Consumidor declarou, em março, que restrições não são necessárias, na medida em que a indústria está Casos abertos pelo Conar comprometida com a publicidade responsável. envolveram denúncia de Nos Estados Unidos, há dois grupos trabalhando sobre o comportamento perigoso tema. O da Casa Branca, liderado pela primeira-dama Mi­ ou deseducativo chelle Obama, vem discutindo a questão com as empresas 67 de alimentos e mídia, buscando soluções de consenso. Já o Congresso acolheu recomendação de uma comissão forma­ da por representantes de quatro agências governamentais – Center of Disease Control and Prevention, Federal Trade Destes casos foram Comission, Food and Drug Administration e Department of abertos mediante queixa Agriculture –, que considerou desnecessárias leis contra a de consumidor publicidade. A Organização Mundial da Saúde, por sua vez, não emitiu diretiva propondo o banimento da publicidade de alimentos e refrigerantes ou de restrições a ela como política pública, preferindo propor recomendações gerais a serem adotadas pelos seus Estados-membros, frisando a necessidade de 44 Casos terminaram com uma abordagem multidisciplinar. A posição atual da OMS penalização para o é no sentido de mobilizar todos os inúmeros agentes com anunciante e sua agência influência para a solução do problema.governamentais, que considerou desnecessárias leis contra a publicidade 9
  10. 10. CONAR Conselho Nacional de autorregulamentação publicitáriaUma brevehistória do ConarO Código Brasileiro de Autorregulamentação Pu­ blicitária e o Conar nasceram de uma ameaça O Conar foi fundado pelas entidades à atividade: no final dos anos 1970, o governo representativas do mercado publicitário: federal pensava em sancionar uma lei criando • ABA - Associação Brasileira de Anunciantesuma espécie de censura prévia à propaganda. Diante des­sa ameaça, uma resposta inspirada: autorregulamentação, • ABAP - Associação Brasileira de Agências de Propagandasintetizada num Código, que teria o propósito de zelar pela • ABERT -Associação Brasileira de Emissoras de Rádio eliberdade de expressão comercial e defender os interesses Televisãodas partes envolvidas no mercado publicitário, inclusive os • ANER - Associação Nacional de Editores de Revistasdo consumidor. A ideia foi um sucesso. Num espaço de poucos meses, • ANJ - Associação Nacional de Jornaisanunciantes, agências e veículos subordinaram seus interes­ • Central de Outdoorses comerciais e criativos ao Código, solenemente entroni­zado durante o III Congresso Brasileiro de Propaganda, em Aderiram ao Conar:1978. Nunca mais o abandonariam. • ABTA - Associação Brasileira de Televisão por Assinatura Logo em seguida era fundado o Conar, uma ONG encar­regada de fazer valer o Código. Desde então, já foram ins­ • IAB Brasil - Interactive Advertising Bureautaurados quase 8 mil processos éticos e foi promovido um • ENEEC - ederação Nacional das Empresas F Fsem-número de reuniões de conciliações entre associados Exibidoras Cinematográficasem conflito. As decisões do Conar nunca foram desrespeita­das. Nas raras vezes em que foram questionadas na Justiça,o Conar saiu-se vitorioso.O Conar é capaz de adotar medida liminar de sustação no intervalo de algumas horas a partir10
  11. 11. www.conar.org.br As decisões Como funciona o Conar do Conar O Conar tem sede em São Paulo, conta com cerca de nunca foram vinte funcionários que trabalham em período integral e é mantido pela contribuição das cerca de quatrocentas em­ desrespeitadas. presas a ele associadas. Nas raras vezes em que foram Os preceitos que definem a ética publicitária são: questionadas na • todo anúncio deve ser honesto e verdadeiro, bem como respeitar as leis do país; Justiça, o Conar • deve ser preparado com o devido senso de saiu-se vitorioso responsabilidade social; • deve ter presente a responsabilidade da cadeia de produção junto ao consumidor; • deve respeitar o princípio da leal concorrência; • deve respeitar a atividade publicitária. São atendidas denúncias de consumidores, autoridades, empresas associadas ou formuladas pela própria diretoria. Feita a denúncia, o Conselho de Ética do Conar – o órgão soberano na fiscalização, julgamento e deliberação no que se relaciona à obediência e cumprimento do Código – se reúne e delibera, garantindo amplo direito de defesa ao anunciante 76 Casos abertos pelo Conar e sua agência. Se a denúncia tiver procedência, o Conar reco­ envolveram os demais menda aos veículos que seja suspensa a exibição da peça ou questionamentos previstos sugere correções. Pode ainda advertir anunciante e agência. na Seção 11 do Código O Conselho de Ética está dividido em oito Câmaras, se­ diadas em São Paulo, Rio, Brasília, Porto Alegre e Recife, e é formado por 180 conselheiros, entre representantes da so­ ciedade civil – pessoas que se destacaram na defesa do con­ sumidor ou no estudo das relações de consumo – e publici­ 45 Destes casos foram tários. Todos trabalham para o Conar em regime voluntário. abertos mediante queixa de consumidor O Conar não exerce em nenhuma hipótese censura prévia. Anúncios que porventura contenham infração flagrante ao Código têm sua sustação recomendada de forma liminar aos veículos de comunicação. O Conar é capaz de adotar medida liminar de sustação no intervalo de algumas horas a partir do momento em que toma conhecimento da denúncia. 39 Casos terminaram com penalização para o anunciante e sua agênciado momento em que toma conhecimento da denúncia 11
