O impacto das Redes Sociais nos negócios

2,574 views

Published on

Apresentação realização na semana de Administração da Faculdade Salesiano e na IPEM (USP).

Published in: Business

O impacto das Redes Sociais nos negócios

  1. 2. AGENDA <ul><li>Redes Sociais; </li></ul><ul><li>Internet no Brasil; </li></ul><ul><li>Por que devo prestar atenção nisto?; </li></ul><ul><li>As empresas caem na rede; </li></ul><ul><li>Oportunidades e ameaças; </li></ul><ul><li>Fique atento; </li></ul><ul><li>Lições. </li></ul>
  2. 3. Os meios de comunicação social é &quot;um termo guarda-chuva que define as diversas atividades que integram interação tecnológica, social e da construção de palavras, imagens, vídeos e áudio”. O conceito de Mídias Sociais (social media) precede a Internet e as ferramentas tecnológicas - ainda que o termo não fosse utilizado. Trata-se da produção de conteúdos de forma descentralizada e sem o controle editorial de grande grupos. Significa a produção de muitos para muitos. REDES SOCIAIS – SOCIAL MEDIA http://pt.wikipedia.org § http://www.wikipedia.org
  3. 4. POR QUE DEVO PRESTAR ATENÇÃO NISTO?
  4. 7. Quanto tempo o usuário fica conectado? Brasil Reino Unido França 24 horas 25 horas 27 horas 48 min Fonte: IBOPE Nielsen On line O PAÍS ESTÁ CONECTADO
  5. 8. <ul><li>1 em cada 4 minutos na web é dedicado à redes sociais e blogs; </li></ul><ul><li>200 milhões pessoas usam aplicativos OpenSocial todo mês; </li></ul><ul><ul><li>49% possuem Perfil no Orkut </li></ul></ul><ul><ul><li>32% se relacionam por comunidades no Orkut </li></ul></ul><ul><li>15% por salas de bate papo; </li></ul><ul><li>53% utilizam e-mail; </li></ul><ul><li>52% MSN. </li></ul>Fonte: Nielsen Netratings – fev/2009 – Internautas Residenciais Google Comscore O PAÍS ESTÁ CONECTADO
  6. 9. POR QUE A REDE SOCIAL ESTÁ DEMOCRATIZANDO NEGÓCIOS?
  7. 11. &quot;Este modelo permite entender como nossa economia está mudando de um mercado de massas a um mercado de nichos“. Chris Anderson CAUDA LONGA
  8. 12. Catálogo de 4.500 CDs por loja. Venda mínima por CD nas estantes: 100.000 unidades por ano. Catálogo de 8.000.000 de músicas. A CAUDA LONGA E A INDÚSTRIA DA MÚSICA
  9. 13. Democratização da Produção Democratização da Distribuição Conexão entre oferta e demanda AS TRÊS FORÇAS DA CAUDA LONGA
  10. 14. Um “hit” por 10 dólares DEMOCRATIZAÇÃO DA PRODUÇÃO
  11. 15. Sucesso de vendas no iTunes 37.300.000 de visualizações no YouTube
  12. 16. Na era da digitalização (Tudo o que é escrito, falado, ouvido e visto está virando bit )
  13. 17. Na era da digitalização (Tudo o que é escrito, falado, ouvido e visto está virando público )
  14. 18. A internet de tudo, de todos.
  15. 19. “ Agora é o povo que está no controle. ” Rupert Murdoch, Global Media Entrepreneur.
  16. 20. 2002 - DISPONIBILIDADE
  17. 21. 2005 - PRODUÇÃO
  18. 22. 2007 - COLABORAÇÃO
  19. 23. IDENTIDADE ON-LINE
  20. 24. EU MOSTRO
  21. 25. EU ME RELACIONO
  22. 26. EU TRABALHO
  23. 27. EU CONVERSO
  24. 28. EU FALO EU OPINO
  25. 29. MUDANÇA DE PARADIGMA Monólogo Diálogo Interruptivo Permissivo Intrusivo Relevante Padrão Personalizado Repetição Engajamento
  26. 30. A/B 20 – 35 anos AS Estilo de vida MUDANÇA DE PARADIGMA
  27. 31. E AS EMPRESAS?
  28. 32. JÁ ESTÃO NA REDE MESMO SEM QUERER.
  29. 33. E AS EMPRESAS? <ul><li>98% conhecem o conceito de Redes Sociais; </li></ul><ul><li>58% utilizam Redes Sociais no ambiente corporativo; </li></ul><ul><li>89% pretendem usar para os negócios; </li></ul><ul><li>74% pretendem usar em menos de 1 ano; </li></ul><ul><li>96% tem interesse com conhecer mais sobre o tema; </li></ul><ul><li>77% acreditam que as ferramentas podem ser úteis para o negócio. </li></ul>Fonte: Pesquisa YouDb e NTT (COPPE/UFRJ) Julho de 2009
  30. 34. FAÇA DISTO OPORTUNIDADES
  31. 35. RELACIONAMENTO <ul><li>É importante saber sobre o que estão dizendo sobre você na internet; </li></ul><ul><li>Fale de forma impessoal e personalizada; </li></ul><ul><li>Uma vez inserido em um grupo, mantenha uma atividade constante. </li></ul>
