Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Educação Espírita para a Infância
No ventre materno... <ul><li>Educador, onde está sua infância? </li></ul><ul><li>Resgate-a e terás a medida exata do traba...
Qual é para o Espírito, a utilidade de passar pelo estado da infância?LE.383 <ul><li>O  Espírito,  encarnando  para  se  a...
Para não esquecer! <ul><li>379  - O Espírito que anima o corpo de uma criança é tão desenvolvido quanto o de um adulto? </...
<ul><li>As  crianças  são  os  seres  que  Deus  envia  em  novas  existências  e, para  não  lhes  impor  uma  severidade...
<ul><li>“  Todos possuem em estado de latência poderes e faculdades maravilhosas cujo desenvolvimento harmônico e progress...
Perfil Psicológico do Educando <ul><li>Flutuação da Vontade; </li></ul><ul><li>Falta de persistência em seus procedimentos...
<ul><li>Alternância dos objetivos; </li></ul><ul><li>Versatilidade de suas disposições; </li></ul><ul><li>Crises de identi...
<ul><li>“  A quase totalidade dos Espíritos que constituem a atual Humanidade está na adolescência espiritual, que os cara...
<ul><li>“ Educar é promover a correta ordem preferencial dos valores a ser seguida pelos educandos.” </li></ul><ul><li>Ney...
Educação e Evangelização <ul><li>O homem possui aptidões, é um espírito imortal; educar para a eternidade. </li></ul><ul><...
<ul><li>5.  Favorecer o desenvolvimento integral; conquista da autonomia. </li></ul><ul><li>6. Ato de conhecimento e consc...
As funções reencarnatórias   <ul><li>A infância </li></ul><ul><li>1ª Transição </li></ul><ul><li>2ª Repouso </li></ul><ul>...
1ª Transição LE/183 <ul><li>Estado de passagem do Espírito de uma vida anterior para outra consecutiva. </li></ul><ul><li>...
Consequências Psicológicas Tendências boas ou más Aptidões já desenvolvidas Múltiplas experiências Sentimentos de culpa ou...
2ª Repouso LE/382 <ul><li>A necessidade desse período decorre de dois traumatismos sucessivos: </li></ul><ul><li>O da prep...
consequências <ul><li>Psicológicas </li></ul><ul><li>Estado de convalescência </li></ul><ul><li>-Perturbação espiritual po...
3ª Ocultamento LE/385&3º. <ul><li>Manifestação discreta da evolução espiritual da criança </li></ul><ul><li>Tendências del...
<ul><li>É necessário estar atento e prevenido em relação às amostras de imperfeições apresentadas para as providências edu...
4ª Atratividade LE/385&4 <ul><li>Pré adolescência </li></ul><ul><li>A graça inerente às crianças provocam a ternura dos ed...
5ª Plasticidade LE/385&7 e EE-VII,4&3 <ul><li>O sentimento intuitivo e inconsciente, da criança, de sua total dependência ...
Consequências  <ul><li>Psicológicas  </li></ul><ul><li>Todo esse quadro de indicadores converge na dependência </li></ul><...
Consequências  <ul><li>Pedagógicas </li></ul><ul><li>Essa plasticidade favorece o processo educativo </li></ul><ul><li>Os ...
6ª Emersão <ul><li>Afloramento espontâneo das virtualidades relativas (perfeições já conquistadas) </li></ul><ul><li>Vivên...
<ul><li>“ Assim, portanto, a infância é não só útil, necessária, indispensável, mas também consequência natural das leis q...
<ul><li>Elas são Espíritos que já existiam antes, em algum lugar; têm uma biografia pessoal, trazem vivências, experiência...
Insensibilidade Sensibilização Sensibilidade Sentimentos Atos Educação dos Sentimentos – Prof. Ney Lobo
Educa e transformarás... Irracionalidade Inteligência Humanidade Angelitude Emmanuel, Fonte Viva, 30
Encarnação Resistência Esforço Educação Evolução
<ul><li>A função educadora </li></ul><ul><li>Amor dos pais </li></ul><ul><li>Lar = Agência educadora natural </li></ul><ul...