  12. 12. CONAR Conselho Nacional de autorregulamentação publicitáriaA íntegra da Seção 11 doCódigo Ético-PublicitárioArtigo 37 – Os esforços de pais, educadores, autoridades e f. empregar crianças e adolescentes como modelos parada comunidade devem encontrar na publicidade fator coadju­ vocalizar apelo direto, recomendação ou sugestão de usovante na formação de cidadãos responsáveis e consumidores ou consumo, admitida, entretanto, a participação deles nasconscientes. Diante de tal perspectiva, nenhum anúncio dirigirá demonstrações pertinentes de serviço ou produto;apelo imperativo de consumo diretamente à criança. E mais: g. utilizar formato jornalístico, a fim de evitar que anúncio1 – Os anúncios deverão refletir cuidados especiais em rela­ seja confundido com notícia;ção a segurança e às boas maneiras e, ainda, abster-se de: h. apregoar que produto destinado ao consumo por criançasa. desmerecer valores sociais positivos, tais como, entre ou­ e adolescentes contenha características peculiares que, natros, amizade, urbanidade, honestidade, justiça, generosida­ verdade, são encontradas em todos os similares;de e respeito a pessoas, animais e ao meio ambiente; i. utilizar situações de pressão psicológica ou violência queb. provocar deliberadamente qualquer tipo de discrimina­ sejam capazes de infundir medo.ção, em particular daqueles que, por qualquer motivo, não 2 - Quando os produtos forem destinados ao consumo porsejam consumidores do produto; crianças e adolescentes, seus anúncios deverão:c. associar crianças e adolescentes a situações incompatí­ a. procurar contribuir para o desenvolvimento positivo dasveis com sua condição, sejam elas ilegais, perigosas ou so­ relações entre pais e filhos, alunos e professores, e demaiscialmente condenáveis; relacionamentos que envolvam o público-alvo;d. impor a noção de que o consumo do produto proporcione b. respeitar a dignidade, ingenuidade, credulidade, inexperi­superioridade ou, na sua falta, a inferioridade; ência e o sentimento de lealdade do público-alvo;e. provocar situações de constrangimento aos pais ou res­ c. dar atenção especial às características psicológicas do pú­ponsáveis, ou molestar terceiros, com o propósito de impin­ blico-alvo, presumida sua menor capacidade de discernimento;gir o consumo;Conheça a íntegra do Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária no site do Conar12
  13. 13. www.conar.org.brd. obedecer a cuidados tais que evitem eventuais distorçõespsicológicas nos modelos publicitários e no público-alvo;e. abster-se de estimular comportamentos socialmente con­denáveis.Parágrafo 1ºCrianças e adolescentes não deverão figurar como modelospublicitários em anúncio que promova o consumo de quais­quer bens e serviços incompatíveis com sua condição, taiscomo armas de fogo, bebidas alcoólicas, cigarros, fogos deartifício e loterias, e todos os demais igualmente afetadospor restrição legal.Parágrafo 2ºO planejamento de mídia dos anúncios de produtos de quetrata o inciso 2 levará em conta que crianças e adolescentestêm sua atenção especialmente despertada para eles. Assim,tais anúncios refletirão as restrições técnica e eticamente re­comendáveis e adotar-se-á a interpretação a mais restritivapara todas as normas aqui dispostas.Nota: Nesta Seção adotaram-se os parâmetros definidosno art. 2º do Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº8.069/90): “Considera-se criança, para os efeitos desta Lei,a pessoa até doze anos de idade”. 13
  14. 14. CONAR Conselho Nacional de autorregulamentação publicitáriaAs campanhas processadasVeja nesta e nas páginas seguintes, a relação completa de processos abertos peloConar entre 1º de setembro de 2006 e 31 de maio de 2012, envolvendo campanhase peças publicitárias que, de alguma maneira, envolvem publicidade voltada a ouque tangenciam crianças e adolescentes. Para uma descrição detalhada de cada umdesses processos, visite o site do Conar: www.conar.org.br.USO ANTIÉTICO DAS FERRAMENTAS “Cacau Show – Chocobichos” Representação nº 244/11, julgada em dezembro de 2011PUBLICITÁRIAS Anunciante e agência: Cacau Show e In RioAPELO IMPERATIVO DE CONSUMO “Calesita” Representação nº 006/09, julgada em abril de 2009“A hora mais divertida do dia tem sempre Ana Maria” Anunciante: Calesita Indústria de BrinquedosRepresentação nº 433/08, julgada em fevereiro de 2009Anunciante: Grupo Bimbo “Candide Indústria e Comércio – Battle Machines” Representação nº 002/10, julgada em maio de 2010“Ades Nutrikids” Anunciante: Candide Indústria e ComércioRepresentação nº 266/09, em recurso extraordinário, julgada em junho de 2010Anunciante: Unilever Brasil “Casa Vídeo – Vem brincar com a gente” Representação nº 289/09, julgada em novembro de 2009“Beach Park” Anunciante: Lojas Casa VídeoRepresentação nº 006/10, julgada em março de 2010Anunciante e agência: Beach Park Hotéis e Turismo e Verve Comunicação “Casas Pernambucanas – Hoje eu quero a loja inteira” Representação nº 109/09, julgada em julho de 2009“Betakids” Anunciante e agência: Casas Pernambucanas e Lew’LaraRepresentação nº 14/08, julgada em março de 2008Anunciante: Laticínios Betânia “Chocolate Baton Garoto – Acampamento” Representação n° 206/06, julgada em outubro de 2006“Big Quiz Chaves” Anunciante e agência: Chocolates Garoto e W/BrasilRepresentação nº 052/09, julgada em março de 2009Anunciante: SBT “Colecione Playmobil” Representação