  32. 38. ATENDIMENTO AO CLIENTE <ul><li>Fale e saiba ouvir; </li></ul><ul><li>Atenda bem – sempre; </li></ul><ul><li>Ofereça canais de atendimento múltiplos ao seu cliente. </li></ul>
  33. 40. ATENDIMENTO AO CLIENTE
  34. 41. ATENDIMENTO AO CLIENTE
  35. 42. ADQUIRA NOVOS CLIENTES <ul><li>Deixe as pessoas interagirem com você; </li></ul><ul><li>Saiba com quem está falando; </li></ul><ul><li>Encante quem quer falar com você. </li></ul>
  36. 44. FIDELIZE <ul><li>Esteja perto; </li></ul><ul><li>Importe-se com seu cliente; </li></ul><ul><li>Personalize – fale diretamente com ele. </li></ul>
  37. 46. COLABORAÇÃO <ul><li>Forneça meios e ferramentas para quem tem interesse; </li></ul><ul><li>Deixe que mudem sua mensagem; </li></ul><ul><li>Você não é dono do que coloca para o público. </li></ul>
  38. 47. COLABORAÇÃO
  39. 48. 195.000 pessoas 10.264 idéias para proteger o planeta COLABORAÇÃO
  40. 49. NETWORKING <ul><li>Junte pessoas interessadas em você; </li></ul><ul><li>Faça discussões saudáveis e de interesse da comunidade; </li></ul><ul><li>Diferentes públicos exigem diferentes diálogos. </li></ul>
  41. 50. http://www.drimio.com.br DRIMIO Interação com temas e marcas interage por afinidade e contribui com conteúdo e opinião.
  42. 51. http://getsatisfaction.com GET SATISFACION Suporte sobre seu produto; Feedbacks;
  43. 52. <ul><li>CUCAS </li></ul><ul><li>Site Roche Brasil; </li></ul><ul><li>Dicas sobre prevenção a acne; </li></ul><ul><li>Voltado para o público adolescente; </li></ul><ul><li>Encontre um dermatologista. </li></ul>http://www.cucas.com.br
  44. 53. ENGAJE <ul><li>Diga algo importante relevante promova argumentos de acordo com o que deseja; </li></ul><ul><li>Não invente. As pessoas já sabem quem você é; </li></ul><ul><li>Vá além do digital o meio on-line. </li></ul>
  45. 54. <ul><li>Summit On The Summit </li></ul><ul><li>Mostrar que mais de 1 bilhão de pessoas não tem acesso à água potável; </li></ul><ul><li>Oferecer um #tripstreaming de pessoas desafiadas a escalarem o Monte Kilimanjaro; </li></ul><ul><li>Influenciadores globais discutirão o problema e as soluções para a crise da água; </li></ul><ul><li>Convocar a participação da audiência com apoio e doações; </li></ul><ul><li>O site terá 6 mil metros de altura. </li></ul>http://www.summitonthesummit.com/
  46. 55. CUIDADO!
  47. 56. CLARO <ul><li>42 fotos tagueadas; </li></ul><ul><li>42 comentários no blog; </li></ul><ul><li>Mais de 600 retwittes; </li></ul><ul><li>Problema resolvido em menos de 24 horas. </li></ul>
  48. 57. Mas o assunto não acabou...
  49. 58. SADIA A sua empresa faz uma ação de conteúdo gerado pelo consumidor. Tudo redondinho, como esta ação do HotPocket da Sadia: hotsite bonito, integrado com Youtube, proposta (“ O que você faz enquanto espera o seu HotPocket ficar pronto? ”) que agrega para o posicionamento jovem-prático do produto e os prêmios são: Nintendo Wii + iPod Vídeo. http://www.blogdeguerilha.com.br
  50. 60. Se você fosse o gerente de produto do HotPocket, você: ( ) Eliminava o vídeo do Rafael no ato. O concurso é meu: não sabe brincar, não brinca, “seu mala que quer aparecer”. ( ) Mandava o vídeo-feedback do Rafael para um focus group, com cópia para a área de desenvolvimento de produto e a pergunta: “o que podemos fazer para melhorar esta percepção?”. Chamaríamos o Rafael para uma reunião para entender a sua insatisfação e demonstrar o produto. Ele sairia da reunião repleto de brindes Sadia e receberia uma carta depois agradecendo pelo feedback. ( ) Mandava o vídeo do Rafael para o Jurídico com cópia para a área de RP pedindo uma orientação de como proceder para tirar o vídeo do ar e processar o Youtube. ( ) Deixava o vídeo do Rafael participar do concurso, uma vez que não tem nada que impeça no regulamento (*) e se o conteúdo é para ser gerado pelo consumidor, eu tenho que aguentar as consequencias e isto, talvez, passe simpatia para a marca. ( ) Tirava o concurso do ar por força maior. Dava um Wii para todos que enviaram vídeos. Demitia quem trouxe a proposta. ( ) Não faria nada. O vídeo do Rafael foi produzido pela agência de guerrilha para gerar buzz entre blogs.