Conteúdos Que abarquem as necessidades do ser; Deus; a sobrevivência da alma; a reencarnação. “ Toda aprendizagem exige re...
Só a educação poderá reformar os homens. O Livro dos Espíritos (796) É pela educação, mais do que pela instrução, que se r...
Educar exige: <ul><li>Pesquisa e convicção </li></ul><ul><li>Respeito aos saberes  do educando </li></ul><ul><li>Exemplo <...
CONDIÇÕES DO EDUCADOR: <ul><li>Essa arte (a educação) exige muito tato, muita experiência  profunda observação. </li></ul>...
<ul><li>Tato  – Empatia com o educando (usar um processo de comunicação adequado à fase infantil, entendendo suas limitaçõ...
<ul><li>Experiência  – interesse pelos conhecimentos a adquirir </li></ul>
<ul><li>Observação  – aprender a olhar com mais propriedade a criança quando ela brinca, pois nesta hora entrevemos seus i...
A abrangência do verbo educar envolve o compromisso espiritual de criar, desenvolver e estimular os valores transcendentai...
Conclusão <ul><li>Cada espírito um universo, uma necessidade </li></ul><ul><li>Cada reencarnação uma chance de evolução </...
Reencarnação <ul><li>Dentro do homem palpita </li></ul><ul><li>Um outro homem mais puro </li></ul><ul><li>Ser que se bate ...
<ul><li>“Não teria eu vivido em outro corpo ou em outra parte qualquer,antes de entrar no ventre da minha mãe?” ( “Confiss...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Educação espírita para a infância

125,783 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Educação espírita para a infância

  1. 1. Educação Espírita para a Infância
  2. 2. No ventre materno... <ul><li>Educador, onde está sua infância? </li></ul><ul><li>Resgate-a e terás a medida exata do trabalho que deve ser feito para educar. </li></ul>
  3. 3. Qual é para o Espírito, a utilidade de passar pelo estado da infância?LE.383 <ul><li>O Espírito, encarnando para se aperfeiçoar, é mais acessível, durante esse tempo, às impressões que recebe e que podem ajudar o seu adiantamento, para o qual devem contribuir aqueles que estão encarregados de sua educação. </li></ul>
  4. 4. Para não esquecer! <ul><li>379 - O Espírito que anima o corpo de uma criança é tão desenvolvido quanto o de um adulto? </li></ul><ul><li>– Pode até ser mais, se progrediu mais. São apenas órgãos imperfeitos que o impedem de se manifestar. Ele age em razão do instrumento, </li></ul><ul><li>com que pode se manifestar. </li></ul><ul><li>380 - Numa criança de tenra idade, o Espírito, exceto pelo obstáculo que a imperfeição dos órgãos opõe à sua livre manifestação, pensa como uma criança ou como um adulto? </li></ul><ul><li>– Quando é criança, é natural que os órgãos da inteligência, não es- </li></ul><ul><li>tando desenvolvidos, não possam lhe dar toda a intuição de um adulto; </li></ul><ul><li>ele tem, de fato, a inteligência bastante limitada, enquanto a idade faz </li></ul><ul><li>amadurecer sua razão. A perturbação que acompanha a encarnação não </li></ul><ul><li>cessa subitamente no momento do nascimento; ela somente se dissipa </li></ul><ul><li>gradualmente, com o desenvolvimento dos órgãos. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>As crianças são os seres que Deus envia em novas existências e, para não lhes impor uma severidade muito grande, lhes dá todo o toque de inocência. </li></ul><ul><li>Mesmo para uma criança de natureza má suas faltas são cobertas com a não-consciência de seus atos. </li></ul><ul><li>Mas, não é apenas por elas que Deus lhes dá esse aspecto, é também e principalmente por seus pais, cujo amor é necessário para sua fraqueza. Esse amor seria notoriamente enfraquecido frente a um caráter impertinente e rude, ao passo que, ao acreditar que seus filhos são bons e dóceis, lhes dão toda a afeição e os rodeiam com os mais atenciosos </li></ul><ul><li>cuidados. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>“ Todos possuem em estado de latência poderes e faculdades maravilhosas cujo desenvolvimento harmônico e progressivo deve constituir objeto da Educação.” </li></ul><ul><li>Vinicius </li></ul>
