Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Relatorio da aula pratica microbiologia 04 09 2016

Relatório de aula de microbiologia

  • Login to see the comments

Relatorio da aula pratica microbiologia 04 09 2016

  1. 1. FACULDADE REDENTOR CURSO: FISIOTERAPIA CAMILA PASCOAL, HELENICE, HIULY, LETICIA, MARIA APARECIDA RELATORIO DE AULA PRATICA Relatório da aula pratica de Microbiologia apresentado a disciplina de Fisioterapia da Instituição Sociedade Universitária Faculdade Redentor da cidade de Itaperuna Rj, para obtenção de notas parciais pertinentes a matéria. Professor. Vagner Amado Veiga Itaperuna 2016
  2. 2. Introdução Controle microbiano e técnicas de biossegurança. Regras de laboratório, normas de regulatória para evitar transtornos Normas de Biossegurança são um conjunto de ações voltadas para a prevenção, minimização ou eliminação de riscos inerentes às atividades realizadas no laboratório durante as aulas práticas. Cuidados gerais a serem adotados no laboratório de microbiologia: 1. Assumir postura cuidadosa e responsável durante as experiências, através da concentração sobre o trabalho e o conhecimento sobre o mesmo 2. Seguir expressamente as orientações de aula do professor 3. Manter as unhas aparadas 4. Manter o cabelo preso para evitar acidentes; 5. É recomendado o uso de calça comprida e calçados fechados 6. É indispensável o uso do jaleco 7. Evitar se apoiar, sem necessidade, sobre as bancadas 8. No caso de ferimentos nas mãos não realizar a aula prática (comunicar ao professor) 9. Comunicar imediatamente ao responsável qualquer ferimento sofrido dentro do laboratório 10.É obrigatório fazer anti-sepsia das mãos antes e após as atividades práticas 11.É obrigatório fazer a desinfecção da bancada antes e após as atividades práticas; 12.É proibido comer ou beber dentro do laboratório 13.Não tocar a mucosa oral, nasal ou ocular durante as atividades práticas 14.Não pipetar com a boca, utilizando sempre pêra ou dispositivos similares 15.Ao derramar culturas bacterianas cobrir a área com papel toalha e colocar desinfetante (comunicar ao professor) 16.Ao derramar líquidos, cuidado com comprometimento da rede elétrica pois existe o risco de choque elétrico; Normas de trabalho e utilização dos equipamentos • O uso de jaleco é obrigatório; • Não é permitido o uso de telefones celulares nas aulas práticas. • Não é permitido fumar e/ou comer no Laboratório. • Todo material fornecido durante o período de aulas práticas é de total responsabilidade do aluno, devendo o mesmo zelar por ele. • Comunicar ao Docente qualquer tipo de problema referente ao laminário e/ou ao Microscópio. Manuseio de um microscópio óptico O microscópio óptico (de luz) é um instrumento óptico de precisão que deverá ser utilizado com disciplina, cuidado e zelo, observando rigidamente as normas de conduta no interior do laboratório. Antes de iniciar o trabalho com o microscópio observe atentamente o seguinte: - Retire a capa de proteção, - Verifique se o sistema de iluminação encontra-se na tensão mínima, caso contrário diminua até o mínimo e só depois ligue (plugar) a tomada. - Acione o interruptor para posição “on” para acender a lâmpada do sistema de iluminação.
  3. 3. 1. Verificar se a lâmpada encontra-se acessa. 2. Movimentar o revólver, colocando em posição a objetiva de menor aumento (4X). 3. Tomar a lâmina com a lamínula para cima e colocá-la na platina, prendendo-a. 4. Movimentar o charriot, fazendo com que o preparado fique imediatamente abaixo da objetiva e sendo atravessado pelo feixe de luz. 5. Com o parafuso macrométrico, elevar a platina ao máximo, observando para que a objetiva não toque na lamínula, pois poderá quebrá-la. 6. Focalizar a preparação para a obtenção de uma imagem nítida, movimentando o parafuso macrométrico e abaixando a platina até que se possa visualizar a imagem. 7. Ajustar o foco com o parafuso micrométrico. 8. Colocar a região do preparado que se quer ver com maior aumento bem no centro do campo frontal da lente. 9. Movimentar o revólver, colocando em posição a objetiva de 10X (aumento médio). 10. Repetir o procedimento do item 7. 11. Colocar a objetiva de 40X (maior aumento) em posição e repetir o item 7. 12. A objetiva de imersão (100x) é utilizada com óleo de imersão: gire o revólver no sentido desta objetiva; antes de dispô-la no eixo óptico, ponha sobre a preparação uma gota do óleo de imersão fornecido pelo docente ou pelo técnico responsável; em seguida gire a objetiva até que a mesma contactar o óleo; use o micrométrico para focar Objetivos Normas de regulatória para evitar transtornos Normas de Biossegurança voltadas para a prevenção, minimização ou eliminação de riscos inerentes às atividades realizadas no laboratório durante as aulas práticas. Material e métodos Materiais: Cloro , Iodo , placa de pétrea, saliva palito com algodão para remoção da saliva Procedimento: Foi coletado a saliva em um palito de algodão e colocado na placa de pétreo e adicionada uma porção de cloro em um lado da praça e uma porção de Iodo no outro lado da placa, para teste bacteriano, colocado na estufa em temperatura de 37º e retirado após 24 horas
  4. 4. Placa de pétreo com material após 24 horas. OBS: Após as 24 horas foi retirada da estufa, e observada que a bactéria não desenvolveu no cloro. Porém no Iodo ela cresceu. Como segue em anexo. Amostra coletada após 24 horas. Gráfico 1 Cloro Gráfico 2 Iodo Resultados e discussão “Os resultados da contagem de micro-organismos ( graf. 01) indicam um nível baixo de contaminação nas amostras analisadas: Teste Bacteriano 24 24 cloro Iodo
  5. 5. “Os resultados da contagem de micro-organismos ( graf. 02) indicam um elevado nível de contaminação nas amostras analisadas: Conclusão O cloro foi eficiente não houve crescimento da bactéria, já o Iodo não foi eficiente, e a bactéria desenvolveu normalmente. Referências Para Livro Laboratório de Microbiologia: normas gerais, instruções de trabalho e Procedimentos Operacionais Padrões 1ª edição Lajeado, 2013 Coordenação e revisão final: Ivete Maria Hammes Editoração: Bruno Henrique Braun e Marlon Alceu Cristófoli Capa: Bruno Henrique Braun Avelino Tallini, 171 - Bairro Universitário - Cx. Postal 155 - CEP 95900-000, Lajeado - RS, Brasil. Fone: (51) 3714-7024 / Fone/Fax: (51) 3714-7000 E-mail: editora@univates.br / http://www.univates.br/editora S182 Salvatori, Rosângela Uhrig Laboratório de Microbiologia: normas gerais, instruções de trabalho e procedimentos operacionais padrões / Rosângela Uhrig Salvatori, Greice Aline Kaisecamp Wolf, Fabíola Dresch e Andreia Aparecida Guimarães Strohschoen - Lajeado: Ed. da Univates, 2013. 72 p. ISBN 978-85-8167- 044-7 1. Microbiologia 2. Manual de laboratório I. Título CDU: 579(035)

×