  51. 61. Se você fosse o gerente de produto do HotPocket, você: ( ) Eliminava o vídeo do Rafael no ato. O concurso é meu: não sabe brincar, não brinca, “seu mala que quer aparecer”. ( ) Mandava o vídeo-feedback do Rafael para um focus group, com cópia para a área de desenvolvimento de produto e a pergunta: “o que podemos fazer para melhorar esta percepção?”. Chamaríamos o Rafael para uma reunião para entender a sua insatisfação e demonstrar o produto. Ele sairia da reunião repleto de brindes Sadia e receberia uma carta depois agradecendo pelo feedback. ( ) Mandava o vídeo do Rafael para o Jurídico com cópia para a área de RP pedindo uma orientação de como proceder para tirar o vídeo do ar e processar o Youtube. ( ) Deixava o vídeo do Rafael participar do concurso, uma vez que não tem nada que impeça no regulamento (*) e se o conteúdo é para ser gerado pelo consumidor, eu tenho que aguentar as consequencias e isto, talvez, passe simpatia para a marca. ( ) Tirava o concurso do ar por força maior. Dava um Wii para todos que enviaram vídeos. Demitia quem trouxe a proposta. ( ) Não faria nada. O vídeo do Rafael foi produzido pela agência de guerrilha para gerar buzz entre blogs.
  52. 62. Se você fosse o gerente de produto do HotPocket, você: ( ) Eliminava o vídeo do Rafael no ato. O concurso é meu: não sabe brincar, não brinca, “seu mala que quer aparecer”. ( ) Mandava o vídeo-feedback do Rafael para um focus group, com cópia para a área de desenvolvimento de produto e a pergunta: “o que podemos fazer para melhorar esta percepção?”. Chamaríamos o Rafael para uma reunião para entender a sua insatisfação e demonstrar o produto. Ele sairia da reunião repleto de brindes Sadia e receberia uma carta depois agradecendo pelo feedback. ( ) Mandava o vídeo do Rafael para o Jurídico com cópia para a área de RP pedindo uma orientação de como proceder para tirar o vídeo do ar e processar o Youtube. ( ) Deixava o vídeo do Rafael participar do concurso, uma vez que não tem nada que impeça no regulamento (*) e se o conteúdo é para ser gerado pelo consumidor, eu tenho que aguentar as consequencias e isto, talvez, passe simpatia para a marca. ( ) Tirava o concurso do ar por força maior. Dava um Wii para todos que enviaram vídeos. Demitia quem trouxe a proposta. ( ) Não faria nada. O vídeo do Rafael foi produzido pela agência de guerrilha para gerar buzz entre blogs.
  53. 63. Se você fosse o gerente de produto do HotPocket, você: ( ) Eliminava o vídeo do Rafael no ato. O concurso é meu: não sabe brincar, não brinca, “seu mala que quer aparecer”. ( ) Mandava o vídeo-feedback do Rafael para um focus group, com cópia para a área de desenvolvimento de produto e a pergunta: “o que podemos fazer para melhorar esta percepção?”. Chamaríamos o Rafael para uma reunião para entender a sua insatisfação e demonstrar o produto. Ele sairia da reunião repleto de brindes Sadia e receberia uma carta depois agradecendo pelo feedback. ( ) Mandava o vídeo do Rafael para o Jurídico com cópia para a área de RP pedindo uma orientação de como proceder para tirar o vídeo do ar e processar o Youtube. ( ) Deixava o vídeo do Rafael participar do concurso, uma vez que não tem nada que impeça no regulamento (*) e se o conteúdo é para ser gerado pelo consumidor, eu tenho que aguentar as consequências e isto, talvez, passe simpatia para a marca. ( ) Tirava o concurso do ar por força maior. Dava um Wii para todos que enviaram vídeos. Demitia quem trouxe a proposta. ( ) Não faria nada. O vídeo do Rafael foi produzido pela agência de guerrilha para gerar buzz entre blogs.