  7. 7. Perfil Psicológico do Educando <ul><li>Flutuação da Vontade; </li></ul><ul><li>Falta de persistência em seus procedimentos; </li></ul><ul><li>Mutabilidade de seu julgamento moral; </li></ul><ul><li>Vacilação de seus desejos; </li></ul><ul><li>Inquietação de sua mente; </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Alternância dos objetivos; </li></ul><ul><li>Versatilidade de suas disposições; </li></ul><ul><li>Crises de identidade; </li></ul><ul><li>Respostas altamente positivas ao esforço da educação. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>“ A quase totalidade dos Espíritos que constituem a atual Humanidade está na adolescência espiritual, que os caracteriza como espíritos moralmente instáveis, oscilantes entre o bem e o mal, mesmo na maturidade biológica.” </li></ul>
  10. 10. <ul><li>“ Educar é promover a correta ordem preferencial dos valores a ser seguida pelos educandos.” </li></ul><ul><li>Ney Lobo </li></ul>
  11. 11. Educação e Evangelização <ul><li>O homem possui aptidões, é um espírito imortal; educar para a eternidade. </li></ul><ul><li>O objetivo da educação é conduzir à verdadeira humanidade;desenvolver faculdades. </li></ul><ul><li>O homem é biológico e social. </li></ul><ul><li>Existência de duas morais: Dever e o Bem. </li></ul><ul><li>Transmissão do Conhecimento Espírita e da moral evangélica. </li></ul><ul><li>É preparar o ser humano para enfrentar todos os momentos e adversidades da vida nos postulados do Evangelho. </li></ul><ul><li>Evangelizar é trazer o Cristo de volta. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>5. Favorecer o desenvolvimento integral; conquista da autonomia. </li></ul><ul><li>6. Ato de conhecimento e conscientização . </li></ul><ul><li>7 . H omem em perma-nente busca de supe-ração das suas imper-feições e do seu saber relativo. </li></ul><ul><li>4. Evangelização espírita é Sol nas almas(...) </li></ul><ul><li>5. Mais valioso programa de assistência educativa ao homem. </li></ul><ul><li>6. E nvolver o educando numa atmosfera de responsabilidade,de respeito à vida,de fé em Deus, de amor aos semelhantes. </li></ul>
  13. 13. As funções reencarnatórias <ul><li>A infância </li></ul><ul><li>1ª Transição </li></ul><ul><li>2ª Repouso </li></ul><ul><li>3ª Ocultamento </li></ul><ul><li>4ª Atratividade </li></ul><ul><li>5ª Plasticidade </li></ul><ul><li>6ª Emersão </li></ul><ul><li>Ney Lobo </li></ul>
  14. 14. 1ª Transição LE/183 <ul><li>Estado de passagem do Espírito de uma vida anterior para outra consecutiva. </li></ul><ul><li>Até os sete anos- 1ª. Infância </li></ul><ul><li>Reencarnação inicial – formação do zigoto </li></ul><ul><li>Reencarnação final – até os sete anos </li></ul>
  15. 15. Consequências Psicológicas Tendências boas ou más Aptidões já desenvolvidas Múltiplas experiências Sentimentos de culpa ou mérito Algumas perfeições e imperfeições Vazios existenciais Pedagógicas Observação constante Dar prosseguimento e não inicio à educação Esforço de compreensão Não se impressionar com as vidências