nº 350/08, julgada em março de 2009“Biotônico Fontoura – Mamãe, eu quero Biotônico” Anunciante: Sunny BrinquedosRepresentação n° 233/06, julgada em novembro de 2006Anunciante: DM Indústria Farmacêutica “Danoninho Ice” Representação nº 290/09, julgada em março de 2010“Bob’s – Trikids” Anunciante e agência: Danone e Young RubicamRepresentação nº 345/08, julgada em março de 2009Anunciante: Bob´s “Delazari Entretenimentos – Cia do Lazer” Representação nº 069/10, julgada em maio de 2010“Boneco Titanium – Brincando com você” Anunciante: Delazari EntretenimentosRepresentação nº 212/07, em recurso ordinário, julgada em novembro de 2007Anunciante: Vipeplas Brinquedos “Delícia – É mais que bom” Representação nº 267/07, julgada em dezembro de 2007“Brinca Mundi Parque Infantil” Anunciante e agência: Bunge Brasil e Lew Lara PropagandaRepresentação nº 025/10, julgada em março de 2010Anunciante e agência: MF Silva e Comunix Comunicação “Depois de tomar Mini Schin, a brincadeira continua. Junte as garrafinhas e jogue boliche com os amigos”“Brinquedos Rosita – Piratas do Caribe” Representação nº 332/09, julgada em maio de 2010Representação nº 173/07, julgada em setembro de 2007 Anunciante e agência: Primo Schincariol e Lew LaraAnunciante e agência: Brinquedos Rosita e Frevo Filmes14
  15. 15. www.conar.org.br“Dia das Crianças CA” “Fazenda do Shopping Cidade”Representação nº 252/09, julgada em novembro de 2009 Representação nº 241/08, julgada em setembro de 2008Anunciante: CA Modas Anunciante e agência: Cityshop e Elétrica“Dia das Crianças Riachuelo 2011” “Férias Turma da Mônica no Playcenter”Representação nº 219/11, julgada em outubro de 2011 Representação nº 163/11, julgada em setembro de 2011Anunciante: Lojas Riachuelo Anunciante: Playcenter“Dia das Crianças Riachuelo” “Ferrero do Brasil – Nutella Shrek”Representação nº 298/10, julgada em março de 2011 Representação nº 195/10, julgada em setembro de 2010Anunciante: Lojas Riachuelo Anunciante: Ferrero do Brasil“Dia dos Fuzarkas Renner” “Filhote Mania – DTC”Representação nº 278/09, julgada em dezembro de 2009 Representação nº 099/10, julgada em julho de 2010Anunciante: Lojas Renner Anunciante: DTC Trading Company“Dia dos Fuzarkas Renner” “Filhotes Mania – DTC”Representação nº 295/10, em recurso ordinário, julgada em maio de 2011 Representação nº 099/10, julgada em maio de 2010Anunciante: Lojas Renner Anunciante: DTC Trading“Dia dos Pais Esplanada Shopping” “Giraffas – Gira pintura”Representação nº 298/08, julgada em dezembro de 2008 Representação nº 240/11, julgada em maio de 2012Anunciante e agência: Associação dos Lojistas do Esplanada Shopping Center e CA Anunciante: Lanchonetes GiraffasComunicação “Glossy Girls by Vulteen”“Dolly Guaraná” Representação nº 334/09, julgada em maio de 2010Representação nº 343/09, julgada em outubro de 2010 Anunciante: Vult Comércio de CosméticosAnunciante: Dettal Part Participações, Importação, Exportação e Comércio “Grendene – Nova Sandália da Barbie”“Dr. Oetker – Promoção Zoobremesas” Representação nº 340/09, julgada em março de 2010Representação nº 402/08, julgada em maio de 2009 Anunciante: Grendene SobralAnunciante: Dr. Oetker Brasil “Grow Jogos e Brinquedos – Quero Super Trunfo”“DTC Trading Company – Amigos fedorentos” Representação nº 131/10, em recurso ordinário, julgada em setembro de 2010Representação nº 133/10, julgada em julho de 2010 Autora: Conar, por iniciativa própriaAnunciante: DTC Trading Company “Hasbro – Furreal Friends”“Esposende. Sapato + presente, emoção em dobro” Representação nº 003/10, julgada em março de 2010Representação nº 381/08, julgada em dezembro de 2008 Anunciante: Hasbro BrasilAnunciante: Esposende Calçados “Hasbro Brasil – Simon Trickster”“Estrela – Flower Surprise” Representação nº 284/09, julgada em maio de 2010Representação nº 241/11, julgada em março de 2012 Anunciante: HasbroAnunciante: Manufatura de Brinquedos Estrela “Havaianas – Princesa”“Estrela – Promoção Comprou, ganhou” Representação nº 304/11, julgada em março de 2012Representação nº 196/09, julgada em setembro de 2009 Anunciante e agência: São Paulo Alpargatas e AlmapBBDOAnunciante: Manufatura de Brinquedos Estrela “Homeplay brincando com vocꔓEstrelitas” Representação nº 010/08, julgada em março de 2008Representação nº 140/09, em recurso ordinário, julgada em novembro de 2009 Anunciante: Vipeplas Brinquedos e UtilidadesAnunciante: Nestlé “Hopi Hari – Alice no País das Maravilhas”“Eu quero um quarto com a minha cara” Representação nº 005/10, julgada em março de 2010Representação nº 035/08, em recurso ordinário, julgada em agosto de 2008 Anunciante e agência: Hopi Hari e NBSAnunciante: Editora Escala “Horton e o Mundo dos Quem! Peça já o seu...”“Experimente Mabelokos. O biscoito sem gordura trans mais gostoso do Representação nº 368/08, julgada em novembro de 2008planeta” Anunciante: Fox FilmRepresentação nº 300/08, julgada em setembro de 2008Anunciante: Cipa “Hot Wheels – Hot Cards” Representação nº 360/08, em recurso ordinário, julgada em maio de 2009“Extraordinário mundo Joy” Anunciante: Mattel do BrasilRepresentação nº 025/12, julgada em abril de 2012Anunciante: Grupo Morena Rosa – Joy 15
