O valor da educação e o conceito de qualidade. José Sérgio Carvalho FE USP
Uma dificuldade inicial: a unanimidade retórica a encobrir as profundas divergências conceituais
Educação e ascensão  econômica <ul><li>A Coréia exibe uma economia fervilhante, capaz de triplicar de tamanho a cada décad...
Revista Veja –Agosto de 2000  <ul><li>“ Enquanto o desemprego entre aqueles que têm menos de 4 anos de escolaridade ultrap...
O Significado Da Ação Educativa <ul><li>Educação concebida como elemento de ascensão social e econômica do indivíduo  que ...
Perspectivas de análise <ul><li>Veracidade dos dados e validade das conclusões sugeridas. </li></ul><ul><li>Pertinência da...
O duplo aspecto do nascer humano: Um novo ser na vida  (a dimensão bio-física da perpetuação da vida individual e da espéc...
Educação como iniciação nas realizações culturais <ul><li>O legado do mundo como bem comum: língua como bem cultural de um...
O conceito de qualidade como explicitação das divergências programáticas <ul><li>Educação como investimento: qualidade con...
A educação é o ponto em que decidimos se amamos o mundo [de heranças simbólicas] o bastante para assumirmos responsabilida...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

O valor da educação e o conceito de qualidade

1,826 views

Published on

Palestra realizada por José Sérgio Carvalho no Congresso Brasileiro de Educação Física Escolar em 2010

Published in: Health & Medicine
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,826
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
12
Actions
Shares
0
Downloads
14
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O valor da educação e o conceito de qualidade

  1. 1. O valor da educação e o conceito de qualidade. José Sérgio Carvalho FE USP
  2. 2. Uma dificuldade inicial: a unanimidade retórica a encobrir as profundas divergências conceituais
  3. 3. Educação e ascensão econômica <ul><li>A Coréia exibe uma economia fervilhante, capaz de triplicar de tamanho a cada década. Sua renda per capta cresceu dezenove vezes desde os anos 60, e a sociedade atingiu um patamar de bem-estar invejável. Os coreanos praticamente erradicaram o analfabetismo e colocaram 82% dos jovens na universidade. Já o Brasil mantém 13% de sua população na escuridão do analfabetismo e tem apenas 18% dos estudantes na faculdade. Sua renda per capta é hoje menos da metade da coreana. Em suma, o Brasil ficou para trás e a Coréia largou em disparada. Por que isso aconteceu? Porque a Coréia apostou no investimento ininterrupto e maciço na educação – e nós não . (Veja 2005) </li></ul>
  4. 4. Revista Veja –Agosto de 2000 <ul><li>“ Enquanto o desemprego entre aqueles que têm menos de 4 anos de escolaridade ultrapassa os 20% da população economicamente ativa, entre os pós-graduados ele não chega a 2%”. </li></ul><ul><li>“ Países como Singapura, Coréia a e Taiwan conheceram notável desenvolvimento econômico e tecnológico depois de uma década de pesados investimentos em educação”. </li></ul>
  5. 5. O Significado Da Ação Educativa <ul><li>Educação concebida como elemento de ascensão social e econômica do indivíduo que a ela se submete. </li></ul><ul><li>Educação concebida como motor do desenvolvimento tecnológico e econômico de uma sociedade. </li></ul>
  6. 6. Perspectivas de análise <ul><li>Veracidade dos dados e validade das conclusões sugeridas. </li></ul><ul><li>Pertinência da perspectiva adotada para a compreensão do significado da educação escolar do ponto de vista dos profissionais da educação e dos valores públicos. </li></ul>
  7. 7. O duplo aspecto do nascer humano: Um novo ser na vida (a dimensão bio-física da perpetuação da vida individual e da espécie) Um ser novo no mundo (entrada e a participação num legado público de heranças simbólicas e materiais a que temos direito)
  8. 8. Educação como iniciação nas realizações culturais <ul><li>O legado do mundo como bem comum: língua como bem cultural de um povo. </li></ul><ul><li>Objetos culturais e conteúdos escolares. </li></ul><ul><li>Conteúdos e valores nas heranças culturais. </li></ul>
  9. 9. O conceito de qualidade como explicitação das divergências programáticas <ul><li>Educação como investimento: qualidade concebida como êxito individual e privado do aluno. </li></ul><ul><li>Preparação das competências necessárias para os desafios do mercado de trabalho futuro. </li></ul><ul><li>Valor de troca: mercadoria. </li></ul><ul><li>Educação como iniciação na cultura: qualidade concebida como domínio das linguagens e valores do mundo público. Compromisso com sua conservação e renovação. </li></ul><ul><li>Criação de laços de pertencimento e identidade com um ‘mundo comum’. </li></ul><ul><li>Valor público: </li></ul><ul><li>um direito. </li></ul>
  10. 10. A educação é o ponto em que decidimos se amamos o mundo [de heranças simbólicas] o bastante para assumirmos responsabilidade por ele e, com tal gesto, salvá-lo da ruína que seria inevitável não fosse a renovação e a vinda dos novos e dos jovens. E educação é também onde decidimos se amamos nossas crianças o bastante para não expulsá-las de nosso mundo comum e abandoná-las a seus próprios recursos (...) preparando-as com antecedência para a tarefa de renovar um mundo comum”. Hannah Arendt.

×