  16. 16. 2ª Repouso LE/382 <ul><li>A necessidade desse período decorre de dois traumatismos sucessivos: </li></ul><ul><li>O da preparação da reencarnação e perturbação decorrente da contração do perispírito, o esquecimento progressivo do passado </li></ul><ul><li>O da gestação orgânica e do parto </li></ul>
  17. 17. consequências <ul><li>Psicológicas </li></ul><ul><li>Estado de convalescência </li></ul><ul><li>-Perturbação espiritual porque a reencarnação ainda não está concluída </li></ul><ul><li>Momento da implantação de novos valores </li></ul><ul><li>Pedagógicas </li></ul><ul><li>Necessidade de ambientes tranquilos </li></ul><ul><li>Preservação do silêncio e penumbra para o sono </li></ul><ul><li>Evitar que a criança presencie ou ouça qualquer conflito e discussões domésticos. </li></ul><ul><li>Não forçar ensinamentos desproporcionais à idade, observando o principio da maturação natural. </li></ul>
  18. 18. 3ª Ocultamento LE/385&3º. <ul><li>Manifestação discreta da evolução espiritual da criança </li></ul><ul><li>Tendências delituosas e vícios do passado são quase totalmente mascaradas. </li></ul><ul><li>A inocência putativa das crianças como efeito de ocultamento. </li></ul><ul><li>2ª. Infância ( 7 aos 12 anos)– Trabalhar os valores (vivências) </li></ul>
  19. 19. <ul><li>É necessário estar atento e prevenido em relação às amostras de imperfeições apresentadas para as providências educativas. </li></ul><ul><li>Não abandonar a educação dos espíritos altamente problemáticos. </li></ul><ul><li>Eles são instrumento para a educação dos pais principalmente. </li></ul><ul><li>LE/199a </li></ul>
  20. 20. 4ª Atratividade LE/385&4 <ul><li>Pré adolescência </li></ul><ul><li>A graça inerente às crianças provocam a ternura dos educadores. </li></ul><ul><li>A inocência aparente oculta os seus maus pendores. </li></ul><ul><li>Usam o choro como recurso sonoro para chamar a atenção e demonstrar desconforto. </li></ul><ul><li>Necessário vivenciar os diferentes valores. </li></ul>
  21. 21. 5ª Plasticidade LE/385&7 e EE-VII,4&3 <ul><li>O sentimento intuitivo e inconsciente, da criança, de sua total dependência dos seus pais e de outras pessoas: alimentação, agasalho,higiene, bem estar, locomoção, etc. </li></ul><ul><li>Carência, insegurança, hibernação de certos instintos. </li></ul>
  22. 22. Consequências <ul><li>Psicológicas </li></ul><ul><li>Todo esse quadro de indicadores converge na dependência </li></ul><ul><li>A dependência torna-o plástico, responsivo às solicitações gerais </li></ul><ul><li>Como seus instintos estão amodorrados ele é mais maleável e acessível às impressões capazes de lhe modificarem a natureza e fazê-lo progredir, o que torna mais fácil a tarefa que incumbe aos pais. EE-VIII,4&3 </li></ul>
  23. 23. Consequências <ul><li>Pedagógicas </li></ul><ul><li>Essa plasticidade favorece o processo educativo </li></ul><ul><li>Os educadores devem aproveitar esse estágio intensamente. </li></ul><ul><li>Essa receptividade ao esforço educativo, a partir daí vai crescendo, dificultando gradativamente a heteroeducação (LE-385,&7) que vai sendo substituída pela autoeducação ( a partir da juventude) </li></ul>
  24. 24. 6ª Emersão <ul><li>Afloramento espontâneo das virtualidades relativas (perfeições já conquistadas) </li></ul><ul><li>Vivência mais intensa/exemplo/grupo/autoeducação </li></ul><ul><li>Função principal dos educadores é a de propiciar o afloramento das qualidades subjacentes. </li></ul><ul><li>Procedimentos inadequados dos educadores poderão perturbar ou frustrar essa emersão espontânea. </li></ul>