  16. 16. CONAR Conselho Nacional de autorregulamentação publicitária“Instrumentos musicais da Xuxa – Candide” “Nestlé – Galera animal”Representação nº 268/09, julgada em novembro de 2009 Representação nº 358/10, julgada em maio de 2011Anunciante: Candide Indústria e Comércio Anunciante e agência: Nestlé e W/McCann“International Shopping” “Nickelodeon Brasil – Atenção galera” e “Nickelodeon Brasil – envie aRepresentação nº 342/09, julgada em maio de 2010 palavra Bob”Anunciante: Internacional Guarulhos Shopping Center Representações nº 029/09 e 030/09, julgadas em março de 2009 Anunciante: Nickelodeon Brasil“Kamen Rider Dragon Knight – Long Jump”Representação nº 317/09, em recurso ordinário, julgada em maio de 2010 “Novo Polenguinho Super – Com sabor de diversão”Anunciante e agência: Long Jump e Frevo Representação n° 204/06, julgada em outubro de 2006 Anunciante e agência: Grupo Polenghi e Famiglia Publicidade“Kidy + brinquedo = presentão de Dia das Crianças”Representação nº 366/08, julgada em dezembro de 2008 “Novos Bolinhos Bauducco”Anunciante: Kidy Birigui Representação nº 242/11, em recurso ordinário, julgada em maio de 2012 Anunciante e agência: Pandurata e AlmapBBDO“Kidy. 100% saúde”Representação nº 303/08, julgada em novembro de 2008 “O mundo da Xuxa”Anunciante: Kidy Birigui Calçados Representação nº 297/08, julgada em setembro de 2008 Anunciante: Xuxa Promoções e Produções Artísticas“Klin”Representação nº 201/09, julgada em novembro de 2009 “Papatenis do Guga”Anunciante: Klin Produtos Infantis Representação nº 260/09, julgada em dezembro de 2009 Anunciante: Grendene Sobral“Leve a turminha para sua festa”Representação nº 301/08, julgada em novembro de 2008 “Princesas – Grendene”Anunciante e agência: Cromus Embalagens e Mauricio de Sousa Produções Representação nº 254/09, julgada em dezembro de 2009 Anunciante: Grendene Sobral“Mais diversão na hora do lanche”Representação nº 236/10, em recurso ordinário, julgada em março de 2011 “Promoção Amigo Genial Chamyto”Anunciantes: Porcelana Panger e Maurício de Sousa Produções Representação nº 141/09, julgada em julho de 2009 Anunciante: Nestlé“Mattel – Mega Feirinha Hot”Representação nº 026/09, julgada em março de 2009 “Promoção Bubbaloo Futebol Clube”Anunciante: Mattel do Brasil Representação nº 161/10, julgada em setembro de 2010 Anunciante e agência: Cadbury Brasil e WMcCann“Mc Lanche Feliz – Avatar”Representação nº 337/09, julgada em junho de 2010 “Promoção Mickey Mania”Anunciante e agência: McDonald’s e Taterka Representação nº 372/08, julgada em setembro de 2009 Anunciante: The Walt Disney Company (Brasil)“Milium – Natal 2012”Representação nº 004/12, julgada em abril de 2012 “Queremos Tip-Top”Anunciante e agência: Comercial de Ferragens Milium e Onewg Multicomunicação Representação nº 319/11, julgada em maio de 2012 Anunciante: TDB Textil David Bobrow“Mini Chef Sorveteira”Representação nº 251/11, julgada em março de 2012 “Rádio e Televisão Bandeirantes – Envie Kids para 48069”Anunciante: Long Jump Representação nº 117/10, julgada em setembro de 2010 Anunciante: Rádio e Televisão Bandeirantes“Mochila Hot Wheels”Representação nº 035/09, julgada em julho de 2009 “Ri Happy – Orgulho de brincar”Anunciante: Sestini Mercantil Representação nº 145/10, julgada em setembro de 2010 Anunciante: Ri Happy Brinquedos“Mundo Irado Pernambucanas”Representação nº 229/09, julgada em novembro de 2011 “Ri Happy – Relógio do Solzinho”Anunciante e agência: Casas Pernambucanas e J. Walter Thompson Representação nº 305/11, julgada em março de 2012 Anunciante: Ri Happy“Natal divertido Backyardigans no Raposo Shopping”Representação nº 308/11, julgada em março de 2012 “Rubik´s é a nova sensação do momento”Anunciante e agência:Raposo Shopping e Confraria Visuale Representação nº 050/08, julgada em julho de 2008 Anunciante: Bungee Brasil“Natal do Shopping Metrô Tatuapé”Representação nº 436/08, julgada em julho de 2009 “Sandália Hello Kitty – Grendene”Anunciante: Shopping Metrô Tatuapé Representação nº 253/09, julgada em dezembro de 2009 Anunciante: Grendene Sobral16
  17. 17. www.conar.org.br“Sandália Moranguinho” “União de Lojas Leader – Fantástico mundo da criança”Representação nº 330/07, julgada em abril de 2008 Representação nº 281/09, julgada em novembro de 2009Autor: Grupo de consumidores (Instituto Alana) Anunciante: União de Lojas Leader“Sapo Xulé” “Universal Music – CD A Casa Amarela”Representação nº 037/09, julgada em março de 2009 Representação nº 374/08, julgada em abril de 2009Anunciante: Total Spin Brasil Serviços de Telecomunicações Anunciante e agência: Universal Music e Complô Produções“SBT – Rebeka – Carrossel animado” “Vaidosa – Cotiplás Brinquedos”Representação nº 288/09, julgada em maio de 2010 Representação nº 259/09, julgada em março de 2010Anunciante: SBT Anunciante: Cotiplás“Shopping Metrô Tatuapé e Turner – ... E não perca a promoção mochilas “Vídeo Game WI Vision”Cartoon...” Representação nº 066/08, julgada em maio de 2008Representação nº 434/08, julgada em março de 2009 Anunciante: EletrologAnunciantes: Shopping Metrô Tatuapé e Turner International “Volta às aulas com seus ídolos Le Postiche”“Sorvete Mágico – By Kids Conthey” Representação nº 034/10, julgada em julho de 2010Representação nº 279/09, julgada em dezembro de 2009 Anunciante e agência: Le Postiche Indústria e Comércio e Fabra Quinteiro TSMAnunciante: Conthey MERCHANDISING“Spuleta – Biscoito tão gostoso quanto uma boa aventura”Representação nº 255/09, julgada em maio de 2010 “Danoninho”Anunciante: Dunga Produtos Alimentícios Representação nº 337/08, em recurso ordinário, julgada em dezembro de 2008 Anunciante: Danone“Star Desenhos Animados – O grilo feliz”Representação