Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
PSICOLOGIAFENOMENOLÓGICO-EXISTENCIAL  Psicóloga: Sara Campagnaro
EDMUND HUSSERL (1859-1938)   Estudou matemática   Foi aluno Franz Brentano e mestre de    Martin Heidegger   Principais...
MARTIN HEIDEGGER (1889-1976)   Estudou filosofia com Edmund Husserl   1927: Lança seu trabalho fundamental:    Ser e Tem...
JEAN-PAUL SARTRE (1905-1980)   Filósofo, escritor e crítico francês   Representante do existencialismo   Recusou recebe...
FENOMENOLOGIA   Conceito fundamental: Intencionalidade   Humanização da Ciência: homem e mundo são    inseparáveis   To...
QUE SENTIDO VOCÊ DÁ?
FENOMENOLOGIACrítica   a filosofia tradicionalChegar    ao fenômeno como ele se apresentaDescrição    da realidadeRedu...
CONCEITOS FUNDAMENTAIS                                         o Transcendênciao FACTICIDADE                              ...
EXISTENCIALISMOInfluência   de Husserl, Heidegger e KierkegaardSoren   Kierkegaard (1813 – 1855): filósofodinamarquês, f...
CONCEITOS FUNDAMENTAIS   Liberdade          Escolhas                   Má-fé                     Responsabilidade
FAÇA ALGO!
PSICOTERAPIA E SARTRECliente   visto como totalidadeSer-no-mundoO  indivíduo se define por seuprojetoSujeito   não é i...
PSICOTERAPIA E SARTRE   Relação Terapeuta-Paciente como um “encontro”   Ser humano só pode ser compreendido a partir de ...
O PAPEL DO TERAPEUTA
O PAPEL DO TERAPEUTA   Envolvimento com o cliente   Espelho de intenções   Empatia como essência do método fenomenológi...
O PAPEL DO TERAPEUTA   Criar uma nova saída para si mesmo   A “cura” é a própria autenticidade   A “Alta”
LIBERDADE
MÁ-FÉ
ANGÚSTIA
CIÊNCIA
FUNK DE JEAN-PAUL SARTRE
REFERÊNCIAS   COTRIM, Gilberto. Fundamentos da Filosofia. São Paulo: Saraiva, 1999.   ERTHAL, Tereza Cristina S. A abord...
OBRIGADA!          Sara CampagnaroContato: campagnaro4640@gmail.com
Psicologia Fenomenológico-Existencial
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Psicologia Fenomenológico-Existencial

48,603 views

Published on

Uma introdução sobre a fenomenologia e o existencialismo como bases para a prática psicológica.

  • Ótima síntese! Parabéns!!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Psicologia Fenomenológico-Existencial

  1. 1. PSICOLOGIAFENOMENOLÓGICO-EXISTENCIAL Psicóloga: Sara Campagnaro
  2. 2. EDMUND HUSSERL (1859-1938) Estudou matemática Foi aluno Franz Brentano e mestre de Martin Heidegger Principais Obras: As Investigações Lógicas (1900 – 1901) e A crise das ciências europeias e a fenomenologia transcendental (1936)
  3. 3. MARTIN HEIDEGGER (1889-1976) Estudou filosofia com Edmund Husserl 1927: Lança seu trabalho fundamental: Ser e Tempo Sempre afirmou trabalhar com o método fenomenológico Grande influência para: Jean-Paul Sartre
  4. 4. JEAN-PAUL SARTRE (1905-1980) Filósofo, escritor e crítico francês Representante do existencialismo Recusou receber o Nobel de Literatura de 1964 Duas grandes obras: O Ser e o Nada (1943) e Crítica da Razão Dialética (1960)
  5. 5. FENOMENOLOGIA Conceito fundamental: Intencionalidade Humanização da Ciência: homem e mundo são inseparáveis Toda a consciência é consciência de algo Consciência como doadora de sentido e significado para o mundo
  6. 6. QUE SENTIDO VOCÊ DÁ?
  7. 7. FENOMENOLOGIACrítica a filosofia tradicionalChegar ao fenômeno como ele se apresentaDescrição da realidadeRedução Fenomenológica = Por entre parêntesis
  8. 8. CONCEITOS FUNDAMENTAIS o Transcendênciao FACTICIDADE Fu t ur o en te – –P res sado oAngústia o Pas o PROJETO  DASEIN o AUTENTICIDADE/INAUTENTICIDADE
  9. 9. EXISTENCIALISMOInfluência de Husserl, Heidegger e KierkegaardSoren Kierkegaard (1813 – 1855): filósofodinamarquês, foi o primeiro a se denominar existencialistae a trabalhar o tema a fundoA existência precede a essênciaFenomenologia como método
  10. 10. CONCEITOS FUNDAMENTAIS Liberdade Escolhas  Má-fé Responsabilidade
  11. 11. FAÇA ALGO!
  12. 12. PSICOTERAPIA E SARTRECliente visto como totalidadeSer-no-mundoO indivíduo se define por seuprojetoSujeito não é idealizado
  13. 13. PSICOTERAPIA E SARTRE Relação Terapeuta-Paciente como um “encontro” Ser humano só pode ser compreendido a partir de si mesmo Aceitar riscos e responsabilidade Estágios da Terapia:  PARA – OUTRO  PARA-SI  PARA-SI-PARA-OUTRO
  14. 14. O PAPEL DO TERAPEUTA
  15. 15. O PAPEL DO TERAPEUTA Envolvimento com o cliente Espelho de intenções Empatia como essência do método fenomenológico Engajamento com o mundo do cliente Cliente + Intenção O terapeuta é desafiador
  16. 16. O PAPEL DO TERAPEUTA Criar uma nova saída para si mesmo A “cura” é a própria autenticidade A “Alta”
  17. 17. LIBERDADE
  18. 18. MÁ-FÉ
  19. 19. ANGÚSTIA
  20. 20. CIÊNCIA
  21. 21. FUNK DE JEAN-PAUL SARTRE
  22. 22. REFERÊNCIAS COTRIM, Gilberto. Fundamentos da Filosofia. São Paulo: Saraiva, 1999. ERTHAL, Tereza Cristina S. A abordagem Existencial Sartreana: Terapia Vivencial. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994. ERTHAL, Tereza Cristina S. Uma abordagem existencial em psicoterapia: A terapia vivencial. . Petrópolis, RJ: Vozes, 1994. FEIJOO, Ana Maria Lopez Calvo. A psicoterapia em uma perspectiva fenomenológico-existencial. São Paulo: Summus Editorial, 1991, 2ª ed. In: _____: ANGERAMI-CAMON, Valdemar (Org.) Psicoterapia Fenomenológico-Existencial. FIGUEIREDO, Luís C. Matrizes do pensamento psicológico. Petrópolis, RJ: Vozes, 1991.
  23. 23. OBRIGADA! Sara CampagnaroContato: campagnaro4640@gmail.com

×