  25. 25. <ul><li>“ Assim, portanto, a infância é não só útil, necessária, indispensável, mas também consequência natural das leis que Deus estabeleceu e que regem o Universo.” </li></ul><ul><li>O Livro dos Espíritos (385) </li></ul>
  26. 26. <ul><li>Elas são Espíritos que já existiam antes, em algum lugar; têm uma biografia pessoal, trazem vivências, experiências e um programa a executar nesta vida e aqui aportam para reviver e não para viver. </li></ul><ul><li>Hermínio Miranda </li></ul>
  27. 27. Insensibilidade Sensibilização Sensibilidade Sentimentos Atos Educação dos Sentimentos – Prof. Ney Lobo
  28. 28. Educa e transformarás... Irracionalidade Inteligência Humanidade Angelitude Emmanuel, Fonte Viva, 30
  29. 29. Encarnação Resistência Esforço Educação Evolução
  30. 30. <ul><li>A função educadora </li></ul><ul><li>Amor dos pais </li></ul><ul><li>Lar = Agência educadora natural </li></ul><ul><li>Educação Moral </li></ul><ul><li>Conquista de virtudes </li></ul><ul><li>Amor ao próximo </li></ul><ul><li>Sensibilização do sentimento </li></ul><ul><li>Direcionamento do caráter para o bem </li></ul>
  31. 31. Conteúdos Que abarquem as necessidades do ser; Deus; a sobrevivência da alma; a reencarnação. “ Toda aprendizagem exige recursos/exercícios/repetência para que se fixem nos painéis da memória transformando-os em recurso salutar.”
  32. 32. Só a educação poderá reformar os homens. O Livro dos Espíritos (796) É pela educação, mais do que pela instrução, que se reformará a Humanidade. Obras Póstumas
  33. 33. Educar exige: <ul><li>Pesquisa e convicção </li></ul><ul><li>Respeito aos saberes do educando </li></ul><ul><li>Exemplo </li></ul><ul><li>Aceitação do novo </li></ul><ul><li>Rejeição de qualquer forma de preconceito </li></ul><ul><li>Disponibilidade para o diálogo </li></ul><ul><li>Bom senso </li></ul><ul><li>Escuta </li></ul><ul><li>(Paulo Freire) </li></ul>
  34. 34. CONDIÇÕES DO EDUCADOR: <ul><li>Essa arte (a educação) exige muito tato, muita experiência profunda observação. </li></ul><ul><li>O Livro dos Espíritos ( 917-Comentário) </li></ul>
  35. 35. <ul><li>Tato – Empatia com o educando (usar um processo de comunicação adequado à fase infantil, entendendo suas limitações) </li></ul>
  36. 36. <ul><li>Experiência – interesse pelos conhecimentos a adquirir </li></ul>
  37. 37. <ul><li>Observação – aprender a olhar com mais propriedade a criança quando ela brinca, pois nesta hora entrevemos seus impulsos e tendências. </li></ul>
  38. 38. A abrangência do verbo educar envolve o compromisso espiritual de criar, desenvolver e estimular os valores transcendentais do ser, por isso o Espiritismo é uma doutrina essencialmente educativa plasmadora de funções e aquisições da saber eterno. Benedita Fernandes
  39. 39. Conclusão <ul><li>Cada espírito um universo, uma necessidade </li></ul><ul><li>Cada reencarnação uma chance de evolução </li></ul><ul><li>Tempo para pensar no ser espiritual que somos </li></ul><ul><li>Quebrar a barreira da dor e valorizar a vida </li></ul><ul><li>Abrir a porta da oportunidade </li></ul>
  40. 40. Reencarnação <ul><li>Dentro do homem palpita </li></ul><ul><li>Um outro homem mais puro </li></ul><ul><li>Ser que se bate e se agita </li></ul><ul><li>Para escapar do monturo </li></ul><ul><li>Uma lei que nunca erra </li></ul><ul><li>Reencarnação, lei bendita... </li></ul><ul><li>Cada ser retorna à Terra </li></ul><ul><li>Na lição que necessita. </li></ul><ul><li>(Jésus Gonçalves) </li></ul>
  41. 41. <ul><li>“Não teria eu vivido em outro corpo ou em outra parte qualquer,antes de entrar no ventre da minha mãe?” ( “Confissões “, I, cap. VI). </li></ul>Santo Agostinho (354-430)

×