  54. 64. Se você fosse o gerente de produto do HotPocket, você: ( ) Eliminava o vídeo do Rafael no ato. O concurso é meu: não sabe brincar, não brinca, “seu mala que quer aparecer”. ( ) Mandava o vídeo-feedback do Rafael para um focus group, com cópia para a área de desenvolvimento de produto e a pergunta: “o que podemos fazer para melhorar esta percepção?”. Chamaríamos o Rafael para uma reunião para entender a sua insatisfação e demonstrar o produto. Ele sairia da reunião repleto de brindes Sadia e receberia uma carta depois agradecendo pelo feedback. ( ) Mandava o vídeo do Rafael para o Jurídico com cópia para a área de RP pedindo uma orientação de como proceder para tirar o vídeo do ar e processar o Youtube. ( ) Deixava o vídeo do Rafael participar do concurso, uma vez que não tem nada que impeça no regulamento (*) e se o conteúdo é para ser gerado pelo consumidor, eu tenho que aguentar as consequencias e isto, talvez, passe simpatia para a marca. ( ) Tirava o concurso do ar por força maior. Dava um Wii para todos que enviaram vídeos. Demitia quem trouxe a proposta. ( ) Não faria nada. O vídeo do Rafael foi produzido pela agência de guerrilha para gerar buzz entre blogs.
  55. 65. Se você fosse o gerente de produto do HotPocket, você: ( ) Eliminava o vídeo do Rafael no ato. O concurso é meu: não sabe brincar, não brinca, “seu mala que quer aparecer”. ( ) Mandava o vídeo-feedback do Rafael para um focus group, com cópia para a área de desenvolvimento de produto e a pergunta: “o que podemos fazer para melhorar esta percepção?”. Chamaríamos o Rafael para uma reunião para entender a sua insatisfação e demonstrar o produto. Ele sairia da reunião repleto de brindes Sadia e receberia uma carta depois agradecendo pelo feedback. ( ) Mandava o vídeo do Rafael para o Jurídico com cópia para a área de RP pedindo uma orientação de como proceder para tirar o vídeo do ar e processar o Youtube. ( ) Deixava o vídeo do Rafael participar do concurso, uma vez que não tem nada que impeça no regulamento (*) e se o conteúdo é para ser gerado pelo consumidor, eu tenho que aguentar as consequencias e isto, talvez, passe simpatia para a marca. ( ) Tirava o concurso do ar por força maior. Dava um Wii para todos que enviaram vídeos. Demitia quem trouxe a proposta. ( ) Não faria nada. O vídeo do Rafael foi produzido pela agência de guerrilha para gerar buzz entre blogs.
  56. 66. (*) Trechos retirados do regulamento: # O vídeo não poderá ter conteúdo que atente contra a lei, a moral e os bons costumes, sob pena de desclassificação automática do participante. # Por se tratar de um concurso cultural, o vídeo não deverá ser desenvolvido de forma a promover a Marca “Hot Pocket®” ou qualquer outra marca da Sadia, nem mesmo o Participante precisará adquirir, promover, consumir ou sugerir consumo de qualquer produto da Sadia. # Será motivo de desclassificação automática, sem comunicação prévia: (a) preenchimento incorreto ou incompleto das informações solicitadas no cadastro do Concurso; (b) realização, no vídeo ou na inscrição, de fraude, ilegalidade e/ou de ato atentatório à moral ou aos bons costumes; e (c) não cumprimento de quaisquer das condições estabelecidas neste regulamento.
  57. 67. O que você faria?
  58. 68. PORTO SEGURO
  59. 69. PORTO SEGURO
  60. 70. SÃO BENTO
  61. 73. FIQUE ATENTO! AS REAÇÕES SÃO IMPREVISÍVEIS
  62. 74. Defina uma estratégia de social media para sua empresa.
  63. 75. Pare de pensar em campanhas, pense em conversas.
  64. 76. Peça ajuda se precisar.
  65. 77. Não assuma que social media é a resposta para tudo.
  66. 78. Se seu produto ou serviço for ruim as Redes Sociais não irão consertá-lo.
  67. 79. Se o atendimento ao cliente não for bom, as Redes Sociais poderão ajudá-lo.
  68. 80. Posicione-se.
  69. 81. NUNCA ESQUEÇA O BÁSICO <ul><li>Ouça: Google Alerts, TweetDeck, SocialMentions, RSS… </li></ul><ul><li>Engage: http://namechk.com </li></ul><ul><li>Mensure: Audiência, Engajamento, Influência, Ação, Lealdade. </li></ul>
  70. 82. OBRIGADO! Antonio Mafra [email_address] www.meadiciona.com/amafra

×