nº 027/09, julgada em março de 2009 “Mc Donald’s – Naruto”Anunciante: Start Desenhos Animados Representação nº 097/10, julgada em junho de 2010 Anunciante: McDonald’s“Sunny Brinquedos – Neopets”Representação nº 007/09, julgada em maio de 2009 “Merchandising Selvagem – Programa Pânico na TV”Anunciante: Sunny Brinquedos Representação nº 134/10, julgada em setembro de 2010 Anunciante: Ind. e Com. de Bebidas Rodrigues e Silva“Super Trunfo – Eu quero todos”Representação nº 301/10, julgada em maio de 2011 “Papinhas Nestlé”Anunciante: Grow Representação nº 409/08, julgada em março de 2009 Anunciante: Nestlé“Tem coisas que você vai ter só quando for adulto...”Representação nº 200/11, julgada em setembro de 2011 “Pepsico e Turner International – Toddynho”Anunciante e agência: Estrela e DM9DDB Representação nº 431/08, julgada em março de 2009 Anunciantes: Pepsico e Turner International“Tem Mega-Gogo’s no Giraffas”Representação nº 098/10, julgada em maio de 2010 “Skol”Anunciante: Giraffas Representação nº 036/09, em recurso ordinário, julgada em maio de 2009 Anunciante: MTV Brasil e AmBev“Tim, Nokia e McCann-Erickson – Nokia High School Music”Representação nº 028/09, julgada em março de 2009Anunciante e agência: Tim Celular e McCann-Erickson CONSUMO RESPONSÁVEL E HÁBITOS SAUDÁVEIS“Total Spin Brasil – Baby Tunes”Representação nº 046/09, julgada em março de 2009 “Activia – Criança pode”Anunciante: Total Spin Brasil Serviços de Telecomunicações Representação nº 144/11, julgada em julho de 2011 Anunciante e agência: Danone e YoungRubicam“Trick Nick, roupa como criança imagina”Representação nº 285/09, julgada em dezembro de 2009 “Café Pilão”Anunciante: Rovitex Representação nº 189/10, julgada em setembro de 2010 Anunciante e agência: Sara Lee Cafés do Brasil e AlmapBBDO“Turner International – Enviando Alien – CN”Representação nº 231/09, julgada em junho de 2010 “Candide – Xuxa”Anunciante: Turner International (Cartoon Network) Representação nº 327/07, julgada em março de 2008 Anunciante: Candide Indústrias“Turner International – Mande Mac ou Blu – CN”Representação nº 232/09, julgada em março de 2010 “Danoninho – Opinião do pediatra”Anunciante: Turner International (Cartoon Network) Representação nº 236/07, em recurso ordinário, julgadas em setembro 2007 e fev. 2008 Anunciante e agência: Danone e Young Rubicam 17
  18. 18. CONAR Conselho Nacional de autorregulamentação publicitária“Dia das Crianças 3x melhor – CA” “Sustagen Kids – Fortalece a saúde de seu filho”Representação nº 010/11, julgada em julho de 2011 Representação nº 259/07, julgada em novembro de 2007Anunciante: CA Modas Anunciante e agência: Bristol Myers Squibb e F/Nazca“Dolly Verão 2011” “Tilibra – Na lábia”Representação nº 040/11, julgada em maio de 2011 Representação nº 136/07, julgada em julho de 2007Anunciante: Dettal Anunciante e agência: Tilibra e Talent“Enviando desafio – CN Celular” “Turner International do Brasil (Cartoon Network) – Envie nojo paraRepresentação nº 206/09, julgada em novembro de 2009 77888 – CN”Anunciante: Turner International do Brasil (Cartoon Network) Representação nº 230/09, julgada em dezembro de 2009 Anunciante: Turner International (Cartoon Network)“Enviando mix para 77888 – CN”Representação nº 233/09, julgada em novembro de 2009 “VR Medical Importadora e Distribuidora de Produtos Médicos – Pointts –Anunciante: Turner International do Brasil (Cartoon Network) Sistema de eliminação de verrugas” Representação nº 120/10, julgada em setembro de 2010“Hot Wheels – Desafio” Anunciantes: VR Medical Importadora e Distribuidora de Produtos Médicos (Pointts)Representação nº 118/11, julgada em setembro de 2011Anunciante e agência: Mattel e Age RESPONSABILIDADE SOCIAL“Kellogg – Sucrilhos prepare-se para ser fera”Representação nº 156/09, julgada em setembro de 2009 COMPORTAMENTO PERIGOSOAnunciante: Kellogg do Brasil “Brinque com fogo. Burn Energy Drink”“Kyly – Vai querer o quê?” Representação nº 347/10, julgada em maio de 2011Representação n° 257/06, julgada em dezembro de 2006 Anunciante: RecofarmaAnunciante e agência: Malhas Kyly e Rái Assessoria e Comunicação “Burger King – A gente faz do seu jeito”“Mande Toon para 49218” Representação nº 346/08, julgada em abril de 2009Representação nº 234/09, julgada em novembro de 2009 Anunciante: Burger KingAnunciante: Turner International (Cartoon Network) “Cartoon Network – Meninas Super Poderosas”“Ministério da Agricultura – O incrível café” Representação nº 088/09, julgada em maio de 2009Representação nº 372/10, em recurso ordinário, julgada em outubro de 2011 Anunciante: Turner InternationalAnunciante e agência: Ministério da Agricultura e SLA Propaganda “Chegou Blopens”“Nescau Nutri Júnior” Representação nº 009/08, julgada em maio de 2008Representação nº 299/08, julgada em julho de 2009 Anunciante: Grow Jogos e BrinquedosAnunciante: Nestlé “Claro – A vida na sua mão”“PB Kids – Natal” Representação nº 057/08, em recurso ordinário, julgada em setembro de 2008Representação nº 318/11, julgada em maior de 2012 Anunciante e agência: Claro e AlmapBBDOAnunciante: PBK Kids Brinquedos “Claro – V3 Black”“Playphone – Envie” Representação n° 194/06, julgada em novembro de 2006Representação nº 203/09, julgada em novembro de 2009 Anunciante e agência: Claro Empresas e F/NazcaAnunciante: Playphone “Dia dos Fuzarkas Renner”“Primo Schincariol – Toda família tem: um moleque muito folgado” Representação nº 349/08, em recurso ordinário, julgada em fevereiro de 2009Representação nº 408/08, em recurso ordinário, julgada em agosto de 2009 Anunciante: Lojas RennerAnunciante: Schincariol “Diesel – Live Fast (Bebê)”“Promoção é hora de Shrek” Representação nº 274/08, em recurso ordinário, julgada em setembro de 2010Representação nº 205/07, em recurso extraordinário, julgada em junho de 2008 Anunciante: DieselAnunciante: Pandurata Alimentos “Fnac Kids”“Salgadinhos Cheetos” Representação nº 245/11, julgada em novembro de 2011Representação nº 250/11, julgada em novembro de 2011 Anunciante: Fnac BrasilAnunciante: Pepsico do Brasil “Freegells Love Cats”“Sanchez Cano Ltda – Balas Fini” Representação nº 176/07, julgada em novembro de 2007Representação nº 196/10, julgada em setembro de 2010 Anunciante: RiclanAnunciante: Sánchez Cano (Balas Fini)18
  19. 19. www.conar.org.br“Garagem S/A – É de arrepiar” “Shopping Praiamar”Representação nº 279/10, julgada em setembro de 2011 Representação nº 329/09, julgada em maio de 2010Anunciante: Candide Anunciante: Condomínio Shopping Center Praiamar“Glade – Pedrinho” “Skol – Tubarão”Representação nº 122/07, em recurso ordinário, julgada em julho e agosto de 2007 Representação nº 183/11 e nº 184/11, julgada em novembro de 2011Anunciante e agência: Ceras Johnson e Giovanni FCB Anunciante e agência: Ambev e F/Nazca SS“Grendene – Óculos e papete do Homem-Aranha” “Skol – Um por todos e todos por uma”Representação n° 256/06, em recurso ordinário, julgada em nov. de 2006 e março de Representação nº 070/11, julgada em maio de 20112007 Anunciantes e agência: Ambev e CBB e F/NazcaAnunciante e agência: Grendene Sobral e W/Brasil “Sky. TV é poder interagir”“Hot Wheels” Representação nº 365/08, julgada em dezembro de 2008Representação Nº 275/08, julgada em setembro de 2008 Anunciante e agência: Sky Brasil e Giovanni FCBAnunciante: Mattel do Brasil “Supermercado Condor”“Justiça Eleitoral – Abelha” Representação nº 012/11, julgada em abril de 2010Representação nº 320/08, julgada em novembro de 2008 Anunciante e agência: Supermercado Condor e CCZ ComunicaçãoAnunciante e Agência: Tribunal Superior Eleitoral e W/Brasil “Tang – Preparou, bebeu, faz”“Longe – Panettone Bauducco” Representação nº 318/09, julgada em março de 2010Representação nº 309/11, julgada em maio de 2012 Anunciante e agência: Kraft Foods Brasil e OgilvyAnunciante e agência: Pandurata Alimentos e AlmapBBDO “Telefônica – Muito inteligente”“Mês das tintas Telha Norte” Representação nº 095/11, julgada em julho de 2011Representação nº 136/10, julgada em novembro de 2010 Anunciante e agência: Telefônica e DM9DDBAnunciante e agência: Telha Norte e DM9DDB“Motorola U6” COMPORTAMENTO DESEDUCATIVORepresentação nº 062/07, julgada em maio de 2007Anunciante e agência: Motorola e Ogilvy Brasil “A gente faz o que quer” Representação nº 077/08, julgada em junho de 2008“Nescau – Qual é o seu limite?” Anunciante: Cartoon NetworkRepresentação nº 104/11, julgada em julho de 2011Anunciante: Nestlé “Ades Nutri Kids – As escolhas de Marina: primeiro dia de aula” Representação nº 162/09, em recurso ordinário, julgada em março de 2010“Nova bala mastigável Halls” Anunciante e agência: Unilever Brasil e New ContentRepresentação nº 294/06, julgada em março de 2007Anunciante e agência: Cadbury Adams Brasil e J. Walter Thompson “Banco Itaú – Feito para você” Representação nº 307/07, julgada em abril de 2008“Novo Uno – Bebê” Anunciante e agência: Banco Itaú e DM9DDBRepresentação nº 177/10, em recurso ordinário, julgada em maio de 2011Anunciante e agência: Fiat e Leo Burnett “Bis Avelã” Representação nº 248/09, julgada em novembro de 2009“Papete do Homem Aranha” Anunciante e agência: Kraft Foods e Ogilvy MatherRepresentação nº 244/07, julgada em setembro de 2007Anunciante e agência: Grendene e W/Brasil “Cadernos Tilibra” Representação nº 012/08, julgada em maio de 2008“Para um amanhã mais saudável, Yakult hoje” Anunciante: TilibraRepresentação nº 074/11, julgada em novembro de 2011Anunciante e agência: Yakult e GP 7 “CBL – Cola maluca” Representação nº 160/10, julgada em setembro de 2010“S.O.S. Mata Atlântica” Anunciante e agência: Cola Maluca e Adyel Figueiredo MaiaRepresentação nº 038/08, julgada em julho de 2008Anunciante: Fundação S.O.S. Mata Atlântica “Chamyto – Nestlé” Representação nº 045/12, julgada em maio de 2012“Sandero, o Renault que você não esperava” Anunciante e agência: Nestlé e Giovanni+DraftFCBRepresentação nº 084/08, julgada em maio de 2008Anunciante e agência: Renault e Neogama BBH “Chocolate Bis – Sala de aula” Representação nº 189/07, julgada em setembro de 2007“SBP Automático” Anunciante e agência: KraftRepresentação nº 327/09, em recurso ordinário, julgada em julho de 2010Anunciante: Reckitt Benckiser 19
  20. 20. CONAR Conselho Nacional de autorregulamentação publicitária“Chokito – Vai um aí?” “Net – Todo mundo está saindo da Sibéria”Representação n° 234/06, julgada em novembro de 2006 Representação nº 067/09, em recurso extraordinário, julgada em outubro de 2010Anunciante e agência: Nestlé e J. Thompson Anunciante: Net Serviços de Comunicação“Diário Popular – Biblioteca Larousse” “Novo Dove Men Care”Representação nº 285/07, julgada em novembro de 2007 Representação nº 184/10, julgada em novembro de 2010Anunciante: Diário de São Paulo Anunciante: Unilever Brasil“Ecosport – Bichinhos” “Novo Fiat Punto”Representação nº 159/07, julgada em novembro de 2007 Representação nº 222/10, julgada em outubro de 2010Anunciante e agência: Ford e J. Walter Thompson Anunciante e agência: Fiat Automóveis e Leo Burnett“Família – Sadia” “Omo multiação tanquinho”Representação nº 292/09, julgada em março de 2010 Representação nº 127/10, julgada em setembro de 2010Anunciante e agência: Sadia e DPZ Anunciante e agência: Unilever Brasil e Neogama BBH“Ford – Viva o novo” “Pode falar de boca cheia: Mortadela é Marba”Representação nº 072/08, julgada em julho de 2008 Representação n° 213/06, julgada em outubro de 2006Anunciante e agência: Ford e J. Walter Thompson Anunciante: Frigorífero Marba“Globo.com – Big Brother Brasil 10” “Quem não assina SKY por R$ 69,90 é muito pamonha”Representação nº 027/10, julgada em março de 2010 Representação nº 029/10, em recurso ordinário, julgada em julho de 2010Anunciante: Globo.com Anunciante e agência: Sky Brasil e Giovanni FCB“Gulliver – Incrível Hulk” “Reckitt Benckinser – Mortein Rodox, a força que protege”Representação nº 426/08, julgada em agosto de 2009 Representação nº 424/08, julgada em março de 2009Anunciante: Gulliver Anunciante: Reckitt Benckiser“Havaianas – Avó” “Reckitt Benckiser – Repelex Kids”Representação nº 238/09, julgada em novembro de 2009 Representação nº 030/10, julgada em maio de 2010Anunciante e agência: São Paulo Alpargatas e AlmapBBDO Anunciante: Reckitt Benckiser“Itaú – A todos vocês, muito obrigado” “Red Bull – Chapeuzinho Vermelho”Representação nº 324/10, julgada em março de 2011 Representação nº 101/10, julgada em maio de 2010Anunciante e agência: Banco Itaú e África Anunciante: Red Bull“Itaú Personalité – Lambari” “Renault – Depois do Stepway, ladeira é drop. E outros carros são flat”Representação n° 152/06, julgada em setembro de 2006 Representação nº 115/10, julgada em setembro de 2010Anunciante e agência: Banco Itaú e DPZ Anunciante e agência: Renault do Brasil e Neogama“Leader – Já é Dia das Mães” “Roma Tático Blindado”Representação nº 129/07, julgada em julho de 2007 Representação nº 247/10, julgada em novembro de 2010Anunciante e agência: União de Lojas Leader e Matos Grey Comunicação Anunciante: Roma Jensen Comércio e Indústria“Mattel – Pista Hot Wheels – Vai encarar?” “Sadia, a vida com S é mais gostosa”Representação nº 439/08, julgada em março de 2009 Representação nº 202/09, julgada em novembro de 2009Anunciante: Mattel do Brasil Anunciante: Sadia“Mega Shot” “Samsung – Por acaso está escrito na minha testa?”Representação nº 427/08, julgada em março de 2009 Representação nº 132/07, julgada em julho de 2007Anunciante e agência: New Toys e Trade Editoração Anunciante e agência: Samsung Brasil e J. Walter Thompson“Nem a pau, Juvenal” “Seda Teens”Representação nº 189/08 Representação nº 045/08, julgada em maio de 2008Anunciante e agência: Sadia e DPZ Anunciante: Unilever Brasil“Nerf – Hasbro” “Skol – Pagando mico”Representação nº 290/10, julgada em novembro de 2010 Representação nº 311/09, julgada em março de 2010Anunciante: Hasbro Brasil Anunciante e agência: AmBev e F/Nazca SS“Nerf – Hasbro” “Sky – Abaixo-assinado”Representação nº 313/10, julgada em novembro de 2010 Representação n° 174/06, julgada em setembro de 2006Anunciante: Hasbro Brasil Anunciante e agência: Sky e Neogama20
  21. 21. www.conar.org.br“Sky TV é isso” “Lap Top da Xuxa – Candide”Representação nº 075/08, julgada em julho de 2008 Representação nº 357/10, julgada em março de 2011Anunciante: Sky Brasil Anunciantes: Candide“Space Cross – VW” “Mattel – Polly Pocket”Representação nº 222/11, julgada em novembro de 2011 Representação nº 162/08, julgada em setembro de 2008Anunciante e agência: VW e Almap/BBDO Anunciante: Mattel do Brasil“Sprite Zero – As coisas são como elas são II” “McDonalds – McBacon Junior”Representação nº 108/07, julgada em junho de 2007 Representação nº 044/07, julgada em maio de 2007Anunciante e agência: Coca-Cola Indústrias e McCann Erickson Publicidade Anunciante e agência: McDonalds e Taterka Comunicações“Sucos Camp – Vaso” e “Sucos Camp – Boletim” “Mundo do Sítio na TV”Representação nº 179/07, julgada em novembro de 2007 Representação nº 182/11, julgada em novembro de 2011Anunciante: General Brands do Brasil Anunciante: Editora Globo“Tortuguita” “Playarte Kids – Peça agora mesmo para o papai e para a mamãe”Representação nº 242/08, em recurso ordinário, julgada em julho de 2009 Representação nº 423/08, julgada em março de 2009Anunciante: Arcor do Brasil Anunciante: Playarte Pictures“Trakinas, o ovo de Páscoa que é a minha cara” “Purina Dog Chow – Incrível para a vida”Representação nº 065/08, julgada em maio de 2008 Representação nº 171/07, em recurso ordinário, julgada em novembro de 2007Anunciante e agência: Kraft Foods e Giovanni, FCB Anunciante: Nestlé – Divisão Purina“Turner International – Você também pode jogar com o seu celular. “Samsung Celular Beat Mix – Princesa”CN Celular” Representação nº 316/10, em recurso ordinário, julgada em março de 2011Representação nº 319/09, julgada em março de 2010 Anunciante: SamsungAnunciante: Turner International (Cartoon Network) PRECONCEITO“Unilever – Família Bernardinho”Representação nº 276/07, julgada em novembro de 2007 “CD da Whitney Houston – Som Livre”Anunciante e agência: Unilever e Ogilvy Representação nº 024/08, julgada em maio de 2008 Anunciante: Som Livre“Vanish Poder O2 com até 10 x mais oxigênio”Representação nº 194/10, julgada em agosto de 2010 “Toda família tem refrigerante Schin – Primo”Anunciante: Reckitt Benckiser Brasil Representação nº 326/08, julgada em março de 2009 Anunciante e agência: Primo Schincariol e Lew Lara“Vanish Poder O2”Representação nº 117/09, em recurso ordinário, julgada em setembro de 2009Anunciante e agência: Reckitt Benckiser e Euro RSCG Brasil RESPEITABILIDADE“Vírgula – Baixa Hits” “Blaupunkt – The advantage in your car”Representação nº 343/08, julgada em maio de 2009 Representação n° 225/06, julgada em dezembro de 2006Anunciante: Vírgula Anunciante: Blaupunkt – Robert Bosch“Vivo – Conexão como nenhuma outra”Representação nº 019/10, julgada em maio de 2010 “Boate Parthenon – Night club show” Representação nº 244/09, julgada em novembro de 2009Anunciante: Vivo Anunciante: Boate Parthenon“Xixi no banho – S.O.S. Mata Atlântica” “Bubballoo – É sempre uma charada”Representação nº 048/10, julgada em julho de 2010 Representação n° 241/06, julgada em dezembro de 2006Anunciante: Fundação S.O.S. Mata Atlântica Anunciante e agência: Adams Brasil e J. Walter ThompsonESTÍMULO AO CONSUMISMO “Burger King. Indecente de tão gostoso” Representação nº 161/08, julgada em março de 2009“Casa Pio – Vamos para Casa Pio” Anunciante: Burger KingRepresentação nº 380/08, julgada em abril de 2009Anunciante: Casa Pio Calçados “Campanha Sol – É ponto” Representação nº 181/07, julgada em setembro de 2007“Grendene – Xuxa – Cuidar da natureza” Anunciante e agência: Cervejarias Kaiser Brasil e Fischer AméricaRepresentação nº 330/09, em recurso ordinário, julgada em julho de 2010Anunciante: Grendene “Claro – Fale quantas vezes quiser” Representação nº 179/09, em recurso ordinário, julgada em dezembro de 2009 Anunciante e agência: Claro Empresas e F/Nazca SS 21
  22. 22. CONAR Conselho Nacional de autorregulamentação publicitária“Coca-Cola Zero” “Red Bull – Banco”Representação nº 130/07, em recurso extraordinário, julgada em setembro e dezembro Representação nº 190/11, julgada em setembro de 2011de 2007 Anunciante: Red BullAnunciante: Coca-Cola “Red Bull – Menino”“Desodorante Axe – Salvo pelo twist” Representação nº 128/09, julgada em julho de 2009Representação nº 088/10, julgada em novembro de 2010 Anunciante e agência: Red Bull e LoduccaAnunciante: Unilever Brasil “Red Bull – Praia de nudismo”“Giraffas” Representação nº 130/09, julgada em setembro de 2009Representação nº 004/09, julgada em abril de 2009 Anunciante e agência: Red Bull e LoduccaAnunciante e agência: Lanchonete Giraffas e DPZ “Renault Symbol”“Guaraná Kuat” Representação nº 171/09, julgada em setembro de 2009Representação n° 165/06, julgada em setembro de 2006 Anunciante e agência: Renault e NeogamaAnunciante: Coca-Cola “Revista Capricho – Não precisa explicar. A gente se entende”“GVT – Acorda tio” Representação nº 228/06, julgada em maio de 2007Representação nº 016/12, julgada em maio de 2012 Anunciante: Editora AbrilAnunciante e agência: GVT e Loducca “Sergio K”“Havaianas Kids – Kaiky Brito” Representação nº 062/11, julgado em junho de 2011Representação n° 247/06, julgada em novembro de 2006 Anunciante: SLKS Comércio de Artigos de ModaAnunciante e agência: São Paulo Alpargatas e Almap/BBDO “Sprite – As coisas são como são”“Hyundai Santa Fé – A nova geração chegou” Representação nº 059/07, em recurso ordinário, julgada em maio e julho de 2007Representação nº 144/07, julgada em setembro de 2007 Anunciante e agência: Coca-Cola e McCann-EricksonAnunciante e agência: Hyundai e Z+ “Tjnet – Dança do créu”“Ketchup Hellman’s – Tarados por Ketchup” Representação nº 342/08, julgada em novembro de 2008Representação n° 243/06, julgada em dezembro de 2006 Anunciante e agência: Arvato Móbile e Binder ComunicaçãoAnunciante e agência: Unilever e Ogilvy Brasil“Kuat – Mãe do amigo” “Toddy – Chocolates do mundo”Representação nº 294/10, julgada em novembro de 2010 Representação nº 064/09, em recurso ordinário, julgada em setembro de 2009Anunciante: Coca-Cola Anunciante: Pepsico“Lojas Renner – Dia dos Namorados. Presentes cheios de segundas “Trident Rio-nudista”intenções” Representação nº 103/11, julgada em julho de 2011Representação nº 167/10, julgada em agosto de 2010 Anunciante e agência: Kraft Foods e J. Walter ThompsonAnunciante: Lojas Renner “Trifil Infantil”“Marisol – Use e se lambuze” Representação nº 157/07, julgada em julho de 2007Representação nº 144/08, em recurso ordinário, julgada em setembro de 2008 Anunciante: Scalina – TrifilAnunciante: Marisol “Verão Bala Gang”“Os cafajestes – Uma comédia musical” Representação nº 290/07, julgada em maio de 2008Representação nº 344/08, julgada em novembro de 2008 Anunciante: Gang Comércio de VestuárioAnunciante: Teatro das Artes“Palmolive – Sua beleza começa na pele” CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM PUBLICIDADERepresentação nº 093/08, julgada em junho de 2008Anunciante e agência: Colgate-Palmolive e YR Propaganda PARA ADULTOS“Pânico Energy Drink – É ligação direta” USO DE ELEMENTOS DO UNIVERSO INFANTILRepresentação nº 080/10, julgada em julho de 2010Anunciante: Alternativa Comércio de Bebidas e Alimentos “Bic Mangá” Representação nº 313/07, julgada em abril de 2008“Prazer começa com Prudence” Anunciante: Bic BrasilRepresentação nº 047/10, julgada em maio de 2010Anunciante: DKT do Brasil “Birinight 6.0” Representação nº 295/06, julgada em março de 2007“Protex Própolis” Anunciante: Indústria e Comércio de Bebidas ImperialRepresentação nº 175/08, julgada em setembro de 2008Anunciante: Colgate-Palmolive22

×